Você está na página 1de 197

4.

a EDIÇÃO

Ilustrado

Valquiria Martinez
4.a EDIÇÃO

Ilustrado

MADRAS

© Copyright 1999, Madras Editora Ltda.

Supervisão Editorial e Coordenação Geral:

Wagner Veneziani Costa

Produção e Capa:

Equipe Técnica Madras

Ilustração Capa:

Cláudio Gianfardoni

Revisão:

Valeuskas França Cury Martins

la-e 2 a-edição, 1997.


3 3 edição, 1998.

4 a-edição, 1999.

Distribuição para todo o Brasil:

MADRASEDITORALTDA.

Rua Paulo G o n ç a l v e s , 88 — Santana

02403-020 — São Paulo — SP

Tel.: (011) 6959.1127 — Fax: (011) 6959.3090

http://www.madras.com.br — e-mail: m a d r a s @ w m . c o m . b r

ISBN: 85-7374-020-5

P r o i b i d a a r e p r o d u ç ã o total ou parcial d e s t a o b r a , de q u a l q u
e r f o r m a ou por q u a l q u e r m e i o e l e t r ô n i c o , m e c â n i c o , i n
c l u s i v e por m e i o d e p r o c e s s o s xerográficos, sem p e r m i s s ã o e
x p r e s s a do editor (Lei n.° 5.988, de 14.12.73).

Todos os direitos desta edição reservados pela

MADRASEDITORALTDA.

Rua Paulo Gonçalves, 88 — Santana

0 2 4 0 3 - 0 2 0 — São Paulo — SP

Caixa Postal 12299 — CEP 0 2 0 9 8 - 9 7 0 —

— SP

Tel.: (011) 6959.1127 — Fax: (011) 6959


59.3090
http://www.madras.com.br

Dedico a todos os rostos que

encontrei, encontro

e encontrarei nesta vida...

O objetivo deste livro é fornecer informações

básicas, em linguagem acessível e lúdica, sobre a

Fisiognomonia — a arte de ler o rosto —para tentarmos

compreender, um pouco mais, o enigma humano.

Índice

INTRODUÇÃO 11

PRIMEIRA PARTE

Quebrando o preconceito e as superstições 15

1. Ler o rosto é um ato de comunicação 17

2. As duas máscaras: alegria e tristeza 21

3. A beleza do rosto é toda relativa 23

4. Cada ser humano é único: as raças, a influência do

meio ambiente, a simetria do rosto 25

5. As três regiões do rosto 29


6. As formas básicas do rosto 33

7. O contorno do rosto, quatro elementos e quatro

temperamentos 36

SEGUNDA PARTE

Desvendando os mistérios do rosto 43

1. Atesta 45

2. As sobrancelhas 54

3. Os olhos 59

4. As rugas 70
5. O Nariz 78
6. As Maças do rosto 83

7. Aboca 85

8. As orelhas 90
9. O queixo 95
NOTAS BIBLIOGRÁFICAS 99

BIBLIOGRAFIA 100

Introdução

"Os mistérios, os segredos ou enigmas atraem muito a

todas as pessoas.

Fique sensível aos mistérios do Universo e não queira

decifrar todos. Simplesmente, aceite-os".'

Ainda hoje, apesar da evolução da ciência e do acesso a

informações disponíveis, dos mais variados temas, as pessoas, quando


escutam falar em "ler o rosto", ficam temerosas e chegam a pensar, que essa
arte é um meio para dominar e explorar os outros, por

meio da descoberta de seus segredos.

Seria terrível poder utilizar a Fisiognomonia com esse propósito,

e para acabar com esse tipo de pensamento, é preciso mudança de

mentalidade, quebrando o preconceito e as superstições, que envolvem essa


leitura.

Todos sabemos que a falta de compreensão e a ignorância

sobre algum assunto levam à superstição e ao temor, então, nada


melhor para compreender um tema polêmico como este, do que

estudá-lo e colocá-lo em prática.

A intuição popular diz: "o rosto é o reflexo da alma" e se não


compreendermos os fundamentos simples e práticos dessa arte,

eles podem parecer coisa de "bruxaria". Nada há de mágico nisso, pois cada
rosto é exclusivo de seu possuidor, representando, por

conseguinte, o "ser interno" que há em cada um. Esta é a primeira regra


básica: o interior e o exterior são uma só coisa.

O rosto é um oráculo: basta saber lê-lo. Ele permite, a cada

ser, por meio de análise de sua estrutura, obter um pouco mais de

auto-conhecimento e, também, conhecimento dos outros, nunca

no sentido de converter-se em crítico, porém no sentido de descobrir como


viver melhor consigo mesmo e com as outras pessoas.

Na Fisiognomonia, não devem existir qualidades ou defeitos

nos seres humanos, mas energias que convertemos em manifestações

11

benéficas ou maléficas. É a chance de sermos alquimistas de nossa própria


caminhada na Terra.

Após conseguir certa teoria dessa arte, passe à prática, que

se encontra ao alcance de todos e é fácil, incorporando aos seus

hábitos, a observação.

Se este livro parecer ao leitor um livro do gênero "como aprender", ótimo. E


exatamente isto o que se pretende — um livro em que
todas as pessoas descubram o dom para ler a si mesmas e aos outros

seres, e o livre arbítrio para transmutarem características, que não lhes sejam
benéficas, aplicando essa arte, em situações concretas

da vida.

E, para concluir:

A medida que ampliamos nossos conhecimentos e nossa visão,

um mundo novo surge à nossa frente.

A AUTORA

12

A origem

da fisiognomonia

' 'Mestre Ki teve oito filhos

Um dia, chamou um fisiognomonista

Enfileirou os garotos, e disse:

'Estude seus rostos.

Diga-me qual deles é o afortunado'2"

Embora a palavra Fisiognomonia — do grego physionomõn:

nomõn, aquele que conhece; physis, pelo físico — soe como algo

novo, essa arte é tão antiga quanto o ser humano e consiste em

conhecer o outro e a si mesmo, por meio do rosto.


Para J.K. Lavater, era "a arte de conhecer o interior do Homem pelo seu
exterior", principalmente pelos traços do rosto. E, de uma certa forma, todos
nós acabamos praticando essa "leitura", quando temos um encontro cara a
cara com outra pessoa. A partir do momento em que encontramos outro rosto,
pela primeira vez, automaticamente

queremos saber quem e como é esse outro ser.

Alguns livros afirmam que a Fisiognomonia se originou no

Oriente, mas encontramos registros anteriores à Era Cristã, tanto

no Oriente quanto no Ocidente.

Empédocles, que viveu no século V a.C, com suas especulações

filosóficas, já relacionava o aspecto exterior do homem ao seu

interior. Hipócrates, pai da medicina ocidental, postulou a Teoria

dos Quatro Temperamentos ou Humores, determinando, por meio

deles, a aparência exterior das pessoas. Além dos gregos, encontramos


registros dos romanos, árabes e da índia Oriental. Também entre

os chineses, a Fisiognomonia aparece no século V ou VI a.C, com

raízes nos períodos Shang e Hsai, cerca de 2000-1000 a.C.

Portanto, é impossível determinar a data e o local onde se

originou esta prática de interpretar as pessoas, a partir do estudo 13

PRIMEIRA PARTE

Quebrando o preconceito

e as superstições...
CAPÍTULO 1

Ler o rosto é um ato

de comunicação

Você já teve a experiência de ao conversar com uma pessoa,

"sentir" que o que ela está lhe falando, não é verdade? Que a comunicação
verbal dela não corresponde aos sentimentos?

Provavelmente a sua resposta a essa questão foi afirmativa,

pois essa é uma experiência pela qual todos passamos inúmeras

vezes e, se prestarmos atenção, quase que diariamente.

O que será esta sensação que temos, esta intuição ou

pressentimento de que a outra pessoa com a qual estamos conversando, não


está falando a verdade? Na realidade, essa intuição, esse
pressentimento é a nossa capacidade para ler as chaves não-verbais

das pessoas e compará-las com os sinais verbais.

17

O interessante é que o ser humano dificilmente percebe que

as suas palavras contam uma história e os seus gestos, suas expressões


faciais, contam outra.
Nossas comunicações e expressões das emoções, dos humores,

fazemos por meio de posturas, gestos e expressões faciais e essas

formas de comunicação são anteriores à palavra ou à escrita.

Um bom exemplo que podemos dar da comunicação não verbal,

pertence ao mundo das artes e os pioneiros foram Charles Chaplin

e outros atores do cinema mudo. Quando assistimos a esses filmes,

é fascinante como compreendemos tudo perfeitamente, sem a

necessidade da palavra falada.

Essas chaves não-verbais, essas expressões momentâneas são

dignas de estudo e valorização, porém são fáceis de compreensão.

Todos possuímos um repertório imenso dessas manifestações: alegria, prazer,


tristeza, dor, simpatia, raiva, surpresa e muito mais. E não faz falta estudo ou
preparação para reconhecê-las.

Alguns exemplos:

apena a cólera

18
a surpresa

a concentração

A partir dos anos 60, a pesquisa no campo da comunicação

não-verbal intensificou-se e, segundo as descobertas do professor

e investigador Ray BirdwhistelF, em urna conversa que estabelecemos cara a


cara com outra pessoa, o componente verbal utilizado é
menor do que 3 5 % e o não-verbal (posturas, gestos, expressões

faciais) é superior a 65%. Somente citando esses números, já podemos


deduzir a importância da comunicação não-verbal em nossas vidas.

Essas investigações demonstram que a comunicação humana se

concretiza mais por gestos, posturas, posições e expressões faciais.

As expressões faciais são a linguagem do rosto humano e

elas têm uma correspondência direta com os músculos faciais. Os

músculos faciais se contraem e relaxam alternadamente, produzindo

nossos movimentos.

19

1. m. occipitofrontal, ventre frontal

14. m. risorio

2. m. orbicular do olho

15. m. masseter

3. m. nasal

16. m. bucinador

4. m. zigomático menor

17. m. elevador do angulo da

5. m. zigomático maior

boca

6. m. orbicular do lábio
18. m. corrugador dos supercflios

7. m. elevador da asa do nariz

19. m. procero

e do lábio superior

20. m. temporoparietal

8. m. elevador do lábio superior

2 1 . m. occipitofrontal

9. m. depressor do ângulo da boca

22. aponeurose epicraniana ou

10. m. depressor do lábio inferior

galia aponeurotica

11. m. mentoniano

23. m. auricular superior

12. m. dilatador nasal (porção alar)

24. m. auricular posterior

13. m. platisma

25. m. auricular anterior

26. m. esternocleidomastoideo

Os músculos têm a capacidade de modificar um rosto de maneira

perceptível. Qualquer emoção que temos transmitimos aos nossos


músculos por meio do sistema nervoso.

Se você quiser perceber melhor essas transformações que

acontecem em seu rosto, basta olhar em um espelho, quando tem

alguma contrariedade, ou está assustado, ou mesmo feliz, para ver

refletido nele as caretas involuntárias que faz.

Para aprender a ler um rosto, devemos saber que existem dois

tipos de leitura que podemos fazer no rosto humano: uma é por

meio das expressões momentâneas pela qual descobrimos os

sentimentos que a pessoa tem naquele instante, naquele momento

de sua vida; a outra leitura é a da relação que existe entre a estrutura do nosso
rosto (contorno, traços hereditários, traços adquiridos) e nosso modo de ser e
de como esse modo de ser é revelado nessa

estrutura.

A leitura das expressões momentâneas no rosto, como já dissemos

anteriormente, é de fácil compreensão e todos nós sabemos fazê-

la.

Vamos abordar, neste livro, a outra leitura que está centrada

na estrutura facial, na conformação básica do rosto, que é própria

20
CAPÍTULO 2

As duas máscaras:

_alegria e tristeza

Apesar de os ossos, que são uma matéria mais densa, constituírem

também o nosso rosto, ele não é tão imóvel e fixo como se fosse

uma estátua esculpida.

O rosto se modifica de acordo com nosso estado mental, sendo

a maior manifestação da nossa vida interna. Nossas emoções,

sentimentos, sensações, transmitimos aos nossos músculos, por

meio do sistema nervoso e eles transformam as formas do rosto.

