Você está na página 1de 34

0

SUMÁRIO

Biografia ........................................................................................... 2
Módulo 1 – Sobre o Shih-Tzu ............................................................. 3
Módulo 2 – Saúde ............................................................................. 8
Módulo 3 – Pelagem ........................................................................ 14
Módulo 4 – Adestramento ............................................................... 19
Módulo 5 – Alimentação natural e ração.......................................... 26

1
BIOGRAFIA DO AUTOR

Sou Ivanna Caramês, Mexicana casada com um brasileiro maravilhoso, tenho dois
Shih-Tzus lindos, Thomas e Jahmila, que me ajudaram muito no processo de
adaptação a vida no Brasil! Sou formada em Marketing no México com
especialização em Marketing digital, atuando como consultora digital no Brasil e
no México.

Devido ao amor tão grande por esses cachorrinhos e pela vontade de dar uma
vida com mais qualidade, equilíbrio e felicidade para eles, resolvi aprender mais e
fiz cursos de alimentação natural para cachorros, curso de pelagem e penteados,
adestramento e sou certificada como auxiliar veterinária aqui no Brasil.

Conforme o Thomas foi crescendo percebi que não existia muita informação de
qualidade sobre os cuidados necessários para ter um cachorrinho, principalmente
em relação a saúde, alimentação e comportamento.

Por isso resolvi criar o Mundo Shih Tzu, que tem como objetivo proporcionar aos
nossos clientes e seguidores uma incrível experiencia através de informações
valiosas, dando dicas de produtos de qualidade, que realmente ajudam na rotina
de cuidados do dia a dia, fazendo com que os nossos seguidores tenham cães
muito mais saudáveis, equilibrados e felizes!

2
MÓDULO 1 - SOBRE O SHIH-TZU
O Shih Tzu é uma raça muito companheira, apaixonada e linda. Não por acaso, é a
raça mais pesquisada pelos brasileiros. Algumas pessoas chamam o Shih tzu de
diversos outros nomes como: Shi tzu, shitzu, xitzu, chitos, cheetos, shitsu, shiatsu,
shin tzu e mais outros nomes, porem o nome correto é SHIH TZU

Origem do Shih-tzu

A origem exata do Shih tzu não é conhecida, alguns estudos mostram que esse
cachorrinho maravilhoso foi criado no Tibete e aprimorado na China, estudos
feitos apontam que o Shih tzu é o resultado do cruzamento entre cães da raça
Lhasa Apso (Tibet) e Pequinês (China).

No Tibete o Shih tzu era considerado como um cão sagrado e era criado em
templos. Eles começaram a aparecer durante a Dinastia Ming (século XVII) e
devido a sua aparência como a de um leão, foi batizado de Shih Tzu, (leão em
chinês).

3
No Tibete e depois na China, o Shih-tzu ocasionalmente era dado como presente
somente para pessoas importantes como reis, presidentes, nobres pois eram
considerados cães sagrados. Depois da introdução na corte Chinesa esse cão
começou a cruzar livremente com pequinês, e com o tempo foi mudando as
características até chegar ao que conhecemos hoje.

Somente em 1938 o Shih-tzu foi reconhecido como uma raça específica, diferente
de outras raças de origem Tibetanas e Chinesas que não foram reconhecidas pois
existia certa confusão e dificuldade para definir raças pequenas e peludas
originaria desses lugares.

Em 1957, o Shih-Tzu foi reconhecido oficialmente pela Federação Cinológica


Internacional mas somente em 1969, o American Kennel Club (uma das entidades
mais respeitadas do mundo) reconheceu o padrão do Shih-Tzu. A popularidade
da raça cresceu muito desde a década de 60, fazendo com que hoje seja uma das
raças com mais exemplares em todo o mundo

Expectativa de vida do Shih-tzu

Normalmente, a expectativa de vida de um cachorrinho da raça Shih-tzu é de 15


anos, já vi cachorrinhos que viveram 19 anos, então não é impossível ter o nosso
amigão por bastante tempo.

O que os nossos cachorrinhos precisam para ter uma vida mais longa e
duradoura:

• Uma boa alimentação.


• Acesso a saúde, é muito importante fazer check-ups nos nossos cachorrinhos,
quando eles ainda são novos pode ser feito anualmente, mas quando eles ficam
mais velhos temos que fazer com mais frequência.
• Exercício, é muito importante que os nossos cachorrinhos façam exercício
regularmente, isso ajuda muito para que tenham uma boa saúde, além de
ajudar a aumentar a autoconfiança. Um cachorro exercitado é um cachorro
feliz!
4
• Se você não quiser cruzar o seu cachorro uma boa opção para evitar algumas
doenças é castrá-lo.
• Escovar os dentes, isso é muito importante, pois o tártaro além de causar mal
hálito também causa doenças, uma delas é até cardíaca.
• Manter as vacinas em dia: As vacinas são vitais na vida dos nossos cachorrinhos,
sem elas, eles correm muitos riscos de ficar doentes, e pegar doenças que
podem levar até a morte.

Shih-tzu fêmea x Shih-tzu macho

Shih-Tzu Fêmea

A fêmea normalmente é mais calma, atenciosa, carinhosa, dócil, e meiga do que o


macho. Gosta mais de brincar e ela é mais apegada com o dono.

Elas aprendem mais rápido que o macho e são mais atentas ao treinamento.
Elas entram no cio de 6 em 6 meses às vezes podendo variar de 6 à 10 meses.
Nessa época a fêmea vai sangrar e pode vir a manchar suas roupas, moveis, sofá,
cama e etc… Mas são coisas que podem ser solucionadas colocando-lhe uma
fralda, evitando que ela suba na cama ou sofá durante esse período. O que pode
ser feito é colocar a cadela para dormir sobre um lençol branco ou claro e assim
você vai poder saber quando ela estiver parado de sangrar.

Quando está no cio, a fêmea exala um cheiro para atrair ao macho para o
acasalamento. A fêmea tem uma desvantagem quando terminar o cio ou quando
desmama, já que ela demoram para voltar às mesmas condições físicas que antes.
Tem que esperar um tempo, tendo muito cuidado e uma boa alimentação para
que aos poucos ela volte ao normal.

Shih-Tzu Macho

O macho é mais forte, dominante, maior em tamanho, mais musculoso e um


pouco menos delicado, meigo e dependente do que a fêmea.

5
Os cuidados são os mesmo que com as fêmeas, quaisquer dos dois são excelentes
companheiros e amigos fiéis, além de conviver bem com toda a família, crianças e
outros cachorros, também são cachorros independentes podendo ficar um tempo
sozinho em casa de boa, contanto que tenha um brinquedo ou algo para passar o
tempo.

