Você está na página 1de 15

Estratégias de

Matrícula

2014

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
Altamirando de Jesus Santos
Prefeito

Joana Angélica Vasconcelos


Vice-Prefeita

Renivaldo Santos de Souza


Secretário Municipal de Educação

Abiel da Silva Santos


Diretor do Departamento de Serviços Auxiliares Especiais

Maria do Socorro Camargo


Assessora Pedagógica

Daniella Silva Vasconcelos


Diretora de Ação Pedagógica

Adnildes Santana Nunes Lima


Secretária Executiva

Laudicéia Tamandaré dos Santos


Supervisora Escolar

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
ESTRATÉGIA DE MATRÍCULA DO MUNICÍPIO DE GONGOGI

PARA NORMATIZAR E SISTEMATIZAR A MATRÍCULA NO MUNICÍPIO DE


GONGOGI PARA O ANO LETIVO DE 2014, A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO
PASSA A ESTABELECER OS SEGUINTES CRITÉRIOS:

FASES DO PROCESSO DE MATRÍCULA

 Renovação: para todos os alunos regularmente matriculados na Rede Municipal


de Ensino, no ano letivo de 2014.
 Remanejamento: para alunos regularmente matriculados na Rede Pública de
Ensino Municipal, no ano letivo de 2014, cuja escola não ofereça a modalidade
de ensino.
 Transferência por interesse própria: para o aluno regularmente matriculado na
Rede municipal de Ensino e por motivo pessoal, deseja ingressar em outra
unidade de ensino.
 Matrícula nova: para aluno não pertencente à Rede Pública Municipal de Ensino
e que nela queira ingressar, no ano letivo de 2014.

ORIENTAÇÕES GERAIS

1. No período de realização da matrícula toda unidade escolar deve manter


funcionamento regular de atendimento ao público.
2. Não serão concedidas férias aos ocupantes de cargo comissionado de secretaria
escolar, vice-diretor e diretor, no período da matrícula.
3. A unidade escolar deverá dar conhecimento ao aluno e ao responsável, no ato da
matrícula, do regimento que rege a unidade escolar e que no ato da matrícula
assume o compromisso de cumpri-los integralmente.
4. O aluno ou seu responsável assinará o Termo de Responsabilidade,
comprometendo-se a zelar e preservar o patrimônio escolar, responsabilizando-
se pela reparação ou danos eventualmente causados pelo educando.
5. Toda unidade escolar visando dar conhecimento público de seu desempenho,
afixaria cartazes em local de fácil acesso e de grande circulação de pessoas,
divulgando:

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
 Os resultados do rendimento escolar de cada aluno, no ano letivo de
2014.
 Apresentar bimestralmente os resultados do rendimento escolar daquela
unidade de ensino.

ENSINO FUNDAMENTAL

O ensino fundamental, com duração mínima de oito anos/ou nove anos, obrigatória e
gratuita na escola pública, terá por objetivo a formação básica do cidadão, com base na
LDB art. 32° Inciso I a IV, obedecendo-os seguintes critérios:

1. O atendimento aos alunos no ensino fundamental é assegurado para aqueles que não
tiveram acesso na idade própria, é obrigatório e deverá ser assegurado em qualquer
época do ano em unidade da rede onde exista vaga.

2. Será garantida, em princípio, matrícula na unidade escolar mais próxima da


residência do aluno ou trabalho dos responsáveis legais. Na impossibilidade desse
atendimento, o aluno será encaminhado para a unidade mais próxima onde exista
vaga.

3. O aluno na faixa etária de 06 (seis) a 14 (catorze) anos terá matrícula no ensino


fundamental, nos turno matutino e vespertino.

4. Aluno com idade de 15 (quinze) anos deverá ser matriculado no turno noturno,
sendo necessária autorização por escrito, feita por seus pais ou responsáveis.

5. A carga horária para os alunos do ensino fundamental regular diurno do 1°/1ª a


5°/4ª, é de, no mínimo, 04 horas/aula e da 5ª a 8ª, de 05 horas/aula, exigindo-se o
desenvolvimento das atividades com a presença do professor em todo o segmento do
ensino fundamental. (conforme a LDB art. 34°).

