Você está na página 1de 30

POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS

AJUDÂNCIA-GERAL

SEPARATA
DO
BGPM

Nº 023

BELO HORIZONTE, 25 DE MARÇO DE 2004.

Para conhecimento da Polícia Militar de Minas


Gerais e devida execução, publica-se o
seguinte:
Página: ( - 709 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


INSTRUÇÃO Nº 292/DRH, DE 23 DE MARÇO DE 2004.

Regula a convocação para o CURSO INTENSIVO DE FORMAÇÃO DE


SARGENTOS PM (CIFS PM II) para o ano de 2004.

O CORONEL PM DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS, no uso de suas


atribuições legais contidas no R-103, aprovado pela Resolução n.º 3.213, de 18out95 e
considerando a Lei nº 5.301, de 16out69 que contém o Estatuto do Pessoal da Polícia Militar
do Estado de Minas Gerais(EPPM), alterada pela Lei Complementar nº 74 de 08jan04; a
Resolução nº 3.747, de 02fev04, que estabelece as Diretrizes da Educação de Polícia Militar
(DEPM) e a Resolução n.º 3.749, de 20fev04, que estabelece os critérios para funcionamento
de cursos de formação de sargentos específicos para a habilitação de militares à promoção
por tempo de serviço na PMMG, exara a presente Instrução, que regula a convocação para
o CIFS PM II.

CAPÍTULO I
CURSO E VAGAS

Art. 1º - O CIFS PM II tem por finalidade formar os integrantes da PMMG que


preencham os requisitos previstos nesta Instrução, oferecendo-lhes os conhecimentos
necessários para o desempenho das funções de 3o Sargento.

Art. 2º - O Curso será desenvolvido conforme metodologia estabelecida pelo


Centro de Ensino Técnico (CET), em dois ciclos, sendo um acadêmico, realizado no CET,
durante o período de um mês, que conta com a presença e o acompanhamento dos
professores aos alunos em sala de aula, e outro à distância, oferecido via
Computador/Internet, com duração de três meses.
Parágrafo único - Para a realização do ciclo à distância, o aluno deverá ter
disponível um aparelho de Microcomputador com acesso à Internet e estar familiarizado com
o ambiente da Web, com o Sistema Operacional Microsoft Windows.

Art. 3º - As vagas, os locais e o período de realização do curso ficam assim


distribuídos:
Comando Início/Término do Local de
Curso Vagas
Intermediário Curso Realização
1ª RPM
2ª RPM
3ª RPM
4ª RPM
CIFS PM II Março/04 CET*
5ª RPM
200 a
6ª RPM Agosto/04
7ª RPM
8ª RPM
9ª RPM
10º RPM
* CET - CENTRO DE ENSINO TÉCNICO
Página: ( - 710 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


Art. 4º - Após a conclusão do curso, o candidato aprovado poderá ser classificado
em qualquer unidade da PMMG, observada a necessidade do serviço e a conveniência da
Instituição.
CAPÍTULO II
DOS REQUISITOS PARA A CONVOCAÇÃO

Art. 5º - O candidato deverá satisfazer os seguintes requisitos:


I - ser cabo e ter, no mínimo, 10 (dez) anos de efetivo exercício na graduação,
contados até a data de assinatura desta Instrução;
II - estar classificado,no mínimo, no conceito "B", com até 24 (vinte e quatro)
pontos negativos, nos termos do Código de Ética e Disciplina dos Militares do Estado de
Minas Gerais;
III - estar aprovado nas avaliações do Treinamento Policial Básico (TPB) nos
termos das DEPM;
IV - não se encontrar nas situações de impedimento previstas no artigo 12 do
Decreto 43756, de 02 de março de 2004 - RPP.
Parágrafo único - Aos cabos dispensados definitivamente, em decorrência de ato
ou fato proveniente do serviço, devidamente apurados, serão asseguradas condições
especiais de treinamento para promoção por tempo de serviço.

CAPÍTULO III
DA CONVOCAÇÃO

Art. 6º - Serão convocados os duzentos cabos mais antigos do


almanaque,conforme o disposto no art. 5º c/c art. 24 do RPP e anexo "B" desta instrução.

Art. 7º - O candidato convocado, que não desejar submeter-se ao curso, deverá


requerer ao Diretor de Recursos Humanos sua desistência, via CRS, declarando sujeitar-se
aos prejuízos decorrentes, nos termos da legislação vigente, conforme modelo constante no
anexo “D ”.
§ 1º - A desistência deverá ocorrer dentro do prazo previsto no calendário de
atividades desta Instrução.
§ 2º - A não desistência no prazo máximo previsto no anexo "A", implicará na
matrícula do candidato.

Art. 8º - O candidato deverá estar ciente de que, para efetivação de sua matrícula,
deverá assinar o Termo de Conhecimento, constante do anexo “C” desta Instrução.
Parágrafo único - O Termo de Conhecimento deverá ser assinado em 02 (duas)
vias, devendo uma das vias ser entregue no ato da matrícula no CET.

Art. 9º - A constatação, em qualquer época, de irregularidade na convocação,


implicará na eliminação do candidato do curso.

Art. 10 - O militar que não tiver seu nome constando da convocação para o CIFS
PM II expedida pelo CRS, mas que preencha os requisitos para o curso, deverá requerer ao
Diretor de Recursos Humanos sua convocação, via CRS, no prazo máximo de até 05 (cinco)
Página: ( - 711 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


dias após a data da publicação desta instrução em BGPM, caso contrário será considerado
desistente para todos os efeitos.

CAPÍTULO IV
DOS REQUISITOS PARA A MATRÍCULA

Art. 11 - O candidato deverá satisfazer as seguintes condições para a matrícula:


I - continuar preenchendo os mesmos requisitos exigidos no ato da convocação;
II - estar enquadrado dentro do limite das vagas previstas no artigo 3º desta
Instrução.

Art. 12 - A publicação do resultado final para matrícula dos candidatos será feita
"ex-offício", pelo Centro de Recrutamento e Seleção (CRS), em data prevista no calendário
de atividades desta Instrução, observado a ordem de antiguidade na graduação e a
quantidade de vagas.

CAPÍTULO V
PRESCRIÇÕES DIVERSAS

Art. 13 - A convocação será ordenada por tempo de efetivo exercício na


graduação, conforme dispõe o artigo 5º do RPP.
Parágrafo único - Se o candidato com maior tempo não possuir todos os
requisitos para matrícula, o direito de acesso caberá ao candidato seguinte, caso satisfaça os
requisitos e assim sucessivamente.

Art. 14 - A responsabilidade de verificação dos requisitos previstos no art 5º


desta instrução do militar convocado compete à unidade de origem do respectivo candidato.
Caso haja algum candidato que deixe de atender aos requisitos, a sua Unidade deverá
comunicar o fato ao CRS, até no máximo, dia 22mar04, para efeito de convocação do
próximo candidato, conforme ordem de antiguidade, de acordo com o art. 5º c/c art. 24 do
RPP.

Art. 15 - Conforme consta nas DEPM o candidato aprovado deverá entregar, no


ato da matrícula, ofício-padrão da Unidade de origem contendo todas as informações a
respeito do militar (inspeção de saúde, treinamento policial militar e aspectos de justiça e
disciplina).

Art. 16 - Todos os documentos a serem analisados pelo DRH, relacionados a


esta convocação, deverão ser encaminhados via CRS.

Art. 17 - A DRH, a qualquer tempo, promoverá a correção de qualquer erro


material, bem como de impropriedade de execução de critérios e normas legais aplicáveis à
convocação, apurados durante o processo.

Art. 18 - Os casos omissos serão avaliados pelo DRH.


Página: ( - 712 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

Art. 19 - Fazem parte desta Instrução os seguintes anexos:


I - “A” - Calendário de Atividades.
II - “B” - Relação dos 200 cabos convocados.
III - “C” - Modelo de Termo de Conhecimento.
IV - "D" - Modelo de Termo de Desistência.

Belo Horizonte,23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CEL PM


DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS

EMPM em Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

I - HOMOLOGO a presente Instrução, que deverá ser transcrita integralmente nos BI das
unidades, com ampla divulgação a todos os militares.

II - O comparecimento às atividades da convocação constitui ato de serviço para todos os


efeitos, devendo o candidato comparecer com o uniforme da atividade.

III - As RPM deverão apoiar as unidades subordinadas no que for solicitado, visando o fiel
cumprimento desta Instrução.

