Você está na página 1de 79

Teletrabalho

1
Curso

Guia do Formador

Teletrabalho, conceitos e tecnologias


Perfil, DeltaConsultores e Ispa em Parceria

Teletrabalho, conceitos e tecnologias

Ficha Técnica

Autor: Pedro Manuel da Silva Marques

Título: Guia do Formador do curso “Teletrabalho,


conceitos e tecnologias”

Coordenação do Projecto: Maria da Graça Pinto e José


Garcez de Lencastre

Edição: Fevereiro 2004

Produção apoiada por:

UNIÃO EUROPEIA GOVERNO DA REPÚBLICA PROGRAMA OPERACIONAL DO


FUNDO SOCIAL PORTUGUESA EMPREGO, FORMAÇÃO E
EUROPEU DESENVOLVIMENTO SOCIAL

MINISTÉRIO DA SEGURANÇA
SOCIAL E TRABALHO

 Perfil, DeltaConsultores e ISPA


Lisboa, 2004
Índice
Estrutura do Guia do Formador 1

Enquadramento 2

Descrição 3

Metodologia de avaliação 11

Planos de Sessão 16

Anexos 65

Informações 71
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

1
Curso

1
D E S I G N C U S T O M I Z A T I O N

Estrutura do Guia do Formador


O Guia do Formador é constituído pelas seguintes peças:

 Enquadramento

 Descrição

 Título do curso

 Objectivos gerais e específicos

 Duração estimada; Sessões (tipo e número)

 Conteúdos programáticos

 Estratégia e métodos pedagógicos

 Nomes (título e tipo) dos materiais pedagógicos

 Equipamentos necessários

 Metodologia de avaliação

 Planos de Sessão

 Anexos

 Ficheiros PowerPoint

 Exercícios, Trabalhos e Estudos de caso.

 Testes

Enquadramento
Neste curso de formação, procurar-se-á desenvolver uma abordagem preliminar
a um conjunto de temáticas, nomeadamente, as relacionadas com a evolução do
paradigma do teletrabalho no mundo e com as preocupações inscritas nos
documentos oriundos da União Europeia, que abordaremos na temática 1.

Reflectimos, na temática 2, sobre o conceito e modalidades de aplicação do


teletrabalho e discriminamos as vantagens e os inconvenientes para a sociedade,
as empresas e para os trabalhadores.
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Discriminamos, de seguida na temática 3, características inerentes a um perfil de


um potencial teletrabalhador, bem como algumas das possíveis actividades e
profissões já viáveis a curto prazo, com apresentação de seis critérios necessários
ao arranque e desenvolvimento com sucesso do teletrabalho.

Na temática 4, procuraremos identificar algumas tecnologias e recursos


empregues usualmente na actividade de teletrabalho. Esta temática, será alvo de
uma abordagem mais detalhada numa unidade de formação específica, a ser
desenvolvida posteriormente

Na temática 5, falaremos sobre factores ergonómicos de trabalho e de


organização de espaços, com sugestões de regras práticas a serem consideradas,
de modo a conseguir-se uma mais ajustada adaptação entre quem trabalha e as
condições e os equipamentos de trabalho.

Na temática 6, abordaremos a segurança da informação. Esta temática, terá


maior aprofundamento numa unidade de formação específica, a ser desenvolvida
posteriormente.

Por ultimo, na unidade temática 7, abordaremos as questões jurídicas e


legislativas, numa perspectiva abrangente, as quais terão um aprofundamento
posterior.

De seguida, apresenta-se o percurso de formação proposto para o curso de


“Teletrabalho, conceitos e tecnologias”, que o ajudará a visualizar melhor a
sequência das temáticas e também dos seus tempos, ou seja, cada rectângulo é o
equivalente a uma sessão de hora e meia, a qual poderá ser em modo presencial,
de auto-estudo (assíncrono) ou em modo síncrono (online).

3
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Assim, são propostas vinte sessões de aprendizagem de hora e meia, totalizando


30 horas de formação.
Enquadramento T1 T1 T1 T1
ao curso

T2 T2 T2 T3 T3

Teste Avaliação T4 T6 T4
Intermédia

T5 T5 T7 Teste Avaliação final e


Fecho

Descrição
Título do Curso
Teletrabalho, conceitos e tecnologias.

Objectivos gerais e específicos


No final da formação, o formando estará apto a:

 Identificar as novas formas de trabalhar e produzir na sociedade da


informação;

 Reconhecer as diferentes dimensões do teletrabalho;

 Identificar os benefícios, restrições, oportunidades e negócios da


modalidade de teletrabalho;

 Interessar-se pela implementação de projectos de teletrabalho e/ou de


empresas virtuais, adequadas às necessidades reais da sua actividade
profissional.

No final da abordagem à temática “RETROSPECTIVA HISTÓRICA DO


TELETRABALHO” cada formando(a) estará apto(a) a:

 Identificar factos e personagens marcantes no tempo relativos ao


surgimento e desenvolvimento do conceito e pressupostos do teletrabalho
até ao momento presente;

 Identificar intenções e decisões políticas respeitantes ao teletrabalho, no


seio da União Europeia, formalizadas em Iniciativas, Relatórios e Planos
de Acção.

4
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

No final da abordagem à temática “CONCEITO, MODALIDADES, VANTAGENS E


INCONVENIENTES” cada formando(a) estará apto(a) a:

 Identificar quatro componentes que possibilitam definir o conceito de


teletrabalho, assumido neste curso.

 Distinguir as quatro modalidades de aplicação e de exercício do


teletrabalho e as três formas de tempos de ocupação, segundo a OIT;

 Discriminar algumas vantagens e inconvenientes do teletrabalho, para a


sociedade, trabalhadores e para as empresas.

No final da abordagem à temática “PERFIL, FUNÇÕES E CRITÉRIOS” cada


formando(a) estará apto(a) a:

 Identificar as principais características pessoais e de desempenho,


necessárias ao desenvolvimento com sucesso da actividade de
teletrabalho;

 Identificar funções viáveis para o desenvolvimento da actividade de


teletrabalho;

 Discriminar, pelo menos, quatro critérios para o desenvolvimento do


teletrabalho.

No final da abordagem à temática “TECNOLOGIAS E RECURSOS PARA


TELETRABALHO” cada formando(a) estará apto(a) a:

 Identificar os principais recursos e tecnologias, necessárias ao


desenvolvimento com sucesso da actividade de teletrabalho;

 Identificar as principais características técnicas dos recursos e tecnologias


na actividade de teletrabalho.

No final da abordagem à temática “FACTORES ERGONÓMICOS E ORGANIZAÇÃO


DE ESPAÇOS” cada formando(a) estará apto(a) a:

 Caracterizar os três principais factores que influenciam o ambiente


climático de um local de trabalho, nomeadamente, temperatura,
humidade e ventilação;

 Realçar as principais características inerentes a cada um dos três factores


(luz, ruído e cor) que intervêm na redução ou alívio nos esforços
sensoriais despendidos na realização dos trabalhos diários de um(a)
teletrabalhador(a);

 Discriminar as principais condições físicas, ergonómicas, de


funcionalidade e de proficiência de trabalho a ser realizado num espaço
de teletrabalho, seja em casa ou num telecentro.

5
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

No final da abordagem à temática “SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO” cada


formando(a) estará apto(a) a:

 Identificar as principais precauções de segurança e de confidencialidade a


ter de modo próprio.

No final da abordagem à temática “QUESTÕES LEGISLATIVAS E


ORGANIZACIONAIS” cada formando(a) estará apto(a) a:

 Identificar as principais questões legais associadas ao teletrabalho na


forma subordinada.

Duração estimada; Sessões (tipo e número)


Como já se referiu, a duração total estimada para o curso de formação
“Teletrabalho, Conceito e Tecnologias” é de 30 horas, com a seguinte repartição:

Sessões Duração
Presenciais (6 sessões x 1,5h.) = 9 h.
Síncronas (8 sessões x 1,5h.) = 12 h.
Auto-estudo (assíncronas) (6 sessões x 1,5h.) = 9 h.
TOTAL 20 sessões = 30 horas

A estruturação dos conteúdos neste curso de formação é constituída por sete


áreas temáticas, que na sua maioria estão divididos em sub-temáticas, as quais
permitem o desenvolvimento de sessões de aprendizagem autónomas.

Antes do desenrolar das aprendizagens, haverá lugar a uma sessão presencial de


enquadramento ao curso de formação, no que diz respeito à identificação dos
objectivos gerais e específicos, dos conteúdos programáticos, da metodologia de
trabalho, formas de avaliação e de classificação, condições de interacção a
distância, etc. Após esta sessão de enquadramento ao curso de formação e, ainda
em sessão presencial, inicia-se a abordagem à Temática 1 (Retrospectiva
histórica do teletrabalho).

total: 3 horas presencial

Para a prossecução da Temática 1, os formandos desenvolverão,


maioritariamente, as suas aprendizagens em modo de auto-estudo, de partilha de
trabalhos e de documentos e, também, de debate e complemento de informação,
em sessões online (síncrono). Para o estudo desta temática, são propostas duas
sessões assíncronas (auto-estudo), envolvendo actividades de pesquisa,
tratamento, síntese e formalização e, uma síncrona de partilha de informação.

total: 3 horas (2x1,5h) de auto-estudo, e 1,5 hora online

6
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

A Temática 2 (Conceitos, modalidades, vantagens e inconvenientes) envolverá,


pelo menos, duas sessões de trabalho em modo assíncrono (auto-estudo) e uma
outra em modo síncrono.

total: 3 horas (2x1,5h) de auto-estudo, e 1,5 hora online

Também, a Temática 3 (Perfil, funções e critérios) considerará uma sessão de


auto-estudo e uma síncrona.

total: 1,5 horas de auto-estudo, e 1,5 hora online

Propõe-se uma aprendizagem inicial das temáticas T1 (Retrospectiva histórica do


teletrabalho) e T2 (Conceitos, modalidades, vantagens e inconvenientes) e T3
(Perfil, funções e critérios) de modo sequencial. Para as demais temáticas não é
obrigatório que os formandos tenham que seguir as suas aprendizagens temáticas
em numero sequencial crescente (T4, T5, T6 e T7), desde que se considere as
referências das durações mínimas de aprendizagem.

