Você está na página 1de 2

Revisão de Transferência de Calor e Massa – II

Formas de propagação de calor

Condução- Lei de Fourier


𝛥𝑇
𝑄̇ = -𝑘𝐴 ( )
𝛥𝐿
Nos sólidos, basicamente ocorre o fenômeno de propagação de calor pela condução, onde 𝑄̇ é
a potência, ou fluxo térmico dado em watt, k é coeficiente de condutibilidade térmica dado em
W/m°C que é equivalente a W/mK, A é área onde a condução está incidindo dado em m² e 𝛥𝑇
é a variação da temperatura em K ou °C e 𝛥𝐿 é a espessura da parede em m.

Mesmo num fluxo permanente, é observado que a temperatura decresce ao passo que esse
fluxo adentra ao material e esse decréscimo de temperatura é linear.

Observação: a equação apresenta um negativo apenas para definir que a temperatura inicial,
aquela que está na face incidente, é do que na face onde se finda. A equação pode ser utilizada
sem o negativo, porém deve compreender que a temperatura diminui ao longo da parede.

Convecção- Lei de Newton do Resfriamento.

𝑄̇ = h A (𝛥𝑇) ou 𝑄̇ = h A (T∞ -Ts ) ou ainda 𝑄̇ = h A (Ts -T∞ )


Nos fluidos, basicamente, a forma de propagação de calor se dá pela convecção. Ela ocorre
devido a diferença de densidades entre o fluido que está em contato com a superfície e uma
região onde há uma certa estabilidade de temperatura. Essa região é chamada de vizinhança
estável ou simplesmente região de temperatura infinita. A temperatura não é infinita
numericamente falando, mas sim uma temperatura qualquer, maior ou menor do que a
superfície, onde não é observado nenhuma variação de temperatura. 𝑄̇ é a potência dada em
W, h é coeficiente de convecção ou simplesmente coeficiente de resfriamento dado em W/m²K,
Ts é a temperatura da superfície, seja ela incidente ou emergente, e T∞ é a temperatura da
região onde não é mais percebida nenhuma variação de temperatura por convecção.

Irradiação – Lei de Stefan-Boltzmann

A irradiação é a forma de propagação de calor que não precisa de um meio para se propagar,
porém ela também pode ser irradiada através dos meios materiais. É uma das manifestações do
espectro eletromagnético que perpassa pelos comprimentos de onda referente ao
infravermelho. Conforme, indicado pela própria Lei, qualquer corpo que não esteja no seu zero
absoluto pode emitir irradiação.

A Lei de Stefan- Boltzmann define a potência de irradiação:

𝑄̇ = 𝜀 𝐴 𝜎 (𝑇𝑠4 − 𝑇∞4 ) ou 𝑄̇ = 𝜀 𝐴 𝜎 (𝑇𝑠 + 𝑇∞ )(𝑇𝑠2 + 𝑇∞2 )(𝑇𝑠 − 𝑇∞ )

𝑄̇ é a potência de irradiação dada em W, 𝜀 é a taxa de emissão sendo um valor que pode


variar de zero a 1, A é a área de irradiação dada em m², e 𝑇𝑠 , 𝑇∞ são as temperaturas na
superfície e vizinhanças respectivamente e 𝜎 é a constante de Stefan-Boltzmann que
possui o valor de 5,67.10-8 W/m². K4
Em situações práticas vale observar que 𝑇𝑠 e 𝑇∞ podem coincidir para a propagação nas
formas de irradiação e convecção e por isso é usado um termo que é o hcombinado que é
nada mais que a soma dos h de convecção e h de irradiação.
Na irradiação temos o desdobramento ao comparar:

𝑄̇ = 𝜀 𝐴 𝜎 (𝑇𝑠 + 𝑇∞ )(𝑇𝑠2 + 𝑇∞2 )(𝑇𝑠 − 𝑇∞ )


𝑄̇ = hirradiação A (𝛥𝑇)

Ao comparar as duas equações podemos obter: hirradiação = 𝜀 𝜎 (𝑇𝑠 + 𝑇∞ )(𝑇𝑠2 + 𝑇∞2 )

E dessa forma: hcombinado=hconvecção+hirradiação

Você também pode gostar