Você está na página 1de 2

c.

h u
w.sx
son – ww
rd Simp
Richa
Monitoramento completo de redes

Ampla
competência
SYSADMIN

O monitoramento de redes é uma tarefa


repetitiva e freqüentemente monótona. O
Zabbix facilita imensamente essa tarefa,
permitindo o diagnóstico rápido dos
problemas da rede e a geração de gráficos.
por Marcelo Honório

O
Zabbix [1] é um software de mo- ficar em uma máquina Linux ou Mac talado, além do compilador gcc e o suporte
nitoramento e disponibilidade OS, pois não há um pacote disponível para ao protocolo SNMP. Para a interface, que
criado em 2001 para ajudar a Windows na versão estável atual. Os dados não deve necessariamente estar instalada na
resolver alguns dos principais problemas das máquinas podem ser coletados de três mesma máquina que o Servidor Zabbix, é
enfrentados pelos administradores de rede. modos: o primeiro é pelo Agente Zabbix, preciso ter instalados o Apache, um sistema
A necessidade desses profissionais não es- que fica instalado na máquina e rodando gerenciador de bancos de dados MySQL ou
tava somente em monitorar os servidores, como um daemon, esperando as conexões PostgreSQL, a linguagem PHP e a extensão
mas também em gerar relatórios, históri- do Servidor Zabbix. O segundo modo, para PHP-GD para a geração dos gráficos.
cos, gráficos, e saber se a rede atendia ao a monitoração inclusive de switches e rote-
percentual de Acordo de Nível de Serviço adores, utiliza-se do monitoramento pelo
(SLA, do inglês Service Level Agreement), protocolo SNMP. Por fim, há a opção de Diferencial
que é um acordo firmado entre o cliente monitorar uma máquina por meio de ve- Há diversos softwares de monitoramento
e o contratado para estabelecer um nível rificações simples, como ping e varreduras atualmente. O Nagios [3], por exemplo, é
de disponibilidade dos serviços. O Zabbix de portas abertas. Essa opção é útil quando uma excelente opção, que faz verificações
surgiu para tentar resolver todos esses pro- não se tem acesso à máquina para instalar por ping e SNMP. Entretanto, não traz a
blemas através de uma solução unificada. o Agente Zabbix. Por fim, existe a interface opção de gerar gráficos. O MRTG [4] é uma
O desenvolvimento do software é centrali- web, que permite ao administrador visuali- ferramenta escrita em Perl para monitorar
zado na cidade de Riga, na Letônia. zar os dados coletados (figura 1). banda, capaz de gerar gráficos bastante ex-
O programa é dividido em três partes A versão estável atual do Zabbix é a plicativos. Porém, falta nele o recurso de
– Servidor Zabbix, Agente Zabbix e Interface 1.1.1, que traz muitas diferenças em relação gerar alertas e um monitoramento mais
– e conta com suporte multiplataforma, ou à anterior. Na versão 1.0, a interface não efetivo de outros tipos de máquinas sem
seja, é possível não só monitorar máquinas era muito agradável e não possuía todas as suporte a SNMP.
Linux, mas também Windows® e Mac funcionalidades da versão mais atual, como No Nagios, não é possível criar depen-
OS. Porém, o Servidor Zabbix – respon- o cálculo da SLA. O Zabbix é um software dências de alertas. Por exemplo, se houver
sável por coletar e armazenar os dados de livre, pois adota a Licença Pública Geral algumas máquinas conectadas a um switch,
monitoramento – deve necessariamente GNU (GPL). A próxima versão estável será e o mesmo, por algum motivo, ficar indispo-
a 1.4, trazendo muitas novidades. nível, o programa gerará um alerta de queda
Uma delas será a possibilidade de para todas máquinas. No Zabbix isso não
criar as tabelas do banco de dados ocorre, pois é possível configurar dependên-
via Web. Na versão atual, o usuário cias no software. Num cenário como o da
precisa executar dois scripts, con- figura 2, seria preciso somente configurar a
tendo a estrutura e o conteúdo dependência das máquinas em relação ao
básico para o programa funcionar. switch para que, assim que ele saísse do ar,
Outra novidade é a opção de rodar fosse gerado um alerta relativo somente ao
o Servidor Zabbix em máquinas switch, e não a todas as máquinas.
Windows. A versão 1.4 trará uma Um último recurso, não menos importante,
interface mais intuitiva e a tradu- é a criação de modelos (templates) de máqui-
ção para a língua portuguesa. Mais nas. No Zabbix, não é preciso cadastrar item
detalhes em [2]. a item de monitoramento para cada máquina.
O Zabbix depende de alguns Pode-se simplesmente criar um modelo, que
outros softwares para rodar. Para as máquinas cadastradas herdam esses itens
Figura 1 A interface web mostra um exemplo de tela de monitoramen- o Servidor e o Agente Zabbix, é e, se for preciso, é possível personalizá-los de
to simultâneo de diversas máquinas. preciso ter o pacote Autotools ins- acordo com suas necessidades.

66 http://www.linuxmagazine.com.br
Zabbix | SYSADMIN

O uso de modelos é útil quando se tem rem suas características a partir de um


diversas máquinas que sirvam para um determinado modelo que possua um grá-
mesmo propósito. Em servidores web, por fico conseqüentemente gerarão gráficos
exemplo, pode-se monitorar: o uso do pro- equivalentes. Isso elimina boa parte do
cessamento, uso da memória, espaço livre esforço necessário à configuração.
em disco, serviço HTTP e gerenciador de
banco de dados. No momento de criarmos
esses itens de monitoramento, somente um Instalação
modelo precisaria ser cadastrado, pois suas As instruções de instalação abaixo são ba-
características seriam herdadas por todas as seadas em uma máquina com Linux, Apa-
máquinas. Com isso, o esforço de configura- che, PHP, PHP-GD, SNMP e MySQL.
ção e gerenciamento fica bastante reduzido Segundo o site de download do programa
e simplificado. Não importa quantos servi- [5], o Zabbix já está incluído nos repositó-
dores web existam; eles herdarão os itens rios das seguintes distribuições: Alt Linux,
de monitoramento do template. CRUX, Debian, Gentoo e Ubuntu, além
do FreeBSD. Se você utiliza um desses Figura 2 Um esquema das partes do Zabbix, mostrando a
sistemas, a instalação do programa segue
Alertas
relação de dependência entre as máquinas e o
o padrão de qualquer pacote nativo da dis- switch.
Os alertas do Zabbix são personalizados. tribuição. Caso contrário, no mesmo site
Para cada item monitorado, pode-se colo- há pacotes binários para Debian, FreeBSD, Caso a máquina monitorada seja Linux,
car uma condição a respeito do alerta ser HP-UX, SUSE 9.0, Solaris 9, OpenBSD associe-a ao modelo Unix. A partir da as-
verdadeiro ou falso. Além disso, cada item Tru64, Ubuntu 5.10 e Windows. Baixe o sociação, o Servidor Zabbix inicia a coleta
pode ser associado a um nível de alerta. pacote adequado ao seu sistema e instale- dos dados de monitoramento.
A cada alerta verdadeiro emitido, há as o com o gerenciador de pacotes.
opções de enviar um email com a situa- Se seu sistema não estiver incluído
ção ou executar um comando remoto no nessa lista, ou se você preferir compilar o Conclusão
cliente, caso este esteja usando o Agente programa ao invés de usar pacotes pré-com- Zabbix é uma ótima ferramenta para quem
Zabbix. Enviar um comando remoto é pilados, baixe o código-fonte do Zabbix 1.1.2 procura monitorar uma rede com seguran-
vantajoso quando há quedas de um ser- e descompacte-o. Inicie a instalação pelo ça e credibilidade. A cada versão lançada,
vidor web Apache, por exemplo. Nesse banco de dados. Na shell, execute: surgem muitas novidades de grande valia
caso, pode-se tentar resolver o problema para o administrador de redes. Através dos
com o envio de um comando remoto ao $ mysql –u<nome_do_usuário> –p<senha> gráficos, é possível verificar todo o desem-
servidor, fazendo-o reiniciar o serviço. penho de uma determinada máquina. Pe-
mysql> create database zabbix;
Para o monitoramento de discos, é mysql> quit;
los mapas, é possível verificar a saúde da
possível criar alertas para quando uma rede; se houver alguma máquina gerando
partição atingir um determinado per- $ cd create/mysql um alerta, além de recebê-lo por email, o
centual de ocupação do espaço total. $ cat schema.sql |mysql –u<nome_do_usuário> administrador pode visualizá-lo no mapa.
Dependendo do percentual alcançado, ➥ –p<senha> zabbix Na versão 1.4, estará disponível a tradução
$ cd ../data
é atribuído um nível de importância. $ cat data.sql |mysql –u<nome_do_usuário>
do software para a língua portuguesa, feita
Todos os alertas podem ser enviados ➥ –p<senha> zabbix pelo autor deste artigo. ■
a grupos de usuários, o que permite que
somente os responsáveis pela máquina
sejam avisados. Após isso, vem a compilação dos Mais Informações
binários:
[1] Zabbix: http://www.zabbix.com
Gráficos, telas $ ./configure –-enable-server –-with-mysql
➥ –-with-net-snmp
[2] Recursos da próxima versão do Zabbix:

e mapas $ make
$ make install
http://www.zabbix.com/next.php

[3] Nagios: http://www.nagios.org


Essa é a parte mais interessante do sof-
tware. Não adianta nada coletar dados [4] MRTG: http://oss.oetiker.ch/mrtg/
se não conseguirmos exibi-los de forma Para cadastrar uma máquina a ser
[5] Download do Zabbix: http://www.zabbix.com/
clara e simples. O Zabbix oferece três monitorada, acesse a página http://ip_
download.php
formas de exibir essas informações: grá- frontend/zabbix e efetue o login como
ficos, telas e mapas. As diferenças entre administrador – sem senha, por padrão.
essas formas infelizmente não são intui- Na aba Configurações, clique em Hosts | O autor
tivas a partir de seus nomes: uma tela é Adicionar host, preencha as informações Marcelo Honório tem 21 anos e utiliza software
um conjunto de gráficos, enquanto um solicitadas e salve as configurações. livre há 3. É auxiliar técnico da Fundação de Am-
mapa é um conjunto de máquinas exi- Nesse momento a máquina ainda não paro à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).
bidas em uma única imagem. está sendo monitorada; é preciso que sejam Formou-se técnico de Redes de Comunicação
O emprego de modelos de máquinas associados a ela alguns itens de monito- pela Escola Senai Suíço-Brasileira e é graduando
em Ciência da Computação pelo Centro Universitário Senac. É o
também tem utilidade na geração de ramento. Por padrão, já existem alguns
tradutor da versão em português do Zabbix desde a versão 1.1.2.
gráficos. Todas as máquinas que herda- modelos de monitoramento de máquinas.

Linux Magazine #24 | Outubro de 2006 67