Você está na página 1de 28

DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

SUMÁRIO

DEFINIÇÕES

SEÇÃO 01 – DO GRUPO DE CONSÓRCIO

SEÇÃO 02 – DA CONSTITUIÇÃO DO GRUPO DE CONSÓRCIO

SEÇÃO 03 – DOS CONSORCIADOS

SEÇÃO 04 – DOS CONSORCIADOS EXCLUÍDOS (NÃO CONTEMPLADOS)

SEÇÃO 05 – DO CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO EM GRUPO DE CONSÓRCIO

SEÇÃO 06 – DO PRAZO DO GRUPO

SEÇÃO 07 – DA ADESÃO A GRUPO DE CONSÓRCIO EM ANDAMENTO

SEÇÃO 08 – DO BEM OBJETO E VALOR DO CRÉDITO

SEÇÃO 09 – DO SALDO DEVEDOR

SEÇÃO 10 – DAS CONTRIBUIÇÕES MENSAIS E DEMAIS OBRIGAÇÕES


FINANCEIRAS DO CONSORCIADO

SEÇÃO 11 – DA DIFERENÇA DE PARCELAS

SEÇÃO 12 – DA CONTEMPLAÇÃO

SEÇÃO 13 – DO CANCELAMENTO DA CONTEMPLAÇÃO

SEÇÃO 14 – DO SORTEIO

SEÇÃO 15 – LANCES

SEÇÃO 16 – DA INDICAÇÃO DO BEM A SER ADQUIRIDO

SEÇÃO 17 – DA UTILIZAÇÃO DO CRÉDITO PARA AQUISIÇÃO DO BEM

SEÇÃO 18 – DAS GARANTIAS

SEÇÃO 19 – DAS PENALIDADES EM CASO DE INADIMPLEMENTO

SEÇÃO 20 – DO FUNDO COMUM

SEÇÃO 21 – DO FUNDO DE RESERVA (QUANDO COBRADO)

SEÇÃO 22 – DO SEGURO DE VIDA EM GRUPO PRESTAMISTA

SEÇÃO 23 – DO FALECIMENTO DO CONSORCIADO

SEÇÃO 24 – DA TRANSFERÊNCIA

SEÇÃO 25 – DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

SEÇÃO 26 – DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

SEÇÃO 27 – DA SUBSTITUIÇÃO DO BEM

SEÇÃO 28 – DA DISSOLUÇÃO DO GRUPO DE CONSÓRCIO

1
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

SEÇÃO 29 – DA APLICAÇÃO DOS RECURSOS DO GRUPO DE CONSÓRCIO

SEÇÃO 30 – DO ENCERRAMENTO DO GRUPO

SEÇÃO 31 – DA PROTEÇÃO DE DADOS

SEÇÃO 32 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

2
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

REGULAMENTO GERAL PARA CONSTITUIÇÃO E FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE


CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS - N.º REGISTRO: 655.537

O presente Regulamento Geral para Constituição de Grupos de Consórcio Referenciados em


Bens Imóveis, juntamente com a Proposta para Adesão a Grupo de Consórcio de Bens
Imóveis, tem a finalidade de disciplinar a relação jurídica entre a RODOBENS
ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA. (doravante denominada Administradora)
inscrita no CNPJ/MF sob o nº 51.855.716/0001-01, o Consorciado e demais participantes do
Grupo de Consórcio, devidamente qualificados na Proposta para Adesão a Grupo de
Consórcio de Bens Imóveis, estipulando os direitos e obrigações aos quais as partes ficarão
submetidas, de acordo com as disposições da Lei n.º 11.795, de 2008, Circular n.º 3.432, de
2009 do Banco Central do Brasil (bem como demais circulares de referido órgão fiscalizador),
com o Código de Defesa do Consumidor e demais disposições legais vigentes, encontrando-se
o mesmo devidamente registrado no Cartório de Títulos e Documentos de São José do Rio
Preto, SP.

DEFINIÇÕES

Administradora: pessoa jurídica de direito privado, prestadora de serviços, com função de


administradora dos negócios do Grupo e procuradora de seus interesses e direitos, nos termos
da legislação vigente e do presente Regulamento.

Alienação Fiduciária em Garantia ou Alienação Fiduciária: trata-se de direito real e a forma


de garantir o pagamento de uma dívida, pela qual o Consorciado se mantém na posse do
Bem adquirido com o a Carta de Crédito, mas transfere a sua propriedade ao credor, até a
liquidação e término de suas obrigações.

Assembleia Geral Extraordinária ou AGE: é a reunião dos participantes do Grupo de


Consórcio em caráter extraordinário e que não sejam afetos aos assuntos tratados em AGO.

Assembleia Geral Ordinária ou AGO: é a reunião mensal dos participantes do Grupo de


Consórcio por meio da qual são realizadas as Contemplações das Cotas de Consórcio,
atendimento dos Consorciados e prestados os esclarecimentos gerais a respeito do Grupo.

Banco Central do Brasil ou BACEN: Autarquia Federal, responsável pela autorização e


regulamentação da atividade de Consórcio e pela fiscalização das empresas
Administradoras de Consórcios.

Bem Objeto do Plano: valor do Bem Imóvel definido pelo Consorciado e indicado na Proposta
para Adesão a Grupo de Consórcio de Bens Imóveis.

Carta de Crédito: é o documento hábil emitido pela Administradora em favor do


Consorciado Contemplado, que comprova a disponibilização do valor do Crédito nele
indicado, para utilização nos termos e condições previstos no presente Regulamento.

Consorciado: é a pessoa natural ou jurídica que integra o Grupo, como titular da Cota e
assume a obrigação de contribuir mensalmente para o cumprimento integral de seus objetivos
e dos demais participantes do Grupo de Consórcio, observado o disposto neste regulamento.

Consorciado Ativo: é o Consorciado que tem obrigações com o Grupo de Consórcio,


inclusive aquele que antecipou o pagamento de todas as Parcelas, mas ainda não foi
Contemplado.

Consorciado Ativo Adimplente: é o Consorciado Ativo que efetua o pagamento integral da


Parcela Mensal, até a data fixada para vencimento da Parcela do respectivo Grupo de
Consórcio.

3
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

Consorciado Contemplado: é o Consorciado ao qual, por sorteio ou lance, for atribuído o


direito de utilizar o valor do Crédito.

Consorciado Contemplado Ativo: Consorciado Contemplado, por lance ou sorteio, com


suas obrigações em dia, sendo atribuído-lhe o direito de utilizar o valor do Crédito.

Consorciado Excluído: é o Consorciado, não contemplado, que deixa de adimplir com suas
obrigações com o Grupo de Consórcios, bem como, deixa de pagar suas contribuições
mensais, consecutivas ou alternadas, ou montante equivalente em percentual calculado sobre
o valor do Bem Imóvel, ou ainda, o Consorciado que tenha declarado a sua desistência.

Consórcio: é a reunião de pessoas naturais e jurídicas em Grupo, com prazo de duração e


número de Cotas previamente determinados, promovida pela Administradora, com a
finalidade de propiciar a seus integrantes, de forma isonômica, a aquisição de bens por meio
de autofinanciamento.

Contemplação: é a atribuição ao Consorciado do direito de utilizar o valor do Crédito para


compra de Bem imóvel.

Contrato de Participação em Grupo de Consórcio: contrato firmado por adesão, constituído


pela Proposta para Adesão a Grupo de Consórcio de Bens Imóveis e por este
Regulamento, é o instrumento plurilateral de natureza associativa, cuja finalidade é a
constituição de fundo pecuniário para a aquisição de bens ou serviços, estando nele expressas
as condições da operação de Consórcio, bem como, criará vínculos obrigacionais entre os
Consorciados, e destes para com a Administradora, para proporcionar a todos iguais
condições de acesso ao mercado de consumo de bens.

Cota de Consórcio ou Cota: é fração correspondente a participação numericamente


identificada de cada Consorciado do Grupo de Consórcio.

Crédito: é o valor correspondente ao preço do Bem na data da AGO em que ocorrer a


Contemplação, com os acréscimos previstos neste Contrato, colocado à disposição do
Consorciado Contemplado para aquisição de Bem imóvel.

Crédito Parcial: é o valor calculado para restiuição ao Consorciado Excluído.

Fundo Comum: é a soma de importâncias recolhidas pelos participantes do Grupo de


Consórcio que se destina às Contemplações.

Fundo Reserva: é a soma de recursos que se destinam a subsidiar o Grupo de Consórcio


nas situações definidas no Contrato.

Grupo de Consórcio ou Grupo: O Grupo de Consórcio é uma sociedade não personificada


constituída por Consorciados para os fins estabelecidos neste regulamento.

Parcela Mensal ou Parcela: é o valor devido pelo Consorciado composto pelo percentual do
Fundo Comum, Fundo de Reserva (quando cobrado), Taxa de Administração, seguros, se
for o caso, e demais encargos e despesas previstos contratualmente.

Proposta de Transferência em Consórcio (PTC): é o instrumento pelo qual o Consorciado


Cedente formaliza a transferência de seus direitos e de suas obrigações ao Consorciado
Cessionário que, por sua vez, assumirá todas as obrigações pertinentes ao Grupo de
Consórcio.

Proposta para Adesão a Grupo de Consórcio de Bens Imóveis ou Proposta: é o


instrumento pelo qual o Consorciado formaliza seu pedido de participação no Grupo, que se
converterá automaticamente no Contrato de Participação em Grupo de Consórcio, se
aprovada pela Administradora, na data de constituição do Grupo.

4
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

Saldo Devedor: é o total de valores devidos pelo Consorciado, que compreende as Parcelas
vincendas, as Parcelas vencidas pendentes de pagamento, com os seus devidos encargos, as
diferenças de Parcelas e quaisquer outras obrigações financeiras não pagas, previstas neste
Contrato.

