Você está na página 1de 11

1.

1.
2. Pergunta 1

/1

O texto a seguir foi retirado do artigo Vasconcelos D.M.M. et al.Ciência & Saúde
Coletiva, v. 22, n. 8, p. 2609-2614, 2017.
No início da década de 1990, foram desencadea¬dos esforços para a efetivação
do Sistema Único de Saúde (SUS), tendo como orientação os prin¬cípios
estabelecidos na Constituição Federal de 1988. Os medicamentos e outras
tecnologias em saúde constituíram e ainda é peça central do sistema de saúde,
contribuindo para a prevenção de doenças e no cuidado em saúde. A Lei
Orgânica de Saúde Nº 8.080/90 assegurou entre os campos de atuação do SUS
a execução de ações de assistência terapêutica integral, incluindo a
farmacêutica e a formulação da política de medicamentos. Recentemente, têm-
se discutido que o acesso universal, igualitário e integral à assistência
farmacêutica (AF) requer: assistência ao usuário pelo SUS; conformidade com
a relação nacional de medicamentos e diretrizes terapêuticas definidas em
protocolos clínicos; e ter a dispensação em unidades indicadas pela direção do
SUS.
Avalie as afirmações e assinale a alternativa CORRETA.
I. A política de acesso aos medicamentos tem como diretriz a definição de uma
relação de medicamentos essenciais e a sua padronização, isto é, integram o
elenco dos medicamentos essenciais e envolve os produtos considerados
básicos e indispensáveis para atender a maioria dos problemas de saúde da
população e a definição de listas de medicamentos essenciais nos âmbitos
estadual e municipal, que deverão ser estabelecidas com o apoio do gestor
federal e segundo a situação epidemiológica respectiva.
II.– A RENAME – Relação Nacional de Medicamentos Essenciais é o mecanismo
para manter essa relação de medicamentos essenciais. Esta relação é a base
para orientar a padronização dos medicamentos que serão adotados a nível
nacional, estadual e municipal.
III. Não é função da RENAME a criação de mecanismos que visem à redução de
preços para a população e garantir o acesso desta aos medicamentos tanto no
SUS como no setor privado.

Ocultar opções de resposta

1.

Apenas a afirmação I está correta.

2.

Apenas as afirmações I e II estão corretas.

Resposta correta

3.

Apenas a afirmação III está correta.


4.

Apenas a afirmação II está correta.

5.

Apenas as afirmações II e III estão corretas.

3. Pergunta 2

/1

Com relação ao papel do enfermeiro na educação em saúde, analise o texto


para responder a questão.
A enfermagem é uma das profissões que é centrada no processo do cuidar e
essa forma de perceber e praticar a saúde começa desde a formação e continua
durante todo o processo da prática profissional.Para Pinheiro (2016), p. 546:
“um dos papéis principais do enfermeiro é o ato de cuidar, e ele é sempre visto
como o cuidador. O ato de cuidar tem um papel importante no cotidiano das
práticas de educação em saúde como norteador da prevenção de danos e
fortalece o vínculo do enfermeiro com a comunidade por ele assistida”.
I. A identidade de educador começa a ocorrer desde o momento da formação
do enfermeiro, durante o processo de estágio, quando o aluno entra em
contato com a clientela.
II. A identidade de educador se solidifica quando o enfermeiro vai para o
campo de trabalho e percebe que o seu papel enquanto líder e educador é
essencial na sua prática profissional.
III. A abrangência das temáticas abordadas pelos enfermeiros em atividades de
educação em saúde é maior, se restringe apenas aos aspectos do
funcionamento do corpo e das doenças.
IV. O enfermeiro da atenção primária não tem dificuldades de desenvolver
suas atividades, pois obtém a adesão do público nas ações de educação em
saúde.
Assinale as afirmações que estão CORRETAS.

Ocultar opções de resposta

1.

I e II

Resposta correta

2.

I, II e III

3.

II e III
4.

III, IV

5.

II, IV

4. Pergunta 3

/1

Leia os textos a seguir:


Texto 1
Para consolidar a participação social no SUS, a formulação da política de saúde
deve emergir dos espaços das rodas de discussão, onde acontecem
aproximações entre a construção da gestão descentralizada; o
desenvolvimento da atenção integral à saúde, entendida como acolhida e
responsabilidade do conjunto integrado do sistema de saúde; e o
fortalecimento do controle social.
Texto 2
É necessário compreender que a Educação Popular em Saúde (EPS) não tem
como objetivo produzir indivíduos com perfil de submissão e subalternos ao
sistema de saúde. Mas ao contrário, quer ser o instrumento, o espaço onde as
discussões sobre as necessidades em saúde e qualidade de vida sejam
discutidas. Desta maneira, a elaboração de ações com base nos princípios da
EPS.
Com base na leitura dos textos acima, marque a opção CORRETA.

