Você está na página 1de 29

CITOPLASMA

Na região da célula compreendida entre o núcleo e a membrana plasmática, encontramos o


citoplasma, que representa o maior volume da célula.
Pode-se considerar que o citoplasma das células eucariotas é formado por dois
compartimentos básicos: um deles contido no interior de organelas membranosas e outro
externo a essas organelas – hialoplasma ou matriz citoplasmática (citosol)
HIALOPLASMA
O hialoplasma é o local onde se realizam diversas reações químicas do metabolismo, tais
como a síntese de proteínas e uma parte inicial da respiração celular.
O hialoplasma é formado principalmente por moléculas de proteínas e outras substâncias
(inclusões citoplasmáticas, ribossomos) que ficam dissolvidas em água, formando soluções
coloidais.
Estado Gel – proteínas mais organizadas (aspecto viscoso);
Estado Sol – proteínas bem afastadas (aspecto mais fluido).

• Citoesqueleto
• Movimentos Citoplasmáticos
ORGÂNULOS CITOPLASMÁTICOS
• Ribossomos

• Retículo Endoplasmático
Síntese de proteínas no retículo endoplasmático granuloso
• Complexo Golgiense
Complexo golgiense em funcionamento
Formação da lamela média nas células vegetais e do acrossoma nos espermatozóides a partir do complexo golgiense
• Lisossomos
• Peroxissomos
* Os peroxissomos são particularmente abundantes nas células do fígado e dos rins, chegando
a constituir até 2% do volume das células hepáticas. Nesses órgãos, eles têm por função
oxidar diversos tipos de substâncias tóxicas (álcool, por exemplo), transformando-os em
produtos inócuos. Estes orgânulos participam também da oxidação de ácidos graxos, que
serão utilizados para a síntese de colesterol.
As células das sementes de certas plantas, possuem um tipo especial de peroxissomo, o
glioxissomo, cuja função é converter os lipídios armazenados na semente em açúcares,
consumidos durante processo de germinação.

• Vacúolos
• Centríolos
Cílios e Flagelos
Metabolismo Energético
• Mitocôndrias
Respiração Celular Aeróbia
Saldo Energético da Respiração Aeróbia
Glicólise 2 ATP
Ciclo de Krebs 2 ATP
Cadeia Respiratória 32 ou 34 ATP
Total 36 ou 38 ATP
Respiração Anaeróbia

Algumas bactérias podem realizar um tipo particular de respiração, denominado respiração


anaeróbia. Nesse caso, em vez de O2, elas utilizam nitritos, nitratos, sulfatos ou carbonatos
para oxidar a matéria orgânica. É o que ocorre com as bactérias desnitrificantes do solo,
como a Pseudomonas denitrificans.
Essas bactérias participam do ciclo do nitrogênio, devolvendo à atmosfera o N2. Como só
realizam esse processo na ausência de O2, a desnitrificação não é um mecanismo muito
frequente em solos oxigenados, sendo muito comum em regiões pantanosas onde a taxa e
O2 é reduzida.
• Plastos Leucoplastos Cromoplastos
Amiloplastos Xantoplastos
Proteoplastos Eritroplastos
Oleoplastos Feoplastos
Cloroplastos
Fotossíntese
Etapas da Fotossíntese
Etapa Fotoquímica (Fase Clara)
Etapa Química (Fase Escura)
Ciclo de Calvin (ciclo das pentoses)
Fatores que influem na fotossíntese
Fotossíntese Bacteriana

Quimiossíntese

Você também pode gostar