Você está na página 1de 25

1

Governo do Estado do Rio de Janeiro


Secretaria de Estado de Educação

Comte Bittencourt
Secretário de Estado de Educação

Andrea Marinho de Souza Franco


Subsecretária de Gestão de Ensino

Elizângela Lima
Superintendente Pedagógica

Coordenadoria de Áreas do Conhecimento


Maria Claudia Chantre

Assistentes
Carla Lopes
Fabiano Farias de Souza
Roberto Farias
Verônica Nunes

Texto e conteúdo

Prof. Carlos Eduardo Vianna Afonso


C.E. Marechal Zenóbio da Costa
Prof. Fábio Mendonça Barbosa
CIEP 387 Hans Christian Andersen
Prof. Nilson Ferreira Júnior
C.E. Aura Barreto
Prof. Neimar Arzamendia da Silva
CIEP 029 Josué de Castro

2
Capa
Luciano Cunha

Revisão de texto
Prof ª Alexandra de Sant Anna Amancio Pereira
Prof ª Andreia Cristina Jacurú Belletti
Prof ª Andreza Amorim de Oliveira Pacheco.
Prof ª Cristiane Ramos da Costa
Prof ª Deolinda da Paz Gadelha
Prof ª Elizabete Costa Malheiros
Prof ª Ester Nunes da Silva Dutra
Prof ª Isabel Cristina Alves de Castro Guidão
Prof José Luiz Barbosa
Prof ª Karla Menezes Lopes Niels
Prof ª Kassia Fernandes da Cunha
Prof ª Leila Regina Medeiros Bartolini Silva
Prof ª Lidice Magna Itapeassú Borges
Prof ª Luize de Menezes Fernandes
Prof Mário Matias de Andrade Júnior
Prof Paulo Roberto Ferrari Freitas
Prof ª Rosani Santos Rosa
Prof ª Saionara Teles De Menezes Alves
Prof Sammy Cardoso Dias
Prof Thiago Serpa Gomes da Rocha

Esse documento é uma curadoria de materiais que estão disponíveis na internet, somados à
experiência autoral dos professores, sob a intenção de sistematizar conteúdos na forma de
uma orientação de estudos.

©️ 2021 - Secretaria de Estado de Educação. Todos os direitos reservados.

3
Educação Física – Orientações de Estudos

SUMÁRIO:

INTRODUÇÃO: .................................................................................................. 6

Aula 1 – Cultura do Lazer ................................................................................... 7

Aula 2 – Construção coletiva e acordo nas aulas de Educação Física ............ 11

Aula 3 – O que é LAZER? ................................................................................ 15

Aula 4 – A Importância Da Saúde Para Nossa Saúde E Bem Estar ................ 18

Aula 5 – Responsabilidades Individuais E Coletivas No Lazer ........................ 21

CONSIDERAÇÕES FINAIS: ............................................................................ 23

RESUMO:......................................................................................................... 24

INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS: ................................................................... 25

4
ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS para Educação Física
3º Bimestre de 2020 – 1º ano do Ensino Médio Regular

Meta da Aula:

Apresentar alguns tópicos da Educação Física, no que se refere á


identificação as principais formas de manifestação da cultura de lazer na sua
região. Valorizar as possibilidades de construção coletiva das regras e os
acordos num determinado grupo social. Possibilita o aluno assumir uma postura
ativa e consciente em relação à prática de atividades físicas, respeitando seus
limites e possibilidades.

Objetivo da Aula:

Ao final dessa apresentação de estudos, o aluno deverá ser capaz de:


• Identificar o lazer
• Conhecer a cultura do lazer
• Identificar as possibilidades de construção de regras
• Compreender e respeitar os acordos
• Saber respeitar os seus limites e possibilidades corporais

5
INTRODUÇÃO:

Sejam muito bem-vindos á disciplina de Educação Física! Talvez, você já


tenha ouvido falar da Educação Física e ouviu dizer que ela estuda os esportes.
Sim, a afirmação está correta, mas não é só isso. Ela além dos Esportes, ela
estuda também os jogos, as lutas, a ginástica, as atividades Rítmicas, as
Atividades Desportivas e tudo que está relacionado ao movimento e ao
conhecimento sobre o corpo.

