http://www.scipione.com.br/ap/ggb/pdfs/ggbUn6.

pdf

EXERCÍCIOS DE VESTIBULARES E DO ENEM UNIDADE 6 – POPULAÇÃO QUESTÕES
(Vunesp)

1. Compare as pirâmides etárias do Brasil relativas aos anos de 1980 e 1996 e, utilizando seus conhecimentos sobre as características da população brasileira, responda:

Brasil: estrutura etária

a) Por que as duas pirâmides apresentam bases diferentes? b) Para a população em idade potencialmente ativa, quais as implicações destas mudanças, considerando a atual situação econômica do país?
(Fuvest-SP)

2. Relacione a predominância da população de origem européia na região Sul do Brasil com o processo de povoamento do território brasileiro.
(FAAP-SP)

3. A partir da década de 1950, houve uma sensível modificação nos movimentos migratórios europeus. Qual foi esta mudança e que conseqüência teve na imigração para o Brasil?

1

4 18. A tabela a seguir apresenta dados referentes à mortalidade infantil. Os dados da tabela podem ser utilizados apropriadamente para: a) apoiar apenas a argumentação do primeiro grupo. d) apoiar a argumentação dos dois grupos.TESTES (Enem) 1.5 54. Já o segundo grupo deveria coletar informações que reforçassem a idéia de que a saúde de um indivíduo está diretamente relacionada à sua condição socioeconômica. e) refutar apenas a posição a ser defendida pelo segundo grupo.0 22.6 59.6 12. * A mortalidade infantil indica o número de crianças que morrem antes de completar um ano de idade para cada grupo de 1 000 crianças que nasceram vivas.9 25. O primeiro grupo deveria colher dados que apoiassem a idéia de que se combatendo agentes biológicos e químicos se garante a saúde.5 31. b) apoiar apenas a argumentação do segundo grupo.4 36. 2 .5 25.4 8.9 22.7 29. 11 mar. Regiões do Mortalidad Brasil e infantil* Norte Nordeste Sul Sudeste CentroOeste Brasil 35. Suponha que um grupo de alunos recebeu a tarefa de pesquisar fatores que interferem na manutenção da saúde ou no desenvolvimento de doenças.Paulo.8 12.7 Famílias de baixa renda Taxa de analfabetismo com crianças menores de 6 em maiores de 15 anos (em %) anos (em %) 34. c) refutar apenas a posição a ser defendida pelo segundo grupo.7 FOLHA de S.3 8. à porcentagem de famílias de baixa renda com crianças menores de 6 anos e às taxas de analfabetismo das diferentes regiões brasileiras e do Brasil como um todo.2 25.4 14. 1999.

pode-se concluir que as regiões K. X. Nordeste. Nordeste e Sul. Norte. Y e Z da tabela indicam. • A região Norte é a única que apresenta todas as taxas por 10 000 habitantes abaixo da taxa média brasileira. Nordeste. Norte.(Enem) 2. d) Norte. as regiões: a) Sul. a falta de notificação e o acesso precário aos serviços de saúde são fatores relevantes na contabilização dos óbitos por causas mal definidas. Sudeste e Centro-Oeste. Sul e Sudeste. Nordeste e Sul. 3 . respectivamente. Centro-Oeste. Norte. São conhecidas ainda as seguintes informações sobre as causas de óbitos: • A dificuldade na obtenção de informações. 1996. • As mortes por doenças do aparelho respiratório estão estreitamente associadas à poluição nos grandes centros urbanos. distribuídas por região. W. b) Centro-Oeste. Centro-Oeste e Sudeste. • O aumento da esperança de vida faz com que haja cada vez mais pessoas com maiores chances de desenvolver algum tipo de câncer. Nordeste. c) Centro-Oeste. Taxa por 10 000 habitantes Brasil Causas mal definidas Causas externas Neoplasias (cânceres) Doenças Respiratórias 9 7 6 6 Região K 5 8 5 4 Região X 15 5 3 3 Região W 8 5 3 2 Região Y 6 7 9 8 Região Z 6 9 9 7 MINISTÉRIO da Saúde. Sudeste. A tabela a seguir apresenta algumas das principais causas de mortes no Brasil. Levando em consideração essas informações e o panorama social. Sul. econômico e ambiental do Brasil. • Os acidentes de trânsito e os assassinatos representam a quase totalidade das mortes por causas externas. Sudeste. e) Norte.

(Enem) 3. os trabalhadores pertencem à categoria de mão-de-obra qualificada. c) possuir grandes diferenças sociais e regionais e ser considerado um país moderno do Terceiro Mundo. ao sul de São Paulo.. d) possuir vastos territórios subpovoados.. no Brasil. é classificado como um país moderno. quinto país do mundo em extensão territorial. d) os trabalhadores brasileiros não qualificados engrossam as fileiras dos “excluídos”. e apesar da crise e do retrocesso das últimas décadas. enfim. por suas características de crescimento econômico. Paris: Éditions Flamarion. São Paulo: Atual. Tal conceito pode ser. por ser um país com grande extensão territorial e predomínio de atividades rurais. o Brasil é um país moderno do Terceiro Mundo. é o mais vasto do hemisfério Sul. e) ter elevados índices de pobreza. 4. b) existe uma “exclusão social”. com todas as contradições que isso tem por conseqüência. O Brasil é qualificado como uma “terra de contrastes” por a) fazer parte do mundo tropical. por ser um país com grande extensão de fronteiras terrestres e de costa. Migrações: da perda de terra à exclusão social. a avalanche de brasileiros envolvidos e tragados num processo de repetidas migrações [. Organizado por Yves Lacoste. apesar de não ter recursos econômicos e tecnológicos para explorá-los. Ele faz parte essencialmente do mundo tropical.] VALIN. M. Uma pesquisadora francesa produziu o seguinte texto para caracterizar nosso país: “O Brasil. 1996. conhece também um crescimento urbano extremamente rápido. c) o déficit de moradia está intimamente ligado à falta de espaços nas cidades grandes. O Brasil dispõe de vastos territórios subpovoados. que é resultado da grande concorrência existente entre a mão-de-obra qualificada. na verdade. o déficit de moradia. mas ter um crescimento urbano semelhante ao dos países temperados. Qualificado de ‘terra de contrastes’. você lê o seguinte texto: O Brasil. questionado se levarmos em conta os indicadores sociais: o grande número de desempregados. índices de pobreza que não diminuem e uma das sociedades mais desiguais do mundo. (Texto adaptado) Analisando os indicadores citados no texto. à exceção de seus estados mais meridionais. Depois de estudar as migrações. e) por conta do crescimento econômico do país. você pode afirmar que: a) o grande número de desempregados no Brasil está exclusivamente ligado ao grande aumento da população. 1995. Adap. b) não conseguir evitar seu rápido crescimento urbano. o índice de analfabetismo. o sucateamento da saúde. Dictionnaire geopolitique des états. 4 . como o da Amazônia.: DROULERS.

em três faixas de idade: abaixo de 15 anos. ao longo do período registrado. um título adequado poderia ser: a) "O Brasil de fraldas" b) "Brasil: ainda um país de adolescentes" c) "O Brasil chega à idade adulta" d) "O Brasil troca a escola pela fábrica" e) "O Brasil de cabelos brancos" 5 .(Enem) 5. e acima de 65 anos. entre 15 e 65 anos. O número de indivíduos de certa população é representado pelo gráfico a seguir. uma revista de divulgação científica publicou tabela com a participação relativa de grupos etários na população brasileira. no período de 1970 a 2050 (projeção). Em reportagem sobre crescimento da população brasileira. Admitindo-se que o título da reportagem se refira ao grupo etário cuja população cresceu sempre. a população tinha um tamanho aproximadamente igual ao de: a) 1960 b) 1963 c) 1967 d) 1970 e) 1980 (ENEM) 6. Em 1975.

a força de trabalho agrícola tornou-se equivalente à industrial e de mineração. b) A variação da força de trabalho agrícola foi mais acentuada no período de 1940 a 1960. foi equivalente o crescimento percentual de trabalhadores nos setores industrial/mineral e de serviços. c) Por volta de 1970.(Enem) 7 O gráfico mostra a porcentagem da força de trabalho brasileira em 40 anos. o Brasil deixou de ser essencialmente agrícola para se tornar uma sociedade quase que exclusivamente industrial. de serviços e industrial/mineral. e) De 1960 a 1980. com relação aos setores agrícola. A leitura do gráfico permite constatar que: a) Em 40 anos. metade dos trabalhadores brasileiros constituía a força de trabalho do setor agrícola. d) Em 1980. 6 .