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

A educação de Jovens e Adultos será destinada àqueles que não tiveram acesso
ou continuidade de estudos no ensino fundamental na idade própria (LDB-Seção V art.
37° § 1° e 2°)

Os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens e aos adultos, que


não puderam efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais
apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de
vida e de trabalho, mediante cursos e exames.

O Aluno com idade de 15 (quinze) em diante poderá ser matriculado no EJA,


presenciais, correspondentes ao Ensino fundamental obedecendo aos seguintes estágios:

a) EJA- Eixo I- Alfabetização e 1ª série-Aluno que nunca freqüentou a escola;

b) EJA- Eixo II- 2ª e 3ª-Aluno alfabetizado e que tenha freqüentado a escola e


evadiu;

c) EJA- Eixo III- 4ª-Aluno alfabetizado e que tenha freqüentado os estágios


anteriores;

d) EJA- Eixo IV- 5ª e 6ª série;

e) EJA- Eixo- V- 7ª e 8ª série.

O horário deve ser flexível para viabilizar e estimular o acesso e a permanência do


educando na escola, mediante ações integradas e complementares entre si.

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
EDUCAÇÃO DO CAMPO

A educação básica tem por finalidade desenvolver o educando, assegurar-lhe


a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios
para progredir no trabalho e estudos posteriores.
A educação do campo reconhece o modo próprio de vida social e o de
utilização do espaço do campo como suas diversidades, para a constituição da
identidade da população rural e de sua inserção cidadã.
A matrícula nas escolas rurais com oferta de educação básica deve ter especial
flexibilidade e calendário escolar ajustado ao ciclo produtivo atendendo as
especificidades da população rural.
O calendário escolar deve obedecer ao disposto 23°; 24° e 28° da LDB poderá
ser estruturado independente do ano civil.
Os alunos das escolas do campo devem ser matriculados todos no Projeto
Escola Ativa nas classes multisseriadas e tem como pressuposto ensino centrado no
aluno e em sua realidade social, conforme LDB art. 28° inciso I, II e III e ser
considerado a resolução CNE/CEB 1, de 03 de abril de 2002 em seu art. 2°.

EDUCAÇÃO ESPECIAL

A educação especial é uma modalidade de educação e que tem por finalidade


auxiliar o desenvolvimento das habilidades dos educandos que apresentem necessidades
educacionais especiais. Deverá estar presente nos diferentes níveis e etapas da educação
básica, visando à efetividade das políticas da educação inclusiva.
Os alunos com necessidades educacionais especiais deverão ser matriculados
nas unidades escolares de ensino regular, em consonância com as Diretrizes nacionais
para Educação Especial, que prevê assistência de profissionais habilitados ou em
processo de capacitação, para interagir com os demais educadores e pais.

Atendimentos educacionais oferecidos pela SME:

Salas comuns compostas por alunos sem e com necessidades educacionais especiais

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
EDUCAÇÃO INFANTIL

Educação Infantil é a primeira etapa da educação básica que consolidada pela


LDB, determina atendimento em instituições mantidas pelo poder público, pela
iniciativa privada, ou por organização não governamentais.
A LDB dá ampla flexibilidade na estrutura e organização de cada etapa da
educação básica, a critério dos sistemas de ensino estaduais e municipais e de
acordo com a proposta pedagógica de cada escola.
A flexibilidade fica limitada à seguinte regra: a educação infantil se estende até
os cinco anos (caso a criança não o complete até o dia 31 de março de 2014); e o
ensino fundamental de vê obrigatoriamente se iniciar aos seis anos de idade
(completos até o dia 31 de março de 2014).
O artigo 6° da LDB trata do dever da família, que serve para esclarecer a
questão: "É dever dos pais ou responsáveis efetuar a matrícula dos menores a partir
dos seis anos de idade, no ensino fundamental".

