Você está na página 1de 38

CAPÍTULO 12

Alavancagem e Estrutura de Capital


• Recursos do Instrutor
Resumo
Este capítulo introduz o aluno aos conceitos de operação e financialleverage e os negócios
associados e riscos financeiros. Como pré-requisito para alavancagem operacional, análise de ponto
de equilíbrio é apresentado através de métodos gráficos e algébricos. As limitações da análise de
equilíbrio também são discutidos. Alavancagem financeira é apresentado graficamente, comparando
os planos financeiros de um conjunto de lucro antes de juros e mesas-lucro por ação (EBIT-EPS)
eixos. O grau de operação, financeiros, totalleverage e são apresentados para fornecer ferramentas
para medir as diferenças relativas de risco de diferentes estruturas operacionais e financeiros dentro
da estrutura da Capital Firmo é discutido no que diz respeito a uma empresa 's mix ideal de dívida e
capital, e os EBIT-EPS e modelo de avaliação abordagens para avaliar a estrutura de capital, bem
como importantes fatores qualitativos, são apresentados. Capítulo 12 explica como conceitos como
análise de equilíbrio, alavancagem e risco decorrente de empréstimos terá impacto professionallife
do aluno e personallife.
Guia de Estudo
Os exemplos seguintes Guia de Estudo são sugeridos para apresentação em sala de aula:
Exemplo
Assunto
(1.15)
Grau de alavancagem operacional análise Breakeven
• Resposta sugerida ao Capítulo Pergunta
Pensar Abertura Criticai
Antes da fusão, a relação Cv'S da dívida e capital próprio foi de 28,9%.Após a fusão, a dívida CVS /
Caremark 's o patrimônio líquido relação era de 8,5%.O que isso lhe diz sobre relação Caremark da
dívida e capital próprio, antes da fusão?
Caremark tinha uma dívida muito pouco antes de sua fusão com o CVS. Antes da fusão, CVS tinha
$ 2.870 milhões em dívida de longo prazo. A dívida da companhia combinada "s aumentou em US
$ 25 milhões na época da fusão. Ratio Caremark de dívida em capital de baixa ea relação dívida
em capital de baixo da entidade combinada permitiu CVS / Caremark para assumir um
empréstimo ponte para facilitar a fusão e financiamento da dívida subseqüentes de longo prazo
para pagar um dividendo especial de $ 7,50 para todos os Caremark acionistas e iniciar uma
recompra $ 5 bilhões de aproximadamente 10% do CVS / Caremark.
298 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
• Respostas a Questões de Revisão
1, alavancagem é o uso de custos fixos ou fundos de ativos para aumentar os retornos aos
proprietários.Alavancagem está intimamente relacionado com o risco de ser incapaz de cumprir
as obrigações financeiras e operacionais, quando devido. Alavancagem operacional refere-se a
sensibilidade do lucro antes de juros e impostos para mudanças na receita de
vendas.Financialleverage refere-se a sensibilidade do lucro disponível aos acionistas ordinários
às mudanças no lucro antes de juros e impostos, Totalleverage refere-se a sensibilidade global
do lucro disponível aos acionistas ordinários às mudanças na receita de vendas.
2, A empresa está operando ponto de equilíbrio é o nível de vendas em que todos os custos
operacionais fixos e variáveis são cobertos; ie EBIT igual a zero, um aumento dos custos
operacionais fixos e custos variáveis de operação irá aumentar o ponto de equilíbrio operacional
e vice-versa, um aumento no preço de venda por unidade vai diminuir o ponto de equilíbrio
operacional e vice-versa,
3, em funcionamento a alavancagem é a capacidade de usar os custos fixos operacionais para
ampliar os efeitos das mudanças nas vendas em lucro antes de juros e impostos, alavancar
resultados operacionais da existência de custos operacionais fixos na empresa 's fluxo de
renda.O grau de alavancagem operacional (GAO) é medido através da divisão de uma
mudança por cento no EBIT pela variação percentual nas vendas.Também pode ser calculado
para um nível de vendas de base usando a seguinte equação:
Qx (P-CV) DOL na
base de vendas Q nível =-=----'----'---
Qx (P-CV)-FC
ONDE:
Q = quantidade de unidades
P = preço de venda por
unidade VC = custos variáveis
por unidade FC = custos fixos
por período
4, Financialleverage é o uso de custos fixos financeiros para ampliar os efeitos das mudanças
no EBIT em EPS, Financialleverage é causada pela presença de custos fixos financeiros, tais
como juros sobre a dívida e dividendos de ações preferenciais.O grau de financialleverage
(DFL) pode ser medido por uma das duas equações:
DFL Variação% em
EPS = Variação% no
EBIT
a,
b
EBIT
DFL na base EBIT = nível -----;:-------"" 7
EBIT - 1 - [PDx (l + (1 - T))]
ONDE:
EPS = lucro por ação
EBIT = lucro antes de juros e impostos que
eu = juros sobre a dívida
PD = dividendos de ações preferenciais
5, O totalleverage da empresa é o efeito combinado de custos fixos, tanto operacionais e
financeiros, e, portanto, diretamente relacionada à operação da empresa e alavancagem
financeira.Aumenta nestes tipos de alavancagem vai aumentar o risco total e vice-versa, os dois
tipos de alavancagem se complementam no sentido de que seus efeitos não são aditivos, mas
sim que eles são multiplicativos. Isto significa que o efeito global da presença destes tipos de
alavancagem sobre a empresa é bastante grande, já que a sua influência combinada mais do
que proporcionalmente amplia os efeitos das mudanças nas vendas em EPS,
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 299
6. A empresa 's estrutura de capital é a mistura de dívida de longo prazo e capital
próprio que utiliza.As principais diferenças entre dívida e capital próprio estão resumidos na
tabela abaixo.
Principais diferenças entre Dívida e Capital Próprio
Tipo de Capital
Característica
dívidas.
PATRIMONIO
Voz em Gestão de sinistros "na Maturidade rendimentos e bens
Tratamento fiscal
Não
Sênior para capital Dito
Dedução de juros
Sim
Subordinado a nenhuma dívida
Nenhuma dedução
"No padrão, os detentores de dívida e ações preferenciais pode receber uma voz na
gestão, caso contrário, somente ações ordinárias têm direito a voto.
Os índices usados para determinar o grau de financialleverage na empresa a estrutura de
capital são as dívidas e os rácios da dívida de capital, que são medidas diretas, e os juros
vezes ganhou e fixa índices de cobertura de pagamento que são medidas indiretas.Superior
relações diretas indicam um maior nível de financialleverage. Se índices de cobertura são
baixos, a empresa é menos capaz de satisfazer os pagamentos fixos e geralmente terá
financialleverage alta.
7.A estrutura de capital de empresas não americanas pode ser bastante diferente da de
corporações dos EUA.
Essas empresas tendem a ter mais dívidas do que as empresas nacionais. Vários motivos
contribuem para este fato. Mercados de capitais dos EUA são mais desenvolvidos do que a
maioria de outros países, proporcionando as empresas dos EUA com formas mais alternativas
de financiamento. Além disso, grandes bancos comerciais assumir um papel ativo no
financiamento de empresas estrangeiras. Propriedade das ações é mais concentrado em
empresas estrangeiras, o que reduz ou elimina os problemas de agência em potencial e as
empresas licenças para operar com maior alavancagem.
Semelhanças existem entre as empresas não-americanas e dos EUA em relação à estrutura de
capital. Rácios da dívida dentro de agrupamentos industriais geralmente seguem padrões
semelhantes, como fazem em os EUA, e grandes empresas multinacionais (MNCs), com sede fora
dos EUA partes mais semelhanças com as multinacionais do que com as pequenas empresas
com sede em seu país de origem. Nos últimos anos, as empresas estrangeiras afastaram-se
financiamento bancário, levando a estruturas de capital que estão mais próximos de forma a que
das corporações dos EUA.
8.A dedutibilidade fiscal dos juros é o principal benefício do financiamento da dívida. Com
efeito, o governo subsidia o custo da dívida através da dedução fiscal.Porque isso reduz a
quantidade de impostos pagos, o salário mais estão disponíveis para os investidores.
9. Risco do negócio é o risco que a empresa não será capaz de cobrir seus custos
operacionais.Três fatores que afetam risco do negócio são o uso de custos operacionais fixos
(alavancagem operacional), a estabilidade da receita, custo e estabilidade. Estabilidade de
receita refere-se a variabilidade ative rel da empresa 's receitas de vendas, que é uma função da
demanda para a empresa' s produto. Estabilidade de custos refere-se à previsibilidade ative rel
dos preços de entrada, como trabalho e materiais. A maior estabilidade das receitas e custo mais
baixo o risco do negócio. A decisão de estrutura de capital é influenciado pelo nível de risco do
negócio. Empresas com negócios de alto risco tendem a estruturas de capital menos altamente
alavancados, e vice-versa.