O quadro abaixo mostra a taxa de crescimento natural da população brasileira no século XX. 1998.3 10. concluintes de curso superior.4 25.6 11. moradoras de Belo Horizonte.6 19.4 8.3 Homens 15.9 15.8 20.64 FONTE: IBGE. Região Norte Nordeste Centro-Oeste Sul Sudeste Grau de instrução Menos de 1 ano De 1 a 3 anos De 4 a 7 anos De 8 a 10 anos De 11 a 14 anos Mais de 15 anos 7.8 19.40 2.89 2. 16. moradores de Manaus.4 22.8 18.48 1.6 7.(Enem) 8.90 2. é possível concluir que teriam menor chance de conseguilo a) mulheres.3 11. Anuários Estatísticos do Brasil 7 .7 13. moradoras da cidade do Rio de Janeiro. com dois anos de ensino fundamental. moradores de Recife.7 Considerando apenas os dados anteriores e analisando as características de candidatos a emprego.1 16. com ensino médio incompleto. b) mulheres. moradoras da cidade de São Paulo. d) homens.6 16. e) mulheres. 9.1 17.93 1. Período 1920-1940 1940-1950 1950-1960 1960-1970 1970-1980 1980-1991 1991-2000 Taxa anual média de crescimento natural (%) 1.99 2.8 12.8 27. c) homens. A tabela apresenta a taxa de desemprego dos jovens entre 15 e 24 anos estratificada com base em diferentes categorias. concluintes do ensino médio.0 Fonte: PNAD/IBGE. com curso de pós-graduação.9 Mulheres 23.

(. A alternativa que contém a melhor explicação para esse processo de emigração é: a) fracasso das políticas agrária e industrial para as classes camponesas b) ausência de metas econômicas e educacionais para os setores populares c) indefinição da identidade cultural e política dos segmentos da alta burguesia d) frustração das expectativas de emprego e de ascensão social das camadas médias urbanas 8 . c) decresceu em valores absolutos nas cinco últimas décadas.3 milhão de jovens cruzaram as fronteiras brasileiras em busca de chances de melhorar o rendimento. Brasil perde jovens para mercado externo O mercado de trabalho brasileiro está perdendo grande fatia de jovens com boa escolaridade e que poderiam se tornar profissionais qualificados. como de decréscimo da densidade demográfica. como de estabilização do crescimento demográfico. 7 maio 2002. nunca mais voltem. Ainda com base na tabela da questão anterior.) Os mais propensos são os menores de 35 anos. Um de cada cinco argentinos pensa em ir-se do país Uma pesquisa revela que na capital e Grande Buenos Aires 22% das pessoas pensam em emigrar.) Adap.. como de crescimento da taxa de fertilidade.. Talvez. e) permaneceu praticamente inalterada desde 1950. como de crescimento do planejamento familiar. é correto afirmar que a população brasileira a) apresentou crescimento percentual menor nas últimas décadas. (UERJ) 11. (ENEM) 10. São pessoas de 15 a 24 anos que estão deixando o País em busca de novas oportunidades e experiências profissionais. (.: JORNAL argentino p. d) apresentou apenas uma pequena queda entre 1950 e 1980. b) 1950 e 1970. Adap. cerca de 1. b) apresentou crescimento percentual maior nas últimas décadas... 17 maio 2002. e) 1980 e 2000. Na década de 90.: O ESTADO de Minas.Analisando os dados podemos caracterizar o período entre a) 1920 e 1960.12. como de nítida explosão demográfica. d) 1970 e 1990. c) 1960 e 1980. os desempregados e as pessoas com bom nível de instrução. A maior parte quer ir para a Espanha e os EUA.

