Você está na página 1de 3

MINISTÉRIO DA ECONOMIA - MECON

CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL - CRPS

2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos


Data/Hora: 02/06/2020 15:49:44

Número do Processo: 44233.622329/2018-03


Tipo do Processo: Recurso Ordinário
APS Responsável: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL RIO DE JANEIRO-OLARIA
Objeto do Processo: Espécie/NB: 31/621.231.219-6
Espécie: Auxílio-doença previdenciário
Recorrente: SEVERINA MARIA CANDIDO DA SILVA
Recorrido: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS
Assunto: INDEFERIMENTO
Relator: ALESSANDRA CRISTIANE OLIVIERI HOLOVATIUK

Inclusão em Pauta
Incluído em pauta em 30/04/2020 19:55:49 para sessão 0152/2020.

Relatório
Trata-se de recurso ordinário distribuído a este órgão julgador eletronicamente para julgamento, cujo
cerne da questão é a não concessão do benefício de auxílio-doença em virtude do não reconhecimento
da incapacidade da ora Recorrente, SEVERINA MARIA CANDIDO DA SILVA, pela perícia médica da
autarquia previdenciária.
 
No entanto, a Recorrente interpôs recurso em 10/07/2018, alegando estar impossibilitada de realizar as
suas atividades laborativas, pleiteando, assim, a concessão do auxílio-doença, juntando documento
médico para corroborar as alegações.
 
Desta feita, em atendimento aos ditames do Regimento Interno do CRPS aprovado pela Portaria MDS nº
116 de 20 de março de 2017, esta Conselheira encaminhou os presentes autos a PMF – Perícia Médica
Federal a fim de que fosse verificado o quadro apresentado e se houve ou não a comprovação da
incapacidade laborativa, com a emissão de parecer técnico.
 
Em retorno, a PMF ratificou a decisão médico pericial anterior para não concessão do benefício almejado,
conforme consta em Evento 15.
 
Assim, os autos retornaram à esta Junta de Recursos para análise do mérito, em 27/04/2020.

Assinatura do documento: 6F0C847D339E1C0CCCBA5A28581BE29EEC89360D9D49604CE84A8AE9FC1B8F0D


Assinatura digital do presidente: EAFB9E7F1FD5A96A3B86B05C3E5FBAE9A02E69A4F33DF17D25359F459E63C040
Assinatura digital do(a) relator(a): 4E3C898748F664E5CD57BC4E37642785BEA1E21D09D555DF1F4B6FB2AFAA7A1E
Página: 1
Voto
EMENTA:

AUXÍLIO-DOENÇA PREVIDENCIÁRIO. INDEFERIMENTO. PERÍCIA MÉDICA CONTRÁRIA.


RECORRENTE ALEGA INCAPACIDADE. ANÁLISE E PARECER EMITIDO PELA PMF – PERÍCIA
MÉDICA FEDERAL. PARECER DESFAVORÁVEL. NÃO CONSTATADA A INCAPACIDADE
LABORATIVA. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL ART 59 DA LEI 8213 DE 24 DE JULHO DE 1991.
RECURSO CONHECIDO E NEGADO.
 

FUNDAMENTAÇÃO
 
Face ao relatório apresentado e presentes os pressupostos de admissibilidade, inclusive, quanto à
tempestividade do recurso, nos termos do § 1º, do artigo 305, do Regulamento da Previdência Social/RPS
aprovado pelo Decreto nº 3.048/99, passa-se à análise do mérito.
 
A análise da incapacidade no caso concreto deverá ser efetivada mediante critérios de razoabilidade,
observando-se seus aspectos pessoais e circunstanciais, tais como a idade, a qualificação pessoal, a
qualificação profissional, os laudos e a documentação médica do segurado que permitam definir o grau
da incapacidade.
 
Sendo assim, os autos foram encaminhados a PMF – Perícia Médica Federal a fim de que fossem
verificados os critérios mencionados e se houve ou não a comprovação da incapacidade laborativa, com a
emissão de parecer técnico fundamentado.
 
Em resposta, o parecer técnico fundamentado – Evento 15 – confirmou a inexistência de incapacidade da
Recorrente frente ao conjunto de provas produzidas nos autos, ratificando, portanto, a decisão médica
pericial anterior.
 
Ademais, não há nos autos elementos apresentados pela Recorrente que possam invalidar as decisões
periciais.
 
Diante do exposto, a Recorrente não faz jus a concessão do benefício aduzido, porquanto não
comprovada a incapacidade para o trabalho alegada.
 
Por oportuno, convém registrar que, conforme o previsto no art. 30 da Portaria MDS nº 116 de
20/03/2017, não há previsão de interposição de recurso à instância superior, contra a presente decisão,
por ter sido fundamentada em laudos ou pareceres médicos convergentes emitidos pela Perícia Médica
Federal no âmbito do CRPS e pelos Médicos peritos do INSS.
 
CONCLUSÃO: Pelo exposto, VOTO no sentido de preliminarmente CONHECER DO RECURSO e, no mérito,
NEGAR-LHE PROVIMENTO, nos termos da fundamentação.
ALESSANDRA CRISTIANE OLIVIERI HOLOVATIUK
Relator(a)

Declaração de Voto

Conselheiro(a) concorda com o voto do(a) Relator(a).

ANDERSON KABUKI
Conselheiro(a) Suplente Representante das Empresas

Assinatura do documento: 6F0C847D339E1C0CCCBA5A28581BE29EEC89360D9D49604CE84A8AE9FC1B8F0D


Assinatura digital do presidente: EAFB9E7F1FD5A96A3B86B05C3E5FBAE9A02E69A4F33DF17D25359F459E63C040
Assinatura digital do(a) relator(a): 4E3C898748F664E5CD57BC4E37642785BEA1E21D09D555DF1F4B6FB2AFAA7A1E
Protocolo: 44233.622329/2018-03 Página: 2
Declaração de Voto

Conselheiro(a) concorda com o voto do(a) Relator(a).

MARISTELA BOSQUE FERREIRA


Conselheiro(a) Suplente Representante do Governo

Declaração de Voto

Presidente concorda com o voto do(a) Relator(a).

GUILHERME DEMARCHI SILVA


Presidente

Decisório
Nº Acordão: 2ªCA 13ª JR/2725/2020

Vistos e relatados os presentes autos, em sessão realizada em 02/06/2020, ACORDAM os membros


da 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos, em CONHECER DO RECURSO E NEGAR-LHE
PROVIMENTO, POR UNANIMIDADE, de acordo com o voto do(a) Relator(a) e sua fundamentação.

Participaram, ainda, do presente julgamento, os Conselheiros ANDERSON KABUKI e MARISTELA


BOSQUE FERREIRA.

ALESSANDRA CRISTIANE OLIVIERI GUILHERME DEMARCHI SILVA


Relator(a) Presidente

Assinatura do documento: 6F0C847D339E1C0CCCBA5A28581BE29EEC89360D9D49604CE84A8AE9FC1B8F0D


Assinatura digital do presidente: EAFB9E7F1FD5A96A3B86B05C3E5FBAE9A02E69A4F33DF17D25359F459E63C040
Assinatura digital do(a) relator(a): 4E3C898748F664E5CD57BC4E37642785BEA1E21D09D555DF1F4B6FB2AFAA7A1E
Protocolo: 44233.622329/2018-03 Página: 3