Você está na página 1de 4

SEMINÁRIO MAIOR “DOM JOSÉ ANDRÉ COIMBRA”

DIOCESE DE PATOS DE MINAS - MG

PLANO DE CURSO

CURSO
FILOSOFIA

ANO LETIVO PERÍODO CARGA HORÁRIA

2009 1º 60h/a

Identificação da disciplina: Língua Portuguesa I


Professora: Jordana Luisa Mota Silva

EMENTA:

História externa da Língua Portuguesa. Noções básicas de Lingüística. Fonética e


Fonologia. Morfologia.

OBJETIVOS:

 Propiciar ao aluno o conhecimento da história externa da Língua Portuguesa, visando


ao entendimento de fenômenos lingüísticos contemporâneos.
 Introduzir conceitos básicos de Lingüística que auxiliarão o aluno na compreensão do
funcionamento e da dinâmica da língua.
 Distinguir e identificar o objeto de estudo de cada uma das partes da gramática da
Língua Portuguesa.
 Estudar fenômenos fonéticos e fonológicos da Língua Portuguesa.
 Estudar questões e fenômenos inerentes à morfologia da Língua Portuguesa, com vistas
à adequação do uso.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1 HISTÓRIA EXTERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA


1.1 Origem da Língua Portuguesa
1.2 A Península Ibérica
1.2.1 Povos primitivos
1.2.2 A invasão romana
1.2.2.1 Processo de romanização da Península Ibérica
1.2.3 Invasões pós-romanas
1.2.4 A Reconquista
1.2.5 A formação da nacionalidade portuguesa
1.2.5.1 As fases da Língua Portuguesa
1.2.5.2 Domínio da Língua Portuguesa
1.2.5.3 O Português do Brasil: principais características

2 NOÇÕES BÁSICAS DE LINGÜÍSTICA


2.1 Conceito e objeto de estudo
2.2 Lingüística x gramática normativa: a norma e o uso
2.3 O signo lingüístico
2.4 Sincronia e diacronia
2.5 A dinamicidade lingüística
2.6 Noções de variação lingüística
2.7 O “certo” e o “errado” no uso lingüístico

3 FONÉTICA E FONOLOGIA
3.1 Objeto de estudo
3.2 Conceito de fonema
3.2.1 Fonemas x letras
3.3 Classificação dos fonemas
3.3.1 Vogais
3.3.2 Consoantes
3.3.3 Semivogais
3.4 Encontros vocálicos
3.4.1 Ditongo
3.4.2 Tritongo
3.4.3 Hiato
3.5 Encontros consonantais
3.6 Dígrafos
3.6.1 Dígrafos vocálicos
3.6.2 Dígrafos consonantais

4 MORFOLOGIA
4.1 Estrutura e formação das palavras
4.1.1 Estrutura das palavras
4.1.1.1 Radical
4.1.1.2 Afixos
4.1.1.3 Desinências
4.1.1.4 Vogal temática
4.1.1.5 Vogal e consoante de ligação
4.2 Processos de formação de palavras
4.2.1 Derivação
4.2.2 Composição
4.2.3 Outros processos de formação: hibridismo, onomatopéia, redução, parassíntese, sigla
4.2.4 Radicais gregos e latinos
4.3 Classes de palavras: funções e usos
4.3.1 Palavras variáveis
4.3.1.1 Substantivo
4.3.1.2 Artigo
4.3.1.3 Adjetivo
4.3.1.4 Numeral
4.3.1.5 Pronome
4.3.1.6 Verbo
4.3.1.6.1 Emprego do infinitivo
4.3.2 Palavras invariáveis
4.3.2.1 Advérbio
4.3.2.2 Preposição
4.3.2.3 Conjunção
4.3.2.4 Interjeição

METODOLOGIA:

O conteúdo programático será desenvolvido mediante a utilização dos seguintes


procedimentos: aulas expositivas, trabalhos em grupo e individual, estudos dirigidos, exercícios
de fixação, leitura e interpretação de textos, produção de textos.

RECURSOS DIDÁTICOS: quadro, giz, livros, retroprojetor e demais materiais que se


fizerem necessários para o desenvolvimento do conteúdo proposto.

AVALIAÇÃO:

No decorrer do semestre letivo, serão distribuídos 10 (dez) pontos, obedecendo-se o seguinte


critério, disposto pelo regimento de formação intelectual do Seminário Maior “Dom José André
Coimbra”: 60% em avaliações orais ou escritas; 20% em trabalhos de pesquisa e 20% em
leituras orientadas seguidas de debate ou qualquer outra atividade conveniente aos fins a que se
propõe.

BIBLIOGRAFIA

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro :
Lucerna, 1999.

CÂMARA JR., J. M. Princípios de Lingüística Geral. Rio de Janeiro : Acadêmica, 1974.

CALVET, Louis-Jean. Sociolingüística : uma introdução crítica. Trad. Marcos Marciolino. São
Paulo : Parábola, 2002.

CEREJA; William Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Gramática reflexiva: texto,


semântica e interação. São Paulo : Atual, 1999.
CUNHA, Celso; LINDLEY CINTRA, Luís F. Nova gramática do português contemporâneo.
Rio de Janeiro : Nova Fronteira, 1985.

FARACO, Carlos Alberto. Lingüística histórica: uma introdução ao estudo da história das
línguas. São Paulo : Parábola Editorial, 2005.

FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática. São Paulo : FTD, 1992.

INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. São Paulo : Scipione, 1996.

KEHDI, Valter. Morfemas do português. 3. ed. São Paulo : Ática, 1996. (Série Princípios)

KURY, Adriano da Gama. Pequena gramática: para a explicação da Nova Nomenclatura


Gramatical. Rio de Janeiro : Agir, 1967.

LIMA. Rocha. Gramática normativa da Língua Portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro : José
Olympio, 1999.

MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo : Saraiva, 1999.

NEVES, Maria Helena de Moura.Gramática de usos do português .São Paulo: Editora UNESP,
2000.

ORLANDI, Eni Pulcinelli. O que é lingüística. São Paulo : Brasiliense. 1986. (Primeiros
Passos; 184).

PRETI, Dino. Sociolingüística - os níveis de fala. São Paulo: Nacional, 1987.

ROCHA, Luís Carlos de Assis. Estruturas morfológicas do português. Belo Horizonte: Ed.
UFMG, 1998 (Coleção Aprender)

ROSA, Maria Carlota. Introdução à morfologia. São Paulo : Contexto, 2000. (Lingüística)

SOUZA E SILVA, Maria Cecília Pérez de. & INGEDORE, Villaça Koch. Lingüística
Aplicada ao português: morfologia. 10. Ed. São Paulo : Cortez, 1999.

TEYSSIER, Paul. História da língua portuguesa. Trad. Celso Cunha. São Paulo : Martins
Fontes, 1997. (Ensino superior)

TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Gramática e interação : uma proposta para o ensino de


gramática no 1º e 2º graus. São Paulo : Cortez, 1996.

VILELA, Mário; KOCK, Ingedore Villaça. Gramática da Língua Portuguesa. Coimbra –


Portugal : Almedina, 2001.

Você também pode gostar