Após o estudo da Temática 3, haverá um momento de encontro presencial entre


todos os membros do grupo de formação e o(a) formador(a), no sentido de
analisar-se o processo de formação e seus consequentes ajustamentos e,
também, em se proceder a uma avaliação sumativa das aprendizagens
adquiridas.

total: 3 (2x1,5h) horas presencial

Para a Temática 4 (Tecnologias e recursos para o teletrabalho) e Temática 5


(Factores ergonómicos e organização de espaços), prevêem-se idênticos tempos e
modalidades de aprendizagem.

total: 1,5 horas de auto-estudo, e 1,5 hora online

total: 1,5 horas de auto-estudo, e 1,5 hora online

Para a Temática 6 (Segurança da informação), considera-se uma sessão de auto-


estudo, que posteriormente poderá ser debatida online na mesma sessão da
temática 4. Realce-se que esta temática será abordada de modo mais aprofundado
noutro curso

total: 1,5 horas de auto-estudo

Na Temática 7 (Questões legislativas e Organizacionais) é proposto uma sessão


online.

total: 1,5 horas online

No final do estudo da Temática 7, haverá um encontro entre todos os membros


do grupo de formação e do(a) formador(a), para uma avaliação final do processo
de formação e das aprendizagens conseguidas.

total: 3 (2x1,5h) horas presencial

7
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

8
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Conteúdos programáticos

Acolhimento e Enquadramento ao curso


I. Retrospectiva do teletrabalho:

 Retrospectiva histórica;

 A União Europeia e o teletrabalho.

II. Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes:

 Conceito e dimensões do teletrabalho;

 Modalidades de aplicação e de exercício;

 Vantagens e inconvenientes para a sociedade, trabalhadores e empresas.

III. Perfil, funções e critérios:

 Perfil do potencial teletrabalhador;

 Funções e critérios de desenvolvimento do teletrabalho.

Avaliação intermédia
IV. Tecnologias e recursos para teletrabalho:

 Telefone, fax, impressora, equipamentos multifunções, computadores e


periféricos e acessórios;

 Aplicações informáticas.

V. Factores ergonómicos e organização de espaços:

 Ambiente climático ou físico (temperatura, humidade e movimento do


ar);

 Condições sensoriais (luz natural e artificial, ruído e cor);

 Organização de espaços (delimitação do espaço, esforço estático,


proficiência no trabalho e procedimentos correlacionados).

VI. Segurança da informação.

VII. Questões legislativas e organizacionais.

Avaliação final e encerramento do curso.

9
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Estratégia e métodos pedagógicos


A estratégia de ensino-aprendizagem proposta para o desenvolvimento do
presente curso de formação, assenta, fundamentalmente, no esforço individual
de pesquisa e leitura de informação recorrendo a distintas fontes, na reflexão e
(re)formalização de documentos síntese sobre determinadas sub-temáticas (auto-
estudo), bem como, na partilha de saberes e de documentos, com debate e
complemento de informação, por parte dos restantes elementos do grupo em
formação e do(a) formador(a), em modo online (síncrono).

O(a) formador(a) procurará ao longo do desenvolvimento da acção de formação,


manter uma dinâmica de esclarecimento, orientação e de informação de
retorno, seja no momento do enquadramento ao curso e de início à primeira
temática (T1), em que na presença de todos os participantes procurará propor e
explicitar os procedimentos de actuação dos vários intervenientes, bem como,
nos momentos de avaliação formal (intermédia e final), seja, também, na
avaliação dos documentos enviados por cada um dos formandos, ao longo da
realização de cada (sub)temática.

Igualmente, pretende-se induzir atitudes e comportamentos de partilha de


informação e de saberes, entre todos os membros do grupo de formação, com
vista à construção de uma “comunidade de práticas e de conhecimentos”. A
necessidade da existência de debates, só é relevante se cada um dos membros do
grupo de formação partilhar parte dos seus saberes adquiridos, permitindo
acrescentar valor à informação disponibilizada (qualitativa e quantitativamente),
num processo de construção gradual do conhecimento, que aliado a atitudes de
cooperação e de confiança entre todos os seus membros, possibilita (espera-se!)
uma predisposição para continuar a aprender.

Neste curso, pretende-se proporcionar um ambiente e um percurso de


aprendizagem propedêutico, ou seja, propor-se um conjunto de (sub)temáticas
básicas e preliminares ao estudo do teletrabalho, que serão objecto de outras
abordagens, noutros cursos (ou Unidades de formação) existentes. Igualmente,
espera-se que o conceito relativo ao teletrabalho, proposto neste curso de
formação a distancia (Temática 2), permita um substracto congruente de
significados, que ajudem na pilotagem dos debates e nas diferentes abordagens
feitas nos vários cursos propostos.

Neste sentido, existem temáticas, nomeadamente as temáticas T7 (Questões


legislativas e organizacionais), T6 (Segurança da informação) e T4 (Tecnologias
e recursos para teletrabalho), que serão retomadas de modo aprofundado noutros
cursos existentes ou em leituras complementares e para os quais dever-se-á fazer
menção para o seu pleno estudo, aquando da abordagem aquelas temáticas, no
presente curso.

10
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Nomes (títulos e tipo) dos materiais pedagógicos

Manual do formando
 “Teletrabalho, conceitos e tecnologias”

Diapositivos em aplicação “PowerPoint”


1. Abertura 2. Objectivos gerais
3. Temáticas 4. Roteiro das aprendizagens
5. Estruturação de conteúdos 6. Avaliação
7. Interacção a distância 8. Modelo de exploração
9. Evolução do teletrabalho 10. União Europeia e o
teletrabalho
11. EU produtividade 12. EU Iniciativa eEurope
13. EU Iniciativa eLearning 14. EU COM(2001) 678 final
15. Conceito de teletrabalho 16. Modalidades de exercício
17. Tipologia de vínculos 18. Vantagens e Inconvenientes
19. Vantagens para sociedade 20. Inconvenientes para sociedade
21. Vantagens para empresas 22. Inconvenientes para empresas
23. Vantagens para os 24. Inconvenientes para trabalho.
trabalhadores
25. Critérios de sucesso 26. Impacto das TIC
27. Tecnologias e recursos 28. Telefone
29. Fax 30. Impressoras
31. Equipamentos multifunções 32. Computadores
33. Aplicações informáticas 34. Factores ergonómicos
35. Temperatura 36. Temperatura - regras práticas
37. Humidade 38. Humidade - regras práticas
39. Ventilação 40. Ventilação - regras práticas
41. Factores sensoriais 42. Luz - regras práticas
43. Luz - regras práticas 44. Ruído
45. Ruído - regras práticas 46. Cor
47. Cor - regras práticas 48. Cor - regras práticas
49. Organização de espaços 50. Cadeiras
51. Mesas e secretárias 52. Estantes e espaços
53. Proficiência no trabalho 54. Proficiência no trabalho
55. Proficiência no trabalho 56. Segurança da informação
57. Segurança da informação

Exercícios práticos
 f 1 - “Retrospectiva histórica do teletrabalho”;

 f 2 - “Conceito e dimensões do teletrabalho”;

 f 3 - “Modalidades, de aplicação e de exercício”;

11
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

 f 4 – “Vantagens e inconvenientes”;

 f 5 - “Perfil do(a) potencial teletrabalhador(a)”;

 f 6 - “Funções e critérios de desenvolvimento do teletrabalho”;

 f 7 - “Tecnologias e recursos para teletrabalho”;

 f 8 - “ Ambiente climático ou físico”;

 f 9 - “Condições sensoriais”;

 f 10 - “Organização de espaços”;

 f 11 - “ Segurança da informação”;

 f 12 - “Questões legislativas e organizacionais”.

Aplicação informática interactiva


 “Teletrabalho, conceito e tecnologias”

Auto-Testes (pré-teste e pós-teste) e Corrigenda


 “Retrospectiva histórica do teletrabalho”;

 “Conceito e dimensões do teletrabalho”;

 “Modalidades, de aplicação e de exercício”;

 “Vantagens e inconvenientes”;

 “Perfil do(a) potencial teletrabalhador(a)”;

 “Funções e critérios de desenvolvimento do teletrabalho”;

 “Tecnologias e recursos para teletrabalho”;

 “ Ambiente climático ou físico”;

 “Condições sensoriais”;

 “Organização de espaços”;

 “ Segurança da informação”;

 “Questões legislativas e organizacionais”.