As circunstâncias, as condições, os estados de ânimo e até mesmo

o grau de consciência de uma pessoa influenciam e alteram o rosto


de maneira visível.

Segundo estudos realizados pelo psicólogo francês Ermiane,

há uma correlação entre as expressões do rosto e os músculos faciais.

21
Cada músculo, tanto oculares como cutâneos, corresponde a um

sentimento e vice-versa.

Nas duas máscaras do teatro: alegria e tristeza, podemos notar

clara e respectivamente a elevação e o abaixamento dos músculos

em nossa face.

Quando ficamos alegres, os nossos orifícios transversais se

elevam. Esse efeito é produzido por determinados músculos que

Ermiane denomina "músculos da alegria" e são cinco:

1. Dilatador nasal;

2. Risório;

3. Grande zigomático;

4. Bucinador;
5. Pretarsal.

Os nossos orifícios transversais do rosto abaixam quando ficamos

tristes. Os quatro músculos que produzem isto são:

1. Preseptal;

2. Triangular;

3. Zigomático menor;

4. Orbicular.

22

CAPÍTULO 3
A beleza do rosto é...

toda relativa

Se existe algo complicado de definição, é a beleza, porém,

quando a vemos, todos parecemos reconhecê-la e temos reações

sentimentais e sexuais frente à estética.

Há um modelo ideal de beleza?

O modelo, o cânon da beleza está intimamente relacionado

com o tempo. Não resta dúvida de que a beleza vai variando através

de cada época. O que era bonito em determinado momento da

humanidade torna-se feio em outro. Os padrões de beleza variam

de lugar para lugar e de um dia para outro.

A beleza depende do modelo que esteja em vigor no momento

e também do conceito que cada um tem sobre ela. E bom saber

que cada ser humano possui um conceito diferente e próprio sobre

o belo.

23

Na antiga Grécia, existia um cânon de beleza que os pintores, escultores e


arquitetos empregavam, chamando-o de "divina

proporção". Existia uma equação matemática de 2.° grau: x2 - x - 1

= 0, para definir as proporções ideais da beleza. Sabe-se, hoje em

dia, que o Paternón foi construído baseado nessa "divina proporção".


Para os antigos gregos, a harmonia das formas era uma questão

matemático-geométrica.

Mas a beleza é toda relativa. O que nossos olhos gostam de

enxergar são formas harmoniosas e o que normalmente acontece é

deixarmos que uma forma sem muita harmonia, "imperfeita" (real ou mesmo
da nossa imaginação) domine nossa imagem física. Nesse

caso, acabamos fazendo como os caricaturistas, por exemplo: se

não gostamos do nosso nariz, ficamos sendo "o nariz" e é ele, que primeiro
chega em todos os lugares.

Uma parte muito importante do corpo é o rosto e ele sempre

está à mostra e provoca um sentimento estético de atração ou de

repulsão. Os seres humanos sempre se olharam no rosto. Ele é a

projeção dos nossos pensamentos, sentimentos, emoções, reações

súbitas e reflete o nosso mundo.

Porém, existe algo que "enxergamos" além e independente

da aparência física e que torna alguém belo ou não, expressando a

essência da pessoa. Estamos falando do que cada ser "emana" e

"irradia" a cada instante da vida. E sendo tão poderoso, ou mais, que as


formas geométricas.

24
CAPÍTULO 4

Cada ser humano

é único...

As raças

"Não quero que minha casa seja cercada por muros por

todos os lados e que minhas janelas estejam tapadas. Quero que

as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o

máximo de liberdade possível"4

As raças humanas que povoam a superficie terrestre, distinguem-

se pelo conjunto de características diferentes, transmitidas

hereditariamente.

Existem três grupos de raças primárias que estabeleceram as


"cores raciais", porém, com as relações impostas entre a civilização e o
comércio, vieram as misturas das raças, dando lugar a outras

que se formaram com tipos físicos e raciais muito diferentes entre

si.

25
Os caracteres físicos ou traços principais que definem as raças

humanas são:
' 'os traços esqueléticos: forma e tamanho do crânio, rosto, nariz, mandíbulas
e dentes; projeção dos molares ou osso das

bochechas; projeção das mandíbulas; estatura e construção física;

proporção dos membros e seus segmentos.

os traços superficiais: cor da pele, forma e cor do cabelo, cor dos olhos e
pregas oculares, forma dos lábios."

As raças primárias que estabeleceram as "cores raciais" são: 1.


MONGOLÓIDE

Pele amarelada, olhos oblíquos,

escuros, cabelos negros e lisos.

2. NEGRÓIDE

Pele negra, olhos escuros, ca-

belos crespos, lábios grossos, projeção

do maxilar inferior (prognatismo).

26
3. CAUCASÓIDE

Pele pálida, cabelos pretos, loiros

ou ruivos, olhos escuros ou claros. Esse

grupo compreende o tipo alpino, nórdico,

mediterrâneo.

Nós somos ensinados a "menosprezar" outra raça que não

seja a que pertencemos, assim como seus costumes e crenças.

À medida que nosso grau de consciência vai se elevando,

que vamos evoluindo, devemos modificar esse comportamento tão

cristalizado na humanidade, incorporando atitudes de respeito por


todas as raças, por todas as cores, existentes na Terra.

A Influência do meio ambiente

Tanto a genética como o meio ambiente são fatores importantes

para o ser humano. O meio ambiente exerce uma forte influência

sobre as mudanças evolucionárias.

O clima pode estimular alguns caracteres e frear outros. Nos

climas quentes, são favorecidas as adaptações que facilitam o

refrescamento do corpo; e, nos frios, as que minimizam a perda do

calor. Por exemplo, a abertura nasal foi fortemente afetada pelo

clima: em locais de calor e umidade, ela é larga; nos de clima frio e secos, é
estreita, pois, sob as condições de friagem, é essencial restringir a ingestão de
ar para diminuir o risco de esfriamento dos pulmões. Também a alimentação
tem efeitos profundos sobre o

organismo. As pessoas das regiões tropicais requerem a metade

de quantidade de alimentos gordurosos, do que os habitantes polares que


necessitam de muito calor.

A influência do ambiente sobre nós não é só do ambiente

externo, aquele que nos cerca, mas também do interno. Esse ambiente 27

interno reside dentro de nós. Para que ele seja favorável, depende somente do
nosso comportamento e de como interagimos com o

ambiente externo.

O ser humano traz consigo características da família, do povo,


da raça, do meio em que vive e de sua essência mais íntima, que é

puramente individual.

A simetria do rosto

Pegue a fotografia de um rosto de um bom tamanho. Passe

uma linha vertical ao meio, dividindo o rosto em duas partes. Corte a foto
nessa linha. Agora, olhe um lado com atenção e depois o

outro. Surpreso? Parecem duas pessoas diferentes?

Preste atenção no olhar. Incrível, não é?

Pois bem, não só em nosso rosto, mas também no corpo, existe

um pouco de assimetria, que não chega a afetar o paralelismo dos

órgãos como, por exemplo, nossa visão e tampouco a estética.

Existe uma teoria, de ordem genética, que explica por que

um lado é diferente do outro. Quando o espermatozóide do pai,

que contém 23 cromossomos, entra em contato com o óvulo da

mãe, fundem-se graças à meiose e à mitose, com os 23 cromossomos

dela, resultando 46 cromossomos entremesclados, dando ao futuro

ser humano: sexo, cor do cabelo, cor dos olhos, enfim, sua idiossincrasia
total.

Apesar da fusão dos cromossomos, sempre fica uma certa

assimetria bilateral, ou seja, uma parte de nosso corpo representa

mais a herança materna e a outra, a paterna. E como se tivéssemos


"dois eus", e o sentimento de correspondência e harmonia entre eles fossem
essenciais para nosso equilíbrio interior.

28

CAPÍTULO 5

As três regiões

do rosto: mental,

afetiva e instintiva

As três regiões do rosto

Os fisiognomonistas dividem o rosto humano em três regiões.

Essa divisão permite uma primeira leitura de um rosto, mas não

devemos restringir-nos a analisar somente essas três partes, pois o rosto é de


extrema complexidade e cada região está apenas

representando tendências dominantes.

Essas três partes são:

região mental

região afetiva

• a região superior chamada de cerebral, ou mental ou sistema

neuro-sensorial que corresponde à longitude existente entre

o começo dos cabelos e a raiz do nariz (AB), a afetiva ou

29

sistema rítmico que corresponde à longitude entre a raiz

do nariz e o seu final (BC) e a instintiva ou sistema metabólico,

que corresponde à longitude do final do nariz ao final do

queixo (CD).
No Oriente, essas três regiões denominam-se, respectivamente:

celeste, humana e terrena, sendo consultadas para leitura najuventude, na


meia-idade e na idade avançada.

Leonardo da Vinci já dividia o rosto em três regiões, como

podemos comprovar em esboços de seus desenhos.

O rosto humano correspondente ao equilíbrio fisionômico tem

as três regiões com as longitudes sensivelmente iguais. Nesse caso, há a


harmonia das formas. A desarmonia das formas vai existir

quando uma dessas regiões estiver muito desenvolvida, indicando

qual desses mundos: mental, afetivo ou instintivo, está prevalecendo sobre os


demais que não foram muito elaborados.

A antropologia evolutiva considera que o ser humano passou

por fases diferentes, determinando as distintas raças. A raça lemur, há dezoito


milhões de anos desenvolveu o corpo físico. A raça

atlante desenvolveu o corpo emocional e, a raça atual, compete

desenvolver o corpo mental.

Região superior — tipo cerebral (pensar)

Corresponde ao pensamento, à intelectualidade ativa, à

imaginação, à sensibilidade intelectual, à criatividade, à agilidade de espírito,


à fantasia, à curiosidade.

O rosto com a região superior mais desenvolvida pertence à

pessoa do tipo cerebral.


30

Região mediana — tipo afetivo (sentir)

A região mediana corresponde à afetividade desenvolvida, à

amabilidade, à sensibilidade, à emotividade.

Atenção:o comprimento do nariz costuma dar um falso efeito ótico nesta


região como se ela fosse, em quase todos os rostos, a maior.
Região inferior — tipo instintivo (querer)

O rosto com a região inferior mais desenvolvida corresponde

ao tipo instintivo, ao dinamismo, à energia, à vontade, à agressividade.

31

CAPÍTULO 6

As formas básicas do rosto:

circunferência,

quadrado, triângulo

Antes de falarmos sobre as formas geométricas, deixe-se

conduzir por urna experiencia.

Coloque urna música suave, que você goste muito.

Em seguida, sente-se confortavelmente e comece a tocar, com

as mãos, seu rosto, delicadamente. Tente ver as formas que ele

possui, mas não pense nelas fazendo críticas ou emitindo qualquer

tipo de julgamento. Simplesmente "veja, com os olhos da mente", as figuras


geométricas. Evite as expressões: é feio, é bonito!

Toque o contorno que seu rosto possui, testa, sobrancelhas,

olhos, nariz, maxilares, boca, queixo, orelhas e vá até o pescoço.

Pare. Abra os olhos calmamente. Agora, descreva suas formas, de


preferência, anotando-as. Não é muito fácil, não é?

Esse exercício demonstra que não sabemos muito bem distinguir

a projeção, no espaço, das formas geométricas componentes da

imagem física de nosso rosto.

A imagem física que temos de nosso rosto, nem sempre

corresponde à de uma fotografia, mas àquela que a nossa mente

vê, e esta geralmente distorce essa imagem.

Considerando isso, vamos tentar uma aproximação do retrato

de nosso rosto, relembrando os grandes símbolos geométricos: a

circunferência, o quadrado e o triângulo.

33
circunferênica quadrado triângulo

A vida das formas geométricas desperta ressonâncias dentro

de nós e sugere tendências de base da polaridade masculina e feminina.

As formas retas dão uma imagem masculina e, as curvas, feminina,

tanto objetiva como subjetivamente.

O quadrado sugere força, determinação, ângulos fechados,


estabilidade, e a circunferência sugere adaptabilidade, fluidez,

docilidade.

Nossos traços podem ser retos, curvos ou mistos.

