Você está na página 1de 9

c c



   
A ISO/TS 16949 é uma norma automotiva mundial a qual foi elaborada conjuntamente pelos membros do IATF. O IATF
( - International Automotive Task Force - Força Tarefa Internacional Automotiva) é um grupo de fabricantes automotivos
(General Motors, Ford, Daimler Chrysler, BMW, PSA Citroen, Volkswagen, Renault, Fiat) e suas respectivas
associações. Esse grupo foi formado para fornecer produtos com a qualidade melhorada aos clientes aut omotivos.

A ISO/TS 16949 define requisitos do sistema da qualidade baseados na ISO 9001:2000, AVSQ (Itália), EAQF (França),
QS-9000 (USA) e VDA 6.1 (Alemanha). É aplicável às plantas de organizações onde produtos especificados pelo
cliente são manufaturados para produção e/ou reposição.

Certificar seu sistema de Gestão da Qualidade de acordo com ISO/TS 16949 com a SGS irá impactar positivamente o
sucesso da sua organização e proporcionar os seguintes benefícios:
_ Reduzir o número de múltiplas certificações de auditorias de terceira parte para uma certificação 
_ Melhorar sua produção e a qualidade dos processos.
_ Reduzir a variação da produção e aumentar sua eficiência.
_ Proporcionar maior credibilidade quando estiver participando de concorrências de contratos mundiais.
_ Reduzir o número de auditorias de segunda parte.
_ Facilitar a compreensão dos requisitos de qualidade para toda a cadeia de fornecimento (fornecedores/ sub-
contratados).
A SGS é a pioneira em certificação automotiva, tem desenvolvido experiência incomparável em certificação de
pequena, média ou grandes organizações ao redor do mundo. SGS é um dos poucos Organismos Certificadores
mundialmente acreditados para realizar auditorias de certificação em conformidade com a ISO/ TS 16949. Nossa
dedicada equipe automotiva de auditores registrados, localizados em 15 países, está pronta para atender suas
exigências mais severas.

Visão Geral
A ISO/TS 16949 é uma especificação técnica ISO que alinha as normas dos sistemas de qualidade automotiva existentes - brasileira,
americana, alemã, francesa e italiana - dentro da indústria automotiva global. Ela especifica os requisitos do sistema da qualidade para
projeto/desenvolvimento, produção, instalação e assistência técnica de produtos relacionados à indústria automo tiva.
A indústria automotiva global requer níveis de classe mundial para a qualidade de produto, produtividade e competitividade, b em como
para a melhoria contínua. Para atingir esta meta muitos fabricantes de veículos insistem que fornecedores adotem às r ígidas
especificações técnicas estabelecidas em uma norma de sistema de gestão da qualidade para fornecedores do setor automotivo,
conhecida como ISO/TS 16949.
A ISO/TS 16949 foi desenvolvida pela indústria, o International Automotive Task Force (IATF) , para incentivar a melhoria tanto na cadeia
de fornecedores quanto no processo de certificação. De fato, para a maioria dos principais fabricantes de veículos, a certificação nessa
especificação é um requisito mandatório para se fazer negócios.
Essa especificação alinha e substitui as normas existentes do sistema da qualidade automotivo americano, alemão, fr ancês e italiano,
incluindo QS-9000, VDA6.1, EAQF e ASQ. Ela especifica os requisitos do sistema da qualidade para projeto/desenvolvimento, produção,
instalação e assistência técnica de produtos relacionados à indústria automotiva. Primeiramente publicada em março de 1999 e revisada
em 2002, existem agora mais de 25.000 certificados emitidos em 80 países e economias.
   
   
A ISO/TS 16949 é relevante para todos os tipos de companhias fornecedoras do setor automotivo, desde pequenos fabricant es até
grandes organizações com múltiplas instalações (multi -site), multinacionais localizadas em qualquer parte do mundo. Entretanto, é
aplicável somente para sites onde existe produção ou serviço de peças.
As organizações que desejam entrar no mercado au tomotivo devem esperar até entrar na lista de um cliente automotivo como um
fornecedor potencial, antes que possam prosseguir com a certificação nesta especificação.
     