12
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Equipamentos necessários

Para o desenvolvimento das sessões presenciais prevê-se serem necessários os


seguintes equipamentos e materiais:

 Quadro branco e respectivos marcadores de várias cores;

 Cavalete de papel, resma de papel e respectivos marcadores de várias


cores;

 Resma de papel branco tipo A4;

 Ecrã;

 Projector vídeo e respectivos cabos de ligação;

 Computador (desktop ou portátil) e respectivos cabos de ligação;

 Mesas e cadeiras para todos os participantes e formador(a);

 Manual do formando (por participante);

 Ficha de avaliação de conhecimentos (por participante);

 Ficha de avaliação da formação (por participante).

Metodologia de avaliação
A avaliação será realizada pelo formador(a) através de vários parâmetros que
ajudarão a medir o empenho e a aprendizagem dos formandos pontualmente, ao
longo do curso como também no final da acção.

Para conferir a pontuação, o formador(a) considerará a escala de qualificação


seguinte:

A B C D E
Excelente Muito bom Bom Suficiente Insuficiente
O processo de avaliação dos participantes está dividido em 3 partes essenciais:

Presença e comportamento
Implica uma avaliação contínua do comportamento do formando durante o curso,
através de 4 parâmetros considerados importantes: assiduidade, participação,
responsabilidade e relações interpessoais.

Assiduidade
Avalia-se a presença do formando nas sessões, a frequência com que compareceu
às sessões e actividades desenvolvidas.

13
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

No cumprimento do roteiro das aprendizagens para o presente curso, a


assiduidade deverá calcular-se segundo o modelo:

Sessões Realizadas Assistidas Taxa de


assiduidade
Presenciais (6x1,5h)= 9 h %
Síncronas (8x1,5h)= 12 h %
Auto-estudo (6x1,5h)= 9 h %
TOTAL 20 sessões = 30 h %

Participação
Avalia-se o interesse do formando, a pertinência e oportunidade das intervenções
e a colaboração na dinamização das actividades de formação.

Responsabilidade
Avalia-se o sentido de responsabilidade na frequência da acção, em termos de
cumprimento dos tempos e das actividades propostas.

Relações interpessoais
Avalia-se a comunicação do formando com os colegas, formadores e outros,
incluindo a sua tolerância e espírito de equipa.

Domínio do objecto de formação


É uma avaliação sumativa, destinada a diagnosticar os conhecimentos
adquiridos pelos formandos e, também, servir de reforço das aprendizagens
efectuadas através da realização de exercícios e trabalhos práticos individuais,
por intermédio de uma “ficha de exercício” específica. Cada trabalho realizado e
entregue pelo(a) formando(a), na sequência das actividades propostas em cada
(sub)temática, será objecto de avaliação e, alguns, de classificação.

São propostos 12 exercícios, a realizar pelos formandos, ao longo das sete


temáticas do presente curso, os quais serão avaliados pelo(a) formador(a), que
fará uma apreciação sobre os mesmos e que a comunicará a cada formando.
Porém, somente 4 (quatro) desses exercícios serão objecto de classificação a ser
considerada na classificação final do curso. A indicação dos quatro (1+3)
exercícios a serem objecto de classificação será facultada por cada formando.

Assim, será classificado pelo formador(a) o exercício proposto na Temática 1,


um dos três exercícios propostos na Temática 2, um dos dois exercícios da
Temática 3, bem como, um exercício à escolha dos formandos entre as
Temáticas 4, 5, 6 ou 7 outras palavras, cada formando, no final do curso
informará o(a) formador(a) sobre os 3 (três) exercícios que pretende que sejam
alvo de classificação para além do exercício da Temática 1.

Obviamente, que os doze trabalhos propostos ao longo das aprendizagens das


(sub)temáticas, para além de contribuírem para o reforço e aprofundamento de
saberes, permitem uma avaliação sumativa relevante.

14
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

A cada exercício corresponderá uma determinada ponderação (desde X1, X2 até


ao máximo de X3) que pretende fazer corresponder o grau de esforço,
complexidade ou de implicação exigida a cada formando e que será factor
multiplicativo sobre a classificação obtida. Cada formando escolherá livremente
os exercícios que pretende realizar, sabendo que o factor de ponderação proposto
em cada exercício escolhido terá influência (de melhoria ou de prejuízo) na
média final.

De seguida, apresenta-se um exemplo de tabela de classificação, a ser inserida


em cada “ficha de exercício”:

Avaliação (ponderação: X2)

critérios percentagens classificações


Não entregue (NE) 0
Insuficiente (Ins) 0 % a 45 % 1
Suficiente (Suf) 46 % a 55 % 2
Bom (B) 56 % a 70 % 3
Muito Bom (MB) 71 % a 89% 4
Excelente (Exc) 90 % a 100% 5

Todos os trabalhos deverão ser numerados na ordem de execução e avaliados de


seguinte maneira:

Trabalhos Parâmetros 1 2 3 4 Total


Individuais Integração de conhecimentos
Aplicação de conhecimentos
Resultado global

Nota: na sessão de início da acção de formação deverá ser explicitado o processo


de avaliação das aprendizagens e de classificação dos trabalhos.

Naturalmente que a dimensão e número de trabalhos deverá reflectir o objectivo,


dimensão e complexidade do curso.

Avaliação de aprendizagem

Comporta uma avaliação sumativa da aprendizagem dos formandos. Os


formandos demonstrarão o seu conhecimento através de dois testes de escolha
múltipla realizados online, em duas sessões presenciais, em modo síncrono, na
plataforma interactiva.

A primeira sessão será realizada após a abordagem à Temática 3 (Perfil, funções


e critérios), onde se analisarão e partilharão apreciações sobre o processo de
ensino-aprendizagem, bem como, se realizará uma avaliação sumativa

15
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

intermédia. A segunda avaliação efectuar-se-á após o estudo da última temática


proposta, no presente curso de formação.

A classificação final destes dois momentos de avaliação corresponderá à média


dessas avaliações, tendo em conta a relação entre o número de perguntas e o
número de respostas correctas dadas por cada formando.

Testes N.º perguntas N.º respostas Qualificação


correctas
Teste intermédio
Teste final
TOTAL

Estas duas avaliações, contribuirão, também, para a classificação final de cada


formando.

Até agora tem-se falado da avaliação sumativa, porém, consideramos igualmente


importante que se considere a modalidade de avaliação formativa.

A modalidade de avaliação formativa proposta para este curso de formação, deve


ser entendida enquanto oportunidade que cada formando(a) dispõe para analisar
uma parte substancial das suas aprendizagens e, o resultado dessa análise poder
servir de informação de retorno com vista ao reajustamento ou validação dessas
mesmas aprendizagens.

O contexto de aprendizagem preconizado para o presente curso, já referido


anteriormente, tem como objectivo a disponibilização de um percurso de
formação que possibilite uma abordagem propedêutica ao fenómeno do
teletrabalho, com a apresentação de conteúdos e propostas de actividades
pedagógicas simplificadas, com um ênfase maior na auto-aprendizagem e na
interacção e partilha de resultados individuais, que permita o complemento e o
esclarecimento de saberes (predominantemente cognitivos) entre formandos e o
formador(a), potenciando-se, deste modo, a obtenção de resultados positivos.

Ou seja, pretende-se induzir junto de cada formando(a), a necessidade de uma


atitude de implicação e de motivação para aprender, possibilitando a
demonstração de comportamentos que garantam a obtenção de resultados
válidos, nomeadamente, através de actividades de pesquisa, análise, reflexão,
acção, formalização e partilha de saberes e de resultados.

Neste sentido, a avaliação formativa proposta a cada formando(a) compreenderá:

 um Pré-teste, que pretende ser um instrumento de Auto-Avaliação


prévio à abordagem de uma (sub)temática. Deste modo, cada
formando(a) tem a possibilidade de avaliar o seu grau de domínio nas
respostas dadas a um conjunto de questões e, também, ficar a saber os
conteúdos principais que irão ser abordados nessa mesma (sub)temática;

16
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

 Por outro lado, no final de cada (sub)temática será igualmente proposto


que cada formando(a) responda a um Pós-teste, com um conjunto de
questões similares ao do Pré-teste, permitindo, deste modo, a Auto-
Avaliação sobre o progresso e a consistência das aprendizagens
efectuadas e, servir também de indicador de avaliação.

O tutor deverá preencher devidamente o Anexo 5 - “Avaliação do Formando”


para cada participante e entrega-lo à equipa de gestão da formação, até 5 dias
após o termino da acção, acompanhado de todos os instrumentos que serviram de
ponderação para o seu preenchimento, ou seja: testes, exercícios e trabalhos
efectuados pelos formandos em papel e formato electrónico.

O tutor deverá recorrer às funcionalidades da plataforma para analisar tanto os


resultados obtidos pelos formandos como os das perguntas em si com vista tirar
conclusões e melhorar quer a base de perguntas, quer o conteúdo do curso, quer a
sua actuação.

2. Avaliação da reacção dos formandos


A avaliação de reacção (dos participantes) à aprendizagem será realizada através
da recolha das opiniões com um Questionário de Avaliação. Este questionário
encontra-se disponível na aplicação interactiva a que os formandos devem aceder
para responder às questões. Procura-se desta forma obter a opinião dos
formandos sobre as actividades, a qualidade do material pedagógico, o apoio
recebido, actuação do formador, etc.