Seguro Prestamista ou Seguro Prestamista em Grupo de Consórcio: seguro cuja


contratação é opcional, por meio de proposta apartada, tendo como segurado o Consorciado
e beneficiário a Administradora, visando salvaguardar, além dos interesses do Consorciado,
os interesses coletivos do Grupo, garantindo o pagamento de um capital segurado, destinado
à cobertura do Saldo Devedor do Consorciado na hipótese de sinistro coberto nos termos da
apólice.

Taxa de Administração: é a remuneração paga pelo Consorciado à Administradora pelos


serviços que esta presta na organização e gestão dos interesses do Grupo de Consórcio.

As expressões e termos em letras maiúsculas ou com iniciais maiúsculas, não definidos neste
item, terão o significado indicado nas cláusulas específicas deste Regulamento e/ou na
Proposta.

SEÇÃO 01 – DO GRUPO DE SEÇÃO 02 – DA CONSTITUIÇÃO


CONSÓRCIO DO GRUPO DE CONSÓRCIO
1. O Grupo de Consórcio será 4. O Grupo se considera constituído com a
representado pela Administradora, em realização da primeira assembleia, que
caráter irrevogável e irretratável, ativa ou será designada pela Administradora
passivamente, em juízo ou fora dele, na quando houver admissões em número e
defesa dos direitos e interesses condições suficientes para assegurar a sua
coletivamente considerados e para a viabilidade econômico-financeira, que
execução do contrato, conforme disposto pressupõe a existência de recursos
na Lei nº 11.795 de 08 de Outubro de 2008 suficientes para a Contemplação por
e Circular n.º 3.432, de 2009 do Banco sorteio, considerando-se o Crédito de
Central do Brasil e suas alterações, que maior valor do Grupo, visto a possibilidade
regulamentam o sistema de Consórcio. de ser formado por Créditos diferenciados.
1.1. O interesse do Grupo de
Consórcio prevalece sobre o interesse 5. Não constituído o Grupo no prazo de 90
individual do Consorciado. (noventa) dias, contados da data da
assinatura da Proposta para Adesão a
2. As regras gerais de organização, Grupo de Consórcio de Bens Imóveis, a
funcionamento e administração do Administradora devolverá ao proponente,
Consórcio valem uniformemente e os valores pagos quando da formalização
obrigam todas as partes: o Grupo de de sua Proposta, acrescidos dos
Consórcio, o Consorciado rendimentos financeiros líquidos, se
individualmente e a Administradora. houver, provenientes da aplicação
financeira.
3. É admitida a formação de Grupo de
Consórcio em que os Créditos e a Taxa 6. Depois de constituído, o Grupo de
de Administração sejam de valores Consórcio terá identificação própria e será
diferentes, sempre sendo observado que o autônomo em relação aos demais Grupos
Crédito de menor valor, vigente ou definido de Consórcios formados pela
na data da constituição do Grupo, não Administradora e possuirá patrimônio
pode ser inferior a 50% (cinquenta por próprio, que não se confunde com o de
cento) do Crédito de maior valor, conforme outro Grupo, nem com o da própria
norma legal. Administradora.
3.1. Para os casos de Grupos de
Consórcio resultantes da fusão de outros 7. O Grupo de Consórcio terá o prazo de
Grupos da própria Administradora, duração estabelecido na Proposta para
realizada em AGE, será admitida diferença Adesão a Grupo de Consórcio de Bens
superior à estabelecida no item anterior. Imóveis, contado da data de realização da
primeira AGO.

5
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

7.1. Para os Consorciados que integralmente o débito até a data da última


aderirem a Cotas de Grupos em AGO do Grupo de Consórcio.
andamento, o prazo de duração
corresponderá ao prazo remanescente do 13. É permitido ao Consorciado ter mais
Grupo de Consórcio. de uma Cota em um mesmo Grupo desde
8. O número máximo de participantes de que limitado ao percentual máximo de 10%
cada Grupo de Consórcio, na data da (dez por cento) em relação ao número
constituição, será aquele indicado na máximo permitido de Cotas de
Proposta para Adesão a Grupo de Consorciados Ativos do Grupo ou em
Consórcio de Bens Imóveis. percentual que vier a ser definido por
8.1. O número de Cotas do Grupo, norma posterior, indicado no Contrato de
fixado na data de sua constituição, não Participação em Grupo de Consórcio,
pode ser alterado ao longo de sua duração. observada ainda eventual limitação de
crédito a ser imposta pela Administradora,
9. No caso da Proposta para Adesão a visando assegurar a saúde financeira do
Grupo de Consórcio de Bens Imóveis Grupo de Consórcio.
ser firmada fora das dependências da
Administradora, o Consorciado poderá 14. A Administradora, seus
desistir no prazo de 07 (sete) dias, administradores e as pessoas com função
contados da assinatura, desde que o de gestão poderão participar de Grupo de
mesmo não participe de nenhuma AGO ou Consórcio sob sua administração, no
concorra à Contemplação visando entanto, somente poderão concorrer à
assegurar a saúde financeira do Grupo. Contemplação, por sorteio ou lance, após
a Contemplação de todos os demais
SEÇÃO 03 – DOS Consorciados.
CONSORCIADOS 14.1. O disposto no item acima
aplica-se às empresas coligadas,
10. O Consorciado como titular da Cota controladas ou controladoras da
numericamente identificada na Proposta Administradora, e também aos seus
para Adesão a Grupo de Consórcio de administradores e as pessoas com função
Bens Imóveis assume a obrigação de de gestão.
contribuir para o alcance integral dos
objetivos coletivos, na forma estabelecida SEÇÃO 04 – DOS
neste Regulamento. CONSORCIADOS EXCLUÍDOS
(NÃO CONTEMPLADOS)
11. O Consorciado outorga poderes à
Administradora para representá-lo na 15. Considera-se Consorciado Excluído o
AGO, quando ausente, podendo assinar participante que:
lista de presença, votar e deliberar sobre as a) Manifeste, inequivocadamente,
matérias pertinentes e praticar todos os por qualquer forma passível de
atos necessários ao fiel cumprimento do comprovação, a intenção de não
mandato. permanecer no Grupo;
11.1. A representação do b) Deixe de efetuar o pagamento
Consorciado ausente na AGE deverá se de 03 (três) ou mais prestações mensais
dar por meio de procuração, a qual deverá consecutivas ou alternadas ou ainda de
conter poderes específicos, constando montante equivalente.
dentre eles, obrigatoriamente, informações 15.1. O inadimplemento de três ou
relativas ao dia, hora, local e assuntos a mais Parcelas, consecutivas ou não, ou
serem deliberados. Tal documento é valor equivalente, é demonstração
necessário ainda que o representante do inequívoca do desinteresse do
Consorciado ausente seja a própria Consorciado de permanecer ativo no
Administradora. Grupo de Consórcio, momento em que
será automaticamente excluído
12. O Consorciado obriga-se a pagar as (cancelado).
contribuições previstas no Contrato de
Participação em Grupo de Consórcio, 16. A exclusão do Consorciado, seja pela
bem como os demais encargos e despesas falta de pagamento ou pela desistência
estabelecidas, nas datas de vencimento e declarada, caracteriza por parte deste,
na periodicidade acordada, e a quitar infração contratual pelo descumprimento da
obrigação de contribuir para o atingimento

6
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

integral dos objetivos do Grupo, bem como i) Do valor apurado será deduzida
quebra contratual para com a importância equivalente a 10% (dez por
Administradora, sujeitando o cento), a título de ressarcimento de
Consorciado, as penalidades indicadas no prejuízos e danos causados ao Grupo,
item 18. conforme disposto no artigo 53, parágrafo
17. Havendo interesse do Consorciado de 2º, da lei nº 8.078 de 11.09.90 (Código de
se reintegrar ao Grupo, na qualidade de Defesa do Consumidor);
ativo, existindo disponibilidade de Cota de ii) Do valor a ser devolvido será
Consórcio no mesmo Grupo e anuência deduzido, também, a título de penalidade
da Administradora, ficará o Consorciado por quebra contratual para com a
obrigado ao pagamento das Parcelas Administradora, como ressarcimento de
negociadas, observando-se que: perdas e danos prefixados, importância em
i) As Parcelas vincendas serão percentual idêntico àquele ajustado para a
recolhidas normalmente, na forma prevista Taxa de Administração total fixada na
no Contrato de Participação em Grupo Proposta para Adesão a Grupo de
de Consórcio; Consórcio de Bens Imóveis, na forma da
ii) As Parcelas vencidas, lei 11.795/2008.
pendentes de pagamento no ato da adesão
do novo Consorciado, referentes às SEÇÃO 05 – DO CONTRATO DE
assembleias realizadas antes da admissão PARTICIPAÇÃO EM GRUPO DE
do Consorciado, deverão ser liquidadas CONSÓRCIO
quando da realização da seleção da Cota
para Contemplação, em qualquer de suas 19. O Contrato de Participação em
modalidades (lance ou sorteio), sem o que Grupo de Consórcio aperfeiçoar-se-á na
a Contemplação não se consumará, ou data de constituição do Grupo.
ainda em outro momento, conforme 19.1. O Contrato de Participação
negociação formalizada com a em Grupo de Consórcio implicará
Administradora, não podendo em atribuição de uma Cota de participação no
nenhuma hipótese ultrapassar a data da Grupo, numericamente identificada por
realização da última assembleia do Grupo. número e dígito. De regra, as Cotas
17.1. Os valores devidos indicados receberão dígito zero. Em caso de
no inciso II deverão ser atualizados para o exclusão do Consorciado do Grupo a
montante correspondente ao mês do Cota receberá o dígito “1” e, assim,
respectivo pagamento pelo Consorciado sucessivamente.
(conforme a negociação havida), tudo com 19.2. No Contrato de
base no Crédito vigente na assembleia do Participação em Grupo de Consórcio
pagamento, além ainda de aplicação de estará caracterizado o Crédito para efeito
outros consectários contratuais e/ou legais de cálculo da primeira Parcela.
existentes e devidos. 19.3. O Contrato de
17.2. São devidas multas e juros Participação em Grupo de Consórcio de
decorrente dos meses em que o Consorciado Contemplado é título
Consorciado permaneceu ativo e executivo extrajudicial.
inadimplente, observando a destinação
desses valores, conforme as normas SEÇÃO 06 – DO PRAZO DO
aplicáveis. GRUPO
17.3. Durante o período em que o
Consorciado permanecer excluído 20. O prazo do Grupo será o definido na
(cancelado), não correrão multas e juros. Proposta para Adesão a Grupo de
Consórcio de Bens Imóveis, sendo que, o
18. O Consorciado Excluído não prazo para pagamento das contribuições
contemplado terá direito à restituição da mensais pelo Consorciado poderá ser
importância paga ao fundo comum do inferior ao prazo do Grupo dentro das
Grupo, quando da Contemplação da Cota opções oferecidas pela Administradora,
cujo valor será apurado aplicando-se o somente servindo tal redução para quitação
percentual amortizado sobre o valor do antecipada das prestações ou para os
bem vigente na data da assembleia de casos de adesão a Grupo em andamento
Contemplação, acrescido dos rendimentos para o pagamento das contribuições
da aplicação financeira obtida entre a data mensais até o término do Grupo.
da Contemplação referida e o dia anterior
ao efetivo pagamento, observado que:

