Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

CENTRO DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA DE INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL

LUANA TAÍS PUHL SCHNEIDER

1ª ATIVIDADE AVALIATIVA
AMPLIFICADOR DE INSTRUMENTAÇÃO

Santa Maria, RS
2021
1 INTRODUÇÃO

Amplificadores de instrumentação são circuitos que aumentam uma tensão de


entrada de acordo com um ganho ajustável, permitindo a rejeição de ruídos e
possibilitando uma variada gama de aplicações em nosso cotidiano. O objetivo deste
trabalho é verificar o funcionamento de circuitos do amplificador de instrumentação e
suas relações de ganho, a partir da determinação teórica do ganho e projeção das
resistências, seguida de simulação no software PSIM e comparação entre os
resultados obtidos dos cálculos e das simulações. Por fim, é realizado o projeto de um
experimento prático da aplicação do circuito amplificador na medição de temperaturas.

2 METODOLOGIA E RESULTADOS

Inicialmente, é solicitada a determinação do ganho teórico correspondente ao


circuito apresentado na Figura 1. Observamos que os resistores de 10k Ω não
exercem influência no ganho, uma vez que possuem o mesmo valor. Assim, o ganho
será dado por:

𝑉𝑜𝑢𝑡
𝐴𝑣 =
𝑉𝑖𝑛
2𝑅1
𝐴𝑣 = 1 +
𝑅𝑔
2 ∗ 2,2
𝐴𝑣 = 1 +
1
𝐴𝑣 = 5,4

A montagem do circuito no software PSIM é apresentada na Figura 1, e a Figura


2 apresenta o resultado da simulação deste circuito, mostrando que o ganho calculado
está de acordo com a simulação.
Figura 1: Circuito do amplificador de instrumentação

Fonte: Autora (2021)

Figura 2: Gráfico do circuito do amplificador de instrumentação com ganho 5,4

Fonte: Autora (2021)

Em seguida, é solicitado que o sinal de Vin seja amplificado e deslocado para


que o sinal da saída fique entre 0V e 5V. Assim, é necessário deslocar o sinal em
2,5V, ou seja, realizar um offset do “zero” do sinal, o que é feito através da fonte CC,
uma vez que este valor será somado ao sinal de entrada do Amp-Op. Dessa forma,
definimos Vref = 2,5V.
O ganho máximo deve ser de 2,5 para que a amplitude do sinal seja, no
máximo, 5V. Logo, é possível calcular o valor de Rg para este ganho:
2𝑅1
𝐴𝑣 = 1 +
𝑅𝑔
2 ∗ 2,2
2,5 = 1 +
𝑅𝑔
2 ∗ 2,2
𝑅𝑔 =
2,5 − 1
𝑅𝑔 = 2,93334Ω

Com estes valores definidos na Figura 3, que mostra o circuito montado no


PSIM, obtém-se os gráficos da Figura 4, que demonstram o sinal deslocado em 2,5V
e variando de 0V a 5V.

Figura 3: Circuito do amplificador de instrumentação com ganho ajustável

Fonte: Autora (2021)


Figura 4: Gráficos da simulação para Vout entre 0V e 5V

Fonte: Autora (2021)

Por fim, é solicitada a construção de uma escala de temperatura que varia entre
0ºC e 300º, com intervalos de 10ºC, considerando sua medição a partir de um sensor
PT100 em um circuito de instrumentação, cuja saída deve permanecer entre 0V e 5V,
para aplicação em um microcontrolador. Assim, é construída a relação de tensões e
temperaturas apresentada no Quadro 1.

