Você está na página 1de 2

PIC - Pedagogia

Aluno: Luís Roberto Massaccesi


RGM: 23590653
Polo:
Tutor: Carlos Adriano Martins

Título da sua atividade/unidade

A epistemologia genética, teoria criada pelo psicólogo e educador Jean Piaget, estuda
a origem e o desenvolvimento mental das crianças e a maneira pela qual elas apresentam
maior facilidade de aprendizado frente às pessoas mais velhas, cujos intelectos estão
completamente desenvolvidos. Tomando como base tal teoria, torna-se evidente que as
atividades fornecidas para as crianças nos primeiros anos de desenvolvimento acadêmico não
podem ser iguais àquelas fornecidas na educação de adultos. 
Recentemente, pesquisas feitas em parceria com Jacobs Foundations acerca do
psicológico infantil e adulto apontaram para novos fatores essenciais na diferença de
velocidade de aprendizado. O principal desses fatores relaciona-se à plasticidade do cérebro
infantil, ou seja, crianças têm maiores habilidades de aprendizado, especialmente linguísticos,
nos primeiros anos de vida em decorrência da contínua formação do cérebro, característica
não presente nos adultos. Outro fator que vem sendo apontado como fundamental para a
rapidez em adquirir conhecimentos das crianças é a ausência da ansiedade tão presente nos
adultos, que muitas vezes desistem antes de tentar, pois preconizam as possíveis falhas ou
dificuldades no caminho. 
Além disso, o educador, pedagogo e filósofo Paulo Freire afirma que “Ninguém educa
ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens educam-se entre si, mediatizados pelo
mundo.” Ou seja, para a educação, especialmente dos mais velhos, é necessária a aplicação de
métodos que se relacionam com a vida cotidiana e mundana dessas pessoas. No livro
pedagogia da autonomia, em que ele aponta conhecimentos e práticas essenciais de todo
educador, e no episódio dos 300 de angicos, Freire comprova suas teorias relacionadas a
pedagogia e aos métodos de mesclagem dos fatores do dia a dia com aprendizado, construindo
um método efetivo de ensino para as pessoas mais velhas, inclusive dentro do sistema EJA.
Portanto, é evidente que o uso de uma mesma atividade para adultos que estão sendo
alfabetizados e crianças nos primeiros anos da escola não faz sentido e é inadequado, porque
as mentes estão em estágios diferentes de desenvolvimento, como afirmaram os pesquisadores
da Jacobs Foundation e o psicólogo Piaget, levando os adultos a terem um aprendizado
consideravelmente mais lento. Ademais, as teorias de Freire, referência mundial no ensino de
adultos, apontam a necessidade de um ensino progressivo e com relação intrínseca aos objetos
e situações do convívio nos quais os alfabetizandos estejam inseridos. 

Referências

MCLAUGHLIN, Kate A; MACKEY, Allyson; FERNANDES, Gelgia Fetz; BROWN, Karen;


BÜHLER, Jessica C; BUNGE, Silvia A. Human Brain Plasticity: Future Research
Directions and Implications for Children’s Learning and Development. Zurique. Jacobs
Foundation, 2019.

PIAGET, J.O nascimento da inteligência na criança. Rio de Janeiro. Zahar, 1970.

FREIRE. Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1987. 

FREIRE. Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25ª ed.
Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1996. 

Você também pode gostar