Hoje vamos aprender um pouco sobre como identificar as regras e


acordos na construção de jogos coletivos. Conhecer o lazer e suas
manifestações culturais em determinadas regiões. Analisar as ações coletivas e
individuais no lazer.

6
Aula 1 – Cultura do Lazer

O lazer como hoje é conhecido um problema urbano que é tipicamente


característico das grandes cidades, mas isso não significa que fiquem restritos
as grandes cidades, pois como existe a mídia para divulgar para regiões que não
são tão urbanizadas, no entanto para Marcellino (2006) vai apresentar o conceito
de lazer fazendo relação a duas ideias centrais entre espaço e equipamento.

“O espaço é entendido como suporte para os equipamentos. E os


equipamentos são compreendidos como os objetos que organizam o espaço em
função de determinada atividade. (...), conclui-se que é possível se exercer
atividades de lazer sem um equipamento, mas é impossível fazer um lazer sem
a existência de um espaço”. (MARCELLINO 2006, p. 66).

O autor faz a relação entre espaço e equipamento na importância da


efetivação do lazer. Pois para a realização de atividades que proporcione lazer
torna-se necessário a inter-relação dos dois. Nos dias de hoje, com o inchaço
urbano, as dificuldades são grandes para encontrar espaços adequados que se
possa proporcionar para os seres humanos ambientes de qualidade para o lazer
sadio.

“Entretanto se verifica uma série de descompassos em relação ao espaço


e lazer. O crescimento de nossas cidades é relativamente recente,
caracterizando-se pela aceleração e imediatismo. O aumento da população
urbana, agravado pelo êxodo rural e pelas migrações das cidades menores para
aquelas que constituem em polos de atração, não foi acompanhado no que se
refere à habitação e serviços urbanos, gerando desníveis na ocupação do solo
e diferenciando marcadamente, de um lado as áreas centrais, concentrada de
benefício, e de outro, a periferia, verdadeiro deposito de habitações”. (IDEM, p.
66-67).

7
É importante democratizar o espaço para o lazer visando um maior
processo de socialização. E não somente ter um espaço para o lazer, mas um
espaço que ajude a também fazer construir a cidadania, algo que não é feito nas
políticas públicas relacionada ao lazer feito tanto pelos governos federais, ou
estaduais, como reflete Martins (2006). Desta maneira, partindo desse princípio
percebe-se a negligência do poder público quanto as garantias constitucionais
no que garante as leis sobre o direito de proporcionar as condições democrático
aos cidadãos sobre o esporte e o lazer. Gerar políticas públicas no Brasil que
proporcione equipamentos de esporte e lazer mais acessível as pessoas de
baixa renda.

Martins (2006) diz que esse tipo de política pública foi construída devido
à criação e evolução da cidadania construída ao longo dos séculos XVIII e XIX,
por isso, quando se tem uma política pública para o lazer, ela não está
relacionada à construção da cidadania, mas somente com a utilização de um
espaço sem a reflexão da atividade que será executada. Historicamente, o lazer
não está ligado com á saúde, qualidade de vida e funciona como duas vertentes
diferentes. Já nas últimas décadas essas concepções sofrem alterações devido
ás novas políticas públicas no campo do esporte e do lazer.

Não constitui, porém características da natureza humana a capacidade


de manter constantemente ativa se o tipo de atividade em que se pensa é
diretamente relacionado à ideia de trabalho. Por imposição da própria fisiologia,
após o esforço físico despendido da realização do labor diário, o homem tem que
descansar. Além disso, precisa alimentar-se, repousar-se, (recuperar energia e
distrair-se, o que faz mediante jogos, festas entretenimento ou qualquer
atividade gratuita).

Logo, a questão do lazer na Educação Física faz parte da higienização


mental, da socialização construindo novas concepções de lazer.

