Você está na página 1de 15

Método das partidas dobradas

Para cada débito (aplicação) existe um crédito (origem) correspondente.

Nesse sentido, quando há um aumento na conta caixa (ativo), há um débito. A conta caixa está
devendo aos sócios da empresa.

Escrituração

Escrituração Contábil é a técnica utilizada para o registro dos fatos contábeis.

A escrituração será mantida em registros permanentes, com obediência aos preceitos da


legislação comercial e desta Lei e aos princípios de contabilidade geralmente aceitos, devendo
observar métodos ou critérios contábeis uniformes no tempo e registrar as mutações
patrimoniais segundo o regime de competência.
O processo computadorizado é o mais utilizado atualmente.

Livro diário

ATENÇÃO 1: O Livro diário pode ser substituído por fichas no caso de escrituração mecanizada
ou eletrônica. Porém, a adoção de fichas não dispensa o uso de livro apropriado para o
lançamento do balanço patrimonial e do de resultado econômico.

ATENÇÃO 2: A escrituração do livro diário NÃO PODE ser substituída pela escrituração
obrigatória do livro razão.

ATENÇÃO 3: A escrituração começa pelo registro do fato contábil no livro DIÁRIO, depois os
saldos são transcritos no livro RAZÃO.

ATENÇÃO 4: A escrituração no livro diário pode ser mensal.

ATENÇÃO 5: O Balanço Patrimonial e o de Resultado Econômico (Demonstração do Resultado


do Exercício) e todas as demais demonstrações devem ser lançadas no Livro Diário e não no
livro Razão.
ATENÇÃO 6: O balancete de verificação é um documento interno que apresenta o saldo de
cada conta contábil, ele será transcrito no livro diário, contudo, as informações sobre as contas
e seus respectivos saldos são oriundas do livro RAZÃO.
Livro diário

Balancete de As informações são


verificação oriundas do Razão

Balanço patrimonial

Resultado
Econômico

Livro razão
O livro razão tem por objetivo apurar o saldo final de cada conta a partir da sua
movimentação e assim como no livro diário, não deve conter rasuras, entrelinhas ou qualquer
indício que ponha em dúvida os registros. Entretanto, não necessita de autenticação, nem de
registro na Junta Comercial e no Cartório.

ATENÇÃO: Segundo a legislação do IR, os contribuintes sujeitos à apuração do lucro real


devem escriturar o livro razão.

O Razonete é a representação gráfica do livro razão.

O livro diário e o livro razão são registros PERMANENTES.

Atenção

Livro diário: lançamento contábil;

Livro razão: contas/razonete.

Livros obrigatórios
ATENÇÃO: Os livros obrigatórios para SA são registrados na Junta Comercial.

Livro Caixa

O livro caixa é facultativo e obrigatório; neste último caso, para alguns tipos de entidades,
como as microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo SIMPLES Nacional.
A apresentação da escrituração contábil, em especial do Livro Diário e do Livro Razão,
dispensa a apresentação do Livro Caixa. Porém, o livro caixa é obrigatório para as empresas
que optarem pela tributação segundo o lucro presumido e optarem pelo simples nacional).

LEMBRE-SE:

Diário: fatos da atividade da companhia, explicados no histórico;

Razão: conta;

Caixa: entrada e saída.

Livros facultativos

• Caixa (obrigatório para as empresas tributadas pelo lucro presumido e optantes do simples
nacional);

• Contas Correntes;

• Contas a Receber;

• Contas a Pagar;

• Livros de balancetes.

Formalidades extrínsecas

Se invalidado, o livro passa a ser mera prova do contribuinte.

Formalidades intrínsecas

Finalidade: resguardar a fidedignidade dos fatos relacionadas com o lançamento contábil.


Elementos essenciais do lançamento

- local e data;
- conta(s) debitada(s);
- conta(s) creditada(s);
- histórico;
- valor.
LoDaDeCreHiVa
Observação: o local do lançamento pode ser suprimido, quando o registro for realizado
no local do estabelecimento.
Os elementos essenciais são: data, contas, histórico, valor e informações.
Ex.:

Fórmulas de lançamento

Atenção: pode ser 2 ou mais!

Teoria Claudiana

Passos:

1) Identifique as contas envolvidas;


2) Classifique as contas (ativo, passivo, PL, etc);
3) Entenda o que está acontecendo.
3) Recebimento de duplicatas de $ 500,00, como juros de $ 50,00
Correção do lançamento
Estorno: lançamento totalmente errado. Faz lançamento anulando, depois o lançamento
correto.

Transferência: erro no lançamento das contas creditada e debitada. Faz a transposição do


valor de uma conta para outra.

Complementação: ajuste de valor (maior ou menor).

A ressalva é outra forma de retificação feita imediatamente após o erro cometido.

Regime de Escrituração

Regime de escrituração pode ser definido como o sistema de escrituração contábil adotado
pela empresa para reconhecer as receitas e despesas e por consequência, apurar o
desempenho (resultado) em determinado período contábil.
Regime de caixa

Regime de competência
Dessa forma, podemos dizer que o regime de competência é a regra, porém ele não é
obrigatório no viés tributário quando tratar-se de apuração de imposto de renda pelo lucro
presumido e para pequenas e micro empresas ou instituições sem fins lucrativos.

Fator gerador da transação

Ele pode variar segundo o regime adotado.