Como líder global de mercado para certificação de sistemas de gestão automotiva na ISO/TS 16949, nós empregamos um grande
número de auditores automotivos experientes que conhecem as normas definidas pelo IATF.
Nossos auditores são os ma is experientes e especializados na indústria automotiva, permitindo a sua empresa atingir melhorias
contínuas.

m 
A certificação credenciada para o padrão ISO/TS 16949 de sistemas de gerenciamento da qualidade demonstra o

compromisso com a qualidade do produto e conformidade com as exigências específicas do cliente. O sistema é um

processo em andamento que ajuda a descobrir e listar as áreas de melhoria de seu sistema de gerenciamento e dos

processos relevantes de sua empresa.

v  
O padrão ISO/TS 16949 pode ser facilmente integrado aos padrões já utilizados, já que ele é baseado na ISO 9001.

O reconhecimento internacional do padrão ISO/TS 16949 garante que, após a certificação, a credibilidade de sua

organização ao apostar em contrat os de serviços globais ou ao expandir os negócios localmente seja garantida. Dentro
de sua organização, o padrão auxiliará na redução de variáveis de produção e na melhora da eficiência de fabricação,

fatores importantes para os resultados conclusivos. Out ras vantagens incluem:

_ þelhoria no processo e na qualidade do produto

_ edução da necessidade de múltiplas auditorias terceirizadas

_ Aumento da confiança ao apostar em contratos de serviços globais

_ m passo necessário para conquistar trabalho com muitos dos maiores fabricantes automotivos do mundo

As vantagens para o segmento automotivo em geral incluem:

_ Aplicação de exigências internacionais comuns e consistentes para sistemas de qualidade

_ þelhoria do produto e da qualidade do processo para a cadeia de suprimento

_ Aumento da confiança para a qualidade do fornecedor global

_ Introdução de auditorias baseadas em processo focadas na satisfação do cliente

A certificação para o padrão ISO/TS 16949 ajuda a criar uma abordagem comum de sistemas de qualidade para toda a

cadeia de suprimento e facilita o acesso às melhores práticas do segmento.

c c
              
A indústria automotiva com a sua atividade global representa excelente processo para a qualidade, melhoria contínua, e o poder da
inovação. A Norma ISO / TS 16949 é a Especificação Técnica de Sistemas de Gestão da Qualidade aplicável a fornecedores no set or
da indústria. A norma foi desenvolvida por um grupo de trabalho conjunto, a IATF - International Automotive Task Force (IATF), com o
objetivo de melhorar tanto a qualidade e a capacidade do processo de certificação de toda a cadeia de fornecimento.

!  "#

Um sistema de gestão certificado conforme a ISO / TS 16949

_ ð$  %&ð'ð  "'   ( ) 

_     ð') 

_ ð       "    ð') 

_ *$     +    )

_   ' c ,,  -c c.,,!c   ð & ð / 


Em 1 de outubro de 2008, a IATF (International Automotive Task Force), representada na Alemanha pela VDA QMC em Oberursel,
publicou novas regras para o processo de certificação. As novas regras são válidas par a todas as certificações atuais e novas em 01 de
janeiro de 2009, sem novas regras para a transição.

Os novos requisitos de certificação estão disponíveis em Inglês e Alemão (versão original) na 000/ / .
m GUNTAS MAIS F  NT S
C TIFICAÇÃO ISO/TS 16949:2002
ecentemente, a Fundação Carlos Alberto Vanzolini vem trabalhando com a Certificação
ISO/TS 16949 e catalogando as principais dúvidas dos clientes. speramos que a lista
abaixo possa elucidar suas dúvidas.