• os traços retos

• os traços curvos

• os traços mistos

Essas formas básicas podem ter também duas preferências

espaciais: a expansão, que se dá horizontalmente, e a contração,

que se dá verticalmente.

A expansão no rosto caracteriza a materialização de conceitos,

o prático; a contração caracteriza os conceitos, o teórico. Quem

simboliza muito bem isso de que estamos falando, são as personagens de D.


Quixote e Sancho Pança, criados por Miguel de Cervantes.

D. Quixote é o vertical e Sancho Pança é o horizontal.

34
A expansão e a contração nas figuras de base irão gerar outras

formas de rostos, sendo algumas delas: o redondo gera o oval; o

quadrado gera o retângulo; o triângulo, o triangular longo etc.


Por mais formas geométricas que sejam possíveis de se criar,

dificilmente atingiremos a variedade de formatos de rostos humanos

existentes.

35

O contorno do rosto e os quatro elementos:

terra, fogo, ar e água

Agora que você já viu um pouco sobre as formas geométricas,

vamos estudar o contorno do rosto, pois ele nos falará sobre o

temperamento das pessoas, sobre tendências, disposições e tipos.

A palavra temperamento, do latim "temperamentum" (derivada de


"temperare"), é a mistura proporcionada pelos elementos de um todo.

"E o conjunto dos traços gerais que caracterizam a

complexão orgânica de um indivíduo. Etimol. e histór.,

temperamento lembra a classificação segundo os humores.

Correntemente, opõe-se a caráter, que designa o aspecto

psíquico do indivíduo ".

"Palavra, conselhos, ensinamentos,

nada muda um temperamento ".

(LA FONTAINE, Fábulas, VIII, 16.)

"Temperamento designa a maneira de ser global do

indivíduo em reação a seu ambiente. Mas em vez de


apreendê-la no centro de sua unidade espiritual, aborda-

a segundo a maior aproximação biológica possível" (E.

MOUNIER, Tr. du caract., 181.)s

O temperamento encontra-se entre a linha da nossa heredita-

riedade (características herdadas) e a linha da nossa individualidade


(autodeterminação espiritual).

Na antiga Grécia, Empédocles (século V a.C.) relacionou os

quatro elementos (terra, fogo, ar e água) com quatro tipos básicos

de temperamentos: nervoso ou melancólico, bilioso ou colérico,

sangüíneo e linfático ou fleumático.

Hipócrates (460-355 a.C.) dizia que o temperamento do homem

era determinado pelo relativo predomínio dos quatro líquidos ou

humores, sendo dele as primeiras teorias do Interacionismo. O princípio do


interacionismo declara que "a mente influi sobre o corpo, e, ou, o corpo influi
sobre a mente".6 A definição dos quatro tipos de temperamentos baseada no
formato dos rostos pertence a Hipócrates.

36
Convém saber que não é somente por meio do formato

do rosto, que se reconhece o temperamento de uma pessoa.

Devemos identificar qual é o nosso temperamento, analisá-

lo e encaminhá-lo no sentido da nossa evolução individual,

analisar também o nosso ritmo de vida, nossos hábitos.

Temperamento nervoso

(ou melancólico)

Elemento: terra

Reconhecível: contorno do

rosto triangular

O elemento terra faz com que a pessoa

tenha a sensação de densidade no corpo,

chegando, às vezes, a senti-la como se estivesse


mais gorda, mais pesada. Existe o desejo de

vencer essa gravidade terrestre, uma vontade de "voar" ou escalar montanhas,


como querendo vencer a gravidade corpórea.

O triângulo indica um movimento — o da base para o vértice

— podendo ser ascendente, descendente ou lateral. E o princípio

da mobilidade. Então, o rosto triangular pertence a pessoas com

movimentos de excessiva vibratilidade, espírito inquieto e incapazes de


longas esperas. Da predominância do aparelho nervoso, depende

a grande excitabilidade dos movimentos dessa pessoa.

São pessoas dominadas pelo trabalho cerebral, possuindo uma

imaginação rica com idéias originais e ousadas. Possuem boa memória,


intuição e perspicácia, porém não são muito capazes de intensos

exercícios de meditação, contemplação ou exercícios que requeiram

uma certa imobilidade corporal.

Tornam-se infelizes e irritadas, quando existe um conflito

entre os seus ideais de vida e a realidade. Os seus desejos são

realistas, principalmente nos domínios do amor.

Fisiologicamente são pessoas geralmente magras, porém essa

magreza não é doença. É raro a pessoa com rosto triangular ser

obesa. Possuem uma boa resistência física, podendo manter um

ritmo de trabalho acima da média das pessoas.


37

Como auxiliar esse temperamento?

• Fazendo relaxamento físico e mental, meditação, contem-

plação.

• Alguma atividade artística: música, pintura etc.

Temperamento bilioso

(ou colérico)

Elemento: fogo

Reconhecível: Contorno do

rosto quadrado

Não só o contorno do rosto quadrado

chama a atenção, mas também a mandíbula angulosa e um tanto

proeminente. Quem possui o elemento fogo sente força e é impelido


para as ações e para o mundo. A manifestação dessa força pode

dar-se não só em atos e conquistas, mas também em atos espirituais.

A simetria angular e fechada do quadrado lembra o pólo

masculino, a estabilidade, a resistência.

Fisiologicamente, o temperamento bilioso se caracteriza pelo

humor ou secreção do fígado, a que chamamos bílis. O elemento

fogo encontra-se justamente na região da nossa digestão, onde se

dá a combustão.

A pessoa com o temperamento bilioso é de ação, caminha

sem hesitar em direção às finalidades visadas, é ambiciosa, autoritária, com


muita confiança em si mesma. Possui uma imensa capacidade

de trabalho com aptidões para conduzir e comandar outras pessoas.

As pessoas que têm o rosto quadrado não gostam que zombem

delas e ofendem-se facilmente.

Entre os rostos quadrados, encontramos muitos atletas pelas

qualidades que esse temperamento dá: energia, atividade física e

vontade de realização.

A intuição popular diz que "o ser muito ativo, que se excede

em seus esforços, põe o fígado pela boca". Isso demonstra certo 38


conhecimento subconsciente ou intuitivo da importância das várias

funções do fígado para o fortalecimento do nosso organismo.

Dessa intuição popular, surge um procedimento para a pessoa

de temperamento bilioso:

Procurar não exceder-se no trabalho,

prevenindo-se contra o esgotamento

físico ou mental.

Temperamento sangüíneo

Elemento: ar

Reconhecível: contorno do rosto hexagonal

Para os antigos sábios gregos, a alma


vivia no ar e movimentava-se nele. Vamos

encontrar essa afinidade entre o ar e a alma

não só na visão dos gregos, como também

em textos bíblicos: "E o senhor Deus fez o

homem e um torrão de terra, e soprou-lhe

ao nariz o hálito vivo. E assim o homem se

tornou uma alma vivente" (Gênesis, 2,7).

A forma geométrica do hexágono faz

com que, nesse rosto, a afetividade seja maior

que as demais funções da alma: o querer e o

pensar.

A pessoa que possui o rosto com esse formato, tem necessidade

grande de ser amada. É alegre, muito otimista, geralmente está de

bom humor, cria laços de amizade com facilidade, sendo bem sucedida em
situações em que é preciso o contato social. Executa suas tarefas com rapidez
e aprecia correr de uma atividade para outra.

Gosta muito de comer, portanto deve manter uma alimentação

equilibrada, tanto quantitativa como qualitativamente.

Nosso sangue precisa de alimento e oxigênio. Sua composição

química varia segundo os estados de ânimo: quando ficamos excitados, o


sangue torna-se ácido; quando depressivos, alcalino. A respiração pode
modificar a alcalinidade ou a acidez do sangue. Daí a importância em
sabermos respirar corretamente.

39

Temperamento linfático (ou fleumático)

Elemento: água

Reconhecível: contorno do rosto cónico

Dizem que o segredo da vida está oculto no elemento água.

A água flui, por isso a pessoa com esse temperamento possui

uma expressão calma no rosto, o olhar é lânguido e seus movimentos

são pausados. A ação é lenta, mas é uma pessoa

observadora. Tateia o terreno onde pisa, não

se precipitando.

As pessoas com o rosto cónico possuem


a calma necessária tanto em situações de êxito,

como nas de fracasso, refletindo longamente

antes de tomar suas decisões. São propensas

ao misticismo, fiéis e pode-se contar com elas.

As vezes, ficam muito apáticas e indiferentes.

O temperamento linfático faz com que a pessoa

seja reflexiva e meticulosa.

O que deve fazer um "linfático"?

Deve manter a atividade corporal e psíquica.

Evitar uma vida sedentária, a passividade e a falta de ação.

É importante sabermos que o ser humano traz consigo os quatro

elementos: terra, fogo, ar e água. Porém, geralmente se sobressai

um ou mais de um elemento, por isso, denomina-se o temperamento

da pessoa por meio do mais incisivo dos elementos. Como já dissemos


anteriormente, a variedade dos formatos de rostos é imensa. Um

mesmo rosto apresenta em seus traços, as formas mais variadas

possíveis. Para você compreender melhor: o contorno de rostos,

veja os desenhos.

Contorno de rostos com predominância de um

dos elementos: terra, fogo, ar e água.

Contorno de rostos com predominância de mais de um elemento.


40

O ser humano, em cada fase da sua vida, tem a influência de

determinado elemento. Assim: na infância é o ar — o movimento,

a rapidez, a leveza; na juventude, a partir da puberdade, é o fogo

— as paixões, os arrebatamentos; na idade madura, a terra — o


concreto; na velhice, a água — a fluidez, a mansidão, a nutrição.

41

Quando passamos por todas essas fases, devemos encontrar o equilíbrio


adequado para olhar o Universo com uma boa dose de

compreensão e sabedoria.

42

SEGUNDA PARTE

Desvendando os misterios

do rosto

43

"Houve um rei árabe que admirava profundamente a Moisés, por haver


libertado a seu povo da opressão

egípcia, de acordo com a descrição do Êxodo. Tal

era sua admiração, que enviou um pintor para que

lhe fizesse um retrato. Quando este retornou, o rei

apresentou o retrato a seus sábios espertos em

fisiognomonia para que fizessem um diagnóstico

psicológico de Moisés. Mas, eis aqui, que os sábios

encontraram que o retrato indicava que se tratava de

um homem com uma energia tremenda, com uns instintos

terríveis, capaz de qualquer crueldade. O rei ficou


atônito ante as explicações de seus sábios fisiogno-

monistas e, sem saber quem tinha razão, optou por

visitar ao próprio Moisés pessoalmente. Este o recebeu

e respondeu ao dilema do rei sobre quem tinha razão,

se o seu pintor ou seus sábios, da seguinte maneira:

'Todos estão com a razão; em verdade esses traços

de crueldade e dureza que me atribuem teus sábios,

tive-os que dominar até o ponto de criar em mim uma

segunda natureza capaz de controlá-los "'.7

(Lenda descrita no TALMUD, livro sagrado judeu)

Para você refletir...

Ainda que o rosto de uma pessoa manifeste traços terríveis,

o livre arbítrio do ser humano permite que ele canalize as energias positiva ou
negativamente. Nunca tente desvendar e analisar uma

pessoa somente por um traço, pois cada um possui, mais ou menos,

outros sessenta traços adicionais, que temos que levar em conta.

Sistema neuro-sensorial (ou mental)

A testa

A testa é a parte superior da face humana e pertence ao sistema

neuro-sensorial ou mental, também chamado de região superior,

45
sendo que a testa é a longitude existente

entre o começo dos cabelos e a raiz do

nariz.

A testa simboliza o nosso universo

mental: o pensamento, a imaginação,

a reflexão, a observação, a memória, a

percepção, a vida cerebral.

Podemos analisar, com rapidez, a

aptidão intelectual de uma pessoa,

observando, em seu rosto, a proporção

que a testa ocupa. Se ocupa um terço


do comprimento total do rosto, possui

uma inteligência normal. Acima de um terço é acima do normal e

abaixo de um terço, a capacidade intelectual é deficiente.

O formato da testa fica definido quando a fontanela da testa

se fecha, e isso ocorre na criança em seu segundo ano de vida.

A observação da testa deve ser feita de frente e de perfil para

melhor interpretação. Medimos a largura da testa pela distância

que existe entre uma têmpora e outra, mais ou menos uns 3cm

acima das sobrancelhas. A altura é medida entre o começo do cabelo

e o começo do nariz.

Frontal da testa

A forma da testa

Devemos observar a linha do cabelo porque ela colabora bastante,

para definir o formato da testa e do rosto em geral.

A calvície não modifica a leitura da testa, permanecendo a

leitura da forma anterior a ela, e essa forma é facilmente detectada após


exame minucioso.

Segundo a linha do cabelo, a forma da testa pode ser:

Reta

As pessoas que possuem a linha do cabelo reta, geralmente,

são racionais e acreditam que todos os problemas são resolvidos


46
pela razão. Encaram a vida pelo lado mais prático

e são metódicas.

Arredondada

As pessoas com a linha do cabelo

arredondada têm mente aberta e intuitiva.

Quando essa linha fizer parte de um rosto

redondo, simbolizará imaginação muito grande,


forte tendência à superstição e alguma propensão

a uma certa irresponsabilidade.

Em forma de M

Pertence às pessoas sensíveis, aos artistas.

São um pouco elitistas, acreditando que possuem

gostos mais apurados que as demais pessoas.

Apreciam a liberdade e não terem muitas

responsabilidades na vida.

Em Ponta

Este tipo de linha revela uma pessoa com

inteligência elevada, porém deve ampliar mais

sua visão, para não se tornar um ser extremista,

pois possui certa insegurança e inadaptação à

suas raízes.

47
Irregular

Na maioria das vezes, revela rebeldia

em relação à sociedade em que vive, sem

se tornar, necessariamente, impedimento ao

êxito dessa pessoa, desde que, logicamente,


ultrapasse e transcenda os problemas da

juventude.

Tipos de testa

Testa alta

Reconhecemos este tipo de testa na

desproporção que existe entre a largura

e a altura, sendo que a altura é maior.

São pessoas inteligentes, com ten-

dência para a criação intelectual, sendo

mais teóricas do que práticas. Também

idealizam mais do que realizam.

Quando a altura não é muito despro-

porcional à largura, estamos diante de um

pensador, em cujo cérebro originam-se

as grandes idéias, invenções e desco-bertas

importantes. Se a altura é de uma desproporção grande em relação

à largura, trata-se de um ser de espírito abstrato, sonhador. É uma pessoa com


notáveis aspirações, sedutora, muito interessante, mas

não possui muito o sentido da realidade.

Nos antigos tratados físiognomônicos chineses, a testa alta

significava um destino feliz, com muita sorte desde cedo.


Testa baixa

A falta de altura frontal caracteriza uma testa baixa. A testa

baixa pertence a pessoas que utilizam mais a emoção do que a

48
razão, possuem imaginação reduzida e,

portanto, devem trabalhar esse lado,

desenvolvendo mais as idéias.

Se a testa for baixa, cheia nas têm-

poras e um tanto arqueada, estaremos

diante de pessoas doces e sensíveis.

Se a testa for baixa, com a região

acima dos olhos mais volumosa, per-

tencerá a pessoas idealistas e impres-

sionáveis.

Quando a fronte for baixa e arqueada, a pessoa possuirá o

sentido da realidade, com espírito de iniciativa muito desenvolvido.

As pessoas de testa com altura muito reduzida possuem idéias


tão fixas que chegam a ficar obsessivas.

Testa larga

O que predomina, neste tipo de testa,

é a largura sobre a altura, ou seja, a

horizontalidade. Conseqüentemente, são

pessoas muito mais práticas do que

teóricas.

As pessoas com testa larga, geral-

mente, possuem grande capacidade em

adquirir conhecimentos nos campos os

mais variados possíveis. A mente é

amplamente aberta a todas as coisas que possam enriquecê-las.

Freqüentemente, são pessoas que obtêm sucesso no que

empreendem, porque são muito pacientes e perseverantes.

Testa estreita

A testa estreita reconhece-se pela

carência de frente na região temporal

da testa. O cabelo cresce para frente nas

têmporas. As têmporas estão situadas

no espaço da testa por cima das


extremidades das sobrancelhas.

49

Possuem certa falta de praticidade. São pessoas que, ao analisar

as coisas, têm dificuldade em estabelecer as relações entre elas.

Para passarem à ação, necessitam de encorajamento e motivação

constantes, por isso dão a impressão de ficarem confortáveis, em


estado de letargia.

As pessoas com a testa estreita precisam ampliar mais a visão,

não a deixando ficar limitada e estreita. Elas têm tendência à melancolia.

Testa quadrada

Este tipo de testa apresenta ângulos

nítidos, com volume quase geométrico.

Indica mente racional, científica, ainda que

rígida e rigorosa.

As pessoas de testa quadrada são

práticas e inteligentes e possuem qualidades

necessárias para serem líderes, por isso

esta testa é chamada "testa do chefe". São

pessoas que, em qualquer profissão,

costumam fazer uma carreira brilhante,

evitando sempre tomar atitudes contrárias a seus interesses. Às

vezes, tornam-se um tanto obstinadas em relação às suas idéias.

Testa arredondada

As linhas desta testa são arredondadas,

onduladas e femininas. As pessoas com

a testa arredondada são intuitivas,


imaginativas, receptivas, às vezes, muito

sonhadoras. Possuem forte inspiração;

porém, raras vezes, tal inspiração as leva

ao estado de realização. Quando conseguem

criar algo a partir dessas centelhas divinas,

atingem o reconhecimento merecido.

Testa trapezoidal

Este tipo de testa possui, na zona superior, o maior desenvol-

vimento, em largura e modelo. As pessoas com a testa trapezoidal

50
são idealistas e possuem enorme capacidade

de abstração.

Na maioria das vezes, esta testa

pertence a um artista que sabe extrair da

sua arte o máximo, ou mesmo, da sua


profissão. Tem grande interesse por tudo

que o cerca, cultivando sempre o espírito.

Testa cónica

A testa cónica é reconhecível pelo

máximo desenvolvimento na região inferior,

em largura. Esse tipo de testa revela pessoas

práticas, realistas, com um sentido apurado

de perfeição. São cientistas ou técnicos.

É chamada de "testa do ser humano do

futuro".

As três regiões da testa

imaginação

memoria

observação

A testa dividida horizontalmente

Podemos dividir a testa horizontalmente em três partes. Cada

uma estará relacionada com uma determinada capacidade mental:

observação, memória e imaginação.

51
Olhando-se a testa de perfil, a região que for mais proeminente,

terá a faculdade, que lhe está associada, mais desenvolvida.

Observação: região das sobrancelhas

Quando a região logo acima das sobrancelhas

apresentar-se mais saliente, mais cheia que as demais,

então, estaremos diante de uma pessoa com grande

capacidade de percepção, de observação e com senso

prático.

Repara em detalhes, que a média das pessoas

é incapaz de observar, por isso são eficazes em

trabalhos que requeiram essa faculdade. Possui

pouca habilidade para a abstração.

Memória: região média

Se a região média for a mais proeminente, a


pessoa possui uma boa memória, isto é, retém os

fatos e informações que vê ou ouve com bastante

facilidade.

A mente é muito receptiva, porém com

pouca capacidade de observação e síntese.

Importante salientar que qualquer pessoa

pode melhorar sua memória, na prática.

Imaginação: região superior

A testa cuja região superior for mais

proeminente, será de uma pessoa com imaginação

muito fértil e rica.

Quem possui essa capacidade bem

desenvolvida, deve trabalhar a criatividade,

concretizando sua imaginação, caso contrário,

poderá ficar melindrosa com as coisas

mínimas.

Indica, também, mente receptiva, idealista e sonhadora, porém

deficiente na habilidade de observar a realidade.

52
O perfil da testa

Para o sábio suíço Johann Kasper Lavater (1741-1801), os

perfis da testa podem ser reduzidos a três tipos: perpendiculares,

proeminentes e inclinados para trás.

Outra classificação de perfis da testa pode ser:

Perfil vertical e perfil simiesco

A pessoa que possui o perfil da testa vertical ou simiesco

tem amor pelo trabalho, porém suas idéias devem estar sempre

bem definidas. É cética e, às vezes, fica com pouca sutileza.

Perfil abaulado

Este tipo de perfil pertence à pessoa com muito interesse

por tudo. Registra, à sua volta, tudo o que lhe pode ser

útil algum dia. Possui uma alma sonhadora e gosta muito

de estar em movimento, viajando. De suas viagens costuma

trazer um enorme enriquecimento intelectual.

Perfil fugidio

A pessoa que tem a testa inclinada para trás, gosta

de dominar os ouvintes, por meio de sua fala. Este é o

perfil dos grandes oradores, com capacidade de expressar-

se oralmente, usando palavras certas e a cadência adequada


para pronunciá-las.

53

As sobrancelhas

As sobrancelhas são a linha divisória entre a região superior

da face (mental) e a região média (afetividade). Desta maneira,

elas acabam pertencendo às duas regiões, representando, assim, o

grau de entendimento que existe entre a cabeça e o coração. Elas

indicam nosso relacionamento com as outras pessoas e, também,

um estado emocional.

As sobrancelhas revelam como o ser humano utiliza sua energia,

como a canaliza para o seu mundo exterior.

As sobrancelhas, com a forma de linhas curvas, denotam um

caráter mais feminino; as de linhas retas, um caráter mais masculino; e,


aquelas que combinam linhas curvas e retas, o caráter será, ao
mesmo tempo, feminino e masculino.

O tecido muscular que governa as sobrancelhas determina

movimentos verticais.

Para os chineses, elas pertencem a um dos cinco traços vitais

e revelam o futuro, o destino das pessoas, entre os trinta e os trinta e três anos
de idade.

Formas mais significativas

Vamos abordar as formas mais comuns e significativas de

sobrancelhas.

Arredondadas

Tendência feminina, com maior capa-

cidade de reação do que de ação, caráter

modesto, sensualidade, ternura, sensibilidade

à estética, inspiração criadora, adaptabilidade,

influenciável, caprichos, compreensão. Confiá-

vel, cumpre o que promete.

54
Arqueadas

Aptidão para o dramático, comportamento

elaborado, desejos de "estar por cima de...",

originalidade, visão sintética das coisas, sonho,

orgulho, necessidade de agradar, sensibilidade


excessiva, carinho.

Retas

Espírito artístico, ação pela vontade

própria, paz interior, realista, autodomínio,

auto-controle, versatililidade, aspirações espi-

rituais, introversão, tendência à concentração

em si mesmo, à reflexão.

Acento Circunflexo

(Boomerang)

Impetuosidade, tendência masculina,

predominância da vontade, paixão em excesso,

autodomínio, resistência, combatividade,

energia, vitalidade.

Descendentes

Melancolia, cepticismo, desalento, pessi-

mismo, desânimo, sentimento de fatalidade

e de perplexidade. Dificuldade em ter espírito

sensato. Auto-estima deficiente.

55
Ascendentes

Energia positiva, otimismo, tendência para

dominar, muita atividade, espírito criativo,

vontade de vencer, frieza.


Relativamente juntas

Tendência à concentração, espírito analí-

tico, falta de flexibilidade e adaptação, apego

às idéias, excessiva sensibilidade, capacidade

de julgamento justo, humor freqüentemente

melancólico, excentricidade.

Juntas na raiz do nariz

Tendência à concentração em si mesmo,

impulsividade, obstinação, intransigência,

timidez, rigidez moral, mental e sentimental,

ciúme mórbido, inflexibilidade, dificuldade

em perdoar, possessividade.

Afastadas

Calma, emotividade sã e equilibrada, ne-

cessidade de contato, extroversão, amplidão

no campo da consciência, tendência ao exibi-

cionismo, incapacidade nos esforços perse-

verantes, abertura ao próximo.

56
Pouco espessas

Sensibilidade, falta de poder de decisão,

inatividade, timidez, aspirações espirituais,

falta de tônus e de energia, caráter fleumático.

Espessas
Energia, vitalidade, irritabilidade, dina-

mismo, ação metódica, capacidade realizadora,

autoritarismo, necessidade de atividade física,

dinamismo, tendência ao exibicionismo.

