Você está na página 1de 12

Magia Cerimonial

Primeiramente é importante saber que magia cerimonial não precisa ser necessariamente
dogmática, ela simplesmente utiliza paramentos e outros fatores exógenos ao mago de forma
a estar auxiliando o mesmo, logo, isso não influencia no fato dela ser dogmática ou
pragmática.

Segundo o grande mestre Franz Bardon, um mago bem treinado é capaz de realizar trabalhos
mágicos sem o uso de qualquer paramento, mas infelizmente essa não é a realidade de todos.
E é justamente para isso que serve a magia cerimonial, para auxiliar aqueles que por ventura
não consigam atingir determinado objetivo unicamente por meio de suas energias.

Correspondências

Isso é importante, pois usando as correspondências corretamente o feitiço se torna mais


efetivo. Por exemplo, se você precisa fazer um feitiço de amor, você verá que o melhor dia é
sexta-feira, a cor é rosa, o planeta é Vênus e assim por diante. Então faça seu feitiço usando as
melhores combinações para que dê certo. Lembre-se que dependendo do que se pretende
atingir deve-se verificar também a melhor hora do dia. Executar um ritual no dia de Vênus e no
horário de Júpiter causa um efeito muito diferente do que executá-lo no horário de Saturno.
Se não tiver certeza de como combinar os horários, faça no horário correspondente ao dia (dia
de Vênus, horário de Vênus).
Sol

Dia: domingo
Elemento: fogo
Cor: dourado, laranja e amarelo
Metal: ouro
Pedra: citrino, topázio e todas as pedras amarelas ou laranjas
Ervas: angélica, açafrão, alecrim, calêndula, canela, genciana, girassol, heliotrópio,
laranjeira, lavanda, lótus, louro, manjerona, sálvia, sândalo, tomilho e trigo.
Incensos: limão, olíbano
Atributos: O Sol, assim como no tarô, é o planeta que simboliza as vitórias, as
honrarias, a fama, o sucesso. Para quem quer trabalhar com questões ligadas a
emprego, soluções rápidas de assuntos profissionais, abertura de negócios e tudo mais
que necessite do calor e do brilho do sol, o domingo é o dia indicado para se trabalhar
magicamente.

Vênus

Dia: sexta-feira
Elemento: ar e terra
Cor: verde e rosa
Metal: cobre
Pedra: água-marinha, aventurina, quartzo rosa
Ervas: açucena, amor-perfeito, coentro, íris, lilás, limoeiro, macieira, malva,
manjericão, melissa, rosa, verbena
Incensos: morango, sândalo, rosa, açafrão, baunilha
Atributos: Vênus é a Senhora do Amor, portanto, este é um dia excelente para se fazer
feitiços, filtros e sortilégios para se conquistar alguém. A sexta-feira é também um dia
propício para questões ligadas à família, à caridade, ao casamento, ao amor-próprio e
à fartura. Dia mais que indicado para aquele banho de beleza!

Mercúrio

Dia: quarta-feira
Elemento: ar e terra
Cor: amarelo e marrom
Metal: alumínio e mercúrio
Pedra: ágata
Ervas: acácia, anis, aveleira, camomila, madressilva, margarida, mil-folhas, rosa
amarela, sabugueiro, trevo
Incensos: jasmim, lavanda, ervilha-de-cheiro
Atributos: Dia regido por Mercúrio / Hermes, a quarta-feira é perfeita para quem quer
procurar emprego, estabelecer um negócio (especialmente no ramo do comércio) ou
escrever, inclusive cartas, pois este é o dia da comunicação. Mercúrio favorece, ainda,
as mudanças rápidas, os estudos e tudo que necessite de inspiração.