Risco financeiro é o risco que a empresa será incapaz de cumprir as obrigações financeiras
necessárias.Os componentes mais de custo fixo em uma empresa 's estrutura de capital (dívida,
arrendamentos, e ações preferenciais), a maior financialleverage seu e risco financeiro. Portanto,
o risco financeiro é afetado pela estrutura de gestão do capital de decisão, e que é afetado por
riscos do negócio.
300 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
10, O problema de agência ocorre porque os credores fornecem fundos para uma empresa com
base em suas expectativas para a empresa 's despesas de capital atual e futuro e estrutura de
capital, que determinam a empresa' s do negócio eo risco financeiro.Gerentes de empresa,
como agentes para os proprietários, têm um incentivo para "aproveitar" de credores. Credores
têm um incentivo para proteger seus próprios interesses e desenvolveram técnicas de
monitoramento e controle para fazer isso. Credores se proteger por meio de convênios de
empréstimo que limitam a capacidade da empresa para alterar significativamente seus
negócios ou risco financeiro. Esses convênios podem incluir a manutenção de um nível mínimo
de capital de giro líquido, as restrições sobre as aquisições de ativos e endividamento adicional
(por meio de índices de cobertura mínima), os salários dos executivos, e payrnents dividendos.
A empresa incorre em custos de agência quando se concorda com as disposições operacionais
e financeiros no contrato de empréstimo. Uma vez que o risco da empresa 's é um pouco
controlada pela convênios, o credor pode fornecer fundos a um custo menor, o que beneficia a
empresa e seus proprietários.
11, Asymmetric resultados informações quando os gerentes de uma empresa 's ter mais
informações sobre as operações e as perspectivas futuras do que os investidores fazem.Esta
informação adicional, geralmente causam os gerentes financeiros para arrecadar fundos
usando uma hierarquia (a hierarquia de início de financiamento com lucros retidos, seguido
por dívida, e, finalmente, equidade,) em vez de manter uma estrutura de capital-alvo. Esta
pode parecer inconsistente com a maximização da riqueza, mas a informação assimétrica
permite o gerenciamento de tomar decisões da estrutura de capital que, de fato, levar a
maximização da riqueza.
Por causa da gestão 's o acesso à informação assimétrica, a empresa' s decisões de
financiamento podem dar sinais aos investidores refletindo gestão 's vista do valor das ações. A
utilização da dívida envia um sinal positivo de que a administração acredita seu estoque está
subvalorizado. Por outro lado, a emissão de novas ações pode ser interpretada como um sinal
negativo que a administração acredita que o estoque está sobrevalorizado. Isto leva a um
declínio no preço das ações, tornando-financiamento de capital novo, muito caro.
12, o aumento da financialleverage, tanto o custo da dívida eo custo do aumento de capital,
com eqüidade a aumentar a um ritmo mais rápido. O custo global do capital, com a adição de
dívida só começa a diminuir, atinge um mínimo, e depois começa a aumentar. Há uma
estrutura ótima de capital sob esta abordagem, que ocorrem no ponto de mínimo do custo de
capital Esta estrutura ótima de capital permite o gerenciamento de investir em um maior
número de projetos rentáveis, maximizando o valor da empresa.
13, A abordagem EBIT-EPS é baseada na suposição de que a empresa, tentando maximizar o
EPS, também irá maximizar a riqueza dos proprietários.A abordagem teórica de identificar a
estrutura ótima de capital avalia a estrutura de capital com base na minimização do custo total
de capital e maximizar valor, a abordagem EBIT-EPS envolve a seleção da estrutura de capital
fornecendo EPS máximo, que é assumido como sendo consistente com a maximização da preço
da ação. Esta abordagem acredita-se que indiretamente, ser consistente com a maximização da
riqueza, uma vez EPS e compartilhar
preço são acreditados para estar intimamente relacionados. Ele é usado para escolher o
melhor de uma série de estruturas de capital possíveis, ao invés de determinar um
"estrutura ótima de capital." O ponto de equilíbrio financeiro é o nível de EBIT em que a
empresa EPS 's seria igual a zero, o ponto de equilíbrio financeiro pode ser determinado
encontrando o custo antes do imposto de juros e dividendos preferenciais. Deixando um
interesse =
PD = dividendos preferenciais, e t = taxa de imposto, a expressão para o exercício ponto de
equilíbrio é:
Financeira breakeven ponto = I + PD
(1 - taxa de imposto)
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 301
O gráfico a seguir ilustra este conceito.
Financiai Breakeven
20
15
Financiai Paint Breakeven
10

3000240:=Q
w O +------,-------,,-----, ff --- ,--------,--,--------- ,------,
40 20000 O 60000 80000 100000 120000 140000
-5
-10
-15
EBIT ($)
14. É muito improvável que os dois objetivos de maximizar o valor e maximizando EPS
levaria à mesma conclusão sobre a estrutura ótima de capital. Geralmente, a estrutura ótima
de capital terá uma menor percentagem de dívida sob maximização de riqueza do que com a
maximização EPS. Isso ocorre porque a maximização da EPS não considera risco.
15. Basicamente, o firrn deve encontrar a estrutura ótima de capital que equilibra risco e
retorno fatores para maximizar o valor das ações. Isto requer estimativas de taxas de retorno
exigidas sob diferentes níveis de risco: a estimativa de risco associado a cada nível da dívida
eo valor da empresa no âmbito de cada nível de endividamento, dado o risco. A empresa deve,
então, escolher aquele que maximiza o seu valor. Além de considerações quantitativas, a
empresa deve levar em conta fatores relacionados ao risco de negócios, custos de agência ea
informação assimétrica. Estes incluem (1) a estabilidade da receita, (2) fluxo de caixa, (3)
obrigações contratuais, preferências (4), gestão (5), controle (6) a avaliação de riscos
externos, e (7) timing.
• Resposta sugerida para Criticai Pergunta para
Pensar Concentre-se no Box Prática
O que pode causar a diminuição gradual da alavancagem operacional para Adobe?
Uma causa comum de uma diminuição da alavancagem operacional é reduzido as vendas que
antecederam a expiração ou aposentadoria de produtos mais antigos. Em algum momento a
empresa deve ramp up para produtos de substituição, e que provoca uma queda adicional na
alavancagem operacional. Uma vez que os produtos mais novos são introduzidos, alavancagem
operacional é provável que rebote.
• Resposta sugerida para Criticai Pergunta para
Pensar Foco na Caixa de Ética
Que efeito teria um custo menor de capital tem sobre os investimentos futuros da
empresa?
Menor custo de capital pode incentivar negócios de aquisição que não seria contemplado em um
ambiente de crédito mais apertadas. O resultado final pode ser que vá longe demais firmas de
private equity e começar a fechar acordos cada vez mais duvidosa. Condições de crédito para
aquisições alavancadas (LBO) nunca foi tão fácil. Bancos, fundos de hedge e outros credores estão
dispostos a financiar aquisições em níveis historicamente baixos. Alguns dos negócios têm poucas
restrições. Esses empréstimos têm sido estruturadas com "aliança-lite" acordos que colocam
algumas restrições ou dispara sobre os termos. Como muitos fenômenos na área financeira, as
coisas boas muitas vezes pode levar ao excesso de uma coisa boa.
302 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
• Respostas a exercícios de aquecimento
E12-L análise Breakeven
Resposta: O ponto de equilíbrio operacional é o nível de vendas em que todos os custos
operacionais fixos e variáveis são cobertos e EBIT é igual a $ 0,
Q = FC + (P - CV)
Q = $ 12.500 + ($ 25 - $ 10) = 833,33 ou 834 unidades
E12-2, os custos variáveis eo ponto de equilíbrio operacional
Resposta: Calcule o ponto de equilíbrio para o processo atual eo ponto de equilíbrio para o
novo processo e comparar os dois.
= $ 15.000 + ($ 6,00 - $ 2,50) = 4.286 caixas de
Breakeven atual: Ql
New breakeven: Q2 = $ 16,500 + ($ 6,50 - $ 2,50) = 4.125 caixas
Se Great Fish Taco Corporation faz o investimento, pode reduzir seu ponto de equilíbrio
por 161 caixas,
E12-3, de risco ajustado as taxas de desconto
Resposta: Use Equação 12,5 para encontrar o DOL em 15.000 unidades.
Q = 15.000 P = $ 20
VC = $ 12 FC = $
30.000

DOL em 15000 unidades = 15.000 x ($ 20 - $ 12) = $ 120.000 = 1,33


, 15.000 x ($ 20 - $ 12) - $ 30.000 $ 90.000
E12-4, DFL

Resposta: EBIT Substitute = $ 20.000, 1 = US $ 3.000, PD = US $ 4.000, ea taxa de


imposto (T = 0,38) na Equação 12,7,

DFL em $ 20.000 EBIT = $ 20.000


$ 20.000 - $ 3.000 - [4.000 $ x (1 + (1-0,38)]
$ 90.000
(1.15)
10.77
E12-5, o lucro operacional líquido após os impostos (NOPAT)
Resposta: Calcule EBIT, então NOP AT eo custo médio ponderado de capital (W ACC) para
Indústrias Cobalt.
EBIT = (150.000 x $ 10) - 250.000 dólares - (150.000 x $ 5) =
500.000 $ NOPAT = EBIT x (1 - T) = $ 500.000 x (1 - 0,38) = $
310000