9 . com cerca de 13% de pessoas com mais de 60 anos. em razão da melhoria de vida decorrente do "milagre brasileiro" / elevação do crescimento vegetativo e da expectativa de vida. a pirâmide etária do Brasil apresentava o formato típico de um país ________ I ________. com cerca de 41% de jovens de 0 a 19 anos / elevação do crescimento vegetativo e da expectativa de vida. natalidade e fecundidade / etapa avançada da transição demográfica. c) em desenvolvimento. b) subdesenvolvido. d) com crescimento demográfico elevado. em razão da melhoria de vida decorrente do "milagre brasileiro" / queda dos índices de mortalidade. e) subdesenvolvido. com cerca de 41% de jovens de 0 a 19 anos / etapa avançada da transição demográfica.(FGV-SP) 12. com cerca de 13% de pessoas com mais de 60 anos. com baixos índices de mortalidade. enquanto a projeção para 2025 indica a ________ II ________. natalidade e fecundidade. Observe as pirâmides etárias: Comparando as figuras. Assinale a alternativa mais adequada para preencher as lacunas I e II na seqüência correta: a) com crescimento demográfico elevado. pode-se afirmar que. em 1970.

b) os países 1 e 5 devem estar situados na Europa Ocidental.519 0. entre outros. hoje. em parte. exceto a) O crescimento do número de migrantes clandestinos e de ações terroristas. A civilização árabe.295 0. fruto de fundamentalismos diversos.6 IDH Analfabetismo (%) 25 80.2 0. 10 . de taxas demográficas típicas de meados do século XX. d) os países 2 e 3 devem possuir um sistema econômico socialista. totalizando um pouco mais de um bilhão de pessoas. c) o Oriente Médio. e) o país 5 é o único que possui uma economia desenvolvida. e) as ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central. b) as ilhas que compõem a Indonésia. é correto afirmar que: a) desses países. d) O tráfico de seres humanos visto. Verifique os dados apresentados na tabela a seguir.8 64. é uma garantia de auto-suficiência de mão-de-obra nas próximas décadas. b) A retomada. exceto: a) a África Saariana.960 49/54 45/47 48/51 42/45 76/82 *M/F (Masculino/Feminino) Tomando-se por base esses indicadores sociais e econômicos. com menor participação da força de trabalho das áreas de pobreza. Todas as seguintes afirmativas relacionadas aos diferentes fluxos de população que atravessam. d) a África Meridional. como um crime que produz uma forma moderna de escravidão é. fruto de políticas natalistas.1 Expectativa de vida M/F* 1 2 3 4 5 0.5 45. amenizando os desequilíbrios entre oferta e demanda de mão-de-obra. predominantemente islâmica. (UFPE) 14. c) Os movimentos migratórios internacionais tendem a se intensificar no interior de blocos econômicos.4 3 2.252 0. decorrência de restrições legais impostas à imigração. (UFMG) 15. tem contribuído para tornar mais rigorosa a legislação referente à imigração em muitos países.(PUC-PR) 13. como o Casaquistão e o Usbequistão.219 0. c) o país 4 encontra-se numa fase de recessão. no presente. as fronteiras políticas internacionais estão corretas.4 2. em países europeus. País Crescimento Demográfico (% anual) 2. O islamismo é atualmente a religião predominante nas seguintes regiões do mundo. constitui-se de dezenas de estados e nações. apenas dois têm economia desenvolvida.

