Você está na página 1de 4

PROJETO DE LEITURA

Nome: _____________________________________________________________________ Nº __________


Ano/Série: Valor Total:
Professor(a): Data: _______/_______/2021 Nota:
Disciplina:

AULA DE REDAÇÃO – PROFESSORA PAULINHA


❖ INTRODUÇÃO
A introdução é dividida em, pelo menos, três momentos:
1. APRESENTAÇÃO DO TEMA(ASSUNTO)
2. CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA(PROBLEMATIZAÇÃO) TESE(TÓPICO
3. APRESENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA ARGUMENTATIVA FRASAL)
QUESTIONAMENTO
Observe os exemplos:
ENUMERAÇÃO
A. Por uma definição: Educar significa dar a outrem plenos cuidados para seu desenvolvimento, tanto intelectual
quanto ético e moral. É fato, porém, que o Brasil tem falhado na missão educadora de suas crianças e de seus
jovens, uma vez que nos deparamos com salas de aula lotadas, falta de professores, material didático de baixa
qualidade e, o mais grave, falta de vagas – principalmente em creches. Logo, a crise educacional fere os direitos
garantidos por lei aos cidadãos e negligencia o oferecimento de um futuro adequado e digno aos brasileiros.
B. Por uma citação: “É mais fácil desintegrar um átomo que um preconceito”. Com essa frase, Albert Einstein
desvelou os entraves que envolvem o combate às diversas formas de discriminação existentes na
sociedade. Isso inclui a intolerância religiosa, comportamento frequente que deve ser erradicado do Brasil.
C. Por uma enumeração: Material didático ruim, estrutura escolar falha, professores e alunos desestimulados. Essa
é a realidade que assombra as escolas públicas brasileiras. Marcados por uma educação fraca, falha e que não
ensina – uma ironia – o Brasil tem configurado entre os países com a pior qualidade na educação no mundo,
criando uma população semianalfabeta e escrava de uma má formação. Contudo, é preciso recuperar a educação
brasileira para que seja possível construir um país de progresso.
D. Por um exemplo (histórico/atual/obra artística): “O progresso roda constantemente sobre duas engrenagens.
Faz andar uma coisa esmagando sempre alguém.” A frase, do escritor e pensador francês Vitor Hugo, exprime a
ideia de que o sistema capitalista funciona baseando-se na exploração constante dos indivíduos. Analisando esse
conceito atrelado à conjuntura atual, nota-se que a publicidade direcionada às crianças, no Brasil, possui um
caráter predatório, funcionando como meio de criação de futuros consumistas e explorando a relativa facilidade
de se persuadir uma criança, através do uso de elementos do universo infantil .
E. Com a ascensão de Juscelino Kubitschek ao poder, a política de abertura da economia brasileira entrou em ação
mais vigorosamente do que em qualquer outro episódio da história do Brasil . Nesse cenário, a entrada de
automóveis no Brasil como produtos de consumo foi cada vez maior. No entanto, o governo não tomou como
prioridade a fiscalização das estradas do país e uma prática nociva tornou-se comum: beber e dirigir.
Recentemente, o governo implantou a Lei Seca, visando diminuir os efeitos dessa prática. Nesse contexto, cabe
analisar os aspectos positivos da aplicação dessa Lei , e como ela pode ser melhorada.
F. Por dados estatísticos: A violência contra a mulher no Brasil tem apresentado aumentos significativos nas
últimas décadas. De acordo com o mapa da violência de 2012, o número de mortes por essa causa aumentou em
230% no período de 1980 a 2010. Além da física, o Balanço de 2014 relatou cerca de 48% de outros tipos de
violência contra a mulher, dentre esses a psicológica. Nesse âmbito, pode-se analisar que essa problemática
persiste por ter raízes históricas e ideológicas.
❖ OUTROS EXEMPLOS DE INTRODUÇÃO NOTA MIL ENEM
✓ Embora seja direito assegurado a todos os cidadãos pela Constituição Federal, a liberdade religiosa não é
garantida de modo isonômico aos brasileiros. Ora velada, ora implícita, a intolerância quanto ao diferente faz
parte da realidade do país. Infelizmente, o desconhecimento da população em relação ao processo de formação da
nação e a falta de punição sob os que atentam contra a religião do próximo impedem que o respeito à diversidade
cultural brasileira seja consolidado.
✓ Existem, atualmente, diversos conflitos religiosos no mundo, fato que pode ser exemplificado pelas ações do
Estado Islâmico, que utiliza uma visão radical do islamismo sunita. Nesse contexto, percebe-se que tal realidade
de intolerância também ocorre no Brasil, um país com dimensões continentais e grande diversidade religiosa.
Assim, tornam-se progressivamente mais comuns episódios de violência motivados pela religião, o que é
contraditório, visto que o Brasil é laico e a Constituição de 1988 garante a liberdade de crença das diferentes
manifestações culturais. Portanto, medidas que alterem essa situação devem ser adotadas.

Parágrafo de argumentação
• Estrutura elementar
TÓPICO FRASAL + REPERTÓRIO SOCIOCULTURAL (CITAÇÃO) + ANÁLISE DA CITAÇÃO
EM DIÁLOGO COM O TEMA / A TESE + FECHAMENTO DO PARÁGRAFO (TÓPICO).

Tema:

O preconceito social causado pela desvalorização de algumas profissões


no Brasil (1º parágrafo de argumentação)
Inicialmente, é preciso destacar que a sociedade torna-se alienada quando os cidadãos
criam hierarquias trabalhistas, as quais favorecem algumas pessoas e desfavorecem aqueles os
quais se encontram na base da escala empregatícia, causando preconceitos. Recentemente, em
Valinhos-SP, Matheus Pires, um motoboy, sofreu ofensas sociais proferidas por um morador de
um condomínio de luxo, enquanto fazia entrega a uma residência (outros moradores disseram que
o agressor também já havia ofendido pedreiros e porteiros dentro do residencial). Nessa
perspectiva, esse caso, infelizmente, não é isolado, já que, no Brasil, muitas pessoas as quais
cumprem funções laborais pouco remuneradas sofrem preconceitos sociais todos os dias, e isso é
fruto da desigualdade salarial: enquanto alguns ganham muito mensalmente, como médicos e
juízes federais, outros sobrevivem com um salário mínimo no valor de R$1045,00, por exemplo,
jardineiros e garis. Portanto, torna-se evidente que a valorização social tem relação direta com o
potencial aquisitivo do cidadão, e os indivíduos os quais ganham pouco tendem a ser
desvalorizados em sociedade, gerando ofensas verbais.

Tema:

Estratégias para combater a violência policial


no Brasil (2º parágrafo de argumentação)
Além disso, ainda que haja policiais competentes e conscientes do dever de dialogar com o
cidadão antes de qualquer medida coercitiva mais violenta, há uma minoria que insiste em abordar
as pessoas com agressões físicas. Nesse sentido, em Vidas secas, obra de Graciliano Ramos, o
personagem Soldado Amarelo aborda Fabiano de forma extremamente agressiva enquanto o
desafortunado apenas jogava cartas e bebia em um comércio próximo à propriedade onde ele e a
família moravam. Analogamente à ficção, muitos agentes da lei, na sociedade real, não ouvem
explicações nem apuram os fatos precisamente, antes de causarem danos à integridade física do
indivíduo, como invasões feitas em periferias nas grandes cidades ou durante atos de abordagem
nas ruas. Em suma, a militarização da polícia, no formato atual, está equivocada e,
consequentemente, muitos policiais abusam do poder, desrespeitando inocentes todos os dias no
Brasil.