(a) HÉLIO DOS SANTOS JÚNIOR, CEL PM


CHEFE DO EMPM
Página: ( - 713 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº 292/DRH, DE 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “A”

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DO CIFS PM II/2004


POR CONVOCAÇÃO

Data / Local /
Atividades Responsável
Hora Meio
24 e Candidato/
Prazo máximo para desistência Anexo "D"
25mar04 Unidade
Publicação do resultado final da convocação B G P M/
26mar04 CRS
para matrícula no curso INTRANET
29mar04 Início do curso CET CET
Ago04 Término do Curso CET CET

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 714 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


INSTRUÇÃO Nº 292/DRH, DE 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “B”

RELAÇÃO DOS 200 CABOS CONVOCADOS PARA O


CIFS PM II/2004

ORDEM Nº PM GRAD NOME OPM


1. 568170 CABO GERALDO COSTA VIANA 16º BPM
2. 519314 CABO CLEUREMIR GERALDO RODRIGUES PM5
3. 520676 CABO JORGE LUIZ CALACIO PEREIRA 5º BPM
4. 534412 CABO SANIVAL RODRIGUES NUNES 9º BPM
5. 511808 CABO NATALINO MONTEIRO DA COSTA 19º BPM
6. 538371 CABO ALAIR ROSA DA SILVA 7º BPM
7. 551283 CABO RAIMUNDO EUGENIO DE ALMEIDA 8ª CIA PM IND
8. 545814 CABO JOSE MARIA PEREIRA 9º BPM
9. 566166 CABO JOSE MENDES NETO 7ª CIA PM MAMB
10. 581033 CABO CESAR LUIZ BATISTA 27º BPM
11. 586560 CABO CARLOS RODRIGUES DA COSTA FILHO 24º BPM
12. 602102 CABO BEONE FRANCISCO TEIXEIRA 8º BPM
13. 586693 CABO DJALMA SOARES LIMA 19º BPM
14. 628248 CABO JONAS DOS SANTOS FERNANDES 33º BPM
15. 549964 CABO MILTON GOMES DA SILVA 14º BPM
16. 641290 CABO LINDOLFO ALVES DOS SANTOS 9ª CIA PM IND
17. 623850 CABO ROBERTO DURVALINO DA SILVA 21º BPM
18. 609453 CABO ANTONIO SOARES OLIVEIRA 10º BPM
19. 535625 CABO JOSE DONIZETTI BARBOSA 24º BPM
20. 677310 CABO ADAO JOSE DO NASCIMENTO 9º BPM
21. 611160 CABO SINVAL RODRIGUES DA SILVA 16º BPM
22. 522524 CABO JOSE SIDNEI RODRIGUES 7º BPM
23. 566414 CABO LAZARO OSMAR FERNANDES 15º BPM
24. 584474 CABO JOSE MONICO DE OLIVEIRA 8º BPM
25. 570630 CABO JOSE ANTUNES DOS SANTOS FILHO 10º BPM
26. 580845 CABO VINICIUS CLEMENTE 21º BPM
27. 642611 CABO ANTONIO CARLOS DE MELO 15º BPM
28. 529156 CABO SEBASTIAO DE OLIVEIRA DIAS 31º BPM
29. 693549 CABO GERALDO ANANIAS DUTRA 8º BPM
30. 582502 CABO ORLANDO ALVES TORRES 21º BPM
31. 595116 CABO FAUSTO DA VEIGA MOREIRA 21ºBPM
32. 597047 CABO GILBERTO VELOSO ARANTES 23º BPM
33. 629147 CABO JOSE ADILSON BRASIL 1ª CIA PTRAN IND
34. 591669 CABO WILSON RODRIGUES VIANA 19º BPM
35. 527986 CABO RAIMUNDO BORGES DA SILVA BPE
36. 692335 CABO JORGE SILVERIO DE MORAES 14º BPM
37. 554295 CABO ADILSON NEI VIANA 3º BPM
Página: ( - 715 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


38. 654053 CABO ELI BERNARDES 29º BPM
39. 692038 CABO MAIRDE DE OLIVEIRA 6º BPM
40. 718544 CABO JOSE LUIZ DOS SANTOS 5º BPM
41. 540708 CABO ANERIO FERREIRA 6º BPM
42. 717496 CABO JOSE SANTANA CAMBRAIA 15º BPM
43. 581157 CABO PEDRO TADEU EVANGELISTA 20º BPM
44. 617928 CABO JOASIO DA SILVA OLIVEIRA 1ª CIA PM IND
45. 715755 CABO WELLINGTON ANTONIO MANOEL 23º BPM
46. 535575 CABO RONALDO COSTA SOARES 27º BPM
47. 509497 CABO ELIAS EDIMAR PETERS 3ª CIA M ESP
48. 722223 CABO VICENTE DE PAULA RODRIGUES 1º BPM
49. 561969 CABO PEDRO DO NASCIMENTO SILVA 3º BPM
50. 673194 CABO SINEZIO SILVA DO NASCIMENTO 33º BPM
51. 645937 CABO JANIO CASTRO DA COSTA C ODONT
52. 699694 CABO ANTONIO GRAZZIOTTI DIAS 13º BPM
53. 528976 CABO ANTONIO JOSE DA COSTA MATOS 9º BPM
54. 652313 CABO VICENTE ANTONIO BRAZ CAA/APM
55. 691154 CABO PAULO ROBERTO PIANI 16º BPM
56. 602797 CABO SIDINEY SEVERIANO PORTO 1ª CIA PTRAN IND
57. 706382 CABO GILBERTO MARTINS PEDROZA 16º BPM
58. 568816 CABO JOSE RAIMUNDO DO NASCIMENTO 23º BPM
59. 671032 CABO JOSE ANTONIO RODRIGUES 2ª CIA PM IND
60. 647420 CABO JOSE ANTONIO INACIO DE ALMEIDA 14º BPM
61. 513861 CABO AGOSTINHO DE LIMA FILHO GM
62. 524678 CABO BENITO SOARES FARNEZI 4º BPM
63. 733717 CABO RONALDO FERREIRA BORGES 7º BPM
64. 699371 CABO AMARILDO CALILI LIMA 24º BPM
65. 580266 CABO JOAO TEIXEIRA COSTA 10º BPM
66. 696997 CABO ROGERIO BORELI 15º BPM
67. 643932 CABO RAIMUNDO FONTOURA 27º BPM
68. 687673 CABO ELISEU LOPES MOL 11º BPM
69. 556498 CABO GASTAO MARTINS 6ª CIA PM IND
70. 709253 CABO JOAO DA SILVA PEDROSA 4º BPM
71. 799759 CABO BERNARDO JUSTINO DE ABREU 19º BPM
72. 725820 CABO TUBAL FELIX DE ABREU 4º BPM
73. 795831 CABO ELY JOSE ALVES COSTA 6º BPM
74. 640136 CABO JOSE MAURICIO FERREIRA 11º BPM
75. 616771 CABO ALVINO ALVES DOS SANTOS 10º BPM
76. 594218 CABO VELDATINO VAZ VIEIRA 28º BPM
77. 574640 CABO MARCOS MARQUES 21º BPM
78. 580605 CABO MILTON BARBOSA GAMA 6º BPM
79. 605030 CABO JOSE EDSON DE ANDRADE 13º BPM
80. 648170 CABO WALDEIR PEREIRA DA CONCEICAO 19º BPM
81. 736710 CABO IMIDIO SILVERIO DA CUNHA FILHO 10ª CIA PM IND
82. 564567 CABO AIRTO JOSE DE MELO HPM
83. 624783 CABO ANIZIO DANIAO MOREIRA 33º BPM
Página: ( - 716 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