em parte. Esses comportamentos estão corretamente expressos em todas as alternativas. desde a sua ocupação agrícola. O principal fator de crescimento da população brasileira. uma área bem povoada corresponde às antigas terras florestais do Planalto Meridional ocupadas por colonos europeus. O Censo Demográfico do Brasil de 2000. 11 . Quais as que estão corretamente formuladas? 1. da sua condição de centro de atração às migrações internas.(UFPE) 16. decorrente. na última metade do século XIX e primeiras décadas do século XX. O grande aumento da população brasileira. A região Sudeste. c) Variação negativa de crescimento da população rural revelada desde o Censo de 1970. no século XX. 2. já evidenciados anteriormente. confirmou alguns comportamentos da população de Minas Gerais. No Sul do Brasil. b) Maiores taxas de crescimento populacional no Estado registradas em alguns municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte. entre outras conclusões. d) Taxas de crescimento demográfico dos municípios do interior maiores que as do município da Capital. 5. 4 e 5 (UFMG) 17. exceto em a) Manutenção de taxas de crescimento da população masculina superior ao da feminina nas áreas urbanas. 4. caracteriza-se pelo elevado crescimento demográfico. As afirmativas a seguir referem-se a alguns aspectos relacionados à população brasileira. em face do avanço da indústria automobilística. foi a imigração internacional. correspondeu à época de grande afluência de imigrantes ao País. 3. Estão corretas apenas: a) 1 e 3 b) 3 e 4 c) 2 e 5 d) 1 e 4 e) 1. O exame da dinâmica populacional brasileira permite que se chegue à conclusão de que o ritmo de crescimento populacional não tem sido regular. 2.

“Os indígenas precisam. Trata-se de um índice que oculta a qualidade de vida de uma população por relacionar fenômenos independentes. Considere as duas afirmativas seguintes. Trata-se de um índice que oculta a existência de políticas públicas voltadas à melhoria da saúde. d) Apenas as afirmativas I e III estão corretas. e) A afirmativa I defende a demarcação das terras indígenas. pois resulta de cálculos obtidos a partir de médias. Trata-se de um índice que explicita as desigualdades sociais em diferentes escalas.” II. II e IV estão corretas. Assinale a alternativa correta: a) Apenas as afirmativas I. grau de escolaridade e poder de compra de uma população. d) A afirmativa I é desfavorável à demarcação de enormes áreas como reservas indígenas. I. distribuição de renda e nível de escolaridade. I. II e III estão corretas. b) A afirmativa II defende a demarcação das terras indígenas com o argumento de que esses enclaves seriam positivos para a economia nacional. sobre a demarcação das terras indígenas no Brasil. e assinale a alternativa mais adequada para interpretá-las.” a) A afirmativa I usa o nacionalismo como argumento para se evitar a demarcação de terras indígenas. c) Apenas as afirmativas II. Sobre o assunto. Varia de 0 a 1. (UEL-PR) 19. 12 . e) Apenas as afirmativas II e IV estão corretas. O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é elaborado considerando-se dados sobre a longevidade. para manter a sua cultura e o seu modo de vida. c) As afirmativas I e II se complementam: ambas defendem a demarcação das terras indígenas com bom senso. II.(UFSCAR-SP) 18. III. III e IV estão corretas. considere as afirmativas. sendo que os valores mais próximos a 1 indicam melhores condições de vida. IV. os civilizados. mesmo que enormes. Trata-se de um índice que oculta diferenças interpessoais. pois combina indicadores de desenvolvimento social. PIB (Produto Interno Bruto) per capita. ao passo que a II defende essa demarcação desde que não seja em zonas de fronteiras. de muito mais terras do que nós. “Os índios não precisam de tanta terra e os que defendem a demarcação de enormes áreas para eles na realidade estão querendo criar enclaves dentro do país. b) Apenas as afirmativas I. e a II critica esse procedimento.