Ocultar opções de resposta

1.

Um dos princípios de política nacional da EPS é a formação,


comunicação e produção de conhecimento, isto é, significa
preparar as pessoas para desenvolver as ações em educação
popular, em como produzir novos saberes, sistematizá-los e
divulgar na perspectiva de agregar valor e fortalecer o SUS.

2.

A problematização embora amplie a compreensão do contexto e


das diferentes realidades do contexto, não faz parte da EPS.

3.

Apesar de denominar-se popular, a EPS não deve incluir todas as


camadas da sociedade, nível de formação educacional, profissões,
raças e etnias, visando dessa forma ser a representação de um
país tão diverso quanto o Brasil.
4.

A intersetorialidade e os diálogos multiculturais são ações que


não necessitam ocorrer de forma contínua, mas eventual e
fortalecem todo o processo, estabelecendo pontes e canais de
diálogo entre pessoas, instituições, comunidades e grupos
diversos.

5.

Um dos princípios declarados da EPS é o diálogo e tem como base


de qualquer discussão ou ação em saúde.É o encontro de
conhecimentos construídos histórica e culturalmente por
sujeitos, ou seja, o encontro desses sujeitos na intersubjetividade,
que acontece quando cada um, de forma respeitosa, coloca o que
sabe à disposição para ampliar o conhecimento crítico de ambos
acerca da realidade, contribuindo com os processos de
transformação e de humanização.

Resposta correta

5. Pergunta 4

/1

O texto a seguir foi retirado do artigo BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria


de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.Estratégias para o
cuidado da pessoa com doença crônica.– Brasília: Ministério da Saúde, 2014.
O grupo é um “dispositivo para olhar as relações e os modos de viver,
produzindo mudanças que possam melhorar a qualidade de vida. As atividades
em grupo precisam ter aspectos comuns para facilitar a identidade grupal e
entre os participantes. Podemos utilizar um ou vários critérios para agrupar os
usuários. Por exemplo: critérios de gênero, idade, escolaridade, renda
(socioeconômicos), clínicos e de estratificação de risco, este último aspecto é
fundamental já que vai determinar que tipo de cuidado o usuário precisará e a
organização da equipe”. (Brasil, 2014b; p. 138)
Avalie as afirmações e assinale a alternativa CORRETA.
I. São cuidados no desenvolvimento de um grupo: elaborar um projeto com os
objetivos e as estratégias para o grupo e como pretende alcançar as metas e
avaliar os resultados. Estabelecer critérios de comunicação e divulgação, bem
como formas de convite e participação.
II. Grupos fechados: são aqueles que não têm limite para entrada de pessoas.
Neste modelo, há rotatividade dos participantes, que pode prejudicar a
motivação e o aprofundamento de temas no grupo, pois, muitas vezes, as
informações são repetidas em função dos novos participantes. Entretanto,
possibilita o contato com novas vivências.
III. A composição dos grupos deve levar em consideração alguns aspectos de
similaridade com relação ao momento de vida que os componentes do grupo
estão vivenciando, sendo mais fácil a troca de vivências, sentimentos e
conhecimento.

Ocultar opções de resposta


1.

Apenas a afirmação III está correta.

2.

Apenas a afirmação II está correta.

3.

Apenas as afirmações I e III estão corretas.

Resposta correta

4.

Apenas as afirmações II e III estão corretas.

5.

Apenas a afirmação I está correta.

6. Pergunta 5

/1

Leia os textos a seguir sobre a Educação Popular em Saúde.


Texto 1
A Educação Popular em Saúde, ao mobilizar autonomias individuais e
coletivas, abre a alteridade entre indivíduos e movimentos na luta por direitos,
contribuindo para a ampliação do significado dos direitos de cidadania e
instituindo o crescimento e a mudança na vida cotidiana das pessoas.
Texto 2
A Educação Popular em Saúde atua problematizando a realidade tomada como
referência, a Educação Popular mostra-se como um dispositivo de crítica social
e das situações vivenciadas por indivíduos, grupos e movimentos, permitindo
a visão de fragmentos que estavam invisíveis e ideologias naturalizadas como
realidades favorecendo a liberação de pensamentos e de atos ativos de
mudança social.
Com base na leitura dos textos acima, marque a opção correta:

Ocultar opções de resposta

1.

