Você está na página 1de 3

Mecânica dos Fluidos

Aluno (a): Gil dos Santos França Irmão Data: 19 / 07 /2021

Atividade de Aprendizagem 04 NOTA:

INSTRUÇÕES:
 Esta Avaliação de pesquisa contém 03 questões, totalizando 10 (dez) pontos.
 Você deve preencher dos dados no Cabeçalho para sua identificação
o Nome / Data de entrega
 Utilize o espaço abaixo destinado para realizar a atividade.
 Ao terminar grave o arquivo com o seu nome (nome do aluno).
 Envie o arquivo pelo sistema.

Observação: Só será avaliada a questão que apresentar o seu respectivo desenvolvimento.

1. Explique por que a carga de asa (1,46 N/m2) na aeronave de propulsão humana Gossamer Condor é
menor do que a carga de asa de um pequeno besouro (50 N/m2).

Outra típica relação envolvendo asas e aerofólios é a carga da asa [N/m2 ]. A carga da asa é a relação
entre a força de sustentação “L” e a área projetada da asa, ou seja:

Valores típicos para as cargas da asa de aviões podem variar de aproximadamente 70 N/m2 nos
primeiros aviões até mais do que 7000 N/m2 nos modernos jatos comerciais. Para um pequeno besouro,
a carga da asa é de aproximadamente 50 N/m2 . Deve-se observar que a carga da asa é proporcional ao
quadrado da velocidade

RESP; Como a carga da asa é a relação entre a força de sustentação e a área da asa, quanto menor a
área da asa maior será a carga da asa, como o besouro possui uma área de asa muito pequena a carga da
asa dele é grande em comparação a área de asa do Gossamer Condor.

2. Considerando que potência é o produto da força pela velocidade, calcule a potência necessária que
deve ser fornecida pelo tracionador humano para manter a velocidade, sendo a área frontal da aeronave
de Gossamer Condor igual a 1 m2.

Atividade de Aprendizagem 04: Mecânica dos Fluidos


Coeficiente de arrasto = 0,77
P= ½ x 1,23 kg/m^3 x (4,6 m/s) ^3 x 1 m^2 x 0,77
P= 46 W

Atividade de Aprendizagem 04: Mecânica dos Fluidos


3. Calcule a redução de potência para vencer o arrasto que um caminhão comum com carreta fechada
de área frontal igual a 4,5 m2 rodando a 100 km/h, perceberia se fosse instalado um defletor em sua
cabine. Considere que o deslocamento ocorre em condições de ar calmo. Utilize as informações da
Figura 4.6. (Aula 04)

100 km/h – 27,78 m/s ar calmo – 22,22 m/s Velocidade montante considerada –
27,78 m/s
Coeficiente de arrasto caminhão comum com carreta fechada – 0,96
P1= ½ x 1,23 kg/m^3 x (27,78 m/s) ^3 x 4,5 m^2 x 0,96
P1= 56.958 W
Coeficiente de arrasto caminhão comum com defletor instalado – 0,70
P2= ½ x 1,23 kg/m^3 x (27,78 m/s) ^3 x 4,5 m^2 x 0,70
P2= 41.531 W
Diferença entre um e outro:
P1-P2= Perca de potência de 15.427 W

Atividade de Aprendizagem 04: Mecânica dos Fluidos

Você também pode gostar