Você está na página 1de 7

ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO DE PAULA DIAS

ATIVIDADES COMPLEMENTARES PET 3

CONTEÚDO/DISCIPLINA: ARTE
PROFESSOR: GRACIELY MATEUS CONTATO: (31) 998467730

ALUNO: TURMA: 7º ANO

SEMANAS 1 E 2

TEMA: AS FORMAS GEOMÉTRICAS NA ARTE


As formas geométricas estão muito presentes no nosso dia a dia. Seja no ambiente escolar, na
rua ou em casa, é comum vermos objetos ou figuras que as remetem. Em muitas obras de arte
também é possível identificar alguns padrões e estilos em formatos de formas geométricas. É
comum os artistas utilizarem a geometria como meio de auxílio para construções, composições e
encaixes nas obras de arte. Outros fazem prevalecer em suas obras as formas geométricas,
como é o caso dos pintores cubistas, futuristas ou surrealistas.

As formas geométricas em todo lugar

Se observarmos ao nosso redor, vamos perceber que todas as coisas têm uma forma, e essas
formas estão ligadas à sua função. A maioria dos objetos que nos cercam são projetados a partir
de figuras geométricas. Por exemplo: uma lata de ervilha tem a forma de cilindro ou, ainda, a
forma de um retângulo.

Arte Cubista
A arte se transforma com o passar dos tempos. Cada artista vê e sente essa necessidade de
transformação e a interpreta em suas obras. A Arte Cubista rompeu com tudo o que se conhecia
de arte até então, dando lugar a uma nova forma diferente de expressão. O cubismo foi um
movimento artístico que surgiu na França no século XX que valorizava as formas geométricas em
sua composição. O artista que iniciou esse movimento foi o famoso pintor espanhol Pablo
Picasso em 1907.

Observe algumas obras cubistas e perceba características desse movimento artístico.

Arte Geométrica no Brasil

Na história da arte em nosso país, temos grandes artistas que utilizaram as formas geométricas
como elementos em suas obras, como Tarsila do Amaral. Tarsila participou ativamente da
renovação da arte brasileira que ocorreu na década de 1920, quando aconteceu a Semana de
Arte Moderna. Ao retornar para o Brasil, após uma temporada na Europa, Tarsila do Amaral
realizou diversas obras com influência cubista, com tendência geométrica em suas obras.

CONCLUSÃO

Paisagens, pessoas ou objetos podem ser transformados em formas geométricas na arte e serem
vistas de vários ângulos ao mesmo tempo. A arte cubista permitiu uma nova forma de expressão.
Logo, as formas geométricas estão presentes em nosso cotidiano, em nossos objetos, nas
disciplinas da escola, como a Matemática e também nas obras de arte.

Texto: Tudo Sala de Aula, 2021

ATIVIDADE SOBRE O QUE VOCÊ APRENDEU

1- Sobre as formas geométricas presentes na arte, marque a opção CORRETA:


a) Os desenhos geométricos na arte não influenciam na mensagem transmitida.
b) Os artistas utilizam as formas geométricas para ensinar matemática aos alunos.
c) As formas geométricas é a única forma de se expressar numa obra de arte.
d) As formas geométricas nas artes é uma forma de o artista se comunicar.

2- A maioria dos objetos que nos cercam são projetados a partir de figuras geométricas.
Identifique a figura geométrica das figuras abaixo:
SEMANA 3

O TEATRO POPULAR BRASILEIRO

A primeira manifestação do teatro no Brasil ocorreu no século XVI com o objetivo de


catequização. O teatro era usado pelos jesuítas para ensinar a religião católica aos índios ou
colonos. Durante esse tempo, o padre Anchieta foi um dos principais jesuítas que mais
utilizou esse tipo de representação artística que era chamado de teatro de catequese. Na
época, o teatro possuía uma preocupação muito mais religiosa do que artística, os atores
eram amadores e não existiam espaços destinados à atividade teatral, as peças eram
realizadas em praças, ruas ou escolas.

O TEATRO POPULAR

Um marco importante do teatro popular brasileiro foi a representação da tragédia Antônio


José ou O Poeta e a Inquisição de Gonçalves Magalhães em 13 de março de 1838. O drama
foi encenado por uma associação verdadeiramente brasileira, com atores e intenções
nacionalistas liderados pelo ator João Caetano. Posteriormente, o teatro popular no Brasil
conseguiu ganhar notoriedade na década de 1950 com o crescimento de um público
interessado em ver nos palcos as grandes questões nacionais. O teatro popular é definido
como uma atração cultural destinada às camadas da sociedade menos favorecida, pois é um
teatro feito em circos, praças e em espaços públicos, por artistas amadores, e sobretudo
voltado para o gosto simples do povo brasileiro. Com o regime militar em 1964, inúmeras
peças foram proibidas e somente a partir dos anos 70, o teatro novamente ressurge
mostrando produções constantes.