84. 736132 CABO KLEBER PIMENTA 13º BPM
85. 712653 CABO MAURICIO MAXIMIANO DA SILVEIRA 2ª CIA PM IND
86. 571588 CABO ANTONIO MONTEIRO DE PAULA 7ª CIA PM RV
87. 741835 CABO GILVAN DA COSTA LIMA 7ª CIA PM MAMB
88. 569608 CABO BENEDITO DE MELO 27º BPM
89. 509588 CABO MOYSES ABREU SOARES 3ª CIA M ESP
90. 737775 CABO GIOVANI GATO 7ª CIA PM RV
91. 563452 CABO VICENTE DE PAULA RODRIGUES 16º BPM
92. 708347 CABO NELIO VICENTE SALVIANO DA SILVA 2ª CIA PM IND
93. 697284 CABO MILTON EMILIANO DE JESUS 16º BPM
94. 705830 CABO ANTONIO SEBASTIAO DE MIRANDA 7º BPM
95. 631911 CABO ALVARO VICENTE DE MEIRA 3º BPM
96. 700757 CABO JOSE MARIA CARVALHO 9º BPM
97. 672568 CABO WALDEMIR DA SILVA BARROSO 3º BPM
98. 718478 CABO MAURICIO BORONI PRADO 6ª CIA PM IND
99. 651554 CABO GERSON GOMES DINIZ 1ª CIA M ESP
100. 561605 CABO POMPILIO DIONISIO MACIEL BTL ROTAM
101. 726026 CABO GENARO MARCOS PEREIRA 23º BPM
102. 635441 CABO ITAMAR RODRIGUES DE CAMPOS 22º BPM
103. 686865 CABO WALKER MOREIRA VON RONDON 13º BPM
104. 653469 CABO EUCLIDES DA SILVA MORAIS 22º BPM
105. 721043 CABO ADELSON DA SILVEIRA 1º BPM
106. 557934 CABO JOSE VILMAR MONTEIRO MURTA 19º BPM
107. 808899 CABO ROGERIO NATALINO TORRES 1º BPM
108. 629162 CABO JOSE CARLOS DE MELO 21º BPM
109. 700286 CABO ALTAIR CAMILO DA SILVA 8º BPM
110. 628834 CABO TARCISO EDMAR DE OLIVEIRA 11ª CIA PM IND
111. 611715 CABO EDIVALDO DE FIGUEIREDO ROCHA 19º BPM
112. 800037 CABO NILMAR CARVALHO DA COSTA 19º BPM
113. 795971 CABO VALDEMIR RODRIGUES SANTOS 19º BPM
114. 550038 CABO MAURINO MIRANDA LEAO 19º BPM
115. 545160 CABO HUMBERTO GOMES DE OLIVEIRA 19º BPM
116. 669465 CABO JARBAS GOMES DOS SANTOS 19º BPM
117. 797878 CABO JOSE CARLOS SALOME 20º BPM
118. 571836 CABO ELIAS BERNARDES DA SILVA 2º BPM
119. 727545 CABO WILSON DUARTE DE OLIVEIRA 21º BPM
120. 655951 CABO ANTONIO GERALDO DE AGUIAR 21º BPM
121. 796441 CABO LUIZ CARLOS GUILHERMINO 2º BPM
122. 738575 CABO LUZIMAR DOS SANTOS 2º BPM
123. 636308 CABO JORGE WERNECK MULLER 3ª CIA M ESP
124. 698779 CABO MARCOS SILVA 10ª CIA PM IND
125. 558668 CABO JAIR DE FARIA 32º BPM
126. 510545 CABO MARCIO JOSE RIBEIRO DA SILVA 17º BPM
127. 727966 CABO ANTONIO DONIZETE COSTA 9ª RPM
128. 808295 CABO JUBER ELIAS RIBEIRO DE SOUZA 7ª CIA PM RV
129. 718502 CABO ADEMILSON PEREIRA BRAGA 13º BPM
Página: ( - 717 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


130. 728527 CABO JOAO FRANCISCO DOS SANTOS 8º BPM
131. 537548 CABO JOAO CARLOS BARBOSA 16º BPM
132. 801522 CABO GILBERTO DOS SANTOS ROSA 5º BPM
133. 810929 CABO SERGIO LUIZ DE CASTRO 22º BPM
134. 538272 CABO LUIZ CARLOS DA SILVA 8º BPM
135. 628784 CABO RAUL PIRES 22º BPM
136. 807198 CABO EDUARDO DE PADUA TEIXEIRA AJ G
137. 664722 CABO ISAC PAULO DO NASCIMENTO 23º BPM
138. 673418 CABO HELDER MEIRA 16º BPM
139. 739433 CABO ROGERIO ANTONIO RIBEIRO 23º BPM
140. 653741 CABO EDVALDO LUIZ LACERDA GM
141. 664482 CABO ADILSON DE SOUZA SANTOS 5ª CIA PM IND
142. 813774 CABO AGNELO CAETANO LEAL 23º BPM
143. 805788 CABO ROBERTO MADEIRA VASCONCELOS CIA PGD
144. 793638 CABO TAUQUIO LESSE DUTRA 2ª CIA PM IND
145. 658963 CABO RONALDO CHAVES LEITE 19º BPM
146. 694661 CABO RAIMUNDO CAMPOS FILHO 5º BPM
147. 803346 CABO JOSE SATURNINO DA SILVA FILHO CA MB E INT
148. 700211 CABO WAGNER DIAS DOS SANTOS BPE
149. 698704 CABO OSVALDO COSTA FRANCO JUNIOR GM
150. 730002 CABO CLAUDIO JOSE SANTOS GUIMARAES CTPM
151. 692830 CABO LUIS CARLOS TRINDADE 5º BPM
152. 676643 CABO WALTER ANTONIO EVANGELISTA 22º BPM
153. 701318 CABO MARIO SERGIO DA SILVA 22º BPM
154. 638130 CABO MILTON PEREIRA DA SILVA BTL ROTAM
155. 700435 CABO MESSIAS JOSE SANTANA 33º BPM
156. 685677 CABO JOSIMO DE LACERDA LIMA 6ª CIA PM IND
157. 733964 CABO MARCELO HENRIQUE ROSENDO DOS SANTOS BTL ROTAM
158. 808923 CABO SERGIO LUIS DA SILVA 9º BPM
159. 810309 CABO AFONSO GERALDO DE RESENDE CICOP
160. 706036 CABO CLEBER COUTO LOPES 6ª CIA PM IND
161. 740035 CABO MARCIO LOURENCO DA SILVA 33º BPM
162. 502989 CABO EDSON GONTIJO 7º BPM
163. 735746 CABO MAURO LUCIO ROSENDO DE OLIVEIRA 33º BPM
164. 791582 CABO JOSE ANTONIO DAS GRACAS BAULINO 5º BPM
165. 675116 CABO MAURILIO CORREIA 7º BPM
166. 707422 CABO MANOEL CONCEICAO ROCHA 30º BPM
167. 724948 CABO MAURI CLAVIO RODRIGUES DO CARMO CAA/APM
168. 624270 CABO WILSON DA SILVA CA MB E INT
169. 682153 CABO WILSON NAZARENO DE CARVALHO AJ G
170. 718122 CABO ROGERIO SOARES 16º BPM
171. 650200 CABO ADILSON FERNANDES 3ª CIA M ESP
172. 610865 CABO LOURIVALDO BARBOSA CTPM
173. 721795 CABO SEBASTIAO MOACIR DA S NASCIMENTO 5º BPM
174. 688986 CABO ANTONIO DE SOUZA DIAS 16º BPM
175. 678078 CABO PAULO CESAR CAMPOS DE OLIVEIRA 13º BPM
Página: ( - 718 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


176. 743344 CABO GERALDO MAGELA PINHEIRO 34º BPM
177. 602532 CABO VICENTE DE PAULA TEIXEIRA 3ª CIA PM IND
178. 578658 CABO LAZARO CORREIA DE LIMA 2º BPM
179. 500090 CABO JOSE ANTONIO GREGORIO 2º BPM
180. 659532 CABO LUIZ CARLOS DOS SANTOS 9º BPM
181. 521260 CABO ANTONIO VIEIRA 27º BPM
182. 602508 CABO SEBASTIAO JOSE DE PADUA 20º BPM
183. 601534 CABO VICENTE MOISES MARCELINO 31º BPM
184. 570887 CABO MAURO DONIZETTE 12º BPM
185. 518092 CABO RICARDO LUIZ COELHO DASSUMPCAO 5º BPM
186. 718361 CABO JADIR DE OLIVEIRA SOUZA BTL ROTAM
187. 712919 CABO GERALDO MAGELA SOARES 33º BPM
188. 610279 CABO ELISEU JOSE DE SOUZA 27º BPM
189. 740431 CABO WASHINGTON PINTO VIEIRA FILHO DAL
190. 711655 CABO JOSE APARECIDO DE ALMEIDA 20º BPM
191. 554337 CABO ANTONIO GERALDO DA C SOBRINHO 25º BPM
192. 600809 CABO JOSE GERALDO DE OLIVEIRA MARINHO 5º BPM
193. 517268 CABO LUIZ DE FATIMA SANTOS CHAPADEIRO 19º BPM
194. 721142 CABO PAULO CESAR FERREIRA DE OLIVEIRA GM
195. 683292 CABO LAZARO ELEON DAMACENO 1º BPM
196. 720359 CABO JOSE ANASTACIO DE OLIVEIRA 19º BPM
197. 562934 CABO SERGIO CARLOS RODRIGUES 21º BPM
198. 577163 CABO OROZIMBO ALMEIDA DA COSTA 19º BPM
199. 589036 CABO ADAILSON GOMES SILVA 19º BPM
200. 718221 CABO MANOEL JOSE DA SILVA FILHO 19º BPM

* Os cabos que são dispensados definitivamente, em decorrência de ato ou fato proveniente do


serviço, de acordo com a Lei Complementar Nº 74, terão asseguradas condições especiais de
treinamento para promoção por tempo de serviço.

