Você está na página 1de 5

➢ Aula- Conceitos Fundamentais da Contabilidade

CONCEITOS FUNDAMENTAIS DA CONTABILIDADE GERAL


Define-se a Contabilidade como uma ciência social que estuda e pratica as funções de orientação, controle
e de registro relativas a Administração econômica. Tendo como objeto da contabilidade o patrimônio das
entidades econômico-administrativas.
Um outro conceito de Contabilidade: é a ciência que se ocupado registro, por meio de técnicas próprias,
dos atos e fatos da administração das entidades econômico-financeiras, que possam ser expressos
monetariamente, possibilitando o controle, o estudo e a interpretação das variações do patrimônio da
empresa, bem como fornecendo informações a todos os usuários interessados.

A principal finalidade da contabilidade é fornecer informações sobre o controle do patrimônio


administrado e fornecer informações sobre a composição e as variações patrimoniais de ordem econômica e
financeira para facilitar as tomadas de decisões por parte dos seus usuários.
De acordo com o parágrafo acima, observamos duas funções básicas na contabilidade. Uma é a
administrativa, e a outra é a econômica. Assim:
– Função administrativa: controlar o patrimônio
– Função econômica: apurar o resultado.

Funções da Contabilidade
As principais funções da Contabilidade são: registrar, organizar, demonstrar, analisar e acompanhar as
modificações do patrimônio em virtude da atividade econômica ou social que a empresa exerce no contexto
econômico:
a)Registrar todos os fatos que ocorrem e podem ser representados em valor monetário;
b)Organizar um sistema de controle adequado à empresa;
c)Demonstrar com base nos registros realizados, expor periodicamente por meio de demonstrativos, a
situação econômica, patrimonial e financeira da empresa;
d)Analisar os demonstrativos com a finalidade de apuração dos resultados obtidos;
e)Acompanhar a execução dos planos econômicos da empresa, prevendo os pagamentos a serem realizados,
as quantias a serem recebidas de terceiros, e alertando para eventuais problemas.

A contabilidade é indispensável para que todas as categorias de empresários possam saber com precisão a
sua lucratividade por segmento de operação e até por produto fabricado ou revendido, além de ter a
rentabilidade do capital que ele investiu e a produtividade da mão-de-obra e dos equipamentos que utiliza. A
contabilidade possibilita ainda o perfeito conhecimento do montante dos ativos (bens) e dos passivos
(obrigações).
Através da análise das Demonstrações Financeiras são obtidos a situação líquida patrimonial da empresa nas
diversas etapas do negócio e ainda diversos índices de liquidez e de risco de crédito, por isso iremos estudar
quais os cuidados e como elaborar informes contábeis que são cada vez mais importantes na completa gestão
empresarial.
A Contabilidade é uma ciência conceituada e estudada de forma abstrata. Sua materialização ou
concretização se dá através de suas Técnicas contábeis: Escrituração, demonstrações contábeis, auditoria e
análise contábil.

*Escrituração Contábil: técnica contábil exercida com a finalidade de efetuar o registro, através do


lançamento, dos fenômenos ou fatos que afetam o patrimônio de uma entidade. Tais fenômenos, para serem
objeto da escrituração, devem ser passíveis de valoração monetária;
*Demonstração Contábil, também chamada de evidenciação: é a técnica que se encarrega de informar aos
usuários da informação contábil a situação do patrimônio e suas mutações. Através de demonstrações e
outros relatórios, as pessoas que mantêm relação de interesse com a entidade recebem as informações
contábeis indispensáveis ao processo decisório;
*Auditoria Contábil: constitui-se de um conjunto de procedimentos técnicos exercidos com o objetivo de
emitir parecer sobre a adequação das demonstrações contábeis, buscando a confirmação da veracidade das
informações sobre a posição patrimonial e financeira, o resultado das operações e recursos de uma entidade.
Esta técnica não se restringe apenas ao aspecto formal das demonstrações, sendo de competência do auditor
o aprofundamento do trabalho de modo a que fique evidenciada a fidedignidade das informações, isto é, se
existem e quanto valem, efetivamente, os elementos patrimoniais representados por tais informações;
*Análise Contábil: é técnica que permite, através da utilização de instrumentos diversos, a decomposição, a
comparação e a interpretação das demonstrações contábeis ou gerenciais e suas extensões, com vistas a
avaliar o desempenho e as tendências da entidade para atender determinado objetivo.
Campo de aplicação: Entidades econômico-administrativas.
Classificação geral: Contabilidade pública e contabilidade privada.
Áreas de atuação da contabilidade: Fiscal, gerencial, financeira, de auditória, pericial contábil, (atuarial, de
previdência privada e defundos de pensão).
A principal diferença entre as instituições e as empresas é que as instituições não visam lucros e as
empresas viam lucros.
As nomenclaturas que podem ser utilizadas pela contabilidade atualmente são: Contabilidade comercial ou
contabilidade empresarial, industrial ou de custos, bancária, pública, cooperativa, de seguros e
gerencial.

O objeto de estudo da contabilidade é o patrimônio.


Objetivo (finalidade) da contabilidade
O objetivo da contabilidade é o estudo e o controle do patrimônio e de suas variações visando ao
fornecimento de informações que sejam úteis para a tomada de decisões econômicas. Dentre as informações
destacam-se aquelas de natureza econômica e financeira. As de natureza econômica compreendem,
principalmente, os fluxos de receitas e despesas, que geram lucros ou prejuízos, e são responsáveis pelas
variações no patrimônio líquido. As de natureza financeira abrangem principalmente os fluxos de caixa e do
capital de giro.
Usuários das informações contábil - Compreendem todas as pessoas físicas ou jurídicas que, direta ou
indiretamente, tenham interesse na avaliação da situação e do desenvolvimento da entidade, como titulares
(empresas individuais), sócios ou acionistas (empresas societárias), administradores, governo (fisco),
clientes, investidores que atuam no mercado de capitais, bancos, etc.
Internos Necessidades
Proprietários Obter informações sobre: os resultados globais da
empresa (lucro ou prejuízo), o retorno do capital
investido e a eficiência da empresa na utilização dos
seus recursos, a eficácia dos gestores, o grau de
endividamento, entre outros.
Administradores, gerentes Obter informações para avaliar o desempenho dos
ou diretores seus
subordinados e acompanhar a evolução da empresa
frente aos objetivos traçados no planejamento global
e tomada de decisão.

Externos Necessidades

Investidores Saber sobre o retorno de seus investimentos na


empresa e, principalmente, sobre a distribuição de
dividendos. Também a utilizam para projetar os
resultados futuros da empresa.
Fornecedores Verificar o grau de endividamento da empresa e qual
o seu volume de vendas
Clientes Clientes Saber se a situação econômica e financeira
da empresa é equilibrada, de forma que permita a
continuidade de suas operações, podendo continuar
fornecendo seus produtos ou serviços; e conhecer a
capacidade de estocagem e fornecimento da empresa

Instituições Financeiras Conhecer a capacidade financeira e a posição de


endividamento de qualquer empresa que deseje ser
tomadora de empréstimos ou financiamentos.
Sindicatos de Empregados Verificar a situação financeira da empresa antes de
reunir-se com seus dirigentes para negociar
melhorias salariais para seus colaboradores.

Entidades governamentais Fisco Verificar se a empresa está cumprindo os seus


compromissos fiscais.
Governo Pode existir o interesse em mensurar a necessidade
de apoio governamental para setores estratégicos
para o país.

Organização não governamentais Obtenção de informações sobre investimentos na


proteção do meio ambiente ou ajuda à população
menos favorecida.