FINALIDADE E OBJETIVOS

A Educação Infantil tem como finalidade o desenvolvimento integral da


criança em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social. Complementando a
ação da família e da comunidade. Tem como objetivo produzir condições que
garantam à criança pleno exercício de seus direitos, como sujeito ativo e em pleno
processo de desenvolvimento através:
 Expressão e da formação de sua identidade sócio-político-cultural;
 Elaboração e apropriação da sua autonomia;
 Garantia de seu bem-estar e de sua saúde;
 Garantia de livre expressão, manifestação de sua criação e de seu imaginário;
 Movimento, contato com a natureza e da expressão corporal;
 Auxílio à aquisição fonológica e a formação dessa consciência;
 Lúdico, da teatralidade, musicalidade, da poesia, da historicidade e das artes
plásticas;
 Da atenção individual, enquanto ser social;
 Da ampliação de suas experiências e de seus conhecimentos sobre a
realidade local e universal.

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
CALENDÁRIO ESCOLAR

O calendário escolar é o documento que fixa as datas que organizam o ano letivo de
2014, em todas as escolas da rede pública municipal.
1- As escolas no ano letivo de 2014 desenvolverão suas atividades com base no
calendário escolar 2014, conforme portaria n° 01, de 05 de janeiro de 2013.
2- O ano letivo de 2014 independente do ano civil terá obrigatoriamente, no mínimo
200 (duzentos) dias letivos, com carga horária mínima anual de 800 (oitocentas) horas
de efetivo trabalho escolar. (LDB art. 24°. Inciso I).
3- É facultado a escola propor calendário diferenciado do calendário unificado, para
atendimento às peculiaridades locais, inclusive climáticas, culturais, econômicas e
decorrentes de reforma e ampliação, desde que seja observado o mínimo de 200 dias
letivos e a carga horária obrigatória integrante dos currículos (LDB art. 23°. Parágrafo
2°).
4- É obrigatório o encaminhamento da proposta de Calendário Especial à SME para
análise e parecer.
5- O Calendário Especial só poderá ser adotado após parecer deliberativo da SME e
publicação oficial.
6- A data limite para envio de proposta de Calendário Especial é de 10 de janeiro de
2014.
7- Os dias em que ocorrem as reuniões de conselho de Classe e de pais e professores
não serão computados como dias letivos;
8- A escola fica obrigada a afixar, em local de fácil acesso e visibilidade. O Calendário
Escolar 2014, para acompanhamento de seu cumprimento por toda comunidade,
inclusive órgãos de comunicação;
9- No calendário escolar 2014 deve ser observado que, caso seja necessário utilizar
sábados para os cumprimentos dos 200 dias letivos, nestes deverão ser desenvolvidos
atividades curriculares diversificados, integrantes ao Projeto Pedagógico e respectivos
programas de ensino;
10- Os dias estabelecidos para a recuperação de estudos não serão computados como
dias letivos;
11- Será admitida jornada escolar diferenciada no curso noturno e em outras formas
alternativas autorizadas pela Lei 9.394/96, tendo em vista a sua peculiaridade,
observada a carga horária mínima obrigatória de 800 horas e 200 dias letivos;
12- Somente serão permitidas quatro horas de aulas diárias nos cursos presenciais
noturnos, quando este horário garantir a maior freqüência dos alunos;
13- Com o objetivo de garantir a escola à organização de suas atividades curriculares
para o ano de 2014, caberá a esta fixar as demais datas, obedecendo ao PPP, os
dispositivos legais pertinentes, bem como ao Calendário Escolar 2014:

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
 Conselho de Classe;
 Reunião de pais e professores;
 Atividade Complementar.
14- Para assegurar ao aluno, aos 200 dias letivos, a SME realiza inspeção nas escolas.

JORNADA PEDAGÓGICA

Em 2014 a jornada pedagógica realizar-se-á do dia 03 e 04 de fevereiro de 2014,


momento para a realização de discussão, relatos de experiência, palestra, fóruns de
discussão, oficina, entre outros, oportunizando maior interação entre os sujeitos
envolvidos e a ampliação do conhecimento, condições essenciais para o
desenvolvimento do processo do ensino-aprendizagem. Será trabalhado temas voltados
para o aprimoramento do conhecimento pedagógico dos professores, equipe
administrativa e envolvimento do pessoal de apoio.

ATIVIDADE COMPLEMENTAR

Momento para planejamento, avaliação da prática pedagógica, com análise dos


desempenhos dos alunos, buscando desenvolver as habilidades e competências para
aprimorar o conhecimento e as intervenções para o processo de ensino e de
aprendizagem.