7
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

SEÇÃO 07 – DA ADESÃO A Vargas, na periodicidade estabelecida em


GRUPO DE CONSÓRCIO EM lei.
ANDAMENTO 23.1. O reajuste será calculado
utilizando-se o índice desde o mês de
21. O Consorciado que for admitido em realização da Assembleia de Constituição
Grupo já em andamento, ou seja, que já do Grupo (1ª AGO) Grupo de Consórcio,
tenha ocorrido a realização de uma ou mais acumulado no período de doze meses, ou
assembleias, seja em substituição ao no menor período estabelecido em Lei,
Consorciado Excluído, ficará obrigado ao sendo aplicado no segundo mês
pagamento das Parcelas contratadas, subsequente ao último mês do período de
observando-se que: apuração do índice.
i) As Parcelas vincendas serão 23.2. Quando o índice adotado for
recolhidas normalmente, na forma prevista extinto ou deixar de ser publicado, a AGE
no Contrato de Participação em Grupo deliberará sobre a escolha do indicador
de Consórcio; para substituí-lo.
ii) As Parcelas vencidas,
pendentes de pagamento no ato da adesão 24. O Consorciado não contemplado
do novo Consorciado, referentes às poderá solicitar a mudança do valor do
assembleias realizadas antes da admissão Crédito objeto de sua participação, por
do Consorciado, deverão ser liquidadas outro, dentro do mesmo Grupo e até o
quando da realização da seleção da Cota limite de Créditos (maior e menor) para ele
para Contemplação, em qualquer de suas estabelecido, a critério da Administradora,
modalidades (lance ou sorteio), sem o que desde que:
a Contemplação não se consumará, ou i) A diferença de valor não
ainda em outro momento, conforme ultrapasse 50% (cinquenta por cento) do
negociação formalizada com a valor do Bem Objeto do Plano, atualizado
Administradora, não podendo em até a data da última AGO;
nenhuma hipótese ultrapassar a data da ii) O valor do novo Crédito não
realização da última assembleia do Grupo. seja inferior ao valor atualizado das
21.1. Os valores devidos indicados contribuições pagas para o fundo comum
no inciso II deverão ser atualizados para o do Grupo, na data da assembleia anterior
montante correspondente ao mês do ao pedido de mudança;
respectivo pagamento pelo Consorciado iii) O Consorciado tenha
(conforme a negociação havida), tudo com contribuído para o fundo comum do Grupo
base no Crédito dito vigente na assembleia com, no mínimo 20% (vinte por cento) do
do pagamento, além ainda de aplicação de valor do bem original;
outros consectários contratuais e/ou legais iv) O Grupo tenha sido constituído
existentes e devidos. com bens de preços diferenciados e o novo
bem escolhido esteja inserido na relação
SEÇÃO 08 – DO BEM OBJETO E de Créditos do Grupo;
VALOR DO CRÉDITO 24.1. O percentual do valor do
bem, pago até a data da mudança do valor
22. O Grupo de Consórcio pode ter por do Crédito, será recalculado em função do
objeto Bens Imóveis de preços valor do novo Crédito, vigente na data da
diferenciados, respeitado o limite de assembleia anterior, devendo o saldo
valores estipulado no Item 3. remanescente, se houver, ser amortizado
22.1. O Grupo poderá ser formado mensalmente, sendo obrigatório o
com Cotas referenciadas em percentual do pagamento pelo Consorciado, que desde
valor do bem e com diferentes taxas de já concorda com os procedimentos a serem
administração, conforme plano de realizados.
consórcio informado e comercializado pela 24.2. A Administradora, uma vez
Administradora. observado todos seus procedimentos
internos poderá analisar o pedido de
23. O valor do Crédito para efeito de mudança do Crédito referenciado,
Contemplação será o valor consignado no aceitando-o ou não.
preâmbulo do Contrato de Participação 24.3. Não restando Saldo
em Grupo de Consórcio, reajustado de Devedor, o Consorciado somente terá
acordo com o Índice Nacional de Custo da direito a disponibilização da Carta de
Construção - INCC da Fundação Getúlio Crédito para aquisição do bem quando da
sua Contemplação por sorteio, estando

8
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

obrigado, até a Contemplação, ao Consórcio de Bens Imóveis e


pagamento das diferenças de Parcelas decorrentes deste regulamento, incluindo-
eventualmente existentes em virtude da se as descritas no item 32.
atualização do valor do Crédito, tratadas 26.1. O Consorciado poderá
neste regulamento. Se após a mudança no abater o Saldo Devedor de suas
valor do Crédito, o valor pago prestações, na ordem inversa a contar da
anteriormente for superior ao Saldo última, no todo ou em parte:
Devedor gerado, o valor remanescente a) Por meio de lance vencedor;
poderá ser utilizado para pagamento de b) Em caso de utilização de
eventual diferença de Parcela existente e, diferença de Crédito, na forma definida no
não sendo utilizado, ser-lhe-á devolvido item 63;
após a Contemplação. c) Ao solicitar a conversão do
Crédito em espécie, após 180 (cento e
25. O Crédito a que faz jus o Consorciado oitenta) dias da Contemplação;
Ativo Contemplado, mencionado no Item d)Por meio de antecipação de
42, será de valor equivalente ao Crédito prestações vincendas, observado que, a
caracterizado na Proposta para Adesão a antecipação do pagamento de Parcelas
Grupo de Consórcio de Bens Imóveis, pelo Consorciado não contemplado, não
vigente na data da assembleia de lhe dará o direito de exigir Contemplação,
Contemplação, que será colocado à sua em nenhuma hipótese, ficando ele
disposição até o terceiro dia útil após a responsável pelas diferenças de
Contemplação, permanecendo depositado prestações e demais obrigações, na forma
em conta vinculada para fins de aplicação estabelecida na Proposta para Adesão a
financeira nos termos das normas Grupo de Consórcio de Bens Imóveis e
aplicáveis, até o último dia útil anterior a neste Regulamento.
utilização na forma deste regulamento, e) Na ocorrência de indenização de
revertendo os rendimentos líquidos, seguro, se houver sido contratado Seguro
aplicando-se as deduções legais e de Vida.
despesas realizadas em favor do Grupo de 26.2. A quitação de Parcelas e/ou
Consórcio e seus Consorciados, a liquidação antecipada do Saldo Devedor
provenientes de sua aplicação financeira da Cota não ensejará qualquer desconto
em favor do Consorciado Contemplado. de valores cobrados a título de seguros,
25.1. O Crédito referido no caput Fundo de Reserva e Taxa de
deste item somente será liberado ao Administração.
Consorciado Contemplado após este
apresentar toda a documentação 27. O Consorciado não contemplado que
necessária para apreciação de seu pagar antecipado e integralmente seu
cadastro (bem como de seu cônjuge, Saldo Devedor perante o Grupo, na
devedor solidário, avalista, fiador, vendedor ordem direta ou inversa, somente terá
do bem a ser adquirido e/ou eventuais direito a aquisição do bem, após sua
terceiros relacionados) e sendo este Contemplação por sorteio estando
devidamente aprovado, atendidas todas as obrigado, até a Contemplação, ao
condições estipuladas neste Regulamento, pagamento das diferenças de Parcelas
além da assinatura do instrumento público eventualmente existentes em virtude da
ou particular com natureza / qualidade de atualização do valor do bem, tratadas neste
público apresentado pela Administradora. Regulamento.
25.2. A restituição ao Consorciado 27.1. O Consorciado Ativo não
Excluído, calculada nos termos no Item 18, contemplado que pretender liquidar o
será considerada Crédito Parcial. Saldo Devedor de sua Cota poderá ofertar
lance no montante deste, para concorrer à
SEÇÃO 09 – DO SALDO Contemplação.
DEVEDOR
28. A quitação das obrigações individuais
(Saldo Devedor) pelo Consorciado
26. O Saldo Devedor compreende as Contemplado, somente será considerada
prestações não pagas e as diferenças de após a AGO que se seguir ao respectivo
prestações pagas a menor, bem como pagamento, com a consequente liberação
quaisquer outras responsabilidades das garantias constituídas, respeitadas as
financeiras não pagas, previstas na disposições deste Regulamento.
Proposta para Adesão a Grupo de

