Você está na página 1de 54

Sistemas de Comunicação

Sistemas de Comunicação
Cap. 13 do Paul H. Young e Apostila

Transmissão passa-banda
(banda canal)

1
Sumário
1. Transmissão em banda canal (passa-banda)
1. Espectro típico

2. Modulações digitais
1. Binárias - ASK/OOK, PSK, FSK
2. M-árias - M-PSK (Q-PSK), QAM
3. Constelações

3. Receptores
1. Filtro Adaptado
2. Correlador
4. Aplicações
5. Exercícios

2
1.Transmissão em banda canal
◼ O sinal modulador:
 É constituído por um código de linha apropriado (NRZ,....);
 Multiplica por uma portadora senoidal;

◼ Os parâmetros da portadora são modificados


assumindo
um número de estados discretos;
◼ Transmite-se informação na forma de um símbolo durante
um intervalo de tempo, mas na recepção só importa decidir
no instante de amostragem qual o símbolo;

◼ Utilizada em contexto de maior distância do que a


modulação em banda Base.
3
1.Transmissão em banda canal
◼ A multiplicação por uma portadora senoidal no domínio
do tempo realiza a translação do espectro

◼ Seja x(t) o sinal com espectro X(f)


◼ Seja y(t)=x(t)cos(2fot)
◼ Então Y(f) = 0,5X(f - fo) + 0,5X(f + fo)

◼ O espectro X(f) fica assim posicionado na frequência da


Portadora.

4
1.Transmissão em banda canal

V2 Tempo
E = Ts
Ener
2
gia Espectro
de Passa-Banda
símb
olo

Frequência

1.º Zero Espectra5l


1.Transmissão em banda canal
 t 
Tempo
g (t ) = V   cos(2f ct )
Ts  
Pulso Senoidal

Espectro do tipo
passa-banda

Frequência A frequência
central é dada
pela senóide

A largura de
banda é dada
pelo ritmo de
transmissão
Ts
G( f ) = V 2 sinc(( f − f c )Ts ) + V Ts sinc(( f + fc )Ts )
2 6
2. Modulações Digitais
◼ Variando um dos três parâmetros duma senóide
temos v(t) = Acos(2f t +  ) 0
 ASK (Amplitude Shift Keying)
◼ OOK (On-Off Keying) é um caso particular de ASK

 PSK (Phase Shift Keying)

 FSK (FrequencyShift Keying)

◼ Temos um espectro do tipo passa-banda (banda


canal).
7
2. Modulações Digitais
◼ Modulações a considerar
 ASK (e OOK) binária e M-ária

 PSK binária e M-ária


◼ (QPSK – Quaternary PSK, M=4)

◼ M-PSK, M = 8, 16, ...

 FSK binária e M-ária

 QAM – Quadrature Amplitude Modulation


◼ Também designado de APK – Amplitude Phase Keying

8
2. Modulações binárias (M=2 níveis)
ISEL - DEETC - Comunicações

OOK

Caso
particular
de ASK

9
2. Modulações M-árias (M=4)

ISEL - DEETC - 10
Comunicações
2. Modulações M-árias
◼ Aumentam o ritmo/taxa de transmissão, face às
modulações binárias.
◼ Usam M>2 níveis e transmitem

log2 (M) (bits/símbolo)

◼ O ritmo binário é
Rb = Rs log2 (M ) (bits/segundo)
Rs é o número de símbolos enviados por segundo
11
2. ASK e OOK(On-Off Keying)

12
2. Espectro do OOK
◼ Em banda base temos:
 SB(f) = sinc2(fTb)

 Densidade espectral de potência duma sequência aleatória


de bits codificada em NRZ.

◼ Após multiplicação pela portadora temos espectro passa-


banda.

◼ Assim, SB(f) ficará centrada nas componentes de


frequência da portadora.

13
2. Phase Shift Keying (PSK)

14
2. Espectro do PSK

◼ SB(f) – densidade espectral de


potência após modulação.
PSK duma sequência aleatória
de bits codificada em NRZ.