Empresa deA valor = NOPAT = $ 310000 = 3647059 $


r: 0085 "
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 303
• Soluções para Problemas
-4.1 LG 1: Breakeven ponto
algébrica Basic
FC Q = (p-VC)
Q = $ 12.350 = 1 300
($ 24,95 - $ 15,45),
9.2. LG 1: Breakeven comparações-
algébrica Basic
FC Q = (P-VC)

Empresa F: Q = $ 45.000 = 4 000 unidades


($ 18,00 - $ 6,75),

Empresa G: Q = $ 30.000 = 4 000 unidades


($ 21,00-$ 13,50),

Empresa H: Q = 90.000 dólares = 5 000 unidades


($ 30.00-$ 12,00),

b.Pelo menos a partir arriscado mais arriscado: F e G são de risco igual, então H. É importante
reconhecer que a alavancagem operacional é apenas uma medida de risco.
a.
2.3 LG 1: Breakeven Intermediário ponto
algébrica e gráfica
a. Q = FC - ": - (P - CV)

Q = $ 473.000 - ': - ($ 129 - $ 86) Q


= 11.000 unidades
b.
Análise gráfica do Ponto de Equilíbrio Operacional
3000

500 F - 7 '".-- - • .- - ---+-. -.• • Custo Fixo

7.
Lucros

Breakeven): Receita de vendas


Pontos

Total:
~ Custo Operacional
2500
õ

s 2000 ~
Q)::: J

ffi 1500

Q
a:

1il 1000
o Ü

Perdas
O "----,----,---,----- r ---- .----,
O 4000 8000 12000 16000 20000 24000
Unidade de Vendas

\
304 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
P12-4, LG 1: Breakeven
análise Intermediate
a,

Q = 73.500 $ 21 mil CDs =


($ 13,98 - $ 10,48),
b.Total dos custos operacionais = FC + (Q x VC)
Total dos custos operacionais = $ 73.500 + (21.000
x 10,48 dólares) os custos operacionais Total = $
293.580
c, 2.000 x 12 = 24.000 CDs por ano. 2.000 registros por mês exceder o ponto de
equilíbrio operacional em 3000 registros por ano.Barry deve entrar no negócio de CD.
d.EBIT = (P x Q) - FC - (VC x Q)
EBIT = ($ 13,98 x 24.000) - $ 73.500 - (24.000 x $
10,48) EBIT = $ 335.520 - $ 73.500 - $ 251.520
EBIT = $ 10.500
P12-5, LG 1: Análise do
Ponto de Equilíbrio Fácil
um, Break even point em meses = custo fixo -, - (benefício mensal - mensal dos
custos variáveis) $ 500 -, - ($ 35 - $ 20) = $ 500 -, - $ 15 = 33 1 / 3 meses
b.Instale o Geo-Tracker, pois o dispositivo se paga mais de 33,3 meses, que é menos do
que os 36 meses que Paulo está pensando em possuir o carro.
P12-6, LG 1: Breakeven ponto de mudança de
custos / receitas Intermediate
a, Q = F -: - (P - CV) Q = $ 40.000 -: - ($ 10 - US $ 8) = 20 mil livros
b. Q = $ 44.000 -: - $ 2,00 = 22.000 livros
c, Q = $ 40.000 -: - $ 2,50 = 16.000 livros
d. Q = $ 40.000 -: - $ L50 = 26.667 livros
e, O ponto de equilíbrio operacional está diretamente relacionada aos custos fixos e
variáveis e inversamente relacionada com o preço de venda.Aumento nos custos de
elevar o ponto de equilíbrio operacional, enquanto os aumentos no preço mais baixo
dela.
P12-7, LG 1: Breakeven Challenge análise
FC 4000 $ 2,000 fi '

a, = (P _ v: C) = =, igunnes
r '$ 8,00 - $ 6,00
b.Vendas $ 10.000
Menos
custo fixo
Custos variáveis ($ 6 x 1.500) EBIT
4.000 9.000 - $ 3.000
Q
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 305
C Seviços
$ 90.000
Menos
Custos fixos 4000
Custos variáveis ($ 6 x 1.500) 9.000
EBIT $ 2.000

= EBIT + FC = $ 4.000 + $ 4.000 = $ 8.000 d.

P-VC $ 8 - $ 6 $ 2
EUma alternativa é o preço das unidades de maneira diferente com base no custo variável da
unidade. Os mais caros para produzir terá preços mais altos do que os modelos de produção
menos caro. Se quiserem manter o mesmo preço para todas as unidades que necessitem de
reduzir a seleção dos 15 tipos atualmente disponíveis para um número menor, que inclui apenas
aqueles que têm um custo variável médio abaixo de US $ 5,33 ($ 8 - $ 4000 / 1500 unidades).
4.000 unidades
P12-8. LG 2: EBIT sensibilidade Intermediate
a. e b.
8000 Unidades
10.000 unidades
12.000 Unidades
Seviços
Menos: Custos variáveis Menos: custos fixos EBIT
72.000 $ 40.000 20.000 $ 12.000
90 mil dólares americanos 50.000 20.000 $ 20.000
108000 $ 60,000 20,000 28,000 dólares
C
Vendas da unidade
$ 90.000
$ 90.000
12.0
Mudança percentual na porcentagem de unidades vendidas
(8.000 - 10.000) -: - 10.000
(12.000 - 10.000) -: - 10.000
=- 20% (12.000 - 20.000) -: - 20.000
O
= 20% (28.000 - 20.000) -: - 20.000
Mudança no EBIT
=- 40%
O
= 40%
d. EBIT é mais sensível a alterações nos níveis de vendas, mas aumenta / diminui o dobro das
vendas.
Q
306 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
PI2-9, LG 2: DOL Intermediate
Q - FC = $ 380.000 = 8.000 unidades
- (P-CV) $ 63,50 - $ 16,00 "
a,
9000 Unidades
10.000 unidades
11.000 Unidades
b
Seviços $ 49.500 $ 90.000
Menos: Custos
$ 90.000 $ 90.000
variáveis
Menos: custos
fixos
$ 90.000 $ 90.000
EBIT $ 49.500 $ 90.000
C
Mudança na (1.15) O
venda de
unidades
Variação% nas
1.000 - 5.000 O
vendas
-10%
Mudança no EBIT $ 49.500 O
Variação% no - $ 47.500 -: - 95.000 =
O
EBIT -50%
d.
Variação% na mudança% EBIT em vendas
11.4.5.
$ 698,500 176,000 380,000 $ 142,500
(1.15)
1000 -: - 10.000 = + 10%
+ 47.500 $ 47,500 $ -: - 95.000 = 50%
11.4.5.
E
DOL = [Qx (P-CV)] [Qx (P - CV)] - FC
DOL = [1O, 000x ($ 63,50 - $ 16,00)]
[1O, 000x ($ 63,50 - $ 16,00) - 380.000 dólares]

DOL = 475,000 $ = 5,00


$ 90.000
PI2-1O. LG 2: DOL-gráfico Intermediate
FC $ 72.000
Q = (P _ VC) = $ 9,75 $ 6,75 _ 24.000 unidades

b.DOL = [Qx (P-CV)] [Qx (P - CV)] - FC


DOL = [25,000 x (US $ 9,75, $ 6,75)] = 25,0
[25.000 x ($ 9,75 - $ 6,75)] - 72 mil dólares
DOL = [30.000 x ($ 9,75 - $ 6,75)] = 5,0
[30.000 x ($ 9,75 - $ 6,75)] - 72 mil dólares
DOL = [40,000 x (US $ 9,75, $ 6,75)] = 2,5
[40.000 x ($ 9,75 - $ 6,75)] - 72 mil dólares
a.
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 307
C
DOL versus Sales Unidade
30

QJ
25.
QJ>
20.
Dl.S:

(1.15)
QJ D..
O
Õ 10 QJ

~
Dl
~5
0 +--------,,-----------,-----,------,---------,
15000 20000 25000 30000 35000 40000
Uni! Seviços
DOL = [24,000 x (US $ 9,75, $ 6,75)] = 00
[24.000 x ($ 9,75 - $ 6,75)] - 72 mil dólares
No ponto de equilíbrio operacional, o DOL é infinito.
EDOL diminui à medida que a empresa se expande para além do ponto de equilíbrio
operacional.
d.
P12-11. LG 2: cálculos EPS Intermediate
EBIT
Menos: Juros
Lucro líquido antes dos impostos Menos: Impostos
Lucro líquido após impostos Menos: Lucro preferidos dividendos disponíveis para
comum EPS acionistas (4.000 ações)
(A) (b) C
$ 30.600 $
24.442 $
24.442 90.000 $
30.600
90.000
9.2. 9.2. 9.2.
$ 90.000 $ $ 90.000
$ 90.000
90.000 25.6% 25.6%
6.91 $ 8.409 10.77
12.0 $ 15.240
9.2. 9.2. 12.0
$ 15.240
$
$ 49.500 $ 49.500 49.50
0
$
$ (1.15) $ 5 (21) $
7.236
0, linha
$ $ (1.15) $ (1.15)
3*
P12-12. LG 2: DFL Intermediate
a.
EBIT
Menos: Juros
Lucro líquido antes dos impostos Menos: Impostos (40%)
Lucro líquido após impostos EPS (2.000 ações)
80.000 $ 40.000 $ 40.000 16.000 24.000 dólares $ 12,00
120.000 dólares 40.000 $ 80.000 32.000 $ 48.000 $ 24,00
308 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
b
DFL = EBIT
EBIT-I-(PDX-1)]
L/T

