Você está na página 1de 10

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

POP SRDI - 018


PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

1. Introdução
Uretrocistografia é um exame radiológico contrastado utilizado para estudo anatômico e
funcional da uretra e bexiga.

2. Objetivo
Sistematizar o atendimento da equipe de técnicos em radiologia, médicos e equipe de
enfermagem do SRDI para realização de exames de uretrocistografia, propiciando um
atendimento de qualidade e seguro, conforme as exigências legais.

3. Campos de Aplicação:
Este POP aplica-se ao atendimento prestado ao paciente no HGIP durante a realização
de exames de uretrocistografia.

4. Referências Normativas:
 Portaria 453/98 da ANVISA / Ministério da Saúde.

5. Responsabilidade/ competência:
 Técnico em radiologia: operação do aparelho de raios X.
 Médico: acompanhamento do exame, prescrição do contraste e, se necessário,
operação do aparelho de raios X.
 Equipe de enfermagem: assistência ao paciente antes, durante e após a realização do
exame.

6. Definições:
 Não se aplica.

7. Conteúdo do padrão:
7.1 Recursos necessários:
ASSINATURA E CARIMBO 1
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

 Pedido médico
 Questionário de alergia / termo de consentimento
 Contraste iodado
 Soro fisiológico 0,9 %
 Sonda uretral apropriada ao porte do paciente
 Pinça para uretrografia retrógrada
 Seringas
 Luvas de procedimento
 Luvas estéreis
 Material para assepsia da genitália
 Sabonete líquido
 Pia
 Esparadrapo
 Pomada de xilocaína
 Aparelho de raios X com intensificador de imagem
 Tabela de técnicas radiológicas
 Espessômetro
 Identificadores radiopacos
 Digitalizador de imagem
 Cassetes
 Filmes radiológicos
 Mídias digitais
 Caneta
 Vestimenta para o paciente
 Vestimentas plumbíferas para paciente, acompanhante e profissionais
 Chave do escaninho de pertences de pacientes

ASSINATURA E CARIMBO 2
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

 Dosímetro individual
 Livro de Ocorrências

7.2 Principais passos:


 O profissional de enfermagem recebe e avalia o pedido de exame, a guia de
autorização e o questionário de alergia / termo de consentimento, apresentando-os
em seguida ao médico responsável pelo atendimento;
 O médico responsável reavalia o pedido, a guia de autorização e o questionário de
alergia / termo de consentimento, prestando as devidas orientações à enfermagem e
ao técnico em radiologia, caso o último seja o operador do equipamento de raios X;
 O profissional de enfermagem dirige-se à recepção para chamar o paciente, pedindo
ao mesmo que repita seu nome completo e identificando-se;
 O profissional de enfermagem confirma com o paciente o exame a ser realizado e
presta as devidas orientações em relação ao procedimento;

 Em caso de paciente do sexo feminino em idade fértil, deve-se perguntar sobre


possibilidade de gravidez;

 O profissional de enfermagem encaminha o paciente para o posto de enfermagem,


pedindo ao mesmo que urine e que utilize vestimenta do hospital. Deverá ser
fornecida chave do escaninho para guarda de pertences do paciente;

 O profissional de enfermagem encaminha o paciente até a sala de exame, acionando


o operador do equipamento;
 O operador envia o nome do paciente da lista de trabalho do RIS para o digitalizador
de imagens.
ATENÇÃO: Realizar identificação dos cassetes no digitalizador de imagens,
conferindo o nome do paciente no equipamento, quantas vezes se fizerem