Com o questionário acessível através da aplicação interactiva com as respostas


dos formandos arquivadas no servidor os resultados poderão ser avaliados,
interpretados e guardados em formato electrónico para consulta e referência
futura.

Caso não seja possível recolher as respostas dos formandos através da aplicação
interactiva, deverá realizar uma impressão do Questionário e distribuir aos
participantes, realizando-se depois a análise e interpretação dos dados.

Como complemento, e de uma certa importância, deverá ter lugar junto ao final
da acção de formação uma análise da qualidade da mesma como percebida pelos
formandos numa sessão de discussão aberta. Esta análise poderá realizar-se na
última sessão presencial do curso.

17
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Planos de Sessão
Sessão: Enquadramento ao curso Unidade:

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
1 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar o  Apresentação do  Apresentação oral:  Apresentação oral  Identificação pessoal Manual de apresentação
formador da Formador e dos Nome, habilitações e individualizada: e profissional do do curso:
Presencial unidade de Formandos experiência Nome, habilitações, formador.
formação pedagógica profissão, motivos  Identificação  Ficha técnica.
de frequência individualizada de  Nome do endereço
 Orientações orais para
todos os formandos. electrónico.
as apresentações dos
formandos
Presencial  Enunciar os  Objectivos gerais  Explicitação oral, dos  Visualização de  Projecção e Diapositivo: 2
objectivos gerais do do curso. conteúdos abordados diapositivos. visionamento de
curso. com suporte de meios diapositivos.
 Leitura e eventual
audiovisuais. anotação no
 Explicitação oral dos
conteúdos
 Orientações de manual de
abordados.
visionamento no apresentação do
manual de curso.  Visionamento de
apresentação do conteúdos
 Colocação livre de específicos no
curso. questões para manual de
 Realce dos aspectos esclarecimento apresentação do
mais significativos de e/ou complemento curso.
cada (sub)tópico. de informação.  Esclarecimento de
 Esclarecimento de questões e
questões e complemento de
complemento de informação.
informação, colocadas
pelos membros do
grupo.

18
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Enquadramento ao curso Unidade:

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
1 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar as sete  Temáticas do curso: Diapositivos: 3, 4 e 5


temáticas do curso, T1 - Retrospectiva do
sua sequência e Manual de apresentação
teletrabalho. do curso:
estruturação de
conteúdos. T2 - Conceito,
modalidades,  Conteúdos
Presencial programáticos.
vantagens e
inconvenientes.  Roteiro das
T3 - Perfil, funções e aprendizagens.
critérios viáveis para  Estruturação de
o teletrabalho. conteúdos.
T4 - Tecnologias e
recursos para
teletrabalho.
T5 - Factores
ergonómicos e
organização de
espaços.
T6 - Segurança da
informação.
T7 - Questões
legislativas e
organizacionais.
Roteiro das
aprendizagens.
Estruturação de
conteúdos.

Sessão: Enquadramento ao curso Unidade: 1 Retrospectiva histórica do teletrabalho


19
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
1 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Enunciar as  Modalidades de  Explicitação oral,  Visualização de  Projecção e Diapositivo: 6


modalidades e os avaliação: dos conteúdos diapositivo. visionamento de
critérios de abordados com diapositivo. Manual de apresentação
 Avaliação formativa  Leitura e eventual do curso:
Presencial avaliação. suporte de meios anotação no
 Explicitação oral dos
Pré-teste audiovisuais. conteúdos
manual de  Modalidades e
Pós-teste abordados. critérios de
 Orientações de apresentação do
 Avaliação sumativa visionamento no curso.  Visionamento de avaliação.
manual de conteúdos
Intermédia  Colocação livre
apresentação do específicos no
Final de questões para manual de
curso. esclarecimento
 Meios e Critérios de apresentação do
 Realce dos e/ou curso.
avaliação.
aspectos mais complemento de  Esclarecimento de
 Enunciar os meios  Meios técnicos para significativos de informação. Diapositivo: 7
técnicos e as comunicação entre questões e
Presencial cada (sub)tópico. complemento de
condições de formador e formandos.
 Esclarecimento de informação.
interacção a  Condições de questões e
distância. interacção a distância. complemento de
informação,
colocadas pelos
membros do grupo.
Intervalo

20
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Retrospectiva do teletrabalho Unidade: 1 Retrospectiva histórica do teletrabalho

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
2 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar os  Modelo de exploração  Explicitação oral,  Visualização de  Projecção e Diapositivo: 8


principais pedagógica de uma dos conteúdos diapositivos. visionamento de
componentes do sessão de formação: abordados com diapositivo. Manual de apresentação
 Leitura e eventual do curso:
modelo de Objectivo(s) suporte de meios anotação no
 Caracterização do
exploração audiovisuais. processo  Modelo de
especifico(s). manual de
Presencial pedagógica de uma metodológico de exploração
Palavras-chave e  Realce dos apresentação do
sessão de exploração pedagógica.
glossário. aspectos mais curso.
formação. pedagógica.
significativos de  Colocação livre
Pré-teste. cada (sub)tópico.  Visionamento de
de questões para conteúdos
Leitura e  Esclarecimento de esclarecimento
pesquisa específicos no
questões e e/ou manual de
temática, por complemento de complemento de
referências. apresentação do
informação, informação. curso.
Execução da colocadas pelos
actividade
 Esclarecimento de
membros do grupo. questões e
proposta.
complemento de
Apreciação e informação.
reforço da
aprendizagem.
Pós-teste.
 Procedimentos para o
estudo de uma
(sub)temática.

21
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Retrospectiva do teletrabalho Unidade: 1 Retrospectiva histórica do teletrabalho

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
2 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar factos e  Objectivos específicos  Explicitação oral dos  Identificação dos  Identificação dos Manual do formando:
personagens da temática objectivos objectivos objectivos
marcantes no tempo “Retrospectiva do específicos a atingir específicos específicos propostos  Objectivos da
relativos ao teletrabalho”. no final da sessão, propostos para a para a temática. temática
surgimento e com recurso ao sessão, com
desenvolvimento do manual do visualização no
Presencial conceito e formando/ aplicação manual do
pressupostos do electrónica. formando/
teletrabalho até ao aplicação
presente momento . electrónica.
 Identificar intenções  Pré-teste 1 -  Explicitação oral da  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Manual de exercícios:
e decisões políticas Retrospectiva histórica utilidade do Pré- teste 1, no teste 1.
respeitantes ao do teletrabalho. teste e Pós-teste. manual ou em  Pré-teste 1:
teletrabalho, no seio  Orientação para o aplicação  Retrospectiva
da União Europeia, preenchimento do electrónica histórica do
formalizadas em Pré-teste 1. teletrabalho.
Iniciativas, relatórios
 Pressupostos à  Explicitação oral dos  Identificação dos  Discriminação da Manual de exercícios:
e planos de acção.
realização da Pressupostos à pressupostos à actividade a
actividade proposta: realização da realização da desenvolver, data de  “Ficha de exercício (f
actividade proposta. actividade conclusão, fontes de 1)”.
- opções de
proposta informação e meios
trabalho.  Esclarecimento de
/exercício (f 1): de pesquisa a utilizar,
- fontes de questões e
e forma de
informação. complemento de  Colocação livre
apresentação do
informação, de questões para
- formas de documento final a
colocadas pelos esclarecimento
apresentação entregar.
membros do grupo. e/ou
- critérios de complemento de
avaliação. informação.
- data, hora e
modo de entrega.

22
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Retrospectiva do teletrabalho (cont.) Unidade: 1 Retrospectiva histórica do teletrabalho

Sessões Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
3e4 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Cronologia dos  Orientação na  Leitura e  Leitura e pesquisa de Manual do formando/


conceitos e pesquisa de pesquisa, de conteúdo/temática, Aplicação electrónica:
pressupostos do informação modo autónomo e sobre ”Retrospectiva
teletrabalho. referenciada em por livre histórica do  Retrospectiva
tópicos. descoberta das teletrabalho” e “A histórica do
 A União Europeia e o teletrabalho.
temáticas União Europeia e o
teletrabalho:
”Retrospectiva teletrabalho”.  A União Europeia e
Auto-estudo Medidas e Planos histórica do o teletrabalho.
(assíncrono) de Acção. teletrabalho” e “A
União Europeia e
os teletrabalho”, Diapositivos:
no manual do  9, 10, 11, 12, 13 e14
formando /
aplicação
electrónica. Manual do formando/
 Pesquisa Aplicação electrónica:
orientada,
 “Referências”.
segundo
referências no
manual do
formando/aplicaçã
o electrónica.