As causas principais foram a modernização e a mecanização da agricultura e a monopolização das propriedades rurais. no Brasil. verificaram-se. II. neste caso. b) I. Nos países industrializados europeus. V. São Paulo e Espírito Santo. III. de forma mais acentuada. baixas taxas de natalidade e de mortalidade. As migrações pendulares nas grandes cidades. e a diferença entre elas é muito pequena. Em relação à população brasileira. Suécia. o trânsito dos trabalhadores rurais que vivem se deslocando em busca de trabalho. III. Reino Unido e França são países onde se registra elevada expectativa de vida. I. III. é correto afirmar que: I. a transumância. Rio de Janeiro. Minas Gerais e Rio Grande do Sul. apresentam altas taxas de natalidade e alto crescimento vegetativo. acompanham o aumento da urbanização. os alemães se fixaram em Santa Catarina. 13 . IV e V. é muito praticada no Brasil. Os imigrantes espanhóis fixaram-se em áreas do estado de São Paulo. a imigração intensificou-se. Nos países subdesenvolvidos que iniciaram um processo de industrialização após a Segunda Guerra Mundial. (UFM-PR) 21. Porém. ou seja. IV. V. nas décadas de 1970 a 1980. até mesmo nula. II. como Austrália e Japão. d) I. e) todas. a partir de 1850 até 1934. A maioria dos países subdesenvolvidos não-industrializados apresenta elevadas taxas de natalidade e de mortalidade. também são conhecidas como êxodo rural. II. A migração rural-rural. a maior parte desse deslocamento de imigrantes para o país esteve ligada à necessidade de mão-de-obra para a lavoura cafeeira.(UFPR) 20 Sobre a estrutura etária da população. a partir de 1950. IV. Paraná. c) I. São corretas as afirmações: a) II. A imigração japonesa concentrou-se em áreas da capital e do interior de São Paulo (Marília. no Paraná (Londrina e Maringá) e nos estados do Pará e do Mato Grosso do Sul. porque dizem respeito à copiosa saída de pessoas do campo para as cidades. entre 1950 e 1970. As migrações rural-urbanas. tais como os bóias-frias e os trabalhadores itinerantes. de uma área agrícola para outra. tanto a taxa de natalidade quanto a de mortalidade são muito baixas. III e IV. Os países desenvolvidos mais recentemente. Podemos incluir. com elevado crescimento vegetativo. VI. No Brasil. Presidente Prudente e vale do Ribeira). Tupã. Rio Grande do Sul. III e IV. assinale a(s) alternativa(s) correta(s). III e IV.

é caracterizada pela existência de pequenas propriedades cuidadas por colonos europeus e seus descendentes. a matéria-prima passou a ser produzida. b) alemão e malte. têm atendido. e) italiano e uva. Assinale a alternativa que contém o principal tipo de imigrante e o tipo de cultivo que originou a indústria típica da área: a) italiano e chá mate. II. também. principalmente na faixa produtiva dos 20 aos 35 anos. Várias empresas. que reserva aos imigrantes os melhores e mais valorizados empregos. vêm-se instalando na região e. apesar dos altos salários recebidos no Brasil. 14 . d) boa aceitação da comunidade japonesa. além de abastecer o mercado interno brasileiro. II. Os imigrantes japoneses começaram a chegar ao Brasil em 1908. c) I. c) italiano e suco de laranja. (Vunesp) 22. V e VI. A área conhecida como “de colonização”. e) engajamento no mercado de trabalho não-especializado e temporário. III. Devido à grande aceitação do produto. V e VI.5 milhão de “nikkeis”. IV e VI. Nos últimos anos tem crescido a ida de brasileiros para o Japão. IV. que se dedicaram a um tipo especial do cultivo. no Rio Grande do Sul. V e VI. d) I. c) desejo de fazer turismo a baixo custo. b) entrave burocrático provocado pela lei brasileira que proíbe o trabalho de imigrantes japoneses e seus descendentes. b) III. atingindo. os quais englobam imigrantes japoneses e seus descendentes. d) alemão e cevada. III. inclusive multinacionais. (Vunesp) 23. aproximadamente 1. na atualidade.São corretas as afirmações: a) I. IV. também. Esta inversão no fluxo migratório está vinculada ao: a) desejo de conhecer e se engajar em trabalhos altamente especializados. que logo deu origem a pequenas “cantinas” que passaram a industrializar a produção agrícola. e) todas. à exportação. IV. através de agenciadores ou intermediários. em grandes propriedades monocultoras.