Curtas

Ações rápidas, mas precipitadas, esponta-

neidade, dificuldade em relacionamento por

falta de afetividade.

Compridas

Tendência à reflexão, mas lentidão nas

ações, valentia, inteligência acima da média.

57
Baixas, próximas dos olhos

Cautela excessiva, calculista, mente

insegura, receio em correr riscos, persistência.

Muito altas

Caráter móvel e rápido, atitudes descui-

dadas, irresponsáveis, não consegue ficar só.

Os movimentos das sobrancelhas que indicam um

estado de ânimo

Uma sobrancelha erguida

Desdém, sentimento de superioridade.

Sobrancelhas erguidas

Assombro, admiração, espanto,

perplexidade, susto.
58

Sobrancelhas franzidas
Atenção extrema, concentração, conver-

gência para o ser interior.

Sobrancelhas crispadas

Dissabor, aborrecimento, insatisfação, raiva.

Sobrancelhas em vírgula

subindo

Mágoa, dor, desgosto, aflição, desespero,

desânimo, abatimento.

Os olhos

Os olhos estão situados na região da afetividade. Eles atuam

como se fossem uma câmara fumadora, registrando e captando o

exterior. O poder da visão nos é dado, portanto, por esse órgão dos sentidos.

É muito comum escutarmos que "os olhos são o espelho da

alma", e isso, é verdade, pois eles dão informações sobre o ser interno.

59
Os olhos revelam a condição atual da pessoa, porque eles

transmitem, instantaneamente, qualquer mudança que aconteça no

ser humano.

Na tradição iniciática, associa-se a verdade aos olhos e, na

tradição budista do Japão, os olhos são a essência do rosto, porque não


escondem nada e o rosto é a essência do corpo.

O formato dos olhos

grandes e redondos

Os olhos grandes e redondos possuem

a altura do orifício palpebral maior que a

largura. Este tipo de olhos, encontramos mais

em bebês do que nas pessoas adultas, porque

o músculo elevador da pálpebra superior

está mais ativo e a largura ainda não está

desenvolvida, denotando insegurança e

necessidade de ajuda, o que é normal nessa

fase. No adulto, esse formato de olhos indica,

também, insegurança, medo do desconhecido, predisposição para

crer em tudo e em todos. Esse adulto é eficaz e gosta de participar de todos os


ambientes. Sua expansividade favorece a vida social e afetiva e amplia seu
mundo de comunicação. É sonhador e adora

ser mimado, como se fosse um bebê.

60
Olhos normais

Os olhos normais possuem a largura do

orifício palpebral maior do que a dos olhos

grandes e redondos.

Esse tipo de olhos denota uma pessoa

equilibrada, com afetividade mediana.

A pessoa que possui os olhos de tamanho

normal é eficiente.

Olhos pequenos

Os olhos pequenos pertencem a pessoas

solitárias por natureza, zelosas, tímidas e

escrupulosas. Preferem observar, escutar e


analisar com muita perspicácia tudo o que

se passa ao seu redor, solitariamente, antes

de emitir sua opinião. Refletem bastante e

falam pouco. Amam analisar, observar tudo

através das lentes de um microscópio, tendo

julgamentos precisos, justos. Gostam de passar

despercebidas. Possuem poucos amigos, e a

maior parte de seu tempo livre, preferem

dedicar às coisas que gostam de fazer: leitura,

música etc. Dissimulam seu mau humor sob

uma aparência silenciosa e calma.

Olhos semicerrados

Os olhos semicerrados revelam uma

atenção profunda e concentrada e um grande

poder de observação. São pessoas persistentes

em suas investigações e estudos, por isso quase

sempre alcançam seus objetivos.

A raça oriental é uma das possuidoras

desse tipo de olhos "rasgados".

As pessoas de olhos semicerrados têm


muito para dar e receber e o poder de amor,

61

devoção e afeição é imenso. Adaptam-se com facilidade a todos

os ambientes e suas atitudes são elegantes e amáveis.

São frágeis, impressionáveis e não deixam transparecer as

emoções que os animam, dando uma falsa impressão de frieza e

indiferença.

Olhos saltados

É um sinal de extroversão. As pessoas

com olhos saltados possuem memória excelente

e ampla. É a memória das formas, dos odores,

das cores, dos sabores.


Dedicam grande parte do tempo para

apreciar o âmago de todas as sensações. São

francas, espontâneas e, por isso, às vezes, falta-

lhes tato, porém como são atenciosas e

agradáveis, facilmente são desculpadas.

Os olhos salientes denotam tranqüilidade,

sem excesso de entusiasmo nos assuntos

relacionados ao coração, porém têm necessidade de amar e ser

amada.

As pessoas com olhos saltados, devido a disfunções endócrinas,

possuem um estado de espírito nervoso e excitável.

Olhos ligeiramente saltados

Os olhos ligeiramente saltados pertencem às pessoas com

memória visual notável. Comunicam-se com os demais, com muita

sutileza e nobreza.

Olhos fundos

É um sinal de introversão e seriedade.Os olhos fundos revelam

senso analítico muito desenvolvido. Penetram e analisam com

perspicácia os pensamentos, os outros e todas as coisas.

Vasculham o inexplicável, o mistério da vida e do inconsciente.


62

Refletem profundamente antes de

exprimir suas idéias e sentimentos.


São pessoas que têm consciência da

importância de se ocuparem de suas vidas

interiores e são intensas essas vidas.

Elas são reservadas e prudentes em suas

ligações, em seus estados de ânimo.

Os olhos fundos pertencem a pessoas

que são excelentes detetives, pois compreen-

dem e julgam tudo com uma grande acuidade

de visão.

Aparentemente, os olhos profundos passam algo de pacífico

e profundo, misterioso e sensível.

Olhos levemente fundos

Os olhos levemente fundos indicam pessoas hipersensíveis,

com grande intuição e prodigiosa memória.

Olhos encovados

Os olhos encovados nas órbitas são

indício de uma visão de grande alcance.

Essas pessoas são habilidosas para

ludibriar o próximo. São impulsivas e, geral-

mente, desconfiadas. Dão grande importância


às suas vidas interiores.

A separação entre os olhos

Normal

A separação entre os olhos, considerada normal, é aquela cuja

distância equivale à longitude do próprio olho.

63
Simboliza um bom equilíbrio das qualida-

des representadas pelos olhos.

Grande afastamento

O grande afastamento entre os olhos indica


uma ampla visão e muita tolerância. Revela

também certa lentidão no raciocínio; em

compensação, um conhecimento aprofundado

em várias áreas, porém certa dispersão e falta

de concentração em cada uma.

Essas pessoas são muito prudentes e

desconfiadas.

Pequeno afastamento

O pequeno afastamento entre os olhos

denota grande concentração e diminuição na

capacidade de percepção.

Pouca tolerância e visão limitada das coisas.

Possui inúmeros talentos e capacidade integral

de análise.

As pessoas com pequeno afastamento entre

os olhos cansam-se, com facilidade, do trabalho,

dos lugares e das pessoas. São instáveis. Possuem

poucos amigos e costumam colocar suas neces-

sidades em primeiro lugar.

64
Brilho dos olhos

Olhos brilhantes, citilantes

As pessoas com olhos brilhantes, cintilantes possuem

magnetismo, são atraentes a todas as outras, animadas, espirituosas e


amorosas.

Olhos apagados, sem brilho

Os olhos apagados e sem brilho revelam uma vida triste e

pessoas pouco divertidas socialmente.

A cor dos olhos

A cor dos olhos é dada por um pigmento denominado melanina.

Quanto mais melanina na íris, mais escuros serão.

Nos olhos dos albinos (cor-de-rosa), a íris não contém melanina.

Olhos negros

Revelam impulsividade, energia, temperamento apaixonado,

criatividade, teimosia, ciúme, instintos fortes.

Olhos castanho-escuros

Denotam bom senso, racional, perseverança, tendência para

os trabalhos a longo prazo, firmeza, tranqüilidade e senso prático.

Olhos castanho-claros, alaranjados

Caráter místico, meditativo, sensível, inclinado ao sonho, à

melancolia, ao romantismo e à poesia.


Olhos castanho-esverdeados

Caráter curioso, insaciável, bom espírito de síntese, tendência

à impetuosidade, irritação, dissimulação.

65

Olhos verdes

Espírito profundo, independência, mundo inconsciente forte.

Olhos azul-claros

Sensualidade, senso estético desenvolvido, refinamento, imagi-

nação e ternura, natureza voltada para os prazeres.

Olhos azuis tendendo ao cinza

Inteligência grande, talento criador, sensibilidade, sonhador

e materialista ao mesmo tempo. Secreta angústia metafísica ou

existencial.

Olhos cinzentos

Indicam grande força de caráter, racionalidade, tenacidade.

Olhos violetas

Denotam uma pessoa profundamente idealista, nervosa.

Quando existem dissonâncias extremas entre a cor dos olhos,

a dos cabelos e a da pele, há tendências conflituosas físicas, mentais ou


emocionais.

As pestanas
Longas e retas

Demonstram virilidade, sensibilidade, masculinidade, força.

Longas e curvas

Podem indicar feminilidade, sensualidade, flexibilidade, refina-

mento, mas, às vezes, só indicam languidez.

Curtas e retas

Energia modesta, rapidez, pouca percepção, agressividade.

66

Curtas e curvas

Mostram uma energia interna fraca, feminilidade.

Posição da íris

Quando a íris dos olhos fica demasiado alta, revelando o branco

debaixo delas (para os orientais, chama-se SAMPAKU e significa

"os três brancos"), é o resultado de uma alimentação inadequada, a evidência


de um estado interior instável ou a existência de uma

situação penosa, não resolvida na vida da pessoa. Também pode

tratar-se de um esgotamento, um cansaço. Esse posicionamento

da íris pode desaparecer e voltar ao normal, quando o problema

for resolvido de forma satisfatória.

Segundo George Oshawa, no livro de William Duftry, "Todos

sois sanpaku", há um número significativo de pessoas que morreram


tragicamente e tinham esse posicionamento de íris, por exemplo;

John e Bob Kennedy, Martin Luther King.

A linguagem do olhar

"Este seu olhar,

quando encontra o meu,

fala de umas coisas

que eu não posso acreditar... "s

Freqüentemente usamos e ouvimos expressões como: "os olhos

dizem tudo", "olhar cortante", "colocaram olho gordo", "olhar de dormitório",


"olhar apaixonado" etc. Quando empregamos essas expressões, estamos nos
referindo ao olhar e não ao formato dos

olhos, e ele muda sua linguagem por meio do tamanho das pupilas

e, logicamente, da qualidade do olhar, isso sob as mesmas condições de luz.

Quando estamos animados, com atitudes positivas, nossas

pupilas chegam a ficar até quatro vezes maiores do que o tamanho

normal; da mesma forma, quando estamos desestimulados ou com

atitudes negativas, elas se contraem.

67

Na antiga China, os comerciantes de pedras preciosas fixavam os preços,


observando a dilatação das pupilas do comprador.

As pessoas apaixonadas se olham diretamente nos olhos e,


inconscientemente, estão procurando a dilatação das pupilas para

confirmar a atração recíproca.

Não devemos esquecer, antes de tirar conclusões, que a duração

de tempo de olhar de uma pessoa à outra, quem determina é a

civilização, a região geográfica. No sul da Europa, as pessoas costumam


sustentar o olhar por um tempo maior, o que para outros povos

pode ser até ofensivo.

Nossos olhos piscam normalmente de seis a oito vezes por

minuto.

Quando, numa conversa entre duas pessoas, o fechar dos olhos

de uma delas se prolongar além de um segundo, significa que a

pessoa perdeu o interesse, está aborrecida ou se sente superior,

acrescentando, nesse caso, o gesto de jogar a cabeça para trás,

para olhar de cima abaixo.

Olhar direto, firme, límpido

Coragem e audácia, objetivo, franco, ativo, dinâmico, sabe

resolver seus problemas, não esmorece frente às dificuldades.

