Você está na página 1de 16

ATENÇÃO!

ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

Titulo: ROTINA DE TESTE PARA SWITCH GANDALF 3COM

1. OBJETIVO:
Estabelecer metodologia específica para teste e análise de falhas em SWITCH 3COM
“GANDALF” garantindo uniformidade, rapidez e qualidade nos serviços prestados.

2. ESCOPO:
Esta Rotina Operacional se aplica a Solectron Serviços.

3. DEFINIÇÕES:
SSOB: Solectron Service Operations Brazil.
BIOS: Basic Input and Output System
MSQ: Manual do Sistema da Qualidade.
ECO: Engineering Change Order – Mudança de engenharia
NDF: No Defect Found (Nenhuma falha encontrada)
MRB: Material Review Board – Disposição aos materiais não conformes.
PCB: Printed Circuit Board (Placa de circuito impresso nua)
SCRAP: Condição de produto descartável, sucatear.
Traveler: Folha de acompanhamento do produto no processo de reparo,
BOM: Bill of Material (Documento que contêm a lista de part number’s válidos para a
unidade)
Part Number: Código atribuído a um item da BOM
Shopfloor: Software de controle e acompanhamento do produto no fluxo do processo de
reparo.
MB: Motherboard (Placa processadora)
UUT: Unit Under Test
FRU: Field Replaceable Unit
AC: Corrente Alternada
LED: Diodo Emissor de Luz
SELFTEST: Auto teste executado automaticamente por uma unidade.

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 1 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA E ANEXOS:


 MSQ-0001 - Manual do Sistema da Qualidade da Solectron Brasil Ltda.
 RTO-SO-00016_A - Padrões de Cosmética - 3COM
 RTO-SO-00006_B_Modelo de rotina de trabalho HI-POT.doc
 RTO-000-00002_A_Proc_Parafusadeira.
 GANDALF TESTE PROCEDURE

5. REQUISITO LEGAL DE PRESERVAÇÃO:


Não aplicável.

6. RESPONSABILIDADES E AUTORIDADES:

6.1. Engenharia
- Implementar e atualizar esta instrução;
- Validar os laudos de SCRAP

6.2. Responsabilidades:
Coordenador de Reparo
- Receber o material destinado à realização do serviço em sua área;
- Orientar, verificar e garantir a correta entrada de dados no Shopfloor da linha, quando
disponível.
- Garantir que os tempos máximos de analise não sejam ultrapassados.
- Acompanhar o processo de sucateamento de módulos.

6.3. Autoridades:
Coordenador de Reparo

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 2 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

7. INSTRUÇÕES:
7.1. Fluxo geral de teste

FIGURA 01 – FLUXO GERAL DE TESTE 3COM

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 3 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

7.2. Recebimento
Deve-se efetuar o recebimento da unidade na planilha de controla de unidades “line Status”.

7.3. Inspeção Visual


7.3.1. Limpeza
A unidade ao dar entrada na linha de reparo deve passar por um processo de limpeza.
O objetivo desse processo é retirar o excesso de poeira e umidade.

7.3.2 Inspeção
O principal objetivo dessa inspeção e verificar problemas físicos óbvios, verificando
conectores, componentes, trilhas, etc. Algumas vezes você poderá encontra conectores
danificados, componentes faltando e até mesmo trilha danificadas.
No caso de encontrar alguma divergência, a mesma deve ser encaminhada conforme fluxo de
teste.
Todas as unidades devem ser inspecionadas antes de prosseguir no processo de teste.

7.4. Quick Teste


Toda unidade deve passar por um processo de quick teste, esse processo deve ser repetido
toda vez que a unidade sofrer algum tipo de reparo.
O objetivo desse teste é verificar o funcionamento básico da unidade, devemos observar os
seguintes passos:
 Colocar a unidade em uma bancada de teste;
 Conectar a unidade na alimentação AC;
 Verificar os conjuntos de LED na parte frontal da unidade:
Assim que a unidade é alimentada, a mesma executa um selftest, depois de executado esse
selftest, a unidade receberá atributos, passou ou não passou, esses atributos são
caracterizados pelos estados dos LED frontais.
A unidade deve receber o atributo passou, somente quando ao final do selftest apenas o LED
Power/selftest estiver ligado,

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 4 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

7.5. ECO.
O objetivo desse passo é a verificação da necessidade de atualizações da unidade, essas
atualizações podem ser caracterizadas basicamente com sendo de dois tipos:
 ECO Software
 ECO Hardware
Devemos nos informar sobre atualizações necessárias no documento que está disponibilizado
na linha de reparo, observe a versão correta da unidade:
Documento: GANDALF TESTE PROCEDURE no item REWORK INSTRUCTION

Depois de executado uma atualização de software e ou de hardware devemos submeter à


unidade ao quick teste novamente.
A atualização de software é efetuada utilizando-se dois aplicativos de software.
 PROCOMM PLUS TERMINAL (possui ícone correspondente no Desktop).
 TFTP SERVER2000 (possui ícone correspondente no Desktop).

7.5.1 Instrução para atualização de software.


O processo de atualização consiste de:
 Colocar a UUT na bancada de atualização de software
 Ligar a UUT na alimentação AC
 Conectar a cabo UTP (Ethernet) em qualquer porta da UUT
 Ligar a unidade
 Executar o aplicativo “PROCOMM PLUS TERMINAL”
 Os parâmetros da porta serial para o PROCOMM PLUS TERMINAL devem estar
configurados da seguinte forma.
o Direct connect = COM1
o Bits per Second =19200
o Parity =N
o Data bits =8
o Stop bits =1
 Selecionar no combo box “Script File” a opção PDD299
 O script fará a quebra da senha, caso haja,
 Exibirá um pop up de verificação da versão de firmware da UUT
Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 5 de 16
Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

 Selecione YES quando a versão estiver correta.


 Selecione NO quando a versão estiver diferente da versão indicado no documento:
GANDALF TESTE PROCEDURE no item REWORK INSTRUCTION.

FIGURA 04 – AMBIENTE PROCOMM PLUS TERMINAL

FIGURA 05 - Pop up de verificação da versão de firmware da UUT

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 6 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

 Caso seja selecionado NO devemos abrir aplicativo “TFTP SERVER2000”, que fará o
download da nova versão de firmware.

FIGURA 06 - AMBIENTE TFTP SERVER2000

 O download será executado automaticamente, sem a necessidade de interferência do


operador.
 No final do download será apresentada a mensagem “Finished Sending” na coluna
“Result” na linha correspondente ao download da UUT, caso não apresente essa
mensagem será necessário reinicializar a unidade e ou o processo de download.

7.6. Teste.
Toda unidade deve ser submetida no teste funcional.
Objetivo desse teste é garantir o completo funcionamento da unidade.
O teste funcional é realizado através de uma plataforma de teste que fornece todos os
recursos necessários para a efetivação dos testes (LAB WINDOWS) o ícone dessa
plataforma está disponível na pasta desktop identificado com GANDALF TESTER.
Os itens que são testados essa etapa estão discriminado no Documento: GANDALF TESTE
PROCEDURE no item DIAGNOSTIC USER GUIDE

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 7 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

7.6.1 Instrução para realização do teste funcional


O processo de teste funcional consiste de:
 Colocar a unidade no RACK de teste
 Conectar os cabos UTP da unidade de referência na UUT
 Conectar a alimentação AC
 Conectar o cabo de comunicação serial
 Conector o cabo de comunicação cascata

Cabos UTP

FIGURA 07 – Montagem dos cabos parte frontal

Cabo
Cabo Cascata
Cabo de Serial
Alimentação
AC

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 8 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

FIGURA 08 – Montagem dos cabos parte traseira


 Executar o aplicativo “LAB WINDOWS”

FIGURA 09 - AMBIENTE LAB WINDOWS

 Configura o aplicativo para o teste.


Esse aplicativo disponibiliza duas formas de se executar os teste.
o Stop on Failure selecionado: o teste é interrompido assim que uma falha é
detectada.
o Stop on Failure não selecionado: o teste segue executando todos os testes
mesmo que haja falhas em alguns dos testes.
Normalmente o teste é executado com o stop on failure não selecionado.

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 9 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

 Selecione o script de teste


Deve ser selecionado o item debug_auto.squ

FIGURA 10 - Selecionando Script de teste

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 10 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

FIGURA 11 - Selecionando Script de teste debug_auto.squ


 Selecione o part number da unidade a ser testada.

FIGURA 12 - Selecionando part number para teste

FIGURA 13 - Selecionando script de teste para um part number

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 11 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

FIGURA 14 - Plataforma de teste pronta para iniciar o teste

 Enter com o serial number da UUT.


Ao inserir o serial number e selecionar o OK é dado inicio ao teste, conforme citado
anteriormente se o stop on failure não estiver selecionado, o teste executará todas etapas de
teste mesmo quando a unidade apresentar falha em um item do teste funcional.
No final da execução do teste funcional, existe duas possibilidades de mensagens: como
ilustrado nas figuras a seguir.

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 12 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

FIGURA 15 - Mensagem quando a unidade passou no teste

FIGURA 16 - Mensagem quando a unidade foi rejeitada no teste

A plataforma de teste disponibiliza a visualização dos atributos dos itens testados de


uma unidade, esses atributos podem ser visualizados seguindo os passos abaixo:
 Selecione Report, View

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 13 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

FIGURA 17 – Tela de acesso aos relatórios de teste

FIGURA 18 – Visualização de relatório de teste de uma unidade

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 14 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

7.6. Teste de HI-POT


O teste de HI-POT deve ser efetuado seguindo os critérios estabelecidos no procedimento:
RTO-SO-00006_B_Modelo de rotina de trabalho HI-POT.doc

7.7. Inspeção final “VMI”

A inspeção final “VMI” deve ser efetuada seguindo os critérios estabelecidos no procedimento:
RTO-SO-00016_A_Padrões de Cosmética - 3COM.doc

7.8. Montagem e desmontagem da unidade.


O processo de desmontagem e montagem da unidade dever ser efetuado através de uma
parafusadeira e ou chaves de torque calibradas.
Consulte a Tabela 01 para obtenção do torque e periodicidade da calibração da parafusadeira
e ou chaves de torque.
Produto Torque Periodicidade
Gandalf Torque 4,5 Kgfcm, Ponta Torx 10 Semanal
Gandalf Torque 4,5 Kgfcm, ponta Sextavada Semanal
Gandalf Torque 4,5 Kgfcm, ponta Philips Semanal
Tabela01 – Torque por pontas

A metodologia de aferição de parafusadeira e chaves de torque deve ser seguido


conforme procedimento RTO-000-00002_A_Proc_Parafusadeira.

7.9. Análise de falhas “Debug”.


O processo de análise de falhas (DEBUG) deve ser dividido em 3 ciclos de 60 minutos, não
sendo considerado como analise o tempo de troca de componente.
O primeiro e segundo ciclo deve ser realizado por técnicos diferentes, indicados pelo
coordenador da área.
No final do segundo ciclo, se o defeito do módulo ainda não foi resolvido, o mesmo deve ser
enviado para analise de engenharia.
No final da analise de engenharia, se o defeito do módulo ainda não foi resolvido, o mesmo
deve ser devolvido como scrap.

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 15 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc
ATENÇÃO!
ROTINA/INSTRUÇÃO DE TRABALHO
Cópia em papel somente para referência.
OPERACIONAL Cópia oficial em papel, solicitar ao CCD

Se o tempo total de análise ultrapassar 180 minutos, não importando a quantidade de falhas
já resolvidas o módulo deverá ser devolvido como scrap.
Na Tabela 02 encontra-se o resumo dos critérios apresentados.
Tempo limite para
Tipo / Produto Reparo 1º analise 2º analise Analise Eng.
Número de ciclos
Switch / Gandalf 180 min. 60 min. 60 min. 60 min. 3
Tabela 02 – Resumo dos critérios de reparo

8. REGISTROS DE QUALIDADE:
Tempo de Retenção
Registro Localização Indexação Acesso Disposição Final
Local Arq.Morto
Gerenciamento I:\EFT S/N Restrito 1 ano 2 anos Destruir

9. HISTÓRICO DE REVISÃO:
Revisão Data Natureza das Alterações Responsável
A 15/04/05 Emissão Inicial José R. C. de Moura

Preparado por: José Raimundo de Moura Aprovado por: Roger Oliva

Documento nr: TPI-SO-00007 Revisão: A Página 16 de 16


Informação de uso interno da Solectron.
535325581.doc