A Educação Popular em Saúde não permite a produção de


sentidos para a vida e o engendramento da vontade de agir em
direção às mudanças que se julgem necessárias.

2.
A Educação Popular não trabalha com atores sociais, mas com
profissionais de saúde e assim contribui para a construção de
cenários, nos quais os movimentos populares possam se fazer
presentes, apresentando novas temáticas, experiências e desejos.

3.

A Educação Popular em Saúde não implica atos pedagógicos para


fazer com que as informações sobre a saúde dos grupos sociais
contribuam para aumentar a visibilidade sobre sua inserção
histórica, social e política.

4.

As ações de Educação Popular em Saúde não impulsionam


movimentos voltados para a promoção da participação social no
processo de formulação e gestão das políticas públicas de saúde
direcionando-as para o cumprimento efetivo das diretrizes e dos
princípios do SUS.

5.

Na Educação Popular em Saúde as ações pedagógicas constroem


cenários de comunicação em linguagens diversas, transformando
as informações em dispositivos para o movimento de construção
e criação.

Resposta correta

7. Pergunta 6

/1

Os pilares do autocuidado.O autocuidado “é centrado na pessoa, no diálogo, e,


propõe a construção conjunta de um plano de cuidados a partir de uma
prioridade escolhida por meio de uma negociação entre o profissional de
saúde e o usuário. Isso significa, entre outros aspectos, compreender as
diferentes vulnerabilidades da pessoa, conhecer o modelo explicativo da sua
condição e estabelecer um horizonte comum de cuidados entre todos os atores
envolvidos no processo.”. (Brasil, 2014b)
Pilares do autocuidado

unidade 3_Educação em Saúde_questao9.png

Considerando as informações do texto e da figura, avalie as informações a


seguir sobre as atividades exitosas em Educação em Saúde e escolha a
alternativa CORRETA.
I. O manejo clínico significa como será o tratamento, o plano terapêutico, como
a pessoa irá fazer todo tratamento e envolve desde o uso correto de
medicamentos, formas de controle da doença, adequações dietéticas e
nutricionais, rastreamento e prevenção de complicações e agravos.
II. O estilo de vida está conectado com o autocuidado, pois quando um membro
da família adoece, toda a família adoece junto, isto é, o núcleo familiar é
afetado pelo processo em maior ou menor grau, dependendo das questões
sociais e econômicas que envolvem o adoecimento do membro familiar.
III. Os aspectos emocionais abrange como o indivíduo lida com os sentimentos
que envolvem toda a situação da doença e não envolve o núcleo familiar.

Ocultar opções de resposta

1.

Apenas a afirmação III.

2.

Apenas a afirmação I.

Resposta correta

3.

As afirmações I e III estão corretas.

4.

Apenas a afirmação II.

5.

As afirmações I e II estão corretas.

8. Pergunta 7

/1

A promoção da saúde é a “confluência de apoios educacionais e ambientais que


visam atingir ações e condições de vida conducentes à saúde.Engloba a
educação em saúde, a qual compreende as experiências de aprendizagem
orientadas para a facilitação de ações voluntárias conducentes à saúde”.
(Geniole, 2011; p. 24)Com base na leitura do texto acima, marque a opção
CORRETA.

Ocultar opções de resposta

1.

Apenas os profissionais de saúde devem elaborar as agendas


sociais saudáveis.

2.
A Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) não reforça a
intencionalidade dos atores sociais envolvidos no processo de
fortalecimento e na administração do SUS em sedimentar a
promoção da saúde como prática social intersetorial diretamente
relacionada à qualidade de vida.

3.

A qualidade de vida é um conceito complexo e depende da


dimensão que é afetada, levando em consideração as questões
econômicas e os aspectos de saúde, que envolvem a cura e a
sobrevivência das pessoas e neste sentido não há conexão entre
promoção da saúde e qualidade de vida.

4.

As ações que produzam e disponibilizem o conhecimento a


respeito dos determinantes do binômio saúde-doença fazem
parte das ações curativas e não de promoção da saúde.

5.

A Educação em Saúde e a Estratégia Saúde da Família (ESF) juntas


são capazes de promover a saúde tanto individual como do
núcleo familiar, pois vão dar a condição para as escolhas das
melhores ações visando à saúde.