CONTROLE DE FREQUÊNCIA

O controle de freqüência fica a cargo da escola, conforme o disposto no seu Regime


e nas normas do respectivo sistema de ensino, exigindo a freqüência mínima de 75%
(setenta e cinco por cento) do total de dias/horas letivos para aprovação. (LDB art. 24°
inciso VI)
Caberá à escola, conforme Proposta Pedagógica, dimensionar a porcentagem de
faltas permitidas, estabelecer os sistemas de controle de freqüência e de
acompanhamento individual da evolução do número de faltas do aluno e adotar
procedimentos de alerta a alunos e responsáveis.

PLANEJAMENTO DA OFERTA

O Resumo de Movimentação de Matrícula - RMM- é o instrumento que a unidade


escolar utiliza para planejar sua matrícula informando às vagas que serão ocupadas
pelos alunos da própria unidade escolar (após renovação de matrícula) e o saldo de
vagas disponível para remanejamentos, transferências e novas matrículas.

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
ORIENTAÇÕES GERAIS

1- As escolas municipais deverão acatar a data limite determinada pela SME, para
entrega de Resumo de Movimentação de Matrícula na sede da mesma;
2- Os turnos de funcionamento são, no máximo, três: matutino, vespertino e noturno;
3- A oferta de vagas nas diferentes etapas e modalidades ocorre em função da
capacidade de atendimento da unidade escolar, sendo considerados critérios físicos
(capacidade física) e pedagógicos;
4- A oferta de vagas na Rede municipal ocorre, preferencialmente, em unidade escolar
com tipologia adequada para cada etapa e modalidade de ensino. Pra isto, a cada ano
será realizado o Estudo do Reordenamento da Rede.
5- Dependências originalmente construídas como salas de aula e que não estejam sendo
utilizadas para este fim, deverão retornar à destinação original, desde que haja
necessidades de atendimento à demanda.

CONSTITUIÇÃO DE TURMAS

A capacidade de atendimento das escolas municipais é fixada para cada nível,


etapa ou modalidade de ensino. O número de alunos por classe deverá respeitar, sempre
que possível, os limites máximos e mínimos, estabelecidos nos quadros abaixo,
atendido para a capacidade física de cada sala de aula correspondente a 1,20m² por
aluno e, utilizaremos como referência os parâmetros sugeridos pelo Conselho Nacional
de Educação (CNE), indicados na tabela abaixo. Esses parâmetros não são rígidos, mas
representam uma referência importante para dimensionar e organizar as turmas.

QUADRO I

EDUCAÇÃO INFANTIL
Número de Alunos
CRECHE Infantil I Máximo Mínim 0 a 02 anos
13 10

Infantil II 13 10 02 a 03 anos
PRÉ- Infantil III 22 20 04 a 05 anos
ESCOLA
Infantil IV 22 20 Até 05 anos e 11 meses

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
ENSINO FUNDAMENTAL
Números de alunos por turma
Máximo Mínimo
1° ano 25 20 Cada turma poderá
2°/1ª e 3°/2ª 24 20 ter três alunos com
4°/3ª e 5°/4ª 24 20 necessidades
1º ao 15 10 educacionais
5º(campo) especiais diversas
5ª a 8ª 35 30
6º ao 9º 30 25
EJA EIXO I 30 25
EJA EIXO II 30 25
EJA EIXO 30 25
III
As salas multisseriadas deverão ser assim organizadas:
-1°, 2°, 3° (1ª, 2ª) anos na mesma turma.
-4° e 5° (3ª e 4ª) anos na mesma turma.

FASES PARA A EFETIVAÇÃO DA MATRÍCULA:

RENOVAÇÃO

Confirmação da matrícula, para a permanência do aluno no mesmo estabelecimento de


ensino da Rede Municipal, onde o mesmo estudou em 2014.