1. O que é a ISO/TS 16949?


A ISO/TS 16949 é uma especificação técnica, cuja característica é de indicar quais são os
requisitos específicos da Norma ISO -9001:2000 para as organizações de produção
automotiva e de peças de reposição. mortanto o conteúdo dos requisitos possui exigências
mais abrangentes e complexas do que a ISO -9001:2000.
Além do mais a Certificação ISO/TS 16949 abrange não só os requisitos publicados nesta
especificação técnica, mas incluem ta mbém os catálogos e requisitos de CADA cliente que
participam da cadeia automotiva.

2. uais organizações podem requerer a Certificação em ISO/TS -16949?


Conforme citado no requisito 1.1 desta specificação Técnica, a ISO/TS 16949, em
conjunto com a ISO-9001:2000, define os requisitos do sistema de gestão da qualidade
para o projeto, o desenvolvimento, a produção e, quando relevante, a instalação e serviço
dos produtos relacionados a indústria automotiva.
3. O que abrange a Cadeia Automotiva, da qual se apl ica a Certificação ISO/TS
16949?
O IATF (International Automotive Task Force), através de divulgação em seu site
http://www.iaob.org, publicou uma FA (Frequently Asked uestion), que esclarece o
seguinte:
O termo ͞Automotiva" deve ser entendido como e inc lusive o seguinte:
- Carros, Caminhões (Leve, Médio e mesado), Ônibus, Motocicletas
O termo "Automotiva" deve ser entendido como excluindo o seguinte:
- Industrial ( mpilhadeiras), Silvicultura, Agrícola (Tratores, Arados), Fora de
strada(Mineração, Florestal, Construção, etc.)
Apenas Sites (Instalações de mrodução, que é o local no qual ocorrem processos
industriais que agregam valor) podem requer certificação.
Locais remotos (escritórios comercial, unidades de engenharia / projeto, áreas de logística)
situados fora dos locais de produção, devem ser auditados como parte do ͞site͟ em
questão.
Locais remotos não podem obter certificação ISO/TS 16949 isoladamente.
O Termo ͞mrodução͟ é esclarecido como ͞mrocesso de fazer ou fabricar͟ e envolve os
seguintes itens:
m.COM.27.02 2
- mrodução materiais,
- meças de mrodução ou Assessórios,
- Montagem ou
- Tratamento térmico, soldagem, pintura, superfície, ou outros serviços de
acabamento.

4. Como deve ser calculado o Dimensionamento das Auditorias ISO/TS 16949?


O dimensionamento das auditorias em ISO/TS 16949 segue o estabelecido no manual
͞Automotive Certification Scheme for ISO/TS 16949͟, emitido pelo IATF (International
Automotive Task Force), no qual há uma tabela e instruções (anexo 3 do referido manual) ,
estabelecendo a forma de cálculo deste dimensionamento.
O IATF (International Automotive Task Force), através de divulgação em seu site
http://www.iaob.org, também publicou uma FA sobre esclarecimento de
dimensionamento sobre sites com locais remotos, e Ce rtificações Corporativas.

5. É possível aplicar alguma redução nestes dimensionamentos?


As únicas reduções permissíveis se limitam ao estabelecido no manual ͞Automotive
Certification Scheme for ISO/TS 16949͟, emitido pelo IATF (International Automotive T ask
Force), indicando que organizações que não possuem responsabilidade pelo projeto do
produto podem reduzir em até 15% do dimensionamento da tabela. Outra situação se
refere a Certificações Corporativas, que também permite um ajuste de redução, conforme
o número de instalações envolvidas.

6. Caso a minha organização já seja certificada em S -9000, ou mesmo


ISO/9001:2000, isto implica em alguma redução?
O IATF estabeleceu uma regra para realização de auditorias de UmGAD , para
organizações que já possuam alguma certificação vigente (automotiva ou não). sta regra
esta estabelecida no manual ͞Automotive Certification Scheme for ISO/TS 16949͟, item
4.9, indicando as reduções máximas aplicadas para cada tipo de certificado emitido.
Algumas informações são relevantes para aplicação desta redução, como a Certificação
deve considerar o mesmo escopo da Certificação atual, deverá ser considerada a mesma
validade da Certificação corrente, deve considerar que a certificadora seja a mesma da
certificação corrente.

