Você está na página 1de 4

Situação problema: 

A crise econômica já deixou o campo das ideias para se tornar realidade e hoje a discussão gira
em torno não de seus possíveis impactos nas corporações, mas como estas podem passar
incólumes e ainda crescer em meio ao caos. Enquanto alguns empreendedores limitam-se a
assistir à queda do consumo, à alta do dólar e das taxas de juros lamentando o pouco dinheiro
circulante e cortando do orçamento ações que deveriam ser contínuas, os líderes abrem
portas e janelas para novas oportunidades trazidas pelas próprias mudanças. Claro, aproveitar
o impacto que elas produzem para redirecionar o próprio crescimento pode não ser tarefa
fácil, mas está longe de ser impossível. Muito pelo contrário, quanto mais bem preparadas as
empresas, melhores são os resultados – e a tempestade transforma-se em céu de brigadeiro. 

(http://www.qualitin.com.br/o-impacto-das-mudancas-nas-organizacoes/  (Links para um site


externo)Links para um site externo)  

O trecho acima nos propõe uma reflexão sobre a crise econômica, a qual tem levado as
empresas a repensarem seus processos organizacionais, em busca de crescimento e novas
oportunidades. Assim, a partir dessa reflexão propõe-se, com este trabalho, um estudo mais
aprofundado sobre Processos Organizacionais, Mudança Organizacional e Benchmarking,
abordados nas unidades 3 e 4. 

Suponha que você seja consultor (a) de uma organização de médio porte, que, assim como
todas as demais, está sendo afetada pela crise econômica. Para tanto, terá que elaborar uma
apresentação em PowerPoint para um grupo de acionistas que quer investir nessa empresa,
deixando-a em melhores condições para enfrentar a concorrência de mercado.  

Procedimentos para elaboração do TD: 

Selecione uma empresa do ramo de SERVIÇOS para desenvolvimento do seu trabalho.

Apresente o organograma da empresa. 

Caracterize a estrutura organizacional da empresa, análise e identificação dos tipos de


departamentalização: funcional, produto, cliente, geográfica ou territorial e processo.  

Indique o modelo de gestão (burocrática, centralizadora, descentralizadora) e como ele


influencia os processos da empresa. 

Apresente um argumento fundamentado, indicando uma prática gerencial que sirva de


Benchmarking para outras que atuem no mesmo ramo. 

Utilize no máximo 15 lâminas 

Atente para estética das lâminas, de modo que fique legível e instigante ao leitor e utilize, no
máximo, 15 slides.  
1. Capa

2. Quem Somos

 Companhia de tecnologia com licença bancária


 Plataforma integrada de produtos financeiros
 Pioneiro: número de celular com conta
 Soluções de pagamentos inovadora
 Mercado potencial de 80M de brasileiros

3. Visão
Estar entre os 10 maiores bancos do país em lucro líquido até 2022.
Missão
Ser uma plataforma financeira de alta tecnologia que oferece soluções simples, ágeis e
inovadoras.

4. Organograma
5. Estrutura Organizacional
A estrutura organizacional da Agibank é coordenada a partir de uma gestão comprometida
com uma administração eficiente, eficaz e efetiva do ponto de vista organizacional. Além
disso, o processo adotado pelos representantes dos stakeholders busca habilidade em
administrar riscos e ameaças ao crescimento, ao desenvolvimento e à continuidade da
organização.

Tomada de decisão
O processo de tomada de decisão no Agibank, portanto, ocorre em diversos níveis, de forma
que as medidas e políticas mais impactantes para o negócio passem não apenas pela alta
administração, mas também pela diretoria executiva e departamental.

LIDERANÇA
As lideranças têm um papel de destaque, como referência e exemplo de
comportamento, portanto espera-se que exerçam uma gestão que se apoie no
incentivo, motivação e reconhecimento dos colaboradores, promovendo não só seu
desenvolvimento profissional como também o desenvolvimento humano. A missão
dos gestores, além de coordenar suas equipes, é também propiciar um ambiente
educativo que contribua com o crescimento pessoal e profissional dos
colaboradores.

6. GESTÃO PARTICIPATIVA
O Agibank proporciona um ambiente favorável, promovendo o diálogo e a
participação, de forma que o colaborador possa, efetivamente, contribuir com a
gestão organizacional. Os colaboradores são os representantes diretos do Agibank
junto aos diversos públicos de relacionamento, tomando decisões, solucionando
problemas, criando, inovando e aperfeiçoando, de forma contínua, seu negócio. São
as pessoas que fazem a diferença e, portanto, devem ser e estar preparadas para
exercer suas funções da melhor maneira possível

Clima organizacional
O Agibank se empenha em promover um ambiente de trabalho sustentado por seus
valores e orientado por condutas, o que estimula um movimento de
responsabilidade e cooperação entre os colaboradores e cria condições para que os
compromissos assumidos com todos os públicos de relacionamento do Agibank,
independentemente do contexto competitivo estabelecido nas relações de
mercado, sejam honrados de forma ética.
DESENVOLVIMENTO E OPORTUNIDADE PROFISSIONAL
O Agibank contribui para a empregabilidade do colaborador e estimula-o na busca
de seu autodesenvolvimento, oferecendo a todos igualdade de oportunidades, de
desenvolvimento e ascensão profissional sempre com base no esforço pessoal,
mérito, desempenho e competências alcançadas

7. Departamentalização
Funcional
agrupamento das atividades e tarefas de acordo com as principais funções desenvolvidas
dentro da empresa.

8. Benchmarking
9. Objetivos Estratégicos
Crescimento do Crédito e Banco Digital A estratégia do Agibank pode ser dividida em duas
frentes. A primeira é continuidade da expansão do crédito, em volume de originação,
diversificação geográfica e aumento do número de clientes. Isto será feito incrementando a
quantidade de pontos de atendimento. O banco projeta atingir 1.200 lojas em 2021
(atualmente são 574).
Ao mesmo tempo, o banco tem procurado oferecer novos produtos de crédito,
principalmente de maior prazo, de forma a diversificar sua carteira e perfil de risco. A Fitch
ressalta que a estratégia de diversificação de produtos e receitas do Agibank é positiva, mas
lembra que, à medida que as novas carteiras cresçam, surgirá o desafio de
alongar/diversificar a estrutura de captação de forma a manter o bom casamento entre
ativos e passivos.
Como outros bancos de médio porte, o Agibank tem desenvolvido uma plataforma digital
própria. Apesar do curto histórico, a operação apresenta forte crescimento, passando de
435 mil contas em setembro de 2018, de 63,5 mil no mesmo período de 2017. O banco tem
por estratégia integrar as duas principais frentes de negócio, oferecendo serviços (conta
corrente, seguros e consórcios) e produtos de crédito (crédito com débito em conta,
cartões, consignado).

10. Boa Execução da Estratégia


O Agibank tem atingido seus objetivos estratégicos de crescimento. Isto é evidenciado pela
expansão da carteira de crédito (em especial, o crédito com débito em conta), pelo
aumento de receitas de crédito e de serviços, além de pelo incremento de sua base de
clientes no banco digital. Apesar dos custos relacionados a expansão orgânica de suas
operação e de seu modelo de negócios, que apresenta um perfil de risco elevado, o Agibank
tem apresentado índices de rentabilidade superiores aos de seus pares.

11. Por que investir

Você também pode gostar