Você está na página 1de 2

LISTA DE EXERCÍCIOS 8 – PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA

1. Suponha que queiramos testar H0: µ = 50 versus Ha: µ > 50, onde µ é a média de uma variável
aleatória Normal com desvio-padrão igual a 10. Extraída uma amostra de n=36 elementos da
população, observou-se X =53. Faça o teste utilizando os níveis 1%, 5% e 10%.

2. Uma fábrica de automóveis anuncia que seus carros consomem, em média, 10 litros de gasolina
por 100 quilômetros, com desvio-padrão de 0,8 litros. Uma revista desconfia que o consumo é
maior e resolve testar essa afirmação. Para tal, analisa 35 automóveis dessa marca, obtendo como
consumo médio 10,2 litros por 100 quilômetros. Considerando que o consumo siga o modelo
Normal, o que a revista pode concluir sobre o anúncio da fábrica ao nível de 1%.

3. Uma máquina deve produzir peças com diâmetro de 2 cm. Entretanto, variações acontecem e
vamos assumir que o diâmetro dessas peças siga o modelo Normal com variância igual a 0,09 cm2.
Para testar se a máquina está bem regulada, 100 peças são observadas e sua média calculada em 2,1
cm.
i) Formule o problema como um teste de hipóteses bilateral (defina as hipóteses);
ii) Se considerarmos um nível de significância de 2%, qual seria a Região Crítica do teste?
iii) Se a Região de Aceitação fosse {X ∈ ℜ : 1,9 ≤ X ≤ 2,1}, qual seria a probabilidade do
erro tipo II se µ = 1,9?

4. O atual tempo de travessia com balsas entre Santos e Guarujá é considerado uma variável
aleatória com distribuição Normal de média 10 minutos e desvio-padrão 3 minutos. Uma nova balsa
vai entrar em operação e desconfia-se que será mais lenta que as anteriores, isto é, haverá aumento
na média especificada no modelo acima.
i) especifique as hipóteses em discussão;
ii) interprete os erros tipo I e tipo II;
iii) para uma amostra de 20 tempos de travessia com a nova balsa, obtenha a Região Crítica
do teste considerando um nível de significância de 5%;
iv) calcule a probabilidade do erro tipo II, se a nova balsa demora, em média, 2 minutos a
mais que as anteriores para completar a travessia;

5. Suponhamos que o tempo de cura para um doente tratado pelo método A obedeça a uma
distribuição Normal, com média de 7 dias e desvio-padrão de 2 dias. Um novo tratamento B é
proposto com a finalidade de diminuir o tempo de cura desse tipo de paciente. Em um experimento
clínico, 25 pacientes com a doença receberam o novo tratamento B e observou-se que a média do
tempo de restabelecimento para eles foi de 6 dias.
sabendo que o novo tratamento não influi na variância, identifique as hipóteses adequadas e teste-
as, considerando um nível de significância de 2%.

6. Uma empresa fabrica cilindros com 50mm de diâmetro. O desvio-padrão do diâmetro dos
cilindros produzidos é de 3 mm. A fim de saber se a produção encontra-se dentro dos padrões
esperados, a cada hora, 4 cilindros são amostrados e têm seus diâmetros medidos. A média dos
diâmetros é usada para decidir se o processo de fabricação está operando satisfatoriamente. Assim,
se o diâmetro médio estiver entre 47 e 53 mm, o processo deve continuar, caso contrário, a
produção é interrompida e ajustes são feitos. Suponha que o processo é bem modelado pela
distribuição Normal.
i) defina as hipóteses para este problema;
ii) qual é a probabilidade de cometermos o erro tipo I?

1
7. Um laboratório que fabrica comprimidos analgésicos anuncia que seu remédio contra dor de
cabeça leva em média 14 min para aliviar a dor, com desvio-padrão de 5 min. Um médico suspeita
que o tempo é maior e seleciona aleatoriamente 40 pacientes. Pede a eles que tomem tais pílulas
quando tiverem dor de cabeça, anotando o tempo (em minutos) até o alívio da dor. Após coletar
todas as respostas, ele verifica que o tempo médio de alívio para esses pacientes foi de 19 min.
Estes resultados confirmam a afirmação feita pelo laboratório? Faça as suposições necessárias e use
um nível de significância de 5%.

8. Admitindo que a pressão sangüínea arterial em homens siga o modelo Normal, 7 pacientes foram
sorteados e tiveram sua pressão medida com os seguintes resultados: 84, 81, 77, 85, 69,80, e 79.
Teste a hipótese da média ser igual a 82 contra a hipótese dela ser menor que 82. Use α=0,01.

9. O número de pontos em um exame de inglês tem sido historicamente ao redor de 80. Sorteamos
10 estudantes que fizeram recentemente esse exame e observamos as notas:65, 74,78, 86, 59, 84,
75, 72, 81 e 81. Especialistas desconfiam que a média diminuiu e desejam testar essa afirmação
através de um teste de hipóteses, com nível de significância de 5%. Fazendo as suposições
necessárias (quais são?), qual seria a conclusão do teste?

10. O tempo de permanência de engenheiros recém formados no 1º emprego, em meses, foi


estudado considerando uma distribuição Normal com média e variância desconhecidas. Foi
selecionado uma amostra de 10 engenheiros, no qual se observou os seguintes tempos de
permanência no primeiro emprego: 10; 12; 8; 15; 13; 11; 10; 14; 9; 13.
Com base nesta amostra:
i) Qual é um intervalo de 95% de confiança para o tempo médio de permanência de engenheiros
recém formados no 1º emprego?
ii) Uma revista especializada diz que o tempo médio que um engenheiro recém formado
permanece no seu primeiro emprego é de 1 ano, no entanto, desconfia-se que esse tempo médio
é menor. Baseado nesta amostra, o que podemos dizer a respeito desta desconfiança? (a um
nível de significância de 10%).

Respostas de algumas questões da lista

1. No nível de 1% não rejeitamos a hipótese e nos níveis de 5% e 10% a hipótese é rejeitada.

{ }
2. RC = X ∈ ℜ : X > 10,32 . Não rejeitamos a hipótese.

3. i) H0: µ=2 vs Ha: µ≠2;


{
ii) RC = X ∈ ℜ : X ≤ 1,93 ou X ≥ 2,07 ; } a hipótese é rejeitada;
iii) β≅0,5.

4. {
iii) RC = X ∈ ℜ : X > 11,07 }
iv) 0,0823

{ }
5. RC = X ∈ ℜ : X < 6,176 . Rejeitamos a hipótese nula.

6. i) H0: µ=50 vs Ha: µ≠50;


ii) 0,0456

{ }
7. RC = X ∈ ℜ : X > 15,3 . Rejeitamos a hipótese nula.

{ }
8. S2 = 28,2381. RC = X ∈ ℜ : X < 75,69 . Não rejeitamos H0.

{ }
9. RC = X ∈ ℜ : X > 75,09 . Não rejeitamos H0.