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 719 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº 292/DRH, DE 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “C”

MODELO DO TERMO DE CONHECIMENTO

TERMO DE CONHECIMENTO

O Nº_______-___,______,________________________________, _________
(Grad.) (Nome) ( unidade), declara, para os
devidos fins, estar ciente das normas contidas na Instrução que regula o processo seletivo ao
CIFS PM II/2004 e uma vez aprovado no curso será transferido, após concluí-lo com
aproveitamento, para qualquer unidade da PMMG.

Quartel em _______________, de _________________ de 2004.

______________________________________
ASSINATURA DO CANDIDATO

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 720 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº292/DRH, DE 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “D”

MODELO DE TERMO DE DESISTÊNCIA AO CIFS PM II

DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS


CENTRO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

O ____________, __________________________________, _____________,


(nº) (nome) (unidade)
regularmente convocado para o Curso Intensivo de Formação de Sargentos PM II para o ano
2004, com base no artigo 7º da Instrução nº _______, de _____/_____/______, vem mui
respeitosamente requerer sua desistência, declarando sujeitar-se aos prejuízos decorrentes,
nos termos da legislação vigente.

Belo Horizonte, ________ de ____________________ de 2004.

_____________________________________________________
(assinatura do candidato)

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CEL PM


DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS
Página: ( - 721 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº 293/DRH, 23 DE MARÇO DE 2004.

Regula a inscrição, seleção e matrícula no CURSO


ESPECIAL DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS PM (CEFS
PM ) para o ano de 2004.

O CORONEL PM DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS, no uso de suas


atribuições legais contidas no R-103, aprovado pela Resolução n.º 3.213, de 18out95 e
considerando a Lei nº 5.301, de 16out69 que contém o Estatuto do Pessoal da Polícia Militar
do Estado de Minas Gerais(EPPM), a Resolução nº 3.747, de 02fev04, que estabelece as
Diretrizes da Educação de Polícia Militar (DEPM) e a Resolução n.º 3.727, de 14jul03,
alterada pelas Resoluções nº 3.731, de 28ago03 e nº 3.748, de 16fev04, que dispõe sobre o
funcionamento de cursos e exames na PMMG para o ano de 2004, exara a presente
Instrução, que regula a inscrição, seleção e matrícula para o CEFS PM .

CAPÍTULO I
CURSO E VAGAS

Art. 1º - O CEFS PM tem por finalidade formar os integrantes da PMMG que


preencham os requisitos previstos nesta Instrução, oferecendo-lhes os conhecimentos
necessários para o desempenho das funções de 3o Sargento.

Art. 2º - As vagas, os locais e o período de realização do curso ficam assim


distribuídos:

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO
Código do Comando Início/Término do Local de
Curso Vagas
Curso Intermediário Curso Realização
AJ 0101 1ª RPM 02
AJ 0102 2ª RPM 01
AJ 0105 5ª RPM 02 Agosto/04
CEFS PM CET (*)
AJ 0106 6ª RPM 06
a
AJ 0107 7ª RPM 11
AJ 0108 8ª RPM 24 Dezembro/04
AJ 0109 9ª RPM 04
TOTAL 50
* CET - CENTRO DE ENSINO TÉCNICO

CAPÍTULO II
CONDIÇÕES PARA A INSCRIÇÃO

Art. 3º - O candidato deverá preencher, para inscrição, os seguintes requisitos:


I - ser cabo do QPPM;
Página: ( - 722 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


II - estar classificado, no mínimo, no conceito "B", com até 24 (vinte e quatro)
pontos negativos;
III - não ter sofrido mais de uma sanção por transgressão disciplinar de natureza
grave, nos últimos doze meses que antecedem o período de requerimento para a seleção;
IV - estar aprovado nas avaliações do Treinamento Policial Básico (TPB),
conforme art. 40, parágrafo único da DEPM;
V - ter concluído o ensino médio (2º grau), até a data de início do curso;
VI - possuir, na data da inscrição, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou
Permissão para Dirigir, de qualquer categoria, não vencidas a mais de 30 (trinta) dias.
Parágrafo único - As condições previstas nos itens II, III e IV deste artigo
deverão continuar sendo satisfeitas até a data da matrícula, sob pena de eliminação do
candidato classificado e preenchimento da vaga por outro aprovado, na ordem de
classificação.

CAPÍTULO III
INSCRIÇÕES

Art. 4º - A taxa de inscrição é de R$25,00 (vinte e cinco reais) e deverá ser


recolhida nas agências do Banco Itaú S.A, através da guia específica de recolhimento de taxa
para concursos da PMMG, que estará à disposição dos candidatos somente nas unidades
onde serão realizadas as inscrições.
§ 1º - Nas localidades onde não houver agência do Banco Itaú S.A, a taxa poderá
ser recolhida nas agências do Banco BEMGE, através da mesma guia de recolhimento,
mencionada no Caput do artigo.
§ 2º - Objetivando evitar ônus desnecessário para o candidato, este deverá ser
orientado no sentido de recolher a taxa de inscrição somente após tomar conhecimento de
todos os requisitos exigidos para o concurso.
§ 3º - Em nenhuma hipótese haverá restituição da taxa de inscrição.

Art. 5º - O candidato, no ato da inscrição, deverá optar em caráter irrevogável,


pela RPM, dentre as previstas no art. 2º desta Instrução, onde pretende concorrer à vaga.

Art. 6º - O candidato, no ato da inscrição, deverá estar ciente de que, para


efetivação da matrícula, deverá assinar o Termo de Compromisso, constante do anexo “D”
desta Instrução, declarando que findo o período letivo permanecerá na RPM em que optou para
concorrer ao processo seletivo.

Art. 7º - O militar interessado requererá sua inscrição ao seu Comandante,


Diretor ou Chefe, que tem a responsabilidade pelo deferimento ou indeferimento da inscrição.
§ 1º - A decisão sobre o requerimento será publicado em Boletim, com a
respectiva fundamentação.
§ 2º - Da decisão disposta no parágrafo anterior cabe recurso ao Diretor de
Recursos Humanos (DRH) e, em última instância, ao Comandante-Geral.

Art. 8º - A constatação, em qualquer época, de irregularidade na inscrição,


implicará na eliminação do candidato do concurso, sem prejuízo para as medidas
disciplinares/administrativas decorrentes.
Página: ( - 723 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


Art. 9º - A conferência do requerimento de inscrição é de inteira responsabilidade
do candidato, que poderá ter sua inscrição indeferida diante da constatação de qualquer
inexatidão de dados, especialmente os de identificação.

Art. 10 - Não serão aceitas inscrições por procuração, provisórias, condicionais,


com documentos irregulares, rasurados, ou que não atendam rigorosamente ao estabelecido
nesta Instrução.

Art. 11 - Será considerado inscrito no concurso o candidato que tenha:


I - recolhido a taxa de inscrição prevista nesta Instrução;
II - requerido sua inscrição no período estabelecido no calendário de atividades
constante do anexo “A” desta Instrução e o requerimento tenha sido deferido pela autoridade
competente.
Parágrafo único - Será também considerado inscrito, até decisão final do
recurso, o candidato que, embora tenha o seu requerimento indeferido, recorra do ato em
tempo hábil e apresente o comprovante de recolhimento referente à taxa de inscrição.