Voluntarioso e determinado. O ponto fraco reside na má canalização

de sua força, podendo acumular muita tensão, que se manifesta

em forma de explosões bruscas. Aberto ao mundo e seguro em sua

capacidade.
Olhar rápido, móvel

Reflete agilidade, vivacidade, querendo ver, entender, captar

tudo a todo instante, ao mesmo tempo. Espírito criativo, rápido,

ávido por atualizar-se, com ritmo de vida veloz, dinâmico. Seu

maior problema é a tendência ao desânimo frente às fortes tensões,

às dificuldades, aos impedimentos, pois sua energia é canalizada

para a inquietação e a instabilidade.

Olhar muito Fixo

Predisposição a desequilíbrios de toda ordem e excessos de

toda natureza.

68

Olhar distante, ausente

Inclinação à melancolia, intuitivo, poeta, passivo. Inconscien-

temente cria uma distância em relação aos outros. Meditativo e

introspectivo. Imaginação viva e grande. As vezes parece inadaptado à vida


cotidiana. Fadiga e preocupação geram também o olhar ausente.

Olhar hesitante, vacilante

Esse olhar não se demora em nenhum lugar e não fixa seu

interlocutor direta e francamente.

Denota um caráter nervoso, impaciente e com pouca ética na

escalada profissional e social.


Olhar em vies

Possui uma emotividade excessiva e inquietudes. Hesitante

quando tem que tomar uma decisão. Sente insegurança e ressente-

se frente a um mundo hostil.

Estado de inferioridade, timidez e incapacidade de encarar

de frente seus problemas.

Olhar iluminado

Esse olhar é sempre sinal de hipersensibilidade e muita

curiosidade.

Pertence a artistas, apaixonados e místicos. Revela perfeita

união com sua essência íntima de ser humano.

Olhar altivo, ccdo alto33

Revela, quase sempre, arrogância, vaidade, pretensão,

pedantismo, desdém, desprezo, problemas de integração e adaptação,

rigidez constante.

Olhar envolvente

Esse olhar, muitas vezes, vem acompanhado de um bater rápido

de cílios, é acariciante, caloroso, ousado e doce, fortes desejos

sensuais. O senso estético da pessoa com esse olhar é bastante

desenvolvido.
69

Outras formas de olhar

Olhar torto, de esguelha


Tendência para ironizar, zombar.

Olhar fixo dentro dos olhos

Deseja intimidar, amendrontar, insistir ou indica franqueza.

Outros olhares

Olhar: ardente, amoroso, apavorado, confiante, furtivo, humilde, incendiário,


ingênuo, angustiado, impertinente, provocante, vazio,

carente, patife, distraído, cintilante, desafiador, tímido, descarado, ardente


etc.

As rugas

Rugas retilíneas, nítidas e finas

Excelente sinal. Visão ampla, abertura,

paciência.

Inteligência brilhante, caráter estável, ordem,

autodomínio.

Rugas ligeiramente encurvadas

Honestidade, coragem humanidade.

Geralmente a vida é movimentada e com sucesso.

Rugas segmentadas, curtas

Inteligência, vida afetiva e material confusas.

Convivência difícil com as pessoas, repleta de

mal-entendidos.
Falta de ordem e precisão. Humor variável,

indecisão, contrariedade.

70
Rugas curvas para baixo

Pessoa aristocrática, orgulhosa, crítica, que


considera certo somente seus pontos de vista,

menosprezando tudo o que não faz parte de suas

normas de vida.

Rugas curvas, com as extremidades

descendentes

Pessoa ambiciosa, ávida e brutal.

Displicência.

Rugas verticais

Pessoa reflexiva.

Inclinação à meditação e à concentração.

Rugas gradeadas

Hipocrisia, caráter ávido.

Existência perturbada.

Rugas ccpés-de-galinha" no ângulo

exterior dos olhos

Pessoa espontânea em seus contatos, possui

sentido de humor, otimista, sorridente.

71
Rugas "pés-de-galinha" cruzadas

como tesoura
Tendência a queixar-se e personalidade

conflituosa.

Relação difícil com as pessoas mais chegadas.

Rugas que partem em leque do

ângulo interno dos olhos

Aptidão para a retórica.

Capacidade, sensibilidade para encontrar

palavras certas e ritmo para pronunciar frases.

Rugas descendo retas do ângulo

interno dos olhos

Chamadas "rugas de Vénus", apreciação

sexual, tendência materialista.

Rugas no canto dos lábios

Amável, otimista, hospitaleiro.

Rugas descendentes no canto

dos lábios

Pessimista, triste, amargo.

72
Várias rugas verticais

em cima dos lábios


(nasolabiais)

Tendência a criticar os outros, caráter

austero.

Rugas do extremo exterior

do nariz á comissura

dos lábios

Grande capacidade de expressão oral,

concentração interna, abstração.

Rugas verticais

nas maçãs

do rosto

Caráter abstraído, extasiado.

Uma ruga vertical

na maçã

do rosto

Personalidade forte, audácia, combativi-

dade.

73
Espaço entre as Sobrancelhas

Rugas verticais
Pessoa exigente, perfeccionista, detalhista.

Coração nobre. Caráter equilibrado. Consegue

ver ambos os lados de cada questão. Disciplina

mental. Busca da verdade.

Uma ruga vertical

Concentração grande na profissão.

Pessoa ambiciosa e decidida.

Uma ruga vertical cruzada por

linhas obliquas ou transversais

Pessoa egocêntrica.

Vida interior com muita raiva e frustrações.

Três rugas

Caráter tenso.

Vida afetiva instável. Ansiedade.

74
Duas rugas verticais serpenteando

Indecisão. Grande incerteza interior.


Quatro ou mais rugas verticais

Pouca ambição. Insatisfação. Ausência de

motivação.

Ruga horizontal na raiz do nariz

Tenacidade e obstinação. Imposição.

Agressividade. Perseverança em suas idéias, às

vezes, tornado-se teimosia.

Rugas semicirculares no extremo

exterior das sobrancelhas

Lealdade, franqueza.

75
Uma saliência nodosa no ângulo

da testa

Inflexível, intransigente.

Rugas verticais na frente das

orelhas, sobre as maçãs do rosto

Submissão e caráter ponderado.

A mímica e os estados de ânimos


Os estados de ânimo costumamos plasmar em nosso rosto,

por meio do movimento muscular, produzindo diferentes mímicas.

Eis alguns exemplos:

Rugas arqueadas em cima

das sobrancelhas

Revelam surpresa, curiosidade intelectual.

Dependendo do olhar, podem indicar

arrogância.

Rugas verticais entre as

sobrancelhas

Indicam concentração, atenção.

76
Aumento do diâmetro

transversal das asas nasais


Revela profundo desejo. A dilatação do

músculo se dá ante a expectativa sensorial

olfativa, gustativa, amorosa.

Contração das asas nasais

diminuindo o diâmetro

transversal do nariz

Mostra rigidez, raiva e nervosismo.

Eleva as asas nasais para cima

enrugando o nariz

Revela desgosto, desagrado, percepção

dos defeitos, o que diminui sensivelmente o

otimismo.

Eleva e arqueia a parte média do

lábio superior

Mostra que a pessoa despreza o que a

está incomodando.

77
Fecha os lábios, fazendo-os entrar

para dentro

Indica pessoa fechada.

E um movimento de defesa.

Aproxima os cantos externos da

boca, como na ação de soprar ou


beijar

Revela algo infantil, dependência, desejo,

como se estivesse esperando algo.

Nariz

A intuição popular costuma dizer que "quando alguém está

mentindo, o nariz cresce". Essa frase indica certo conhecimento intuitivo ou


subconsciente em ler os sinais transmitidos pelo nariz, revelando nosso
verdadeiro caráter.

O nariz situa-se na região média do rosto, que corresponde à

região da afetividade, das emoções, dos sentimentos.

O nariz indica o estado evolutivo do ser humano, sendo a

sede do olfato. O olfato era muito desenvolvido e aguçado nos

seres primatas, pois detectava os perigos eminentes.

E na pré-adolescência, entre os nove e os dez anos de idade,

que ocorre a modificação mais visível do nariz, justamente quando

começam a acontecer "as crises" emocionais. Entre quatorze e quinze anos,


eleja tem o formato de adulto definido, porém o nariz cresce e molda-se até
os vinte e um anos de idade.

Não existe pesquisa científica sobre a crença, que vem desde

os nossos ancestrais, de que o tamanho do nariz do homem é

correspondente ao seu órgão sexual. Graças ao nervo olfatório,

78
captamos os aromas, as fragrâncias, os cheiros. Sabemos que os

aromas ativam nossas vibrações emotivas, podendo despertar o

corpo ou a alma, penetrando, muitas vezes, na memória e fazendo

presente o, que se encontra perdido no passado.

Perfil de nariz

Convexo

As pessoas que possuem um perfil de nariz

convexo têm espírito administrativo profundo, ou seja,

mentalidade empresarial. Estabelecem objetivos, que

cumprem a qualquer custo.

Preferem poupar a gastar.

Concavo

A estrutura côncava, no perfil do nariz, indica

pessoas com espírito de serviço e assistência,

encaixando-se perfeitamente em profissões que


requeiram isso. Costumam ajudar muito aos outros

e procuram pensar, sob a ótica dos outros.

Aponta do nariz para cima

Quando a ponta do nariz está mais levantada

que a sua base, a pessoa possui amplidão de espírito

e é bastante crédula. Esse formato de perfil proporciona

um aspecto estético juvenil.

Aponta do nariz para baixo

As pessoas com esta estrutura nasal são incrédulas

e investigadoras, costumam analisar tudo profundamente

e comprovar as coisas por si mesmas. Quando a ponta

do nariz se encurva em direção ao lábio superior, indica

avareza e fortes instintos sexuais.

79
Ligado à Testa por uma linha muito

curva

Pertence, geralmente, a pessoas excêntricas,

que sentem atração por pessoas e coisas originais.

São inimigas da banalidade.

Distância entre a raiz do nariz e o olho

(em profundidade, perfil)

Distância Grande

Quem possui uma distância grande, em

profundidade, entre a raiz do nariz e os olhos tem a

habilidade de tomar decisões e atuar com demasiada

rapidez, porém não refletem muito.

Distância pequena

A distância pequena, em profundidade, entre


a raiz do nariz e os olhos, denota que a pessoa, na

sua forma de atuar, é lenta e indecisa.

Nariz comprido, reto

O nariz comprido pertence a uma pessoa idealista,

com grande capacidade de compreensão e julgamento,

sendo de seu interesse as causas justas.

É realista, mas não suprime a imaginação de

seus pensamentos e sentimentos. Responsável, com

enorme força moral e física, sendo capaz de esforçar-

se ao máximo para alcançar êxito em seus projetos.

Possui muitos talentos e sua faculdade de vontade

e ambição é poderosa.

É amante da vida, com todas as sensações e

todas os prazeres, e tem um bom humor invejável.

80
Consegue ser, ao mesmo tempo, autoritário e compreensivo; sério,

e agradável.

O nariz comprido, geralmente, é sinal de reflexão, de dinamismo

de coragem, de objetividade e de serenidade frente às crises existenciais.

Nariz curto

A pessoa de nariz curto aparenta ser tímida,

escrupulosa e reservada, mas, em verdade, é

nervosa, impulsiva. Não costuma expressar seus

sentimentos, falando pouco.


E bastante exigente de espírito e de coração.

Como é consciente de suas deficiências,

costuma angustiar-se frente aos pequenos problemas

do dia-a-dia.

Aparenta ser uma pessoa medrosa, mas é

somente frágil quanto à sua vontade.

E caprichosa, porém é uma pessoa agradável

e de fácil convivência.

Nariz largo

Pessoa estável emocionalmente, afetuosa,

com pudor.

O nariz largo aprecia as satisfações cotidianas

e sua filosofia de vida é gozar de todos os prazeres

terrestres: gosta de comer e bem, viver bem, e

não se preocupa muito com questões

transcendentais. E realista e objetivo em seus

sentimentos. A pessoa de nariz largo é muito boa,

e franca. Quanto mais largo e achatado for esse

nariz, mais a franqueza fica forte e chega mesmo

à falta de tato e diplomacia.


As narinas abertas denotam forte sensibilidade

e grande atividade desde a infância.

E um ser um pouco melancólico e taciturno.