O Macho quanto atinge certa idade (por volta dos 10, 12 meses de idade) começa
a marcar território e isso pode ocasionar maus hábitos como ficar mijando por
toda a casa, marcando ali o seu território. Mas isso tem solução, atuando com
uma postura firme e com disciplina sempre que ele fizer fora do lugar.

Devemos lembrar que os machos normalmente têm o temperamento mais forte,


o que pode ocasionar um temperamento mais agressivo em certas ocasiões, seja
com outro cão ou até com o próprio dono desrespeitando uma ordem ou a sua
vontade. No curso guia do shih tzu você tem um módulo de adestramento com
vídeo aulas que te ajudarão a ter um shih tzu mais educado, equilibrado e feliz.

Hábitos do Shih- tzu

O Shih-tzu gosta de ficar em lugares limpos, ele tem um comportamento muito


higiênico, pois raramente deita em locais sujos ou onde fazem as suas
necessidades.

Para isso, ele deve dispor de áreas especiais. Quando treinado ele só faz as suas
necessidades nos lugares corretos, que foram destinados a lhe servir de “banheiro
e que ele foi acostumado a procurar quando necessário.

Muitas pessoas falam que outro hábito do Shih-tzu é comer as próprias fezes!
Bem, é uma raça propensa a comer as fezes sim, mas não é algo NORMAL DA
RAÇA, não deve ser permitido pelo dono e tem cura sim, no curso guia do shih tzu
você tem uma aula exclusiva com dicas para combater a coprofagia

Eles gostam muito de deitar e dormir ao lado do seu dono, principalmente nas
pernas e na área dos pés. Eles adoram que o dono faça um cafuné enquanto
dormem. Gostam também de deitar em locais com pisos frios e ficar no ar
condicionado também, pois devido as suas origens asiáticas, vindo de países frios,
6
as baixas temperaturas lhes costumam ser agradáveis. Eles também procuram
esses pisos frios para se refrescar do calor, no verão principalmente!

Uma das razões pelas quais o Shih-tzu está sendo, cada vez mais adotado em
lares das grandes cidades é que, mesmo se forem deixados sozinhos no
apartamento ou em casa, são cães que não latem muito e geralmente não sofrem
pela “solidão” da mesma forma que cães de muitas outras raças. Eles só precisam
de uns bons brinquedos para ficarem de boa sozinhos em casa, são cães muito
independentes.

Personalidade do Shih-tzu

O Shih-tzu é um cachorrinho que possui um ótimo temperamento, ele é muito


amigável e dócil. Gosta muito de ficar junto das pessoas que lhe agradam e que
lhe fazem carinho. Ele também é MUITO inteligente, calmo, sossegado e discreto.

Late relativamente pouco, comparado com outros cães de companhia de outras


raças. Ele só rosna quando é provocado, dando a entender, assim, que está
pronto para se defender e para reagir contra qualquer provocação.

Ele pode se tornar agressivo, rosnando ou latindo quando julgar que um membro
da casa está em perigo, ou mesmo quando acreditar que a sua está correndo
algum perigo. Ele é capaz de tentar defender também qualquer pessoa ou cão
que julgar ser seu amigo. O Thomas por exemplo cuida muito da Jahmila, se ele
escutar que ela chorou por alguma coisa, ele corre para saber o que está
acontecendo.

O Shih-tzu é um cãozinho muitas vezes “teimoso”, pois pode insistir muito


quando quer brincar ou pegar algum objeto. Mas fique tranquilo porque essa
característica de temperamento pode ser bastante amenizada quando o
cachorrinho passa por um treinamento básico, que enfatize a obediência ao seu
dono.

7
MÓDULO 2 - SAÚDE

Principais problemas de saúde do Shih-tzu

Alergias e Dermatites:

O Shih-tzu é um cachorro com grande tendencia a desenvolver dermatites, da


mesma forma que os humanos, eles podem desenvolver alergias tanto de pele,
respiratórias ou alimentares. As mais comuns são as de pele (dermatites). Os
sintomas são bastante claros, pois o cachorro começa a se coçar bastante em uma
ou mais áreas do corpo, podendo desenvolver feridas bem “feias”.

As dermatites podem ser causadas pelos mais variados motivos, Desde algumas
substâncias comuns usadas na limpeza da casa, materiais sintéticos como:
carpetes, cobertores etc.. picada de pulga, produtos de higiene (shampoo,
condicionador) por isso é muito importante usar produtos próprios para cachorro,
verificando que seja livre de substâncias que agridem a pele e a pelagem, até
mesmo a alimentação.

Muitas rações inclusive rações Super Premium contém ingredientes como: Soja e
milho que são altamente alérgicos para os nossos cachorros. Se você já fez de
tudo, trocou a ração por uma livre de ingredientes tóxicos ou por alimentação
natural, trocou o shampoo por um livre de substâncias que provocam alergias, se
tirou os produtos de limpeza etc. e ainda assim ele continua com alergia, consulte
o seu médico Veterinário para assim fazer os exames necessários e poder
diagnosticar a causa. Podemos evitar dermatites secando bem o cachorro depois
do banho com toalhas secas e depois com um secador de cabelo (sempre com
muito cuidado na temperatura).

As dermatites causam “rachaduras” e vermelhidão na pele, podem apresentar o


indício de um processo alérgico mais importante quando o cão apresenta outros
sintomas, como vômitos, perda de peso, diarreia, entre outros. É muito
importante que quando houver um ou mais sintomas de dermatite ou outro tipo
de alergia, leve o seu filho Pet imediatamente ao veterinário.

8
Problemas nos olhos:

Devido a conformação dos olhos dos cães dessa raça, o Shih-tzu podem
apresentar lacrimejamento constante, o que pode causar problemas nos pelos ao
redor dos olhos. Por isso é muito importante prender com uma “chuquinha”, e
manter essa área livre de pelos, para que não irritem ainda mais o globo ocular, o
que levaria no aumento de produção de glândulas lacrimais.

Muitos donos preferem cortar os pelos da área dos olhos e focinho, mas acredite
em mim esse pode ser um erro muito grande pois você estará desprotegendo
essa área frágil do seu amiguinho, lembre-se que a natureza de cada raça tem um
propósito.

Outro problema que os Shih-tzus podem apresentar nos olhos é a atrofia


progressiva de retina que pode reduzir a capacidade visual e até mesmo levar a
cegueira.

Insuficiência renal:

Os sintomas mais visíveis desse problema são a perda de apetite, indisposição,


desanimo, aumento no consumo de água, em alguns casos, o cão começa a beber
a própria urina, que fica com coloração bem fraca.

Após o desmame, alguns filhotes começam apresentar os primeiros sintomas,


mas o problema pode se manifestar claramente somente mais tarde. A
insuficiência renal quando não tratada pode levar o cachorro à morte, porém se o
Veterinário detectar o problema no início, existem medicamentos, rações
especiais, dietas especiais em caso de alimentação natural, para tentar reverter o
quadro. Um cachorrinho com insuficiência renal moderada ou leve pode viver
bastante, se houver acompanhamento adequado.

