Você está na página 1de 5

FORMULÁRIO DE INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO

INFORMAÇÃO SOBRE O COLABORADOR


Nome: Felinto Juvenil dos Santos

Função: Serralheiro

Data de admissão: 10/11/2020

Telefone: (61) 99999-1196

Teve acidente anterior: Sim Não

INFORMAÇÃO DO ACIDENTE

Houve Afastamento? SIM ( x ) - Aguardando parecer médico NÃO ( )

Tipo do acidente - Típico ( x ) – Trajeto ( ) - Doença ocupacional ( ) - Ato inseguro ( )

Natureza da lesão: múltiplas fraturas, e deslocamento do fêmur (observação: informações


preliminares, aguardando laudo médico)

Parte do corpo atingida: pernas e pé.

Agente causador: queda de viga metálica

Hospital em que foi atendido: Hospital das Clínicas – SP

Data do acidente: 11/01/2021 Hora: 14:30 local: Obra Assaí Tancredo Neves - SP

DESCRIÇÃO DO ACIDENTE

O acidente ocorreu as 14:30 h na obra Assaí Tancredo Neves - SP, o local do acidente foi no
estacionamento onde está sendo feito um reforço estrutural metálico. O acidente ocorreu durante uma
movimentação com uma viga metálica no qual seria levantada para encaixe na estrutura já fixa, quando foi
fazer a movimentação para deixar a viga na posição em cima de dois cavaletes que são usados no
procedimento para que seja levantada para altura onde seria soldada a mesmo tombou atingindo o
colaborador onde veio cair em cima das pernas do mesmo.

PARECER DA TESTEMUNHA
“Foi observado que na hora que foram fazer a movimentação da viga o colaborador que se
acidentou ficou posicionado na frente da empilhadeira próximo onde ia ser colocado a viga em cima
dos cavaletes.

Assinatura: ____________________________________________ Função: Encarregado


CONCLUSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO QUE FEZ A INVESTIGAÇÃO
DO ACIDENTE

O acidente aconteceu devido o colaborador estar posicionado em frente a empilhadeira dentro


do raio de risco de tombamento da viga metálica, e importante estar frisando que o colaborador
acidentado era quem estava apto a operar a empilhadeira, mais no momento do acidente era
um colega que estava junto na atividade foi quem estava operando a empilhadeira. Toda
equipe envolvida no qual era cinco colaboradores já tinha sido orientado e em todos DDS -
(Diálogo Diário de Segurança) sobre os riscos na movimentação na hora de elevar a viga
metálica inclusive o risco de tombamento da viga para a frente ou escorregar para os lados no
caso de não estar centralizado o garfo da empilhadeira quando fosse colocar em cima dos
cavaletes.
AÇÃO IMEDIATA PARA EVITAR QUE OCORRA OUTRO ACIDENTE

Reforçar as orientações e fiscalizações de segurança na execução desses tipos de serviço,


conforme já é citado em nossas Ordem de Serviços, o colaborador que não estiver apto e
autorizado para operar qualquer tipo de maquinário, não deverá operar tal maquinário, a segurança
do trabalho juntamente com engenharia fará um estudo para buscar formas e adequações mais
seguras para esse tipo de serviço.

DIRCEU DA MOTA GOMES FILHO


TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

CARLOS MENDES DOS SANTOS


ENGENHEIRO CIVIL

Endereço do local do acidente

Obra: Assaí Tancredo Neves

Endereço: R. Nossa Senhora das Mercês Número: 29 Bairro: Vila das Mercês

Cidade: São Paulo - SP

Data: 12//01/2021
Layout da área onde já está montado o reforço metálico

(Identificação dos eixos que falta ser montados)

(Identificação do local do acidente)


Relatório fotográfico

Você também pode gostar