23
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Retrospectiva do teletrabalho (cont.) Unidade: 1 Retrospectiva histórica do teletrabalho

Sessões Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
3e4 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Formalização e  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:


análise de e classificação dos entrega de dos exercícios.
documentos de trabalhos/ documento,  Leitura , apreciação e  Actividade proposta
síntese, segundo documentos segundo estrutura classificação dos  Ficha de exercício (f
estrutura e condições realizados pelos proposta em exercícios. 1).
propostas em Ficha formandos. Ficha de exercício  Informação de
de exercício (f 1).  Informação de (f 1). retorno (apreciação)
retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
 Pós-teste 1-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:
Retrospectiva histórica teste 1, em teste 1
do teletrabalho. aplicação  Pós-teste 1 e
electrónica Corrigenda 1

24
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Retrospectiva do teletrabalho (cont.) Unidade: 1 Retrospectiva histórica do teletrabalho

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
5 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Análise, partilha e  Proposta para o  Colocação livre  Informação de Trabalhos realizados


debate online de funcionamento de questões para retorno a todos os pelos formandos, com
Online saberes relativos à online da sessão. esclarecimento membros do grupo acesso online,
(Síncrono) (sub)temática, entre e/ou de formação relativa decorrentes da actividade
 Incentivo à análise,
os membros do grupo complemento de aos trabalhos proposta na Ficha de
partilha e debate
de formação. informação. realizados. exercício (f 1)”
das (sub)temáticas,
entre os membros  Partilha e debate
 Partilha e debate
online de saberes
do grupo de online de saberes,
relativos à
formação relativos à
(sub)temática, entre
 Esclarecimento de (sub)temática,
os membros do
questões e entre os membros
grupo de formação.
complemento de do grupo de
formação.  Esclarecimento de
informação, questões e
colocadas pelos complemento de
membros do grupo. informações.

25
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
6 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar quatro  Objectivo específico  Leitura do  Identificação do Aplicação electrónica:


dimensões que da (sub)temática objectivo objectivo especifico
possibilitam definir “Conceito e específico da (sub)temática.  Objectivo especifico
o conceito de dimensões do proposto para a da (sub)temática;
teletrabalho. teletrabalho”. sessão, com
visualização na
aplicação
electrónica.
Auto-estudo
(Assíncrono)
 Pré-teste 2- “conceito  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
e dimensões do teste 2, na teste 2.
teletrabalho”; aplicação  Pré-teste 2 -
electrónica “conceito e
dimensões do
teletrabalho”;

26
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
6 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar quatro  Conceito e dimensões  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica


dimensões que do teletrabalho: (sub)temática conteúdo/temática,
possibilitam definir ”Conceito e sobre ”Conceito e  Ficha de exercido: (f
- Trabalho a 2).
o conceito de dimensões do dimensões do
distância;
teletrabalho. teletrabalho”, na teletrabalho”. Conteúdo/temática:
- Utilização de aplicação
TIC;  “Conceito e
electrónica.
- Flexibilidade; dimensões do
 Pesquisa teletrabalho”.
Auto-estudo - Melhoria orientada,
económica  Fontes de
(Assíncrono) segundo
informação
referências na
basilares, em
aplicação
“Referências”
electrónica.
Diapositivo: 15
 Leitura e
pesquisa, de
modo autónomo e
por livre
descoberta.
 Identificar quatro  Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
dimensões que apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
possibilitam definir colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta :
o conceito de documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação dos “Ficha de exercício (f
teletrabalho. segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercícios. 2)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 2)”. retorno (apreciação)
(f2). retorno,  Colocação online individualizada.
Auto-estudo individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
(Assíncrono)
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
27
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
6 temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Pós-teste 2- “conceito  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


e dimensões do teste 2, na teste 2
teletrabalho”; aplicação  Pós-teste 2 e
electrónica. Corrigenda 2

28
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes
(cont.)

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
7 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Distinguir quatro  Objectivos específicos  Leitura dos  Identificação dos Aplicação electrónica:
modalidades de da (sub)temática. objectivos objectivos
aplicação e de específicos específicos das  Objectivos
exercício do propostos para a (sub)temáticas. específicos da
teletrabalho e, as sessão, com (sub)temática;
três formas de visualização na
tempos de aplicação
ocupação, segundo electrónica.
Auto-estudo a OIT.
(assíncrono)
 Pré-teste 3-  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
“Modalidades de teste 3, na teste 3.
aplicação e de aplicação  Pré-teste 3 -
exercício, vantagens e electrónica “Modalidades de
inconvenientes”; aplicação e de
exercício, vantagens
e inconvenientes”;

29
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes
(cont.)

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
7 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Modalidades de  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


teletrabalho: (sub)temática conteúdo/temática,
”Modalidades de sobre Modalidades  Conteúdo:
- trabalho em “Modalidades de
aplicação e de de aplicação e de
casa; aplicação e de
exercício, exercício”.
- trabalho em vantagens e exercício”.
centro-satélite; inconvenientes”,  Ficha de exercido: (f
- trabalho em na aplicação 3).
centro de electrónica.  Fontes de
recursos;  Pesquisa informação
- trabalho móvel. orientada, basilares, em
Formas segundo “Referências”
temporais: referências na Diapositivo: 16 e 17
aplicação
- Tempo parcial;
electrónica.
- Tempo inteiro;
 Leitura e
- Freelancer; pesquisa, de
modo autónomo e
por livre
descoberta.

30
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes
(cont.)

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
7 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:


apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação dos “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercícios. 3)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 3)”. retorno (apreciação)
(f3). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.

31
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes
(cont.)

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
7 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Discriminar algumas  Vantagens e  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


vantagens e inconvenientes: (sub)temática conteúdo/temática,
inconvenientes do ”Vantagens e sobre ”Vantagens e  Conteúdo:
- Sociedade. “Vantagens e
teletrabalho, para a inconvenientes”, inconvenientes”.
sociedade, - Trabalhadores. na aplicação inconvenientes.
trabalhadores e - Empresas. electrónica.  Ficha de exercido: (f
empresas.  Pesquisa 4).
orientada,  Fontes de
segundo informação
Auto-estudo referências na basilares, em
aplicação “Referências”
(assíncrono) electrónica. Diapositivos:
 Leitura e
18, 19, 20, 21, 22 e 23
pesquisa, de
modo autónomo e
por livre
descoberta.

32
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes
(cont.)

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
7 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Formalização,  Leitura , apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:


apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação dos “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercícios. 4)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 4)”. retorno (apreciação)
(f 4). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
 Pós-teste 3-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:
“Modalidades de teste 3, na teste 3
aplicação e de aplicação  Pós-teste 3 e
exercício, vantagens e electrónica. Corrigenda 3
inconvenientes”;

33
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes Unidade: 2 Conceito, modalidades, vantagens e inconvenientes
(cont.)

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
8 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Análise, partilha e  Incentivo à partilha  Colocação livre  Informação de Trabalhos realizados


debate online de de saberes, entre os de questões para retorno a todos os pelos formandos, com
Online saberes, entre os membros do grupo esclarecimento membros do grupo acesso online,
(Síncrono) membros do grupo de de formação. e/ou de formação relativa decorrentes das
formação, sobre as complemento de aos trabalhos actividades propostas
 Pilotagem do debate
(sub)temáticas: informação. realizados. nas Fichas de exercício f
das (sub)temáticas,
Conceito e entre os membros  Partilha e debate
 Partilha e debate 2, f 3 e f 4.
online de saberes
dimensões do do grupo de online de saberes
relativos à
teletrabalho; formação. relativos à
(sub)temática, entre
Modalidade de  Esclarecimento de (sub)temática,
os membros do
aplicação e de questões e entre os membros
grupo de formação.
exercício do complemento de do grupo de
formação.  Esclarecimento de
teletrabalho; informação, questões e
Vantagens e colocadas pelos complemento de
inconvenientes. membros do grupo. informações.

34
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
9 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar as  Objectivo específico  Leitura do  Identificação do Aplicação electrónica:


principais da (sub)temática. objectivo objectivo específico
características específico da (sub)temática.  Objectivo específico
pessoais e de proposto para a da (sub)temática;
desempenho, (sub)temática,
necessárias ao com visualização
desenvolvimento na aplicação
com sucesso da electrónica.
actividade de
teletrabalho

Auto-estudo
(assíncrono)
 Pré-teste 4- “Perfil  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
do(a) potencial teste 4, na teste 4.
teletrabalhador(a)”; aplicação  Pré-teste 4 - “Perfil
electrónica do(a) potencial
teletrabalhador(a)”;

35
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
9 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Perfil do(a) potencial  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


teletrabalhador(a). (sub)temática conteúdo/temática,
”Perfil do(a) sobre ”Perfil do(a)  Conteúdo: “Perfil
potencial potencial do(a) potencial
teletrabalhador(a) teletrabalhador(a)”. teletrabalhador(a)”.
”, na aplicação  Ficha de exercido: (f
electrónica. 5).
Auto-estudo
 Pesquisa  Fontes de
(assíncrono) orientada, informação
segundo basilares, em
referências na “Referências”
aplicação Diapositivo: 24
electrónica.
 Leitura e
pesquisa, de
modo autónomo e
por livre
descoberta.
 Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 5)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
Auto-estudo em ficha de exercício  Informação de exercício (f 5)”. retorno (apreciação)
(f 5). retorno,  Colocação online individualizada.
(assíncrono) individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
36
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
9 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

Auto-estudo  Pós-teste 4- “Perfil   Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


do(a) potencial teste 4, na teste 4
(assíncrono) teletrabalhador(a)”; aplicação  Pós-teste 4 e
electrónica. Corrigenda 4

37
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios (cont.) Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
9 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Identificar funções  Objectivos específicos  Leitura dos  Identificação dos Aplicação electrónica:
viáveis para o da (sub)temática. objectivos objectivos
desenvolvimento da específicos específicos da  Objectivos
actividade do propostos para a (sub)temática. específicos da
teletrabalho (sub)temática, (sub)temática;
Auto-estudo com visualização
 Discriminar, pelo
(assíncrono) menos, quatro na aplicação
critérios para o electrónica.
desenvolvimento do
teletrabalho.
 Pré-teste 5 - ”  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
Funções e critérios de teste 5, na teste 5.
desenvolvimento do aplicação  Pré-teste 5 - ”
teletrabalho”, electrónica Funções e critérios
de desenvolvimento
do teletrabalho”,

38
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios (cont.) Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
9 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Funções viáveis para  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


teletrabalho. (sub)temática conteúdo, sobre ”
”Funções e Funções e critérios  Conteúdo: ”
 Critérios de Funções e critérios
critérios de de desenvolvimento
desenvolvimento do de desenvolvimento
desenvolvimento do teletrabalho”,
teletrabalho. do teletrabalho”,
do teletrabalho”,
na aplicação  Ficha de exercido: (f
electrónica. 6).
 Pesquisa  Fontes de
orientada , informação
segundo basilares, em
referências na “Referências”
aplicação Diapositivo: 25
electrónica.
 Leitura e
pesquisa, de
modo autónomo e
por livre
descoberta.