DFL = $ 80.000 = 2
[$ 80.000 - $ 40.000 O]
C
EBIT
Menos: Juros
Lucros antes de impostos N et Menos: Impostos (40%)
N et lucro após impostos EPS (3.000 ações)
80.000 $ 16.000 25.600 64.000 dólares americanos $ 38.400 $ 12,80
120.000 dólares 16,000 $ 104,000 41,600 $ 62,400 $ 20,80
DFL = $ 80.000 = 1,25
[80.000 dólares - 16 mil dólares-O]
P12-13, LG 2: Desafio Ieverage Financeiro
a,
DFL atual
Os valores iniciais Valor Futuro
Mudança percentual
A vailable para fazer o pagamento do empréstimo Menos: Pagamentos de empréstimos
A vailable após o pagamento de empréstimo
$ 3000 $ 1,000 $ 2.000
DFL
$ 3,300 10,0%
1.000 - 5.000
$ 2300 15,0%
15% -, - 10% = 1,50
Proposta DFL
Os valores iniciais Valor Futuro
Mudança percentual
A vailable para fazer o pagamento do empréstimo Menos: Pagamentos de empréstimos
A vailable após o pagamento de empréstimo
$ 3000 $ 1,350 1.650 $
DFL
$ 3,300 10,0%
$ 1,350 0,0%
1009.504
182% -, - 10% = 1,82
b.Com base em seus cálculos, a quantia que Max terá disponível após o pagamento de
empréstimo com suas mudanças dívida atual de 1,5% por cada mudança de 1% no valor
que ele terá disponível para fazer o payrnent empréstimo. Isso é menos responsivo e,
portanto, menos arriscada do que a mudança de 1,82% do montante disponível depois de
fazer pagamentos de empréstimos com os propostos US $ 350 em payrnents mensal da
dívida. Embora pareça que Max pode arcar com o pagamento additionalloan, ele deve
decidir se, dar a variabilidade da renda Max 's, ele se sentiria confortável com o aumento
da alavancagem financeira e de risco.

[
Aproveite capítulo 12 e 309 Estrutura de Capital
P12-14. LG 2, 5: display gráfico de DFL e planos de financiamento desafio
DFL = EBIT
a. [EBIT-I _ (PDX_1)]
L/T

DFL = $ 67.500 = 1,5


[$ 67.500 - $ 22.500 - O]
b.
Display gráfico de planos de financiamento
2
1.8 l:

1.6 1.4

1,2

1 ~ 0,8 Cf)
c, 0,6 w

8.
0.4 0.2
O + - r --- .--+---.------,----- r-~,------,--------,
_0.2 Uma
-0,4

2.6

9.
37,5 47,5 57,5 67,5 77,5 87,5
EBIT ($ 000)
C
DFL = $ 67.500 = 1,93
67 $ 500 - $ 22 500 _ $ 6.000]

2.6
d. Veja o gráfico, que se baseia na seguinte equação e pontos de dados.
Financiamento EBIT O EPS (lucro por acção)
(67 mil dólares - $ 22.500)
Original $ 49.500 (1.15) (1.15)
(1-0.4)
financiamento $ 90.000
PLANEJAR
(67 mil dólares - $ 22.500)
0, linha 3* 0,
(1-0.4)
$ 49.500 linha 3*
$ 90.000
$ 49.500 (67 mil dólares - $ 22.500) -6000 (67 mil
(1-0.4) dólares
-$
22.500)
-6000
(1-0.4)
(1.15)
Revisado $ 90.000
(17.000
dólares
(17.000 dólares - $ 22.500) -6000 -$
financiamento
(1-0.4) 22.500)
-6000
(1-0.4)
0, linha 3* 0,
PLANEJAR
$ 49.500 linha 3*
$ 90.000
EAs linhas que representam os dois planos de financiamento são paralelas, pois o número
de ações ordinárias em circulação é o mesmo em cada caso. O plano de financiamento,
incluindo as ações preferenciais, resulta em um elevado ponto de equilíbrio financeiro e
um EPS inferior a qualquer leveI EBIT.

[
310 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
PI2-15, 1,2 LG: Integrative medidas múltiplas alavancar Intermediate

Operacional breakeven = 28.000 dólares = 175 mil unidades


de $ 0,16
a,
b. DOL = [Qx (P-CV)] [Qx (P - CV)] - FC

DOL = [400.000 x ($ LOO-$ 0,84)] = $ 64.000 L78


[400.000 x ($ 1,00 - $ 0,84)] - 28,000 $ 36,000 dólares
c, EBIT = (P x Q) - FC - (Q x VC)
EBIT = ($ LOO x 400.000) - 28.000 dólares - (400.000 x $ 0,84) EBIT = $ 400.000
- $ 28.000 - $ 336.000
EBIT = $ 36.000
DFL = EBIT
EBIT-I _ (PDX_l)]

(TI)

DFL = $ 36.000 = L35


36 $ 000 - $ 6 000 _ ($ 2.000)]

(1.15)

d. D11. = [[QX (P-CV)] (]

Qx (P-CV)-FC-I _ PD) (TI)

DTL = [400.000 x ($ LOO - $ 0,84)]


400.000 X ($ 1,00 - $ 0,84) - $ 28.000 - $ 6.000 _ ($ 2.000)] (1-0A)

DTL = = 64,000 $ 64,000 dólares = 2AO


[$ 64.000 - $ 28.000 - $ 9.333] $ 26.667
DTL = DOL x DFL
DTL = L78 x L35 = 2AO
As duas fórmulas dão o mesmo resultado. * Grau de totalleverage.
PI2-16. LG 2: Intermediário alavancagem Integrativa e
risco
DOL = [100.000 x ($ 2,00 - $ L70)] = $ 30.000 = L25
R [x 100.000 (R $ 2,00 - $ L70)] - 6.000 $ 24 mil dólares

DFL = $ 24.000 = L71


R [$ 24.000 - $ 10.000]

DTL = L25xL71 = 2,14


R

a.

[
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 311
b.
DOL = [100.000 x ($ 2.50-$ 1.00)]
w [100.000 x ($ 2,50 - $ 1,00)] - $ 62.500

DFL = 87.500 $ = 1,25


W [$ 87.500 - $ 17.500]

DTL = 1.71x1.25 = 2,14


R

CR empresa tem menos risco operacional (business), mas de risco mais financeira do que
Firm W.
d.Duas empresas com diferentes operacionais e as estruturas financeiras podem ser
igualmente aproveitados.Desde totalleverage é o produto de operação e
financialleverage, cada empresa pode se estruturar de forma diferente e ainda tem a
mesma quantidade de risco total.
150 mil dolares = 1,71 $ 87,500
P12-17. LG 1,2: Integrative medidas múltiplas alavancagem e
Challenge previsão
a. Q = FC + (P - CV)
b.Vendas (US $ 6 x 30.000) Menos:
custo fixo
Custos variáveis ($ 3,50 x 30.000) EBIT
Q = $ 50.000 + (6 $ - $ 3,50) = 20,000 travas $ 180.000
EBT menos despesas com juros
Menos impostos (40%) Os lucros líquidos
$ 90.000
105.000 25.000 13.000 12.000
4,800 $ 7.200
C DOL = [Qx (P-CV)] [Qx (P - CV)] - FC

DOL = [30.000 x ($ 6,00 - $ 3,50)] = 75.000 dolares = 3,0


[30.000 x ($ 6,00 - $ 3,50)] - $ 50,000 25,000 dólar
'T]
d. DFL = [T
EBIT-j-1
PDx_ ) (LT)

DFL = $ 25.000 = $ 25.000 = 75,00


$ 25.000 - $ 13.000 - [7.000 $ x (1 0,6)] $ 333,33
E DTL = DOL x DFL = 3 x 75,00 = 225 (ou 22.500%)
.I 15000 50 01

. ange em sa es = = - / 0
$ 90.000
Variação percentual do EBIT Variação% nas vendas = x DOL = 50% x 3 = 150% New
EBIT = $ 25.000 + ($ 25.000 x 150%) = $ 62,500
Mudança percentual nos lucros disponíveis para comum = Variação% "ue, DTL x =
50% x 225 =% 11250%
Rendimentos disponíveis para novas comum = $ 200 + (US $ 200 x% 11.250) = $ $
22.700.064
.F
C
h.
312 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
P12-18, LG 3: estruturas
Capital Intermediate
a, pagamento de hipoteca mensal -, - renda bruta mensal = $ 1.100 -, - $ 4.500
= 24,44% ratio Kirsten é menor do que o máximo do banco de 28%,

b.Parcelamento mensal total -; - renda bruta mensal = ($


375 + $ 1.100) -, - $ 4500 = 32,8%
Kirsten ratio é menos que o máximo do banco de 37,0%, Uma vez que a dívida
relacionada com Kirsten despesas como um percentual da sua renda bruta mensal
menos de banco especificado máximos, seu pedido de empréstimo deve ser aceito.
P12-19, LG 3: Várias estruturas de capital Basic
Rácio da dívida
dívidas.
PATRIMONIO
10% 20% 30% 40% 50% 60% 90%
100 mil dólares $ 200,000 $ 300,000 $ 400,000 $ 500,000 $ 600,000 $ 900.000
900 mil dólares 800.000 dólares americanos $ 700,000 $ 600,000 $ 500,000 $ 400,000 $ 100.000
Teoricamente, o rácio da dívida não pode ultrapassar 100%, praticamente, os credores
poucos estender empréstimos a empresas com rácios da dívida muito alta (> 70%),
P12-20, LG 3: Desafio da
dívida e risco financeiro
um cálculo, o EBIT
probabilidade
Seviços
Menos: Custos variáveis (70%) Menos: custos fixos
EBIT
Menos: Lucro antes do imposto de Interesse Menos: Impostos
Lucro depois de impostos
0,
0, linha 0, linha
linha
3* 3*
3*
$ 90.000 $
$
$ 90.000 90.000 $
90.000
90.000
$ $ $
90.000 90.000 90.000
$
$ $
90.00
90.000 90.000
0
$ $ 90.000 45-
$ 90.000
90.000 54 45-54
12.0 12.0 12.0
$
$
$ $ 90.000 $ 90.00
90.000
0
$
$
(1.15) 13.44
13.800
1
$
$
$ (1.15) $ 13.80
(16.200)
0
b. O EPS (lucro por acção)
Lucro após impostos Número de EPS partes
$ (16.200) 10.000 $ (L62)
$ 1.800 10.000 0,18 dólares
19,800 $ 10,000 $ 1,98
n

EPS esperado = I x EPSj Pr j

i~l
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 313
Esperado EPS = (- $ 1,62 X 0,20) + ($ 0,18 X 0,60) + ($ 1,98 X 0.20) EPS
esperado = - $ 0,324 + $ 0,108 + $ 0,396
EPS esperado = $ 0,18
n

O "EPS =L (i EPS - EPS?X Pr,


i~l

O "EPS =.J [(- $ 1,62 - $ 0,18?X 0,20] + [(0,1 $ 8 - $ 0,18?xO.60] + [($ 1,98 - $ 0,18) 2 xO.20] O "EPS
=.J ($ 3.24XO.20) + O + ($ 3.24xO.20)
O "EPS =, J $ 0,648 + $ 0,648
O "EPs = J = $ 1,296 $ 1,138
1,138
O "EPS

CVEPS = = - = 6,32
EPS esperado 0,18
C C
EBIT *$ $ 90.000 $ $ 90.000 45-54
EBIT *
90.000 90.000 45-54
Menos:
Menos: Juros O O O
Juros
O lucro líquido
O lucro líquido antes dos antes dos $ 90.000 $ $ 90.000 45-54
impostos impostos $ 90.000 45-54
90.000
Menos:
Menos: Impostos Imposto 6.91 6.91 $ 90.000
s
Lucro líquido
Lucro líquido após os 9.2. $ 90.000 $
após os 9.2. 9.2.
impostos 90.000
impostos 9.2.
EPS
(15.00 0, 0,
EPS (15.000 ações) 0 linha $ linha $ (1.15)
ações) 3* 3*
$
, Frompart um
Expecte d EPS = (- $ 0,60 X 0,20) + ($ 0,60 X 0,60) + ($ 1,80 X 0,20) = 0,60 dolares

O "EPS =.J [(- $ 0,60 - $ 0,60) 2 X 0,20] + [(US $ 0,6 0 - $ 0,60) 2 xO.60] + [($ 1,80 - $ 0,60) 2
xO.20] O "EPS =.J ($ 1,44 XO.20) + O + ($ 1,44 X 0,20)
O "EPS = J = $ 0,576 $ 0,759
CVEPS = $ 0,759 = 1,265
0, linha 3*
Estatísticas de
d.
resumo
Ali
Dívida com
Equity
0, linha
EPS esperado 0, linha 3*
3*
0, linha
o;, ps (1.15)
3*
CV EPS 6.91 (1.15)
Incluindo a dívida no resultado de Interiores Tower 'estrutura de capital em um menor EPS
esperado, um maior desvio padrão e coeficiente de variação muito maior do que a estrutura
de todo o patrimônio. Eliminação da dívida a partir da estrutura de capital da empresa reduz
o risco financeiro, que é medida pelo coeficiente de variação.
314 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
P12-2L LG 4: EPS e ótima relação dívida Intermediate
a,
VS rácio da dívida. EPS
4,060096
4

§ 3,8: 3,6 ~
cú 3,4
C
9.2.
Q

o. 3 (j)

'2,8' g E
cú 2,6 ui
2.78%
2,2
KOI8-R
O

20
40 60
Rácio da dívida (%)
80
100
EPS máxima parece ser a relação dívida 60%, com US $ 3,95 por ganhos partes.

b.CVEPS = O "EPS EPS


Rácio da dívida
%CV
0% 20 40 60 80
0,5 0,6 0,8 LO L5
VS rácio da dívida Coeficiente. Da Variação
(1.15)
(1.15)

CIJ c,

ui 1,2 Õ

c o
.~
.~
0, linha 3*

10.
.T
Risco Financiai

~
õ

E 0,6 Q)
[5
0, linha 3*

oo
• > ·. • · · · · t Risco de Negócios ·
9.2.
0 +----,.----,.----,.----,.-------,
O
20
40 60 Dívida Ralio (%)
80
100
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 315
P12-22. LG 5: EBIT-EPS e estrutura de capital Intermediate
a. Usando $ 50.000 e $ 60.000 EBIT:
Uma estrutura de
Estrutura B
$
90.000
$
EBIT $ 90.000
90.000
$
90.000
$ $
Menos: Juros 90.00 90.00
0 0
$
90.000
Lucros antes de $
$ 90.000
impostos N et 90.000
$
90.000
$
1760
Menos: Impostos 13.44
0
1
$
20.400
N et lucro depois de $
$ 20.400
impostos 26.400
$
26.400
EPS (4.000 ações) $ 5 (21) $ 6.91
EPS (2.000 ações)
Pontos de equilíbrio
financeiro:
E
st
ru
Uma estrutura de Estrutura B tu
ra
B

$ 90.000 $ 90.000
b.
8
7
6
5
<Fl
VI 4 o,
w.
3
2
$ 50.000 34 mil 16 mil dólares 6,400
9.2.
60.000 $ 26.000 $ 34.000 10,400
$ 15.600
4,060096
$ 7.236
Comparação de Estruturas Financiai
B Sructure ~

O +---~--.------- r ---- __ l -,-----.------,


10000
20000
30000 40000 EBIT ($)
50000
60000
CSe EBIT deverá ser abaixo de US $ 52.000, Ais Estrutura preferido. Se EBIT deverá ser
acima de US $ 52.000, Estrutura Bis preferido.
d.A estrutura tem menos risco e promete retornos mais baixos à medida que aumenta
EBIT. B é mais arriscado, pois ele tem um ponto de equilíbrio financeiro mais elevado. O
declive mais acentuado da linha para B Estrutura também indica maior financialleverage.
ESe EBIT é maior do que 75.000 dólares, B Estrutura é recomendável, pois alterações em
EPS são muito maiores para valores dados de EBIT.
316 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
P12-23, LG 5: EBIT-EPS e preferenciais estoque intermediário
a,
Uma estrutura de
Estrutura B
$ 90.000
EBIT $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000
$ 90.000
$ $
Menos: Juros 12.0 12.0 49.50 49.50
0 0
$ 49.500
Lucro líquido antes dos
$ 90.000 $ 90.000 $ 49.500 $ 49.500
impostos
$ 49.500
$
Menos: Impostos $ 7.236 15200 9.2. 90.00
0
$ 13.441
Lucro líquido após os
$ 13.800 $ 13.800 $ 13.441 $ 49.500
impostos
$ 49.500
Menos: dividendos
(1.15) (1.15) 6.700 6.700
preferidos
Lucro disponível para
detentores de ações 9.2. $ 90.000 $ 13.800 $ 13.800
$ 13.800
ordinárias
$ 13.800
EPS (8.000 ações) (1.15) 2.78%
2.78
EPS (10.000 ações) $ (1.15) $
%
b.
Comparação de Estruturas de Capital
3

2.78%

ê
Cf) (1.15)
a,
w.
0, linha 3*
Uma estrutura de
Crossover Point $ 27.000

-,
11.
0 +-----.-.'--+--,------,-----,-------.---------,
O 10000 20000 30000 40000 50000 60000
EBIT ($)
CA estrutura tem maior alavancagem financeira, portanto, maior risco financeiro.

CSe EBIT deverá ser inferior a 27.000 dólares, B Estrutura é o preferido. Se EBIT deverá
ser acima de US $ 27.000, Estrutura Um é o preferido.

