Você está na página 1de 9

Exercício 1:

          Uma pequena esfera de peso P = 4.10-4 N e carga negativa está em equilíbrio num campo elétrico uniforme de intensidade
8.105 N/C. Estando sujeita somente às forças dos campos elétrico e gravitacional, suposto também uniforme, determine a direção e o
sentido das linhas de força do campo elétrico e o valor da carga elétrica.

A)Vertical descendente e q = - 0,5 nC    

Exercício 2:

           Duas cargas puntiformes Q1 = 10-6 C e Q2 = 4.10-6 C estão fixas nos pontos A e B e separadas pela distância r = 30 cm, no
vácuo. Sendo a constante eletrostática do vácuo

k0 = 9.109 N.m2/C2 , determinar a intensidade da força elétrica resultante sobre uma terceira    carga Q3 = 2.10-6 C, colocada no ponto
médio do segmento que une Q1 e Q2 .

A) 2,4 N    

Exercício 3:

      A intensidade de um campo elétrico, gerado por uma carga positiva, é de 8.104 N/C num determinado ponto. Se, neste ponto, for
colocada uma carga negativa de – 40 micro-coulomb a força sobre esta será:

C) atraída com uma força de 3,2 N        

Exercício 4:

D) E= 1,02.105j

Exercício 5:

No espaço livre, em pontos A e B, separados pela distância AB = 80 cm, fixam-se cargas elétricas puntiformes QA = 5 micro-coulomb  e
QB = 8 micro-coulomb, respectivamente.O campo elétrico resultante no ponto médio das cargas, em V/m ou N/C, vale:

C) 1,6875.105    
Exercício 6:

No espaço livre, em pontos A e B, separados pela distância AB = 80 cm, fixam-se cargas elétricas puntiformes QA = 5 micro-coulomb  e
QB = 8 micro-coulomb, respectivamente. A posição, em cm,  onde o campo elétrico é nulo,em relação a A, vale aproximadamente:

B) 35  

Exercício 7:

 Uma partícula tendo carga q = 3,2.10-19 C e  massa m = 3,34.10-27 kg percorre trajetória circular de raio R= 0,8 m sob a ação exclusiva
de um campo de indução B = 2 T. A tensão U sob a qual a partícula fora previamente acelerada até atingir a velocidade v, vale:

U= m v2 /2 q  

D)  1,226.108  V

Exercício 8:

Um galvanômetro tem resistência interna r = 15 Ω e tensão máxima 300 mV.  O valor da resistência multiplicadora rm, em ohms, que
deve ser ligada em série com o galvanômetro  para medir tensões até 4 V, vale :

Fórmulas:  U = (ri + rm) I0     ,    U0 = ri I0

C)185

Exercício 9:

Considerar o enunciado abaixo

A)  27.105  V/m

Exercício 10:

Considerar o enunciado abaixo:

B)   13,33 cm de A

Exercício 11:

A)-144  e  358

Exercício 12:

C) 3,3
Exercício 13:

D)275           

Exercício 14:

E) 0,8 ; 0,6 ;0,2

Exercício 1:

Considere o enunciado abaixo.

D)Ex = 3,6.105 V/m  e  Fx = 3,6 N


Exercício 2:

B) 1100    

     

Exercício 3:

C) 0,2 e 0,2         

       

Exercício 4:

E) 176

Exercício 5:

D)E = -231,20 i  + 1086,7 j

Exercício 6:

A)176          
Exercício 1:

A)  -6,4.10-2 J

Exercício 2:

 Em relação a um referencial cartesiano 0xy, considerar os pontos A( -5,0;0) , B( 5,0;0) , C(0,;3,0) , D( 6,0:0), P(-10,0;y) (S.I). Nos
pontos A  e  B situam-se respectivamente as cargas puntiformes Q1 = -2,0 micro-coulomb e Q2 = 5,0 micro-coulomb. O meio é o vácuo.
Adotar V= 0,  no infinito. Os potenciais nos pontos C e D são respectivamente

A)VC = 4,63 kV e VD = 43,4 kV  

Exercício 3:

Em relação a um referencial cartesiano 0xy, considerar os pontos A( -5,0;0) , B( 5,0;0) , C(0,;3,0) , D( 6,0:0), P(-10,0;y) (S.I). Nos pontos
A  e  B situam-se respectivamente as cargas puntiformes Q1 = -2,0 micro-coulomb e Q2 = 5,0 micro-coulomb. O meio é o vácuo. Adotar
V= 0,  no infinito. O trabalho realizado pela força de campo quando a carga q = -0,2 micro-coulomb é levada de C para D, vale:

E) Trabalho = 7,76.10-3 J 

Exercício 4:

No campo de uma carga puntiforme Q = 12 micro- Coulomb, são dados dois pontos A e B cujas distâncias à carga Q são , r A = 40 cm  e
r B = 80 cm. O meio é o vácuo ( k 0 = 9.109 N.m2/C2 ).

