Você está na página 1de 21

Entenda...!

• A Escola de lideres é um projeto idealizado


pela Obra Eterna Misericórdia, cujo objetivo é
ajudar pessoas que tem e exercem alguma função
de liderança dentro da igreja e/ou dentro do
Apostolado.
Nossa intenção maior é o crescimento e
desenvolvimento dos irmãos através do papel de
líder, dando aos mesmos subsídios para crescer em
maturidade espiritual e humana.
Ao longo da apostila destacamos formações
dentro do nosso carisma que consideramos
essenciais para essa finalidade.
Tema: Até o sangue
Base: “Ainda não tendes resistido até o sangue” Hebreus 12,4

Introdução: Sabemos que não é fácil a vida de um líder: pressão,


atividades excessivas, holofotes, estresse... por isso, precisamos
saber e nunca esquecer qual motivação nos trouxe aqui e até onde
iremos por ela: “Recomendo-te que te lembres das profecias sobre ti,
e baseado nelas sustente o bom combate” (Cf. I Timóteo 1, 18).

1. Você não é líder por você mesmo.


 Filipenses 2, 6-11
 Isaías 53, 1-12
 Jesus é o princípio e fim, é a motivação do nosso chamado e
serviço. Ele se sacrificou por nós, agora nós nos sacrificamos
por ele.

Obs: Se possível, mostrar cenas da paixão de Cristo para relembrar o


sacrifício, em especial à flagelação.

2. Jesus “não se prevaleceu de sua condição divina, mas aniquilou-


se e tornou-se escravo”.
 O líder PODERIA se prevalecer de sua condição: “Não vou me
prestar a tanta luta, trabalho, serviço, humilhação, obediência... não
preciso disso... poderia estar vivendo mais tranquilo...”. Mas deve
lembrar-se do exemplo de Cristo que por nós abaixou-se.
 Jesus entregou sua vida como sacrifício para gerar vida em nós
(Cf. Isaías 53, 10), agora é nossa vez de empregar nossas vidas para
gerar vida em outros, pelo Espírito Santo.

3. Devemos estar preparados e dispostos a passar por muitas situações,


sabendo que nada nos separará do amor de Cristo.
 Romanos 8, 35-39
 Muitos santos passaram por diversas dificuldades... nós
também temos a possibilidade de passar por crises financeiras,
doenças, tristezas, desilusões...

4. O segredo é trabalhar mais. Tudo que se deseja construir


na vida faz necessário grande esforço: trabalhar mais que os
outros, estudar mais que os outros, treinar mais que os outros,
querer mais que os outros...
 Partilha aberta
 Receberemos de Deus a recompensa: Marcos 10, 29-30. I
Cr 2, 9. Mateus 16, 15.

5. Atividade: Cada um agora escreva o motivo/motivação de


servir a Deus como líderes, como foram chamados.
Tema: Cuida de ti mesmo
Base: João 10, 10b

Introdução: A pessoa humana é formada por corpo, alma


(mente) e espírito (Cf. I Ts 5, 23). Então, o que é vida em
abundância? É a vida bem desenvolvida nessas três áreas.

1. Corpo
 Um corpo bem cuidado é bem disposto, já um corpo mal
cuidado é fonte de doenças e desânimo.
 Atividades físicas são as mais recomendadas para uma boa
vida
 Boa alimentação é vida. Você é aquilo que você come

Obs: Pode-se ler alguns artigos sobre os temas “Atividade física e boa
alimentação”, voltados para a saúde.

 Uma agenda semanal também é útil, para que se tenha


tempo com qualidade.

2. Alma (mente)
 Leitura de bons livros para boa formação do imaginário. Não só
livros de formação, mas também literatura.
 Diminuição de tempo nas redes sociais. Não só diminuir, mas
controlar. Você controla seu celular ou ele te controla?
 É importante também passar tempo de qualidade com pessoas que
amamos, como família e amigos.

3. Espírito
 Vida de oração em dia
 Entender que a maior missão do líder cristão é ser amigo de Jesus
 Tomar a vida em suas próprias mãos. Não sendo
passageiro, mas motorista da própria vida.

Obs: Todos os pontos dessa formação são abertos à partilha.