9
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

SEÇÃO 10 – DAS 32. Além das taxas e contribuições


CONTRIBUIÇÕES MENSAIS E previstas nos Itens anteriores, observadas
DEMAIS OBRIGAÇÕES as normas legais, poderão ser cobrados do
FINANCEIRAS DO Consorciado:
CONSORCIADO a) Prêmio de seguro de vida em
Grupo, quando de opção do Consorciado,
29. O Consorciado obriga-se a pagar, cujo percentual descrito na Proposta para
mensalmente, prestação cujo valor será a Adesão a Grupo de Consórcio de Bens
soma das importâncias referentes ao Imóveis, incidirá sobre o valor do Crédito
Fundo Comum, Taxa de Administração e do Consorciado, acrescido da Taxa de
demais taxas, verbas ou quaisquer outras Administração total, vigentes na
contribuições decorrentes desse assembleia respectiva;
regulamento, legislação vigente e/ou b) Seguro de quebra de garantia;
quaisquer outros normativos cabíveis, c) Fundo de reserva, quando
observando-se que o fundo comum e a cobrado;
Taxa de Administração são calculados d) Juros de 1% (um por cento) ao
através de percentual fixado no preâmbulo mês, calculados pro rata die, isto é,
da Proposta para Adesão a Grupo de proporcionalmente por dia de atraso, e
Consórcio de Bens Imóveis ou nas multa moratória de 2% (dois por cento)
condições especiais / termo de aditamento calculados sobre o valor atualizado das
do plano, se existentes, para a opção de contribuições em atraso, que serão
pagamento desta Cota, que incidirá sobre destinados, em partes iguais, para o Grupo
o valor do Crédito vigente na respectiva e para a Administradora;
Assembleia Geral Ordinária em que e) Diferença de prestação referente
ocorreu o pagamento. à importância paga a menor nos termos
deste Regulamento e Proposta para
30. A remuneração da Administradora Adesão a Grupo de Consórcio de Bens
pela formação, organização e Imóveis;
administração do Grupo de Consórcio f) Despesas realizadas com a
será constituída pelos recursos relativos à elaboração/confecção (internamente ou
Taxa de Administração, fixada em externamente por empresas contratadas)
percentual na Proposta para Adesão a dos Contratos de garantia (instrumentos
Grupo de Consórcio de Bens Imóveis e particulares ou ainda na elaboração ou
informadas nos boletos de pagamento e ajustes de textos de instrumentos públicos),
outros meios disponibilizados pela bem como todos os custos inerentes aos
Administradora, bem como pelo registros, aditamentos e outros gastos tidos
recebimento de outros valores decorrentes envolvendo a inclusão de gravame
desse Regulamento. fiduciário, inclusive nos casos de cessão e
30.1. A Administradora poderá substituição de garantia;
efetuar a cobrança antecipada da Taxa de g) Taxa de inscrição em percentual
Administração, este percentual será a ser fixado em contrato, a título de
diluído nas primeiras Parcelas do antecipação da Taxa de Administração;
Consorciado e será destinada ao h) Taxa de transferência de Cotas,
pagamento de despesas imediatas contempladas ou não;
vinculadas a promoção e venda da Cota de i) Taxa de cadastramento de Cota;
Consórcio e remuneração de parceiros e j) Despesas de cobranças judiciais
outros. Este percentual será deduzido do e extrajudiciais;
total da Taxa de Administração k) Verba honorária, nos termos do
contratada, destacada na Proposta para artigo 389, 395 e 404 (todos do Código
Adesão a Grupo de Consórcio de Bens Civil), e ressarcimento dos custos de
Imóveis. cobrança de sua obrigação nas esferas
extrajudicial e judicial;
31. Estarão descritos na Proposta para l) Despesas com transferência do
Adesão a Grupo de Consórcio de Bens imóvel para o Consorciado, constante de
Imóveis o prazo de pagamento escolhido emolumentos cartorários, impostos, taxas,
pelo Consorciado, bem como os registro do imóvel, registro da garantia e
percentuais mensais de Fundo Comum e todos encargos legais por ocasião da
Taxa de Administração. escritura, incluindo aquelas previstas na
alínea “f” deste Regulamento;

10
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

m) Despesas relacionadas ao 33. O Consorciado pagará suas


envio, a pedido do Consorciado, de contribuições até as datas pré-
segunda via física de documentos, bem estabelecidas para os respectivos
como todas e quaisquer outras despesas, vencimentos, conforme Calendário
experimentadas pela Administradora, Semestral constante nos Demonstrativos
caso haja a necessidade de remessa de Mensais a ele enviados ou obtidos através
outros documentos, solicitados ou não pelo da Central de Relacionamento ou “Área do
Consorciado e/ou terceiros relacionados, Consorciado” (internet).
desde que necessário e/ou de interesse do 33.1. Caso recaia em dia não útil
Consorciado; nacional, o vencimento da prestação
n) Tarifa / custas bancárias, passará automaticamente para o primeiro
quando o pagamento for efetuado por meio dia útil subsequente.
de instituição bancária, incluindo-se os
custos de confecção e emissão de boletos, 34. O Consorciado que optar pelo débito
desde que esta forma de pagamento seja a em conta corrente, autoriza que o débito
opção do Consorciado, além das das Parcelas seja realizado em sua conta
despesas com compensação, tudo através discriminada na Proposta para Adesão a
de débitos no Fundo Comum do Grupo; Grupo de Consórcio de Bens Imóveis.
o) Taxa de permanência sobre os 34.1. O Consorciado que optar
montantes não procurados pelo pela cobrança das Parcelas Mensais
Consorciado ou Consorciado Excluído; mediante débito automático em conta
p) Despesas decorrentes de corrente, deverá provisionar saldo
avaliação e/ou vistoria na aquisição, disponível suficiente para a quitação
construção ou reforma de imóvel em integral da Parcela Mensal, na data de seu
qualquer município que se encontre; vencimento, sendo que, após o vencimento
q) Atualização do saldo do fundo serão acrescidos ao valor da Parcela os
comum, na passagem de uma assembleia encargos previstos neste Regulamento.
para outra, em função de reajuste do Caso não haja saldo suficiente para a
Crédito, quando não coberto pelo quitação da Parcela Mensal na data de
resultado da aplicação financeira do saldo; seu vencimento ou por qualquer motivo
r) Débitos condominiais e IPTU, em imputável ao Consorciado ou instituição
se tratando do imóvel dado como garantia responsável pela arrecadação e repasse
do débito consorcial; dos valores do consórcio, o pagamento
s) Prêmio de seguro de danos será considerado em atraso,
físicos de imóvel(is) dado(s) em garantia, impossibilitando o Consorciado de ser
este após a Contemplação e consequente elegível à Contemplação na AGO.
liberação do crédito e pelo prazo
remanescente da dívida, assegurando os 35. Na hipótese de perda, extravio ou
interesses do Grupo de Consórcio; atraso no recebimento do aviso de
t) Despesas com protestos e cobrança (boleto), o Consorciado deverá
apontamentos junto aos órgãos de verificar a data do vencimento no
restrição ao Crédito e outras similares. Calendário e providenciar o pagamento
32.1. É facultada ao Consorciado tempestivo do valor da mensalidade
a reciprocidade de tratamento no tocante à devida, com a segunda via do boleto, que
verba prevista na alínea “k”. poderá ser obtida através dos Canais de
32.2. As cobranças previstas neste Atendimento disponíveis,, a fim de
Item poderão ser pagas mediante assegurar o seu direito de concorrer à
abatimento do Crédito existente decorrente Contemplação do mês correspondente e
da Contemplação da Cota, nos casos em evitar a aplicação de multa, juros
que a Legislação permitir, ou através de moratórios e demais penalidades cabíveis.
boleto bancário expedido ao Consorciado,
ficando a escolha a critério da 36. O pagamento realizado após a data do
Administradora. vencimento, ainda que em data anterior à
32.3. As despesas descritas na assembleia de Contemplação, será
alínea “d” não serão devolvidas quando da considerado pagamento em atraso e
ocorrência de desistência e/ou exclusão do sujeitará o Consorciado a todas as
Consorciado do respectivo Grupo de penalidades previstas nesta hipótese.
Consórcio. 36.1. As contribuições não pagas,
vincendas ou pagas após a data da
assembleia do mês, terão seus valores

11
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

reajustados na mesma proporção das ii) Ocorrendo redução do preço, o


alterações verificadas no valor do Crédito, excesso do saldo do Fundo Comum ficará
até a data da assembleia seguinte à acumulado para a assembleia seguinte e
ocorrência do pagamento. será compensado na Parcela subsequente,
mediante rateio.
37. Nos casos de recolhimento de
contribuição com valor incorreto, a SEÇÃO 12 – DA
diferença, a maior ou a menor, convertida CONTEMPLAÇÃO
em percentual do valor do Crédito, será
cobrada ou compensada na mensalidade 42. A Contemplação é a atribuição ao
seguinte ou seguintes. Consorciado Ativo do direito de utilizar o
Crédito referenciado na Proposta para
38. Os pagamentos eventualmente Adesão a Grupo de Consórcio de Bens
realizados através de depósitos bancários Imóveis, vigente na data de
em favor da Administradora, por se Contemplação da Cota, bem como da
tratarem de situação excepcional não restituição das Parcelas pagas aos
convencional, somente serão reconhecidos Consorciados Excluídos, nos termos
se forem efetuados através de depósitos deste Regulamento.
identificados e após a devida e expressa 42.1. A Contemplação do
comunicação e comprovação pelo Consorciado Ativo ocorre por meio de
Consorciado perante a Administradora. sorteio ou de lance, na forma prevista na
Proposta para Adesão a Grupo de
39. Os pagamentos feitos por meio de Consórcio de Bens Imóveis ou nas
instituição financeira, seus correspondentes condições especiais / termo de aditamento
bancários e autorizados, que do plano (se existentes), podendo a
eventualmente não sejam repassados, Contemplação por lance ocorrer somente
repassados parcialmente e/ou após a Contemplação por sorteio. Após a
intempestivamente para a Administradora, realização de sorteio, ou não tendo
ensejará ao Consorciado as ocorrido por insuficiência de recursos,
consequências da impontualidade do serão admitidas ofertas de lance para
pagamento, previstas neste Regulamento. viabilizar a Contemplação do
Consorciado Ativo, nos termos que for
SEÇÃO 11 – DA DIFERENÇA DE definido para o Grupo de Consórcio.
PARCELAS 42.2. O Consorciado Excluído
concorre somente à Contemplação por
40. São diferenças de Parcelas as sorteio.
importâncias recolhidas a menor ou a maior 42.3. A Contemplação está
em relação ao preço do Bem Objeto do condicionada à existência de recursos
Plano, vigente na data da realização da suficientes no Grupo para a aquisição do
respectiva Assembleia Geral Ordinária; bem ou conjunto de bens em que o Grupo
como também a importância verificada no esteja referenciado e para a restituição aos
saldo do Fundo Comum do Grupo que excluídos.
passar de uma assembleia para outra,
decorrentes de alteração do preço do bem 43. Não se admite expectativa ou
ocorridas no mesmo período, na forma do promessa de Contemplação,
Item abaixo. considerando que a apuração aos sorteios
e lances obedece rigorosamente ao
41. Sempre que o preço do bem disposto nos termos deste Regulamento e
referenciado no contrato for reajustado, o Legislação vigente.
saldo do Fundo Comum do Grupo será
alterado na mesma proporção e deverá ser 44. O Consorciado que não houver pago
regularizado pelo Consorciado até a AGO integralmente sua contribuição mensal até
seguinte ao reajuste, observando o a data fixada para o seu vencimento,
seguinte: mesmo que antes da assembleia, estiver
i) Ocorrendo aumento do preço, inadimplente com qualquer outra
eventual deficiência do saldo do Fundo contribuição, não terá sua Cota
Comum será coberta por recursos do considerada para Contemplação (por
Fundo de Reserva ou, se inexistente ou sorteio e/ou lance), mesmo que
insuficiente, pelo rateio entre os selecionada na respectiva AGO.
participantes do Grupo.

