Você está na página 1de 3

Ética Profissional

Profª: Anna Alice Gaíva

“Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras; vigie suas palavras,
porque elas se tornarão atos; vigie seus atos porque eles se tornarão seus hábitos;
vigie seus hábitos, porque eles se tornarão seu caráter; vigie seu caráter, porque ele
será o seu destino”.

O que é o ser humano?

 O homem pós revolução industrial se caracterizou cada vez mais como homem do
labor, do trabalho,

 Tornando o trabalho fonte de liberdade, socialização, dignidade, sentido, valor e,


mesmo, felicidade.

Diferenças entre o trabalho

 Uma máquina que “trabalha” fazendo pregos. Essa máquina não tem nenhuma
necessidade de produzir estes pregos. Ela apenas produz, e produz sem necessidade
própria.

 Um leão “trabalhando” no ato da caça. Podemos notar que ele pode trabalhar e, além
de poder, ele tem necessidade desse trabalho de caça, pois ele precisa comer.

 Um ser humano trabalhando. Ele pode, necessita e tem consciência do que está
fazendo. Ter consciência significa ter a capacidade de refletir sobre o que se está
fazendo.

 Isolado ou em sociedade o homem trabalha para a produção de bens e para seu


sustento; O individuo deve compreender e respeitar o fato de que ele é parte de um
todo , o seu interesse não são os mesmos interesses do grupo

Diferença

 Atividade : espécie de trabalho que dispensa qualificação profissional, de modo que


qualquer individuo acha-se apto a exercê-la.

 Oficio: é a espécie de trabalho que embora regulamentada dispensa formação


sofisticada, pode ser conhecimentos técnico.

 Profissão : pressupõe formação mais sofisticada, nível universitário.

 O mercado de trabalho busca cada vez mais pessoas que, além de saberem
tecnicamente realizar determinada função, possam realizá-la com ética.

Ética Profissional
 “ Conjunto de normas de conduta que deverão ser postas em prática no exercício de
qualquer profissão.”

 Seria a ação "reguladora" da ética agindo no desempenho das profissões, fazendo


com que o profissional respeite seu semelhante quando no exercício da sua profissão.

 Buscar uma postura ética já não pode ser visto como um “algo mais” por quem deseja
ser um profissional valorizado em qualquer área.

 Ser ético é cada vez mais uma exigência básica de mercado.

Exemplos de posturas éticas que valem para todos os ambientes de trabalho:

 Caso você precise fazer alguma crítica ao colega de trabalho, procure fazer sempre em
particular.

 Não denigra a imagem do colega de trabalho ou da empresa em que trabalha.

 Exemplos de posturas éticas que valem para todos os ambientes de trabalho:

 Não denigra a imagem das empresas concorrentes nem dos profissionais que
trabalham nessas empresas.

 Guarde o sigilo necessário de tudo aquilo que for da competência da empresa ou


daqueles para os quais presta determinado serviço.

 Nunca confunda relações afetivas (pessoais) com relações profissionais (impessoais).

 Busque oferecer sempre um preço justo pelo trabalho prestado e realize o trabalho da
melhor maneira possível.

 Respeite a hierarquia estabelecida no meio de trabalho.

 A ética é ainda indispensável ao profissional, porque na ação humana "o fazer" e "o
agir" estão interligados.

 O fazer diz respeito à competência, à eficiência que todo profissional deve possuir para
exercer bem a sua profissão.

 O agir se refere à conduta do profissional, ao conjunto de atitudes que deve assumir


no desempenho de sua profissão.

 A classe profissional é, pois, um grupo dentro da sociedade, específico, definido por


sua especialidade de desempenho de tarefa.

 O código de ética profissional é uma espécie de contrato de classe e os órgãos de


fiscalização do exercício da profissão passam a controlar a execução de tal peça
magna.

Código de Ética Profissional


 Apesar de já existir desde o início do século 20 enquanto profissional, o fisioterapeuta
somente pode contar com regulamentação quarenta anos depois, em 1969, com a
publicação do decreto-lei 938.

 Depois de regulamentada, somente em 1978 pela Resolução do Conselho Federal de


Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), um Código de Ética Profissional foi
publicado.

 O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional em 08 de julho de 2013,


através da resolução Nº 424, reformulou o antigo Código de Ética e elencou novos
deveres, recomendações e obrigações aos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais.

 O atual Código de Ética é composto de 11 capítulos, contendo 57 artigos.

Conclusão:

Ser ético é mais do que apenas seguir leis.

Responsabilidade é o centro da atuação profissional.

O bom profissional sabe que uma parte sua sempre fica naquilo que faz – por isso,
compromete-se!!

Você também pode gostar