na Região Centro-Oeste.4 24. (3) As mudanças expressivas pelas quais vem passando o padrão demográfico brasileiro ocorrem com a mesma intensidade em todas as regiões do país. c) no Brasil. b) o café foi um dos principais responsáveis pelo povoamento do vale do Paraíba.4 5. Em relação à distribuição da população brasileira.0 2000 10. (1) A diminuição da participação da população infantil no percentual populacional total relaciona-se com a diminuição das taxas de fecundidade. é incorreto afirmar que: a) as migrações internas no Brasil ocorrem desde o século XVII e foram determinadas. Taxas de crescimento de alguns segmentos populacionais brasileiros (1980-2000) Proporção (em %) Segmentos Populacionais 1980 Infantil (0 a 4 anos) Escolar (5 a 14 anos) em idade ativa (15 a 64 anos) Idosos (65 anos ou mais) 14. e) além de povoar o território e expandir as fronteiras econômicas. 15 . a redução das taxas de mortalidade tem como resultado a redução da taxa de crescimento populacional e o aumento da proporção de idosos no país.2 –0. (UFPE) 25.4 Taxas de crescimento (em %) 1980-85 –0. quase sempre. relativos a aspectos geopopulacionais brasileiros.0 1995-2000 0.7 2. julgue como Verdadeiros ou Falsos os seguintes itens. a urbanização do Brasil e aumentaram o processo de miscigenação da população. as migrações internas promoveram. de uma certa maneira. pelo aparecimento de novos pólos de atração populacional.5 1.2 4.4 57.3 CENSO demográfico de 1980 e dados projetados.0 3.1 2. das “terras roxas” de São Paulo e da Depressão Periférica Paulista. (4) Combinada com uma alta taxa de natalidade.0 19.(UNB-DF) 24. A partir dos dados contidos na tabela anterior.2 65. a população esteve mais concentrada na porção oriental. desde o início da colonização até os dias atuais. (2) A evolução populacional está caracterizada pela redução das taxas de crescimento em todos os grupos etários.8 3. d) o êxodo rural no Brasil resultou do notável progresso industrial ocorrido nas décadas de 50 e 60.

(UNAERP-SP) 26. 9. b) emigração da população do estado. ou seja. c) alto nível socioeconômico do estado. órgão da Secretaria do Planejamento da Paraíba. e) o “inchaço” do setor terciário. Tal fato deve-se a: a) imigração para o estado. 16 . informa que este é o estado com maior percentual de idosos do país (pessoas com mais de 60 anos).12%. d) redução da taxa de fecundidade das mulheres e migração de pessoas entre 20 e 40 anos. O Ideme (Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual).

E 8. E 23. E 9. caracterizada pelas pequenas e médias propriedades. V. C 4. E 20. B 10. 3. a região Sul. quando estava proibido o tráfico negreiro para o Brasil. intensificaram-se os movimentos intra-regionais. a) O grande estreitamento na base da pirâmide ocorrido no período de 1980 a 1986 se explica pela redução nas taxas de natalidade e nos índices de fertilidade. E 7. nessa região foi instalada uma colonização de povoamento. mão-de-obra familiar (constituída por europeus atraídos ao Brasil com a doação de terras) e produção voltada ao mercado interno. B 6. E 17. a Europa tornou-se um polo de atração de imigrantes. F.RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS DE VESTIBULARES E DO ENEM UNIDADE 6 – POPULAÇÃO QUESTÕES 1. C 3. E 24. 2. E 13. o aumento de idosos no conjunto da população aumenta a necessidade de recolhimento da Previdência Social. no futuro haverá menor ingresso de pessoas no mercado de trabalho. E 22. A 18. que não possui reservas expressivas de minerais metálicos e apresenta clima parecido com o europeu. b) Com a redução das taxas de natalidade. E 19. D 12. o que causou uma grande diminuição do fluxo imigratório de europeus para o Brasil. D 26. A partir da década de 50. No processo de povoamento do território brasileiro. A 11. Além disso. D 21. policultora. principalmente das excolônias e. paralelamente. B 2. sobrecarregando a população ativa. F 25. D 14. passou a ser povoada somente após a segunda metade do sáeculo XIX. TESTES 1. E 15. F. D 5. o que pode reduzir a pressão nos índices de desemprego. B 16. D 17 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful