Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB

FACULDADE DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA
PROJETO DE SISTEMAS MECANICOS
Prof. Antonio M. D. Henriques (henriques@unb.br)
Semestre: 1º/2021.
PRENSA MOTORIZADA DE PARAFUSO
O procedimento mais comum para medir a resistência mecânica do concreto de acordo com os
parâmetros mínimos de aplicação é o ensaio de compressão. O teste é feito em laboratório e
consiste na aplicação de força axial compressiva no corpo de prova da qual se traça um gráfico
de tensão por deformação.

O ensaio de compressão é feito em corpo-de-prova cilíndrico que deve ser posicionado de modo
que, quando estiver centrado, seu eixo coincida com o da máquina de ensaio, de modo que a
resultante das forças passe pelo centro. Além da carga de ruptura interessa saber o tipo de ruptura.
A norma NBR 5739 - Concreto – Ensaio de compressão de corpos de provas cilíndricos normatiza
este tipo de ensaio.
Uma fábrica recebeu a encomenda de projetar uma prensa motorizada de parafuso que deverá ter
a capacidade de aplicar sobre o corpo de prova uma pressão de até 100 MPa. Conforme a referida
norma, o corpo de prova de formato cilíndrico, por padrão, deverá ter um diâmetro de 100 mm e
uma altura de 200 mm.
A máquina deverá atender aos requisitos presentes na norma ABNT 5739 entre os quais destacam-
se:
- Deve permitir o ajuste da distância entre os pratos de compressão antes do ensaio, com
deslocamentos que superem a altura do corpo de prova em no mínimo 15 mm. O ajuste pode ser
feito por meio de um mecanismo da máquina, independentemente do sistema de aplicação de
força;
- O sistema de medição de força pode ser analógico ou digital. Em ambos os casos deve ser
previsto um meio de indicação da força máxima atingida que possa ser lida após a realização do
ensaio;
- A máquina deve ser equipada com dois pratos de aço, cujas superfícies de contato com o corpo
de prova tenham sua menor dimensão 4 % superior ao maior diâmetro do corpo de prova que
deve ser ensaiado;
- O carregamento de ensaio deve ser aplicado continuamente e sem choques, com a velocidade
de carregamento de (0,45 ± 0,15) MPa/s. A velocidade de carregamento deve ser mantida
constante durante todo o ensaio. O carregamento só deve cessar quando houver uma queda de
força que indique a ruptura.
Na concepção e projeto da prensa obrigatoriamente terão que ser utilizados engrenagens e
parafusos de potência e a movimentação do sistema deverá ser feita utilizando-se um motor
elétrico.
A equipe de projeto apresentou, ao cliente, o desenho esquemático mostrado na figura abaixo
como uma possível solução. Não necessariamente a única.
PROJETO:
Projete uma prensa que atenda no mínimo as especificações acima.
O projeto deve contemplar, entre outros, os seguintes elementos:
a) Projeto dos Parafusos;
b) Projeto das Buchas;
c) Projeto da Placa de Aperto;
d) Projeto da Estrutura da Prensa;
e) Projeto do sistema de transmissão (engrenagens);
f) Projeto dos eixos;
g) Projeto e/ou seleção dos mancais;
h) Seleção do motor elétrico;
i) Seleção do sistema de medição da carga aplicada.
Todas as decisões de projeto devem ser justificadas tecnicamente.

CRONOGRAMA
12/08/2021 – Prazo máximo para indicação do coordenador do grupo;

07/10/2021 – Entrega do relatório técnico contendo a etapa correspondente ao projeto


intermediário (vejam os slides para saber os itens que deverão estar contemplados nesta etapa)
em papel A-4 (conforme normas de projeto de graduação adotadas pelo ENM), contendo o
memorial de cálculo (as fórmulas utilizadas deverão estar explicitadas). O relatório deverá vir
acompanhado dos desenhos técnicos.

21/10/2021 – Entrega do relatório técnico contendo a etapa correspondente projeto de


detalhamento acompanhado dos desenhos de fabricação, incluindo desenho de conjunto e de
detalhes de todas as peças que serão fabricadas (desenho de conjunto e desenho de cada um
dos elementos a serem fabricados). Não esquecer de indicar as tolerâncias nos desenhos,
material, tipo de acabamento e o processo de fabricação das peças.

26/10/2021 a 30/10/2021 – Apresentação dos projetos (virtualmente).

A presença dos alunos é obrigatória em todas as apresentações.

O tempo de apresentação será de no máximo 25 minutos por grupo.

Você também pode gostar