Você está na página 1de 26

Termodinâmica

Prof. Bazán (josevargas@poli.ufrj.br)


03/03/2021
Datas das avaliações

• P1: 07/04/2021

• P2: 09/06/2021

• Exame Final: 23/06/2021


Ementa
• Lei Zero da Termodinâmica
• Temperatura
• Escalas de temperatura
• Dilatação térmica
• Temperatura x Calor
• Condução do calor
• Primeira Lei da Termodinâmica
• Segunda Lei da Termodinâmica
Bibliografia
• HALLIDAY, D. RESNIK, R., WALKER, J. Fundamentos de física:
gravitação, ondas e termodinâmica. RJ:LTC,2012 vol.2.
• HEWITT,P.G. Física conceitual. SP: Bookman, 2011.
• TIPLER, P. A.; MOSCA, G.. Física para cientistas e engenheiros:
mecânica, oscilações e ondas, termodinâmica. RJ: LTC, 2012. 1 v.
• JEWETT Jr, J.W e SERWAY, R. A. Física para cientistas e engenheiros:
oscilações, ondas e termodinâmica. SP: Cengage, 2011.
• NUSSENZVEIG, H.M. Curso de física básica: fluídos, oscilações e
ondas calor. SP:Blucher, 2011. Vol.2.
• SONNTAG, R.E. e VAN WYLEN,G.J. Fundamentos da termodinâmica
clássica. SP;Edgard Blucher,1970.
• PIZZO, S. M. (org. ) Fundamentos da termodinâmica. SP: Pearson,
2015.
Introdução
• A Termodinâmica é a área da física que lida
com fenômenos associados aos conceitos de
temperatura e calor.
• Em escala microscópica, há um número de
partículas N gigantesco (N~1024).
• Tratando cada partícula como um ponto
material, têm-se 3N incógnitas a serem
determinadas.
• Tratando o sistema microscopicamente:
– é inconcebível resolver esse número gigantesco de
equações,
– não saberíamos o que fazer com esses dados.
• A descrição macroscópica do sistema
termodinâmico envolve um número muito
pequeno de parâmetros.
• Por exemplo, a pressão P, o volume V e a
temperatura T.  P e T representam valores
médios de grandezas microscópicas.
• A descrição termodinâmica é sempre uma
descrição macroscópica, que só se aplica a
sistemas com um número suficientemente
grande de partículas.
• O estado termodinâmico de um gás (descrito
por P, T, V) dá informações médias sobre seu
estado dinâmico e é compatível com um
número descomunal de estados dinâmicos.
• A descrição termodinâmica (macroscópica) é,
portanto, uma descrição estatística, cujas leis
são válidas devido ao grande número de
partículas do sistema.
Equilíbrio térmico e Lei Zero
Suponha que o corpo T seja posto em
contato com outro corpo (corpo A). O
sistema inteiro está contido em uma
caixa feita de material isolante. Os
números mostrados pelo termoscópio
variam até, finalmente, se
estabilizarem (digamos que a leitura
final seja “137,04”). Vamos supor, na
verdade, que todas as propriedades
mensuráveis do corpo T e do corpo A
tenham assumido, após certo tempo,
um valor constante. Quando isso
acontece, dizemos que os dois corpos
estão em equilíbrio térmico.
Suponha que, em seguida, o corpo T seja posto
em contato com o corpo B e a leitura do
termoscópio seja a mesma quando os dois
corpos atingem o equilíbrio térmico. Isso significa
que os corpos T e B estão à mesma temperatura
(ainda desconhecida). Se colocarmos os corpos A
e B em contato, eles já estarão em equilíbrio
térmico? Experimentalmente, verificamos que
sim.
Lei Zero da Termodinâmica
Se dois corpos A e B estão separadamente em
equilíbrio térmico com um terceiro corpo T,
então A e B estão em equilíbrio térmico
entre si.
Temperatura
Seja um fluido homogêneo qualquer. É um fato
experimental que o estado de um fluido em
equilíbrio térmico fica inteiramente caracterizado
pela sua pressão e volume.
Seja (𝑃𝐶0 , 𝑉𝐶0 ) um dado estado do sistema 𝐶
(termômetro). Consideremos outro sistema fluido,
𝐴.
Verifica-se experimentalmente que há uma série de
′ ′
estados diferentes (𝑃𝐴0 , 𝑉𝐴0 ), (𝑃𝐴0 , 𝑉𝐴0 ),
′′ ′′
𝑃𝐴0 , 𝑉𝐴0 ... do sistema 𝐴 que estão em equilíbrio
térmico com (𝑃𝐶0 , 𝑉𝐶0 ).
Os estados (𝑃𝐴0 , 𝑉𝐴0 ),
′ ′ ′′ ′′
(𝑃𝐴0 , 𝑉𝐴0 ), 𝑃𝐴0 , 𝑉𝐴0 ...
podem ser
representados por uma
curva contínua (𝜃0 )
chamada isoterma.

Se escolhermos outro estado de 𝐶, (𝑃𝐶1 , 𝑉𝐶1 ),


acha-se outro conjunto de estados de 𝐴 em
′ ′
equilíbrio térmico com 𝐶, (𝑃𝐴1 , 𝑉𝐴1 ), (𝑃𝐴1 , 𝑉𝐴1 ),
′′ ′′
𝑃𝐴1 , 𝑉𝐴1 ..., que forma outra isoterma (𝜃1 ).
O Ponto Triplo da Água
A água, o gelo e o vapor d’água podem coexistir, em
equilíbrio térmico, para apenas um conjunto de
valores de pressão e temperatura. Por acordo
internacional, foi atribuído ao ponto triplo da água
o valor de 273,16 K como a temperatura-padrão
para a calibração dos termômetros: 𝑇3 = 273,16 𝐾.
Escala Celsius
• O termômetro mais familiar é o de mercúrio. A
variação do volume (comprimento) do mercúrio
no bulbo corresponde a uma variação de
temperatura.
• Na escala Celsius, assinalamos arbitrariamente:
– Ponto de vapor:  = 100oC
– Ponto de gelo:  = 0oC
• Temperatura medida:
𝑙 − 𝑙0 𝑜
𝜃= ( 𝐶)
𝑙100 − 𝑙0
sendo 𝑙0 e 𝑙100 os comprimentos no ponto de vapor e no ponto
de gelo, respectivamente.
As Escalas Kelvin, Celsius e Fahrenheit
• A temperatura em graus Celsius é definida
pela equação:

𝑇𝐶 = 𝑇 − 273,15𝑜 , 𝑇 = 𝑇𝐶 + 273,15𝑜

• A temperatura em graus Fahrenheit é definida


pela equação:

9 𝑜 5
𝑇𝐹 = 𝑇𝐶 + 32 , 𝑇𝐶 = (𝑇𝐹 −32𝑜 )
5 9
Exemplo 1
(a) Em 1964, a temperatura na aldeia de
Oymyakon, na Sibéria, chegou a –71°C. Qual é o
valor dessa temperatura em graus Fahrenheit?

(b) A temperatura mais alta registrada


oficialmente nos Estados Unidos foi 134°F, no
Vale da Morte, Califórnia. Qual é o valor dessa
temperatura em graus Celsius?
Solução 1
(a) Vamos chamar a temperatura na escala
Celsius de x e a temperatura na escala
Fahrenheit de y. Nesse caso, y = 9x/5 + 32.
Para x = −71 °C, y = −96 °F.

(b) Explicitando x na relação do item a, obtemos


x = 5(y − 32)/9. Para y = 134°F, x ≈ 56,7°C.
Solução alternativa (a)
F C

212 evapora 100


180 100
32 congela 0
32-x 71
x -71

180 100
=
32 − 𝑥 71

100 32 − 𝑥 = 180 × 71

𝑥 = −96𝑜 𝐹
Solução alternativa (a)
F C

212 evapora 100

180 134 100


y
102 y
32 congela 0

180 100
=
102 𝑦

180𝑦 = 102 × 100

𝑦 = 56,7𝑜 𝐹
Exemplo 2
Suponha que você encontre anotações antigas
que descrevem uma escala de temperatura
chamada Z na qual o ponto de ebulição
da água é 65,08°Z e o ponto de congelamento é
–14,0°Z. A que temperatura na escala
Fahrenheit corresponde uma temperatura T
= –98,0°Z? Suponha que a escala Z é linear, ou
seja, que o tamanho de um grau Z é o mesmo
em toda a escala Z.
Solução 2

32-TF

79,0 180
=
84,0 32 − 𝑇𝐹
79,0 32 − 𝑇𝐹 = 180 × 84,0
𝑻𝑭 = −𝟏𝟓𝟗, 𝟑𝒐 𝑭
Solução alternativa
Vamos chamar a temperatura na escala Z de x e
a temperatura na escala Fahrenheit de y. Como
sabemos, há uma relação linear entre x e y, e
podemos expressar: 𝑦 = 𝑎𝑥 + 𝑏, sendo os
coeficientes a e b os coeficientes a determinar.

Z (x) F (y) 𝑦 = 𝑎𝑥 + 𝑏
65 212
-14 32
212 = 𝑎 65 + 𝑏
-98 TF 32 = 𝑎 −14 + 𝑏
𝑎 = 2,278 𝑇𝐹 = 2,278 −98 + 63,93
𝑏 = 63,93 𝑻𝑭 = −𝟏𝟓𝟗, 𝟑𝐨 𝐅
Exercício
As seguintes temperaturas estão expressas na
escala Fahrenheit. Calcule seus valores em
Celsius e Kelvin.

a) T1 = 36oF

b) T2 = -18oF

c) T3 = 100oF
Solução
𝟗
𝑻𝑭 = 𝑻𝑪 + 𝟑𝟐 𝑻𝑪 = 𝑻 − 𝟐𝟕𝟑, 𝟏𝟓𝒐
𝟓

9
a) 36 = 𝑇 + 32 → 𝑇𝐶 = 2,22𝑜 𝐶 → 𝑇 = 275,37 𝐾
5 𝐶

9
b) −18 = 𝑇𝐶 + 32 → 𝑇𝐶 = −27,78𝑜 𝐶 → 𝑇 = 245,37 𝐾
5

9
c) 100 = 𝑇 + 32 → 𝑇𝐶 = 37,78𝑜 𝐶 → 𝑇 = 310,93 𝐾
5 𝐶

Você também pode gostar