1-Como é definido o teatro popular?


SEMANAS 4 E 5
TRABALHO COLABORATIVO E TRABALHO COOPERATIVO
É uma filosofia de interação e um estilo de vida pessoal, enquanto que a cooperação é uma
estrutura de interação projetada para facilitar a realização de um objetivo ou produto final.
Assim, pode-se dizer que o trabalho colaborativo é muito mais do que uma técnica de trabalho em
grupo, é uma maneira de interação que respeita, reconhece e destaca as habilidades e
competências de cada membro da equipe. Todos compartilham responsabilidades e liderança, de
forma que o colaborador possui um papel de protagonismo mais ativo na condução do processo.
O líder, por sua vez, não mais detém a total responsabilidade pela aprendizagem e pelo
desenvolvimento de seus colaboradores, mas, sim, o papel de facilitar, monitorar e eliminar
qualquer tipo de obstáculo que impeça a equipe de solucionar o problema ou alcançar o objetivo.
No trabalho colaborativo, o processo é mais aberto e os membros da equipe interagem para atingir
um objetivo compartilhado.
Já, no trabalho cooperativo, o processo é mais focado no líder e monitorado diretamente por ele.
Trata-se de um conjunto de técnicas e processos que os colaboradores utilizam para a
concretização de uma tarefa específica. Existe uma divisão mais clara de tarefas a serem
realizadas pelos colaboradores, pois cada membro da equipe se responsabiliza por uma parte da
resolução do problema, enquanto no trabalho colaborativo há um engajamento mútuo e um esforço
coordenado para a resolução do problema em conjunto.
Portanto, decorre dessa visão o entendimento que a interação colaborativa, mediada pela
experiência de cada membro da equipe, interagindo com outros mais capazes, tendo liberdade
para falar, argumentar e, até mesmo, discordar de seus pares e do líder, torna-os corresponsáveis
pelo processo e pelo resultado alcançado, gerando inteligência social e intelectual que podem
servir como referências para resolução de problemas similares, constituindo a espinha dorsal da
aprendizagem coletiva.

Você exerce ou já exerceu algum trabalho cooperativo ou colaborativo? Qual?


SEMANA 6

Música
A Música é a expressão artística que se materializa por meio dos sons, que ganham forma,
sentido e significado no âmbito tanto da sensibilidade subjetiva quanto das interações sociais,
como resultado de saberes e valores diversos estabelecidos no domínio de cada cultura.
A ampliação e a produção dos conhecimentos musicais passam pela percepção, experimentação,
reprodução, manipulação e criação de materiais sonoros diversos, dos mais próximos aos mais
distantes da cultura musical dos alunos. Esse processo lhes possibilita vivenciar a música inter-
relacionada à diversidade e desenvolver saberes musicais fundamentais para sua inserção e
participação crítica e ativa na sociedade.

Música: Um pouco de história


Os sons produzem uma sensação física em nós.
Escutar é ser capaz de ir além do simples ouvir, é captar o sentido dos sons, perceber e
compreender sua estrutura, sua forma, seu sentido, é prestar atenção e estar interessado naquilo
que está ouvindo. E quanto maior o conhecimento de sons e de música, maior será nossa
compreensão.
Desde a antiguidade, o homem dançava para agradar aos deuses em rituais, para agradecer as
boas colheitas e caçadas, ou para expressar-se como forma de arte. Atualmente, tomou-se
consciência da importância da dança como forma de expressão do ser humano, onde a dança é
percebida pelo seu valor, muito mais que um simples divertimento ou passatempo. A dança é
uma manifestação cultural que reúne movimento corporal, música, ritmo, expressão corporal e
sentimentos variados de quem dançam. Pode ser considerada como linguagem social que
permite a transmissão de sentimentos e emoções. Segundo o Coletivo de Autores (2012) a dança
é uma linguagem social que permite a representação de sentimentos, de emoções e da
afetividade em várias esferas da vida, tais como: as da religiosidade, do trabalho, dos costumes,
dos hábitos, da saúde e da guerra. A dança é uma produção cultural, considerada patrimônio não
material criada pelos indivíduos, e que representa as características de um grupo social (BRASIL,
2017).

Usando seus conhecimentos, identifique os tipos de dança nas figuras abaixo, coloque o nome ao
lado de cada imagem.

Querido aluno!

Estude com a firme certeza que tudo que requer esforço e disciplina resulta em
felicidade e grandes conquistas.

Um grande abraço!