ASSINATURA E CARIMBO 3
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

necessárias, certificando-se de que não existe troca de nomes. Os cassetes deverão


ser identificados antes de serem levados à sala de exame;
 Toda a equipe deve higienizar as mãos com água e sabonete antes de prestar
atendimento ao paciente;
 O operador, com ajuda da equipe de enfermagem (se houver necessidade), posiciona
o paciente na mesa de exame;
 O operador deve ficar atento ao uso de dispositivos de blindagem (para paciente,
acompanhante e profissionais) e do dosímetro individual, conforme exigências da
Portaria 453 da ANVISA;
 O operador deve selecionar os parâmetros técnicos adequados, estando atento ao
uso de espessômetro e à tabela de técnicas do aparelho, realizando, inicialmente,
radiografia da pelve sem contraste para avaliação da anatomia, do posicionamento e
dos fatores técnicos de exposição;
 Devem-se utilizar identificadores radiopacos nos cassetes para registro de
referências anatômicas e outras informações importantes, como, por exemplo, o lado
do corpo. Restringir ao máximo a área do corpo a ser irradiada, usando colimação
adequada;
 Dirigir-se à sala de digitalização de imagens para leitura do cassete. CONFERIR SE A
IDENTIFICAÇÃO DA IMAGEM CORRESPONDE À IDENTIFICAÇÃO DO
PACIENTE;
 Fazer análise visual da imagem obtida e, se necessário, realizar ajustes técnicos.
 Apresentar a imagem para análise do médico;
 O médico prescreve o contraste e presta as devidas orientações à equipe de
enfermagem e ao operador do aparelho;
 A equipe de enfermagem administra o contraste por via uretral, através de sonda ou
de pinça específica, dependendo do tipo de exame solicitado;

ASSINATURA E CARIMBO 4
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

 O operador deverá realizar exposições da área de interesse em AP e oblíquas, para


estudo da bexiga e da uretra. Na uretrografia retrógrada, o estudo da uretra deve ser
realizado durante a administração do contraste. No caso de uretrografia miccional, as
exposições devem ocorrer durante o processo de micção;
 Ao final do exame, a equipe de enfermagem deve retirar a sonda uretral, higienizar o
paciente e a sala de exame, pedir que o paciente se troque, receber a chave do
escaninho de pertences, orientar o paciente e esclarecer eventuais dúvidas, seguindo
sempre as orientações do médico;
 O operador deve providenciar a impressão de filmes e/ou mídias eletrônicas e
encaminhar as imagens de padrão diagnóstico para o PACS, conferindo se a
identificação das mesmas corresponde à do paciente. Se não forem usados
todos os cassetes previamente identificados, realizar o apagamento imediato da
placa de fósforo no digitalizador de imagem;
 O operador deve se identificar-se de forma legível no pedido de exame (nome e
registro no CRTR ou CRM), registrar a técnica radiológica utilizada em cada
exposição e anotar o número/tamanho de filmes utilizados e desprezados, se for o
caso;
 Todos os profissionais envolvidos devem registrar eventuais intercorrências no Livro
de Ocorrências;
 Caso se detectem erros ou falhas durante o processo de realização de exames
que possam impactar sobre a conduta ou a segurança do paciente, notificar
imediatamente ao médico solicitante, à coordenação do Serviço de Radiologia
e/ou ao administrador do sistema PACS. Se necessário, fazer anotações nas
imagens a serem desconsideradas.

7.3 Cuidados especiais


 Acatar normas de biossegurança.

ASSINATURA E CARIMBO 5
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

 Seguir as normas de radioproteção estabelecidas na Portaria 453 da


ANVISA/Ministério da Saúde.
 Realizar a conferência da identificação do exame em todas as etapas do processo de
trabalho, quantas vezes se fizerem necessárias, para garantir a segurança do
paciente.
 Verificar a disponibilidade de materiais e medicamentos para tratamento de eventuais
reações adversas ao contraste iodado.