A Educação Física, como disciplina escolar, caracteriza-se como uma


atividade eminentemente prática, muitas vezes desvinculada da teoria que

8
poderia servir de auxílio à compreensão e ao esclarecimento de fatores
relacionados à atividade física, como também das regras do esporte.

Conclui-se, então, que a importância do lazer nas aulas de educação


física deve ser defendida como fator necessário a uma boa formação cidadã,
pois sabemos que o lazer, e a própria educação física, estão presentes no
interior da escola por meio das manifestações esportivas e, ainda assim,
praticada tal qual o modelo que nos é hegemonicamente transmitido pela cultura
dominante, ou seja, o modelo competitivo. E, não como processo de
socialização. Por isso, que é sugerido a inserção do lazer na educação física
escolar. Por ser o esporte uma prática solidificada dentro da educação física
escolar, acreditamos que deve ser o foco inicial de educação pelo e para o lazer
e com prazer em fazer, já que a educação física deve aproveitar o seu modelo
esportivo para, a partir desse modelo, explorar outras possibilidades como a
cultura, a interação, a socialização e a autoestima do aluno, um entendimento
mais amplo do lazer. Diminui-se a resistência e talvez uma melhor aceitação.

A Constituição Federal reconhece a todos os brasileiros o direito à cultura


e ao lazer. Essas garantias visam assegurar uma melhor qualidade de vida e o
pleno desenvolvimento pessoal e social dos cidadãos. Entretanto, grande parte
dos municípios brasileiros não possuem equipamentos esportivos e centros
culturais disponíveis à população, o que dificulta o pleno acesso aos direitos
constitucionais citados. A falta de espaços seguros e protegidos para a prática
de atividades culturais e de lazer restringe o convívio entre diferentes grupos
sociais, prática necessária para o desenvolvimento da tolerância e cultura de
paz; expõe crianças e adolescentes ao risco de violações de direitos; dificulta a
ampliação do repertório cultural e a possibilidade de manifestação de produções
culturais próprias ou referentes às tradições comunitárias, regionais, religiosas e
étnicas.

9
10
Atividades:

A. Quais são as principais manifestações de lazer na sua região?

_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

B. A falta de um espaço adequado pode atrapalhar o acesso a essas


manifestações da cultura de lazer? Justifique.

_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

Aula 2 – Construção coletiva e acordo nas aulas de Educação Física

Os Jogos

Os jogos sempre estiveram presentes na vida cotidiana. Apesar de não


se saber quem criou algum dos jogos, eles já vêm sendo praticados e
transmitidos desde épocas mais remotas. Podem ser encontradas em todos os
lugares, e em diferentes sociedades. E, é fato que povos antigos como os da
Grécia e do Oriente brincaram de amarelinha, empinavam papagaios, jogavam
pedrinhas e até hoje as crianças o fazem quase da mesma forma. Tais jogos

11
foram transmitidos de geração em geração através dos conhecimentos
empíricos e permanecem na memória coletiva.

De acordo com Vieira e Cavalcante (2002, p. 45), jogos populares são


também conhecidos como jogos de rua em que seus elementos podem ser
alterados, decididos pelos próprios jogadores, com flexibilidade nas regras, e
sem exigir recursos mais sofisticados, pois sua origem está na cultura popular.
Uma das características dos jogos populares é que as mudanças dentro do jogo
ficam a critério dos participantes, e para que possam ser desenvolvidas não se
faz necessário a utilização de materiais industrializados, pode ser usado
materiais recicláveis, por exemplo. Sua prática é realizada em convívio
harmonioso, de forma livre espontânea e prazerosa, sendo uma manifestação
desenvolvida desde os tempos mais antigos que visam a ludicidade.

Essas atividades podem ser exploradas em qualquer tipo de espaço onde


suas regras possam ser adaptadas. Assim como os materiais a serem
adaptados ao que os alunos consigam disponibilizar facilmente como por
exemplo; garrafas pets, cabo de vassouras, pedras, bolas reutilizáveis etc. Até
nas modalidades esportivas os jogos podem ser recriados de acordo com
escolha do grupo. Jogo de Vôlei com bexigas de plástico, Basquete com bolas
de meia. A criatividade terá papel preponderante nas definições e objetivos da
atividade criada pelo grupo durante as aulas.