12
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

44.1. Somente será elegível à 47.2. Ocorrendo o cancelamento


Contemplação o Consorciado Ativo e da Contemplação, se o valor que retornar
adimplente, nos termos deste Item e os ao fundo comum, disponibilizado na forma
excluídos, para efeito de restituição dos descrita neste Regulamento, for inferior ao
valores pagos, nos termos deste Crédito vigente na data da assembleia em
Regulamento. que ocorrer o cancelamento, a diferença
44.2. A simples comunicação da correspondente será cobrada do
Contemplação não obriga a Consorciado na mensalidade seguinte.
Administradora à efetivação do ato, uma 47.3. Nos casos de cancelamento
vez que a Cota só será considerada da Contemplação por lance, o mesmo
contemplada após a certificação do será devolvido, acrescido dos rendimentos
cumprimento das obrigações do da respectiva aplicação financeira,
Consorciado. mediante solicitação escrita à
45. A Assembleia Geral Ordinária será Administradora. Caso não haja referida
realizada mensalmente após o vencimento solicitação escrita no prazo de 10 (dez)
da Parcela, em dia, hora, e local dias contados do cancelamento da
informados pela Administradora, e Contemplação, o valor pago a título de
destina-se à apreciação de contas lance será considerado como antecipação
prestadas pela Administradora e a voluntária de Parcelas a contar da última.
realização de contemplações, podendo ser 48. Aprovado o cancelamento pela AGO, o
estabelecida em outra periodicidade para Consorciado retornará à condição de
Grupo de Consórcio específico. Consorciado Ativo não Contemplado, e
45.1. A Administradora o Crédito retornará ao Fundo Comum do
representará os ausentes mediante outorga Grupo de Consórcio para ser atribuído
expressa de poderes na Proposta para por Contemplação na mesma
Adesão a Grupo de Consórcio de Bens oportunidade, preferencialmente por
Imóveis. sorteio.

46. Na hipótese de sinistro com 49. A Contemplação poderá ser cancelada


Consorciado Não Contemplado, que com prévia anuência da Administradora,
tenha contratado Seguro de Vida mediante a solicitação por escrito do
Prestamista, a indenização paga pela Cia Consorciado em dia com as suas
Seguradora será automaticamente ofertada obrigações, desde que não resulte em
como lance para a próxima AGO. Na prejuízo ao Grupo de Consórcio.
hipótese da Cota não ter sido contemplada 49.1. Considera-se prejuízo ao
por meio do lance ofertado, a indenização Grupo de Consórcio, quando o valor do
será creditada como antecipação de Crédito contemplado acrescido dos
parcelas, quitando-se o Saldo Devedor da rendimentos financeiros for inferior ao valor
Cota, o que não dará direito de exigir sua do Crédito vigente na AGO que se seguir à
Contemplação, devendo aguardar a referida solicitação recebida na
Contemplação por sorteio, de acordo com Administradora.
as regras estipuladas neste Regulamento.
SEÇÃO 14 – DO SORTEIO
SEÇÃO 13 – DO
CANCELAMENTO DA 50. Nos sorteios serão elegíveis a
CONTEMPLAÇÃO Contemplação os Consorciados não
Contemplados e que estiverem em dia
47. A Contemplação poderá ser cancelada com suas obrigações, nos termos do Item
por decisão de Assembleia Geral 44, salvo aqueles que solicitarem por
Ordinária, quando o Consorciado escrito a exclusão de suas Cotas dos
Contemplado, não tendo utilizado o respectivos sorteios, ato este permitido
Crédito à sua disposição, deixar de efetuar enquanto houver outros Consorciados no
o pagamento de 01 (uma) ou mais Grupo de Consórcio para concorrerem às
prestações consecutivas ou alternadas. Contemplações.
47.1. O atraso no pagamento de
multas, juros, tributos, e/ou quaisquer 51. O sorteio será realizado através de
outras verbas devidas pelo Consorciado, bolas numeradas, colocadas no interior de
independentemente do valor que um globo, em local e hora previamente
correspondam, poderá ensejar os designados pela Administradora. A bola
procedimentos descritos neste Item. apurada neste sorteio, designada “Pedra-

13
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

Chave”, indicará a Cota selecionada para a Contemplação aquela Cota cujo número
Contemplação por sorteio e para a for imediatamente superior, na sequência
restituição do excluído, observados os numérica da Pedra-Chave considerada na
seguintes critérios: Contemplação por sorteio.
a) Para Cotas ativas: se o número 52.4. Caso o valor do maior lance
da Pedra-Chave indicar uma Cota já oferecido, somado a disponibilidade de
contemplada ou não em dia com os caixa, não seja suficiente para a
pagamentos devidos, verificar-se-á a Cota disponibilização do Crédito a que
não contemplada na sequência numérica a pertencer o ofertante, não haverá
partir do número imediatamente superior e distribuição por lance, passando o saldo de
assim, sucessivamente, até encontrar uma caixa para a assembleia do mês seguinte.
Cota contemplável. Quando atingir o último
número do Grupo, a sequência numérica 53. A Contemplação do lance vencedor se
seguinte será a pedra 01. efetivará com o pagamento imediato das
b) Para Cotas inativas (excluídos): contribuições ofertadas, que serão
será contemplada a Cota excluída cujo consideradas antecipações de prestações
número for igual ao da “Pedra-Chave” vincendas, na forma estabelecida no item
sorteada. Em não havendo Cota excluída 26, observando-se as disposições contidas
correspondente ao número sorteado, na Proposta para Adesão a Grupo de
verificar-se-á a Cota na sequência Consórcio de Bens Imóveis e nas
numérica a partir do número imediatamente condições especiais / termo de aditamento
superior e assim, sucessivamente, até do plano em específico, se existentes, que
encontrar uma Cota excluída passível de poderão estabelecer (mas não se limitando
Contemplação. a):
a) O lance embutido, assim
SEÇÃO 15 – LANCES considerada a oferta de recursos mediante
utilização de parte do valor do Crédito
52. Os lances deverão ser oferecidos em contemplado;
percentuais de preço do Crédito b) O parcelamento do pagamento
referenciado na Proposta para Adesão a do lance, com condições específicas para
Grupo de Consórcio de Bens Imóveis, tanto;
vigente e atualizado na data da assembleia c) A diluição de parte do valor pago
respectiva, que serão convertidos em a título de lance nas prestações vincendas,
números de Parcelas pela com a consequente redução do valor de
Administradora. O Consorciado deverá cada Parcela.
ofertá-los em percentual suficiente para d) A quitação de prestações
compor a quantidade de Parcelas vincendas na ordem direta, a contar da
necessárias à Contemplação da Cota por Contemplação.
lance livre ou fixo, ou em outra modalidade 53.1. Ocorrendo a oferta de lance,
contratualmente prevista. em quaisquer das modalidades
52.1. O lance ofertado por estabelecidas neste Regulamento ou
Consorciado que tenha optado por pagar Termo de Aditamento (se houver), sem a
suas contribuições em prazo menor do que confirmação dos seus pagamentos pelos
o de duração do Grupo será Consorciados selecionados na respectiva
proporcionalmente convertido ao prazo assembleia, a Administradora comunicará
total, respeitando-se a equidade entre os os Consorciados passíveis de serem
Consorciados. selecionados para Contemplação nessa
52.2. Será considerado vencedor mesma assembleia, na sequência e
(selecionado à Contemplação) o maior segundo os critérios definidos neste
lance (após a conversão do percentual regulamento, sendo certo que tal procura
ofertado em quantidade de Parcelas) com ficará limitada até a quarta posição de
base no prazo máximo do plano, devendo o oferta de lance, ou se encerrará uma
Consorciado ofertar lance considerando semana antes da data prevista para a
tais faixas de pagamentos menores, e próxima assembleia, o que se verificar por
desde que somado ao saldo de caixa seja último, em qualquer de suas modalidades.
o valor apurado suficiente para a
disponibilização de 1 (um) Crédito objeto 54. Os lances poderão ser classificados
do consórcio. nas seguintes modalidades, conforme
52.3. Ocorrendo empate, será pactuado na Proposta para Adesão a
considerada selecionada para a Grupo de Consórcio de Bens Imóveis e

