Você está na página 1de 3

Propriedades Mecânicas

Para o estudo dos ensaios mecânicos são necessários previamente o entendimento e o


conhecimento de alguns conceitos importantes. Todo material sólido quando submetido a
esforços externos tem a capacidade de deformar-se. As propriedades mecânicas dos
materiais definem o comportamento do material (resposta) quando sujeito a cargas
externas, sua capacidade de resistir ou transmitir esses esforços sem se fraturar ou
deformar de forma incontrolada.
Por exemplo, na área da Engenharia civil vemos que uma treliça plana esta sujeito a
esforços normais (tração ou compressão) que incidem em seus nós, ou uma viga
submetido a uma força vertical que tende a fletir o material, analogamente podemos
pensar na área da mecânica um elevador que é “sustentado” por um cabo de aço ,que
para deslocar(movimentar) certas cargas é submetido a um esforço de tração nos
cabos ,ou também uma simples bricandeira de criança o “cabo de guerra” ambas as
situações obviamente submetendo a esforços que tendem a alongar estes cabos.
Portanto existe a necessidade do conhecimento das propriedades de um material, e a
seleção correta dos mesmos para os fins industriais ao qual se destinam.Todos os
materiais (estrutura) estão sujeito a algum tipo de esforço, são eles; tração, compressão,
cisalhamento, flexão e torção.

Flexão
Algumas propriedades mecânicas importantes que podemos citar são;
elasticidade, plasticidade, dureza, resiliência, ductibilidade, tenacidade, etc.

Elasticidade/comportamento elástico
Vimos que todo material quando submetido a solicitações externas deforma-
se, o comportamento elástico de um material é a capacidade que o mesmo
tem em retornar sua forma e dimensões originais quando retirado os esforços
externos sobre ele.

Plasticidade /comportamento plástico


O material já não consegue recuperar sua forma e dimensões originais pois o
mesmo é submetido a tensões que ultrapassam um certo limite (chamada de
limite elástico) no qual o material sofre um deformação permanente.

Ductibilidade
É a capacidade que um material tem em deforma-se plasticamente até sua
ruptura. Um material que se rompe sem sofrer uma quantidade significativa de
carga no regime plástico é denominado de frágil.

Tenacidade
É a capacidade que um material tem em absorver energia ate a sua ruptura.
Também pode ser definida como a energia mecânica necessária para levar um
material a ruptura.

Resiliência
É a capacidade que o material tem em absorver energia no regime elástico
(quando é deformado elasticamente).
Agora, partiremos para ensaios mecânicos propriamente dito.
Anteriormente avaliava-se a qualidade de um objeto através do seu uso
contínuo, um desgaste rápido que levasse algum defeito da ferramenta era
o método para avaliar a sua adequação ao uso. A avaliação era feita depois
que o produto estivesse pronto. Nesse ponto entra os chamados “ensaios
mecânicos”. As propriedades mecânicas de um material são determinado a
partir de ensaios mecânicos. Esses ensaios são realizados a partir de CP
(corpos de prova) com dimensões e forma especificadas em normas técnicas.
Os ensaios mecânicos simulam esforços que os materiais iram sofrer sobre
condições reais de “trabalho”.
As normas técnicas mais comuns  que são utilizadas nos ensaios são:
•ABNT (Associação Brasileira de Normas técnicas)
•ASTM (American Society for Testing and Materials)
* Corpos de prova: são amostras do material padronizado por normas técnicas
que são submetidos a um tipo especifico de ensaio.
Todo ensaio mecânico  pode ser classificado em:
Ensaios Mecânicos Destrutivos: A amostra testada (corpo de prova)  é
deformada permanentemente até sua fratura, ou sejam deixam algum sinal no
CP, mesmo que não fique inutilizado.
Alguns Ensaios Mecânicos Destrutivos estão listados abaixo;
•Tração
•Compressão
•Fluência
•Dobramento
•Dureza
Ensaios Mecânicos não Destrutivos: são ensaios que não provocam nenhum
tipo de alteração nas propriedades do CP.
Alguns Ensaios Não-Destrutivos estão listados abaixo:
•Líquido Penetrante
•Emissão Acústica
•Exame Visual
•Ensaio radiográfico
Posteriormente, para clarear um pouco mais iremos estudar o ensaio de
tração que é  o tipo de ensaio destrutivo utilizado com mais freqüência
(comum) nas industrias.

Você também pode gostar