Displasia coxo-femural:

É um problema de má formação das articulações que ligam os ossos da coxa,


fêmur e bacia. Os Shih-tzus assim como os cães da raça Lhasa Apso, apresentam
incidência maior nesse problema se comparado com cães de outras raças.
9
Quando notarmos que o cachorro apresenta problema de locomoção ou
“reclama” de dor nessa região devemos levá-lo ao veterinário pois somente uma
radiografia ou ressonância magnética poderá diagnosticar esse problema.

Esses são os principais problemas de saúde dessa raça maravilhosa que é o Shih-
Tzu, temos que ficar atentos a qualquer mudança de comportamento, ou saúde
para que assim possamos levar ao veterinário e resolver o problema com
antecedência.

Doenças mais comuns em cães

A Prevenção e o correto tratamento das doenças que os cães possam vir a sofrer é
um dever de todos os donos, pois a vida deles pode depender disso e a saúde da
família que o acolheu também.

As principais doenças dos cães podem ser de origem infecciosa ou parasitaria e


normalmente exigem cuidados especiais e medidas de prevenção. Sempre que
suspeitar de algum problema de saúde deve evitar medicar o seu cão sem antes
procurar a orientação de um veterinário. A seguir veremos algumas das doenças
mais comuns em cães:

• Cinomose
• Coronavirose
• Hepatite
• Leptospirose
• Parainfluenza
• Parvovirose
• Raiva
• Verminose

Vacinação em cães: Diferença entre vacina importada e nacional

Hoje em dia os cães têm uma vida mais longa graças às vacinas. Doenças graves
como Cinomose, Parvovirose, Leptospirose, raiva e tantas outras hoje podem ser

10
evitadas com um simples ato de amor, a vacinação do seu cachorro. Além de
muito simples, a vacinação para pets não é cara, e vale a vida do seu cachorro.

Vacina é um tipo de substância (vírus ou bactéria) que é introduzida no corpo de


uma pessoa ou de um animal para criar imunidade a uma determinada doença ou
para curar uma infecção já instalada.

A imunidade criada através da vacina baseia-se na capacidade de reação do


organismo aos agentes infecciosos ao produzir anticorpos que combatam esses
agentes.

Quando uma pessoa ou animal são vacinados contra uma determinada doença,
passam a ter imunidade em relação a essa doença.

Qual a diferença entre a vacina importada e a nacional? A vacina importada


recebe até o nome de vacina ética, mas na verdade deveria se chamar de vacina
profissional, é aplicada somente por veterinários, o cachorro passa por uma
anamnese (uma consulta onde o veterinário investiga todo quadro de saúde do
cão, procurando detalhes que possam ser úteis e tornem a vacinação mais
segura) antes da aplicação da vacina e somente se estiver com a saúde perfeita
ele é vacinado.

Já a vacina nacional, deveria ser chamada de não profissional, pois geralmente é


aplicada por pessoas desqualificadas, geralmente em agropecuárias, ou mesmo
em casa (nenhum tipo de vacina pode sofrer problemas de armazenamento e
quando uma vacina não é armazenada adequadamente ela perde a sua eficácia),
isso é muito mais comum acontecer entre as vacinas não éticas.

Além disso, o animalzinho não passa por uma anamnese e pode estar com alguma
doença, podem ocorrer problemas muito comuns como no caso de cães que por
exemplo, não foram vermifugados e nenhum cuidado foi tomado antes da
aplicação. Há muitos casos de cães que adquirirem as doenças que as vacinas
deveriam supostamente evitar que eles desenvolvessem, quando são vacinados
com a vacina nacional, isto se deve principalmente as condições em que a vacina
chega ao consumidor final, do que ao processo tecnológico em si, que são
utilizados para fabricar as vacinas nacionais.

11
Quais as melhores marcas de vacinas que devemos dar?

Alguns veterinários trabalham com apenas uma marca de vacina geralmente


importadas, as vacinas nacionais são iguais aos nossos remédios genéricos, são de
diferentes fabricantes, apesar de todas terem a mesma finalidade, no entanto o
processo de fabricação e tecnologia das vacinas podem ser diferentes.

Basicamente, existem três tipos de vacinas:

Vacinas atenuadas, que são produzidas com o vírus vivo e atenuada por diversas
passagens em culturas.

Vacinas inativadas, que são produzidas com o vírus inativado que é o vírus morto,
o *Vírus inativado sempre contém adjuvante tudo que é adicionado ao princípio
ativo, com intenção de completar. Ex: diluentes, óleos. Que geralmente pode se
tornar responsável por reações colaterais;

Vacinas recombinantes, que são produzidas extraindo do vírus apenas as


informações genéticas necessárias para que o organismo reconheça a doença,
recombina-se dentro de um outro vírus completamente inofensivo e depois
replica-se o resultado em laboratório. Conversar com seu veterinário de confiança
e se informe sobre o protocolo vacinal dele.

Desde o momento em que nascem até 28/30 dias o filhote é amamentado por
dias pela mãe. E neste leite além de nutri-los também vem com anticorpos
passados da mãe para os filhos. Estas células de defesa, passadas pela mãe,
podem diminuir ou até mesmo neutralizar a eficácia da ação das vacinas. Sempre
vacine seu cão filhote, adulto ou velhinho com um profissional veterinário

Mudança de dentes

Você sabia que os nossos filhotes trocam de dentes assim como os humanos?
Quando eles vão crescendo, crescem também os dentinho que são os de leite.
Assim que se você encontrar algum dentinho no chão fique tranquila que é algo
normal. A troca dos dentes de leite pelos definitivos começa a ser feita quando os

12
filhotes estão com um pouco mais de 3 meses e termina normalmente pelos 6
meses de idade.

É muito importante que durante esse período você examine os dentinhos do seu
amiguinho com frequência, porque as vezes nascem os dentes definitivos antes
mesmo de caírem os dentinhos de leite. Quando isso ocorre, o filhote pode até
ficar com a dentadura dupla, o que poderá causar problemas futuros, dificultando
sua mastigação e em logo prejudicando a sua alimentação.

Quando os dentes de leite não caem, normalmente devem ser extraídos por um
profissional. Deve ser feita uma higiene bucal pelo menos 3 vezes por semana,
para assim evitar tártaros, que além de provocar mal hálito também pode
provocar doenças cardíacas.

Você deve usar uma pasta de dentes própria para cachorros e escova de dentes
especiais ou dedeiras para escovar corretamente os dentes do seu amiguinho. Eu
uso a pasta de dentes Dental Guard da linha Pet Society que tem um sabor Tutti
frutti formulado com ingredientes que proporcionam efeito abrasivo controlado.

