Você está na página 1de 7

Universidade Federal do Ceará

Pró-Reitoria de Graduação
Coordenadoria de Pesquisa e Acompanhamento Docente – CPAD
Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular

PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA

Ano/Semestre
2017.1

1 – Identificação
1.1. Faculdade de Medicina:
1.2. Departamento: Saúde Comunitária
1.3. Módulo: Epidemiologia, Prevenção e 1.4. Código: 1.5. Caráter: 1.6. Carga
Diagnóstico de Saúde (ABS-2) MF 0207 Horária:

Obrig.
Anual
Sem.

Opt.
x x 72
1.7. Professor (es):

Ricardo José Soares Pontes (Coordenador)


Virgínia Fernandes
Tatiana Fiuza
Mariana Alencar (Prof. Substituta)

1.8. Curso(s):Medicina

2. Justificativa
Em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina
(2014), que afirma –

“O graduado em Medicina terá formação geral, humanista, crítica, reflexiva e ética, com
capacidade para atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde, com ações de promoção,
prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, nos âmbitos individual e coletivo, com
responsabilidade social e compromisso com a defesa da cidadania, da dignidade humana, da
saúde integral do ser humano e tendo como transversalidade em sua prática, sempre, a
determinação social do processo de saúde e doença” (Art. 3º); e “Dada a necessária articulação
entre conhecimentos, habilidades e atitudes requeridas do egresso, para o futuro exercício
profissional do médico, a formação do graduado em Medicina desdobrar-se-á nas seguintes
áreas: I - Atenção à Saúde; II - Gestão em Saúde; e III - Educação em Saúde” (Art. 4º)

- a presente Disciplina visa introduzir os estudantes de graduação em medicina nos métodos e


técnicas da epidemiologia descritiva e da medicina preventiva visando o estudo do processo
saúde doença no nível populacional, o diagnóstico de saúde da população (comunidade), a
prevenção e o controle das enfermidades no nível populacional e a compreensão da articulação
da clínica com a epidemiologia nas intervenções de saúde, tanto individuais como coletivas,
especialmente aquelas no nível da Atenção Básica de Saúde.
3. Ementa

Epidemiologia e Prevenção: História Natural da Doença e Níveis de Prevenção. O Método


Epidemiológico. Epidemiologia Descritiva: Tempo, Lugar e Pessoa. Medidas de frequência das
doenças . Morbidade. Incidência e Prevalência. Indicadores de Morbidade. Mortalidade.
Declaração de óbito. Indicadores de Mortalidade. Transição demográfica, epidemiológica e
nutricional. Vigilância, Prevenção e Controle das enfermidades imunopreveníveis e o PNI.
Vigilância, Prevenção e Controle das enfermidades Transmitidas por vetores. Vigilância,
Prevenção e Controle das enfermidades infecciosas com evolução crônica. Epidemiologia e
Prevenção de Agravos crônicos (Diabetes). Epidemiologia e Prevenção da Drogadição.
Epidemiologia e Prevenção dos acidentes e violências. Análise de situação no Território de
Fortaleza. Aplicação da Epidemiologia no Território de Fortaleza.

4. Objetivos - Gerais e Específicos - Conteúdo


Geral:

Introduzir o aluno nas técnicas e conceitos básicos de epidemiologia descritiva, da medicina


preventiva e do Diagnóstico de Saúde, particularmente os aplicados à Atenção Básica .

Específicos:

ao final da disciplina o aluno deverá ser capaz de compreender e aplicar os conceitos e técnicas
relativos aos seguintes conteúdos programáticos:

 Epidemiologia: Conceito, História, Objeto, Usos e Metodologia


 Modelos de Interpretação do Processo Saúde Doença na População
 A Epidemiologia como Ferramenta do Diagnóstico Quantitativo de Saúde
 A Relação Complementar entre Epidemiologia e Clínica na Prática Médica,
particularmente na Atenção Básica
 O Método Epidemiológico: Epidemiologia Descritiva
 A Distribuição das Doenças na População: Lugar-Pessoa-Tempo
 A Medida da Saúde Coletiva. Apresentação Gráfica e Tabular
 Morbidade, Mortalidade, Indicadores Sociais e de Saúde. Conceito de Risco.
 População: Composição, Estrutura, Piramides Populacionais
 Transição Demográfica e Epidemiológica
 Eventos Vitais e Registro de Eventos Vitais. Declaração De Óbito
 Fontes de Dados e Sistemas De Informações.
 Classificação Internacional de Doenças
 A Estrutura, Dinâmica, Vigilância, Prevenção e Controle de Agravos
 Os Agravos Infecciosos e Não Infecciosos de Importância em Saúde Pública
 Os Programas e Ações de Saúde Pública Voltados à Prevenção e Controle de
Agravos
5. Descrição do Conteúdo/Unidades 5.1. Carga Horária

Apresentação da Disciplina/Organização/Avaliação 4h

Epidemiologia e Prevenção: História Natural da Doença e Níveis de


Prevenção. Causalidade e Prevenção. Modelos de Causalidade. Cadeia 4h
Epidemiológica.
Epidemiologia e Prevenção: História Natural da Doença e Níveis de
Prevenção. Causalidade e Prevenção. Modelos de Causalidade. Cadeia 4h
Epidemiológica.
O Método Epidemiológico . Epidemiologia Descritiva. Distribuição do
Processo Saúde-Doença segundo Tempo, Lugar e Pessoa. Endemia. Epidemia. 4h
Pandemia.
Medidas de frequência das doenças . Morbidade. Incidência e
Prevalência. Indicadores de Morbidade. 4h
Aplicação em Sistemas de Informação/software/CID
Medidas de frequência das doenças. Mortalidade. Declaração de óbito.
Indicadores de Mortalidade. 4h
Aplicação em Sistemas de Informação/software/CID
Transição demográfica, epidemiológica e nutricional.
Indicadores Sociais, Demográficos e de Saúde. 4h
Aplicação em Sistemas de Informação/software/CID
Vigilância em Saúde. Sistemas de Informação. Indicadores Sociais,
Demográficos e de Saúde.
Aplicação em Sistemas de Informação/software/CID . 4h
PRIMEIRA AP
Epidemiologia-Modelos de Intervenção na Vigilância, Prevenção e
Controle das enfermidades imunopreveníveis: o Programa Nacional de 4h
Imunização
Epidemiologia-Modelos de Intervenção na Vigilância, Prevenção e
Controle das enfermidades Transmitidas por vetores (Dengue, Zika, Febre 4h
Amarela, Malária etc.)
Epidemiologia-Modelos de Intervenção na Vigilância, Prevenção e
Controle das enfermidades infecciosas com evolução crônica, zoonoses e 4h
doenças negligenciadas.
Epidemiologia-Modelos de Intervenção na Vigilância, Prevenção e Redução
de Danos de Agravos Crônicos 4h
(Diabetes etc. ). Rastreamento e Linhas de Cuidado .
Epidemiologia-Modelos de Intervenção na Vigilância, Prevenção e Redução
de Danos na Saúde Mental e na Drogadição (Álcool, Drogas Ilícitas, Tabagismo 4h
etc.).
Epidemiologia-Modelos de Intervenção na Vigilância, Prevenção e Redução
de Danos dos acidentes , violências e outras causas externas de agravos à 4h
saúde.
Epidemiologia-Modelos de Intervenção e Inclusão Social para Portadores de
Deficiência/Necessidades Especiais 4h

SEGUNDA AP (1) 4h

Análise de situação no Território de Fortaleza. Apresentação do


4h
instrumento de territorialização. Atividade Prática de Territorialização
Análise de situação no Território de Fortaleza. Apresentação do
4h
instrumento de territorialização. Atividade Prática de Territorialização
SEGUNDA AP (2) : Apresentação do trabalho final – 4 grupos (2a Avaliação
Parcial, Grupo) 4h

2ª chamada

Publicação das notas e faltas no SIGAA

6. Metodologia de Ensino
Serão utilizadas estratégias metodológicas ativas, participativas e significativas com a problematização de
conceitos e técnicas

