Você está na página 1de 2

Afonso Ribeiro Alegria De Viver Anunciação Da Cor De São Jorge Que as flores...

Renasçam nos campos


Um dia vieram me chamar Há mais de dois mil anos A pomba pousou na janela do quarto, me São Jorge desceu da lua, e veio sambar na E se faça um brinde
Abriram minha cela e me Alguém da sua idade trouxe noticias de lá rua, com bantu e o nagô Ao azul que restou
tiraram da prisão Pisou nesta cidade A casa de vidas tão abandonada espreita o sol Abençoou o mundo inteiro, e fez da terra do Que os povos
Pra onde eu vou? E o mundo transformou a chegar cruzeiro, uma semente de amor Se abracem cantando
Vai pra um lugar legal Não massacrou os homens Mama, mama, mama, mama, Maria Roda na roda de capoeira, roda na saia da E saiam dançando
Bem longe daqui de Portugal Não os condenou a nada Bendito é o fruto que geras no útero baiana Em nome do amor
Será Paris? Quem sabe Amsterdã? Vibrou a sua espada Mama, mama, mama, mama, Maria Roda e brinca de roda, roda moenda do
Onde será que eu vou parar, E os povos conquistou Descubra teu peito, estou tão faminto de amor engenho, roda o pião do desejo, eu ouço Elos De Amor
amanhã? E aqueles que o seguiam Embala, é o toque do seu coração, canção meu povo cantar
Anda, fica quieto e entra logo Admiravam tanto mais bela que ouvi, Refrão:
no navio! A serena alegria Ensina, quem anda pode se machucar levanta Roda por nós oh Terra, Li...vre,
Demora um tempo até chegar De seu interior e volta a seguir Em volta do sol que seca toda a água li...vre alma livre
no Sul... Por vezes perguntavam Mama, mama, mama, mama, Maria que vai chover (2x) inquieta, Inquieta e
Não quero ir! Qual era o seu mistério Meu pai esta lá fora, é hora eu preciso partir li...vre...
Quero ficar em Portugal E ele respondia Mama, mama, mama, mama, Maria Toda água que vai chover li...vre...
Não vou viver Com todo o seu amor... Um dia o mundo, será só alegria e paz Toda água que vai chover
No Atlântico Sul Mama, mama, mama, mama, Maria Toda água que vai chover Livre alma sempre livre,
Refrão: Diga não a morte Não tenha receio, escuta teu filho, Toda água que vai chover buscando os caminhos que
Tem jararacuçu! Viva a alegria de viver! Que ora por ti... possam indicar-lhe um
Tem sucuri até! Lê lê lê lê lê lê lê lê lê Despertar Da Terra pouco de amor, da pedra ao
Tem índio canibal! Lê lê lê lê lê lê há há há Divino, único é o caminho,
Tem jacaré! Castelo Nas Nuvens Riu da minha cara e me achou insano Certo é o teu destino para
E hoje pelas ruas Por eu crer que o mundo pode ser perfeito o Criador ô... ô... ô... Para
Um dia vieram me chamar Eu me entristeço tanto Amigo Jesus, torça por mim Me abandonou e julgou ingrato o criador
Não vou viver no Atlântico Sul Ao ver esses meninos Quero ser assim, como você Por rejeitar o soro que
Tortos pelo chão E dono de mim verte dos seios seu... Refrão
Eu vejo as suas filhas A cada passo chego mais perto Há lágrimas sobre os lençóis
Todas adoentadas De te tocar, de te abraçar Onde a Terra dormia... Então vem as provas duras,
Água Viva Eu vejo a mim mesmo E acreditar Vê, ela já despertou e você? o espírito curva, mas a sua
E imploro seu perdão Já despertou a Terra? cerves não pode quebrar, a
Aaaa... Aaaaa.... E ao lembrar das flores “Quando sentires que o mundo se desaba aos fé é um instrumento para
Chuva, ô chuva, que me lava a alma e me Da nossa mocidade teus pés; Põe, seus pés descalços esses momentos Nosso
leva De todas as idades Quando sentires que tudo se desmorona, se Numa terra nova e vê coração no Pai se religar a...
Pra qualquer lugar da Terra, liberdade nos O maior esplendor desconjunta, ao teu redor; Quanto azul que a gente faz a... a... no Pai se religar
ensinamentos, Estou voltando aos poucos Quando todos te desprezam porque não te De uma gota de luz
Pra ser o que for e onde quer que eu for Da minha eternidade podem compreender; Ou de um grão de areia Refrão
Que possa levar vida, a vida A sua voz me chama Quando és somente desolação e um Aonde o universo virá
E onde quer que eu for, que eu leve amor a Com todo seu amor amontoado de desenganos... Agora neste fim de ciclo
vida Levanta-te! Não querer receber muito temos visto, parece
A vida, e que eu possa saciar a sede do irmão Refrão Levanta-te e caminha. Dos que não podem dar que o mundo irá se acabar,
E refrescar, as fontes cansadas, e as mãos Ama, ama cada vez mais. Nós só podemos nos compartilhar não se desespere, drogas,
abençoadas Viva! O amor mais profundo E mais intensamente ainda! Não perder uma só chance guerras, febres, Porque
Das sendas da vivência, por poder trabalhar.... Viva! Alcance a todo mundo Que o aço de tua vontade, O presente é grande tudo isso logo vai passar a...