Não esqueça que você pode encontrar esses produtos (Pasta, Dedeira e Escova de
dentes) na nossa loja Mundo Shih Tzu!!.

13
MÓDULO 3 - PELAGEM

Troca de pelagem

O Shih-tzu troca de pelo? A resposta é sim.! Como todos os cães, o Shih-tzu sofre,
periodicamente, trocas de pelo conhecidas popularmente como “mudas”. As
mudas variam de intensidade, sendo que, no Shih-tzu, ela é considerada como
moderada.
O Shih-Tzu é uma raça que solta menos pelos pela casa e precisa de alguma tosa
higiênica, pois os pelos tem crescimento contínuo (não param de crescer).
Normalmente, todas as raças fazem duas trocas por ano, que acontecem na
primavera e no outono. No Brasil as estações não são muito definidas, por isso os
cachorros acabam perdendo pelo sempre, mas tem maior intensidade entre abril
– Maio e entre setembro – outubro.
Por que os cães trocam na Primavera e Outono? Como sempre falo a natureza é
divina! Na primavera o pelo é substituído por um pelo mais finos para o verão. E
no outono é um pelo mais grosso, para se preparar para o inverno.

O que podemos fazer para diminuir os pelos pela casa?

A escovação frequente sem dúvida faz toda a diferença, também é recomendável


fazer uma remoção de subpelo (Carding) e uma técnica usada para remover todo
o subpelo que se encontra em excesso no cachorro, causando assim os nós.
O procedimento é indolor, e não promove qualquer tipo de dano a pelagem, não
interfere no comprimento e pode ser feita em diversos tipos de raça. A pelagem
fica macia, com aspecto mais saudável e leve. Lembre-se que para fazer uma
escovação correta você NÃO deve pentear a seco!!

14
Cores da raça Shih-Tzu

Qualquer cor é aceita no Shih Tzu, com o tempo a pelagem pode ir ganhando novos
tons e mudando de cor, exemplo a minha Jahmila que é branca e caramelo e com o
tempo as pontas das orelhas foram ficando mais avermelhadas e com diferentes
tons de castanho claro e escuro.

Cuidados com os bigodes do Shih Tzu

A sujeira, bebedouro inadequado, água da torneira (água da torneira contém


substâncias tóxicas que também causam manchas nos bigodes de seu cachorro),
contato com a rua, se vivem em apartamento ou casa com jardim etc.

Há vários produtos que ajudam a clarear o pelo do seu cachorro, são caros, mas
não se preocupe, há uma série de cuidados que vai ajudar a evitar as manchas e o
melhor de tudo, você não vai gastar dinheiro com esses cremes caríssimos

15
Primeiro de tudo temos que trocar o bebedouro para um adequado, existem
bebedouros que são específicos para cães de pelo longo, devo dizer que nem
todos os cães gostam de beber lá (é o caso do Thomas), se você não conseguir
que o seu cachorro se acostume com esse bebedouro não se preocupe, essa é
apenas uma opção para diminuir manchas nos bigodes. Lembre-se também que
ter o pelo molhado pode causar fungos na pele deles e mau cheiro.

Limpe os bigodes pelo menos uma vez por dia com água filtrada morna e
algodão, se você não conseguir limpar uma vez por dia, tenta pelo menos torná-lo
um dia sim e um não. Limpar os bigodes diariamente ajuda muito a tirar toda a
sujeira dos bigodes, mau cheiro (é muito importante secar bem) e as manchas
causadas pela poeira, contato com a rua etc.

Botar água filtrada ou água purificada, como mencionado anteriormente a água


da torneira contém algumas substâncias que, além de serem prejudiciais à saúde,
também mancham o pelo do cachorro, é importante essa dica, com isso você vai
reduzir muito as manchas dos bigodes.

Os cachorros que têm manchas por causa da acidez da saliva e lágrima, podem
tomar medicamento (existem medicamentos no mercado que ajudam a tratar a
lagrima ácida), consulte o seu veterinário, ele irá te dizer qual é o medicamento
indicado

De quanto em quanto tempo devo dar banho no meu cachorro?

Pessoalmente eu prefiro dar banho nos meus cachorros em casa, só levamos eles
no petshop para fazer a tosa higiênica de tempos em tempos, coisa que vamos
começar a fazer em casa também.

Um cachorrinho pode tomar banho a partir dos 45 dias de vida (em casa, não é
aconselhável dar banho em petshop até tomarem as vacinas). A Jahmila tomou
banho assim que chegou em casa, usando lenços umedecidos e depois um banho
mais completo com shampoo.

16
Quando eles já são maiores podemos dar banhos mais constantes como uma vez
por semana, a cada 15 dias, o importante é evitar dar mais do que um banho por
semana.

São vários os fatores que influenciam para dar banho semanalmente, se o seu
cachorro sai na rua, tem contato com jardins, qualquer lugar que possa deixar ele
sujo. Não é recomendável dar banho com frequência, temos que esperar pelo
menos 7 dias para dar banho de novo, logo tudo vai depender do lugar aonde o
seu cachorrinho vive, com que frequência ele sai na rua.

As necessidades higiênicas dos animais é bem diferente da nossa. Banhos em


excesso, podem causar desde alergias, até problemas de pele graves, diminuição
da imunidade. Você sabe que cada vez que se banha o animal, é removido
gordura da pele do animal, removendo a barreira protetora dela?

Essa proteção natural impede a entrada de bactérias e fungos na pele. Uma vez
sem ela, surgem os problemas. Para que ele não fique com o cheiro forte demais
e não característico, dê menos banho possível (ideal de 30 em 30 no inverno e 15
em 15 no verão para cães de pelo curto. E manter a frequência quinzenal no
inverno para cães de pelo longo) e escove-o todos os dias pra remover as células
mortas e os pelos soltos e evitar nós. Alguns fatores devem ser levados em
consideração para determinar o intervalo entre um banho e outro:

Filhotes que ainda não foram vacinados devem evitar banhos em pet shops. O
ideal é que o primeiro banho seja dado em casa, a partir dos dois meses de vida,
utilizando água morna e sabonete ou xampu próprio para filhotes. O horário ideal
para o banho é durante o dia e a secagem deve ser feita com o auxílio de um
secador. Banhos em petshop só devem acontecer após o término do esquema de
vacinação e vermifugação.

Outros cuidados na hora do banho

A hora do banho é o momento ideal para colocar em dia a higiene de outras áreas
do corpo, como os ouvidos, cujos canais auditivos devem ser limpos para evitar o
acúmulo de cera; os dentes, que só podem ser higienizados com escova e cremes
próprios para animais. Eu dou banho a cada semana já que o Thomas e a Jahmila
saem 2 vezes ao dia para passear.

