Você está na página 1de 19

Encontros Temáticos

Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente


Parte II – Autonomia das Escolas

REGIME JURÍDICO DE
AUTONOMIA,
ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO
Decreto--lei nº 75/2008 de 22
Decreto
de Abril

Maio de 2008
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Disposições transitórias
e finais (Cap. VIII) [artigos 60º-
60º-72º]

 Disposições transitórias
 Conselho Geral Transitório
 Procedimentos e Prazos
 Cessação de Mandatos

 Disposições finais
 Revisão dos Regulamentos Internos
 Comissão administrativa provisória
 Exercício de competências
 Regime subsidiário
 Mandatos de substituição
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Conselho geral transitório


 Composição
 Acesso dos membros
 Procedimentos preparatórios
 Funcionamento
 Competências
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Conselho geral transitório


 Composição
 21 membros em representação do pessoal docente (7), do
pessoal não docente (2), dos alunos (2), dos encarregados de
educação (4), do município (3) e da comunidade local (3);
 O número para a representação dos alunos transitam para os
encarregados de educação no caso de inexistência de ensino
secundária e/ou educação de adultos;
 O presidente do conselho executivo ou director participam
sem direito de voto.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Conselho geral transitório


 Acesso dos membros
 As regras de designação e eleição dos membros são as
aplicáveis à constituição do Conselho Geral;
 Processualmente aplicam-
aplicam-se as regras eleitorais constantes
nos regimentos internos em vigor nas escolas e
agrupamentos;
 As listas candidatas de docentes devem integrar pelo menos
um professor titular, desde que exista um número de titulares
que permita a apresentação de listas alternativas;
 Devem integrar também educadores de infância e professores
do 1º ciclo, quando eles integrem o corpo docente do
agrupamento.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Conselho geral transitório


 Procedimentos preparatórios
 A designação dos representantes da comunidade local é
realizada pelos demais membros em reunião convocada para
o efeito pelo presidente da Assembleia de Escola cessante.
 Até à eleição do seu presidente o conselho é presidido pelo
presidente da Assembleia de Escola cessante, sem direito de
voto.
 O presidente do conselho é eleito, de entre os membros não
alunos, por maioria absoluta dos membros em efectividade de
funções.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Conselho geral transitório


 Funcionamento
 O Conselho Geral Transitório só pode deliberar estando
constituído na sua totalidade;
 Pode reunir em qualquer dia da semana;
 As suas reuniões devem ser marcadas em horário que permita
a participação de todos os seus membros.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Conselho geral transitório


 Competências
 Para além das competências definidas para o Conselho Geral,
 Elaborar e aprovar o Regulamento Interno onde constem,
nomeadamente a composição do Conselho Pedagógico e do
Conselho Geral;
 Preparar as eleições para o Conselho Geral
 Proceder à eleição do director, quando já tenha cessado o
mandato dos órgãos anteriores e ainda não esteja eleito o
Conselho Geral.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Procedimentos e Prazos
 Procedimentos
 Prazos
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Procedimentos
 Para efeitos da elaboração do Regulamento Interno o
Conselho Geral Transitório pode constituir uma comissão;
 O Regulamento Interno é aprovado por maioria absoluta
de votos dos membros em efectividade de funções;.
 Por decisão da direcção executiva, após o termo do
respectivo mandato podem desde logo ser desencadeados
os procedimentos conducente à eleição do director pelo
Conselho Geral Transitório.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Prazos
 9 de Junho de 2008 (30 dias úteis após entrada em vigor
do diploma): prazo para o presidente da assembleia de
escola cessante dar início ao processo de formação do
conselho geral transitório; esgotado esse prazo, se o
processo não tiver sido iniciado, compete ao
presidente/director desencadeá-
desencadeá-lo de imediato;
 31 de Março de 2009:
2009: data limite para a o início do
procedimento de recrutamento do director; Se nesta data
o conselho geral não estiver constituído, cabe ao conselho
geral transitório iniciar o processo;
 31 de Maio de 2009:
2009: data limite para a aprovação do
regulamento interno pelo conselho geral transitório;
 31 de Maio de 2009:
2009: data limite para a eleição do director.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Mandatos e cessação de funções


 A assembleia de escola cessa as suas funções com o
início de funções do conselho geral transitório;
 Até esse momento mantém as competências
originais;
 As direcções executivas completam os respectivos
mandatos;
 Os mandatos das direcções executivas que terminam
após a entrada em vigor do diploma são prorrogados
até à eleição do director;
 Os coordenadores de departamento curricular
completam os seus mandatos nos termos do
decreto--lei 115
decreto 115--A/98.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Contratos de autonomia
 Os contratos de autonomia celebrados ao abrigo
do Decreto-
Decreto-lei 115
115--A/98 mantêm-
mantêm-se em vigor até
ao seu termo;
 Por decisão dos órgãos competentes pode
proceder--se à adaptação do clausulado referente
proceder
a aspectos da estrutura orgânica da escola ou
agrupamento.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

Disposições finais
 Revisão de regulamentos internos
 Comissão administrativa provisória
 Exercício de competências
 Regime subsidiário
 Mandatos de substituição
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Revisão de regulamentos internos


 Os regulamentos internos aprovados pelo conselho geral
podem ser revistos:
 Ordinariamente 4 anos após a sua aprovação, e
 Extraordinariamente, a todo o tempo, por maioria
absoluta do conselho geral.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Comissão administrativa provisória


 Comissão constituída por 3 docentes, nomeados pelo
director regional, que assegura as funções do director
nos casos em que o mesmo não tenha sido eleito.
 O mandato da comissão tem a duração máxima de 1
ano escolar;
 Compete à comissão desenvolver as acções necessárias
à entrada em pleno funcionamento do regime de
autonomia, administração e gestão no ano
imediatamente seguinte ao do seu mandato.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Exercício de competências
 O director e o conselho administrativo exercem as suas
competências no respeito pelos poderes próprios da
administração educativa e da administração local;
 A estas compete dar o apoio técnico-
técnico-jurídico legalmente
previsto em conformidade com os níveis de
transferência de competências efectivamente
verificadas.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

 Regime subsidiário e mandatos de


substituição
 Aplica-se subsidiariamente o CPA no que não estiver
Aplica-
especialmente regulada no regime de autonomia,
administração e gestão;
 Os mandatos de substituição cessam na data prevista
para a conclusão dos mandatos dos titulares
substituídos.
Encontros Temáticos
Autonomia das Escolas e Avaliação do Desempenho Docente
Parte II – Autonomia das Escolas

REGIME JURÍDICO DE
AUTONOMIA,
ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO
Decreto--lei nº 75/2008 de 22
Decreto
de Abril