7. A ISO/TS 16949 cita no Item 0.5 ʹ Meta desta specificação Técnica, que a ISO/TS
16949:2002 em conjunto com os requisitos específicos dos clientes aplicáveis,
definem os requisitos fundamentais do Sistema de Gestão da ualidade para os
Signatários deste Documento. uem são estes signatários?
São signatárias da ISO/TS 16949 todas organizações que participam da cadeia
automotiva, independente de sua posição na mesma. mortanto, qualquer organização na
cadeia automotiva pode ser requerida pelo seu cliente a obter a certificação ISO/TS 16949.
m.COM.27.02 3

8. Se qualquer cliente na cadeia automotiva pode requerer a certificação e se a


minha organização deve atender aos específicos de cada cliente, onde podem ser
obtidos tais requisitos?
É importante levantar claramente os requisitos de todos os clientes dentro da cadeia
automotiva e não somente das montadoras. Neste ponto também se inclui os sistemistas e
dos clientes de mA (peças de reposição) reconhecidos pelas montadoras (somente
mercado paralelo não se encaixa na ISO/TS 16949). stes requisitos podem ser obtidos
através de Manuais de fornecimentos divulgados pelos clientes, como mublicações, cartas
de derroga e até os contratos e pedidos de compra, os quais devem ser atendidos pela
organização, antecipadamente a qualquer fornecimento. Alguns clientes como as
montadoras GM, Ford e Daymler-Chrysler possuem os requisitos específicos publicados no
site do IATF (http://www.iaob.org), que também devem ser considerados pelas
organizações fornecedoras destas empresas além de qualquer documentação fornecida
por estas empresas.

9. mor que devem ser informados ao organismo de certificação quais são clientes e
os requisitos específicos aplicáveis a eles?
A informação dos clientes automotivos e requisitos específicos aplicáveis ao organismo de
certificação é OBIGATOIA, pois tais requisitos serão parte integrante da verificação
durante a auditoria de certificação (e posteriores acompanhamentos). Além disso, o
Certificado vinculará quais foram os clientes automotivos considerados como parte da
certificação da organização.

10. ual a importância de obter a Certificação em ISO/TS 16949?


Alguns clientes consideram a Certificação como pré -requisito para aquisição de peças de
um fornecedor automotivo, o que pode significar a continuidade do negócio. Outras
empresas buscam a Certificação para reduzir a necessidade de múltiplas auditorias de
clientes. Mas, acima de tudo, é fundamental que as organizações que pretendam obter a
certificação entendam o conteúdo dos requisitos desta especificação técnica que,
adequadamente implementados, serão de grande valia para qualquer organização.

11. Uma organização que participa do fornecimento dentro e fora da cadeia


automotiva, pode requerer a Certificação ISO/TS 16949?
Sim. Além disso, o dimensionamento da Certificação considerará TODOS os funcionários
da organização.

12. Uma empresa que obtenha certificação ISO/TS 16949 obtém automaticamente a
Certificação ISO-9001:2000?
Não necessariamente. A obtenção da Certificação ISO-9001:2000 em conjunto com a
ISO/TS 16949 é uma decisão estratégica da empresa, visto que os organismos emissores
dos certificados são distintos ( a ISO/TS 16949 é emitida sob controle do IATF e a ISO -
9001:2000 é emitida sob controle do INM TO, no Brasil). mortanto apesar da norma
m.COM.27.02 4
ISO/TS 16949 ser complementar a ISO -9001:2000, a abrangência e por conseqüência os
custos da certificação envolverá, no mínimo a emissão do certificado ISO -9001:2000

13. uando eu devo solicitar a mré-Auditoria?


Após a implantação do Sistema da ualidade, a empresa deve realizar pelo menos um
ciclo de auditorias internas para solicitar a mré -Auditoria. A FCAV também recomenda que
seja realizada também pelo menos um análise crítica pel a administração.

14. mara que serve a mré-Auditoria?


No início da década de 90, as empresas solicitavam a auditoria de certificação à FCAV
sem nenhuma checagem prévia. Normalmente os auditores detectavam problemas
conceituais, como por exemplo, não aplica ção de requisitos que influenciavam a qualidade.
Nestes casos, a certificação não podia ser recomendada, causando transtornos para a
empresa e uma certa decepção. Muitas vezes, os problemas advinham de uma incorreta
interpretação da norma para o setor de negócio da empresa. Com esta experiência
adquirida, os organismos certificadores em todo o mundo passaram a realizar análises
prévias a fim de diminuir os riscos de não certificação por problemas de adequação ʹ estas
análises prévias são as chamadas mré -Auditorias.

15. Como é feita a mré-Auditoria?


A mré-Auditoria segue basicamente os mesmos passos da auditoria inicial. ste é o
primeiro contato ͞in loco͟ com a equipe auditora e serve para ͞quebrar o gelo͟, diminuindo
a ansiedade da empresa. Na mré-Auditoria são seguidos todos os passos da auditoria de
certificação: reunião de abertura, investigação, relato das não -conformidades e reunião de
encerramento. Geralmente, o auditor da auditoria de certificação será o mesmo da préauditoria.
A mré-Auditoria tem como objetivo analisar criticamente a adequação do Sistema da
ualidade. Isto significa que os procedimentos e a documentação serão verificados em
relação a sua adequação à norma de referência. Normalmente a equipe auditora não tem
tempo para verificar se as práticas descritas na documentação estão adequadamente
implementadas ʹ isto é o que chamamos de auditoria de conformidade.
Ao final da mré-Auditoria, a empresa recebe um relatório contendo todos os itens que
devem ser corrigidos antes da auditoria de certificação.

16. ual é o prazo padrão entre a mré-Auditoria e a Auditoria de Certificação ?


A ISO/TS 16949 determina que o prazo entre o recebimento da documentação da empresa
requerente a Certificação para a analise documental até a aud itoria de certificação não
pode ultrapassar a 90 dias. Dentro deste intervalo é que ocorre a mré -Auditoria, se
requerida. A data da auditoria de certificação deve ser marcada em função dos resultados
da mré-Auditoria. Se a mré-Auditoria não detectar problemas graves e o sistema estiver
maduro na sua implementação, a auditoria de certificação pode ser agendada após uma
ou duas semanas. Se de modo contrário, a mré -Auditoria detectar muitos problemas que
m.COM.27.02 5
demorem a ser corrigidos, o prazo pode se estender por até 90 dias.
Normalmente, existe um prazo de um mês entre a mré-Auditoria e a Auditoria de
Certificação.

17. No meu orçamento consta uma mré-Auditoria de dois dias. u acho que é pouco.
mosso solicitar mais um ou dois dias de mré -Auditoria?
Sim. A carga horária definida no orçamento é mínima para checar todos os itens da norma.
Caso a empresa desejar uma análise mais aprofundada, a carga horária da pré -auditoria
poderá ser aumentada sem problema algum. Haverá um aumento proporcional no preço
do evento.
morém este adicional deve ser tratado antes do evento da mré -Auditoria, pois não é
permitida realização de 2 ou mais pré auditorias ( mesmo que complementares), por se
caracterizar como consultoria.

18. mosso não realizar a mré-Auditoria e ir direto para a Auditoria de Certificação?


Sim. A FCAV recomenda fortemente a realização da mré -Auditoria, porém se a empresa
tem muita segurança na adequação e conformidade de seu sistema da qualidade, não há
problema algum em ir direto para a Auditoria de Certificação.

19. A ISO/TS 16949:2002 indica a necessidade da realização de uma atividade


chamada de ͞eadiness eview͟. O que significa esta atividade? A minha
organização é obrigada a se submeter a tal prática?
O ͞eadiness eview͟ ou Análise Documental é uma atividade obrigatória dentro das
regras de Certificação para ISO/TS 16949:2002. sta atividade é também conhecida como
fase 1 do processo de certificação e precede a fase 2, que se trata da auditoria de
certificação ͞in-loco͟.
O ͞eadiness eview͟ deve acontecer num intervalo de até 90 dias antes da auditoria de
certificação. sta atividade é feita em conjunto com a empresa e em um ambiente de
reunião dentro da organização auditada.
O objetivo é verificar a prontidão da empresa para receber a auditor ia de certificação e
caso existam situações impeditivas verificadas pelo auditor, poderá ser realizada
novamente até que seja considerada aprovada pelo auditor líder.

20. Sendo esta uma atividade obrigatória, o que será verificado durante o
͞eadiness eview͟ ?
O Anexo I do Manual de egras para o squema de Certificação ISO/TS 16949:2002
distribuído pelo IATF, indica qual a documentação básica deve estar disponível para a
equipe auditora, como parte do ͞eadiness eview͟, que são:
- Descrição dos processos, demonstrando as seqüências e interações, incluindo os
indicadores chaves e tendências de performance relativas aos últimos 12 meses, no
mínimo.
- vidência de que todos os requisitos da ISO/TS 16949:2002 estão endereçados
m.COM.27.02 6
através dos processos da organização
- Manual da ualidade (para cada site auditado)
- mlanos e resultados daauditoria(s) interna(s) e da(s) análise(s) crítica(s) pela
direção, referentes aos últimos 12 meses.
- Lista dos auditores internos qualificados
- Lista dos requisitos específicos dos clientes
- Situação da Satisfação de Clientes e reclamações, incluindo os relatórios de cliente
e ͞scorecards͟.

21. uem faz parte da equipe auditora?


A equipe auditora normalmente é formada por um ou dois auditores. Os Audit ores
Automotivos são auditores qualificados em Lead -Assessor para ISO-9001:2000 e também
são qualificados como auditores automotivos, credenciados pelo IATF. stes auditores são
profissionais com experiência em auditorias e conhecimento do ramo automotivo. Normas
internacionais adotadas pela FCAV garantem que o auditor possui conhecimento do seu
negócio.

22. Se o auditor não achar problemas na mré -Auditoria, posso já receber o


certificado?
Não. A mré-Auditoria tem objetivo distinto da auditoria de certific ação. A mré-Auditoria
verifica a adequação do sistema ʹ não colhendo evidências suficientes de que as práticas
refletem o planejamento contido nos procedimentos. A verificação da implementação dos
procedimentos é feita na auditoria de certificação, que não pode ser dispensada de forma
alguma.

23. Como saberei que áreas serão auditadas na mré -Auditoria e na auditoria de
certificação?
A empresa envia uma série de documentos para análise documental da FCAV
(uestionário mreliminar e Manual da ualidade). ste s documentos são cuidadosamente
avaliados pela equipe auditora durante a atividade de ͟eadiness eview͟ e servem para
que a FCAV defina um plano de auditoria. Deste plano constam os processos a serem
auditados, horários e itens da norma que serão verificados. O plano é sempre enviado com
uma semana de antecedência, para que a empresa possa se preparar para receber a
equipe.

24. Como saberei que áreas serão auditadas nas auditorias de acompanhamento ͞in
loco͟?
Da mesma forma que na pré-auditoria e auditoria de certificação, nas auditorias de
acompanhamento também ocorrerá o envio do plano de auditoria com uma semana de
antecedência. mara a FCAV garantir este prazo, a empresa deverá sempre enviar com pelo
menos 21 dias de antecedência, em relação à a uditoria, o seu Manual da ualidade para
análise da equipe auditora.

25. mara que servem as auditorias de acompanhamento ͞in loco͟?


m.COM.27.02 7
Uma vez implementado e certificado o sistema da qualidade, é obrigação da entidade
certificadora verificar a manutenção do sistema certificado. Assim, periodicamente a FCAV
fará auditorias ͞in loco͟ para checar se o sistema ainda se mantém adequado e conforme.

26. mosso ter acesso ao currículo da equipe auditora?


Sim. Ao receber a programação, a empresa ficará c onhecendo os nomes dos auditores.
Basta consultar a home-page da FCAV, no seguinte endereço:
(http://www.vanzolini.org.br/cert/audcert/ ), indicar o código do auditor para localizar o
currículo da equipe.

27. uais são os possíveis resultados de uma Audit oria de Certificação?


A equipe auditora, com base nas constatações da auditoria, pode tomar as seguintes
decisões:
- ecomendação da Certificação desde que todas não conformidades tenham
sido resolvidas ao longo da auditoria;
- ecomendação da Certificação com Auditoria Documental para as nãoconformidades
críticas;
- ecomendação da Certificação com Auditoria de ͞Follow Up͟ para as nãoconformidades
críticas ou não resolvidas durante a auditoria (complementada
com a apresentação de um mlano de Ação para as não-conformidades
eventualmente detectadas), o fechamento destas não conformidades devem
ocorrer num prazo Maximo de 90 dias
- Não recomendação da certificação ʹ neste caso a empresa poderá solicitar nova
auditoria no prazo máximo estabelecido pela equipe a uditora.

28. uantas não-conformidades tiram a minha certificação na Auditoria de


Certificação?
A FCAV não possui uma regra rígida de número de não -conformidades e sim uma política
sobre a sua gravidade. Caso o relatório de auditoria inclua uma não -conformidade
considerada de grau Maior, a certificação não poderá ser recomendada sem restrições.

29. mara a recomendação da certificação, será necessária uma auditoria documental


ou ͞in-loco͟ para fechar as não-conformidades? m resumo, posso ser
certificado com não-conformidades ͞em aberto͟?
Desde que as não-conformidades detectadas pela equipe auditora sejam de grau menor, é
possível obter a certificação com não-conformidades em aberto desde que as mesmas
possam ser consideradas como resolvidas ao longo da au ditoria.Não conformidades que
requeiram implementação, geralmente irão requerer uma auditoria de follow -up.
Independente da gravidade da não conformidade a mesma será verificada na próxima
auditoria de acompanhamento. É importante ressaltar que a ISO/TS 16 949 não permite a
recomendação para certificação de uma organização com não conformidades em aberto.
m.COM.27.02 8

30. O que é a ecertificação? la é obrigatória?


Após três anos da certificação da empresa, o sistema necessitará ser reavaliado, para que
a certificação seja renovada. ste procedimento é a chamada ͞Auditoria de
ecertificação͟. Conforme regras internacionais do IAF ʹ International Acreditation Fórum e
especificamente para o IATF, quando nos referimos a certificação ISO/TS 16949, a
recertificação é obrigatória. Tome cuidado se existirem organismos que não executem esta
etapa obrigatória, pois esta certificação poderá ser contestada.

31. O que é a Comissão de Certificação?


O relatório da equipe auditora é levado a uma Comissão, da qual partici pam membros
externos e internos à FCAV além de um membro com poder de Veto e eventuais
apelações de clientes são levadas em conta. Isto quer dizer que, caso a empresa não
concorde com o parecer da equipe auditora com referência a resultado final ou com
relação a uma particular observação, pode recorrer a uma instância maior que é esta
Comissão.
É a Comissão de Certificação que valida o parecer da equipe auditora, autorizando a
emissão do certificado.

32. sta Comissão se reúne de quanto em quanto tempo? Onde?


A Comissão analisa criticamente os relatórios de auditoria mensalmente e se reúne nas
instalações da FCAV. É importante salientar que esta Comissão é formada por brasileiros
e se reúne no Brasil, permitindo rapidez e agilidade nas decisões. ventuais a pelações
poderão ser feitas em nossa língua. m casos especiais, um representante da empresa
poderá ser convidado a participar da Comissão como ouvinte.

33. xiste Certificação com reconhecimento internacional para ISO/TS 16949?