Viva! Durante toda vida Longe das consciências nebulosas, E o futuro nunca vai chegar a... a... Logo vai passar.
Ô chuva, chuva vem nos abençoar, ô chuva, ô Viva a alegria de viver Que o aço de uma vontade alada, lalalalala...
chuva, ô chuva Fenda o espaço, Refrão
Água viva, água viva, Viva a vida Nuvens, céus e firmamentos. Mas se um dia você precisar
Água viva, água viva... Viva a alegria E lá, nas paragens luminosas, E lembrar de alguém Irmãos valorizem a vida,
Diga não a morte Retempera-te Que esteve e estará sempre não desprezem nada, tudo
Chuva que passa e me leva Viva a alegria de viver Retempera-te homem! No anonimato a beira de um rio na jornada tem o seu valor,
Nas seivas da terra Retempera-te Aguardando um índio menino Irmãos decaídos, irmãos
Nos rios de força e amor Refrão 2x: Retempera-te na fonte do Amor Universal! “ Chamado você tão queridos, Vamos nos
Chuva que leva e que traz unindo em Elos de amor ô...
Toda a certeza, e toda a pureza VIVA Venho a ti pois quero mudar Põe... ô... ô...Elos de Amor
Do meu criador Vou confiar, quero ter força
Pra recomeçar Que este pranto... Refrão
Não esqueça de mim Desperte o meu mundo
Não sei se é assim, que devo rezar E faça um segundo
Vou te aguardar Da paz que sonhei
Estrela Da Nova Manhã Foliou Mais Um Dia Nhandê Aê Peerehê Onde a banda passou

Ó Virgem Santa olhai por nós Hoje o Sol renasce mais uma vez Mais do que nossos dias puderam contar Refrão: O Mundo Precisa De Amor E Só
Olhai por nós ó Virgem Santa Pra lembrar o tempo que se passou Histórias e finais felizes Nhandê aê Peerehê (4x)
Pois precisamos de paz Vejo meu reflexo torto vão estar em todo lugar Pai, segura na minha mão,
Ocupando o espelho que se quebrou Não se faz preciso esperar tanto tempo Índio sonhou que era chegado o novo tempo vem me levar pra ver o circo de novo
Todos os sinos vão dobrar Por conta de um momento Que deuses brancos lhe ofereciam luz Assim como o seu pai também queria
Todo menino nascerá rei Já não tenho asas para voar em que tantas coisas passam Se despediu da sua tribo Guarani, poder te levar. Vem olhar,vem depressa,
E chuva brotará Mas sei que o amanhã será bem melhor Destinos que se separam... partiu com o vento o circo começa a se armar,
A Estrela da Nova manhã O futuro é obra dos sonhos Levou consigo a alegria e o céu azul o mundo começa a se amar
E de cada trigo que se plantou Espero ver só por hoje, O grande poeta das 1001 peças,
A flores nós lançamos ao Hoje os pães são feitos de trigo alguém pedindo perdão, Atravessou a mata virgem e o cerrado vai escrevendo no ar,
mar Mas os pães também são feitos de amor Alguém...vamos oferecer a mão Cortou chapadas, desceu rio até o mar Pra columbina professora ensinar;
Futuro e esperança que um Vem descobrir que a luz em nós raiou.... Onde mares e rios vão se encontrar Saudou os deuses e suas caravelas brancas "Falem de Vida", o que é a vida? É o mais
dia vão brotar Meu amor, traço certo, pra reconciliar Na sua forma bem simples de cantar bonito Espetáculo divino, chamado amor...
Desejos de alegria, paz, amor Foliou, ô ô ô ô ô ô ô...
e luz As horas passarão mais leves Só que os deuses, não gostaram de seu canto Quem viu o mágico sumir com a solidão,
Oxalá! Hoje a gente canta mais uma vez Mente e coração entregues em paz Índio caiu seu coração manchou o mar decidir largar a batina e finalmente se casar?
Nos dê a sua benção A canção da vida que se esqueceu A paz que derrete as montanhas de gelo Mas foi feliz por não perder sua viagem Quem viu brilhar os olhos da menina,
Pro Afoxé passar Levantar de cada tropeço E convence todo cavaleiro a que ficou olhando eternamente
E aprender com os erros que cometeu deixar suas armas (Nhandê aê) Sua mensagem, o seu amor passar
Onde mais de um sonhar E os homens a soltar suas pedras no chão pra sempre vão lembrar (3x) E o pavor do domador na jaula do seu lar,
Onde mais de um crescer E os homens a deixar livre o coração ao ver seus pais em tigres transformar.