❖ CONCLUSÃO
Quanto à conclusão, o aluno deve estar atento para as exigências da prova do ENEM, diferentes daquelas
dos outros vestibulares:

➢ CONCLUSÃO ESTILO ENEM:


1. RETOMAR TEMA E TESE
2. DAR SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA
3. REFLEXÃO FINAL
Exemplos:

A. Pode-se perceber, portanto, que as raízes históricas e ideológicas brasileiras dificultam a erradicação da violência
contra a mulher no país. Para que essa erradicação seja possível, é necessário que as mídias deixem de utilizar sua
capacidade de propagação de informação para promover a objetificação da mulher e passe a usá-la para difundir
campanhas governamentais para a denúncia de agressão contra o sexo feminino. Ademais, é preciso que o Poder
Legislativo crie um projeto de lei para aumentar a punição de agressores, para que seja possível diminuir a
reincidência. Quem sabe, assim, o fim da violência contra a mulher deixe de ser uma utopia para o Brasil .

B. Em decorrência disso, cabe ao Governo Federal e ao terceiro setor a tarefa de reverter esse quadro. O terceiro
setor – composto por associações que buscam se organizar para conseguir melhorias na sociedade – deve
conscientizar, por meio de palestras e grupos de discussão, os pais e os familiares das crianças para que discutam
com elas a respeito do consumismo e dos males disso. Por fim, o Estado deve regular os conteúdos veiculados nas
campanhas publicitárias, para que essas não tentem convencer pessoas que ainda não têm o senso crítico
desenvolvido. Além disso, ele deve multar as empresas publicitárias que não respeitarem suas determinações.
Com esses atos, a publicidade infantil deixará de ser tão prejudicial e as crianças brasileiras poderão crescer e se
desenvolver de forma mais saudável.

A. Por um bem viver


Dessa forma, é possível perceber que a publicidade infantil excessiva influencia de maneira negativa tanto a
infância em si como também o Brasil. É preciso que o governo atue iminentemente nesse problema através da
aplicação de multas nas empresas de publicidade que ultrapassarem os limites das faixas etárias estabelecidos
anteriormente pelo Ministério da Infância e da Juventude. Além disso, é preciso que essas crianças sejam
estimuladas pelos pais e pelas escolas a terem um maior hábito de ler, através de concessões fiscais às famílias
mais carentes, em livrarias e papelarias, distando um pouco do padrão consumista atual, a fim de que o Brasil
garanta um futuro com adultos mais conscientes. Afinal, como afirmou Platão: “o importante não é viver, mas
viver bem”.

➢ CONCLUSÃO PARA OUTROS VESTIBULARES:


1. RETOMAR TEMA E TESE
2. RETOMADA GERAL DO QUE FOI EXPOSTO AO LONGO DA REDAÇÃO
3. REFLEXÃO FINAL

Exemplos:
A. Portanto, a divulgação de imagens trágicas tem a função de promover o incômodo e levar ao questionamento pela
sensibilização da população. É inconsistente acreditar que essas publicações banalizam o sofrimento, pois a existência
delas nos recorda diariamente os horrores produzidos pelo homem. São as imagens do espetáculo da tragédia que
impedem que os indivíduos permaneçam indiferentes, uma vez que estampam a realidade para o conhecimento de
todos, a fim de levar à reflexão. Logo, uma foto é uma metonímia da realidade, que precisa ser exposta para o mundo, a
fim de que, quando gravadas nas memórias coletivas, esses horrores possam ser superados e mantidos no passado.
B. A partir de uma análise criteriosa, torna-se possível inferir que a camarotização representa uma ameaça à democracia, uma
vez que o regime exige que os cidadãos compartilhem uma vida comum. Dessa maneira, é necessário que pessoas de
contexto e posições sociais diferentes se encontrem e convivam no cotidiano a fim de que respeitem as particularidades do
outro e zelem pelo bem comum.

❖ EXERCÍCIOS
Faça introduções e conclusões para os seguintes temas:
1. Homofobia
2. Problemas na educação brasileira
3. Mobilidade urbana