Art. 12 - As unidades ficarão responsáveis pelo cadastramento no sistema SMAF,


dos candidatos por elas inscritos, no prazo máximo estabelecido no calendário de atividades.
§ 1º - Somente serão cadastrados no SMAF os candidatos que preencherem as
condições para inscrição, nos termos do artigo 3º desta Instrução, cuja responsabilidade de
verificação é da Seção de Recursos Humanos da unidade do candidato e aqueles alcançados
pela concessão contida no parágrafo único do artigo anterior.
§ 2º - O cadastramento dos dados do candidato inscrito no SMAF é obrigatório. O
descumprimento deste procedimento, entretanto, não acarretará prejuízo para o candidato,
devendo comparecer normalmente aos eventos do processo seletivo. A unidade, na qual este
fato se verificar, tomará as medidas administrativas cabíveis e as comunicará ao DRH, via
CRS, na conformidade do Memorando nº 81.212/97-EMPM, de 07mar97.

CAPÍTULO IV
PROCESSO SELETIVO

Art. 13 - O processo seletivo será composto de provas de conhecimentos, de


caráter eliminatório e classificatório.

Art. 14 - As provas de conhecimentos, em nível de ensino médio, serão realizadas


sem consulta e versarão sobre os seguintes conteúdos:
I - Prova I - Língua Portuguesa (interpretação de texto e conhecimentos
lingüísticos), Legislação Institucional, Conhecimentos Jurídicos Básicos e Técnica Policial, no
valor de 100 (cem) pontos.
II - Prova II - Redação sobre tema dado, com um mínimo de 100 (cem) palavras e
máximo de 30 (trinta) linhas.

Art. 15 - A prova I será elaborada com 50 (cinqüenta) questões objetivas,


contendo cada uma 04 (quatro) alternativas, valendo 2,0 (dois) pontos cada questão, com
duração de 180 (cento e oitenta) minutos. O total de questões será distribuído da seguinte
forma:
Página: ( - 724 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


I - Língua Portuguesa - 14 (quatorze) questões.
II - Legislação Institucional - 12 (doze) questões.
III - Conhecimentos Jurídicos Básicos - 12 (doze) questões.
IV - Técnica Policial - 12 (doze) questões.

§1º- O conteúdo programático para avaliação da prova de conhecimentos prevista


nesta Instrução consta do anexo “E”.
§ 2º - As alterações ocorridas nos aspectos constantes de assunto do programa de
matérias, após a publicação da presente Instrução em BGPM, deverão ser acompanhadas
por aqueles diretamente envolvidos (candidatos/elaboradores) no processo seletivo, cabendo-
lhes inteira responsabilidade pelas atualizações em suas fontes de consulta.
§ 3º - Havendo anulação de questão da prova I, os pontos a ela atribuídos serão
distribuídos entre as demais questões.
§ 4o - Não será admitido nenhum tipo de rasura na folha de respostas da prova I.
As questões rasuradas serão consideradas nulas para o candidato.

Art. 16 - A prova de redação terá o valor de 100 (cem) pontos, com duração de 90
(noventa) minutos e serão observados para sua correção os seguintes aspectos:
I - ortografia - 25 (vinte e cinco) pontos;
II - morfo-sintaxe - 25 (vinte e cinco) pontos;
III - pontuação - 25 (vinte e cinco ) pontos;
IV - conteúdo - 25 (vinte e cinco) pontos.

§ 1º - Será atribuída nota zero à redação que versar sobre tema distinto do
estabelecido ou inobservar o disposto no inciso II do art. 14 desta Instrução.
§ 2º - A prova II (redação) somente será corrigida dos candidatos melhores
classificados na prova I, dentre os que alcançarem aproveitamento mínimo de 50% (cinqüenta
por cento) dos pontos atribuídos a essa e na proporção de cinco candidatos por vaga,
levando-se em consideração as vagas destinadas para cada RPM, conforme quadro a seguir:

Região Nº de redações a serem Região Nº de redações a serem


corrigidas* corrigidas*
1a RPM 10 7a RPM 55
2a RPM 05 8a RPM 120
5a RPM 10 9a RPM 20
a
6 RPM 30
(*)número estipulado considerando os critérios de razoabilidade e a quantidade de vagas
previstas por RPM.

Art. 17 - Na Capital e RMBH a aplicação das provas escritas estará a cargo do


coordenador do concurso e, nas unidades do interior, conforme anexo "B", estará a cargo de
comissão designada pela respectiva RPM, devendo ser presidida pelo Subcomandante da
unidade ou outro oficial indicado e composta por tantos oficiais e praças quantos forem
estritamente necessários .
Página: ( - 725 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


Art. 18 - As provas de conhecimentos serão aplicadas nas localidades constantes
do anexo “B” desta Instrução. Os candidatos da Capital e RMBH farão prova
centralizadamente em Belo Horizonte, em local a ser divulgado conforme prazo previsto no
anexo "A".
§ 1º - O militar empregado no Policiamento Rodoviário ou Meio Ambiente, que
serve no interior do Estado, realizará as provas na localidade mais próxima de onde presta
serviço, dentre as constantes no anexo "B" desta Instrução.
§ 2º - O militar que estiver em gozo de férias ou licença (paternidade,
maternidade, luto ou gala) ou que estiver em diligência oficial na mesma época da aplicação
das provas, poderá fazê-los em quaisquer das outras unidades previstas para a sua
realização. A Comissão de Aplicação acusará o fato em ata, com a síntese de justificativa do
candidato.
§ 3º - As exceções previstas nos parágrafos anteriores deverão ser manifestadas
antecipadamente e comunicadas ao CRS, com pelo menos 10 (dez) dias de antecedência da
realização das provas, salvo as situações imprevistas ocorridas às vésperas de sua
realização, as quais deverão ser comunicadas de imediato.

Art. 19 - A distribuição das provas às unidades relacionadas no anexo "B" desta


Instrução será via Correios (SEDEX), devendo a unidade, ao recebê-las, anunciar
imediatamente ao CRS, para fins de controle.

Art. 20 - Após a aplicação, as provas deverão ser envelopadas e entregues ao


oficial coordenador que deverá fazer a conferência, lacrar os pacotes e remetê-los
imediatamente ao CRS.

CAPÍTULO V
APROVAÇÃO E PREENCHIMENTO DAS VAGAS

Art. 21 - Será aprovado no processo seletivo o candidato que obtiver o


aproveitamento mínimo de 50% (cinqüenta por cento) dos pontos atribuídos a cada uma das
provas I e II e, no mínimo, 60% (sessenta por cento) da média aritmética simples das notas
das duas provas, observado o contido no § 2º do art. 16, sendo eliminado do concurso o
candidato que não obtiver a pontuação mínima prevista nesta Instrução.

Art. 22 - A classificação final do concurso será apurada por RPM, pela ordem
decrescente da média aritmética simples das notas obtidas nas provas de conhecimentos
(prova I e II) e as vagas serão preenchidas pelos candidatos melhores classificados.
Parágrafo único - Verificando-se a igualdade de condições (empate em notas),
terá prioridade para matrícula o candidato mais antigo, observando-se os critérios do artigo 12
da Lei nº 5.301 (EPPM), de 16out69.

CAPÍTULO VI
MATRÍCULA

Art. 23 - O candidato deverá satisfazer as seguintes condições para a matrícula:


I - continuar preenchendo os mesmos requisitos exigidos no ato da inscrição:
Página: ( - 726 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


a) no caso do inciso III do art. 3º desta Instrução, devem ser considerados, para
matrícula, os últimos 12 (doze) meses que antecedem a data de início do curso;
b) no caso do inciso VI do art 3º desta Instrução deverá o candidato, no ato da
matrícula, ser credenciado para direção de viaturas policiais.
II - ter sido aprovado no processo seletivo e classificado dentro do limite de
vagas;
III - ser considerado "APTO PARA CURSO" em Inspeção de Saúde nos termos da
Resolução Conjunta nº 3.692, de 19nov02, que dispõe sobre as Inspeções e Perícias de
Saúde na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.
§ 1º - O não atendimento de quaisquer dos requisitos listados neste artigo
implicará na perda do direito à matrícula.
§ 2º - A Inspeção de Saúde de que trata o inciso III deste artigo será realizada na
unidade do candidato, num período equivalente aos últimos 05 (cinco) dias úteis antes do
início do curso, com publicação do resultado no Boletim Interno da unidade.
§ 3º - Conforme consta do parágrafo único do art. 107 das DEPM, o militar que,
regularmente aprovado em processo seletivo interno e classificado no limite de vagas, estiver
temporariamente impedido de matrícula, em virtude de seu estado físico, de doença sua ou
de dependente seu - situação que deve ser atestada por médico da PMMG - ou por
conveniência administrativa - atestada por ato fundamentado do comandante, tem
assegurada sua matrícula, mediante requerimento dirigido ao DRH, pelo prazo máximo de 02
(dois) anos, desde que continue preenchendo os demais requisitos, e o curso pretendido
funcione regularmente em períodos letivos subseqüentes; caso contrário, perde o direito à
matrícula.
§ 4º - Ocorrendo a situação prevista no parágrafo anterior, o militar encaminhará
ao DRH, via CRS, requerimento através de seu Comandante, com os documentos de
justificação, até 03 (três) dias úteis antes da data de matrícula no curso.
§ 5º - Havendo candidato que deixe de atender aos requisitos para a matrícula, a
sua unidade deverá comunicar o fato imediatamente ao CRS, para efeito de convocação do
substituto, se houver.
§ 6º - A simples classificação no concurso não gera direito a matrícula no curso, a
qual será efetivada somente para o candidato que cumprir as exigências específicas desta
Instrução.