39
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios (cont.) Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
9 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:


apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 6)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 6)”. retorno (apreciação)
(f 6). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
 Pós-teste 5- ” Funções   Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:
e critérios de teste 5, na teste 5
desenvolvimento do aplicação  Pós-teste 5 e
teletrabalho”, electrónica. Corrigenda 5

40
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Perfil, funções e critérios (cont.) Unidade: 3 Perfil, funções e critérios

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
10 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Análise, partilha e  Incentivo à partilha  Colocação livre  Informação de Trabalhos realizados


debate online de de saberes, entre os de questões para retorno a todos os pelos formandos, com
Online saberes, entre os membros do grupo esclarecimento membros do grupo acesso online,
(Síncrono) membros do grupo de de formação. e/ou de formação relativa decorrentes das
formação, sobre as complemento de aos trabalhos actividades propostas
 Pilotagem do debate
(sub)temáticas: informação. realizados. nas Fichas de exercício f
das (sub)temáticas,
Perfil do(a) entre os membros  Partilha e debate
 Partilha e debate 5 e f 6.
online de saberes
potencial do grupo de online de saberes
relativos à
teletrabalhador(a) formação. relativos às
(sub)temática, entre
;  Esclarecimento de (sub)temáticas
os membros do
Funções e questões e abordadas e
grupo de formação.
critérios de complemento de decorrente dos
trabalhos  Esclarecimento de
desenvolvimento informação, questões e
do teletrabalho. colocadas pelos realizados.
complemento de
membros do grupo. informações.

41
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Avaliação intermédia Unidade: Avaliação intermédia

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
11 e 12 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Avaliar e validar o  Avaliação de  Orientação oral, a  Resposta  Realização de teste Teste de avaliação, de
progresso de conhecimentos por todo o grupo, sobre individual ao teste de avaliação, de escolha rápida e/ou de
aprendizagem meio de teste escrito. as condições de escrito em escolha rápida e/ou complemento de
conseguida. realização do teste aplicação de complemento de informação em aplicação
escrito. interactiva). informação. interactiva.
 Avaliar o processo
de formação.  Indicações para a  Auto-classificação
 Classificação e auto-
avaliação.
Presencial auto-classificação e e auto-avaliação
auto-avaliação.
e
síncrono

42
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Avaliação intermédia Unidade: Avaliação intermédia

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
11 e 12 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

  Avaliação do processo  Solicitação para que  Verbalização  Verbalização e


de ensino- cada formando(a) individual das anotação das
aprendizagem verbalize livremente percepções/ percepções/
desenvolvido. as suas percepções/ apreciações/ apreciações e/ou
apreciações/ opiniões sobre o opiniões dos
opiniões, relativas processo de formandos,
ao processo de ensino- relativamente ao
ensino- aprendizagem já processo de ensino-
aprendizagem já desenvolvido. aprendizagem.
desenvolvido.  Apreciação sobre
 Anotação em o eficácia das
cavalete de papel aprendizagens e
das percepções/ dos trabalhos e
apreciações/ exercícios
opiniões veiculados realizados.
pelos membros do  Apresentação oral
grupo de formação. de sugestões de
alteração ou de
melhoria ao
processo de
ensino-
aprendizagem

43
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Avaliação intermédia Unidade: Avaliação intermédia

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
11 e 12 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Apresentação das  Apresentação oral e  Colocação de  Informação sobre os


actividades ainda a genérica sobre as questões, para desenvolvimentos
desenvolver na principais esclarecimento futuros da Unidade
Unidade de actividades a e/ou de Formação.
Formação. desenvolver nas complemento de  Esclarecimento de
temáticas seguintes informações. questões e
da Unidade. complemento de
informações.
 Esclarecimento oral
de questões e
complemento de
informações,
colocadas pelos
formandos.

44
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Tecnologias e recursos para o teletrabalho Unidade: 4 Tecnologias e recursos para teletrabalho

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
13 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar os  Objectivos específicos  Leitura dos  Identificação dos Aplicação electrónica:


principais recursos da temática. objectivos objectivos
e tecnologias, específicos específicos da  Objectivos
necessárias ao propostos para a temática. específicos da
desenvolvimento temática, com temática;
com sucesso da visualização na
actividade de aplicação
teletrabalho; electrónica.
Auto-estudo  Identificar as
(assíncrono) principais
características
técnicas dos
recursos e
tecnologias na
actividade de
teletrabalho.

 Pré-teste 6-  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:


“Tecnologias e teste 6, na teste 6.
recursos para aplicação  Pré-teste 6
teletrabalho”. electrónica -“Tecnologias e
recursos para
teletrabalho”.

45
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Tecnologias e recursos para o teletrabalho Unidade: 4 Tecnologias e recursos para teletrabalho

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
13 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Recursos e  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


tecnologias para temática conteúdo/temática,
teletrabalho: ”Tecnologias e sobre ”Tecnologias e  Conteúdo:
recursos para recursos para “Tecnologias e
- telefone recursos para
teletrabalho” na teletrabalho”
- fax aplicação teletrabalho”.
- impressora e electrónica.  Ficha de exercido: (f
acessórios;  Pesquisa 7).
- equipamentos orientada,  Fontes de
multifunções; segundo informação
- computadores referências na basilares, em
aplicação “Referências”
- periféricos e
electrónica. Diapositivos:
acessórios
 Leitura e
 Aplicações 26, 27, 28, 29, 30, 31, 32
pesquisa, de
informáticas: e 33.
modo autónomo e
- e-mail por livre
- webmail descoberta.
- Acrobat
- Netmeeting
- Groove

46
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Tecnologias e recursos para o teletrabalho Unidade: 4 Tecnologias e recursos para teletrabalho

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
13 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:


apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 7)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 7)”. retorno (apreciação)
(f 7). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
 Pós-teste 6-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:
“Tecnologias e teste 6, na teste 6
recursos para aplicação  Pós-teste 6 e
teletrabalho”; electrónica. Corrigenda 6

47
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Segurança da informação Unidade: 6 Segurança da informação.

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
14 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar as  Objectivo específico  Leitura do  Identificação do Aplicação electrónica:


principais da temática. objectivo objectivo específico
precauções de específico da temática.  Objectivo específico
segurança e de proposto para a da temática;
confidencialidade a temática, com
ter de modo próprio. visualização na
aplicação
electrónica.

Auto-estudo
(assíncrono)
  Pré-teste 10-  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
“Segurança da teste 10, na teste 10.
informação”. aplicação  Pré-teste 10 -
electrónica “Segurança da
informação”.

48
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Segurança da informação Unidade: 6 Segurança da informação.

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
14 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Segurança no acesso:  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


temática conteúdo/temática,
física Conteúdo:
”segurança da sobre ”Segurança da 
electrónica informação “, na informação” “Segurança da
presencial aplicação informação”.
distância electrónica.  Ficha de exercido: (f
 Pesquisa 11).
 Confidencialidade da
informação: orientada,  Fontes de
segundo informação
espaços basilares, em
referências na
equipamentos aplicação “Referências”
documentos electrónica.
informações  Leitura e
Diapositivos:
pesquisa, de
modo autónomo e 56 e 57.
por livre
descoberta.
 Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 11)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 11)”. retorno (apreciação)
(f 11). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.

49
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Segurança da informação Unidade: 6 Segurança da informação.

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
14 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Pós-teste 10-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


“Segurança da teste 10, na teste 10
informação”; aplicação  Pós-teste 10 e
electrónica. Corrigenda 10

50
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Tecnologias e recursos para o teletrabalho e Segurança Unidade: 4 e 6 Tecnologias e recursos para teletrabalho
e Segurança

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
15 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Análise, partilha e  Incentivo à partilha  Colocação livre  Informação de Trabalhos realizados


debate online de de saberes, entre os de questões para retorno a todos os pelos formandos, com
saberes, entre os membros do grupo esclarecimento membros do grupo acesso online,
membros do grupo de de formação. e/ou de formação relativa decorrentes das
formação, sobre as complemento de aos trabalhos actividades propostas
 Pilotagem do debate
Online (sub)temáticas: informação. realizados. nas Fichas de exercício f
das (sub)temáticas,
- Recursos e entre os membros  Partilha e debate
 Partilha e debate 7 e f 11.
(Síncrono)
online de saberes,
tecnologias para o do grupo de online de saberes,
relativos à
teletrabalho: formação. relativos às
(sub)temática, entre
telefone/fax  Esclarecimento de (sub)temáticas
os membros do
questões e abordadas e
impressora e grupo de formação.
complemento de decorrente dos
acessórios; trabalhos  Esclarecimento de
informação, questões e
equipamentos colocadas pelos realizados.
multifunções; complemento de
membros do grupo. informações.
computadores;
periféricos e
acessórios.
- Aplicações
informáticas:
E-mail; Webmail;
Acrobat;
Netmeeting;
Groove; Antivirus.
- Segurança da
informação.

