Você está na página 1de 6

REVISIONAL DE FILOSOFIA – 2º ANO 4º BI

Nome_________________________________________________nº________

Para cada questão abaixo, você irá justificar como no


tutorial abaixo.

1)(Ufsj-2013 pas)

O romantismo, movimento cultural que se iniciou no final do século XVIII e início do século XIX,
influenciou diretamente a filosofia no

A) moralismo humeano.
B) racionalismo cartesiano.
C) idealismo alemão.
D) imoralismo kantiano

2)Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a classificação dos Estados Liberais.

a) O Estado baseado na dialética, a exemplo do Socialismo e do Comunismo, cujo alicerce


central encontra-sena defesa da liberdade individual entendida como um direito social.
b) São os tipos de sociedade nas quais a ação dos indivíduos é orientada pelo poder dos
costumes e dos hábitos,dispensando o uso da autoridade, como, por exemplo, as chamadas
sociedades tradicionais.
c) Posição intermediária entre a centralização excessiva de funções com forte intervenção do
Estado nas relaçõessociais e as ideias de liberdade e igualdade.
d) Quando a interferência na vida social é mínima e a atuação supervisora bem diminuída.
Baseia-se nas ideiasde liberdade e igualdade.
e) Quando há uma centralização excessiva de funções e poderes, com forte intervenção do
Estado nas relaçõessociais. A liberdade individual é mínima e o controle estatal, máximo.

Resposta:

3)(Ufu – 2014)

Ao contrário das teorias contratualistas, a concepção hegeliana nega aanterioridade dos


indivíduos, pois é o Estado que fundamenta a sociedade. Nãoé o indivíduo que escolhe o
Estado, mas sim é por ele constituído. Ou seja, nãoexiste o homem em estado de natureza,
pois o homem é sempre um indivíduosocial. O Estado sintetiza, numa realidade coletiva, a
totalidade dos interessescontraditórios entre os indivíduos.

ARANHA, M. L. A. e MARTINS, M. H. P. Filosofando: introdução à filosofia. São Paulo: Ed.Moderna, 1993,


p. 234.

De acordo com o texto, é correto afirmar que, para Hegel,

A) a liberdade, em estado de natureza, é a mais perfeita para as pessoas.


B) o Estado fundamenta a liberdade do soberano e não a dos indivíduos.
C) a liberdade dos indivíduos está condicionada à existência do Estado.
D) o Estado é resultado de um pacto estabelecido no estado de natureza.

Resposta:

4)(UFU – 2014)

Mas se verdadeiramente a existência precede a essência, o homem éresponsável por aquilo


que é. Assim, o primeiro esforço do existencialismo é ode pôr todo homem no domínio do que
ele é e de lhe atribuir a totalresponsabilidade da sua existência. E, quando dizemos que o
homem éresponsável por si próprio, não queremos dizer que o homem é responsável pelasua
restrita individualidade, mas que é responsável por todos os homens. [...]Assim, a nossa
responsabilidade é muito maior do que poderíamos supor,porque ela envolve toda a
humanidade.
SARTRE, Jean-Paul. O existencialismo é um humanismo. Trad. Vergílio Ferreira. Lisboa:Presença, 1970. Apud
ARANHA, M. L. de Arruda e MARTINS, M. H. Pires. Filosofando: introduçãoà filosofia. São Paulo: Moderna, 2009.

Conforme o texto, é correto afirmar que, para o existencialismo,

A) o homem não é responsável por todos os seus atos, pois a sociedade o limita.
B) a humanidade é responsável pelo fato de os homens não terem plena liberdade.
C) a sociedade limita as pessoas, logo não somos responsáveis por nossas ações.
D) a responsabilidade não é restrita ao indivíduo, estende-se a toda humanidade.