CAPÍTULO VII
RECURSOS

Art. 24 - Caberá recurso no prazo de 02 (dois) dias úteis contados a partir da data
de divulgação do ato a que se referir.
§ 1º - O recurso deverá ser digitado e conter fundamentação com argumentação
lógica e consistente, anexando fotocópia da bibliografia pesquisada, conforme modelo
constante no anexo "C" desta Instrução.

§ 2o - O recurso será dirigido ao DRH, em única instância e deverá ser


protocolado no CRS, dentro do prazo previsto no caput deste artigo, admitindo-se, para os
candidatos residentes no interior, o encaminhamento através do FAX (31)2123-94-94, com
observação do prazo e da obrigatoriedade da remessa, em seguida, dos originais, via
correios, com aviso de recebimento.
Página: ( - 727 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

§ 3º - O DRH decidirá o recurso no prazo máximo de 15 (quinze) dias.

§ 4º - Na contagem dos prazos estabelecidos excluir-se-á o dia de início e incluir-


se-á o do vencimento.

§ 5º - O candidato que houver impetrado recurso, somente será encaminhado


para a realização dos exames seguintes caso seja deferido o seu requerimento.

CAPÍTULO VIII
PRESCRIÇÕES DIVERSAS

Art. 25 - O concurso visa única e exclusivamente selecionar candidatos para o


preenchimento das vagas previstas nesta Instrução, devendo ser matriculados somente os
aprovados e classificados dentro do limite de vagas previstas para o curso.
Parágrafo único - O presente concurso terá a validade improrrogável de 30 (trinta)
dias, contados a partir da data de matrícula no curso, ressalvadas as exceções previstas no §
3o do art. 23 e no § 1o do art. 28 desta Instrução.

Art. 26 - Os candidatos deverão conduzir para o local de prova, sua cédula de


identidade, bem como caneta esferográfica azul ou preta, lápis preto e borracha.

Art. 27 - Será eliminado do processo seletivo o candidato que para a realização


de qualquer prova:
I - Usar ou tentar usar de meios fraudulentos, bem como portar material que possa
ser utilizado para fraudar a realização de qualquer prova.
II - Faltar ou chegar atrasado para a realização de qualquer prova.
III - Não portar documento de identidade para qualquer prova.

Art. 28 - O curso somente funcionará caso o número de candidatos aprovados


seja igual ou superior à metade das vagas previstas.
§ 1º - Se não funcionar o programado curso, ao candidato para ele aprovado que
continuar satisfazendo os respectivos requisitos, fica assegurada a matrícula no primeiro
curso a que concorreu, tendo o concurso validade por (01) um ano, a contar da data de
divulgação dos resultados do processo seletivo.
§ 2º - Nos termos do § 2º do artigo 215 das DEPM, em situação excepcional,
plenamente justificável, poderá ser autorizada, pelo Comandante-Geral, mediante proposta da
APM, a realização do curso com o número de aprovados.
§ 3º - O candidato aprovado deverá entregar, no ato da matrícula, conforme
artigo 115 da DEPM, ofício-padrão da unidade de origem contendo todas as informações
referentes à inspeção de saúde, treinamento policial militar e aspectos de justiça e disciplina.

Art. 29 - Todos os documentos a serem analisados pelo DRH, relacionados a este


concurso, deverão ser encaminhados via CRS, observando-se os prazos e demais condições
estabelecidas nesta instrução.
Página: ( - 728 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


Art. 30 - A DRH, a qualquer tempo, promoverá a correção de qualquer erro
material, bem como de impropriedade de execução de critérios e normas legais aplicáveis ao
concurso, apurados durante o processo seletivo.

Art. 31 - O candidato que verificar, a qualquer tempo das provas que, dentre os
aplicadores de sua sala ou do seu grupo, exista qualquer parente seu, afim, consangüíneo até
4º grau ou cônjuge, deverá comunicar o fato ao coordenador de setor, sob pena de anulação
de sua prova.

Art. 32 - Qualquer membro designado para compor a comissão de elaboração,


correção, aplicação de prova ou análise de recursos para o concurso, deverá alegar
suspeição a autoridade que o designou, caso exista dentre os candidatos pessoa com quem
tenha parentesco afim, consangüíneo até o 4º grau ou cônjuge, sob pena de responsabilidade
administrativa/civil/penal. No caso do aplicador a suspeição deve ser alegada caso o
candidato, nas situações descritas, esteja realizando a prova em sua sala ou grupo.

Art. 33 - Os casos omissos serão resolvidos pelo DRH.

Art. 34 - Fazem parte desta Instrução os seguintes anexos:

I- “A” - Calendário de Atividades.


II - “B” - Locais de Realização de Provas.
III - "C" - Modelo de Recurso.
IV - “D” - Modelo de Termo de Compromisso.
V - "E" - Programa de Matérias.

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***

EMPM em Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

I - HOMOLOGO a presente Instrução, que deverá ser transcrita integralmente nos BI das
unidades, com ampla divulgação a todos os militares.

II - O comparecimento às atividades do concurso constitui ato de serviço para todos os


efeitos, devendo o candidato comparecer com o uniforme da atividade.
Página: ( - 729 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


III - Os candidatos serão dispensados do serviço 24 (vinte e quatro) horas antes e no dia de
realização das provas do processo seletivo.

IV - As RPM deverão apoiar as unidades subordinadas no que for solicitado, visando o fiel
cumprimento desta Instrução.

V - As Unidades responsáveis pelas inscrições deverão observar o disposto no Memorando


Circular nº 91.248/2004, de 03mar04, visando manter atualizado os dados dos candidatos no
sistema informatizado (SIRH e SICI).

VI - O CRS e o Centro de Administração de Pessoal (CAP) deverão providenciar a


remuneração das atividades relativas a coordenação, elaboração, aplicação e análise de
recursos de prova deste concurso, conforme legislação em vigor.

VII - O CRS deverá providenciar e encaminhar ao EMPM a indicação de oficiais e professores


para coordenação, elaboração, aplicação e análise de recursos de prova, devendo dar
conhecimento a cada membro designado.

VIII - O CET e CTPM (Central e Anexo Nossa Senhora das Vitórias) deverão apoiar o CRS no
que forem solicitados, mantendo as instalações físicas das salas de aula em condições de
perfeita utilização, com exclusividade para o concurso.

IX - A APM deverá apoiar o CRS com a máquina fotocopiadora para reprodução das provas.

X - As comissões de aplicação de provas nas unidades do interior serão designadas pela


RPM, conforme legislação em vigor, devendo a relação dos oficiais e praças envolvidos ser
encaminhada ao CRS em até 05 (cinco) dias após a aplicação.

XI - As unidades, onde estejam previstas aplicação de provas, deverão apoiar as comissões


responsáveis pela sua execução, no que for necessário em recursos humanos e/ou logísticos,
incluindo uma copiadora ECD, bem como a disponibilidade de outros meios de interesse para
o gerenciamento das atividades.