Campo de aplicação da contabilidade


Estudar o campo de aplicação da contabilidade significa saber onde ela é utilizada, ou seja, em que os
contabilistas trabalham.
Assim, o campo de aplicação da contabilidade abrange todas as entidades econômico-administrativas.
Entidades econômico-administrativas são organizações que reúnem os seguintes elementos: pessoas,
patrimônio, titular, capital, ação administrativa e fim determinado.

Quanto ao fim a que se destinam, as entidades econômico-administrativas podem ser assim classificadas:
a) entidades com fins econômicos – denominadas empresas, visam ao lucro para preservar e/ou
aumentar o patrimônio líquido. Exemplo: empresas comerciais, industriais, agrícolas, prestadoras de
serviços;
b) entidades com fins socioeconômicos – intituladas instituições, visam ao superavit que reverterá em
benefício de seus integrantes. Exemplo: associações de classe, clubes sociais;
c) entidades com fins sociais – também chamadas instituições, têm por obrigação atender às
necessidades da coletividade a que pertencem. Exemplo: a União, os Estados, e os municípios.

Princípios fundamentais de contabilidade


 
Dos princípios e da sua observância: A observância dos Princípios Fundamentais de Contabilidade é
obrigatória no exercício da Profissão e constitui condição de legitimidade das Normas Brasileiras de
Contabilidade - NBC. Sua aplicação a situações concretas, a essência das transações deve prevalecer sobre
seus aspectos formais.

Da conceituação, da amplitude e da enumeração

Os Princípios Contábeis simbolizam a essência das doutrinas da Ciência Contábil, e são aplicados
diretamente no objeto da ciência contábil: o Patrimônio. Segundo a legislação contábil, os princípios
contábeis, como um todo, devem ser respeitados tanto na contabilidade aplicada ao setor privado como
na contabilidade aplicada ao setor público.

E mais, a observância dos Princípios Contábeis é obrigatória no exercício da profissão contábil e suas
diretrizes são consideradas legítimas perante as Normas Brasileiras de Contabilidade (NBC). Desta forma,
o contador deve conhecer a fundo a importância e a aplicação destes princípios na hora de construir a
escrituração de seus clientes.

Por esses princípios serem tão herméticos, que muitas vezes, os empresários entendem por obscuro de trazê-
los à rotina da empresa e acabam por não praticá-los de maneira correta e é nesta hora, que
o contador consultor entra em cena, para elucidar sua aplicabilidade.

São Princípios de Contabilidade: o da ENTIDADE; o da CONTINUIDADE; o da OPORTUNIDADE; o do


REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL; o da COMPETÊNCIA; e o da PRUDÊNCIA. O Princípio da
Atualização Monetária foi revogado pela Resolução CFC nº 1.282/10 e incorporado ao do Registo pelo Valor
Original, como mais uma forma de atualizar os valores dos elementos do patrimônio da empresa.

São Princípios Fundamentais de Contabilidade:

a) Princípio da Entidade;

b) Princípio da Continuidade;

c) Princípio da Oportunidade;

d) Princípio do Registro pelo Valor Original;

e) Princípio da Atualização Monetária;

f) Princípio da Competência; e,

g) Princípio da Prudência.

Fonte: Livro Contabilidade Aplicada e apostila SEDUC- CE.

ATIVIDADE CONTABILIDADE APLICADA REF. AULAS DA SEMANA 10.08 A 14.08.20

ALUNO(A)___________________________________________________________ nº._________

1. Conceitue Contabilidade, seu objeto e sua principal finalidade.

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

2. Cite quais são as duas funções básicas na contabilidade e comente sobre elas.

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

3. Descreva quantas e quais são a principais funções da Contabilidade e comente sobre 3 delas:

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

4. A Contabilidade é uma ciência conceituada e estudada de forma abstrata. Sua materialização ou


concretização se dá através de suas Técnicas contábeis. Descreva quais são essas técnicas.

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________
____________________________