 AVALIAÇÃO FORMATIVA
 EXPOSIÇÃO DIALOGADA E PAINÉIS
 DISCUSSÃO EM PEQUENOS GRUPOS
 FORUM VIRTUAL DE DISCUSSÃO – PLENÁRIA PRESENCIAL
 LABORATÓRIO DE SALA DE SITUAÇÃO – EXERCÍCIOS METODOLÓGICOS
 ATIVIDADE DE CAMPO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CAMPO

7. Atividades Discentes
Avaliação Formativa Oral/Escrita
Apresentação de Seminário
Trabalho Individual ou em Grupo/Apresentação
Trabalho com Bancos de Dados e softwares
Exercícios semanais relacionados aos conteúdos das aulas – Atividades em Sala ou
em casa
Trabalho final com base em dados secundários e Trabalho de Campo no município de
Fortaleza.
8. Avaliação
AVALIAÇÃO: será considerara como parte da estratégia de ensino-aprendizagem, assumindo um caráter
formativo, abrangendo os seguintes aspectos:

 avaliação formativa (acompanhamento do aprendizado ao longo da disciplina, podendo


constar de apresentação oral de tema ou pesquisa bibliográfica/na internet solicitado
previamente; ou avaliação escrita de tema/exercício metodológico/resolução de situação
problema sobre o tema abordado na aula precedente, podendo ser individual ou em grupo)
 avaliações progressivas (primeira AP e segunda AP – esta em duas fases )
 participação em discussão em grupo e aula
 apresentação de seminários
 resolução de exercícios metodológicos em classe ou em casa
 participação e apresentação do trabalho de campo
 Presença Assídua em Sala de Aula

A Média Final será composta pelos seguintes pesos:

PRIMEIRA AP = trabalho individual escrito + avaliações formativas (peso de 30% na média


final)
SEGUNDA AP (1): prova escrita + avaliações formativas (peso de 30% na média final)
SEGUNDA AP (2): apresentação do trabalho de campo (peso de 30% na média final)
PRESENÇA: os alunos com mais de 90% de presença na disciplina receberão um bônus de 10% na
Média Final
9. Bibliografia
9.1. Básica

1. Epidemiologia, Bioestatística e Medicina Preventiva – James F Jakel e col. – Editora Artmed


2. Epidemiologia e Saúde – Maria Zélia Rouquayrol e col. – 6a edição

TEXTOS DE APOIO E MATERIAL COMPLEMENTAR (disponíveis na Biblioteca Virtual do Sigaa

9.2. Complementar:

TEXTOS DE APOIO E MATERIAL COMPLEMENTAR (disponíveis na Biblioteca Virtual do Sigaa

10. Pareceres

PARECER

Fortaleza, _____/_____/_____

__________________________
Titular da Unidade Curricular

Aprovado em Reunião do Colegiado do Departamento em: *

Fortaleza, _____/_____/_____

__________________________
Chefe do Departamento

Fortaleza, _____/_____/_____

__________________________
Chefe do Departamento

Fortaleza, _____/_____/_____

__________________________
Chefe do Departamento

Aprovado em Reunião do Colegiado da Coordenação em:

Fortaleza, _____/_____/_____

__________________________
Coordenador do Curso

Aprovado em Reunião do Conselho de Centro ou Faculdade em:

Fortaleza, _____/_____/_____

__________________________
Diretor do Centro ou Faculdade

* Incluir a aprovação de cada Departamento envolvido no módulo.


Universidade Federal do Ceará
Pró-Reitoria de Graduação

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE ENSINO

1. CONSIDERAÇÕES GERAIS
O Formulário Modelo de Plano de Ensino de Disciplina formatado pela Coordenadoria de
Pesquisa e Acompanhamento Docente (CPAD) da PROGRAD para atender às exigências do
INEP/MEC relativas as avaliações: Institucional (AI) e das Condições de Ensino (ACE), bem
como atualização permanente do Catálogo da Graduação – 2003 que deverá ser disponibilizado
na Homepage através das coordenações de curso.

2. ROTEIRO DO PROCESSO
Respeitando as peculiaridades de cada curso o formulário deverá percorrer as seguintes
instâncias: Conselho Departamental, Coordenação do Curso e Pró-Reitoria de Graduação.

3. PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
Campo 01 - IDENTIFICAÇÃO.
Campo 1.1 – Centro.
Campo 1.2 – Departamento.
Campo 1.3 – Disciplina.
Campo 1.4 – Código.
Campo 1.5 – Caráter.
Campo 1.6 – Carga horária.
Campo 1.7 – Professor(es).
Campo 1.8 – Curso.

Campo 02 - JUSTIFICATIVA (Introdução / Nota Introdutória / Apresentação) - faz-se uma


exposição acerca do que trata a disciplina e se discorre, de forma sucinta, sobre a importância
da disciplina no contexto do curso e do momento histórico/da sociedade em que se vive.

Campo 03 - EMENTA - um resumo dos conteúdos a serem trabalhados, em frases nominais e


em forma de tópicos (não é necessário que esses tópicos sejam elencados por itens, mas numa
redação contínua).

Campo 04 – OBJETIVOS - OBJETIVO GERAL e OBJETIVOS ESPECÍFICOS


Nos objetivos, se propõe antecipar resultados e processos desejados, a partir de uma atuação
pedagógica que envolva alunos e professor(a). Esses objetivos devem expressar os
conhecimentos, as habilidades e os hábitos (a postura) a serem incorporados/assimilados, de
acordo com as necessidades e características dos alunos (nível de preparo), da matéria de
ensino e do processo de ensino-aprendizagem. Também deve-se adequar os objetivos aos
conteúdos trabalhados (e vice-versa), tornando exeqüíveis em função das condições materiais e
sócio-culturais atuais.

Campo 05 - DESCRIÇÃO DO CONTEÚDO - por unidade de ensino (se possível indicando a


respectiva carga horária – campo 5.1).
Campo 06 - METODOLOGIA DE ENSINO - especificação dos métodos (ações docentes pelas
quais são organizadas as atividades de ensino-aprendizagem para se atingir os objetivos
propostos em relação a cada conteúdo específico), das técnicas e dos recursos disponíveis (dito
de outra forma, teríamos: estratégias; procedimentos; atividades e recursos)

Campo 07 – ATIVIDADES DISCENTE – descrever atividades complementares as ações


programadas na sala de aula, laboratórios e /ou atividades de campo.

Campo 08 - AVALIAÇÃO - indicação de como o(a) professor(a) irá proceder para saber em que
grau/nível os objetivos foram atingidos. Uma avaliação escolar tem por tarefa a verificação (onde
o/a professor/a coleta dados sobre o nível de aproveitamento dos alunos em relação a um
conteúdo específico), a qualificação e a apreciação qualitativa (a partir da comprovação dos
resultados alcançados e relacionados aos objetivos propostos, o que norteará a ação docentes
para novos encaminhamentos do conteúdo,da metodologia, dos recursos utilizados e até mesmo
dos objetivos propostos). Assim, uma avaliação consistente tem pelo menos três funções: a)
pedagógico-didática, relativa ao cumprimento dos objetivos gerais e específicos da disciplina; b)
diagnóstica (na qual se pode identificar os progressos e as dificuldades dos alunos, provocando
mudanças na atuação do/a professor/a); c) formativa (mediante sucessivas avaliações, para
assegurar a ampliação de conhecimentos por parte dos alunos, qualificando os resultados
escolares).

Campo 09 - BIBLIOGRAFIA

Campo 9.1 – Bibliografia básica.


Campo 9.2 – Bibliografia complementar.

Campo 10 – PARECER do Representante Titular da Unidade Curricular.

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS

4.1 Espera-se que este roteiro agilize e facilite o processo de elaboração do plano de ensino de
disciplina, bem como propicie a sua aplicação.
4.2 As dimensões dos campos poderão ser alteradas de acordo com a quantidade de
informações necessárias.
4.3 Dúvidas e sugestões favor contatar a Coordenadoria de Pesquisa e Acompanhamento
Docente – CPAD - Pró-Reitoria de Graduação - Fones: 4008-9528.
4.4 O presente formulário estará disponível, em breve, na página da PRGr na internet.

Profa. Ana Maria Iorio Dias


Pró-Reitora de Graduação

Você também pode gostar