(a) HÉLIO DOS SANTOS JÚNIOR, CEL PM


CHEFE DO EMPM
Página: ( - 730 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº 293/DRH, 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “A”

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DO CEFS PM / 2004

Data/ Local/
Atividades Responsável
Hora Instrumento
29/03/2004
a Inscrição Requerimento
unidade
13/04/2004
14/04/2004 Prazo máximo para cadastramento S M A F
23/04/2004 Divulgação do local de prova CRS POST
Apresentação dos
07:30 h candidatos nos locais de
prova.
Prova : Língua
08:00 h Portuguesa, Legislação
08/05/2004 Anexo
às Institucional, Comissões
(Sábado) "B"
11:00 h Conhecimentos Jurídicos Aplicadoras
Básicos e Técnica Policial
11:30 h
às
Prova de redação
13:00 h
10/05/2004 Remessa das provas aplicadas SEDEX
Resultado final do concurso e
16/07/2004 convocação dos candidatos para CRS “BGPM”
matrícula no curso
Agosto/2004 Início de Curso CET CET

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 731 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


INSTRUÇÃO Nº 293/DRH, 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “B”

CIDADES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS E UNIDADES RESPONSÁVEIS PELA


APLICAÇÃO

Código Cidades Unidade Endereço


Unidade
3101 Belo Horizonte CRS Rua dos Pampas, 701 - Prado
0611 Juiz de Fora 2º BPM Rua Ten Freitas, S / Nº - Santa Terezinha.
0683 Diamantina 3º BPM Rua Pedro Duarte, S / Nº - Romana.
0760 Uberaba 4º BPM Praça Governador Magalhães Pinto, 530 - Fabrício.
0833 Gov. Valadares 6º BPM Rua Marechal Floriano, 2441 - Lourdes.
0923 Bom Despacho 7º BPM Alameda Cel Fulgêncio, s/nº. - Vila Militar.
0995 Lavras 8º BPM Avenida Cmt Nélio, 111 - Santa Efigênia.
1114 Barbacena 9º BPM Praça Dr. João Guimarães Rosa, S/nº -Sta Cecília.
1222 Montes Claros 10º BPM Av. Dep. Plínio Ribeiro, s/nº. - Bairro Cintra.
1321 Manhuaçu 11º BPM Praça Pedro Faria, S/Nº - São Jorge.
1411 Passos 12º BPM Rua Dr. Carvalho, 1650 - N.S. Das Graças.
1499 Ipatinga 14º BPM Rua Gaivotas, 662 - Vila Celeste .
1587 Patos de Minas 15º BPM Av. Comandante Torres, 450, Céu Azul.
1967 Uberlândia 17º BPM Avenida Ubiratan Honório Castro, 291 - Stª Mônica.
2203 Teófilo Otoni 19º BPM Rua Helmut Neunam, 100 São Jacinto.
2295 Pouso Alegre 20º BPM Avenida Aeroporto, 02 - São Cristovão.
2401 Ubá 21º BPM R. Farmacêutico J.R. Andrade, 555 – S. Sebastião.
2560 Divinópolis 23º BPM Rua Mato Grosso, S/Nº - Afonso Pena.
2903 Varginha 24º BPM Rua Celina Ferreira Otoni, 3655 - Sion.
2516 Sete Lagoas 25º BPM Rua Luzia Miranda dos Santos, 125 - B: São Pedro.
3152 Itabira 26º BPM Rua Sérgio Elsemberg, 250 - Fênix.
2889 Unaí 28º BPM Rua Virgílio Justiniano Ribeiro, 488 - Centro.
3391 Poços de Caldas 29º BPM Rua Amâncio Mazaropi, 195 -Estância São José.
1271 Januária 30º BPM Praça dos Pescadores, 190 - Centro.
4117 Conselheiro Lafaiete 31º BPM Av. Monsenhor Moreira, 555, Centro
0801 Araxá 3ªCia PM Ind Av.Ten Cel Hermenegildo Magalhães,100-Orozino Teixeira.
0779 Frutal 4ªCia PM Ind Rua Pirajuba, 720 - Nossa Senhora Aparecida
2325 Itajubá 5aCia PM Ind Rua Antiogo Poddis, 120 – B: Vila Poddis
5211 Ouro Preto 8ª Cia PM Ind Rua Henrique Adeodato, 174 - B. Rosário
3126 Araguari 9ªCia PM Ind Av. Santos Dumont, 743 - Aeroporto.
3128 Ituiutaba 10ªCia PM Ind Rua 22, 780 – Centro.
5344 Pirapora 11ª Cia PM Ind Av. Jefferson Gitirana, 1389 – Cícero Passos
5345 Janauba 12ª Cia PM Ind. Av. Santa Mônica, 145 - São Gonçalo
5492 São João Del Rey 13ª Cia PM Ind. Av. Leite de Castro, 1277 - Bairro das Fábricas
5495 São Lourenço 14ª Cia PM Ind. Rua Heráclito Moreira, 741 - São Lourenço Velho

O candidato deverá confirmar o local de realização das provas em data prevista no anexo"A"
desta instrução.

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 732 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


INSTRUÇÃO Nº 293/DRH, 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “C”

MODELO DE RECURSO

DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS


CENTRO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

RECURSO

1 IDENTIFICAÇÃO
Nome:________________________________________________________
Número PM: ______________
Unidade:_________________
Local de realização da prova: __________________________

2 SOLICITAÇÃO
À Comissão Organizadora

Como candidato ao CEFS PM/04, solicito revisão do gabarito oficial da prova ______,
questão (ões)_____________.

3 JUSTIFICATIVA DO CANDIDATO:

_____________________,_____ de ____ ______________________ de _______.

______________________________________
Assinatura do Candidato

INSTRUÇÕES: O candidato deverá:


- Digitar o recurso de acordo com as especificações estabelecidas nesta Instrução.
- Usar um formulário de recurso para cada disciplina da prova, teste ou exame em que
solicitar revisão.

ATENÇÃO! A inobservância de qualquer uma das instruções acima resultará no


indeferimento do recurso.

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 733 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº 293/DRH, 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “D”

MODELO DO TERMO DE COMPROMISSO

TERMO DE COMPROMISSO

O nº_____ -__ , ________, ___________________________, ___________


(Graduação) (Nome) (Unidade)
declara, para os devidos fins, estar ciente de que após a conclusão do curso será
automaticamente movimentado para a unidade onde concorreu às vagas, devendo
permanecer na região por um período mínimo de 02 (dois) anos.

Quartel em _____________________, de _________________ de 2004.

_______________________________________
Assinatura do Candidato

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***
Página: ( - 734 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)

INSTRUÇÃO Nº 293/DRH, 23 DE MARÇO DE 2004.

ANEXO “E”

PROGRAMAS DE MATÉRIAS

I - LÍNGUA PORTUGUESA

1.1 PRODUÇÃO TEXTUAL:

1.1.1 Domínio da Expressão Escrita (Redação).


1.1.1.1 Adequação conceitual, pertinência, relevância e articulação dos argumentos.
1.1.1.2 Seleção vocabular.
1.1.1.3 Emprego de nomes e pronomes.
1.1.1.4 Emprego de tempos e modos verbais.
1.1.1.5 Estruturação sintática e semântica dos termos na oração e das orações no período.
1.1.1.6 Emprego da regência, da concordância e dos mecanismos de coesão.
1.1.1.7 Paragrafação.
1.1.1.8 Correção, de acordo com a norma culta, na grafia, na relação entre os termos da
oração e entre orações e no emprego de sinais de pontuação.

1.1.2 Estudo de Texto (questões objetivas sobre um texto de conteúdo literário ou informativo,
Crônicas, músicas).

1.2 CONHECIMENTOS LINGÜÍSTICOS:

1.2.1 Fonologia:
1.2.1.1 Acentuação gráfica.

1.2.2 Morfologia:
1.2.2.1 Processo de formação das palavras:
1.2.2.1.1 Substantivo.
1.2.2.1.2 Artigo.
1.2.2.1.3 Adjetivo.
1.2.2.1.4 Numeral.
1.2.2.1.5 Pronome.
1.2.2.1.6 Verbo.
1.2.2.1.7 Advérbio.
1.2.2.1.8 Interjeição.
1.2.2.1.9 Preposição.
1.2.2.1.10 Conjunção.