15
2. Frequency Shift Keying (FSK)

16
2. Espectro do FSK
Duas portadoras

◼ SB(f) – densidade espectral de potência após modulação


FSK duma sequência aleatória de bits codificada em BNRZ.

◼ Desvantagem: ocupa maior largura de banda do que


ASK/OOK e PSK.
17
2. Comparação OOK / PSK / FSK
Modulação 1.º zero espectral Largura de Banda Energia média
Binária BT BT por bit Eb (M=2)

OOK 2R b Rb (1+  ) ( V /4 )T
2
(*)
(V /2)T
bit
B-PSK 2R b Rb (1+  ) 2

(V /2)T
bit
B-FSK f1 − f0 + 2Rb f1 − f0 + Rb (1+  ) 2
bit

 é o factor de roll - off do filtro de formatação


(*) Assumindo o mesmo número de bits a 1 e 0

18
2. Exemplo de M-PSK: constelação 8-PSK
v(t) = A cos(2f0t + ) Constelação

• Apenas muda a fase entre sinais; a


amplitude e a frequência são constantes.

•Todos os sinais têm a


mesma energia.

Codificação de Gray -
entre símbolos
consecutivos, muda
apenas um bit.

19
2. PSK M-ário
◼ Constelação 8-PSK

Todos os sinais têm a


mesma energia.

Amplitude constante

◼ Genericamente

A fase (em radianos) depende


da sequência binária. 20
2. Espaço de sinais do QPSK (M=4)

A norma do vetor
corresponde à raiz
quadrada da energia
do sinal utilizado na
codificação.

Fase expressa em graus! 21


2. QPSK - Quaternary PSK (M=4)

22
2. QAM - Quadrature Amplitude Modulation

Amplitude e fase
dependem da Diferentes
sequência binária constelações

23
2. M-PSK e QAM
M-PSK - Fase depende da sequência binária

QAM - Amplitude e fase dependem da sequência binária

24
2. 16-QAM: constelação QAM com M=16

Os sinais utilizados
têm diferentes
energias

25
3. Detecção coerente de OOK

Filtro Adaptado
(Matched Filter)

26
3. Detecção coerente de PSK

27
3. Detecção coerente do FSK

28
3. Detecção coerente de QPSK

29
3. Banco de correladores
• O correlador é
equivalente ao
filtro adaptado

• Para realizar a
descodificação de
QAM, basta usar
dois correladores

30
3. Banco de correladores
• Aplicação para M-PSK ou QAM
• Para qualquer valor de M, basta usar dois correladores
• Os valores c e s são as contribuições em co-seno e seno

31
3. Correlador sobre pulsos senoidais
• O sinal em M-PSK ou QAM é dado, de forma genérica, por

v(t ) = Acos(2f0t + )
= A(cos(2f0t )cos( ) − sen(2f0t)sen())
= A cos( )cos(2f0t ) − Asen()sen(2f0t )

• Efectuando a correlação com co-seno cos(2fot) temos :


Ts

c =  v(t) cos(2f0t )dt


0
Ts

c = (Acos()cos(2f0t ) − Asen()sen(2f0t))cos(2f0t)dt
0

32
3. Correlador sobre pulsos senoidais
• Continuação....

Ts Ts
c = A cos( )  cos(2f 0t )dt − Asen(2f 0t )  sen(2f 0t ) cos(2f 0t )dt
2

0 0

1 1
Ts

c = Acos( )   + cos(2 2 f 0t ) dt
0 
2 2
 1 1
Ts T
s

c = Acos( )   dt + Acos( )   cos(2 2f0 t ) dt
0 
2 0 2 
A cos()Ts
c=
2

33
3. Correlador sobre pulsos senoidais
• Efetuando a correlação com seno sen(2f ot) temos