17
Para dar banho em casa precisamos:

Algodão – Muito importante! Temos que proteger muito bem os ouvidos, e secar
bem as orelhas após o banho, caso contrário poderá ocasionar otite ou algo mais
grave. Pode ser algodão normal ou impermeável.

Shampoo – Eu uso um shampoo para pele sensível, o mais aconselhável para essa
raça, pois eles são cães de pele delicada.

Condicionador (desembaraçador) – Se você quer desembaraçar os pelos do seu


cachorro com facilidade é importante usar condicionador, além de ajudar a deixar
o pelo mais bonito, liso e suave.

Secador – Importantíssimo secar muito bem o seu cachorrinho, nunca deixe de


secar bem ele para não ficar molhado, já que isso pode ocasionar fungos na pele.

Creme hidratante – Nós humanos usamos creme para hidratar o cabelo, por que
eles não? É importante que os nossos cachorros usem creme hidratante, isso vai
ajudar para um melhor crescimento e a manter a pelagem hidratada e linda! O
creme que eu uso se aplica após o banho e antes de secar completamente o pelo.

Escovas – Existem escovas especiais para cachorro de pelo longo, que são as
escovas de pinos sem bolinhas nas pontas. Eu recomendo ter 3 tipos, o Pente de
aço, a escova sem bolinhas nas pontas e a escova rasqueadeira.

Toalha – Usar uma toalha que absorva bem a água.

Laços – Não devemos deixar que o pelo tenha muito contato com os olhos, pode
ocasionar doenças, rompimento de córnea etc.

Por último você tem que ter cuidado com os choques térmicos, se você quer sair
na rua com o seu cachorrinho aguarde pelo menos 30 minutos e não esqueça de
limpar os ouvidos, cortar as unhas, aparar um pouco os pelos que fica dentro da
orelha e não esquecer de escovar os dentes do seu cachorrinho!

No curso guia do shih tzu vocês terá acesso a vídeo aulas exclusivas com dicas de
como fazer em casa os procedimentos de pré-banho, banho, secagem, escovação,
limpeza de bigodes.
18
MÓDULO 4 - ADESTRAMENTO

Esse tema é muito importante pois a partir daqui vai se definir o caráter do
cãozinho, hábitos, convivência com os donos etc. O primeiro que você deve
compreender é que para ter sucesso no adestramento você precisa ter paciência,
persistência e rotina, sem isso já te adianto que você provavelmente não irá
conseguir educar o seu cãozinho.
Segundo e também muito importante é você conhecer como funciona a mente do
seu cachorro, para poder entender o que ele está querendo nos dizer e assim ser
capaz de passar os comandos de maneira clara para eles.

Alguns dos probleminhas mais comuns no Shih-Tzu são:


• Agressividade
• Ansiedade
• Cachorro que late muito
• Falta e obediência
• Morde tudo
• Shih-Tzu que come fezes
• Xixi e cocô no lugar errado

O pior é que muitas das vezes somos nós mesmo que incentivamos esses tipos de
comportamento sem saber, justamente por não conhecer como funciona a mente
deles.
Clique abaixo e assista a live que eu fiz com o especialista em comportamento
animal, Dr. Fernando da escola Maná Pet, sobre os 3 pilares do adestramento, vai
te ajudar bastante a ter sucesso no adestramento do seu filho de 4 patas!!

https://www.instagram.com/tv/CG8lTjZnRkB/

19
Irei abordar dois temas que são bem comuns e os que mais atingem os donos:
Xixi e cocô no lugar errado e Coprofagia (o ato de comer fezes), mas já te adianto
que no curso Guia do shih tzu você terá acesso a incríveis aulas ministradas pelo
Dr. Fernando da Escola Mana Pet, especialista em comportamento animal.
Algumas das vídeo aulas são:
• Educação sanitária (Xixi e cocô no lugar certo)
• Coprofagia
• Ansiedade por separação
• Mordidas em excesso
• Introdução a psicologia canina (eu acredito que é a aulas mais importante,
pois é a partir daqui que podemos solucionar ou evitar problemas de
comportamento).

Como ensinar seu cachorro a fazer xixi e cocô no lugar certo

Xixi e cocô no lugar errado é o primeiro desafio que nós enfrentamos quando
decidimos ter um cãozinho em nossas vidas, às vezes esse desafio não é superado
porque durante o caminho os donos desistem e acreditam que o seu cachorro
não vai aprender e assim ficam a vida toda aturando esse mau hábito do filho Pet.

Qual é esse grande segredo que estou falando? Esse segredo é muito simples,
mas difícil de levar a cabo: A PACIÊNCIA e A PERSISTÊNCIA, esse é o segredo.
Porque sem esses dois fatores tenha certeza de que você não vai conseguir
ensinar nada para o seu cachorro.

Todos os cães precisam repetir um número determinado de vezes uma atividade


para que possa aprendê-la, alguns cachorros aprendem mais rápido do que
outros, no caso do Shih-Tzu ele precisa repetir uma atividade de 20 a 40 vezes
para aprender de fato, assim como o Lhasa Apso, Pug, Pequinês, Buldogue
francês…

20
Aplicando essas duas coisas muito importantes e seguindo as dicas que vou
compartilhar com você, muito antes do que você esperar o seu cachorrinho já
terá aprendido o que você deseja. O Thomas e a Jahmila aos 4 meses de idade já
tinham aprendido a fazer suas necessidades no lugar correto.

Restrinja as áreas de acesso: Até que o cachorro entenda onde é o seu lugar de ir
ao “banheiro”, é que você pode começar a liberar espaços na casa para ele.
Quando o Thomas chegou eu queria muito que ele dormisse no quarto, era tão
pequeno que meu coração ficava apertado de deixá-lo longe de mim, ele dormia
em outro espaço da casa com a caminha, lenços e tudo mais que considerei
necessário para o conforto do meu melhor amigo (já imaginaram tudo o que
coloquei né rsrs).

Mas meu marido estava muito certo, ele realmente tinha que dormir lá, pois
assim que ele vai se adaptando a nova casa, e aprendendo esse passo tão
importante. Por isso conforme ele vá ganhando a sua confiança, você já vai poder
ir liberando mais espaços até chegar o dia em que ele vai roubar sua cama rsrs

Coloque o banheiro o mais longe possível: Quanto mais longe possível dos
alimentos e de onde o cachorro dorme melhor! Você pode usar sanitários e
tapetes higiênicos ou jornal. Cães instintivamente tentam fazer xixi e cocô longe
de onde dormem e comem. Estar em espaços limpos é muito importante para
eles, assim que se o banheiro dele estiver sujo ele irá a procurar um outro lugar
para fazer as necessidades.