1.2.3 Sintaxe:
1.2.3.1 Frase, oração e período, termos essenciais da oração.
1.2.3.2 Concordância verbal.
1.2.3.3 Concordância nominal.
Página: ( - 735 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


1.2.3.4 Regência verbal e nominal.
1.2.3.5 Colocação pronominal.
1.2.3.6 Ortografia.
II - LEGISLAÇÃO INSTITUCIONAL

2.1 Leis:
2.1.1 Lei Complementar Estadual no 5.301, de 16/10/69 – EPPM, atualizada até a Lei
Complementar no 74, de 08/01/04.
2.1.2 Lei Federal n o 6.624, de 18/07/75 – LOB, atualizada até a Lei n o 9.774, de 07/06/89.
2.1.3 Lei Estadual no 13.968, de 27/07/01, regulamenta o artigo 297, da Constituição do
Estado e dá outras providências c/c Decreto no 42.747, de 15/07/02.
2.1.4 Lei Estadual no 14.310, de 20/06/02, Código de Ética e Disciplina dos Militares.
2.1.5 Lei Estadual no 14.445, de 26/11/02 – Fixa o efetivo da Polícia Militar do Estado de
Minas Gerais e dá outras providências.

2.2 Decretos:
2.2.1 No 43.756, de 02/03/04 - RPP.
2.2.2 No 42.843, de 16/08/02 – Regulamenta a concessão de recompensas, o Conselho de
Ética e Disciplina Militares da Unidade – CEDMU, de que trata a Lei n o 14.310, de 19/06/02.

2.3 Resoluções:
2.3.1 No 2.112, de 24/01/89, atualizada até a Resolução no 2.218, de 07/06/89 – Concessão
de Férias.
2.3.2 No 3.507, de 17/09/99, atualizada até a Resolução no 3.670, de 22/08/02.
2.3.3 No 3.542, de 07/07/00, atualizada até a Resolução no 3.603, de 23/07/01.
2.3.4No 3.666, de 02/08/02 – Manual de Processos e Procedimentos Administrativos-
Disciplinares da Polícia Militar de Minas Gerais (MAPPAD/PM).
2.3.5 No 3.747, de 02/02/04 – Diretrizes da Educação de Polícia Militar.

2.4 Instrução de Recursos Humanos:


2.4.1 No 255/02, de 04/11/02, estabelece medidas para cumprimento de sentenças e ordens
judiciais na PMMG e dá outras providências.
2.4.2 No 260/03, de 13/01/03, estabelece orientações sobre aplicação do Art. 10, da Lei no
14.310/02 e esclarece sobre lançamento de dados nos sistemas SMAB/SIRH.

III - CONHECIMENTOS JURÍDICOS BÁSICOS

3.1 Direito Constitucional:


3.1.1 Constituição da República Federativa do Brasil/88, atualizada até a Emenda no 42, de
19/12/03: Artigos: 1o ao 11; 18 ao 28; 37 ao 42; 44 ao 69; 122 ao 124; 136 ao 144; 163 ao
169; 205 ao 214; 226 ao 230.
3.1.2 Constituição do Estado de Minas Gerais, atualizada até a Emenda no 62, de 23/12/03:
Artigos: 1o ao 5o; 20 ao 39; 52 ao 72; 83 ao 95; 109 ao 111; 133 ao 143 e 195 ao 206.
Página: ( - 736 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


3.2 Direito Penal / Processual Penal:
3.2.1 Código Penal, atualizado até a Lei no 10.803, de 11/12/03: Artigos 1o ao 183, 213 ao
234, 286 ao 288 e 312 ao 359.
3.2.2 Decreto-Lei no 3.688, de 03/10/41 – Lei das Contravenções Penais, atualizado até a Lei
nº 9.521, de 27/09/97.
3.2.3 Código de Processo Penal, atualizado até a Lei no 10.792, de 01/12/03: Artigos 155 ao
250, 282 ao 318, 321 ao 324, 329 ao 331, 333 ao 339 e 342.
3.2.4 Código Penal Militar, atualizado até a Lei no 9.764, de 18/12/98: Artigos 1o ao 135 e 149
ao 354.
3.2.5 Código de Processo Penal Militar, atualizado até a Lei no 9.299, de 08/08/96: Artigos 1o
ao 28, 170 ao 189, 220 ao 262, 294 ao 383, 454 a 480.

3.3 Legislação Especial:


3.3.1 Lei Federal no 4.898, de 09/12/65, atualizada até a Lei no 7.960, de 22/12/89 – Lei de
Abuso de Autoridade: Artigos 1o ao 12.
3.3.2 Lei Federal no 6.368, de 21/10/76, atualizada até a Medida Provisória no 2.225-45, de
04/09/01 – Lei de Prevenção e Repreensão ao Tráfico Ilícito e Uso Indevido de Substâncias
Entorpecentes: Artigos 1o ao 19 e 34 ao 37.
3.3.3 Lei Federal n o 8.069, de 13/07/90, atualizada até a Lei no 10.764, de 12/11/03 – Estatuto
da Criança e do Adolescente: Artigos 1o ao 18, 60 ao 111, 131 ao 140, 171 ao 190, 200 ao
205, 225 ao 267.
3.3.4 Lei Federal no 8.072, de 25/07/90, atualizada até a Lei no 9.695, de 20/08/98 – Lei de
Crimes Hediondos.
3.3.5 Lei Federal no 8.078, de 11/09/90, atualizada até a Lei no 9.008, de 21/03/95 – Código
de Defesa do Consumidor: Artigos 1o ao 3º e 61 ao 80.
3.3.6 Lei Federal n o 9.099, de 26/09/95, atualizada até a Lei no 10.455, de 13/05/02 – Lei dos
Juizados Especiais Cíveis e Criminais: Artigos 1o ao 2º e 60 ao 97.
3.3.7 Lei Federal no 9.296, de 24/07/96 – Regulamenta o inciso XII, parte final, do art. 5° da
CF.
3.3.8 Lei Federal n o 9.455, de 07/04/97 – Crimes de Tortura.
3.3.9 Lei Federal n o 10.259, de 12/07/01 – Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da
Justiça Federal.
3.3.10 Lei Federal no 10.277, de 10/09/01 – Institui medida para assegurar o funcionamento
de serviços e atividades imprescindíveis à segurança pública.
3.3.11 Lei Federal no 10.446, de 08/05/02 – Dispõe sobre infrações penais de repercussão
interestadual ou internacional que exigem repressão uniforme, para os fins do disposto no
inciso I, do § 1o, do Art. 144, da CF.
3.3.12 Lei Federal nº 10.671, de 15/05/03 - Estatuto de Defesa do Torcedor.
3.3.13 Lei Federal nº 10.741, de 01/10/03 - Estatuto do Idoso.
3.3.14 Lei Federal no 10.826, de 22/12/03 – Registro, posse e comercialização de armas de
fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – SINARM.

3.4 Noções de Direitos Humanos:


3.4.1 Histórico dos Direitos Humanos.
3.4.2 Direitos Sociais e Direitos Difusos.
3.4.3 Direitos Civis e Políticos.
3.4.4 Direitos Fundamentais.
Página: ( - 737 - )

( - SEPARATA DO BGPM Nº 023 de 25 de março de 2004 -)


3.4.5 Violação de Direitos Humanos.
3.4.6 Segurança Pública e Cidadania.
3.4.7 Declaração Universal dos Direitos Humanos.

IV - TÉCNICA POLICIAL

4.1 Resolução nº 3.664, de 10jun02 - Manual de Prática Policial - Volume 1.

4.2 DPSSP (Diretrizes):


4.2.1 Nº 01/2002-CG, de 27mar02- Regula o Emprego da Polícia Militar de Minas Gerais na
Segurança Pública.
4.2.2 Nº 02/2002-CG, de 10jun02- Regula o Emprego da Polícia Militar de Minas Gerais nas
ocupações de Imóveis Urbanos e Rurais.
4.2.3 Nº 03/2002-CG, de 26ago02- Regula o Emprego da Polícia Militar de Minas Gerais na
Prevenção ao Uso e Tráfico de Drogas.
4.2.4 Nº 04/2002-CG, de 16dez02- Regula a Filosofia de Polícia Comunitária na Polícia Militar
de Minas Gerais.
4.2.5 Nº 05/2002-CG, de 27dez02- Regula a Estruturação e Funcionamento de Conselhos
Comunitários de Segurança Pública - CONSEP.

Belo Horizonte, 23 de março de 2004.

(a) ODILON DE SOUZA COUTO, CORONEL PM


*** DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS ***

(a) - SÓCRATES EDGARD DOS ANJOS, CEL PM


COMANDANTE-GERAL

CONFERE COM O ORIGINAL:

ANTÔNIO ELIAS DA SILVA FILHO, Ten Cel PM


AJUDANTE-GERAL

Você também pode gostar