Ts

s = v(t )sen(2f0t )dt


0
Ts

s = (Acos()cos(2f0t ) − Asen( )sen(2f 0t ))sen(2f 0t )dt


0
Ts Ts
s =A cos() cos(2f 0t )sen(2f 0t )dt − Asen( )  sen(2f 0t )dt
2

0 0

34
3. Correlador sobre pulsos senoidais
• Continuação...
Ts Ts
s =A cos() cos(2f 0t )sen(2f 0t )dt − Asen( )  sen(2f 0t )dt
2

0 0

1 1
Ts

s = −Asen( )  − cos(2 2 f0 dt
0
2 2 
Ts Ts
1 1
s = −Asen( ) dt + Asen( ) cos(22 f 0t)dt
0
2 0
2
Asen()Ts
s=−
2
35
3. Comparação M-PSK e QAM
Modulação Largura de Banda BT Energia média por
M-ária símbolo Es

Rb V2
Q-PSK (M=4)
(1 +  ) Ts
2 2
M-PSK Rb V2
(1 +  ) Ts
k 2
Rb 2(M − 1)
QAM
(1 +  ) Es
k 3

M = 2k
 é o factor de roll - off do filtro de formatação

36
Análise na presença de ruído
4. Aplicações
◼ ADSL
 Carrierless Amplitude Phase (CAP) modulation
 Discrete Multi-Tone (DMT) modulation
◼ ambas variantes do QAM
◼ http://members.tripod.com/e99ie/ADSL_Tutorial/Modulation.htm

◼ Wireless (Wi-Fi, Wi-Max) e TV Digital


 BPSK, QPSK, 16-QAM, 64-QAM
◼ http://sss-mag.com/pdf/1mod_intro.pdf

◼ GSM
 Gaussian MSK (variante do FSK)
http://www.cwt.vt.edu/faq/gsm.htm
37
4. Aplicações
◼ ADSL – Asymetric Digital Subscriber Line

38
4. Aplicações
◼ ADSL – Asymetric Digital Subscriber Line
Modem = Modulator/Demodulator

39
4. Aplicações
◼ GSM – Global System Mobile

Modulação Gaussian MSK


(variante do FSK)

40
4. Aplicações
◼ Comparação de normas e serviços
Ocupação do espectro de frequência

41
5. Exercícios
Determinado ficheiro demora 5 seg a ser transmitido por
um SCD baseado em 64-QAM. Caso o SCD seja
modificado para 16-PSK com o mesmo tempo de símbolo,
quanto tempo demora a transmissão do mesmo ficheiro?

Considere um cenário de comunicação no qual se utiliza a


modulação binária PSK, com BER muito aceitável, ao ritmo
de 1Mbit/s. Imagine que se pretende obter ritmo de
transmissão igual ou superior a 4Mbit/s, com algum
prejuízo no BER. Indique, justificando, uma possível
solução para garantir este aumento usando uma
modulacão M-ária. Exemplifique a
solução.
42
5. Exercícios
As constelações da figura, nas quais constam também as codificações
binárias associadas a cada símbolo, referem-se a diferentes modulações.

a) Classifique o tipo de modulação associado a cada constelação. Dado que


se pretende transmitir ao ritmo de 128000 bit/s, qual o tempo de símbolo a
considerar?
b) Qual (ou quais) das constelações apresentaria melhor performance (em
termos de BER) para uma dada SNR? Justifique.

43
5. Exercícios
Considere a constelação apresentada na figura.
O tempo de símbolo é Ts = 1 ms.

a) Sabendo que os sinais têm energia E1=100 ou E2=200, determine


as expressões dos sinais utilizados na codificação.

b) Esboce o receptor desta modulação, sabendo que este é realizado à


custa de dois correladores

44
5. Exercícios
Suponha uma transmissão digital M-PSK. O canal de
transmissão tem largura de banda de 1,6 MHz e pretende-
se transmitir com débito binário de 5 Mbit/seg com um
factor de roll-off 0,2.

a) Quanto tempo demora a transmissão de um ficheiro de


1 050 000 bytes?

b) Sabendo que a portadora tem amplitude unitária,


determine o valor de energia por bit.

c) Calcule o número de bits por símbolo e o débito de


símbolos.

45

Você também pode gostar