14
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

nas condições especiais / termo de Contemplação da Cota de Consórcio


aditamento do plano em específico (se será automaticamente cancelada.
existentes): 55.3. O Consorciado declara que
a) Lance fixo: deverá ser possui ciência que para o efetivo resgate
equivalente ao número de antecipações do FGTS deverá contratar um Agente
fixado para esta modalidade de lance no Financeiro apto e de sua preferência
Grupo; concomitantemente ao processo de
b) Lance livre: qualquer número de formalização imobiliária junto à
antecipações diferente do fixado na Administradora. Além disso, deverá
modalidade lance fixo; apresentar os documentos previstos no
c) Lance limitado: será o número Manual do FGTS, tais como, mas não
máximo de antecipações para a oferta; limitados ao extrato completo e atualizado
d) Lance mínimo: será o número do FGTS, carteira de trabalho, declaração
mínimo de antecipações para a oferta. de imposto de renda, entre outros.
54.1.Se o Consorciado pretender 55.4. Igualmente ocorrerá o
participar do lance fixo, deverá efetuar o cancelamento da Contemplação se
lance na quantidade estabelecida para esta durante o período após a opção de
modalidade no seu Grupo; caso ofereça utilização do FGTS até o efetivo
um ou mais lances em quantidades pagamento, forem sacados recursos da
diferentes da estabelecida para o lance conta vinculada do FGTS, não se admitindo
fixo, na mesma assembleia, estará outra forma de cobertura do Lance.
participando da modalidade de lance livre, 55.5. Em caso de desistência da
independentemente da quantidade de utilização da opção do uso do FGTS para
Parcelas ofertadas nestes outros lances, Lance, após o prazo de cobertura do
prevalecendo nessa modalidade o Lance e desde que realizada esta opção, o
estabelecido no item 54.2., deste Consorciado terá a sua Contemplação
regulamento. automaticamente cancelada, considerando
54.2. Havendo mais participantes que o interesse do Grupo de Consórcio
na modalidade de lance fixo do que o sobrepõe-se ao interesse individual do
número de contemplações admitido na Consorciado, não sendo aceita qualquer
assembleia, será adotado o critério de outra forma de pagamento em substituição.
desempate previsto no item 52.3. 55.6. Se o Consorciado optar pela
desistência do lance com os recursos do
55. As regras de utilização do FGTS FGTS dentro do prazo de 05 dias após a
(Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), Contemplação, e após ter manifestado
são definidas pela Caixa Econômica essa intenção de Lance, vier a promover o
Federal e pelo Conselho Curador do FGTS pagamento com recursos próprios dentro
e estão disponíveis no Manual do FGTS, deste mesmo prazo, deverá comunicar
no endereço eletrônico www.caixa.gov.br, esse pagamento para a Administradora,
observando-se todos os pré-requisitos caso contrário o pagamento realizado será
definidos pelo referido órgão. utilizado para cobertura de antecipação de
55.1. A opção do uso do FGTS Parcelas, caracterizando a manutenção do
para Lance e a apresentação do extrato da lance com recursos do FGTS.
conta vinculada dos recursos do FGTS 55.7. Havendo o cancelamento da
para comprovar o pagamento do Lance Contemplação, seja pela desistência ou
deverá ocorrer improrrogavelmente, sob pela inadimplência do Consorciado, o
pena de cancelamento da Contemplação Crédito disponibilizado retornará ao saldo
por falta de cobertura do Lance, em até 05 do Grupo de Consórcio, e em ocorrendo
(cinco) dias úteis, contados a partir da data aumento do Crédito contratado desde o
da seleção à Contemplação em AGO, cuja momento da Contemplação até o
responsabilidade é do Consorciado, cancelamento da Contemplação, a
considerando a sua opção. diferença do Crédito apurada será de
55.2. O Consorciado tem plena responsabilidade do Consorciado, na
ciência de que a liberação dos recursos do forma do contrato de consórcio, e será
FGTS deve obedecer às regras do deduzida diretamente na Cota de
Conselho Curador da Caixa Econômica Consórcio.
Federal ou aquele que vier a substituí-lo, 55.8. Por ser opção do
para aquisição da casa própria, e em caso Consorciado o uso do FGTS para Lance,
de não aceitação ou impedimento da e se utilizada esta modalidade de lance, a
utilização dos recursos do FGTS, a transferência da Cota de Consórcio não

15
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

poderá ser realizada enquanto não canais de atendimento ao cliente,


efetivada a aquisição do imóvel na forma disponibilizado pela Administradora.
deste instrumento e a consequente 57.2. O usuário assume inteira
utilização do Lance pelo Consorciado, responsabilidade pela guarda, sigilo e boa
considerando a incompatibilidade de utilização do login e senha(s)
vontades entre a opção do Consorciado e cadastrada(s), isentando a
as regras específicas dessa opção, e Administradora por qualquer
considerando ainda que a Administradora responsabilidade.
não produzirá a sua anuência para referida
transferência haja vista sua SEÇÃO 17 – DA UTILIZAÇÃO DO
responsabilidade na manutenção do CRÉDITO PARA AQUISIÇÃO DO
andamento do Grupo de Consórcio. BEM
55.9. O Consorciado é 58. O Consorciado Contemplado poderá
responsável pela idoneidade do extrato da adquirir com o respectivo Crédito, qualquer
conta vinculada dos recursos do FGTS de bem imóvel, construído, novo ou usado,
sua titularidade e sua apresentação não terreno, ou ainda optar por construção ou
poderá ser alterada após a sua entrega reforma de imóvel, desde que
para a Administradora sob pena de apresentadas garantias compatíveis com o
cancelamento da Contemplação. valor do Crédito e Saldo Devedor de sua
55.10. O extrato da conta vinculada Cota.
dos recursos do FGTS de titularidade do 58.1. O contemplado poderá ainda
Consorciado, após sua apresentação à destinar o Crédito para quitação total de
Administradora é parte integrante deste financiamento de sua titularidade e da
instrumento, bem como regulará a mesma modalidade do Bem Objeto do
disponibilização e o pagamento do Crédito Plano, o que estará sujeito à prévia
devido. anuência da Administradora e se dará
55.11. O Consorciado que se mediante a apresentação pelo
utilizar do pagamento do lance com Consorciado da documentação de
recursos do FGTS deverá fornecer à garantia necessária para análise e
Administradora declaração expressa de aprovação cadastral, nos termos deste
ciência às normas de utilização do FGTS, Regulamento.
bem como autorização para que a 58.2. A liberação do Crédito está
Administradora subtraia de imediato o sujeita a realização de análise cadastral e
valor correspondente ao lance da Carta de de crédito do Consorciado, bem como
Crédito a que o Consorciado fizer jus e passará pela formalização imobiliária onde
atender os requisitos exigidos à época da serão analisados todas os documentos que
Contemplação. comprovem que o bem que será dado
como garantia encontra-se livre de ônus e
SEÇÃO 16 – DA INDICAÇÃO DO risco de evicção.
BEM A SER ADQUIRIDO 58.3. A Administradora reserva-se
no direito de proceder à avaliação do
56. O bem deverá ser indicado através dos imóvel a ser adquirido pelo Consorciado e,
meios oficiais, disponibilizados pela caso julgue que este não cubra as
Administradora. garantias necessárias, não disponibilizará o
valor do Crédito, cabendo ao
57. Se optado pelo Consorciado, a análise Consorciado a indicação de outro Bem, o
de crédito ocorrerá via plataforma digital qual estará sujeito à aplicação dos mesmos
por meio do qual o usuário possui acesso procedimentos e critérios, ou ainda, poderá
aos processos de utilização de crédito e solicitar garantias complementares à
conteúdos disponibilizados pela operação.
Administradora.
57.1. Ao acessar o site da 59. A Administradora efetuará o
plataforma digital o usuário será pagamento do imóvel escolhido pelo
direcionado ao seu perfil contendo login e Consorciado no ato do registro do
senha, sendo que o seu login será o seu documento de compra e venda (escritura
próprio CPF (cadastrado na cota de pública ou instrumento particular) que
consórcio) e a senha será a mesma deverá ser efetuado com pacto de
utilizada na área do consorciado, podendo Alienação Fiduciária a favor da
resgatá-la por meio de ligação gravada nos Administradora, após a apresentação dos
documentos comprobatórios da