4. Cuidando do corpo, da alma e do espírito, teremos


equilíbrio na vida, seremos mais que vencedores.
5. Atividade: Escrever o que mudarão nos seus cuidados
pessoais a partir de agora.
Tema: As missões não são o foco

Base: Marcos 8, 36

Introdução: Missões não são o foco da Obra, a amizade com


Jesus é. O que isso tem a nos dizer? Deus te chamou pra ser
PRIMEIRAMENTE o que? Pai, mãe, marido, esposa, professor,
médico, advogado, pregador, músico, intercessor? Na verdade o
primeiro chamado de Deus para nós é de que sejamos seus
AMIGOS (Cf. João 15, 15). O primeiro chamado de Deus para o
líder é de que seja seu amigo. Desde o jardim do Éden, Deus
“passeava à brisa da tarde”, próximo de suas criaturas, em
especial o homem. Desde a criação Deus nos quis perto dele.

1. Não podemos simplesmente rezar “para algo” que iremos realizar,


mesmo que seja uma obra do reino de Deus.
 Não somos mercenários. Deus não é comerciante de graça e
unção, a quem iremos quando tivermos alguma necessidade ou algo
em mente.
 É claro que podemos intensificar nossas orações para um tempo
ou atividade especifica
 Mas não rezamos para fazer, rezamos para ser, ser amigos de
Deus.
 Partilha aberta

2. Lucas 1, 26-33 (Foco nos versos 30 e 31).


 O anjo diz que Maria JÁ está em estado de graça diante de Deus,
ou seja, já caminha em amizade com Deus, em uma busca constante e
diária.
 A partir daí ela é chamada para a missão: “Conceberas e darás a
luz a um filho...”. Todos nós conhecemos o resto da história.
 Primeiro ser amigo de Deus, em busca constante da graça,
depois nasce a missão. Não se pode começar pela missão, ela não
é o foco.

3. A ordem é:
 1- Conhecer a Deus e sua igreja, rejeitar a vida velha,
abominar o pecado e desejar a vontade de Deus.
 2- Estabelecer relação mais fiel e intima com Deus, pautar
a vida de acordo com o Evangelho, ter horários e
compromissos de oração e jejum bem definidos, mantendo a
confissão em dias.
 3- Obras, trabalhos, missões, ou seja, o apostolado, servir,
se doar.

Obs: Acontece que na maioria das vezes confundimos e invertemos a


ordem, Precisamos reordenar.

 Não significa que alguém que tenha caído não possa servir
a Deus, na verdade todos somos pecadores, mas significa que
devemos ordenar de maneira saudável cada fase.

4. Marta e Maria, o perfeito exemplo.


 Lucas 10, 38-42
 Ao ler esse texto, qual você acha entre as duas irmãs está errada?
A resposta correta é: nenhuma das duas.
 É uma questão de ordenar, não podemos ser só Marta com seu
ativismo, e nem só Maria com sua contemplação. O correto é que
todo nosso trabalho nasça da nossa vida de oração: Ora et labora,
resumiu São Bento.

Obs: Concluímos sabendo que as missões e serviços são de suma


importância, mas não são o foco primário, este é ser bom amigo de
Jesus.
5. Escrever uma breve carta a Jesus pedindo perdão pelas
vezes que você foi só Marta ou só Maria, comprometendo-se a
partir de agora a ordenar a vida na oração e ação.

Tema: Eu vim para servir

Base: Marcos 10, 35-45

Introdução: Ao contrário da visão secular onde o líder é


figura de privilégios e autoritarismo, na ótica cristã, líder é aquele
que serve. “Servus servurorum Dei”, ou “servo dos servos de
Deus”, é um título oficial do Papa. Geralmente usado para iniciar
suas cartas. O mais importante e influente católico do mundo se
entende como SERVO de todos. O líder é o servo.

1. João 13, 1-17, o lava pés.


 Jesus, o maior de todos os líderes, ensinou-nos a não ter
medo de abaixar-nos: “Se eu que sou mestre e senhor vos lavei os
pés, quanto mais vós...”.
 Atividade: Escrever o que nos ensina essa atitude de Jesus
e como é nossa atitude, o que sentimos quando temos que nos
abaixar.

2. Servir dá sentido às nossas vidas


 Existir vem de “ex estire” que significa “sair de” ou
“nascer”. Só existimos quando saímos de nós mesmos e passamos a
3. “Aquele que quer me servir, RENUNCIE A SI MESMO.” (Cf. Mt
16, 24).
 Como servos, líderes, como cristãos, para servir e servir
bem precisamos ter bem claro que deixar nossas coisas às vezes em
segundo plano, em prol do serviço, da Obra, da obediência e do reino
de Deus. Renunciar a si mesmo não significa negligenciar-se, mas,
buscar em primeiro lugar a vontade de Deus, santa e perfeita.
 Partilha aberta sobre as coisas que deixamos muitas vezes
em segundo plano

Obs: Ser líder-servo é abaixar-se para servir, não significa tomar


postura de “capacho” (Tapete à entrada das casas onde todos que
entram limpam a sujeira do pé), significa doar a vida para gerar vida
no outro.