Observe e vigie o seu cachorro: Nesses momentos em que o seu cachorro vai
querer fazer xixi ou cocô:

Geralmente depois de comer ou beber água, normalmente cerca de 10 à 20


minutos depois (no caso de Thomas e Jahmila), depois de brincar ou quando
despertam de um cochilo ou mesmo antes de ir dormir à noite e despertar de
manhã. Após essas ações, fique atento para ensinar ao seu cãozinho o lugar certo.

Quando você começar a observar e conhecer bem o comportamento do seu


cachorro vai ficar muito mais fácil saber quando ele quer ir ao banheiro, comer,
sair, se está doente...

21
Mantenha a sua casa livre de odores: O cachorro se sente muito mais atraído
com aromas antigos do que novos cheiros em um tapete ou jornal. Existem
produtos que ajudam com isso. Lembre-se que o olfato dos cães é muito apurado
e eles podem sentir cheiros antigos no local seja de dias ou semanas atrás.

Mantenha um horário consistente: Ter hora para os cachorros comerem e para


ir dar uma caminhada é de muita ajuda, como mencionei acima, depois de comer
o seu cachorro vai querer ir ao banheiro; aqui a gente alimenta eles 2 vezes por
dia, você pode esperar de 15 a 20 minutos para que o seu cachorro coma
tranquilamente, se após esse tempo ele não tiver comido a comida toda, tente
estimular para que ele termine o pote, mas caso contrário retire o pote e aguarde
a próxima refeição para servi-lo de novo.

Depois de comer é só esperar um pouco para fazer a digestão e ir para um


passeio na rua que eles com certeza vão querer fazer cocô e xixi lá. Se você fizer
disso uma rotina ele se acostumará a fazer suas necessidades sempre na rua e
não se preocupe com que ele não vai querer fazer dentro de casa em dias de
chuva ou quando você não possa passear, ele fará sim pois saberá que tem o
espaço dele para fazer as necessidades e não levará bronca.

Corrigir na hora correta e recompensar quando eles fizerem a coisa


certa: Lembre-se, não adianta dar uma bronca se você não pegou ele no flagra, se
chegamos em casa e encontramos um “presentinho” fora do lugar, o melhor que
podemos fazer é tomar uma respiração profunda e limpar (de preferência sem
que ele veja você limpando), eles sabem que fizeram errado, sabem que estamos
com raiva, eles podem perceber pela nossa voz perguntando “quem foi que fez
isso”, e também podem reparar na nossa postura tensa e no nosso rosto com
raiva, mas o que eles não sabem é que foi por causa desse cocô que está lá há
algum tempo. Se você pegar o seu cachorro no flagra apenas diga um NÃO bem
firme e o leve para mostrar o local correto.

Não é bom chamar o nosso cãozinho para repreendê-lo, porque senão depois não
vai querer vir quando você chamar ele por outro motivo, nossos chamados devem
estar sempre ligados a coisas positivas. É muito importante que quando ele fizer
no lugar certo você de algum petisco, faça alguma festinha, ou qualquer coisa que
faça com que ele diferencie o certo do errado.

22
Os cães são como as crianças, precisam ser ensinados para saber o que podem e
não podem fazer. Mas não adianta simplesmente ficar gritando “Não!” Para o
cachorro quando ele fizer algo errado.

Muito provavelmente ele não terá a menor ideia do motivo que está levando a
bronca. É necessário usar as técnicas apropriadas de adestramento de forma que
o cão entenda você.

Coprofagia (Ato de comer fezes)

Um tema que acredito ser muito importante e até muitas vezes polêmico, pois
muitas pessoas falam que é normal da raça Shih Tzu comer cocô! Então para os
cachorros em geral pode chegar a ser normal comer cocô em algum momento da
vida (mas não é). O primeiro e mais importante é encontrar a causa que pode ser:

• Problema de saúde (Para isso é importante fazer um check-up geral com o


seu médico veterinário)
• Alimentação pobre em nutrientes
• Problema comportamental

Quando eles são bebezinhos a mãe para manter o lugar limpo, pode vir a comer
o cocô dos filhotes, ela vai lamber depois de cada mamada, não só para estimular
os filhotinhos a fazer xixi e cocô (cachorrinhos muito novos precisam do estímulo
da mãe para poder fazer xixi e cocô) mas também para limpar qualquer sujeira e
deixar o “ninho” um lugar mais limpo e que não fique contaminado.

Conforme os cachorrinhos vão crescendo a mãe vai ensinando eles a fazer cocô e
xixi o mais longe possível de onde eles comem e dormem e assim naturalmente
nem a mãe e nem os filhotes vão procurar mais fezes para comer, se isso estiver
acontecendo o melhor é levar o filhote ou o cachorro adulto ao veterinário para
descartar qualquer possibilidade de problema nutricional e assim resolver o
problema de forma mais rápida e eficaz.

23
Muitos já passamos por isso, eu passei por isso, quando a Jahmila chegou em
casa, ela começou a comer cocô, mas o Thomas nunca comeu. Existem vários
fatores pelos quais os cachorros comem cocô, temos que observar muito bem o
nosso cachorro e analisar se estamos fazendo as coisas certas.

O nome científico ao ato de comer as próprias fezes ou de outros animais é


COPROFAGIA. Alguns dos fatores pelos quais os cachorros comem cocô são os
seguintes:

A Coprofagia em filhotes ou cachorros adultos pode estar relacionada a má


absorção de nutrientes dos alimentos. Para descartar esse fator o melhor é levar
ao veterinário, seja filhote ou cachorro adulto, para checar todas as possibilidades
como: verminose, problemas no aparelho digestivo, pancreatite, deficiência de
enzimas digestivas.

Outro fator pode ser uma dieta inadequada pobre em fibras e/ou proteínas, que
pode fazer com que o cachorro procure essas substâncias nas fezes de outro
animal.

Estudos também falam que se o cachorro é alimentado 1 vez por dia eles tendem
a comer as próprias fezes, diferente dos cachorros que são alimentados 2 ou 3
vezes por dia, isto é, porque alguns cachorros têm maior dificuldade em absorver
nutrientes, que nesse caso acabam passando as fezes e o cachorro que mais tarde
se sente desnutrido vai e come as fezes.

Se você tem 2 ou mais cachorros e alimenta eles no mesmo prato pode ser outro
fator, pois sempre existe o cachorro dominante e o dominado, aí o cachorro
dominante não vai deixar o cachorro dominado comer até saciar a sua fome, e o
outro cachorrinho vai ficar sem comer direito e o que vai fazer é procurar esses
nutrientes no próprio cocô ou no de outro cachorro, por isso é melhor cada
cachorrinho ter seu próprio potinho e comer separados um do outro.