A Certificação ISO/TS 16949, diferentemente da ISO-9001:2000 é controlada de forma
centralizada pelo IATF (International Automotive Task Force), que credencia mundialmente
os Organismos de Certificação, os quais devem subordinação ao IATF
uando nos referimos a ISO -9001:2000, a FCAV é reconhecida dentro do Sistema
Brasileiro de Certificação, pois seus certificados são emitidos tendo como acreditador o
INM TO. mara existir uma certificação com reconhecimento internacional, a empresa
deveria ter certificados acreditados por todos os órgãos de todos os países (China,
Austrália, Indonésia, Alemanha, Canadá, Venezuela, etc.) ʹ o que não existe ou é
economicamente inviável.
Um certificado ISO-9001:2000 emitido no Brasil, conforme o Sistema Brasileiro de
Certificação é reconhecido como confiável no mundo inteiro, assim como um certificado
emitido dentro do Sistema spanhol de Certificação é reconhecido como confiável aqui no
Brasil.
m casos específicos em que a empresa necessite de um certificado ISO -9001:2000
m.COM.27.02 9
emitido sob a acreditação de outro país, a FCAV poderá acionar seu procedimento de cocertificação
junto ao membro da INet do país em questão. Nestes casos, a entidade
certificadora estrangeira emite um certificado baseado no relatório de auditoria da FCAV,
baseado no acordo multilateral da INet. essalta -se que esta prática não se aplica a
ISO/TS 16949.

34. mosso usar a marca de certificação no meu produto?


xistem cuidados que devem ser seguidos no uso do selo da FCAV e da marca de
certificação. A FCAV define um pr ocedimento que deve ser seguido pela empresa
certificada. mor exemplo, é proibido o uso da ISO 9001 ou ISO/TS 16949 no produto final.

35. Sou obrigado a usar a marca da FCAV quando anunciar ao mercado minha
certificação?
Ao contrário de outros organismos de certificação, a FCAV não obriga que a empresa
utilize o selo da FCAV em suas propagandas. A empresa é livre para usar a certificação
ISO 9001 como entender, dentro de regras internacionais comunicadas pela FCAV.

36. O trabalho da FCAV somente se restringe à Certificação?


Não. A FCAV foi fundada em 1967, quando ainda não existia certificação ISO 9000. A
FCAV foi instituída por professores da Universidade de São maulo e é reconhecida como
um Centro de xcelência Internacional em Gestão. mor meio do contato com a FCAV, sua
empresa terá acesso a um centro de conhecimento e canal de capacitação multidisciplinar
de sua equipe.

37. A FCAV pode fornecer consultoria para a montagem e implantação do Sistema da


ualidade?
Não. Conforme regras internacionais e regras éticas internas da FCAV, não existe a
possibilidade de fornecimento de serviços de consultoria para implantação da ISO 9000,
ISO/TS 16949 ou qualquer outra norma que a FCAV certifique.
A FCAV também não recorre a subterfúgios para tal atividade co mo, por exemplo, uso de
empresas coligadas ou controladas.
A FCAV atua como parceira das empresas de consultoria, reconhecendo e incentivando
seu papel, nunca atuando como concorrente.

38. uais são os critérios para escolher uma certificadora e avaliar a s propostas?
Na sua escolha, leve em consideração (não necessariamente nesta ordem):
- mrestígio e credibilidade da certificadora;
- Lista de clientes;
m.COM.27.02 10
- Clareza da proposta (não existência de custos escondidos, impostos, auditorias
extras não explicitadas, método de aprovação não claro, etc.);
- mreços e condições de pagamento;
- Competência da equipe auditora;
- Não existência de atividades de consultoria para implantação de ISO/TS 16949,
nem de empresas coligadas que fazem tal serviço;
- A entidade oferece algo mais que as auditorias, como por exemplo, capacitação;
- xistência de Comissão de Certificação no Brasil, a fim de facilitar possíveis
apelações ou esclarecimento de dúvidas.
Cumprimento rígido das diretrizes do IAF e do IATF para c arga horária de auditoria.

39. No caso de outras dúvidas, a quem devo consultar?


Não hesite em nos contatar pelo telefone (11) 3836 -6566, amais 103, 104, 105, 106 e
115 ou consulte nossa home page: www.vanzolini.org.br