CSe EBIT deverá ser de US $ 35.000, estrutura é recomendável, pois alterações em EPS
são muito maiores para valores dados de EBIT.
Aproveite capítulo 12 e Estrutura de Capital 317
P12-24. LG 3, 4, 6: Integrative-estrutura ótima de capital
Intermediate
a.
Rácio da dívida
EBIT
Menos: Juros EBT
@ Impostos lucro de 40% Net
Menos: dividendos preferidos
Lucros disponíveis para ações ordinárias
# EPS partes pendentes
0% 15% 30% 45% 60.
630.007.000
630.007.000 630.007.000 630.007.000
630.007.000 630.007.000
630.007.000 630.007.000 630.007.000
630.007.000
O $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000
63
0.
630.007.000
630.007.000 00 630.007.00
630.007.000 630.007.000 630.007.000
630.007.000 7. 0
630.007.000
00
0
$ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000
63
0.
00
630.007.000 630.007.000
630.007.000 7. $ 90.000 $ $ 90.000
630.007.000 630.007.000
00
0
$

$ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000


63
0.
00
630.007.000 7. $ 90.000 $ $ 90.000 $ $ 90.000 $ $ 90.000
00
0
$
$ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000 $ 90.000
$ 5 (21) $ 5 (21) $ 5 (21) $ 6.91 $ 5 (21)
b. Pa = EPS
r
Dívida: 0%
P = $ 5,00 = $ 41,67
o 0,12

Dívida: 30%
P = $ 5,99 = $ 42,79
o 0,14

Dívida: 60%
P = $ 5,75 = $ 28,75
o 0,20

CA estrutura ótima de capital seria de 30% da dívida e capital próprio de 70% porque esse é o
mix dívida / capital próprio que maximiza o preço das ações ordinárias.
P12-25. LG 3, 4, 6: Integrative-Optimal capital Challenge
estruturas
a. 0% rácio da dívida
Dívida: 15%
P = $ 5,46 = $ 42,00
o 0,13

Dívida: 45%
P = $ 6,15 = $ 38,44
o 0,16
probabilidade
0, linha 3*
0, linha 3*
0, linha 3*
Seviços
Menos: Custos variáveis (40%) Menos: custos fixos
EBIT
Menos: Lucro antes do imposto de Interesse Menos: Impostos
Lucro depois de impostos EPS (25.000 ações)
$ 200,000 80,000 100,000 $ 20.000 O
20.000 $ 12.000 $ 8.000 $ 0,48
$ 300.000 120.000 100.000 80.000 dólares O
80.000 $ 32.000 48.000 dólares americanos $ 1,92
400,000 $ 160,000 $ 140,000 100,000 O
140 mil dólares 56,000 $ 84,000 $ 3,36
318 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
Rácio da dívida de 20%:
Capital total = $ 250.000 (100% de capital = 25.000 partes x valor contábil de $ 10)
Montante da dívida x = 20% $ 250.000 = US $ 50.000
Montante do capital = 80% x 250.000 = $ 200.000
Número de ações = $ 200.000 -: - 10 dólares o valor contábil = 20.000 partes
proba
probabilidade bilida
de
0,
0, linha
linha 0, linha 3*
3*
3*
$ 90.000 $
$ 90.000 $
EBIT $ 90.000 90.000 $
90.000
90.000
5
Menos: Juros 5 (21) 5 (21)
(21)
$ 90.000 $
$ 90.000 $
Lucro Antes de impostos $ 90.000 90.000 $
90.000
90.000
$
$
Menos: Impostos 6.91 90.00
90.000
0
45-54 $
Lucro depois de
9.2. 9.2. 45-54 90.000 $
impostos
90.000
2.78 4,06009
EPS (20.000 ações) $ OA5 $ $
% 6
40% rácio da dívida:
Montante da dívida = 40% x $ 250.000 = capital total da dívida = $ 100.000
Número de ações de capital = $ 150.000 -: - valor contábil $ 10 = 15.000 partes
probabilidade proba
bilida
de
0, 0, 0,
linha linha linha
3* 3* 3*
$ 90.000 $
$ 90.000 $
EBIT $ 90.000 90.000 $
90.000
90.000
Menos: Juros 12.0 12.0 12.0
$ 90.000 $
$ 90.000 $
Lucro Antes de impostos $ 90.000 90.000 $
90.000
90.000
27, 2 5120
Menos: Impostos 3200
00 0
$ 13.800 $
Lucro depois de 4,060096 $
4,060096 13.800 $
impostos 13.800
13.800
0,
2.78
EPS (15.000 ações) $ linha $ $ 5 (21)
%
3*
60% rácio da dívida:
Montante da dívida = 60% x $ 250.000 = capital total da dívida = Número de $ 150.000
ações = capital de US $ 100.000 -: - valor contábil $ 10 = 10.000 partes
proba
probabilidade bilida
de
0, 0,
0, linha
linha linha
3*
3* 3*
$ $ 90.000 $
EBIT 90.00 $ 90.000 90.000 $
0 90.000
$ $
Menos: Juros 90.00 $ 90.000 90.00
0 0
$ 90.000 $
Lucro Antes de impostos (1.15) (1.15) $ 90.000 90.000 $
90.000
4760
Menos: Impostos 400 23, 600
0
$ 35.400 $
Lucro depois de
$ (600) $ 35.400 71.400 $
impostos
71.400
0,
$
EPS (10.000 ações) $ linha $ 45-54 $
7.236
3*
Aproveite capítulo 12 e Estrutura de Capital 319
Número
de Dólar
dívidas. CV Comum Quantidade
O EPS *
Proporçã (lucro
E (EPS) Ações ofDebt Preço da Ação
o u (EPS) por
acção)
0, $ 1.92/0.16 = $
0, linha
0% (1.15) linha $ 90.000 O 12,00$ 1.92/0.16
3*
3* = $ 12,00
0, $ 2.25/0.17 = $
20% 2.78% (1.15) linha $ 90.000 $ 90.000 13,24$ 2.25/0.17
3* = $ 13,24
0, $ 2.72/0.18 = $
40% 2.78% (1.15) linha $ 90.000 $ 90.000 15,11$ 2.72/0.18
3* = $ 15,11
0, $ 3.54/0.24 = $
60. 45-54 2.78% linha $ 90.000 $ 90.000 14,75$ 3.54/0.24
3* = $ 14,75
"Cotação: E (EPS) -+- retorno exigido para CV para E (EPS), a partir de tabela no problema.
b. (1) estrutura ótima de capital para
maximizar o EPS: Dívida de 60% a 40%
(2) estrutura ótima de capital para
maximizar o preço da ação: Dívida de 40%
a 60%
C
16
EPS vs Cotação
Preço da Ação
14

12.
Ql o
; T 10
Ql
Co 8
s:
~
(JJ 6 a.
w.
W 4 E (EPS)

2 L_ --- +------+-~.-:--- T
10
0 -+---,---.------,----,----,-------,
O
60
20 30 40
Debl Ralio (%)
P12-26. LG 3,4,5, 6: Integrative-optimal Challenge estrutura de capital
a.
50
dívidas.
Ativos totais
N º de Ações @ $ 25
dívidas.
PATRIMONIO
o 10 20 30 40 50 60
40 milhões dólares americanos 40000000 40000000 40000000 40000000 40000000
40000000
Ó!
4.000.000 8.000.000 12.000.000 16.000.000 20.000.000 24.000.000
40 milhões dólares americanos 36000000 32000000 28000000 24000000 20000000
16000000
1.600.000 1.440.000 1.280.000 1.120.000
960,000 800,000 640,000
32 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda Gitm
0 edição an •
Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ãoGit
man

Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ãoGit
man

Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ãoGit
man

Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ãoGit
man

Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ãoGit
man

Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ãoGit
man

Princ
ípios
de
Admi
nistr
ação
Fina
nceir
a,
déci
ma
segu
nda
ediç
ão

dívidas. dívidas. $ Dívida $ Dívida TotalAntes custo Antes custo fiscal da


Total fiscal da dívida, kd dívida, kdAntes custo
fiscal da dívida, kdAntes
custo fiscal da dívida,
kdAntes custo fiscal da
dívida, kd$ Despesas com
Juros$ Despesas com
Juros
O $ O 0,0% 0,0% $ O
$
630.00
10 630.007.000 7.23 $ 7.236 $ 90.000
7.000
6
630.00
20 630.007.000 12.0 12.0 $ 90.000
7.000
630.00 630.007.0
30 630.007.000 9.2. 9.2.
7.000 00
630.00 630.007.0
40 630.007.000 12.0 12.0
7.000 00
630.00 630.007.0
50 630.007.000 12.0 12.0
7.000 00
630.00 630.007.0
60 630.007.000 9.5. 9.5.
7.000 00
C