4. “Eis que deixamos tudo e nos tornamos servos...” Marcos 10, 28-29.
Tema: Liderar pelo

exemplo Base: Mateus

9, 9

Introdução: Mateus estava sentado na banca de coletoria de


impostos, viu e ouviu Jesus que o disse simplesmente: “segue-
me”, e este deixou tudo e o seguiu. Se coloque no lugar do coletor
de impostos. O que você faria? Deve ter algo naquele homem
para que Mateus tenha deixado tudo e o seguido de maneira tão
rápida e simples.

1. Liderar é influenciar
 A presença de Jesus era tão forte que influenciava.
 Você pode estra pensando que isso se dava com por ele ser Deus.
Então contarei uma história de um homem como eu e você: A
conversão de São Leonardo de Porto Maurício

Conta-se que um jovem estava na rua quando viu passando dois


franciscanos muito piedosos, por curiosidade e admiração ele os seguiu, e, ao
entrar no convento, com seu coração exclamou: “se vocês viverem ai dentro de
maneira tão bonita quanto vivem aqui fora, eu desejo ser um de vocês”. Este
jovem então transformou-se em um padre franciscano, um dos maiores
pregadores da história.

Obs: De alguma maneira, pela sua forma de viver os citados franciscanos


influenciaram o jovem.

2. “Pregue o Evangelho, se necessário use palavras.”


 Essa máxima de São Francisco é muito utilizada hoje em dia,
porém, é preciso ter interpretação madura. Tem muito mais a ver com
amor caridade do que com moralismo.
 Quando você é “tão católico”, tão piedoso, tão certinho, tão
moralista... o máximo que seu exemplo vai sugerir é chatice.
 Mas quando seu coração arde pelo céu, você ama a
Eucaristia, ama sua comunidade e seu carisma, vive sua missão
com afinco, com o “coração fora do peito”, pulsando pelas coisas
de Deus... Naturalmente desperta em outros o mesmo desejo. Isso
é influenciar.

Obs: Viver de maneira piedosa não é ruim, ruim é viver só de


piedade.

3. Logo, o contrário também é valido...


 Viver a fé mal e porcamente, reclamando, com cara de
quem “chupou limão e não gostou” ... Atrairá desconfiança do
povo sobre o seguimento de Jesus.
 O demônio sabe que derrubar e destruir um líder é destruir a fé de
muitos, por isso o líder é mais atacado e perseguido. Precisa cuidar de
sua vida, ações e palavras, para que influencie para o bem.

4. Atividade: Escreva como e em que ocasiões você percebe agora


ser necessário mudar ou melhorar sua postura.
Tema: Evangelizar no

carisma Base: I Cr 9,

19-23

Introdução: O grande apóstolo evangelizador e missionário


Paulo nos ensina o método que utilizou para evangelizar os mais
diferentes povos: “Com os judeus como os judeus, com os gentios
como os gentios... com os fortes fui forte, com os fracos me fiz
fraco, para alcançar o coração de todos.”. Não quer dizer que São
Paulo abdicou de suas crenças para evangelizar, mas que soube se
adaptar para alcançar o objetivo. Logo, aprendemos que: Para
evangelizar é preciso ter métodos, formas de alcançar os corações.

1. Quando Deus faz surgir um carisma, o faz de acordo com a


necessidade de um povo, uma época e sociedade.
 Deus chama e levanta Moisés depois de ouvir e ver a
necessidade do povo (Cf. Ex 2,23-5-25. 3,1-4).
 A história nos conta que algumas ordens medicinais
surgiram durante as guerras, para cuidar e sarar os feridos.
 E mesmo São Francisco, vocacionado a viver a pobreza e
missionariedade, surgiu em uma época que a Igreja vivia sob pompas
e fechada em si.

2. Entendemos que o carisma Eterna Misericórdia, nascido de Deus,


surge por uma necessidade, para um tempo e para um povo. Não para
salvar, quem salva é Cristo, mas para ser fermento na massa que é o povo
de Deus, buscando com a luz divina iluminar o caminho.
 Conhecer e assumir o carisma da Obra é para nós método
eficaz de evangelização.
 Apresentação dos cinco pontos da espiritualidade do
carisma e o código de ética para membros, que são
expressão segura para boa vivencia dos membros (Conferir
nos estatutos da Obra).