8. Siglas
 HGIP: Hospital Governador Israel Pinheiro
 POP: Procedimento Operacional Padrão
 ANVISA: Agência Nacional de Vigilância Sanitária
 RIS: Sistema de Informação em Radiologia
 IPSEMG: Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais
 PACS: Picture Archiving and Communication System (sistema de arquivamento e
transmissão de imagens)
 CRTR: Conselho Regional de Técnicos e Tecnólogos em Radiologia.
 CRM: Conselho Regional de Medicina
 AP: Anteroposterior

9. Indicadores
 Não se aplica.

ASSINATURA E CARIMBO 6
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

10. Gerenciamento de riscos:


Falhas
Categoria potenciais Ações frente ao
Evento Ações de prevenção
de risco geradoras de evento
riscos
Assistencial Não certificação Troca de Pedir ao paciente que Realizar as devidas
da identificação pacientes. repita o seu nome completo anotações nas imagens
do paciente no momento do a serem
antes do exame atendimento. desconsideradas.
Identificar os cassetes de Comunicar à
forma adequada. coordenação do SRDI.
Conferir a identificação do Comunicar ao médico
paciente a cada etapa do assistente.
processo de digitalização Solicitar imediatamente
de imagens. ao administrador do
PACS que realize as
devidas correções no
sistema.

Assistencial Não certificação Realização de Conferir o nome do exame Não realizar o exame
do exame a ser exame diferente e a indicação clínica antes caso existam dúvidas,
realizado. do solicitado de realizar a exposição. erros ou incoerências
Letra ilegível no pelo médico. no pedido de exame,
pedido médico. devolvendo-o ao
médico solicitante para
adequações.

ASSINATURA E CARIMBO 7
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

Assistencial Não Exposição Submeter-se aos Comunicar ao SPR e


fornecimento de indevida e treinamentos de ao RT.
condições evitável à radioproteção. Se necessário,
adequadas de radiação Informar o paciente sobre comunicar ao médico
proteção ionizante. os procedimentos a serem do paciente.
radiológica do seguidos durante o exame,
paciente durante evitando-se repetições
o exame. desnecessárias.
Problemas Utilizar colimação
técnicos com apropriada à região a ser
equipamentos estudada.
emissores de Utilizar dispositivos de
radiação blindagem.
ionizante. Comunicar falhas de
equipamento ao RT.

ASSINATURA E CARIMBO 8
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

Assistencial Não Reação adversa Analisar com cuidado o Instituir tratamento


investigação de ao contraste questionário de alergia, imediato.
potenciais riscos iodado. buscando maiores Se necessário, acionar
ao uso de informações com o equipe de apoio por
contraste paciente e/ou seu telefone para ações de
iodado. acompanhante. emergência.
Orientar paciente sobre o
exame e preparo.
Contraindicar exames sob
condições inseguras, em
que o risco será maior que
o benefício.
Prescrever preparo
antialérgico quando houver
indicação.
Realizar o exame sob
assistência anestesiológica,
quando houver indicação.

Assistencial Não Agravamento do Verificar e/ou solicitar Encaminhar paciente


investigação de processo exames de urina do para atendimento
infecção do trato infeccioso. paciente antes de agendar médico especializado.
urinário. e realizar o procedimento,
descartando a presença de
processo infeccioso em
atividade.

ASSINATURA E CARIMBO 9
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP SRDI - 018
PADRÃO

TÍTULO: REALIZAÇÃO DE URETROCISTOGRAFIA

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Fernanda Felipe Cesar Costa Marcelo Pinto
Emissão
00 Junho/2017 10 Monteiro de Cibelle Araújo da Barbosa
inicial
Castro Carvalho Silveira Maristela Avelina

Ocupacional Falta de Exposição Submeter-se Comunicar ao SPR e


conhecimento indevida e periodicamente aos ao RT.
sobre os riscos prevenível do treinamentos de Se necessário, buscar
da radiação profissional à radioproteção. atendimento médico de
ionizante. radiação Utilizar dosímetro individual urgência.
Falta de ionizante. durante toda a jornada de
dispositivos de trabalho.
blindagem Utilizar dispositivos de
adequados e em blindagem.
número Comunicar falhas de
suficiente. equipamentos ao RT.
Problemas
técnicos com
equipamentos
emissores de
radiação
ionizante.

11. Referências
Bontrager, K. Tratado de Posicionamento Radiográfico e Anatomia Associada - 7ª
Edição.

12. Anexos
 Não se aplica.

ASSINATURA E CARIMBO 10

Você também pode gostar