Existe a possibilidade também de que o cachorro “recolha “as próprias fezes por
medo de ser punido por ter feito no lugar errado ou até no lugar certo, ou por
pensar que só pelo fato dele ter feito cocô, já seja algo errado devido as broncas
que ele levou antes por fazer no lugar errado. É comum que os cachorros que
foram punidos dessa forma com frequência e ainda muito novos logo que chegam
ao lar com sua nova família apresentem este comportamento.
24
Se o cachorro não estiver em um lugar bem higienizado ou ficar trancado em um
lugar sujo pode vir a desenvolver essa “habilidade” de limpar o lugar sujo
comendo cocô. Falta de amor, atenção, tédio, medo, solidão e estresse emocional
também pode provocar que o cachorro coma cocô.

Aqui vão algumas dicas caso o seu cachorro esteja comendo cocô ou caso você
queira prevenir que ele não venha a comer:

1 – Alimente o seu filhote ou cachorro adulto pelo menos 2 vezes ao dia (quando
os filhotes são menores de 6 meses tem que ser alimentados pelo menos 3 vezes
ao dia) com uma alimentação de qualidade, para assim absorver bem os
nutrientes, e se você tiver mais de 1 cachorro em casa alimente eles em pratos
separados e certifique-se de que todos estejam comendo bem e cada um a sua
refeição.

2- Procure trocar sempre o jornal e/ou tapete higiênico e manter a área do


cachorro bem limpinha e de preferência não deixe que o cachorro veja quando
você estiver limpando as fezes ou xixi dele, pois são tão expertos que podem
resolver imitar o nosso comportamento de limpar o cocô.

3- Evite brigar com o seu cachorro se ele tiver feito fora do lugar sem que você
veja na hora do ato, pois não vai adiantar de nada, o melhor a ser feito é manter a
calma, limpar e esperar a oportunidade de pegá-lo no flagra para aí sim brigar e
assim educá-lo corretamente. Se você notar que o cachorro está dando voltas ou
cheirando muito, corra para levá-lo ao lugar certo. Se ele já estiver fazendo cocô
ou xixi, não espere que ele termine, interrompa-o falando um NÃO bem firme e
leve o cachorro ao lugar certo. Chegando ao lugar certo NÃO brigue com o cão e
SIM faça uma grande festa por ele ter feito no lugar certo.

4- Observe o seu cachorro quando ele for ao banheiro, assim que ele tenha
feito suas necessidades, o distraia chamando a um lugar longe do banheiro e de
um biscoito, quando ele estiver distraído comendo o biscoito limpe o cocô sem
deixar que ele note.

5- Leve seu cachorro ao veterinário para fazer exame de fezes e assim descartar
vermes. Dê o remédio certinho na dose correta e nos dias exatos para não perder
o ciclo dos parasitas.

25
MÓDULO 5 - ALIMENTAÇÃO NATURAL

Hoje em dia são cada vez mais os donos que estão mudando para uma
alimentação natural, isso porque muitas vezes o cachorrinho se recusa a comer a
ração e vira uma luta do dono fazer o cachorrinho comer, mesmo trocando a
marca, sabor da ração ele perde o interesse e não come ou come um pouquinho
só por comer, mas sem nenhum animo e vontade.
Como vocês sabem o Thomas e a Jahmila são adeptos a alimentação natural e
como já compartilhei várias vezes, o Thomas sofria com falta de apetite, ás vezes
passava o dia todo sem comer, eu tinha que estar misturando esses saches com a
ração e mesmo assim só aceitava uma vez e depois começava tudo de novo, sem
contar as diarreias que ocasionavam esses saches industrializados (pior coisa que
podemos oferecer para os nossos cachorrinhos), cheguei a trocar de ração várias
vezes e nada adiantava.
A Jahmila chegou comendo ração, e ela se coçava muito, mas muito mesmo,
ficavam uns machucados vermelhos e a pele parecia estar descascando, era muito
desesperante e frustrante ver essa cachorrinha linda se coçando sem parar e não
poder ajudar, por mais consultas veterinárias que fiz, nunca nenhum conseguiu
decifrar as alergias da Jahmila.
Foi quando comecei a pesquisar mais sobre outras dietas para cães e encontrei
um documentário MUITO BOM que fala sobre a comida industrializada, como é

26
feita e o que ocasiona no organismo dos nossos cachorros ao longo dos anos, se
você quiser assistir é só clicar no nome a seguir, o documentário se chama PET
FOOLED é muito interessante e esclarecedor (Também está disponível na Netflix).

O que é alimentação natural?


Alimentação natural é uma dieta balanceada composta por alimentos naturais e
minimamente processados (cozidos ou crus).

O que não é alimentação natural?

Não é alimentação natural servir os seus restos de comida. Não é oferecer apenas
frango, cenoura e arroz. Não é misturar alimentos naturais na ração. Não é dieta
vegetariana ou vegana.

Antes de começar a introduzir AN você precisa saber o seguinte:

O primeiro e mais importante é fazer uma visita ao veterinário para fazer uma
checagem e verificar que o seu cãozinho esteja 100% saudável, pois se ele chegar
a ter uma doença, ele poderia precisar de uma dieta especial com restrição a
certos alimentos. Uma vez feita essa checagem, seu cãozinho estando saudável
você já pode começar a introdução da AN (alimentação natural).
Existem 3 tipos de alimentação natural, a AN Cozida, AN crua sem ossos e AN crua
com ossos! Eu ofereço AN cozida, pois foi a que me adaptei melhor (geralmente é
a mais comum e aceita por donos já que se parece bastante com a nossa
alimentação).
É importante fazer uma transição da ração para AN, isso quer dizer que você tem
que ir introduzindo os alimentos naturais aos poucos e ver como o organismo
dele reage, essa introdução é feita ao longo de 7 dias, no primeiro e segundo dia
você oferece a ração com um pouquinho de alimentos naturais, no terceiro e

27
quarto dia já pode oferecer meio a meio, no quinto e sexto dia mais alimentos e
pouquinha ração, e a partir do 7º dia só oferece alimentos naturais.
Te recomendo começar com alimentos mais leves como, abobrinha, cenoura,
frango, filé mignon suíno, arroz integral e fígado de frango e depois você pode
começar a introduzir outros alimentos, aos poucos e sempre observando a reação
do seu cachorrinho aos novos alimentos, pode ser que ele tenha alguma
intolerância ou não goste de determinado alimento (geralmente os vegetais pois
são os menos atrativos para animais carnívoros como é o caso dos nossos
cachorros). A Jahmila por exemplo tem intolerância a frango e não gosta muito de
pepino, já o Thomas come de tudo, é um guloso de primeira!
É preciso deixar claro antes que é muito importante consultar o seu veterinário
pelo menos para fazer exames e constatar que o seu cachorrinho é saudável e
está apto a comer qualquer alimento, pois caso ele tenha algum problema
provavelmente terá alguma restrição de alimentos e precisará de um
acompanhamento mais próximo de um nutricionista.

Eu entendo que muitos acabam não tendo condições de ter um


acompanhamento de nutricionista por diversos motivos, mas mesmo assim
querem oferecer uma alimentação mais saudável para seus filhos de 4 patas e por
isso procuro ajudar da melhor maneira possível com meu conhecimento e
experiência prática com os meus filhos Thomas e Jahmila, eles comem AN desde
filhotes, Thomas começou com aproximadamente 1 ano e Jahmila com 3 meses
de idade, hoje já são quase 5 anos que eles viraram adeptos da AN cozida e a
saúde deles cada vez melhor! As idas ao veterinário são apenas para rotina e
reforço das vacinas anuais.

Podemos começar a introduzir alimentos para filhotes de 2 meses em diante,


sempre com moderação e observando a reação dele a cada alimento, procurar
introduzir uma novidade de cada vez para assim poder saber o que ele aceita bem
e o que não aceita ou é intolerante.

Por exemplo a minha Jahmila, eu descobri que ela é intolerante a frango, mas
ovos ela aceita normalmente e adora! O Thomas come de tudo e ainda pede
mais, é um tremendo guloso mesmo, nem parece aquele cachorrinho que antes
só comia com muito esforço, passava dias sem comer praticamente nada da ração
e eu quase morta de preocupação…Isso é mais um dos benefícios da AN, ver o seu

28
cachorrinho comer com gosto de verdade, saber o que ele de fato está comendo,
que é um alimento natural, os mesmos alimentos que você e sua família comem
só que preparados de maneira diferente, realmente não tem preço, isso é o
melhor de tudo, ver eles com saúde e vitalidade e saber que estou aumentando a
expectativa de vida deles.

Bom, dito isso vamos entrar mais no tema do preparo e como calcular a
quantidade correta para o seu cachorrinho.

Eu vou usar o Shih-Tzu como exemplo mas para cada porte (mini, médio, grande,
gigante) devemos calcular a quantidade baseada no peso e a idade levando em
conta o porte.

Para fazer o cálculo, um Shih-Tzu entraria como cães de porte pequeno entre 5kg
e 10kg já que pesam em média entre 4.5kg e 8.5kg (Você vai pesar o seu
cachorrinho e calcular a % corpórea de acordo com a idade dele), Veja abaixo as
referências para calcular:

Filhotes que quando forem adultos terão entre 5kg e 10kg devemos calcular da
seguinte maneira:

• Entre 2 e 4 meses de vida devem receber 10% do peso corpóreo (Ex: Filhote de
3kg vai receber 300g por dia que corresponde a 10% do peso)
• Entre 4 e 6 meses de vida devem receber 8% do peso corpóreo
• Entre 6 e 8 meses de vida devem receber 7% do peso corpóreo
• Entre 8 e 10 meses de vida devem receber 6% do peso corpóreo
• Entre 10 e 12 meses de vida devem receber 5% do peso corpóreo
• Adultos devem receber 5% do peso corpóreo.

Exemplo do meu Thomas que é um Shih-Tzu saudável e pesa 7kg, ele deve
receber 350 gramas de alimentação natural por dia, o que equivale a 5% do peso
dele.

A dieta que eu uso para eles que é a otimizada, com foco em mais proteínas do
que carboidratos.

29
Essas 350g diárias de alimentos devem estar composta por:

• Proteínas – 35% que equivale a 122,5g diárias (exemplos: Ovos, Peixes, Carne
bovina, Suína, Frango)
• Carboidratos – 30% que equivale a 105g diárias (exemplos: Arroz integral,
Batata doce)
• Vegetais – 30% que equivale a 105g diárias (exemplos: Cenoura, Beterraba,
Abobrinha)
• Vísceras – 5% que equivale a 17,5g diárias (exemplos: Fígado de frango, Fígado
Bovino)

Arredondar para cima a quantidade não tem problema, exemplo proteínas 123g,
vísceras 18g!!

O importante é pesar os alimentos corretamente e para isso é necessário uma


balança dessas simples de cozinha. Devemos pesar os alimentos depois de
prontos, após o cozimento e não cru!

Outro ponto muito importante são os suplementos que eu comentei lá em cima,


devemos incluir na dieta óleos, vitaminas e minerais. Eu costumo incluir azeite de
oliva extra virgem, sal rosa do himalaia, o polivitamínico Food Dog e também
iogurte natural integral que é um excelente probiótico.

30
Pode parecer complicado calcular e cozinhar para eles mas na verdade é bem
simples e prático, não devemos incluir tempero algum nem sal na hora de
preparar os alimentos. É muito importante variar os alimentos e não oferecer
somente a mesma refeição o tempo todo.

Se você decidir oferecer ração, mas não sabe qual escolher, aqui deixo umas
dicas:
Escolha uma ração que o principal componente seja a proteína pois cães são seres
carnívoros e sua principal fonte de alimentação é a proteína.

Leia o rotulo da ração e fuja das que contém soja, milho e derivados (Principais
causadores de alergias em cães) e o “T” de transgênicos.

No curso guia do Shih Tzu no módulo de alimentação natural você terá acesso a
vídeo aulas que te ensinarão a como cozinhar na prática de forma correta e
balanceada, conforme ao peso e idade do seu cãozinho, os suplementos e muito
mais, além do conteúdo completo em e-book. também tem de bônus um e-book
sobre como ler o rótulo de uma ração, para assim você aprender o que deve
evitar e o que deve buscar na hora de escolher a melhor ração para o seu amado
filho de quatro patas.

31
Gostou das informações do Mini Guia do Shih-tzu?

Isso é apenas um pouco do que você pode aprender com o CURSO GUIA DO SHIH-
TZU, o mais completo sobre a raça.

Nele você terá o conteúdo em vídeo aulas e livros digitais (e-books). O curso está
formado por 5 módulos:

• Módulo Pelagem – Vídeo aulas ministradas por mim, Ivanna Carames e livro
digital.
• Módulo Alimentação – Vídeo aulas ministradas por mim, Ivanna Carames e livro
digital.
• Módulo Adestramento – Vídeo aulas ministradas pelo nosso parceiro
veterinário Dr. Fernando, especialista em comportamento animal da escola
Maná Pet e livro digital.
• Módulo Saúde – Apenas em formato livro digital por enquanto.
• Módulo Sobre o Shih Tzu – formato em livro digital e em breve vídeo aulas
ministradas por mim, Ivanna Carames.

Como já falamos durante alguns tópicos do guia é importante conhecer e


aprender sobre o seu filho pet para assim garantir a sua felicidade, saúde física e
emocional, além de aumentar a expectativa de vida do seu amado cachorrinho.

CONHEÇA O CURSO GUIA DO SHIH TZU


Clique abaixo para saber mais sobre o Curso Guia do Shih Tzu
https://go.hotmart.com/P50296502D

32
33

Você também pode gostar