Resposta correta

9. Pergunta 8

/1

O autocuidado é um conceito que veio se desenvolvendo aos poucos, isso


ocorre porque historicamente o autocuidado, que deriva do cuidado era
tradicionalmente uma tarefa feminina e da família ao qual o doente fazia parte.
Não era uma responsabilidade coletiva e a partir do século XIX esta
responsabilidade foi transferida e centrada nos profissionais que tinham uma
formação formal, principalmente o profissional médico. Ao focar a
responsabilidade do cuidado em outra pessoa, o indivíduo e sua família
acabaram por perder um pouco a gestão do seu próprio corpo e da forma
como gerenciar a sua saúde. (Brasil, 2014b)
I. O autocuidado é definido como as observações sobre o que as pessoas fazem
em benefício da sua saúde, o que a família ou os amigos oferecem para cuidar
de um doente e o que os grupos sociais e/ou comunidades desenvolvem em
benefício da saúde coletiva, assim como a parte que cabe às diferentes
instituições sanitárias e profissionais de saúde.
II. O autocuidado é, portanto, uma ação centrada no indivíduo, no entanto, é
sua responsabilidade exclusiva, não sendo compartilhada com a família, com
os profissionais de saúde e as instituições.
III. O autocuidado não envolve somente a mudança de comportamento, pois
principalmente nos diagnósticos de doenças crônicas dependem do
planejamento da própria vida e as expectativas, objetivos de vida.
É correto apenas o que se afirma em:

Ocultar opções de resposta

1.

As afirmações I e III estão corretas.

Resposta correta

2.

Apenas a afirmação III.

3.

As afirmações II e III estão corretas.

4.

Apenas a afirmação I.

5.

Apenas a afirmação II.

10. Pergunta 9

/1

A Política Nacional de Medicamentos (PNM) regulamenta com ênfase ao


processo educativo dos usuários ou consumidores acerca dos riscos da
automedicação, da interrupção e da troca da medicação prescrita, bem como
quanto à necessidade da receita médica, no tocante à dispensação de
medicamentos tarjados. Analise as afirmações abaixo e indique qual é a
INCORRETA.

Ocultar opções de resposta

1.

A PNM também desenvolve ações de formação continuada para


prescritores e dispensadores de medicamentos.

2.

A PNM deve promover as alterações e adequações curriculares


necessárias para preparar profissionais de saúde.
3.

É prioridade da PMN desenvolver processo de reestruturação da


área de vigilância sanitária na esfera federal, visando,
especialmente, a sua revitalização, a flexibilização de
procedimentos e a busca por maior consistência técnico-científica
no estabelecimento das bases de sua intervenção.

4.

Não faz parte das ações prioritárias da PNM o uso racional de


medicamentos, por meio de campanhas educativas, registro e uso
de medicamentos genéricos.

Resposta correta

5.

Cabe a PMN a organização das atividades de vigilância sanitária


de medicamentos, ter por base a implementação do Sistema
referido quanto às questões relativas a medicamentos.

11. Pergunta 10

/1

Em relação ao uso racional de medicamentos conforme (Almeida, 2013; p. 3).


Leia o texto para responder a questão:
Em um estudo de Almeida (2013), fez o recolhimento dos medicamentos
utilizados na comunidade, tendo em vista que muitas pessoas fazem aquilo que
é denominado automedicação. O trabalho de Almeida teve como objetivo
“analisar os medicamentos recolhidos na “Campanha para o Uso Racional de
Medicamentos – 5 de maio”, de forma a traçar uma estimativa do impacto do
estoque domiciliar de medicamentos em Palmas (PR) para a saúde humana,
animal e ambiental. De forma adicional, o trabalho objetivou elaborar ações na
perspectiva de Educação em Saúde, voltadas para o reconhecimento dos riscos
em usar medicamentos sem orientação, bem como informar sobre o descarte
adequado de medicamentos não utilizados ou vencidos” (Almeida, 2013; p. 3)
I. Um dos resultados do estudo foi a identificação e quantificação dos fármacos
existentes nos medicamentos recolhidos e que se encontravam em diferentes
formas farmacêuticas, como comprimido, cápsula, drágea, pó, aerossol, creme,
pomada, gel, emulsão, solução, suspensão, xarope etc., embora as formas
sólidas tenham predominado.
II. Há alta adesão ao tratamento prescrito e comportamento de automedicação,
uso de medicamentos veterinários e prazo de validade vencido.
III. Os riscos por uso inadequado de antibióticos e medicamentos controlados
que podem ser ingeridos acidentalmente por crianças também foram
resultados significativos encontrados neste estudo.
IV. O estudo demonstrou que o risco de intoxicação de animais e eliminação
das substâncias nas fezes e contaminação do solo e da água é praticamente
inexistente.
Assinale as afirmações que estão CORRETAS.
Ocultar opções de resposta

1.

II, IV

2.

I e II

3.

I, II e III

4.

I e III

Você também pode gostar