Exemplos de atividades com um novo acordo coletivo nas regras que


podem ser modificadas a qualquer momento pelos alunos:

Pinga-Bola; um estudante de posse da bola a lança para o lado adversário


com o braço acima da cabeça, imitando o saque por cima. Ao ultrapassar a corda
ou a rede, a recepção deve ser feita somente de manchete, após a bola pingar
uma vez no solo. Deve-se dar três passes de manchetes pingadas antes de
passar a bola para o outro lado, que realizará o mesmo procedimento. O grupo
que errar propicia um ponto e a posse da bola para o outro grupo sacar.

12
Futebol-sentado: marcar um retângulo no chão, indicando os limites do
"campo". A bola será colocada no centro e poderá ser impulsionada com
qualquer parte do corpo, exceto mãos e braços. Ninguém poderá levantar-se. As
mãos (ou pelo menos uma delas) devem estar sempre apoiadas no piso. Quando
a bola transpuser a linha de fundo do campo de jogo, é marcado um gol. No
futebol sentado não existe goleiro. A superfície do retângulo será variada, de
acordo com a quantidade de jogadores e tendo em conta que estes se coloquem
a uma distância tal que não se toquem entre si.

Queimada – congelada: É um jogo como o “queimado”, mas as regras


mudam um pouco. Se alguém for atingido em uma certa parte do corpo, não
pode mais usá-la até o fim do jogo, essa parte fica congelada.

Por exemplo, se alguém for atingido no braço, não pode mais usá-lo para
arremessar. Se for atingido em uma perna, só pode pular com a outra perna. Se
for atingido no tronco ou cabeça, está fora.

13
Atividades

A. Escolha uma modalidade esportiva e tente modificar as regras de forma a


tornar a modalidade mais inclusiva para o próprio grupo?

_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

B. Qual a importância das práticas de atividades coletivas na Educação Física?

_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

14
Aula 3 – O que é LAZER?

Lazer é um conjunto de ocupações às quais os indivíduos podem


entregar-se de livre vontade, seja para repousar, seja para se divertir, recrear e
se entreter, ou ainda, para desenvolver sua informação ou formação
desinteressada, sua participação na sociedade ou sua livre capacidade criadora

O lazer faz parte da vida dos seres humanos, pois ele é um dos requisitos
da vida, que proporciona prazer, liberdade, sensação de bem estar, entre outros
benefícios.

Qualidade de vida e bem estar significa também termos tempo para o


lazer. Vivemos no mundo em que, o trabalho, os estudos, a vida corrida e o
estresse do dia a dia, muitas vezes nos impossibilitam de desfrutarmos
momentos de lazer, verdadeira válvula de escape para a vida corrida que
levamos.

Benefícios do lazer e da recreação para a saúde

• Aumenta a qualidade e o entusiasmo pela vida;

• Fortalece o sistema imunológico, pois pessoas ativas possuem


menos chances de desenvolver doenças e, segundo pesquisas,
possuem menos despesas com saúde e com remédios;

• Reduz a obesidade;

• Aumenta a expectativa de vida e melhora a autoestima;

• Reduz os riscos de desenvolver doenças como a depressão;

• Reduz o nível de estresse;

• Desenvolve a criatividade, já que o estresse diminui a capacidade


criativa das pessoas. As atividades de lazer, por sua capacidade

15
relaxante, proporcionam maior inspiração. As melhores ideias são
obtidas em momentos de lazer.

ESTÍMULO GOVERNAMENTAL

A prática do lazer é estimulada pelos governos, o um terço a mais que é


pago nas férias é um incentivo para que o trabalhador possa usufruir o benefício
do lazer.

FUNÇÃO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

Incentivar o desenvolvimento de atividades esportivas, contemplando o


cidadão, desde a infância até a terceira idade, estimulando-o a exercer práticas
esportivas saudáveis e valores como cooperação, amizade e respeito às
diferenças, bem como valorizar os talentos locais, como legítimos
representantes do município em âmbito nacional e internacional;

Incentivar, desenvolver e estabelecer ações voltadas ao lazer do cidadão,


organizando os espaços, áreas e atividades dentro do município voltadas para
este fim;

DIFICULDADES

1. CLASSE SOCIAL

2. TEMPO

3. MOBILIDADE

4. SEXO

5. FAIXA ETÁRIA

6. VIOLÊNCIA

16
Atividades

A. Defina o que é lazer?

_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

B. Quais são os benefícios do lazer?

_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

17
Aula 4 – A Importância Da Saúde Para Nossa Saúde E Bem Estar

Lazer é um elemento que contribui para a qualidade de vida. Na sociedade


em que vivemos, as pessoas entendem o bem-estar e a boa qualidade de vida
como algo essencial, porém, ao mesmo tempo, são deixados em segundo plano
quando comparamos com o mundo do trabalho e as obrigações familiares,
religiosas e sociais. Um elemento importante para que o indivíduo adquira esse
almejado bem-estar e essa boa qualidade de vida, é o LAZER.

O lazer se caracteriza por uma área específica da experiência humana


que tem seus próprios benefícios. Entre estes benefícios estão a liberdade de
escolha, a satisfação, a diversão, a busca do prazer e da felicidade. Podemos
dizer que é um meio privilegiado para o desenvolvimento pessoal do indivíduo,
e, também, pode proporcionar um equilíbrio entre obrigação e diversão. Desta
forma, podemos dizer que o lazer pode oportunizar a promoção da saúde e o
bem-estar geral, oferecendo uma variedade de atividades para que o indivíduo
escolha de acordo com seus próprios interesses, necessidades e preferências.
As atividades vão desde uma simples caminhada no parque a uma viagem
de muitos dias, tudo dependerá da escolha de cada um. O lazer é, portanto, um
elemento que contribui para uma boa qualidade de vida, garantido
constitucionalmente, e não deve estar separado de outras metas da vida. Vamos
falar um pouco sobre a importância do lazer para nossa saúde e bem-estar, que
é uma coisa muito importante e que deve ser levada a sério, para termos uma
qualidade de vida cada vez melhor. O lazer é uma área que vem crescendo em
estudos e em investimentos também. É uma ideia advinda dos fins do século XIX
e início do XX, quando momentos de trabalho e de lazer puderam ser aliados.
Uma grande indústria em torno das atividades de lazer é construída a
cada dia, mas o fato é que ter momentos de lazer contribuem para a qualidade
de vida e, principalmente, para saúde. O fato é que o combate ao stress físico,
mental e psicológico são aliados da boa saúde. E, as atividades de lazer são
formas de divertimento, descanso ou desenvolvimento que podem trazer

18
inúmeros benefícios, não só para sua saúde física, como para sua saúde mental
e psicológica, que são tão importantes quanto a saúde física.

Portanto, se você ainda não tem um tempo reservado exclusivamente


para o seu lazer, trate de colocar em sua agenda um horário para se dedicar
totalmente ao seu momento de lazer. Você precisa disso. É uma necessidade do
ser humano. E, além disso, se você se programar corretamente, pode ter certeza
de que não vai atrapalhar seus afazeres do dia a dia. Bom, e se você faz parte
do grupo de indecisos e não sabe por onde começar ou quais atividades de lazer
tem para fazer, deixo sugestão de atividades de lazer mais conhecidas e
realizadas pelos brasileiros. Pois, algumas das atividades podem te interessar
muito e, consequentemente, irão te animar, para começar já a colocar mais lazer
na sua vida - além de saúde e bem-estar: caminhada, ler livros, ouvir músicas,
ver filmes, fotografar, praticar esportes ao ar livre, fazer piquenique, viajar, ir à
praia, pescar, dançar, turismo de aventura dentre outras.

Enfatizamos a importância desses momentos no seu dia a dia, certo?


Desejamos a você momentos incríveis de lazer. Convivendo com pessoas
especiais ou até mesmo um tempo só, para que ele seja rico para você e traga
muita saúde e bem-estar.

Atividades

A. Se caracteriza como uma área específica da experiência humana, que tem


seus próprios benefícios. Podemos dizer que é um meio privilegiado para o
desenvolvimento pessoal e social do indivíduo, e, também, pode proporcionar
um equilíbrio entre obrigação e diversão.

(A) Qualidade de Vida (B) Trabalho (C) Atividade Física (D) Lazer

B. O lazer é uma área que vem crescendo em estudos e em investimentos


também. É uma ideia advinda dos fins do século XIX e início do XX, quando
momentos de trabalho e de lazer puderam ser aliados. É, portanto, uma
necessidade do ser humano, além de direito do cidadão e dever do Estado. A

19
palavra lazer é derivada do latim "licere", que significa “ser lícito” ou “ser
permitido”. O direito ao lazer está na Constituição – artigo 6º, caput, artigo 7º, IV,
artigo 217, § 3º, e artigo 227. O lazer está inserido no capítulo dos Direitos
Sociais, e este, por sua vez, está inserido no Título dos Direitos Fundamentais.
Uma grade indústria em torno das atividades de lazer é construída a cada dia,
mas o fato é que ter momentos de lazer contribuem para a qualidade de vida e,
principalmente, para saúde. O lazer é oportunizado por uma variedade de
atividades para que o indivíduo escolha de acordo com seus próprios interesses,
necessidades e preferências. Vão desde uma viagem bacana a um simples
passeio no parque, a leitura de um livro, a praticar atividades físicas ao ar livre,
ir ao cinema, enfim, uma infinidade de atividades, desde que seja dissociada do
trabalho. Podemos dizer, portanto, que:

(A) O lazer é, portanto, um benefício concedido ao trabalhador pelos


empregadores, sendo facultativo a concessão do benefício pelo patrão.

(B) O lazer é, portanto, um elemento que contribui para uma boa qualidade de
vida, garantido constitucionalmente, e não e não deve estar separado de outras
metas e prioridades da vida.

(C) O lazer é, portanto, um período destinado ao tempo livre, porém, pode ser
uma oportunidade para ganhar uma renda extra, exemplo: eu relaxo
cozinhando. A vizinha gostou do bolo, divulgou e, o que era apenas por
distração passou a ser seu ganha-pão.

(D) O lazer é, portanto, uma indústria do entretenimento pago, ou seja, só é


possível aproveitar o que o lazer pode oferecer se puder pagar por isso, não
sendo dever do Estado desenvolver políticas públicas de fomento ao lazer, pois
além de não ser importante para a qualidade de vida; é um tempo livre e nem
todos devem ter esse "luxo" de ficar sem fazer nada em algum momento,
perdendo tempo de produtividade.

20
Aula 5 – Responsabilidades Individuais E Coletivas No Lazer

Vamos a um exemplo de espaço público? A praça! Cantada em muitas


canções, a praça pública tem todo um significado que, para uns, remete à
infância; para outros, sugere atividade física. E ainda existem os que pensam
nesse espaço como lugar de encontro.

A praça, juntamente com todos os espaços públicos de cultura e lazer, é


lugar que carece de zelo e manutenção. As responsabilidades são individuais e
coletivas, e como um bom exemplo desse Investimento pelos órgãos públicos de
conservação, veja esta publicação do Programa de Aceleração do Crescimento
(PAC 2): “o objetivo das Praças dos Esportes e da Cultura é integrar num mesmo
espaço físico programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer,
formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio
assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, de modo a
promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades
brasileiras”.

A Educação Física atua em diferentes espaços físicos e sociais. Seja na


área rural ou urbana, zona sul ou periferia, a disciplina trabalha em prol da
cidadania, que perpassa pelas discussões envolvendo a necessidade de
espaços públicos disponíveis para as práticas esportivas. A população só
aumenta, e os espaços públicos não! Pelo contrário, muitos deles são rendidos
a “espigões” e “arranha-céus” para acomodar a população que se multiplica. Às
vezes, a praça e a quadra até existem, mas não estão em boas condições de
conservação ou situam-se em lugares de risco e sem segurança. Como as
atividades corporais podem ser vistas como necessidades essenciais do homem
contemporâneo, essa demanda se torna um direito da cidadania. Você sabia
disso?

21
Os esportes e as demais atividades corporais não devem ser apenas
privilégio dos esportistas profissionais ou das pessoas em condições de pagar
academias ou clubes. Dar valor a essas atividades e reivindicar acesso a centros
esportivos, de lazer, e programas de práticas corporais dirigidos à população em
geral, deve fazer parte da expectativa de todo cidadão.

É preciso buscar alternativas para assegurar condições mínimas de


SEGURANÇA e de adequação, bem como estratégias para a ampliação da
oferta dos espaços por parte dos órgãos públicos. Extinção ou privatização dos
espaços públicos destinados às atividades de lazer e recreação carece
reflexões.

Você sabia que, por causa da apropriação dos espaços públicos de lazer
e da falta de segurança nas ruas, as pessoas estão sendo levadas a ficar
reclusas em casa?

Como possíveis causas para que a casa se torne, em muitos casos, O


lugar onde as pessoas mais vivenciam o lazer, Pellegrin (2004) pontua dois
extremos: de um lado, tem-se as pessoas que possuem uma dificuldade grande
de acesso aos equipamentos específicos, tendo seu lazer restrito à televisão; de
outro lado, encontram-se aquelas pessoas que possuem uma rede própria de
equipamentos de lazer no interior de suas casas ou em condomínios fechados
de alto padrão (horizontais ou verticais), favorecendo sua permanência no
ambiente privado. No mesmo sentido, Marcellino (2006) também expõe que,
como consequências das questões políticas e econômicas que envolvem o
espaço dentre elas, a violência e a falta de segurança que impedem a escolha
do lazer das pessoas -a casa hoje figura como principal equipamento de lazer”

Atividades

A. Cite aspectos que diferenciam a responsabilidade individual e coletiva


no espaço público de lazer. Exemplificando quem se enquadra nos quesitos
acima. Justifique:

22
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

B. Quais são os espaços públicos de lazer?

_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Lembre-se que independente da modalidade esportiva, é importantíssimo


nos dias de hoje, principalmente em períodos de pandemia, se realizar alguma
atividade física regular. Os esportes e manifestações culturais são uma
excelente opção de lazer para isso. Contudo, não basta somente praticar, temos
também que entender todos os conceitos que os envolvem, prestando bastante
atenção nos sinais de que o nosso corpo nos dá e buscando sempre conhecer
mais sobre as possibilidades de conhecimento dentro da Educação Física.
Então, faça um esforço e movimente-se, buscando sempre uma melhor
qualidade de vida para você.

23
RESUMO:

Nessa orientação de estudos - 3º Bimestre de 2020, Educação Física – 1º


ano do Ensino Médio, você aprendeu a identificar as principais formas de lazer
em sua região. Aprendeu também a valorizar as possibilidades de construção
coletiva na Educação Física adequando as regras. A disciplina em questão tem
como papel principal fazer você se movimentar, de forma consciente e segura,
através das diversas modalidades esportivas e através da prática regular de
exercícios físicos, sempre orientado por um profissional da área, o que
consequentemente irá amadurecer a sua parte física e intelectual. Ou seja, lhe
proporcionando um verdadeiro e completo desenvolvimento, físico, mental e
social, sempre na busca de uma melhora na sua qualidade de vida.

24
INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS:

Disponível em: http://trabalhoblogeducacaofisica.blogspot.com/2013/03/a-


convivencia-1.html?m=1. Acesso em 23/01/2021.

Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/669/competir-e-cooperar-


fazem-parte-do-mesmo-jogo#. Acesso em 23/01/2021.

Disponível em:
http://www.educacaofisica.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.ph
p?conteudo=173. Acesso em 23/01/2021.

Disponível em; https://observatoriocrianca.org.br/cenario-


infancia/temas/cultura-lazer. Acesso em 23/01/2021.

25