Lua

Dia: segunda-feira
Elemento: água
Cor: branco, prata e tons lácteos
Metal: prata
Pedra: quartzo branco, pedra da lua, pérola (considerada nesta associação como
pedra)
Ervas: alfazema, colônia, dama da noite, junco, nenúfar, papoula, rosa branca, sândalo
branco, tília
Incensos: violeta-africana, madressilva, murta, salgueiro, absinto
Atributos: Planeta associado à magia e aos feitiços. ótimo dia para quem precisa
meditar, aguçar a intuição, aumentar os poderes psíquicos e a fecundidade,
harmonizar o lar e influenciar pessoas do sexo feminino. Este é o dia associado à
Grande Mãe, quando sua energia nos permite trabalhar qualquer aspecto, além dos
mencionados acima.

Saturno

Dia: sábado
Elemento: ar e terra
Cor: branco, cinza e preto
Metal: chumbo
Pedra: obsidiana, ônix, turmalina negra
Ervas: acônito, arruda, avenca, cactos, cipreste, cominho, funcho, hera, mandrágora,
musgo, salgueiro, salsa
Incensos: sementes de papoula-negra, mirra
Atributos: Saturno rege os mistérios da vida e da morte. Senhor do karma, trabalha
também com a justiça, sendo, portanto, um dia bom para se trabalhar com questões
judiciais. Este é um dia favorável para a meditação, para se achar pessoas perdidas,
resolver de uma vez situações pendentes, lançar feitiços contra alguém e fazer
divinações. Muitas bruxas se abstêm de trabalhar neste dia, dedicado a Hécate,
Senhora dos Caminhos Cruzados.

Júpiter

Dia: quinta-feira
Elemento: água e fogo
Cor: azul-marinho, púrpura e lilás
Metal: estanho
Pedra: ametista e turquesa
Ervas: aloés, cedro, espinheiro, freixo, morangueiro, peônia, sorveira, violeta
Incensos: canela, almíscar, noz-moscada, sálvia
Atributos: Júpiter é o maior de todos os planetas, por isso, é utilizado para quem quer
expandir algo. Este é o dia em que podem ser realizados feitiços voltados para a
prosperidade, a fartura, o prestígio. Mas há uma ressalva, Júpiter apenas expande o
que já se tem, portanto cuidado para não aumentar um problema, em vez de resolvê-
lo.
Marte

Dia: terça-feira
Elemento: fogo
Metal: ferro e aço
Pedra: granada, hematita, rubi
Ervas: absinto, alho, artemísia, beladona, cardo, cebola, dormideira, hortelã,
manjericão, mostarda, noz-moscada, pimenta, urtiga, videira
Incensos: sangue-de-drago
Atributos: Dia do Senhor da Guerra, a terça-feira é indicada para se lidar com questões
que envolvam a necessidade de se enfrentar problemas, pessoas ou situações. Marte
dá a coragem necessária para quem precisa lidar com situações chatas ou quer abrir
caminhos, construir, vencer ou defender-se, inclusive de ataques mágicos, mau-olhado
e feitiços.

Magia das Velas

Na Arte, as velas são usadas para aumentar o poder de um encantamento ou para


influenciar um poder em particular. Elas simbolizam a transformação da vontade em
energia, elevando-a ao plano astral. Você pode notar que enquanto a vela é
consumida, ela vai desaparecendo, evaporando-se.

As velas são por vezes usadas juntamente com ervas e outros auxiliares dos
encantamentos, todos apontando para um objetivo em comum. Escolha a vela que
corresponde ao seu objetivo e com seu athame grave nela os seus desejos. Para isso
você pode usar siglas, símbolos, abreviações e tudo mais que lhe convém. Depois, use
um óleo apropriado para ungir vela, que pode ser o "óleo de azar" ou qualquer óleo
que tenha o objetivo de acordo com o encantamento. Não unte o pavio da vela.

Para untar uma vela, espalhe um pouco do óleo na sua mão de poder (a mão que mais
usa) e esfregue a vela com movimentos circulares ou em espiral. Se deseja que alguma
coisa venha até você, esfregue a vela da ponta para a base. Se deseja remover algo,
(como por exemplo, num ritual de banimento) esfregue da base para a ponta. Role a
vela sobre as ervas correspondentes e coloque-a finalmente no castiçal.

Planetas, cores e vibrações

Os melhores resultados com a Queima de Velas podem ser obtidos pelo entendimento
e utilização do papel que jogam os corpos planetários e suas cores associadas. Todas as
cores são ricas em simbolismo e facilitam um contato instantâneo com qualquer que
seja a vibração que você está buscando influenciar. Isto pode ser feito pelo uso da vela
na cor apropriada do Senhor Planetário cuja ajuda você deseja. As cores dos sete
Senhores Planetários são:

o Sol - Dourada, laranja, amarela


o Lua - Branca
o Mercúrio - Amarela
o Marte- Vermelha
o Júpter - Azul
o Vênus - Verde
o Saturno - Azul profundo, preta, vermelha

Você ganhará vibrações favoráveis adicionais, se começar seus rituais no dia


governado pela deidade apropriada. Os dias dos sete Senhores Planetários são:

o Sol - Domingo
o Lua - 2a. feira
o Marte - 3a. feira
o Mercúrio - 4a. feira
o Júpter - 5a. feira
o Vênus - 6a. feira
o Saturno - Sábado

Cada um dos Senhores Planetários exerce uma poderosa influência em suas


respectivas áreas de governo. Ao estudar a tabela seguinte, você pode escolher o
Senhor apropriado que governa sua área de interesse:

o Sol: Saúde, confiança, persuassão


o Lua: Mulheres, emoções, assuntos do lar
o Marte: Energia, sexo, coragem
o Mercúrio: Inteligência, habilidade mental, atração
o Júpter: Proteção,negócios
o Vênus: Amor, paz, harmonia, beleza, dinheiro
o Saturno: Destruição, confusão, auto disciplina

Logicamente, para um problema amoroso deve-se requisitar a ajuda de Vênus, para


melhorar a concentração ou o poder de memória, deve-se buscar a ajuda de Mercúrio
e assim sucessivamente. Qualquer pessoa pode criar as suas próprias fórmulas mágicas
para obter aquilo que deseja, contanto que permaneça dentro das linhas-mestras
básicas para a Queima de Velas de sucesso.

Paramentos
Cada implemento mágico representa forças espirituais, leis e qualidades. Paramentos
são instrumentos utilizados pelo mago para direcionar sua força de vontade. Na
verdade, todo poder que simbolizam tais instrumentos emanam do próprio mago.
Simplesmente dirigindo sua atenção para determinado instrumento, as faculdades e
poderes simbolizados pelo mesmo são trazidos a mente consciente do mago.
Apresento a baixo uma lista com alguns paramentos e seus significados:

Círculo mágico – Simboliza o infinito; representa simbolicamente o micro e o


macrocosmo; o mago em seu centro representa Deus, comandando o universo.

Triângulo mágico – Simboliza a tridimensionalidade; possibilita a manifestação física


de Entidades Espirituais.

Turíbulo – Símbolo da materialização e condensação; permite criar uma atmosfera


adequada à manifestação de Entidades Espirituais em nosso plano.

Espelho mágico – a mais importante ferramenta da magia; permite a visualização de


outros planos e esferas; pode substituir o triângulo mágico. Nas obras de Franz Bardon
encontram-se instruções sobre sua preparação e utilização.

Lamparina – Também chamada de “lanterna mágica”, é o símbolo da iluminação e do


entendimento.
Bastão mágico – O mais importante paramento da magia cerimonial; simboliza a
vontade o poder e a força do mago.

Espada mágica – Símbolo da absoluta obediência ao mago.

Adaga – Idem espada.

Tridente – Idem adaga, porém adequado somente ao trabalho com entidades


negativas.

Coroa – Símbolo da autoridade e dignidade do mago.

Tiara – Idem coroa.

Túnica – Simboliza a proteção do mago contra influências externas; deve ser longa e
confeccionada em seda, fechada de cima a baixo.

Cinto – Simboliza o equilíbrio.


Pentáculo – Símbolo universal do poder macrocósmico.

Lamem – O mesmo que pentáculo, mas relativo ao macrocosmo; representa


simbolicamente a autoridade psíquica e intelectual, além da atitude e maturidade do
mago. Expressa a autoridade absoluta.

Sigilo – Símbolo de um poder parcial.

Diário mágico – caderno para que sejam relatadas todas as operações mágicas.

Caneta tinteiro – Para escrever no diário mágico.

Taça – Simboliza a sabedoria e a vida.

Pirógrafo – Para gravar dizeres ou desenhos nos paramentos mágicos.

Agulhas – Para costurar e bordar nas vestes mágicas, ou para fazer um eventual furo
na própria pele (normalmente em rituais que exigem sacrifício de sangue).

Sal – Para exorcismo e purificações.

Incenso – Para ser queimado durante os rituais.

Chicote – Tem o mesmo simbolismo e uso que a espada, porém mais utilizado
normalmente em certos ritos de feitiçaria ou magia negra.

Sino – Para chamar a atenção de seres dos outros planos. Normalmente tocado para
iniciar e finalizar o ritual.

Altar – Para apoiar os paramentos mágicos.

Armário – Para guardar os implementos mágicos.

Porta-bíblia – Para apoiar o diário mágico.

Punhal ou athame - Instrumento masculino que é utilizado na abertura de círculos, em


rituais de invocação e expulsão e para traçar o pentagrama. Ele deve ter dupla face e
um cabo preto, a fim de armazenar alguma energia.

O Círculo
Orientação Interior

É o propósito do círculo e também do templo. No sentido bidimensional, estamos


parados no centro de um horizonte infinito, no ponto exato de encontro das direções
cardeais do leste, oeste, sul e norte. No sentido tridimensional, vemo-nos no centro de
uma esfera ou de um cubo e, neste último caso, no ponto central entre as seis faces,
os oito cantos e todos os doze lados. Pode parecer banal, mas a maioria das pessoas
precisa exatamente de orientação psíquica, e esta é uma maneira excelente de obtê-la.
O círculo representa a totalidade do homem (de si próprio) e a totalidade do
UNIVERSO. Dessa forma, aprendemos em primeiro lugar a nos orientar em sentido
central em relação a nossa individualidade maior e desconhecida, as alturas e
profundezas,o Bem e o Mal, o passado e o potencial - e também com respeito a
totalidade maior.

A divisão do círculo

Poderíamos dividi-lo em doze, em seis etc. Para melhor explicar dividiremos em


quatro, designando para cada divisão um elemento tradicional - água, terra, fogo e ar.
A divisão é feita com base nos pontos cardeais e teremos um elemento para cada um.
Utilizaremos um quadro de correspondência para cada elemento/quadrante. Você
pode considerar as correspondências citadas como parte integrante da tradição
estabelecida (as quais para mim são de valor comprovado), entretanto, se quiser pode
mudá-las com o que mais lhe atrair.
TABELA DE CORRESPONDÊNCIA
AR FOGO ÁGUA TERRA
LESTE SUL OESTE NORTE
ESPADA BAQUETA CÁLICE PANTÁCULO
AMARELO VERMELHO AZUL VERDE
AMANHECER MEIO DIA ENTARDECER MEIA NOITE
PRIMAVERA VERÃO OUTONO INVERNO
VIDA LUZ AMOR LEI
FÉ ESPERANÇA CARIDADE COMPREENSÃO
INFÂNCIA MOCIDADE MATURIDADE VELHICE

Banimento

O banimento é um rito menor utilizado para delimitar um determinado espaço no qual


se trabalhará livre de influências nocivas ao resultado final do rito. O banimento limpa
o ambiente, expulsa energias intrusas e invoca as energias pertinentes ao rito. Ele
garante que você estará isolado de tudo aquilo que poderia ser nocivo ao intento do
ritual e até à sua saúde. Ele é feito no centro do círculo mágico (quando há um).
Embora o círculo não seja obrigatório, o banimento é. Ele sempre deve ser feito antes
de qualquer rito. SEMPRE!! Existem vários tipos de rituais de banimento você pode
ficar à vontade para pesquisar o que lhe será mais adequado. Um ótimo exemplo de
um banimento muito prático é o ritual menor do pentagrama:

Pegue uma adaga de aço com a mão direita. Olhe para o Leste.
Toque sua fronte e diga ATEH (Tu és)
Toque seu peito e diga MALKUTH (o Reino)
Toque seu ombro direito e diga VE-GEBURAH (e o poder)
Toque seu ombro esquerdo e diga VE-GEDULAH (e a Glória)
Junte as mãos diante de si e diga LEO-OLAM (Para sempre)
Com a adaga entre os dedos, aponte para cima e diga AMEN.
Faça no ar a partir do Leste o PENTAGRAMA DE INVOCAÇÃO conforme
mostrado, e levando a ponta da adaga até o centro do Pentagrama, vibre o nome
divino - YOD-HE-VAU-HE imaginando que sua voz é projetada adiante do Leste do
Universo.
Com a adaga diante de si, vá até o Sul, faça o Pentagrama e igualmente
vibre o nome divino: ADONAI.
Vá ao Oeste, faça o Pentagrama e vibre o nome divino: EHEIEH
Vá ao Norte, faça o Pentagrama e vibre o nome divino: AGLA
Retorne ao Leste e complete seu círculo levando a ponta da adaga ao centro do
primeiro Pentagrama.
Coloque-se com os braços extendidos em forma de cruz e diga:
DIANTE DE MIM RAPHAEL
ATRÁS DE MIM GABRIEL
À MINHA MÃO DIREITA MICHAEL (pronuncia-se MIKAEL)
À MINHA MÃO ESQUERDA AURIEL
DIANTE DE MIM FLAMEJA O PENTAGRAMA
ATRÁS DE MIM BRILHA A ESTRELA DE SEIS RAIOS
De novo faça a Cruz Cabalística, como se explica acima. Para encerrar utiliza-se o
mesmo ritual, mas invertendo a direção das linhas do Pentagrama.

Como traçar o pentagrama no ar

Numerologia

É a ciência que estuda e interpreta as influências das vibrações numéricas (números)


na vida humana. Para se entender essas influências é necessário elaborar e interpretar
o Mapa Numerológico Natal.

Através de um conjunto de técnicas, criadas por Pitágoras há 600 a.C, elabora-se o


Mapa que representa o trajeto de vida de uma pessoa do nascimento ao último
instante. Necessita-se apenas do nome de nascimento e da data de nascimento. O
nome, através da Tabela Pitagórica que transforma letras em números, tem-se a
personalidade da pessoa. E a data, aplicando-se as técnicas descobre-se à vida da
pessoa. O que está previsto dela viver em relação a família, filhos, profissão,
conquistas materiais, relacionamentos sociais, sexualidade e espiritualidade.

Tabela Pitagórica
Considerações finais

O mago é o mestre da realidade e conhece muito bem as leis que a regem. Portanto
pesquise, estude, conheça. Se pretende fazer uma simpatia simples, antes pesquise os
ingredientes, as propriedades mágicas das ervas, das cores e dos perfumes utilizados
na mesma, para ter certeza que te passaram a receita certa. Procure fazer no dia e
horário adequados. Não esqueça NUNCA de fazer o banimento antes do rito. Pesquise
o banimento que mais se encaixa com o seu perfil. Se pretende trabalhar com alguma
entidade, pesquise sobre ela. Estude sua história, as formas de evocá-la, seu sigilo, seu
planeta, todo o procedimento que deve ser adotado, utensílios, vestes cerimoniais,
etc. E não tenha medo de criar suas próprias fórmulas (mas não faça nada que não
tenha plena certeza de que está correto).

Tenha um grimório no qual registrará todos os rituais que conhece e um diário mágico
para registrar o resultado de suas práticas. Procure evitar que os mesmos sejam no
computador. O ideal é que sejam físicos e que você escreva neles a mão. É uma ótima
maneira de aprender magia e de fixar o que se aprendeu.

A magia é tão simples e perigosa quanto atravessar a rua. Se estivermos de olhos


fechados corremos riscos que não correríamos de olhos abertos.

Abraços fraternos!