ORIENTAÇÕES GERAIS

a) A renovação da matrícula será para todos os alunos freqüentes no ano letivo de 2014,
qualquer que tenha sido o resultado final por ele obtido.

b) Para efeito de Renovação da Matrícula, aluno freqüente é aquele que tenha


freqüentado a unidade escolar até o término do período letivo de 2014.

c) A unidade escolar fica obrigada a informar ao aluno que a Renovação de Matrícula


não é automática, devendo ser confirmada pelo aluno ou responsável, através do termo
de Renovação da Matrícula, sob pena de perda da vaga na unidade escolar em que
estuda.

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
d) A unidade escolar fica obrigada a dar conhecimento formal sobre os períodos e
procedimentos para a confirmação de Renovação de Matrícula na unidade escolar, bem
como das implicações da sua Não confirmação de recebimento aos pais ou responsáveis
legais, quando o aluno for menor de idade, ou ao próprio aluno quando maior de idade.

e) Secretaria Municipal de Educação-SME e a Unidade Escolar deverão divulgar, por


meios de cartazes informativos ou outras formas alternativas, os períodos destinados a
Renovação da Matrícula para oportunizar a todos os alunos da Rede Pública Municipal
de Ensino a continuidade dos seus estudos.

f) A NÃO Renovação da Matrícula pelo aluno, se maior de 18 (dezoito) anos ou pelo


responsável legal, quando menor, no período estabelecido no Cronograma da Matrícula
2009, significa a sua opção por uma nova matrícula no período de transferência por
interesse próprio, ficando sujeita, neste caso, às determinações definidas conforme
cronograma estabelecido.

g) No caso da NÃO Renovação de Matrícula, a unidade escolar deverá fixar em local


visível e de fácil acesso, relação, contando os nomes destes alunos, assim como, emitir o
Histórico Escolar ou Atestado de escolaridade original, conforme modelo do item 16,
para assegurar ao aluno, em tempo hábil, a sua matrícula no período de transferência por
interesse próprio.

COMO FAZER

a) A Renovação da Matrícula de Rede Municipal de Ensino, do ano letivo de 2014, será


na unidade escolar onde o aluno esteja estudando, conforme cronograma estabelecido.

b) O aluno, se maior de dezoito anos ou seu responsável legal, quando menor, confirma
a matrícula na unidade escolar que estuda, mediante a assinatura no Termo de
Renovação da Matrícula.

c) O Termo de Renovação da Matrícula é o instrumento obrigatório para a confirmação


de Renovação da Matrícula dos alunos pertencentes à Rede Municipal.

d) A Ata de Resultados Finais é o instrumento obrigatório a ser utilizado pela unidade


escolar para Renovar a Matrícula do aluno.

e) A Ata de Resultado Final - ARF deverá ser enviado pela unidade escolar à Secretaria
de Educação. As unidades escolares deverão entregá-lo na SME, obedecendo à data
limite de 15 de janeiro de 2014.

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
REMANEJAMENTO

É a transferência de uma escola pública para outra do aluno concluinte em 2013, do 5°


ou do 9° ano do Ensino fundamental ou modalidade correlata, já que a sua escola
municipal não oferece continuidade de estudos.

ORIENTAÇÕES GERAIS

Constitui condição para efetivação do remanejamento na unidade escolar pleitada pelo


aluno a existência de vaga.

COMO FAZER

O aluno, se maior de 18 (dezoito) anos, ou o seu responsável legal, quando menor,


deverá solicitar a transferência na escola em que se encontra matriculado e dirigir-se à
escola do seu interesse.

TRANFERÊNCIA POR INTERESSE PRÓPRIO

Fase do processo de matrícula que permite ao aluno matriculado em 2013, em unidade


escolar da Rede pública de Ensino, transferir-se de escola, por necessidade de estudar
próximo à sua residência, local de trabalho, ou de interesse de seus responsáveis.

ORIENTAÇÕES GERAIS

1- O aluno que não realizou a RENOVAÇÃO da matrícula efetivará a transferência para


a unidade escolar de seu interesse, nesta fase matricula.
2- Constitui condição para efetivação da transferência a existência de vaga na unidade
escolar pleitada pelo aluno.
3- Aluno que renovou a matrícula em 2013 e optar por escola próxima a sua residência
deverá entregar, no ato da solicitação de transferência, documento que comprove o
endereço de residência (cópia de conta de luz, água, telefone, comprovante do IPTU,
contrato de aluguel ou declaração do proprietário do imóvel) para arquivamento na
unidade escolar.
4- Quando a opção do aluno for à proximidade do trabalho, deverá ser entregue. No ato
da solicitação da transferência, documento que comprove vínculo empregatício do aluno
ou do seu responsável (carteira de trabalho, último contracheque ou declaração
atualização da empresa/ pessoa contratante) onde conste, expressamente, o endereço do
local do trabalho, para arquivamento na unidade escolar.