Resposta:

5)(UFSJ) A angústia, para Jean-Paul Sartre, é

A) a certeza da morte. O Homem pode ser livre para fazer suas escolhas, mas não tem como
se livrar da decrepitude e do fim.
B) a nadificação de nossos projetos e a certeza de que a relação Homem X natureza
humana é circunstancial, objetiva, e pode ser superada pelo simples ato de se fazer uma
escolha.
C) a certificação de que toda a experiência humana é idealmente sensorial,
objetivamente existencial e determinante para a vida e para a morte do Homem em si mesmo
e em sua humanidade.
D) consequência da responsabilidade que o Homem tem sobre aquilo que ele é, sobre a sua
liberdade, sobre as escolhas que faz, tanto de si como do outro e da humanidade, por
extensão

Resposta:

6)(Ufsj) A Belle Époque, como a visão de mundo da burguesia europeia da virada dos séculos
XIX e XX, caracterizou-se

A) pela desconfiança em relação ao progresso material e ao Liberalismo, porque o


crescimento da produção e as inovações científicas perdiam-se no caos do livre mercado,
causando a concentração de renda e a exclusão dos pobres na Europa e na periferia.
B) pelo desencanto com o progresso, devido à percepção do impacto ecológico da expansão
do capitalismo monopolista e das novas invenções como as ferrovias, a indústria química e os
navios a vapor e ao horror pela destruição das culturas não europeias.
C) pela confiança no progresso, devido à convicção de que o Estado disciplinaria o crescimento
econômico e a inovação científica controlando os prejuízos ecológicos e o consumismo de
maquinismos inúteis e promoveria a interação com as culturas não europeias.
D) pela crença no progresso resultante da prosperidade econômica e inovações científicas
com a eletricidade, a locomotiva, o telégrafo, o cinema etc. , e na superioridade racial e
cultural branca e europeia sobre os povos da periferia do capitalismo.
7)(Unicentro)A sociedade moderna, segundo Marx, surgiu da sociedade feudal, contudo não
aboliu as contradições declasse, ao contrário, estabeleceu novas classes, novas condições de
opressão e novas lutas.

Sobre as classes sociais na concepção marxiana, assinale a alternativa correta.

a) A sociedade capitalista pode existir sem a presença das classes sociais, visto que o
desenvolvimento da modernidadeindepende dessas influências.
b) As duas principais classes são o proletariado e a burguesia, que têm diferentes interesses na
sociedade capitalista.A segunda explora a primeira.
c) As contradições da sociedade capitalista poderão deixar de existir se proletários e burgueses
se respeitaremmutuamente.
d) Os ricos e os pobres fazem parte da sociedade e podem conviver harmonicamente, visto
que cada um desenvolveum papel importante para o conjunto social.

Resposta:

8)(Enem 2013) Na produção social que os homens realizam, eles entramem determinadas
relações indispensáveis e independentesde sua vontade; tais relações de produção
correspondema um estágio definido de desenvolvimento das suas forçasmateriais de
produção. A totalidade dessas relaçõesconstitui a estrutura econômica da sociedade –
fundamento real, sobre o qual se erguem as superestruturaspolítica e jurídica, e ao qual
correspondem determinadasformas de consciência social.

MARX, K. Prefacio a Critica da economia politica.In. MARX, K. ENGELS F. Textos 3.São Paulo. Edições Sociais, 1977
(adaptado).

Para o autor, a relação entre economia e política estabelecida no sistema capitalista faz com
que

a) o proletariado seja contemplado pelo processo demais-valia.


b) o trabalho se constitua como o fundamento real daprodução material.
c) a consolidação das forças produtivas seja compatívelcom o progresso humano.
d) a autonomia da sociedade civil seja proporcional aodesenvolvimento econômico.

Resposta:

9) O existencialismo foi uma corrente de pensamento que fez do homem efetivamente


existente o centro e o núcleo das questões filosóficas, e o ponto de partida para a Ontologia;
um dos seus mais conhecidos criadores e pensadores, o francês Jean Paul Sartre,

a) Não aceita a metodologia fenomenológica e prefere um discurso filosófico mais próximo do


dramático.
b) Considera que a existência de Deus é a garantia da plena liberdade humana.
c) Define o ser humano como um ser em projeto, inacabado, que se completa nas suas
relações de solidariedade com os outros.
d) Argumenta que a essência do ser para si é sua própria existência.

Resposta:

10) Romantismo e realismo, foram duas ideias que marcaram bastante o século XIX. A
primeira, representando uma atmosfera de otimismo e exaltando a perspectiva de sociedade
ideal marcada pelos valores burgueses. A segunda, mostrando a realidade produzida
principalmente pelo proletariado e as consequências da revolução industrial para o cotidiano
da sociedade.

As imagens abaixo mostram vários contextos artísticos em épocas diferentes. Marque a


alternativa que está de acordo com o enunciado acima.

a)

b)

c)
d)

Resposta: