Você está na página 1de 4

Centro universitário estadual da zona oeste

Coordenação de produção industrial

Disciplina: Química geral experimental

Experimento de filtragem

Aluno: Bruno Luiz e Souza

Matricula:

Professora: Roberta Gaidzinski

Turma: Química geral experimental

Período: 2019-2
1- Fundamentos teóricos

Existe diversos tipo de filtragem e é de extrema importância conhecer todos os tipos e


como aplica-las de acordo com o objetivo buscado no experimento a filtração simples é
uma técnica mais básica porem não menos importante, que se destina a separação de
solido-liquido. Já a filtragem a vácuo também é usada para mistura heterogenia solido-
liquido, mas por meio de pressão negativa utilizando matérias diferentes da técnica
simples.

2- Objetivos

Conhecer as técnicas de filtragem, saber aplicar a ideal para cada tipo de


experimento assim como definir a quantidade de material antes e pós a filtragem.

3- Material

1. Medidas volumétricas

i. Funil de vidro
ii. Papel de filtro
iii. Suporte universal
iv. Proveta 50 ml
v. Bastão de vidro
vi. Pinça tipo argola
vii. Béqueres de 250 ml
viii. Funil de Buchner
ix. Vidro de relógio
x. Bomba de vácuo
xi. Solução a 0,3 % de Nal
xii. Solução a 0,3% de Pb(NO3)2
xiii. Água destilada

4- Métodos de preparo

1. Filtração a simples

i. Foi pesado, o béquer, o papel de filtro e a mistura de areia e sal de


cozinha onde foram anotadas as seguintes massas respectivamente;
0,63533g, 95,3165g, 3,0409g.

ii. Foi adicionado 25 ml água destilada para filtração.

iii. Foi dividido de maneira semelhante a mistura em dois béqueres um


para filtração a simples e outro para a vácuo.

iv. Após ter seu peso anotado o papel de filtro foi dobrado e colocado no
funil de vidro, e teve a mistura passada por ele.
v. Os resíduos coletados no papel foram colocados no vidro de relógio e
seguiram para estufa para secagem.

vi. A água com sal foi adicionada a uma placa de aquecimento para a
água evaporar e medir o peso do sal.

vii. Após a pesagem o papel de filtro foi secado e pesado.

2. Filtragem a vácuo

i. Foi anotado o peso do papel de filtro novamente, agora para a


pesagem a vácuo e o mesmo colocado no funil de Buchner, o papel foi
molhado para facilitar a aderência.

ii. Foi adicionado 25 ml água destilada para filtração.

iii. Foi ligada a bomba de vácuo para filtração da mistura, o processo foi
mais rápido que a técnica simples, após a filtragem o mesmo
procedimento da técnica simples de transferência para o vidro de
relógio e estufa foi feito

iv. A água com sal foi adicionada a uma placa de aquecimento para a
água evaporar e medir o peso do sal.

v. Após secagem o papel foi pesado.

5- Resultados de discussões

i. Filtragem simples

1. A pesagem foi feita após a aula pois não havia tempo hábil, foi
encontrado 2,8596g com a presença da areia sendo que
somente o peso da areia era de 2,2063g na filtragem simples

2. Já o sal após a água ter sido evaporada teve o peso de


107,3838g.

ii. Filtração a vácuo.

1. Com foi dito a cima a pesagem foi feita posteriormente, foi


encontrada no valor de 1,0564.

2. Já o sal após a água ter sido evaporada teve o peso de


6- Conclusões

foi verificado que a filtragem a vácuo além de amis rápida é mais eficaz porem
a filtragem simples é a técnica mais usada no dia a dia, um exemplo dessa técnica é o
preparo de café.

7- Referências bibliográficas.

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/quimica/filtracao.htm acessado dia


21/10/2019

https://bancadapronta.wordpress.com/2013/03/07/tipos-de-filtros/ acessado dia


21/10/2019

Você também pode gostar