Você está na página 1de 2

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE ATELIER DE

ARTES PLÁSTICAS
- Ano lectivo 2007/2008 -

A avaliação nesta disciplina assenta sobre o desenvolvimento de capacidades, na


criatividade, nos progressos alcançados na realização de tarefas e no atingir de metas
propostas (este último aspecto é avaliado sobretudo no 9º ano de acordo com a
metodologia de trabalho prevista no programa que visa um trabalho de projecto).
Fundamenta-se na observação directa de comportamentos e atitudes, não só na
relação com os outros e espaço de trabalho mas também ao nível da sensibilidade e
envolvimento no processo criativo.
A avaliação é contínua e de âmbito formativo, baseada no desenvolvimento de
diversas produções plásticas, com exploração diversificada de meios e técnicas, tanto no
plano bidimensional como tridimensional, referenciando-se nos seguintes itens:

1. Assiduidade – a presença efectiva do aluno na aula permite um trabalho


contínuo e sistemático executando até ao fim tarefas propostas permitindo
um juízo mais claro dos progressos na aprendizagem.

2. Respeito pelo espaço – o aluno deve respeitar e colaborar na preservação do


espaço/sala de aula não danificando o material devendo ser responsabilizado
por manter a sala limpa e arrumada no final.

3. Realização dos trabalhos – o aluno deve executar todos os trabalhos


propostos e no tempo previsto tirando máximo partido de diversas
explorações plásticas.

4. Empenhamento e concentração no trabalho – o aluno deve ser atento,


mostrar que compreende o que lhe é pedido, participando activamente em
todo o processo de realização das actividades.

5. Processos e técnicas – é avaliada a expressão não condicionada tanto na


sensibilidade ao envolvimento como na intenção/produto, assim como
também a capacidade de expressão e de domínio de técnicas seleccionadas
para diversas explorações plásticas e a adequação das mesmas relativamente
aquilo que o aluno que o aluno quer expressar ou comunicar.

6. Conceitos – o aluno manifesta preferências e envolve-se emotivamente em


momentos de amostragem de obras de artistas plásticos, fazendo juízos
críticos quanto a aspectos técnicos e conceptuais (sobretudo ao nível do 9º
ano).

7. Metodologia de trabalho – é avaliado um trabalho de projecto que os alunos


deverão planificar, concretizar e avaliar, contemplando aspectos referidos no
respectivo programa. Projecto que envolve a resolução de problemas no
campo das artes e tomada de decisões, numa perspectiva crítica e criativa
com integração de um suporte teórico (apenas para o 9º ano).

Parâmetros de avaliação contemplados na ficha de registo de avaliação de final de


período (avaliados qualitativamente traduzindo a atribuição de um nível na escala de 1
a 5):

1. Participação activa no processo de criação artística


(É avaliada a forma como o aluno se relaciona e envolve com as actividades e
trabalhos realizados desde a concepção da ideia à sua materialização plástica)

2. Capacidade de expressão plástica


(É avaliada a forma como o aluno utiliza os elementos da comunicação e da
forma visual na concretização de produções plásticas tanto bidimensionais como
tridimensionais através da aplicação de diversas técnicas e materiais)

3. Capacidade de executar projectos de pesquisa em artes


(Pretende-se que o aluno através de diversos meios audiovisuais, Internet,
recolha bibliográfica, pesquise, seleccione e organize informação para a
transformar em conhecimento mobilizável partindo de um tema ou situação
concreta) ( Apenas é contemplada na avaliação do 9º ano)

4. Domínio de práticas de investigação


(Pretende-se que o aluno explore diferentes formas e técnicas de criação assim
como processos de comunicação de modo a adquirir novos saberes no campo
das artes) (Apenas é contemplada na avaliação do 9º ano)

Uma vez que a disciplina de Atelier de Artes Plásticas desenvolve-se em regime


semestral para os 7º e 8º anos, funcionando por turnos, os aluno são avaliados (1º turno)
com uma apreciação descritiva, em registo de síntese no final do 1º período. O 2º turno,
que só iniciará a disciplina no início de Fevereiro, terá também uma avaliação
qualitativa expressa numa síntese descritiva. No final do 3º período procede-se à
avaliação quantitativa, com a atribuição dos níveis de 1 a 5, para ambos os turnos.
global com a atribuição dos níveis de 1 a 5. Em relação ao 9º ano e como a disciplina
funciona em regime anual procede-se à avaliação da forma habitual traduzindo-se nos
três períodos na escala de 1 a 5.