Imp
Investi
%
Investimentos Impostos ost N º de
mentos os
@ 40% Lucro
dívida EB O EPS (lucro
Despesa @ 40% Lucro Líquido
s. T por acção)
Líquido Ações
630.007.00 630.007.0 630.007.0
630.007.00 0 00 00
O $ O $ 3,00
0 630.007.00 630.007.0 630.007.0
0 00 00
630.007.00 630.007.0 630.007.0
630.007.00 0 00 00
10 $ 90.000 321
0 630.007.00 630.007.0 630.007.0
0 00 00
630.007.00 630.007.0 630.007.0
630.007.00 0 00 00
20 $ 90.000 3A5
0 630.007.00 630.007.0 630.007.0
0 00 00
630.007.00 630.007.00 630.007.0 630.007.0
0 0 00 00
30 630.007.000 3,71
630.007.00 630.007.00 630.007.0 630.007.0
0 0 00 00
630.007.00 630.007.00 630.007.0
630.007.0
0 0 00
40 630.007.000 00 $ 3,90
630.007.00 630.007.00 630.007.0
90.000
0 0 00
630.007.00 630.007.00 630.007.0
630.007.0
0 0 00
50 630.007.000 00 $ 4,060096
630.007.00 630.007.00 630.007.0
90.000
0 0 00
630.007.00 630.007.00 630.007.0
630.007.0
0 0 00
60 630.007.000 00 $ 4,060096
630.007.00 630.007.00 630.007.0
90.000
0 0 00
d)
O EPS
dívidas. (lucro por RS PO PO
acção)
$ 30,00 $
O $ 3,00 12.0 12.0 $ 30,00
30,00
10 321 2.3 31,17 31,17
20 3A5 10.77 31,65 31,65
30 3,71 LIA 45-54 45-54
40 3,90 2.6 30,95 30,95
14,02
50 4,060096 6.91 6.91
7
60 4,060096 9.5. 6.91 6.91
e, a proporção ideal da dívida seria de 30% com capital próprio de 70%, Esta mistura irá
maximizar o preço por ação ordinária empresa deA partes e, assim, maximizar a riqueza
acionistas ".Além do nível de 30%, o custo de aumentos de capital até o ponto que compensa o
ganho do financiamento da dívida de menor custo.
P12-27, LG 3,4,5, 6: Integrative-optimal Challenge estrutura
de capital
a,
probabilidade
0, linha 3*
0, linha 3*
0, linha 3*
Seviços
Menos: Custos variáveis (40%) Menos: custos fixos
EBIT
$ 600,000 240,000 300,000 60,000 dolares
$ 900,000 360,000 300,000 $ 240,000
1200000 $ 480,000 300,000 420,000 dólares
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 321
b.
Rácio da dívida
OfDebt quantidade
OfEquity quantidade
Número de Ações Ordinárias "
0% 15% 30% 45% 60%
Ó!
150.000 300.000 450.000 600.000
1.000 mil dólares 850.000 700.000 550.000 400.000
40.000 34.000 28.000 22.000 16.000
* A quantidade de equidade Dólar -+- 25 dólares por ação = Número de ações ordinárias.
C
Quantidade
Quantidade Antes do
Imposto de
Rácio da ofDeb Os juros anuais
OfDebt custo
dívida t Os juros anuais
0% $ O 0,0% $ O
$
15% 12.0 12.0
90.000
30% $ 12.0 $
90.00
90.000
0
$
$
45% $ 13.441 49.50
90.000
0
$ $ 90.000 $
60. 12.0
90.000 90.000
d. EPS = [(EBIT - juros) (1 -1)] + número de ações ordinárias em circulação.
Rácio da dívida
Cálculo
O EPS (lucro por acção)
0%
($ 60.000 - $ 0) X (0,6) + 40.000 partes ($ 240,000 - $ 0) X (0,6) + 40.000 partes (420,000 $ - $
0) X (0,6) + 40.000 partes ($ 60.000 - $ 12.000) X (0,6) + 34.000 partes (240 mil dólares - $
12.000) X (0,6) + 34.000 partes ($ 420.000 - $ 12.000) X (0,6) + 34.000 partes ($ 60.000 - $
30.000) X (0,6) + 28.000 partes ($ 240.000 - $ 30.000) X (0,6) + 28.000 partes ($ 420000 - $
30.000 ) X (0,6) + 28.000 partes ($ 60.000 - $ 58500) X (0,6) + 22.000 partes ($ 240.000 -
58.500 dolares) X (0,6) + 22.000 partes ($ 420,000 - $ 58.500) X (0,6) + 22.000 partes ($
60.000 - US $ 102.000) X (0,6) + 16.000 partes (240.000 dólares - US $ 102.000) X (0,6) +
16.000 partes ($ 420,000 - $ 102,000) X (0,6) + 16.000 partes
15%
30%
45%
60.
= $ 0,90 = 3,60 = 6,30 = $ 0,85 = 4,02 = 7,20 = $ 0,64 = 4,50 = 8,36 = $ 0,04 = 4,95 =
9,86 =- 1,58 dólares
= 5,18 = 11,93
322 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
e, (1) E (EPS) = O.30 (EPS 1) + 0,40 (EPS + O.30 (EPS
2) 3)

Rácio da
Cálculo E (EPS)
dívida
0,30 x (0,90) + OAO x (3,60) + 0,30 x
0%
(6,30)
027 + 1,44 + 1,89 = $ 3,60
15% 0,30 x (0,85) + OAO x (4,02) + 0,30 x (720)
4,06009
026 + 1,61 + 2,16 = 6
0,30 x (0,64) + OAO x (4,50) + 0,30 x
30%
(8,36)
4,06009
0,19 + 1,80 + 2,51 = 6
0,30 x (0,04) + OAO x (4,95) + 0,30 x
45%
(9,86)
4,06009
0,01 + 1,98 + 2,96 = 6
0,30 x (-1,58) + OAO x (5,18) + 0,30 x
60.
(11,93)
-OA7 + 2,07 + 3,58 = 5 (21)
(2) OE; PS
Rácio da dívida
Cálculo
15%
30%
45%
60.
0%

O "EPS =.) [(0,90 -3,60? xO, 3] + [(3,60 -3,60?Xoa] + [(6,30 -3,60? xO, 3] O "EPS = · h, 187 ° +

+ 2187
O "EPS =-J4, 374
O "EPS = 2091

O "EPS =.) [(0,85 -4,03? xO, 3] + [(4,03 - 4,03?Xoa] + [(720 - 4,03? xO, 3] O "EPS =-J 3034 + °
+ 3034
O "EPS =-J6, 068
O "EPS = 2A63

O "EPS =.) [(0,64 - 4,50? xO, 3] + [(4,50 -4,50?Xoa] + [(8,36 - 4,50? xO, 3] O "EPS =-J 4A70 + °
+ 4A70
O "EPS =-J8, 94
O "EPS = 2,99

O "EPS =.) [(0,04 - 4,95? xO, 3] + [(4, 95 - 4,95) 2 Xoa] + [(9,86 - 4,95?xO, 3] O "EPS =-J7232

+ ° + 7,187232
O "EPS =-J 14A64
O "EPS = 3803

O "EPS = .)[(- 1,58 -5,18?xO, 3] + [(5,18 -5,18?Xoa] + [(11.930 -5,18? xO, 3] O "EPS =-J13, 669 °
+ + 13669
O "EPS = 27338-J

O "EPS = 5 299
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 323
(3)
Rácio da
Rácio da
dívida OE; ps + CV
dívida
E (EPS)
0% 2.091 + 0, linha
0%
3.60 = 3*
15% 2.463 + 0, linha
15%
4.03 = 3*
30% 2.990 0, linha
30%
+4.50 = 3*
45% 3.803 + 0, linha
45%
4.95 = 3*
60. 5.229 +
60.
5.18 = (1.15)

.F (1)
E (EPS) vs
E (EPS) vs Ratio Dívida
Ratio Dívida
6

4. 4.
~
W3 W3
o.
w.
í: i:
2
í
(2)

-4.1
O
10
20
30 40
Rácio da dívida (%)
50
60
70
Coeficiente de variação VS. Debt Ratio
6

5
C
4.~
.
>3ÕE
j.
Ti,
~2
oo
0-1 ---,------- r ----- r ---- ,---...,---.,..----,
O
10
20
30 40
Rácio da dívida (%)
50
60
70
324 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
O retorno, medida pelo E (EPS), como mostrado na parte d, aumenta continuamente com o aumento
da rácio da dívida, embora em algum momento a taxa de aumento do EPS começa a declinar (a lei
dos rendimentos decrescentes), o risco medida pelo aumento CValso com o aumento da rácio da
dívida, mas a um ritmo mais rápido,
g.
Estruturas de comparação 01 Capital
(12)

10

ê
Cf) 4
o.
w.
2

/
-2

4.
EBIT ($ 000)
Dívida de 60%

12.
Dívida de 30%
0% Dívida
As faixas de EBIT sobre a qual cada estrutura de capital é o preferido são as seguintes:
Rácio da dívida
Faixa de EBIT
0,61 Vo1%
$ 0 - $ 100.000 $ 100.001 - $ 198.000 acima de 198.000 dólares
Para calcular os pontos de interseção sobre a representação gráfica do EBIT - EPS abordagem à
estrutura de capital, o nível de EBIT que equivale EPS para cada estrutura de capital deve ser
encontrado, usando a fórmula na nota 22 do texto.
EPS = __ --'-( l_-_T - ') _X -' (E_B_I_T_-_I ') _-_PD
número de ações ordinárias em circulação
Set EPS 0% EPS = EPS 30% 30% = 60% EPS
O primeiro cálculo, EPS = EPS 0% a 30%, é ilustrado:
EPS = [(l-OA) (EBIT-$ O)-O]
0% 40 mil partes

