Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS – DIVINÓPOLIS

COMUNICAÇÃO SOCIAL – JORNALISMO

Docente: Janaina Visibelli Barros

Disciplina: Jornalismo e Sociedade

Atividade: Atividade Avaliativa II

Discente: Giovanna Letícia Carneiro Xavier -1656166

A partir da leitura da matéria de Charlie Haynes e Flora Carmichael, "Youtubers


denunciam campanha secreta de fake news contra vacina da Pfizer", publicada em
28/07/2021, na BBC Brasil. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-
57975985, responda as questões que seguem:

1. De acordo com J.B. Thompson, que tipo de interação acontece


quando há produção de conteúdo por um youtuber e explique por que? (3
pts).

De acordo com J.B. Thompson, quando um youtuber produz um conteúdo pode


ser considera como quase-interação mediada, estendida no espaço e tempo, os
indivíduos não estão presentes no mesmo espaço e as vezes nem no mesmo tempo,
como por exemplo um vídeo sendo postado no youtube, os inscritos poderiam acessá-lo
posteriormente, limitada, monológica e de um para muitos. Além disso, pode-se
considerar também uma interação mediada on-line, caso seja em uma live, onde os
comentários seriam respondidos na hora, estendida no espaço e tempo, limitada,
dialógica e de muitos para muitos.

2. A partir das discussões feitas por Lippmann, faça uma breve análise
sobre a estratégia de disseminação de informação falsa contra a vacina da
Pfizer, descrita na matéria. Em sua análise, você deve responder a seguinte
pergunta: o que leva às pessoas a assumirem uma mentira como verdade?
Na análise considere: (a) o papel dos pseudo-ambientes na produção de
sentido para o receptor; (b) como a opinião pública é construída; (c) o papel
dos youtuber nesse processo; (d) a construção da narrativa – a história
contada. (10 pts).

É com muita facilidade, na atualidade, que a “fama” dos youtubers seja


usada para influenciar seu público. Com tamanho número de seguidores, as
chamadas publicidades são uma forma de o contratado ganhar dinheiro e o
contratante divulgar sua marca, empresa, ou no caso da disseminação das fakes
News contra a vacina da Pfizer, que foi usada para disseminar uma mentira que, por
dedução, iria beneficiar outra empresa no qual seria concorrente da empresa
farmacêutica multinacional. Quando se foi oferecido a publicidade para os
youtubers de diversos países, no briefing continha dados, que foram tirados do
contexto, e quando apresentados para o público, como não era uma opinião crua,
sem fundamentos, seria mais fácil de influenciar as pessoas. Usando as discussões
feitas por Lippmann, podemos ver que o papel dos pseudo-ambientes, que é
apontado como o conjunto de imagens criadas indiretamente pela mídia e do
noticiário em nossa mente. Ou seja, não é uma realidade que foi obtida por
experiências que foram vivenciadas por nós mesmos, mas sim, uma realidade
aprendida com aquilo que vemos na mídia, que se enquadra na tamanha influência
dos digitais influencers sobre seu público.

3. A estratégia de disseminação de informação falsa, narrada na


matéria, foi desvelada por um jornalista. Faça uma breve análise sobre o
papel do jornalismo na sociedade contemporânea e os desafios dessa
atividade que, como lembram Bourdieu e Thompson, produz um tipo de
mercadoria, feita por pessoas que trabalham no setor da produção da
notícia e se orientam por um conjunto de prescrições que indicam o que
deve ser de interesse do público, como mostra Gislene Silva. (7 pts)

Segundo Thompson,

“Essas organizações e os indivíduos que possuem, gerenciam e trabalham


para elas têm seus próprios interesses, prioridades e preocupações. Elas
fornecem as bases institucionais para o acúmulo intensivo de recursos –
econômicos, simbólicos e informacionais – e para o exercício do poder,
incluindo o de controlar o acesso aos canais e redes de comunicação,
na forma de jornalistas e editores que decidem quais fatos aparecerão nos
noticiários ou por meio dos termos e condições aos quais os indivíduos
devem aderir ao ingressar em uma rede ou postar uma mensagem on-line”
(THOMPSON, 2018, p. 24).

Agregando-se ainda,

Pierre Bourdieu se queima de que a televisão não somente desfavorece o


pensamento crítico, senão também faz uso sistemático de mecanismos de
censura interna. Seu desempenho informativo e artístico se acha
profundamente afetado por conjunturas de mercado que, em última análise,
ditam as regras e apontam os rumos da programação da TV. E se, em seu
conjunto, estes fatores representam um atentado à cultura nacional, ameaçam,
em consequência, a vitalidade democrática das instituições do país. (Lumina -
Juiz de Fora - Facom/UFJF - v.4, n.2, p. 1-18, jul./dez. 2001 v. 5, n. 1,
jan./jun. 2002 ISSN 1516-0785 – www.facom.ufjf.br. Acesso em: 09 de
agosto de 2021.)

Em suma, é possível analisar que o jornalista assume um papel de intermediador


da notícia, na sociedade contemporânea, tendo em uma ponta o público e em outra o
interessado, o chefe do mesmo. Podemos exemplificar a TV Record, uma rede
televisiva sensacionalista, que durante o caso de Lázaro Barbosa de Sousa (um
criminoso brasileiro que ganhou notoriedade em junho de 2021, após matar quatro
pessoas de uma mesma família em Ceilândia, no Distrito Federal e ficar foragido na
mata por 20 dias.) a maioria de seus programas eram baseados no caso, pois era um
assunto que estava em alta, dando bastante audiência pois era de grande interesse do
público.

Você também pode gostar