Onde mais de um sorrir Noite Clara Pra Sempre Pierrot O choro do palhaço ninguém viu,
Onde mais de um cantar Mais um dia que não vai voltar foi o sorriso que ficou pra nós
Eu lá cantarei Das margens de Ghandi eles vêm chegando A noite cai, mas o silêncio da noite "Ilustres construtores da vida A dor da bailarina que sentiu,
Cortando o silêncio da noite com Toda noite te faz lembrar Sorrisos que iluminam avenidas de sonhos seu pai bebeu e a sua vida ficou só, só, só
Eu Quero Ver A Luz Brilhar seus sorrisos francos É, pois só valeram as lágrimas caídas, por
Num campo verde distante Oferenda realizar um sonho... Só, só, só, só, só... amor
Vim dizer as tendas vão se armando Meus amigos e amigas de tinta Precisa o mundo (2x)
Que a beleza de se viver Eles cantam mantras no bem e Sei Irmã Por favor não façam despedidas
Está no quanto você vai aprender e embalam meu sono na noite clara, Hare! Esta vida é mesmo tão rápida Sabemos que vamos nos encontrar lá O mundo precisa de amor e só (4x)
agüentar a dor Andarilho sou aprendiz Todos num mesmo lugar"
Até o ultimo instante Ao longe eu escuto mensagens de amor, Sigo em frente a passos bem largos Simbora eu Vou
poesias raras No meu peito a chama matriz Joguei confete e cantei junto
E Progredir Embalam meus sonhos de vida O Planeta te pede uma chance Corri com todo mundo por todo cenário Os tempos passaram, quem percebeu?
Porque aquilo que te faz cair e a noite vai ficando clara Virtudes temos que semear Pintei o rosto São os mesmos velhos nas ruas,
Será um meio de prosseguir adiante Vai amanhecendo quantos vem chegando Simples, amados, confessos... Para iluminar o choro de um beija-flor E eu desço a pé a ladeira querendo chegar
E se nada restou de bom da aurora, sem saber... Sinceros, desarmados, abertos... Sem a flor que então seguiu Os velhos passaram o que desapareceu,
É de todos os santos do mundo A pequena cidade do seu coração Um sonho sem ninho o mesmo que o meu
Você tem o destino em suas mãos o amor do Brasil Oxalá Eu não sei quantos são, qual será?
E sabe o que deve fazer É de todos os cantos do mundo De mim mesmo eu nunca esteja só Mil piruetas, dei a volta por cima Castelos de areia ou guerras por paz
O mundo anda em contramão o amor desse Brasil Daí me forças que eu faço o melhor por mim Brinquei de aparecer Quero alguém pra me esperar chegar
Eu quero ver a luz brilhar É pra todos os povos do mundo Que o mundo receba de graça No esconde-esconde das esquinas Pra que medrar a chuva amor, são gotas de
o amor deste Brasil, juventude, Este amor que reflito de ti Mais uma vez vi o cortejo passar paz!
Quer saber? Como lua, os anjos a vida Outra vez eu deixei o seu canto entrar
Fica mais fácil não se arrepender Coração amarelo, verde, branco, paz e azul. Como as ruas que vão Simbora eu vou, e vou lhe chamar
Se o erro é usado para aprender, e retomar o Mas que brilhe no mundo todo Sem nunca parar E se há um só sorriso na arena Simbora eu vou, e vou lhe chamar (2 x)
que restou A estrela do Cruzeiro do Sul 2x Nos levando até o infinito Meu amor, esse show vale a pena
A coragem é algo grande Quantas vezes você precisar Bailarina do arame equilibra sozinha Simbora eu vou e vou lhe chamar
A noite esta tão leve lá fora, Vai, vai, vai, Te ofereço amor brasileiro Hei! Eu também... Pra mais forte ficar e cantar pela paz (2 X)
Possuir se achega na roda de história Das chapadas à beira do mar A Paz.... (4 X)
Tudo o que existe, e que está por vir Um pretinho nos conta memórias de vida, Sou Paulistano, Mineiro, Baiano Refrão
O mundo é seu se você decidir tê-lo em suas De quem passou por aqui Conterrâneo de todo lugar Eu sou Pierrot da vida
mãos E fez o mundo mudar, Eu sou Pierrot do amor
Os sonhos não estão distantes Deixou caminho pra ser feliz Eu sou do bem Eu sou Pierrot da vida
Eu sou do bem ôôôôô
Você, pode mudar o que restou Será que um viajante do espaço virá... Pensando bem
E não parar até vencer Será que mais uma vez ele voltará.... Eu sou do bem Eu sou Pierrot da vida
Nunca esqueça o seu valor Será que um viajante do espaço virá te dizer... Pensando bem Eu sou Pierrot do amor
Não busque a honra sem lutar Seja você também Me encontro nas ruas
Eu quero ver a luz brilhar!