51
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Ambiente climático ou físico Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
16 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Caracterizar os três  Objectivo específico  Leitura do objectivo  Identificação do Aplicação electrónica:


principais factores da (sub)temática. específico proposto objectivo específico
que influenciam o para a da (sub)temática.  Objectivo específico
ambiente climático (sub)temática, com da (sub)temática;
de um local de visualização na
trabalho, aplicação
Auto-estudo nomeadamente, electrónica.
temperatura,
(assíncrono) humidade e
ventilação.

  Pré-teste 7- “Ambiente  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:


climático ou físico”. teste 7, na teste 7.
aplicação  Pré-teste 7 -
electrónica “Ambiente climático
ou físico”.

52
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Ambiente climático ou físico Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
16 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

  Ambiente climático ou  Leitura da temática  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


físico de um local de ”Ambiente conteúdo/temática,
trabalho: climático ou físico” sobre ”Ambiente  Conteúdo:
na aplicação climático ou físico” “Ambiente climático
- temperatura; ou físico”.
electrónica.
- humidade;  Ficha de exercido: (f
 Pesquisa
- ventilação. orientada, segundo 8).
referências na  Fontes de
aplicação informação
electrónica. basilares, em
 Leitura e pesquisa, “Referências”
de modo autónomo Diapositivos:
e por livre
34, 35, 36, 37, 38, 39 e
descoberta.
40.
 Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
apreciação e e classificação dos entrega de dos exercícios.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em “Ficha exercício. 8)”.
condições propostas formandos. de exercício (f 8)”.  Informação de
em ficha de exercício  Informação de  Colocação online retorno (apreciação)
(f 8). retorno, do documento individualizada.
individualizada, realizado, após  Colocação online dos
sobre a apreciação. documentos
classificação e realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.

53
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Ambiente climático ou físico Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
16 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Pós-teste 7-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


“Ambiente climático ou teste 7, na teste 7
físico”; aplicação  Pós-teste 7 e
electrónica. Corrigenda 7

54
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Condições sensoriais Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
16 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Realçar as  Objectivo específico  Leitura do  Identificação do Aplicação electrónica:


principais da (sub)temática. objectivo objectivo específico
características específico da (sub)temática.  Objectivo específico
inerentes a cada um proposto para a da (sub)temática;
dos três factores (sub)temática,
(luz, ruído e cor) com visualização
que intervêm na na aplicação
redução ou alivio electrónica.
Auto-estudo nos esforços
sensoriais
(assíncrono)
despendidos na
realização dos
trabalhos diários
de(a)
teletrabalhador(a).

  Pré-teste 8-  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:


“Condições teste 8, na teste 8.
sensoriais”. aplicação  Pré-teste 8 -
electrónica “Condições
sensoriais”.

55
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Condições sensoriais Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
16 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

  Condições sensoriais  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


e suas premissas temática conteúdo/temática,
básicas para melhorar ”Condições sobre ”Condições  Conteúdo:
o rendimento sensoriais “, na sensoriais” “Condições
individual: aplicação sensoriais”.
- luz natural e electrónica.  Ficha de exercido: (f
artificial;  Pesquisa 9).
- ruído; orientada,  Fontes de
segundo informação
- cor. referências na basilares, em
aplicação “Referências”
electrónica. Diapositivos:
 Leitura e
41, 42, 43, 44, 45, 46, 47
pesquisa, de
e 48.
modo autónomo e
por livre
descoberta.
  Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
apreciação e e classificação dos entrega de do exercício.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 9)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 9)” retorno (apreciação)
(f 9). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.

56
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Condições sensoriais Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
16 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

  Pós-teste 8-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


“Condições teste 8, na teste 8
sensoriais”; aplicação  Pós-teste 8 e
electrónica. Corrigenda 8

57
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Organização de espaços Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
16 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

 Discriminar as  Objectivo específico  Leitura do  Identificação do Aplicação electrónica:


principais condições da (sub)temática. objectivo objectivo específico
físicas, específico da (sub) temática.  Objectivo específico
ergonómicas, de proposto para a da (sub)temática;
funcionalidade e de (sub)temática,
proficiência de com visualização
trabalho a ser na aplicação
realizado num electrónica.
espaço de
teletrabalho, seja
em casa ou num
telecentro.
Auto-estudo 
(assíncrono)
  Pré-teste 9-  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
“Organização de teste 9, na teste 9.
espaços”. aplicação  Pré-teste 9 -
electrónica “Organização de
espaços”.

58
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Organização de espaços Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
16 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

  A ergonomia,  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


funcionalidade e temática conteúdo/temática,
proficiência no ”Organização de sobre ”Organização  Conteúdo:
trabalho na espaços “, na de espaços” “Organização de
organização de aplicação espaços”.
espaços: electrónica.  Ficha de exercido: (f
- delimitação de  Pesquisa 10).
espaço; orientada,  Fontes de
- redução do segundo informação
esforço estático; referências na basilares, em
aplicação “Referências”
- condições de electrónica.
proficiência. Diapositivos:
 Leitura e
49, 50, 51, 52, 53, 54 e
pesquisa, de
55.
modo autónomo e
por livre
descoberta.
  Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
apreciação e e classificação dos entrega de do exercício.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 10)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 10)”. retorno (apreciação)
(f 10). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.

59
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Organização de espaços Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
No final da abordagem à
16 (cont.) temática cada formando(a)
Óptica do formador Óptica dos formandos
estará apto(a) a:

  Pós-teste 9-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


“Organização de teste 9, na teste 9
espaços”; aplicação  Pós-teste 9 e
electrónica. Corrigenda 9

60
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Factores ergonómicos e Organização de espaços Unidade: 5 Factores ergonómicos e organização de espaços

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
17 No final da abordagem Óptica do formador Óptica dos formandos
à temática cada
formando(a) estará
apto(a) a:

 Análise, partilha e debate  Incentivo à partilha  Colocação livre  Informação de Trabalhos realizados
online de saberes, entre os de saberes, entre os de questões para retorno a todos os pelos formandos, com
membros do grupo de membros do grupo esclarecimento membros do grupo acesso online,
formação, sobre as de formação. e/ou de formação relativa decorrentes das
(sub)temáticas: complemento de aos trabalhos actividades propostas
 Pilotagem do debate
Online informação. realizados. nas Fichas de exercício f
 Ambiente climático ou das (sub)temáticas,
físico de um local de entre os membros  Partilha e debate
 Partilha e debate 8, f 9 e f 10.
(Síncrono)
online de saberes,
trabalho: do grupo de online de saberes,
relativos à
- temperatura; formação. relativos às
(sub)temática, entre
 Esclarecimento de (sub)temáticas
- humidade; os membros do
questões e abordadas e
- ventilação. grupo de formação.
complemento de decorrente dos
trabalhos  Esclarecimento de
 Condições sensoriais e informação,
realizados. questões e
suas premissas básicas colocadas pelos complemento de
para melhorar o rendimento membros do grupo. informações.
individual:
- luz natural e artificial;
- ruído;
- cor.
 A ergonomia,
funcionalidade e
proficiência no trabalho na
organização de espaços:
- delimitação de
espaço;
- redução do esforço
estático;
- condições de

61
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

proficiência.

62
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Questões legislativas e organizacionais Unidade: 7 Questões legislativas e organizacionais.

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
18 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Identificar as  Objectivo específico  Leitura do  Identificação do Aplicação electrónica:


principais questões da temática. objectivo objectivo específico
legais associadas específico da temática.  Objectivo específico
ao teletrabalho na proposto para a da temática;
forma subordinada. temática, com
visualização na
aplicação
electrónica.

Auto-estudo
(assíncrono)
  Pré-teste 11-  Resposta ao Pré-  Execução do Pré- Aplicação electrónica:
“Questões teste 11, na teste 11.
legislativas”. aplicação  Pré-teste 11 -
electrónica “Questões
legislativas”.

63
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Questões legislativas e organizacionais Unidade: 7 Questões legislativas e organizacionais.