Tem necessidade de se movimentar fisicamente, gostando

de esportes que tenham contato com a natureza.

81
Narizgrosso

As pessoas de nariz grosso são ardentes, vivas

em tudo.
Tem imaginação criadora e coragem a toda prova.

E voluntariosa e possui muita iniciativa.

O nariz grosso indica um sinal de materialismo.

Pertence a uma pessoa realista e franca, sem

muita diplomacia, com tendência para concretizar

seus talentos, em profissões ligadas ao campo e ao

comércio.

Nariz aguçado

O nariz aguçado indica grande curiosidade. São

pessoas que querem sempre saber das coisas, por

isso têm o hábito de meterem o nariz em todo lugar,

intrometendo-se em assuntos que não lhes dizem

respeito.

Revela, também, pessoas intuitivas, ativas e

que apreciam as coisas finas e delicadas.

Em relação à matéria, de certa forma, são

desprendidas.

Nariz arrebitado

A inclinação da base do nariz para cima confere

aspecto infantil e leve. Porém apesar dessa leveza e


atrevimento "infantil", a pessoa é capaz de grandes

decisões e de enfrentar situações adversas, pois tem

o hábito de encarar a vida pelo lado melhor. Sabe

como conquistar os corações e os espíritos com suas

denguices e, tanto no campo das amizades, como

no dos sentimentos, gosta de ser "senhor absoluto".

Revela, também, pessoa ingênua e crédula em relação

às suas emoções e sentimentos.

82

Procura pensar sempre a partir do ponto de vista de outra

pessoa e tem muita disposição para ajudar. Adora estar em companhia dos
outros e rodeada por pessoas.
E inteligente, costuma ser rápida e superficial, falta assiduidade

em seus empreendimentos. Não gosta de responsabilizar-se pelas

demais pessoas e, monetariamente, tem dificuldade em economizar.

Nariz aquilino

O nariz aquilino também é chamado "bico

de águia" e "nariz de papagaio", pois sua forma

lembra o bico de uma ave.

A pessoa com tal tipo de nariz é exigente consigo

mesma e com os outros, meticulosa, regular e

metódica em seus hábitos e naquilo que decide fazer.

E conhecedora de sua altivez e orgulho e não

procura dissimular.

Possui muita coragem, audácia e não desiste

enquanto não atinge suas metas.

Seus instintos são dominadores e não assume

facilmente isso, porque gosta de sentir-se livre como uma ave.

Não gosta de dizer quase nada sobre o que pensa e sobre o que

ama, com exceção, é claro, de suas certezas.

Profissionalmente, não suporta que coloquem em dúvida sua

honra, sua palavra dada.


Tem muito interesse em ganhar dinheiro e facilidade para

poupá-lo também, costumando ter especial habilidade para os negócios e


profundo sentido de administração.

E cético e incrédulo. Porém, debaixo de toda essa máscara

calculista, esconde-se uma pessoa com muita sensibilidade e grandes amores,


fiel e dedicada.

Quando o aquilino for muito acentuado, revela uma pessoa

insatisfeita e com uma insaciável ambiação. Sua maior tentação é

o poder.

As maçãs do rosto

As maçãs do rosto revelam o grau de afetividade da pessoa,

em relação ao ambiente em que vive, e suas formas sofrem alteração, 83


com a mímica que fazemos para rir, dilatando-as; ou chorar, contraindo-as.

As bochechas infantis são rosadas, graças à circulação e ao

calor da afetividade e vão perdendo sua plenitude, mais ou menos,


aos nove anos de idade.

Esse rosado das faces, esse entusiasmo infantil vai se apagando

com o passar dos anos, pois o adulto vai perdendo o encantamento,

a inocência.

Maçãs do rosto normal

O tamanho é moderado.

A pessoa possui afetividade equilibrada, pois

é afetiva com os outros, sem criar dependência.

Altas e proeminentes, quase

pontudas

A pessoa deixa que suas emoções comandem

tudo. Possui muita sensibilidade e intuição. As

vezes, seu nervosismo acaba envenenando suas

relações.

Altas, proeminentes, porém

arredondadas

A imaginação é grande, possui senso estético

desenvolvido. Ama viajar, estar em movimento e

aventurar-se. E fortemente atraída por mudanças,

variedade.
Bochechas

Maçãs do rosto inchadas e coradas indicam

infantilidade, alegria, falta de individualidade. A

pessoa cede facilmente com medo de perdas e é

acomodada. Possui muitos desejos.

84

Maçãs do rosto caídas

As maçãs do rosto costumam relaxar a partir


dos 50 anos. Revela medo ao futuro, principal-

mente relacionado à vida material.

A boca

A boca encontra-se na região instintiva, no sistema metabólico

e motor. E a parte mais móvel do nosso rosto, sendo a porta de

entrada de nossa nutrição: comida, bebida e ar.

A boca é o instrumento de expressão dos nossos pensamentos

e sentimentos, revelando muito sobre nós.

As características principais, ela as adquire no primeiro ano

de vida, porém forma-se por volta dos vinte anos de idade, moldándo-se pelo
desenvolvimento da vontade e atingindo seu apogeu, ao

redor dos trinta e cinco anos.

Os nossos instintos e impulsos manifestam-se na boca. A tradição

iniciática nos diz que o amor está ligado à boca.

A boca, quanto ao tamanho, pode ser:

Boca grande

A boca grande é reveladora

de uma pessoa expressiva, que

expõe, claramente e com força, suas

idéias e sentimentos, suas intenções

e decisões. É extrovertida, aberta,


muito sociável, otimista e não se

desestimula frente aos obstáculos.

É uma pessoa popular, que gosta

de ser apreciada e estimada pelos outros, e seus méritos acabam

sendo reconhecidos. Possui um forte desejo de companhia. Tem

caráter nobre e inspira confiança aos demais. Os valores humanos,

morais e intelectuais são importantes para a pessoa que tem boca

grande.

85
Boca pequena

A pessoa que tem boca

pequena é mais introvertida, tem

falta de sociabilidade, mais

cuidadosa e cautelosa. Prefere

guardar seus pensamentos e

sentimentos. Possui maneiras

refinadas, juntamente com delicada

discrição.

Boca moderada

A boca de tamanho moderado

indica que a pessoa possui natureza

afetuosa. Seu caráter é decidido e

seus objetivos são estáveis. Costuma

preocupar-se com os outros. Gosta


da companhia de outras pessoas,

porém não desenvolve dependência.

Perfil da boca

Boca sobressaindo para frente

A boca de uma pessoa vista de perfil, que

sobressai para a frente mais do que o normal,

corresponde a uma pessoa impetuosa.

A impetuosidade é uma característica boa,

ou má, dependendo de como é canalizada.

Se é bem canalizada, a pessoa tem rapidez

em seus movimentos, por exemplo, nos

esportes e eloqüência.

Se é mal canalizada, fica com uma

instintividade primitiva. Muitas vezes,

fala antes de pensar.

86
Boca retrocedendo

O perfil com retrocesso bucal, ou

seja, com a boca afundada, corresponde

a uma pessoa introvertida, com falta

de sociabilidade, calculadora,

criteriosa, segura e forte. Pensa antes

de falar.

Boca com os cantos para cima

A boca com os cantos virados para

cima simboliza o otimismo.


Os atores da antiga Grécia utilizavam

esse traço em suas máscaras para indicar à

comédia. É a chamada "boca feliz" e revela

uma pessoa eficiente e amável. Hospitaleira,

aprecia o convívio social. Nas diversas

situações da vida, adapta-se com facilidade.

Não gosta de tomar decisões.

Boca com os cantos para baixo

É o símbolo do pessimismo.

Na antiga Grécia, esse traço nas

máscaras dos atores indicava a tragédia.

A pessoa que tem a boca com os cantos

para baixo, é melancólica e descontente,

além de lamentar-se muito.

Acha-se, também, uma pessoa desinte-

ressante.

87
Os lábios

O tamanho do lábio superior indica a capacidade de amar,

enquanto o inferior revela a necessidade de amor.

Os lábios mais comuns são:

Lábios grossos

Os lábios grossos, generosos, indicam

impulsividade, franqueza.

A pessoa com lábios grossos é mais

instintiva do que racional.

Aprecia usufruir os prazeres que a vida

lhe oferece e gosta muito de comodidade.

Possui bastante sensualidade.


Lábios finos, boca, pequena

Os lábios finos, com a boca pequena,

pertencem a pessoas tímidas, que não gostam

de desperdiçar palavras ou tempo.

São crédulas, calculistas e hipersensí-

veis. Possuem senso de dever e ordem e suas

idéias são rígidas.

Lábios finos, boca grande

São pessoas que se irritam com fa-

cilidade. Suas decisões são tomadas com

firmeza.

Seus desejos são fortes, mas encontram

muita dificuldade na comunicação, o que

as deixa frustradas.

88
Lábios normais

(Nem grossos, nem finos)

Este tipo de lábio corresponde a pessoas

equilibradas, com autodomínio.

Possuem, também, grande senso de

justiça e dever.

São persistentes e responsáveis.

Lábio superior para frente

Quando o lábio superior avança e é mais cheio que o

inferior, revela grande afetividade, bondade, sua natureza

é ardente.
As vezes, significa debilidade e tendência de reprimir

as expressões instintivas.

Lábio inferior para frente

Denota necessidade de amor.

E uma pessoa considerada com certa frieza pelos outros.

As vezes, torna-se agressiva.

Possui senso de ordem, precisão e lucidez.

Ambiciosa, o poder a estimula muito.

Lábios entreabertos

Os lábios entreabertos são aqueles que não se fecham,

mesmo quando estão em repouso.

Pertencem a pessoas que se impressionam facilmente.

Temperamento caprichoso, inconstante e repleto de

fantasias. Necessita muito das demais pessoas. São,

também, versáteis.

89
As orelhas

A tradição iniciática associa a sabedoria às orelhas, pois a

pessoa sábia é aquela que sabe o seu nível de conhecimento e é

capaz de escutar outra, mais sábia do que ela. Não são todas as

pessoas que possuem a virtude de saber quando têm que escutar.

As orelhas não devem ser ignoradas na leitura de um rosto,

pois elas nos revelam bastante sobre a condição humana.


Podemos notar, na imagem de um buda, as grandes orelhas.

Elas simbolizam a vida longa. Cada criança traz consigo, desde o

nascimento, a forma da sua orelha, modificando apenas o tamanho.

Orelhas pequenas

Essas orelhas são delicadas e pertencem a

pessoa receptiva e sensível a toda impressão, a

toda vibração.

Possui um comportamento, muitas vezes,

prudente e reservado. Expressa pouco os seus

sentimentos, é facilmente influenciável. Costuma

querer atingir suas metas custe o que custar e

coloca seus interesses em primeiro lugar.

Tem um orgulho camuflado e é uma pessoa bastante reflexiva.

Orelhas grandes

São orelhas "masculinas". A pessoa com orelhas grandes é

confiante em si mesma e tem iniciativa, levando a bom termo,

90
seus empreendimentos e seus projetos até

conseguir alcançar seus objetivos.

E mais capaz de comandar do que de

obedecer. Respeita as regras e as convenções.

Sua sensibilidade é poderosa, mas perfei-

tamente controlada.

É otimista e tem força de vontade para

enfrentar a vida, suportando suas inquietações

sem condenar-se.

Parte superior mais desenvolvida

A parte superior das orelhas informa sobre

as tendências do intelecto.
Orelhas com essa região mais

desenvolvida do que a inferior indicam muitas

qualidades, pois pertencem a pessoas

inteligentes, com clareza mental e com boa

memória. Possuem espírito prático e costumam

agir com rapidez e bom senso, quando têm

que tomar decisões. Têm o dom da criatividade

em relação às idéias. São persistentes em seus

empreendimentos.

Parte superior pontuda

(orelha do fauno)1

As pessoas com orelhas cuja parte superior

é pontuda, esticada para cima, as chamadas

"orelhas de Fauno", canalizam o intelecto forte

e aguçado de maneira negativa.

São pessoas astutas, um pouco frias e

bisbilhoteiras, capazes de tudo para satisfazerem

suas ambições.

' Fauno - Na mitologia grega é um ser que pratica muitas travesssuras


insensatas e

fantásticas com os instintos dos homens, inventando toda espécie de golpes.