Tema: Em constante evolução

Base: Filipenses 2, 12-16

Introdução: A satisfação conduz à estagnação. Quando comemos nos


sentimos satisfeitos e nossa primeira ação geralmente é parar, deitar e
descansar. Se estivermos satisfeitos como o que já conquistamos e com nossas
habilidades, o que nos acontecerá é a acomodação.

1. O Macintosh foi uma invenção revolucionária para a área da computação.


Uma linha de computadores de fácil acesso, construídos por Steve Jobs,
fundador da Apple, em 24 de janeiro de 1984, custando 2.495 dólares o
exemplar.
 No mesmo ano nasceu na concorrente Microsoft o novo sistema
operacional Windows, de Bill Gates.
 De certa forma o Bill Gates com o Windows na Microsoft copiou o
Macintosh de Jobs.
 Qual dos dois foi mais bem sucedido, teve mais fama e dinheiro?
 Bill teve muito mais sucesso, mesmo seu produto sendo apenas uma
cópia. Por quê?
 O que aconteceu foi que a Apple por já ter o melhor
produto do mercado na época, estagnou, ficou satisfeita, olhando
para seu próprio reflexo no espelho, enquanto a Microsoft lançou
com seu Windows um programa com mais facilidade, mais
prático e prometeu ir sempre atualizando e melhorando-o. Aliás,
continua atualizando até hoje.
 O que sacramentou o sucesso foi NÃO SE ACOMODAR.
Acomodação é morte.

2. O líder não pode nunca estar acomodado. Precisa estar em


constante evolução.
 Lembremo-nos da leitura do início: “Não importa o grau a
que chegamos, o que importa é PROSSEGUIR decididamente.”.
Prosseguir, continuar, avançar...
 O líder nunca pode parar de crescer!

3. Buscar a excelência exige compromisso


 Jesus merece um serviço de excelência, o melhor serviço
devemos querer dar à Ele.
 Qual o último livro que você leu? A última formação que ouviu?
O último curso que fez? A última habilidade que treinou? O último estudo e
anotação?
 A verdade é que precisamos correr atrás se queremos prestar um
bom serviço.

4. Joel 4, 10 diz: “Transformai vossos arados em espadas, vossas foices em


lanças...”. Isso nos ensina a pegar aquilo que nós temos e preparar,
aperfeiçoar, pois o Senhor quer nos usar como instrumentos dele, somos
espadas e lanças de guerra nas mãos do Senhor.
 O líder é a ponta da lança (A lança aqui é a Obra). O que acontecerá
se a ponta da lança estiver cega e sem corte? Ela não atingirá e não
terá eficácia contra o inimigo.
 Precisamos constantemente estar nos afiando, nos
aperfeiçoando para a batalha e serviços.
 “Na vida não existe meio termo, ou se está crescendo ou
se está diminuindo”.

5. Escreva uma firme promessa ao Senhor com usa firme


decisão de melhorar sempre e a cada dia.
Paróquia de São João
Batista
Rua Farmacêutico José Rodrigues, 1109 -
Centro Uruburetama – CE
E-mail: paroquia.uruburetama@gmail.com
goeternamisericórdia@gmail.com
Diocese de Itapipoca