Quadro 1: Escala de temperatura

Fonte: Autora (2021)

Para a projeção dos resistores, inicialmente, define-se o valor dos resistores R1


igual a 100 Ω, de acordo com o valor da resistência fixa do sensor (R = 100 +0,38T),
uma vez que na Ponte de Wheatstone, a tensão produzida é nula quando todos os
resistores são iguais, fazendo com que apenas o termo 0,38T seja responsável pela
variação de tensão nos terminais na Ponte de Wheatstone.
Em seguida, define o valor de 10k Ω para R2, uma vez que este não influencia
no ganho do circuito, como pode ser visualizado na equação do ganho para este
circuito:

2𝑅 𝑅2
𝐴𝑣 = (1 + 𝑅𝑔) 𝑅2

Este valor de R2 foi determinado de acordo com valores padrões adotados para
este tipo de circuito, como é o caso do componente AD620. Da mesma forma, o valor
de R foi determinado de acordo com o mesmo componente, adotando-se 24,7k Ω.
Em seguida podemos calcular o ganho, considerando a temperatura de 300ºC
que deve gerar uma tensão de 5V na saída. Para isso, é preciso determinar a
resistência do sensor para a temperatura:

𝑅 = 100 + 0,38𝑇
𝑅 = 100 + 0,38 ∗ 300
𝑅 = 214Ω

A tensão de referência na saída dos divisores de tensão, como no modelo da


Figura 5, de cada lado da Ponte de Wheatstone é dada pela relação:
Figura 5: Esquema de divisor de tensão

Fonte: Autora (2021)

Temos que:

10∗𝑅2
𝑉𝑟𝑒𝑓 = 𝑅1+𝑅1

Assim, temos na saída da Ponte de Wheatstone:

10∗𝑅𝑠 10∗𝑅1
𝑉=𝑅 −𝑅
1 +𝑅𝑠 1 +𝑅1

10 ∗ 𝑅𝑠 10 ∗ 100
𝑉= −
100 + 𝑅𝑠 100 + 100
10 ∗ 𝑅𝑠
𝑉= −5
100 + 𝑅𝑠

Para Rs = 214 Ω, temos:

10 ∗ 214
𝑉= −5
100 + 214
𝑉 = 1,815287 𝑉

Sabendo que a tensão na saída deve ser de 5V, podemos determinar o ganho:

5
𝐴𝑣 =
1,815287
𝐴𝑣 = 2,754385

Com o valor do ganho determinado, podemos calcular o valor de Rg


correspondente:

2∗𝑅
𝑅𝑔 =
𝐴𝑣 − 1
2 ∗ 24,7𝑘
𝑅𝑔 =
2,754385 − 1
𝑅𝑔 = 28,158015𝑘 𝛺

Inserindo os devidos valores no circuito, conforme a Figura 6, podemos realizar


a simulação e visualizar a saída em 5V, como mostra a Figura 7. De forma
semelhante, para um Rs = 100 Ω, temos que a saída corresponde a 0ºC, conforme
previsto, demonstrado na Figura 8.
Figura 6: Circuito de aplicação do amplificador de instrumentação

Fonte: Autora (2021)

Figura 7: Gráfico da tensão de 5V para uma temperatura de 300ºC

Fonte: Autora (2021)


Figura 8: Gráfico da tensão de 0V para uma temperatura de 0ºC

Fonte: Autora (2021)

CONCLUSÃO

A partir da realização deste trabalho foi possível verificar a aplicação das


equações referentes ao circuito do amplificador de instrumentação, a projeção dos
seus componentes e a simulação do circuito, consolidando os aprendizados
adquiridos a partir da leitura e visualização das aulas sobre este conteúdo. A
determinação do ganho e a sua influência sobre o sinal de saída foram esclarecidos
de forma prática a partir das atividades de simulação, e a aplicação industrial deste
circuito na medição de temperaturas apresentou uma forma bastante abrangente de
utilização deste circuito, demonstrando um leque de possibilidades de aplicações no
contexto industrial.

REFERÊNCIAS

AD620 Low Cost Low Power Instrumentation Amplifier, Data Sheet, Analog Devices.
Disponível em:<https://www.analog.com/media/en/technical-documentation/data-
sheets/AD620.pdf>. Acesso em: 19 de jun. 2021.

STEVAN, S. L., SILVA, R. A. ,Automação e Instrumentação Industrial com


Arduíno: Teoria e Projetos. 1ª ed. São Paulo, Érica, 2015.