Os potenciais elétricos em A e B, adotando o referencial no infinito, valem respectivamente: 

D)  V A = 2,7.105 V  , V B = 1,35.105 V  

Exercício 5:

   No campo de uma carga puntiforme Q = 12 micro- Coulomb, são dados dois pontos A e B cujas distâncias à carga Q são ,     r A = 40
cm  e r B = 80 cm. O meio é o vácuo ( k 0 = 9.109 N.m2/C2 ).

O trabalho da força elétrica que atua em q = 8 micro-Coulomb, ao ser deslocada de A para B, vale

B) Trabalho= 1,08 J

Exercício 6:

  Calcule a energia potencial elétrica que q = 20 micro-Coulomb adquire, ao ser colocada num ponto P de um campo elétrico, cujo
potencial é V P = 5 000 V.

B)0,1 J        

    
Exercício 7:

 Em relação a um referencial cartesiano 0xy, considerar os pontos A( -5,0;0) , B( 5,0;0) , C(0,;3,0) , D( 6,0:0), P(-10,0;y) (S.I). Nos
pontos A  e  B situam-se respectivamente as cargas puntiformes Q1 = -2,0 micro-coulomb e Q2 = 5,0 micro-coulomb. O meio é o vácuo.
Adotar V= 0,  no infinito. O trabalho realizado pela força de campo quando a carga q = -0,2 micro-coulomb é levada de C para D, vale:

E)  Trabalho = 7,76.10-3 J 

Exercício 8:

Em relação a um referencial cartesiano 0xy, considerar os pontos A( -5,0;0) , B( 5,0;0) , C(0,;3,0) , D( 6,0:0), P(-10,0;y) (S.I). Nos pontos
A  e  B situam-se respectivamente as cargas puntiformes Q1 = -2,0 micro-coulomb e Q2 = 5,0 micro-coulomb. O meio é o vácuo. Adotar
V= 0,  no infinito. A ordenada  y de P, sabendo que nesse ponto o potencial é nulo, vale :

C) y = 3,62 m

Exercício 9:

Mediu-se a tensão e a corrente nos terminais de um gerador e obteve-se a tabela anexa.    

V(V) 60 10 0

I(A) 0 5 6

 A corrente de curto circuito e a potência útil máxima valem , respectivamente:

 Fórmula: U = E – r.I  , P u max = E 2/ 4.r

C) I cc = 6 A  e P umax = 90 w

Exercício 10:

A potência útil de um gerador linear em função da corrente está representada no gráfico anexo. A força eletromotriz e a resistência
interna do gerador, valem, respectivamente:

D) 40 V  e  4 Ohms     

Exercício 11:

Na saída de um gerador de caracterítica linear foram feitas as seguintes medições:

I(A)    2      4

U(V)  12    4

A força eletromotriz do gerador E , em Volts e a resistência interna , em Ohms, são respectivamente:

Fórmula    U = E - r I

D)20 e 4

Exercício 12:

A curva característica de um gerador é dada pelo gráfico anexo.A força eletromotriz, em Volts, a resistência interna , em Ohms, valem
respectivamente:

A)12 e 4
Exercício 13:

Considerar o enunciado anexo.

E) 32.103  V

Exercício 14:

A)  -6,4.10-2 J

Exercício 15:

A)6,75.103   e    5,10.103

Exercício 1:

C) 84 kV      
Exercício 2:

A) – 30,85 kV                   

Exercício 3:

D) 12,56 kV    

Exercício 4:

A) – 30,85 kV      

    

Exercício 5:

C) 84 kV  

Exercício 6:

D)12,56 kV 
Exercício 7:

  Aplicando-se as leis de Kirchhoff no circuito anexo, pode-se afirmar que o rendimento n do bipolo gerador AB , vale:

 Fórmulas: U = R.I  ,  P t = E.I  ,  P u = U.I  , P d = r . I 2 ,  n = P u / P t = U/E

B) 40 %

Exercício 8:

  Aplicando-se as leis de Kirchhoff no circuito anexo, pode-se dizer que a corrente I 2 , vale:

 Fórmula : U= R.I

D) 0,6 A          

Exercício 9:

Um galvanômetro tem resistência interna r = 15 Ω e tensão máxima 600 mV.O valor da resistência shunt r s que deve ser ligada em
paralelo com o galvanômetro para medir correntes de 100 mA , vale:

B) r s = 10 Ω            

Exercício 10:

B) 1,98               

Você também pode gostar