Eterna Misericórdia

Projeto
Escola de Líderes

Uruburetama-Ce
2020
INTRODUÇÃO

Durante toda a trajetória do cristianismo, Deus em sua infinita sabedoria


se utilizou de homens e mulheres para exercer papeis de grande importância
no seu projeto salvífico para a humanidade. Tais pessoas foram tidos e
considerados como grandes santos, grandes servos, grandes discípulos e
grandes líderes, principalmente pelo fato de se deixarem guiar pela ação de
Deus através do Espirito Santo e pelas suas virtudes, no que diz respeito a
liderança do povo de Deus. Através dos seus ensinamentos, Jesus, que “é a
Cabeça do Corpo que é a Igreja” (CL 1,18) (Cf. CIC§ 792) e nosso maior
exemplo, nos deixou claro que ser líder é estar disposto a servir e não a ser
servido, é viver sob o manto da humildade e da obediência. Na Bíblia não
faltam exemplos de pessoas que assimilaram e exerceram de forma frutuosa
sua missão. Por exemplo, Davi foi um líder político, espiritual, de guerra e de
família; Gideão e Sansão foram grandes líderes de Guerra; Abraão e Moisés
também são exemplos, dentre vários outros.
Entretanto, para ser um bom líder é necessário além de estar disposto a
ser modelado por Deus, é preciso modelar-se também às novas demandas de
nossa sociedade que nos remete a conhecimentos múltiplos sobre esse viés
para um melhor engajamento e evangelização do povo de Deus. Quando São
Paulo diz o que o Senhor lhe falou: "A minha graça te basta, porque o meu
poder se aperfeiçoa na fraqueza." (2 Coríntios 12.9) podemos imaginar uma
voz ecoando aquela velha frase conhecida: "Deus não escolhe os capacitados,
capacita os escolhidos. É essa capacitação que buscamos para nós enquanto
Eterna Misericórdia, escolhidos para propagar a vontade e o desejo de Deus.
Por isso queremos trazer uma formação de liderança intitulada: Escola de
lideres; através de formações e ensinamentos vindos da base dos conceitos de
liderança, sempre de acordo com o que ensina a Igreja Católica. Visaremos um
continuo desenvolvimento para os lideres da Obra como também na
construção de novos líderes, tudo isso contribuindo na “edificação da Igreja, ao
bem dos homens e às necessidades do mundo” (Cf. CIC§ 799).
JUSTIFICATIVA

O tema liderança vem crescendo em relevância nas últimas décadas,


principalmente no numero de cursos e capacitações no referido assunto,
procurados por diversas pessoas de vários ramos e instituições que são
submetidas a estarem em cargos que necessitam de uma boa liderança. Dessa
forma, movidos pelo Espirito Santo através da pessoa do fundador,
percebemos a necessidade de uma sistematização formativa previa e de
qualidade para pessoas chamadas a exercer cargos de liderança na
comunidade local, mais especificamente na Obra Eterna Misericórdia.

A escola de líderes visará de maneira especifica a formação, buscando o


desenvolvimento espiritual e humano dos agentes em função de liderança, bem
como no trato das pessoas que são os principais agentes motivadores dessa
iniciativa. Como um incentivo a mais que ratifica a importância do projeto,
observa-se que este ajudará não só no sentido de liderança, mas sobre
tudo de maneira pessoal e espiritual, almejando contribuir na caminhada
e nos propósitos de Deus pra cada participante como também na
construção de jovens líderes.

OBJETIVO GERAL

• Formar pessoas chamadas a exercer função de liderança com maior


nível de maturidade espiritual e humana.

OBJETIVO ESPECÍFICO

• Estabelecer que pessoas não assumam papeis de liderança sem


formação previa a respeito do papel do líder.
CONCLUSÃO

Levando-se em consideração esses aspectos, entende-se como


imprescindível a capacitação de líderes quando se deseja realmente alcançar
objetivos concretos, principalmente relacionados à evangelização do mesmo e
de seus liderados. Não nascemos líderes, nos tornamos líderes, conforme a
realidade em que estamos inseridos. Esse chamado precisa ser correspondido
de forma madura e sincera, isso nos torna propensos a ação de Deus em
nossa vida, quando somos escolhidos a liderar aqueles que ele nos deu. A
Escola de lideres vem justamente ajudar na caminhada rumo aos propósitos de
Deus e no desenvolvimento que tanto se faz necessário para servir melhor em
nossa vocação, “Pois nele vivemos, nos movemos e existimos” (Atos, 17:28).
Diante de todos os fatos citados não se pode faltar além da capacitação do
líder, o querer e a intimidade com o Cristo amigo que é o nosso maior exemplo
nessa relação de liderança, sem o real desejo, não se pode ser líder, e sem a
real intimidade não se pode crescer no chamado. A disponibilidade é o primeiro
passo para um grande avanço nessa caminhada rumo à santidade.
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

A BÍBLIA. Saudação e ação de graças. 212ª. ed. São Paulo: Ave-Maria, 2018.
1508 p. Velho Testamento e Novo Testamento.
A BÍBLIA. Visões e revelações. 212ª. ed. São Paulo: Ave-Maria, 2018. 1490 p.
Velho Testamento e Novo Testamento.
A BÍBLIA. Paulo e Silas em Tessalônica. 212ª. ed. São Paulo: Ave-Maria,
2018. 1435 p. Velho Testamento e Novo Testamento.
CATECISMO da igreja católica. São Paulo: Loyola, 2000. p. 228; CIC 792.
CATECISMO da igreja católica. São Paulo: Loyola, 2000. p. 228; CIC 799.