EPS = [(l-OA) (EBIT - $ 30.000) - O]


30% 28.000 partes
EBIT = 16.800 24.000 EBIT - 720000000

EBIT = 720000000 $ 100.000


$ 7.236

O grande problema dessa abordagem é que é não considerar a maximização da riqueza dos
acionistas (Le preço da ação ").
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 325
h.
Rácio da dívida
EPS + r,
Preço da Ação
0% 15% 30% 45% 60%
$ 3,60 + 0,100 + 0,105 4,03 $ 4,50 $ 0,116 + $ 4,95 + 0,140 + 0,200 $ 5,18
$ 36,00 $ 38,38 $ 38,79 $ 35,36 $ 25,90
IPara maximizar a EPS, a estrutura da dívida de 60% é o preferido.
Para maximizar o valor das ações, a estrutura da dívida de 30% é o preferido.
A estrutura de capital com a dívida de 30% é recomendado, pois maximiza o valor
das ações e satisfaz a meta de maximização da riqueza dos acionistas.
P12-25. Ética
problema
Intermediate
Assimetria de informação se aplica a situações em que um partido tem mais e melhor
informação do que a outra parte interessada (s). Isso parece ser exatamente a situação em
que os gestores overleverage ou levar uma compra da empresa. Obrigacionistas existentes
e, possivelmente, os acionistas são prejudicados pelo excesso de alavancagem financeira
de risco, e os acionistas existentes são prejudicados se eles aceitam um preço de compra
menor do que justificada por informações exactas e incompleta.
O conselho de administração tem um dever fiduciário para com os acionistas, e espero que
traz uma preocupação ética para com os obrigacionistas também. O conselho pode e deve
insistir que a gestão de divulgar todas as informações que possuem sobre os planos futuros
e os riscos das faces da empresa (embora, o cuidado de manter este fora das mãos de
concorrentes é garantido). O conselho deve ser cauteloso para selecionar e reter executivos
(CEO), com alta integridade, e continuar a enfatizar uma ética "tom no topo". (Os alunos
irão, sem dúvida, pensar em outros mecanismos criativos para lidar com esta situação.)
• Case
Avaliar Tampa Estrutura de Capital Manufacturing
Neste caso pede ao aluno para avaliar as estruturas atuais e propostas Tampa Fabricação de capital
em termos de maximização de EPS e risco financeiro antes de recomendar uma. Ele desafia o aluno
a ir além de apenas os números e considerar o impacto global da suas escolhas sobre a empresa 's
políticas financeiras.
Interesse
Times
ganhou
cálculos
1. Interesse Times ganhou cálculos
Interesse
Times
ganhou
cálculos
Atual Uma alternativa Uma
alternativa
Alternativa
B
Alternativa
B
Dívida de
Dívida de 30%Dívida
Dívida de 10% 10%Dívida de de
30% 50%Dívida
de 50%
630.007.000
630.007.000
dívidas. 630.007.000 630.007.000
630.007.000
630.007.000
0, linha 0, linha 0, linha
Taxa de cupão
3* 3* 3*
$ $ $
Investimentos $ $ $
90.000 90.000 90.000
630.007.000 630.007.000
EBIT 630.007.000 630.007.000
630.007.000
630.007.000
$ $ $
Investimentos $ $ $
90.000 90.000 90.000
Interesse Times $
4 2
ganhou = 13.441
326 Gitman • Princípios de Administração Financeira, décima segunda edição
Como o rácio da dívida aumenta de 10% a 50%, por isso tanto financialleverage e risco. Em
dívida de 10% e EBIT $ 1200000, a empresa tem mais de l3 cobertura tempos de pagamento de
juros; em 30%, ele ainda tem 4 vezes a cobertura. Em dívida 50%, o maior financialleverage
cobertura, cai para 2 vezes, o que não pode fornecer amortecimento suficiente. Tanto o
interesse vezes ganhou e os rácios da dívida deve ser comparado com os da indústria de
equipamentos de impressão.
2, EBIT-EPS cálculos (utilizando quaisquer dois níveis EBIT)
Atuais 10% da dívida 100.000 Ações
A alternativa da Dívida 30% 70.000 Ações
Dívida alternativa B 50% 40.000 Ações
630.007.0
00 $
EBIT $ 90.000 630.007.000
90.000 $
90.000
$ $
Investimentos $ 90.000
90.000 90.000
630.007.0
00 $
PBT $ 90.000 630.007.000
90.000 $
90.000
$ $
Impostos $ 90.000
90.000 90.000
$ $ 90.000
PAT $ 90.000 $
90.000 $ 90.000
O EPS (lucro
$ 3,06 $ 6.91 $ 2.78%
por acção)
Comparação de Estruturas de Capital Compara
ção de
Estruturas
de Capital
Compara
ção de
Estruturas
de Capital
Compara
ção de
Estruturas
de Capital

9
8

7
6
KOI8-R
3J 4
3
2
0 +--+"'-.-------.-----'---------,,.------,-----,
O 200000 400000 600000 800000 1000000 1200000
EBIT ($)
$ 90.000
630.007.00 630.007.000
630.007.000
0 $ 90.000
630.007.000
$ $
$ 90.000
90.000 90.000
$
$ $ 90.000 $ O $
90.000
$
$ 90.000 O
90.000
$
$ $ 90.000 $ O $
90.000
$ $ 7.236 O $ 9.2.
EPS 50%
EPS 30%
EPS 10%
3. Se EBIT Tampa Manufacturing é de US $ 1.200.000, EPS é maior com o rácio da dívida
de 50%. Quanto maior a inclinação das linhas que representam níveis mais elevados de dívida
demonstra que financialleverage aumenta com o aumento da relação dívida. Apesar de EPS é
mais elevado em 50%, a empresa deve também levar em consideração o risco financeiro de
cada alternativa. A desvantagem da abordagem EBIT-EPS é sua ênfase na EPS, em vez de
maximizar a riqueza do proprietário. Não leva em conta risco. Além disso, se EBIT cai abaixo de
cerca de US $ 750.000 (intersecção de 10% e 30% da dívida), EPS é maior com uma estrutura
de capital
de 10%.
4.Valor de mercado: P = EPS -: - r,
Atual: $ 6,66 -: - 0,12 = $ 55,50
Alternativa A-30%: 7,71 dólares -: - 0.l3 = $ 59,31
Alternativa B-50%: 9,00 dólares -: - 0,18 = $ 50,00
Capítulo 12 Alavancagem e Estrutura de Capital 327
5. Uma alternativa, a dívida de 30%, parece ser a melhor alternativa. Apesar de EPS é
maior com o Alternativa B, o risco financeiro é elevado; vezes juros é de apenas 2 vezes. A
alternativa tem um nível de risco moderado, com 4 vezes a cobertura de juros, e fornece o
valor de mercado aumentou. Escolhendo esta estrutura de capital permite que a empresa
beneficiar financialleverage enquanto não tomar em demasiado risco financeiro.
• Exercício de planilha
A resposta para o Capítulo 12 's determinação da estrutura ótima de capital em Starstruck
problema planilha Empresa está localizada no Centro do instrutor de recursos no
www.prenhall.com / irc.
• Exercícios Grupo
Esta links capítulo com o capítulo anterior para continuar o processo de avaliação do Firmo O
primeiro passo é recuperar a demonstração do resultado mais recente de sua sombra Firmo Os mais
importantes medidas a partir da demonstração de resultados incluem medidas de alavancagem,
como EBIT, e fixa e variável custos de operação. Usando essa informação uma declaração de renda
similar é projetado para o Firmo fictícia
Depois de atribuir um preço por unidade para o seu produto os grupos calcular o ponto de
equilíbrio operacional de seus firrn fictícios. Isto deve ser feito usando um gráfico simples da
receita de vendas e os custos operacionais totais, destacando o nível da unidade de equilíbrio de
vendas. Em seguida, os grupos são necessários para calcular o DOL em um nível de vendas de
base.
Retornando a sua empresa sombra os grupos são necessários para calcular DFL da empresa em
seus níveis atuais de EPS e EBIT. Da mesma forma, os grupos são convidados a calcular DTL a
empresa sombra de vendas atuais e os níveis de EPS. Equação de 12,11 é então usado para o valor
da empresa sombra e empresa fictícia do grupo, usando informações previousl y estimados na
atribuição Capítulo 11 's.
• Uma nota sobre Exercícios Web
Uma série de capítulos relevantes tarefas que requerem acesso à Internet pode ser encontrada no
livro 's Companion Website em http://www.prenhall.com/gitman. No curso de completar as
atribuições de acesso à informação aos alunos sobre uma empresa, sua indústria e da economia
macro, e analisa uma conduta coerente com os encontrados em cada capítulo respectivo.

Você também pode gostar