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
18 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

  Questões jurídico–  Leitura da  Leitura e pesquisa de Aplicação electrónica:


laborais relacionadas temática conteúdo/temática,
com o teletrabalho: ”Questões legais sobre ”Questões  “Questões legais
associadas ao legais associadas ao associadas ao
teletrabalho “, na teletrabalho” teletrabalho”
aplicação  Ficha de exercido: (f
electrónica. 12).
 Pesquisa  Fontes de
orientada, informação
segundo basilares, em
referências na “Referências”
aplicação Diapositivos:
electrónica.
 Leitura e
pesquisa, de
modo autónomo e
por livre
descoberta.
  Formalização,  Leitura, apreciação  Elaboração e  Elaboração e entrega Aplicação electrónica:
apreciação e e classificação dos entrega de do exercício.
colocação online do trabalhos/ documento,  Leitura, apreciação e  Actividade proposta:
documento/ exercício, documentos segundo estrutura classificação do “Ficha de exercício (f
segundo estrutura e realizados pelos proposta em exercício. 12)”.
condições propostas formandos. “Ficha de  Informação de
em ficha de exercício  Informação de exercício (f 12)”. retorno (apreciação)
(f 12). retorno,  Colocação online individualizada.
individualizada, do documento  Colocação online dos
sobre a realizado, após documentos
classificação e apreciação. realizados.
apreciação dos
documentos de
trabalho
apresentados.
64
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Questões legislativas e organizacionais Unidade: 7 Questões legislativas e organizacionais.

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
18 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Pós-teste 11-  Resposta ao Pós-  Execução de Pós- Aplicação electrónica:


“Questões teste 11, na teste 11
legislativas”; aplicação  Pós-teste 11 e
electrónica. Corrigenda 11

65
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Avaliação final Unidade: Avaliação final

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
19 e 20 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

 Avaliar e validar o  Avaliação de  Orientação oral, a  Resposta  Realização de teste Teste de avaliação, de
progresso de conhecimentos por todo o grupo, sobre individual ao teste de avaliação, de escolha rápida e/ou de
aprendizagem meio de teste escrito. as condições de escrito em escolha rápida e/ou complemento de
conseguida. realização do teste aplicação de complemento de informação em aplicação
escrito. interactiva). informação. interactiva.
 Avaliar o processo
Presencial e  Classificação e auto-
de formação.  Indicações para a  Auto-classificação
síncrono avaliação.
 Encerramento do auto-classificação e e auto-avaliação
curso. auto-avaliação.

66
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Sessão: Avaliação final Unidade: Avaliação final

Sessão Objectivos Tópicos Métodos/Técnicas Actividades Materiais


operacionais
19 e 20 No final da abordagem à Óptica do formador Óptica dos formandos
temática cada formando(a)
estará apto(a) a:

  Avaliação do processo  Solicitação para que  Verbalização  Verbalização e


de ensino- cada formando(a) individual das anotação das
aprendizagem verbalize livremente percepções/ percepções/
desenvolvido. as suas percepções/ apreciações/ apreciações e/ou
apreciações/ opiniões sobre o opiniões dos
opiniões, relativas processo de formandos,
ao processo de ensino- relativamente ao
ensino- aprendizagem já processo de ensino-
aprendizagem já desenvolvido. aprendizagem
desenvolvido.  Apreciação sobre
 Esclarecimento de
questões e
 Anotação em a eficácia das
complemento de
cavalete de papel aprendizagens e
informações.
das percepções/ dos trabalhos e
apreciações/ exercícios
opiniões veiculados realizados.
pelos membros do  Apresentação oral
grupo de formação. de sugestões de
alteração ou de
melhoria ao
processo de
ensino-
aprendizagem
 Colocação de
questões, para
esclarecimento
e/ou
complemento de
informações.
Fecho

67
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Anexos

68
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Apresentações em
PowerPoint
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Exercícios
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Bibliografia
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Bibliografia
Ettighoffer, Denis - A empresa virtual ou os novos modelos de trabalho. -
Lisboa; Instituto Piaget, col. Sociedade e Organizações, 1992.

Fiolhais, Rui - Teletrabalho e Gestão de Recursos Humanos, In Manual de


Gestão de Recursos Humanos. Lisboa: RH Editora,
ver <http://www.telecentro.pt/>

Lemesle, Raymond Marin e Marot, Jean Claude - Le Télétravail. - Paris :


PUF, Collection Que sais-Je ?, 1994.

Maire, F - Ergonomia. - Lisboa: INII, 1966.

Missão para a Sociedade da Informação - Livro Verde para a Sociedade da


Informação em Portugal. – Lisboa: Iniciativa Nacional para a Sociedade da
Informação, 1997.
Ver <http://www.missao-si.mct.pt>

Nilles, Jack M. - Managing Telework: Strategies for Managing the Virtual


Workforce. - New York: John Wiley & Son, Inc., 1995.

Nuttin, J. - Theorie de la motivation humaine. - Paris :PUF, 1985.

Rubinstein, Michel - L´impact de la domotique sur les fonctions urbaines. -


Dublin : Fondation Européenne pour l´amélioration des conditions de vie et
de travail, 1993.

Silva, Ana C., Lencastre, José G et al. - Estudo do teletrabalho em Portugal


. - Lisboa: IEFP, 2000.

Sousa, Maria J. - Teletrabalho em Portugal: difusão e condicionantes. -


Lisboa: ALPDT, col. Sociedade Digital, 2002.

Documentação da União Europeia:


Huws, Ursula - Le Travail (raport à la task force emploi, DG V, de la
Commission Européenne). - Luxembourg : Office des publications
officielles des Communautés Européennes, Europe Social, supplément 3/95,
1995.

Comunicação “Produtividade: a chave para a competitividade das


economias e das empresas europeias”, COM (2002) 262 final , de 21 de
Maio de 2002.
Ver <http://europa.eu.int/eur-lex/pri/pt/dpi/cnc/2002/com2002_0262pt01.doc

Livro Branco Crescimento, competitividade, emprego: os desafios e as


pistas para entrar no século XXI, COM (93) 700 de Dezembro de 1993.
Ver <http://europa.eu.int/comm/off/white/index_pt.htm>
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Plano de Acção eEurope 2002 “Uma sociedade da informação para todos”,


COM (2000) 330, de 14 Junho de 2000.
Ver <http://europa.eu.int/comm/information_society/eeurope/index_en.htm)>

Relatório de avaliação do desempenho da iniciativa eEurope 2002 COM


(2002) 62 final, de 5 de Fevereiro de 2002. Ver
<http://europa.eu.int/eur-ex/pri/pt/dpi/cnc/doc/2002/com2002_0062pt01.doc>

Plano de Acção eLearning “Desenhando a educação do futuro” COM


(2001) 172 final, de 28 Março de 2001.
Ver <http://www.europa.eu.int/comm/education/elearning/index.html>

Comunicação “Tornar o espaço europeu de aprendizagem ao longo da


vida uma realidade”, COM (2001) 678 final, de 21 de Novembro de 2001
Ver <http://europa.eu.int/eur-lex/pt/com/cnc/2001/com2001_0678pt01.pdf>

Organização Internacional do Trabalho (1995), Trabalho ao domicilio,


Geneve: Conferência Internacional do Trabalho

Portaria n.º 1456-A/95 de 11 de Dezembro, que regulamenta as prescrições


mínimas de colocação e utilização da sinalização de segurança e de saúde
no trabalho.

Artigos

PROTESTE - Impressoras de jacto de tinta a cores. - Lisboa: revista


Proteste n.º 227 de Julho/Agosto de 2002, pp. 34-38, 2002.

PROTESTE - Computadores multimédia. - Lisboa: revista Proteste n.º 231


de Dezembro de 2002, pp. 22-27, 2002.

PROTESTE - Impressoras multifunções a jacto de tinta. - Lisboa : revista


Proteste n.º 234 de Março de 2003, pp. 36-39, 2003.

PROTESTE - Computadores portáteis. - Lisboa: revista Proteste n.º 235 de


Abril de 2003, pp. 16-20, 2003.

Pedro Castro Henriques e Susana Pinho - O Teletrabalho: conceito e


implicações. -Univ. Beira Interior, 1995.
ver <http://tom.fe.up.pt/~ei94037/titulos.html>

Artigo electrónico de Jorge Nascimento Rodrigues a partir da formulação


de 15 perguntas a Jack Nilles.
ver <http://www.janelaweb.com/reinv/nilles7.html>

Artigo de Rui Fiolhais sobre O enquadramento jurídico do teletrabalho.


ver <http://www.telecentro.pt/>
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Informações

E
m http://www.elearning-pt.com/teletrabalho encontra-se mais
informação sobre o conjunto de produtos desenvolvidos pela parceria
no quadro da formação para teletrabalho. Para informações mais
detalhadas por favor envie uma mensagem e-mail para info@elearning-pt.com
ou contacte qualquer dos membros da parceria:

Perfil Psicologia e Trabalho Lda.

Dr.ª Graça Pinto


Estrada de Moscavide, 23-4.º Frt.
1800-277 Lisboa

Tel.: 218 538 440


Fax: 218 535 867
E-mail: perfil@perfil.com.pt
Website: http://www.perfil.com.pt

DeltaConsultores

Eng.º José Lencastre


Rua da Bempostinha n.º 25 CV
1150-065 Lisboa

Tel.: 218 850 051


Fax.: 218 850 246
E-mail: projectos@dlt.pt
Website: http://www.dlt.pt

ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada

Dr.ª Sílvia Ramalho


Rua Jardim do Tabaco, 34
1149-041 Lisboa

Tel.: 218 811 700


Fax: 218 860 054
E-mail: dfp@ispa.pt
Website: http://www.ispa.pt

 Perfil, DeltaConsultores e ISPA

Ficheiro: 535448951.doc
T E L E T R A B A L H O , C O N C E I T O S E T E C N O L O G I A S

Impresso em: 05-08-2021

Você também pode gostar