Você está na página 1de 2

História

Esta história se passa numa noite fria e nebulosa, muito distante do local onde
atualmente as pessoas envolvidas estão, mas este fato é completamente insignificante em
relação ao que o destino estava prestes a traçar para vida de 2 crianças.
A noite era silenciosa, era época da primavera no país do trovão, tempo perfeito para
ver o desabrochar de flores exóticas da região da Vila Haruki(flor de cor dourada que
dava nome a vila).
Um casal estava em sua pequena casa aos pedaços ao longe da Vila Haruki, o jovem
Raito estava morrendo de preocupação, pois, a parteira da vila havia lhe contado que era
exatamente a época que sua mulher poderia estar tendo o filho que era de sua alcunha. A
jovem Kushina tinha em sua mente montes de preocupações não relacionado ao filho que ela
estava esperando, mas sim, a assuntos familiares de tempos passados. Kushina sabia que
poderia não estar nesta situação de miséria, afinal era filha do Senhor Feudal que dominava
a região, mas ela amava o homem que estava ao seu lado, e sabia que ele estaria presente
aonde quer que seja. Eles tinham fugido para esta pequena vila exatamente para fugir dos
olhos do pai de Kushina que não aceitava esta ligação entre eles, aquela fuga da mansão
onde Kushina morava, fazia exatamente 1 ano esta noite, e Raito ainda lembrava em seus
sonhos palavras que o Senhor Feudal tinha dito tanto tempo atrás:
“Eu irei atrás de você, e desta menina que não considero mais sangue do meu sangue.
Acabarei com este seu amor tolo e amaldiçoarei descendentes de seu sangue”.
Raito e Kushina tinham razão por estarem preocupados, longe de onde eles estavam, o
Senhor Feudal procurava por eles depois deste longo 1 ano passado.
A porta da casa de onde eles estavam é aberta violentamente... Era um amigo de longa
data, o Senhor Yukito, possuía diversas marcas do tempo ao redor de seu corpo, a velhice o
tinha pego de tal modo que ele não conseguiu escapar, tinha conhecido o jovem casal numa
das caravanas que ele organizava, trazendo suprimentos e especiarias entre os
países.Ofegante e desesperado conseguiu com dificuldade que algumas palavras fossem
empurradas de sua boca afora:
“O Senhor... ele conseguiu achar vocês! Devem fugir imediatamente, os ninjas
contratados por ele estão a caminho.”
Raito estava completamente paralisado com a noticia, mas na verdade o que passou
poucos segundos para os que estavam naquela sala, para ele foram eternidades de horas.
Sem poucas esperanças em suas palavras ele apenas diz o que parecia certo em sua
visão:
“Yukito cuide da Kushina, irei combatê-los como puder enquanto vocês fogem... nos
encontramos na saída sul da vila”.
Antes mesmo de Kushina poder falar algo para Raito ele simplesmente sai da casa e
adentra a noite fria e nebulosa, ela engole em seco e resolve sair com Yukito esperando
voltar a se encontrar com Raito o mais breve possível. Mal sabiam eles que aquele seria o
último momento juntos que eles teriam em vida.

Raito acabou sendo capturado por desgaste físico em batalha, deu um incrível trabalho
a ninjas mercenários pagos pelo Senhor Feudal, que assistia a tudo ali de longe, protegido
por seu fiel braço direito chamado de Akagi, a raposa nobre. Capturado, sem forças e de
frente ao homem que estava prestes a destruir sua vida, Raito fez um último esforço para
poder salvar sua amada Kushina. Com uma kunai escondida em sua manga fala suas últimas
palavras de forma esgotada e heróica:
“Você disse que iria destruir o meu amor...”.
Com um último esforço tira sua kunai da manga e enfia em seu próprio coração.
“Aqui está todo o meu amor, Kushina não mais precisa pagar por feitos deste meu
coração tolo...”.
Raito cai ao chão com sua kunai ao peito de frente ao Senhor Feudal. Longe dali Yuhito
e Kushina corriam em direção a saída Sul da Vila Haruki, no intuito de conseguir fugir,
porém Kushina sentiu algo em sua barriga, ela pressentiu que agora era a hora de ter o seu
filho, a bolsa tinha acabado de romper quando ela cambaleou devido as dores.
Yuhito não tinha nenhuma experiência em partos, tudo o que ele pode fazer foi rezar
para que o que ele estivesse fazendo fosse o certo. Kushina estava perdendo suas forças, o
parto estava sendo muito difícil, quando finalmente Yuhito consegue pegar em seus braços
um garoto que Kushina tinha acabado de dar a luz.Yuhito então mostra para Kushina
dizendo ser um garoto e ela diz num tom cansado:
“Ele se chamará Ryuuku.Exatamente como o avô.”
Porém Yuhito percebeu que tinha algo errado, parecia ter outro bebê que eles não
tinham conhecimento. Enfim Yuhito o tira com seus braços cansados e rosto suado olhar
para o 2º garoto que ele tinha acabado de ajudar, quando olha para Kushina para lhe dizer a
incrível novidade... Ela não estava mais onde deveria estar... Estava morta.
Logo Yuhito sem saber o que fazer com os dois garotos, logo ouve uma movimentação de
aproximação e percebe que deveria honrar a história daquele jovem casal, leva os 2 garotos
com ele,batizando o 2º garoto de Kaito, para fora do país onde eles não seriam procurados
junto com sua caravana.
Chega em Konoha onde acaba se alojando com os 2 garotos e os criam como Netos,
dando-lhes seu sobrenome Takamura,nunca contando a verdadeira história do nascimento
dos dois, que acabam crescendo e acreditando serem apenas netos de um senhor
comerciante de Konoha.
O que aconteceu com Ryuuku e Kaito?
Isto já uma outra história...

Interesses relacionados