Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS


DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA
DISCIPLINA: FILOSOFIA E ÉTICA PROFISSIONAL

Aluna: Thalane Cabral Rezende Matrícula 2020014160


O MITO DA CAVERNA

O Mito da Caverna é uma alegoria retirada de “A República”, de Platão, que fala


sobre o conhecimento verdadeiro e o governo político. Platão narra uma história
alegórica chamada de Mito da Caverna ou Alegoria da Caverna, procura expressar
como a filosofia pode curar a nossa cegueira e ilusão através da reflexão e assim nos
conduzir a Sabedoria.

https://www.youtube.com/watch?v=0vBDiHWu6h8

Após assistir o vídeo sobre o mito da Caverna, ou fazer a leitura complementar,


responda as questões.

1 - (UEM – Verão 2008) “Sócrates: Imaginemos que existam pessoas morando numa
caverna. Pela entrada dessa caverna entra a luz vinda de uma fogueira situada sobre
uma pequena elevação que existe na frente dela. Os seus habitantes estão lá dentro
desde a infância, algemados por correntes nas pernas e no pescoço, de modo que não
conseguem mover-se nem olhar para trás, e só podem ver o que ocorre à sua frente.
(...) Naquela situação, você acha que os habitantes da caverna, a respeito de si
mesmos e dos outros, consigam ver outra coisa além das sombras que o fogo projeta
na parede ao fundo da caverna?”. (PLATÃO. A República [adaptação de Marcelo
Perine]. São Paulo: Editora Scipione, 2002. p. 83).

Em relação ao célebre mito da caverna e às doutrinas que ele representa, assinale V


para as questões corretas e F para as Falsas.
( F ) No mito da caverna, Platão pretende descrever os primórdios da existência
humana, relatando como eram a vida e a organização social dos homens no
princípio de seu processo evolutivo, quando habitavam em cavernas.
( V ) O mito da caverna faz referência ao contraste ser e parecer, isto é, realidade e
aparência, que marca o pensamento filosófico desde sua origem e que é assumido
por Platão em sua famosa teoria das Ideias.
(V) O mito da caverna simboliza o processo de emancipação espiritual que o
exercício da filosofia é capaz de promover, libertando o indivíduo das sombras da
ignorância e dos preconceitos.
(V) É uma característica essencial da filosofia de Platão a distinção entre mundo
inteligível e mundo sensível; o primeiro ocupado pelas Ideias perfeitas, o segundo
pelos objetos físicos, que participam daquelas Ideias ou são suas cópias imperfeitas.
(V) No mito da caverna, o prisioneiro que se liberta e contempla a realidade fora da
caverna, devendo voltar à caverna para libertar seus companheiros, representa o
filósofo que, na concepção platônica, conhecedor do Bem e da Verdade, é o mais apto
a governar a cidade.

2 - Platão achava que as coisas que percebemos são somente imagens, as sombras
projetadas em nossa pequena caverna, oriundas de realidades superiores que
existem, perenes, imutáveis, perfeitas, no mundo das ideias Acima de tudo, a ideia
do bem. Isso corresponde à Teoria das Ideias?
a) Sim, é parte do resumo dos conceitos de Platão. (a resposta correta aqui)
b) Não, este resumo trata de uma conversação entre Sartre e Heidegger.
c) outra resposta

3ª - No famoso mito da caverna, Platão (428-347 a.C.) imagina uma caverna


onde estão acorrentados os homens desde a infância, de tal forma que, não podendo
se voltar para a entrada, onde há uma fogueira, apenas enxergam o fundo da caverna.
A luz da fogueira projeta, nesse fundo, sombras das coisas que passam as suas
costas. Ora, se um desses homens se libertasse das correntes e chegasse à luz o dia,
voltaria contando aos outros o que são realmente os verdadeiros objetos.
Entretanto, seus companheiros o tomariam por louco, pois não acreditariam em suas
palavras. Esse mito pode ser analisado sob dois pontos de vista: o epistemológico
(como surge o conhecimento humano) e o político aquele que apreende as ideias
verdadeiras é apto para governar). Do ponto de vista epistemológico (do
conhecimento), é CORRETO afirmar:

1. Acima do mundo ilusório sensível, há o mundo das ideias gerais e essências


imutáveis.
2. O mundo dos fenômenos só existe se participa do mundo das ideias.
3. O homem atinge as essências imutáveis através da contemplação e da
depuração dos enganos dos sentidos.
4. A alma humana pode elevar-se das coisas múltiplas e mutáveis às coisas unas e
imutáveis.
5. As idéias unas e imutáveis são hierarquizadas e no topo delas está a ideia de Bem.

ASSINALE a alternativa CORRETA.


A) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
B) Somente as afirmativas 1, 4 e 5 são verdadeiras.
C) As afirmativas 1, 2, 3, 4 e 5 são verdadeiras.
D) Somente as afirmativas 2, 4 e 5 são verdadeiras.
E) Somente as afirmativas 3, 4 e 5 são verdadeiras.
4- No livro VII da República, Platão apresenta o célebre mito (ou alegoria) da
caverna. Pode- se afirmar que com esse mito ele pretendia
A) demonstrar que a democracia não é um bom sistema de governo.
B) provar a imortalidade da alma humana.
C) mostrar que os cidadãos são geralmente injustos com aqueles que querem ser justos.
D) esclarecer algumas questões sobre a importância da educação
dos filósofos, que viriam a ser no futuro, os governantes da cidade
justa.

5 - O texto é parte do livro VII da República, obra na qual Platão desenvolve o


célebre Mito da Caverna. Sobre o Mito da Caverna, é correto afirmar.

I. A caverna iluminada pelo Sol, cuja luz se projeta dentro dela, corresponde ao
mundo inteligível, o do conhecimento do verdadeiro ser.
II. Explicita como Platão concebe e estrutura o conhecimento.
III. Manifesta a forma como Platão pensa a política, na medida em que, ao
voltar à caverna, aquele que contemplou o bem quer libertar da contemplação
das sombras os antigos companheiros.
IV. Apresenta uma concepção de conhecimento estruturada unicamente em
fatores circunstanciais e relativistas.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e IV são corretas.


b) Somente as afirmativas II e III são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

6 - As figuras abaixo são um fragmento da obra do cartunista Maurício de Souza


em que borda ludicamente o Mito da Caverna de Platão. Acerca do referido mito,
analise as assertivas a seguir assinale a alternativa correta.

I- Apesar da “distância histórica” da obra de Platão (427-347 a.C), a mesma


continua exercendo influência nos dias de hoje devido aos temas que suscita,
relacionados à liberdade, alienação, ceticismo, dentre outros. II- No Mito da
Caverna, Platão demonstra, alegoricamente, a dualidade da existência humana, o
conflito entre realidade e aparência.

III- O papel do filósofo no Mito da Caverna é desmistificar as diversas construções da


“realidade”.
IV- Para Platão, a condição de quem vive nas sombras é de completa vida
enganada, portanto, cabe ao filósofo fazer com que ele enxergue um mundo
que está além das sombras e da caverna.
a) Apenas I está correta.
b) Apenas IV está correta.
c) Apenas I e III estão corretas.
d) Apenas I e IV estão corretas.
e) Todas as assertivas estão corretas.

7 - A opinião (doxa), no pensamento de Platão representa um saber sem


fundamentação metódica. É um saber que possui sua origem:
a) Nos mitos religiosos, lendas e poemas;
b) Nas imprevisões e nas sensações das coisas sensíveis;
c) No discurso dos sofistas na época da democracia ateniense;
d) Num saber eclético, provenientes do pensamento de alguns filósofos.

8 - Quem deve ser o governante, segundo Platão?


a) O rei
b) O sábio
c) O eleito democraticamente
d) O mais forte do poder militar