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
5- A Unidade Escolar ao emitir a transferência do aluno, deve anexar uma cópia da
Entrevista do aluno (histórico do aluno).

COMO FAZER

1- O aluno, se maior de 18 (dezoito) anos, ou responsável legal, quando menor, deverá


solicitar a transferência na unidade escolar em que se encontra matriculado e dirigir-se à
Escola ou à unidade escolar do seu interesse para efetivar a transferência pretendida.
2- O aluno oriundo da Rede Particular, que transfere-se de uma cidade para outra,
deverá preencher a ficha de matrícula, conforme orientação contida no manual.

MATRÍCULA NOVA

Permite o ingresso do candidato na unidade escolar da Rede Pública Municipal de


Ensino, qualquer série, ou outra forma de organização adotada na educação básica.

ORIENTAÇÕES GERAIS

O aluno que estudou em 2013 em unidade escolar da Rede Pública Municipal e


interrompeu seus estudos antes do término da 4ª (quarta) unidade, realizará nova
matrícula no período destinado ao candidato.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A MATRÍCULA

1- No ato da matrícula, os alunos remanejados, transferidos por interesse próprios e os


candidatos à escola pública municipal, deverão entregar a seguinte documentação:
a) Histórico escolar (original);
b) Certidão de registro civil ou cédula de identidade (cópia), com os respectivos
originais para fins de conferência;
c) 02 (duas) fotos 3X4 recentes;
d) Cópia e original de CPF.
2- Na forma da legislação vigente, será aceito, excepcionalmente, atestado de
escolaridade original, firmado pela Direção da Unidade Escolar, devendo ser
apresentado o histórico escolar no prazo de 60 (sessenta) dias;
3- Não poderão ser objeto de registro no documento do aluno, os dados referentes a
convicções filosóficas, políticas e religiosas;
4- Para o aluno pertencente à Rede Pública Municipal será aceito atestado de
escolaridade;

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com
5- A unidade escolar à Rede Pública Municipal deverá expedir apenas um atestado de
escolaridade por aluno, para realização de matrícula em outra escola;

6- O aluno que apresentou no ato da matrícula atestado de escolaridade, é permitido a


freqüentar a escola de destino pelo período máximo, improrrogável de 60 (sessenta) dias
e a matrícula só passa a ser reconhecida com a apresentação do histórico escolar;

7- Caso se verifique irregularidade no histórico escolar apresentado pelo aluno, deverá o


estabelecimento que recebeu o aluno, promover a regularização, nos termos do
Regimento Escolar e conforme a resolução n° 496/78, art. 11 § 2°, do Conselho
Estadual de Educação;

8- O atestado para outros fins deverá ser expedido em modelo diferenciado;

9- A falta de certidão de nascimento não se constituirá impedimento à aceitação da


matrícula no ensino fundamental, devendo a unidade escolar orientar os pais quanto aos
procedimentos para aquisição do documento;

10- É proibido a escola exigir declaração de vagas da escola de destino, para fins de
expedição dos documentos de transferência;

11- Na falta de comprovante da escolarização anterior, é permitida a matrícula na etapa


inicial do ensino fundamental, cabendo à escola aplicar avaliação diagnóstica para
classificação do aluno na série ou ano correspondente.

ANEXO-CRONOGRAMA E MATRÍCULA

Situação Período
Renovação da Matrícula alunos da 06 a 10 de janeiro
escola
Remanejamento entre as escolas do 13 a 17 de janeiro
município
Transferência 20 a 24 de janeiro
Matrícula novos alunos 27 a 31 de janeiro

Rua 07 de setembro, s/n – Centro – CEP: 45540 – 000 – Gongogi – BA


Fone / Fax: 73-3240 2507 / E-mail: sepegongogi@hotmail.com