91
Parte inferior mais desenvolvida

A parte inferior das orelhas maior do

que a superior com os lóbulos espessos, indica

pessoas bem humoradas, alegres, comunicativas.

Sabem tirar partido da vida, usufruindo os

prazeres dela.

São pessoas que possuem um coração

generoso e alegre, proporcionando uma boa

companhia.

Posição das orelhas

Para saber a posição das orelhas,

traçar uma linha horizontal e imaginária,


no nível do meio das sobrancelhas, e, outra

linha, na base do nariz.

Se a orelha for alta, o topo

ultrapassará a linha das sobrancelhas; se

for baixa, estará abaixo da linha das

sobrancelhas.

A posição das orelhas deverá ser

vista somente após a puberdade, pois não

podemos ter as proporções do rosto das crianças corretamente.

Orelhas altas

As orelhas, com suas extremidades

superiores em um nível mais elevado do

que o das sobrancelhas, revelam um

intelecto superficial.

A pessoa com as orelhas altas é sonhadora,

exigente e idealista.

Possui instintos materiais pouco acentua-

dos, porém, como é perseverante, compensará isso.

92
É perspicaz, suscetível, muito crítica, com grande capacidade de
análise.

Em suas afeições, é bastante delicada. Tem aversão em ocupar-se

dos fatos terrenos.

Orelhas baixas

Este tipo de orelha pertence a pessoas

inteligentes, com um bom ritmo.

Costuma-se usar a expressão "tocar

de ouvido", em sentido figurado,

significando a sensibilidade de tocar

algum instrumento musical sem ter

aprendido leitura musical, mas somente

pela sonoridade. Os músicos com bom "ouvido" possuem, quase sempre, as


orelhas baixas. Tais pessoas também amam a arte em

geral.

As orelhas baixas demasiadamente revelam certa frieza de quem

as possui. É concreta, realista, fiel, espontânea e franca.

Orelhas verticais

As orelhas verticais revelam um grau

de consciência, em que a pessoa, em

suas ações, utiliza mais seus processos

intelectuais do que os instintos


primitivos, ou a agressividade.

Orelhas inclinadas

para tras

As orelhas inclinadas para trás

pertencem a uma pessoa que é

combativa em suas ações, usando mais

sua vontade, que, por sinal, é muito

desenvolvida. Não se trata de pessoa

reflexiva.

93
Orelhas coladas ao crânio

As orelhas que estão quase grudadas

ao crânio são mais raras de se encontrar.


Pertencem a uma pessoa fechada sobre

si mesma, reprimida em seu caráter.

Não é tímida, mas necessita de encora-

jamento.

Não costuma dar um passo sequer, se

não se sente confiante sobre o assunto.

E harmônica com as demais pessoas.

Orelhas descoladas

As orelhas distanciadas da cabeça

pertencem a uma pessoa detalhista e que não

se socializa facilmente.

Rebelde, detesta ser controlada e opõe-

se facilmente a tudo, protestando.

Expansiva e ativa, possui muita

criatividade e tem muitos talentos.

Lóbulo

As formas do lóbulo são diversificadas e ele não tem substância

cartilaginosa, constituindo, assim, a parte mais macia da orelha. O

lóbulo representa o sistema metabólico, o instinto, o querer.

Lóbulo dominante (largo)


A pessoa deixa-se levar pelos

instintos. É concreta e prática, sabendo

usufruir dos prazeres da vida. Animada

e sensual, possui excelente saúde.

94
Lóbulo pequeno e magro

Debilidade, pessoa muito sensí-

vel, com ausência de senso prático

e falta de vitalidade e ânimo.

Lóbulos que pendem (como

brincos)

Os lóbulos que terminam aponta-

dos para baixo, como se fossem


brincos, manifestam um sinal forte

de vitalidade carnal, vontade plena.

Lóbulo fixado a face (em

esquadro)

Sistema metabólico com instin-

tividade forte, não consegue controlar

a si mesmo. O espírito é bastante

combativo.

O queixo

Na leitura de um rosto, não podemos deixar de analisar todos

os traços, conforme já dissemos anteriormente.

Para ler o queixo, é necessário definí-lo de frente e de perfil,

sendo que é mais fácil sua definição através de perfil.

Devemos observar, também, o maxilar inferior e os ossos da

face, pois, juntamente com o queixo, eles confirmam as características da


pessoa, relacionadas ao mundo físico.

O queixo revela o nosso querer na Terra, a nossa atividade, a

capacidade de ação e a realização no mundo físico.

95
Queixo quadrado

O queixo quadrado pertence a uma

pessoa franca, autoritária, realista, íntegra

e estável.

Expressa qualquer sentimento ou


idéia com firmeza e confiança. Possui

muita aptidão para relacionar-se com o mundo físico e é cheia de

energia.

Domina, com habilidade, pernas e braços.

É o queixo que chamamos dos esportistas.

Coloca, às vezes, muita força para expressar seus entusiasmos.

É o queixo da ação.

Materialista, com tendência ao egoísmo, nunca retrocede. Além

da capacidade para comandar. Pessoa instintiva.

Queixo com covinha no meio

Indica certa frieza, aparente objeti-

vidade, orgulho e com um temperamento

extremamente apaixonado.

Apego aos bens materiais.

É equilibrada e muito prática.

Queixo redondo

Pertence a uma pessoa estável, de

imaginação fértil.

Na vida material, consegue realizar

muitas coisas graças à sua capacidade.


Possui um estilo de vida flexível e

não suporta idéias, acontecimentos e

paixões violentas.

E social, integrando-se facilmente em todos os ambientes.

Apesar de ser um pouco autoritária, sua amabilidade supera

isso.

96
Queixo pequeno

Reflete delicadeza, timidez e

escrúpulo ao extremo.

Não posssui espírito prático, tendo

dificuldade em realizar-se no mundo

material.

Aliás, não dá muita importância

às coisas materiais. Prudente e

sentimental, prefere uma vida discreta

e silenciosa.

Queixo triangular,

pontudo

Revela pessoa muito


intuitiva, flexível, rápida em

suas resoluções.

O queixo triangular

denota obstinação que, bem empregada, gera força de caráter; mas,

mal empregada, vira teimosia.

Quando se depara com uma pessoa autoritária, acaba ficando

resistente a tudo.

Possui, também, grande curiosidade, senso de humor, mobilidade

de espírito. Suas reações são imprevisíveis e impulsivas. É voluntariosa,


realizando sempre seus caprichos.

Queixo adiposo

(duplo ou triplo)

Este queixo pertence a um

apreciador da boa cozinha.

É comunicativo, alegre e fala

muito. Têm tendência para o

sedentarismo, amante do repouso e

sensual.

97
Queixo fugidio, recuado
(retrognatismo)

Revela uma pessoa receosa, com

falta de amor-próprio, indecisa, tímida

e muito desconfiada.

Suas atitudes são de defesa e de

recuo, diante da vida, não se sentindo

capaz de dizer suas decisões e suas

esperanças. Sua vontade é débil.

Queixo proeminente,

saliente (prognatismo)

Esse queixo anuncia ousadia,

autoritarismo. Revela uma pessoa

dominadora, com caráter íntegro,

repleta de energia, espírito determinado

e teimoso. Pessoa instintiva.

Detesta ser contrariada e é

orgulhosa. Realiza suas idéias, seus

projetos e satisfaz todos os seus desejos,

com habilidade.

Sua vontade pode intensificar-


se muito e conduzi-la à brutalidade.

98

Notas bibliográficas

de roda-pé

1. Martinez, Valquíria. Taro dos índios. Ed. Madras, São Paulo, 2.a edição.

2. Merton, Thomas. A via de Chuang Tzu. Ed. Vozes, Petrópolis, 1977,


p.183.

3. Pease, Allan. El lenguaje dei cuerpo. Ed. Paidós, Barcelona, 1993, p.12

4. Claret, Martin (org.). O pensamento vivo de Gandhi. Ed. Martin Claret,


São Paulo, 1985, p. 76.

5. Foulquié, Paul. Diccionario dei lenguaje filosófico. Editorial Labor, S.A.,


Barcelona, 1967, pp. 1010-11.

6. Freedman, Alfred M. Compêndio de Psiquiatria. Harold F. Kaplan,


Benjamin J. Sadock, p. 471.

7. Fabregas, Josep. El arte de leer el rostro. Ediciones Martinez

Roca S.A.

8. Jobim, Antonio Carlos. Este seu olhar... (música).

99
Bibliografia

Alfonso, Eduardo Dr. (1982). Manual de Curación Naturista.

Editorial Cymys, Barcelona.

Davies, Rodney (1989). A leitura do rosto. Edições 70, Lisboa.

Fabregas, Josep (1992). El arte de leer el rostro. Ed, Martinez Roca, S.A.,
Barcelona.

Ferrandiz, V.L. Dr. (1983). Anatomia y fisiologia. Ediciones Cedei,


Barcelona.

Freedman, Alfred M. et alli (1975). Compendio de Psiquiatria.

Salvat Editores S.A., Barcelona.

Sagne, Cécile (1986). Os rostos. Martins Fontes, São Paulo.

Selingamann, Kurt (1979). História da magia. Edições 70, Lisboa.

Stanke, Louis (1974). O rosto, espelho do carácter. Publicações Europa-


América, Portugal.

Weil, Pierre et Tompakow, Roland (1983). O corpo fala. Editora Vozes,


Petrópolis.

100
FENGSHUI

Para Harmonizar Seu Lar e Sua Vida

Autor: Pier Campadello

Formato: 1 4 x 2 1 cm

ISBN: 85-7374-066-3 - 162 páginas

Eis um livro de Feng Shui para quem pretende

melhorar não só a energia da sua casa, mas a da


própria vida. Aprenda a aliar técnica e

conhecimento para a obtenção de uma harmonia

única, a que você precisa.

F E N G S H U I - Prático e Rápido

Autoras: Helen Spalter e Roscme Straicher

Formato: 1 4 x 2 1 cm

ISBN: 85-7374-064-7 - 96 páginas

A nossa casa é o reduto sagrado onde nos

abastecemos energeticamente; portanto, é

fundamental que a energia circule através dela de

forma harmoniosa. Comprove! A harmonia

dentro de um lar é fator decisivo para a saúde,

prosperidade e realização pessoal.

Sempre o melhor presente!


PROCURE NA SUA LIVRARIA!

C R O M O T E R A P I A Para Crianças

O Caminho da Cura

Autor: Dr. Med Neeresb F. Pagnamenta

Formato: 14 x 21 cm

ISBN: 85-7374-127-9 - 168 páginas

Em uma linguagem simples e objetiva, repleta de

carinho e envolvimento, conceitos e técnicas

terapêuticas específicas vão sendo transmitidos e


o milagre das cores vai se revelando.

Amplamente ilustrado.

MELATONINA

O Poder Milagroso da Cura

Autor: Neil Stevens

Formato: 14 x 21 cm

ISBN: 85-7374-128-7 - 128 páginas

Aqui você vai encontrar tudo sobre Melatonina,

este hormônio-medicamento-complemento

alimentar que é produzido pelo nosso organismo.

Leia! Aprendar a estimular a

produção de Melatonina.

Para receber catálogos, lista de preços

e outras informações escreva para:

Rua Paulo Gonçalves, 88 — Santana

02403-020 — São Paulo — S.P.

Tel.: (011) 6959.1127 — Fax: (011) 6959.3090


http://www.madras.com.br

Formada em letras (Brasil) e

Naturopatia (Espanha),

pós-graduada e especialista

em Didática de Ensino
Superior, professora das

Universidades Abertas para a

Terceira Idade — PUC - SP,

Universidade São Judas Tadeu,

Universidade SanfAnna - SP,

ministra cursos básicos e

especiais de Pisiognomonia.

Autora do livro "Taro dos

índios" — Editora MADRAS.

Estudiosa e pesquisadora dos

oráculos naturais, dentre eles,

o rosto humano. Em seus

trabalhos, os oráculos são

utilizados como instrumentos

para revelarem conhecimentos,

que atuam na compreensão do

ser humano e na promoção de

transformações pessoais.

MADRAS