Você está na página 1de 2

1.

OBJETIVOS

Tendo estipulado o tema de pesquisa, através da problematização, pode-se


traçar os objetivos da produção científica; ora, tendo que delimitar a pesquisa, a
objetificação dela para fins próprios não atende ao tripé acadêmico discutido antes.
Diante disto, os objetivos à serem definidos devem atender as necessidades, tanto
acadêmicas quanto sociais.

1.1. OBJETIVO GERAL

Segundo Menezes, Duarte, Carvalho e Souza (2019, p.49), os objetivos têm


uma relação direta com a pergunta-problema, sendo esta consequência deles,
especificamente do objetivo geral – que, por sua vez, desdobra-se nos objetivos
específicos.

Para resolver os problemas, seja nos ambientes de trabalho ou nas


organizações, tornou-se necessária a realização de estudos e pesquisas.
No caso dos ambientes escolares, Freire (apud PEREIRA, 2018) considera
que todo professor é um pesquisador. De fato, todos os dias surgem
problemas sejam eles de aprendizagem, ou do ambiente ou da busca por
soluções para melhorar a vida das pessoas, torna-se interessante que haja
pesquisas e estas podem ser feitas por professores e alunos em conjunto.
(PEREIRA, 2018)
O objetivo deste trabalho é discutir acerca dos custos e despesas
encontrados nos cotidiano de uma empresa. Como tais movimentações financeiras
podem influenciar na contabilidade da mesma é um resultado obtido através de
análises metódicas de tais ações; este trabalho também abordará tais análises e a
forma como os resultados destas influencia no bem estar financeiro da compania.

1.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Segundo Aragão, (2017, p. 32), expressam os propósitos do pesquisador,


seu percurso de produção acadêmica e o que pretende atingir com a realização da
investigação. Temos ainda

Os objetivos devem ser plausíveis e potencialmente realizáveis. Isto é, com


plenas condições de serem alcançados na prática do trabalho de campo.
Eles poderão ajudar num arcabouço coerente entre as diversas partes do
projeto em andamento. Os objetivos são descritos fazendo-se uso inicial de
um verbo no infinitivo, sendo que os verbos apontam uma direção à ação do
pesquisador. (ARAGÃO, 2017, p. 32)
Para Hendriksen e Breda (apud Santos, 2018, p. 21), custo “é medido pelo
valor corrente dos recursos econômicos consumidos ou a serem consumidos na
obtenção dos bens e serviços a serem utilizados nas operações – ou seja, trata-se
de valor de troca”. Já segundo Santos, (2018, p. 21), as despesas reduzem o lucro,
representando o uso ou consumo de bens e serviços no processo de obtenção de
receitas.

Nosso trabalho, visando o meio acadêmico, busca oferecer uma rápida


revisão de tais conceitos, de maneira a facilitar o acesso destes para a sociedade.
Desta maneira, tanto os pesquisadores são beneficiados – reavaliando a
aplicabilidade de suas teorias –, quanto a sociedade em geral, com tais pontos,
essenciais no desenvolvimento empresarial, sendo descritos de maneira objetiva e
concisa.

Os objetivos específicos deste trabalho são: definir e exemplificar, de


maneira generalizada, os custos e despesas dentro das empresas de pequeno e
médio porte; apresentar formas de análise de tais movimentações financeiras; e
discutir os resultados que tais análise apresentam, de maneira à se tornarem úteis
para os administradores.

2. REFERÊNCIAS

Aragão, José Wellington Marinho de; Neta, Maria Adelina Hayne Mendes.
METODOLOGIA CIENTÍFICA. Salvador: UFBA, Faculdade de Educação,
Superintendência de Educação a Distância, 2017. p. 32.

MENEZES, Afonso Henrique Novaes; DUARTE, Francisco Ricardo; CARVALHO,


Luis Osete Ribeiro; SOUZA, Tito Eugênio Santos. METODOLOGIA CIENTÍFICA:
teoria e aplicação na educação a distância. Petrolina: Universidade Federal do Vale
do São Francisco, 2019. p.49.

PEREIRA, Adriana Soares et al. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA.


Santa Maria: Ufsm, Nte, 2018. p. 46.

SANTOS, Marinéia Almeida dos. CONTABILIDADE DE CUSTOS. Salvador, BA:


UFBA, Faculdade de Ciências Contábeis; Superintendência de Educação a
Distância, 2018. p. 21.