16
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

propriedade, bem como as certidões e apresentação do protocolo de entrada do


documentos necessários à comprovação contrato particular ou escritura pública de
de inexistência de ônus e de restrições alienação fiduciária, junto ao Cartório de
quanto ao vendedor e Consorciado. Registro de Imóveis competente. As
Poderá a Administradora exigir a demais liberações ficarão condicionadas à
apresentação de certidões e documentos comprovação da evolução da obra e com o
relativos aos antecessores do vendedor, respectivo registro da garantia fiduciária em
quando o registro de aquisição na matrícula favor da administradora, comprovado por
do imóvel for inferior ao período de 12 meio da apresentação da matrícula
meses, considerando-se para tanto a data atualizada do imóvel, com observância do
da primeira análise da operação pretendida disposto neste Regulamento e Termo de
pelo Consorciado, bem como da entrega do Aditamento, ressaltando-se que os valores
Laudo de Avaliação do imóvel pelo a serem liberados serão proporcionais ao
Consorciado, bem como a apresentação Crédito do Consorciado e não ao custo
das certidões das empresas em que o efetivo da obra, quando este for superior ao
vendedor e antecessor figurem. Crédito.
59.1. Se houver discordância, por 60.1. Quando houver a opção pela
parte da Administradora, sobre o preço do construção poderá ser destinado parte do
imóvel escolhido pelo Consorciado, este valor do Crédito para a aquisição do
deverá providenciar laudo de avaliação de terreno, sendo o Crédito remanescente
empresa especializada, indicada pela liberado em Parcelas, conforme
Administradora, correndo por sua conta estabelecido no parágrafo anterior.
as respectivas despesas. 60.2. Quando a opção for por
59.2. É facultado ao Consorciado reforma, poderá a Administradora, a seu
adquirir imóvel vinculado a critério, dispensar a apresentação dos
empreendimento imobiliário, a critério e documentos referidos no parágrafo 2º,
após prévia autorização da desde que o valor da avaliação do imóvel a
Administradora, observando-se os ser reformado seja compatível com o
procedimentos e a documentação Crédito objeto da Contemplação.
necessária à aprovação cadastral e de
garantia, elencados neste Regulamento. 61. O Consorciado não poderá adquirir
59.3. A Administradora assim imóvel de empresa da qual seja sócio ou
como o Grupo de Consórcio não acionista, como também não poderá o
respondem perante o Consorciado por Consorciado Pessoa Jurídica adquirir o
vícios, defeitos ou quaisquer problemas bem de propriedade de seus sócios ou
verificados no(s) bem(ns) por este acionistas, bem como de seus
adquirido(s) (inclusive se sobre eles pesar descendentes, ascendentes, cônjuge ou
ônus do anterior proprietário), uma vez que parente até o 4º grau.
a obrigação da Administradora e do
Grupo limita-se a entrega do Crédito, 62. Caso o Consorciado, após a
sendo a escolha e a aquisição dos bens de respectiva Contemplação da Cota de
livre opção do Consorciado. Consórcio de sua titularidade, haver pago
com recursos próprios algum valor para a
60. O Consorciado que optar pela aquisição do bem ou conjunto de bens, é
construção ou reforma (em terreno ou facultado a ele receber, após a
imóvel de sua propriedade, devidamente comprovação do pagamento e do efetivo
quitados) deverá apresentar a Planta registro de transmissão de propriedade
aprovada pela Prefeitura Municipal, Alvará junto ao cartório de registro de imóveis, o
de Construção, Cronograma Físico valor desembolsado em espécie, limitado
Financeiro da Obra e Memorial Descritivo até o valor do respectivo Crédito
assinados pelo engenheiro responsável disponibilizado e ao valor pago pelo bem,
pela obra, e Anotação de Responsabilidade desde que observadas e cumpridas as
Técnica (ART), bem como outros disposições contratuais, principalmente
documentos que se façam necessários quanto às garantias.
após a análise preliminar realizada, a
critério único e exclusivo da 63. Se o valor do bem adquirido for
Administradora. O Crédito respectivo superior ao Crédito, o Consorciado ficará
será liberado em etapas, de acordo com o responsável pelo pagamento da diferença;
cronograma físico financeiro da obra, se inferior ao Crédito, o Consorciado
iniciando-se a liberação mediante a poderá:

17
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

a) Adquirir um outro bem sujeito à pacto de Alienação Fiduciária do Imóvel,


Alienação Fiduciária; não se admitindo a liberação do bem
b) Utilizar a diferença para pagar enquanto o Consorciado não quitar o seu
prestações vincendas na forma Saldo Devedor.
estabelecida neste Regulamento e 66.1. Ocorrendo sinistro que resulte
aditamento (se existente); na destruição ou imprestabilidade do bem
c) Efetuar o pagamento de condicionalmente entregue ao
obrigações financeiras vinculadas ao bem, Consorciado, continuará ele responsável
observado o limite de 10% (dez por cento) pelo Saldo Devedor e por todas as
do valor do Crédito objeto da obrigações decorrentes, se houver,
Contemplação, relativamente às despesas juntamente com o devedor solidário,
com transferência de propriedade, tributos, avalista e/ou fiador, e por todas as
registros cartoriais, instituições de registro obrigações assumidas. Neste caso obriga-
e seguros; ou se, ainda, a recompor a garantia perecida,
d) Receber a diferença em espécie, alienando bem de igual ou superior valor,
se o seu débito junto ao Grupo estiver imediatamente à ocorrência do sinistro.
integralmente quitado, e desde que 66.2. Se o bem estiver segurado, a
decorrido o prazo de 180 (cento e oitenta) indenização securitária deverá quitar
dias após a Contemplação. prioritariamente o Saldo Devedor da Cota
de Consórcio, ficando a seguradora
64. O Consorciado Contemplado que não autorizada a fazê-lo, manifestando o
adquirir o respectivo bem até 180 (cento e Consorciado, desde já, sua expressa e
oitenta) dias após a Contemplação poderá prévia anuência.
receber o seu Crédito em espécie, 66.3. Em caso de deterioração ou
mediante a quitação integral de suas diminuição do valor do bem dado em
obrigações junto ao Grupo, inclusive garantia, ainda que resultantes da
vincendas. modificação da conjuntura econômica do
país ou de fatores econômicos externos, o
65. A liberação do Crédito ao Consorciado compromete-se a reforçar ou
Consorciado Contemplado, substituir a garantia por outra de valor
disponibilizado na forma estabelecida neste compatível com o Saldo Devedor, no
Regulamento, somente será feita após o prazo máximo de 15 (quinze) dias após a
pagamento das obrigações eventualmente identificação do fato e notificação do
atrasadas posteriores à Contemplação, Consorciado pela Administradora, sob
bem como após a apresentação dos pena de ser considerado descumprido o
documentos necessários à formalização da contrato por parte do Consorciado,
venda e compra. sujeitando-se a partir de então as
65.1. A Administradora poderá, penalidades previstas neste regulamento.
havendo restrições ao crédito do 66.4. A Administradora não
Consorciado nos órgãos de proteção ao responde por eventual diminuição do valor
crédito, suposto risco de evicção do bem da garantia em razão de desvalorização do
indicado como garantia e/ou insubsistentes bem imóvel, decorrente de alteração de
as garantias necessárias ao pagamento do conjuntura econômica do país, ou em
Saldo Devedor que coloquem em risco a consequência de quaisquer outros fatores.
concessão do crédito e possam resultar em
eventuais prejuízos ao Grupo, negar a 67. O Consorciado Contemplado Ativo
utilização do crédito até que sejam sanadas que pretender quitar financiamento
as respectivas condições e/ou até a imobiliário e constituir a mesma garantia
amortização do Saldo Devedor pelo em favor do Grupo de Consórcios, deverá
Consorciado, de forma a tornar compatível apresentar documentação comprobatória
o SCORE de análise de risco com o do financiamento de sua titularidade para o
Crédito a ser liberado. A apresentação de fim de utilização do Crédito para a
garantias complementares não implica na quitação desta operação perante o agente
obrigatoriedade da aprovação da liberação financeiro.
do Crédito. 67.1. Para garantia da operação
mencionada, caso o imóvel objeto do
SEÇÃO 18 – DAS GARANTIAS financiamento não seja suficiente para
garantia do Saldo Devedor ou nos casos
66. Em garantia do pagamento das em que não for possível nova alienação, o
contribuições vincendas será exigido o Consorciado Contemplado Ativo deverá

18
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

indicar bens livre de ônus para a deste Regulamento, em especial, o


constituição de garantia real em nome do disposto no item 32.
Consorciado, cuja avaliação seja
correspondente no mínimo ao Saldo 71. Se a garantia, excepcionalmente, for
Devedor da respectiva Cota. prestada em título de Crédito, este se
67.2. Ficará a critério da tornará automaticamente inegociável,
Administradora aceitar ou não os bens condição esta que constará expressamente
indicados pelo Consorciado Contemplado no verso do título.
Ativo e a respectiva liberação do Crédito
para quitação do financiamento de sua SEÇÃO 19 – DAS PENALIDADES
titularidade. EM CASO DE INADIMPLEMENTO

68. Além da garantia fiduciária referida 72. O Consorciado Contemplado e na


acima poderá ser exigida uma garantia posse do bem que atrasar o pagamento de
complementar, consubstanciada por quaisquer de suas obrigações ou fazê-la
devedor(es) solidário(s), aval e/ou fiança de parcialmente, além de ficar sujeito aos
pessoas idôneas, em título de crédito a ser encargos estabelecidos no Item 32, terá
emitido pelo valor do débito remanescente antecipado o vencimento de todas as suas
à época da Contemplação e/ou outras contribuições.
garantias que a Administradora entenda 72.1. A Administradora adotará,
necessárias. Os referidos devedores de imediato, os procedimentos legais
solidários, avalistas e/ou fiadores, ao necessários à execução das garantias se o
assinarem o Contrato de Alienação Consorciado Contemplado e na posse do
Fiduciária (e/ou Nota Promissória), imóvel, atrasar o pagamento de uma ou
assumirão todas as condições previstas mais prestações e/ou deixar de pagar
neste Regulamento, Proposta para montante equivalente a estas e/ou deixar
Adesão a Grupo de Consórcio de Bens de pagar débitos que recaiam sobre o bem,
Imóveis ou qualquer outro documento referentes a IPTU, despesas condominiais,
vinculado a esse contrato e a Cota de taxas e multas e quaisquer outros
Consórcio comprometendo-se, nessas encargos, tributários ou não, incidentes
condições, ao pagamento de todo débito sobre o bem objeto de garantia ou ainda
remanescente na Cota de Consórcio. qualquer outra obrigação prevista neste
regulamento, em especial no Item 32,
69. O Consorciado Contemplado que observado que:
desejar a liberação das garantias i) Ocorrendo a consolidação da
prestadas antes da Assembleia Geral propriedade em nome da Administradora,
Ordinária, antecipando o pagamento do esta deverá levá-lo a leilão, observando-se
Saldo Devedor, poderá estar obrigado a a Lei 9.514, de 1997, se decorrente de
efetuar o pagamento de uma caução, Alienação Fiduciária;
equivalente a última alta ocorrida na Cota, ii) Os recursos arrecadados
visando garantir a cobertura de eventual destinar-se-ão ao pagamento das
diferença apurada no Saldo Devedor, prestações em atraso, vincendas e de
decorrente da alteração do preço do bem, quaisquer das obrigações previstas neste
até a data da próxima Assembleia Geral regulamento, na Proposta para Adesão a
Ordinária. A caução será devolvida ao Grupo de Consórcio de Bens Imóveis,
Consorciado caso não ocorra a alteração e/ou outros documentos que componham a
de preço do bem ou, ocorrendo, seja esta presente contratação, além de todas as
inferior ao valor caucionado, caso em que despesas decorrentes, incluindo honorários
será devolvida a diferença apurada. Na advocatícios.;
hipótese do valor caucionado ser iii) O saldo positivo porventura
insuficiente, obriga-se o Consorciado a existente será devolvido ao Consorciado
complementar o valor no prazo de 5 (cinco) cujo bem tenha sido retomado,
dias úteis, contado da comunicação da responsabilizando-se pelo saldo negativo,
Administradora. se houver, nos termos do Parágrafo 6.º do
artigo 14 da Lei n.º 11.795, de 2008,
70. O objeto da Alienação Fiduciária dado juntamente com o devedor solidário.
em garantia poderá ser substituído
mediante prévia autorização da SEÇÃO 20 – DO FUNDO COMUM
Administradora, observado os termos

19
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

73. O Fundo Comum será constituído Devedor do Consorciado, no caso de


pelos seguintes recursos: morte ou invalidez permanente total por
i) Provenientes das importâncias acidente do Consorciado.
destinadas à sua formação, em virtude das
contribuições pagas pelos Consorciados; 77. O valor do prêmio será calculado
ii) Oriundos dos rendimentos de aplicando-se o percentual fixado na
aplicação financeira dos recursos do Proposta para Adesão a Grupo de
próprio Fundo Comum; Consórcio de Bens Imóveis sobre o valor
iii) Provenientes de juros e multa do Crédito vigente na respectiva
de acordo com a disposição contida no Assembleia Geral Ordinária, acrescido da
item 32, alínea “d”; e Taxa de Administração Total.
iv) Oriundos da aplicação de 77.1. Os prêmios serão recolhidos
cláusula penal incidente sobre o valor do e repassados integralmente à(s)
Crédito do Excluído, nos termos da seguradora(s) detentora(s) da(s) apólice(s),
disposição contida no item 16, deste não se configurando quaisquer hipóteses
Contrato. de cumulação, vinculação ou associação
de produtos e/ou serviços, asseveradas no
SEÇÃO 21 – DO FUNDO DE Código de Defesa do Consumidor, mas,
RESERVA (QUANDO COBRADO) sim, uma salvaguarda coletiva dos
integrantes do Grupo de Consórcio.
74. O Fundo de Reserva, quando
aplicável, será constituído pelos recursos 78. A importância segurada do consórcio é
oriundos: limitada ao valor correspondente à R$
i) Das importâncias destinadas à 2.300.000,00 (dois milhões e trezentos mil
sua formação, recolhidas juntamente com a reais).
Parcela Mensal; e, 78.1. O valor limite previsto no
ii) Dos rendimentos de aplicação caput se dará pela acumulação das Cotas
financeira dos recursos do próprio Fundo adquiridas pelo Consorciado perante a
de Reserva. Administradora, independentemente da
modalidade do consórcio e do Grupo
75. Os recursos do fundo de reserva, adquirido e respeitando os critérios e
quando constituído, poderão ser utilizados requisitos de aceitação previstos na
para: apólice.
a) Cobertura de eventual 79. Caso a indenização a ser paga pela
insuficiência de recursos do Fundo seguradora regularmente constituída, seja
Comum; de valor inferior ao débito de
b) Pagamento de prêmio de seguro responsabilidade do Consorciado, este e
para cobertura de inadimplência de seus garantidores, inclusive o devedor
prestações de Consorciados solidário, permanecerão responsáveis e
contemplados; obrigados à liquidação do quanto resultar
c) Pagamento de despesas impago por aquela indenização
bancárias de responsabilidade exclusiva do
Grupo; 80. É de inteira responsabilidade dos
d) Pagamento de despesas e beneficiários e/ou herdeiros legais a
custos de adoção de medidas judiciais ou apresentação de toda a documentação
extrajudiciais com vistas ao recebimento de e/ou informação exigida pela seguradora,
crédito do Grupo; para análise de abertura do processo de
e) Contemplação, por sorteio, sinistro. Na falta de documentações,
desde que não comprometida a utilização informações incompletas e/ou incorretas,
do fundo de reserva para as finalidades não poderá ser atribuída à Administradora
previstas nas alíneas “a” a “d”. qualquer responsabilidade pela morosidade
na análise do processo.
SEÇÃO 22 – DO SEGURO DE
VIDA EM GRUPO PRESTAMISTA 81. Na ocorrência de sinistro de
Consorciado não contemplado, a
76. Na hipótese de o Consorciado optar indenização será ofertada como lance.
pela contratação do Seguro Prestamista, Caso o lance ofertado não seja o vencedor,
a primeira beneficiária da apólice será a a indenização será creditada como
Administradora, que utilizará o valor da antecipação das prestações na ordem
indenização para pagamento do Saldo inversa não implicando em Contemplação

20
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

e referida Cota continuará sujeita às regras disposição para levantamento e ainda a


de contemplação por sorteio. previsão da possibilidade de liberação pela
81.1. Após a Contemplação da Administradora da correção monetária
Cota, a Administradora deverá colocar à eventualmente existente na data do
disposição do(s) herdeiro(s) e/ou sucessor levantamento.
(es) do Consorciado o respectivo Crédito, 82.4. Em caso de Cota cancelada,
na forma estabelecida no alvará/ordem nos termos previstos neste Regulamento,
judicial, formal de partilha, carta de os Beneficiários (herdeiros) somente terão
adjudicação ou escritura pública de direito ao recebimento de quaisquer valores
inventário, observadas as disposições disponíveis quando da Contemplação da
deste Regulamento. Cota ou em até 60 (sessenta) dias
contados do encerramento das atividades
SEÇÃO 23 – DO FALECIMENTO do Grupo, conforme disposição legal.
DO CONSORCIADO
SEÇÃO 24 – DA
82. Quando ocorrer o falecimento do TRANSFERÊNCIA
Consorciado, seu(s) herdeiro(s) e/ou
sucessor(es) deverá(ão) promover a 83. O Consorciado poderá transferir o
abertura de sucessão, apresentando à contrato a terceiros, mediante a subscrição
Administradora o alvará judicial, o formal de Proposta de Transferência em
de partilha, a carta de adjudicação ou a Consórcio (PTC), com anuência expressa
escritura pública de inventário, indicando da Administradora e mediante o
o(s) beneficiário(s) dos direitos decorrentes pagamento da taxa de cessão, na forma da
da Cota do Consorciado falecido. Os alínea “h“, o item 32. Se o cedente já
documentos emitidos pelo Poder Judiciário houver sido contemplado e tiver adquirido o
deverão estar em consonância com todos bem, a transferência se dará através da
os termos e condições e previstas neste substituição, pelo cessionário, de todas as
Regulamento. garantias e documentação apresentadas
82.1. Os herdeiros ou sucessores pelo cedente, observando-se o disposto
ficarão sub-rogados nos direitos e neste Regulamento.
obrigações do Consorciado falecido,
sendo-lhes facultado optar pela 84. Caso o Consorciado esteja
desistência, desde que não tenha sido Contemplado, a Administradora somente
contemplada a Cota, ou pela permanência efetuará a cessão após a aprovação do
no consórcio, hipótese em que continuarão cadastro do Cessionário e da constituição
como integrantes do Grupo até a das eventuais garantias previstas neste
liquidação do débito, nas condições Contrato, além do pagamento da taxa de
estabelecidas neste regulamento e na registro de cessão das garantias prestadas,
Proposta para Adesão a Grupo de das despesas incorridas na elaboração de
Consórcio de Bens Imóveis. escritura de compra e venda, bem como do
82.2. Sendo mais de um os seu respectivo registro junto ao cartório de
herdeiros serão eles representados pelo registro de imóveis, das despesas de
inventariante legalmente constituído, consulta cadastral aos órgãos de proteção
mediante comunicação escrita à ao Crédito e da taxa de cessão, na forma
Administradora, observando-se que, das alíneas “f” e “h”, da cláusula 32.
quaisquer pagamentos de créditos / valores 84.1. Se o Consorciado cedente já
somente serão efetuados mediante: houver sido contemplado e tiver utilizado o
a) Apresentação do respectivo seu Crédito, excepcionalmente poderá ser
alvará / ordem judicial, formal de partilha, dispensada a formalização da Proposta de
carta de adjudicação ou escritura pública Transferência em Consórcio, sendo
de inventário específica. exigida para possibilitar a transferência a
b)Mediante apresentação de assinatura dos contratos de garantia,
Inventário Extrajudicial devidamente inclusive de escritura pública ou contrato
assinado pelo oficial público. particular, conforme o caso, para
82.3. Em quaisquer das transmissão de bem imóvel, arcando o
modalidades previstas no item anterior, cessionário com as custas dessa
haverá a necessidade de caracterização transmissão, tudo mediante a aprovação
do(s) beneficiário(s), expressa menção prévia e inequívoca da Administradora,
quanto a Cota de Consórcio subscrita bem como será exigida a eventual
pelo falecido, bem como o valor à substituição das garantias, sem prejuízo

21
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

das complementares se houver, ou ainda Consorciado Excluído, à apreciar o


apresentá-las se necessária sua exigência cancelamento de Contemplação de
por deliberação da Administradora. Consorciado que se tornar inadimplente,
84.2. Tratando-se de transferência na forma estabelecida neste Contrato, ao
de Cota já contemplada, porém com atendimento e à prestação de informações
Crédito pendente de pagamento, serão aos Consorciados, devendo a
rigorosamente observados os critérios Administradora manter o Consorciado
dispostos no nesta Seção. informado sobre todas as operações
84.3. Eventual transferência de financeiras, bem como da distribuição de
direitos e deveres por parte do Créditos relacionados com o respectivo
Consorciado sem a anuência inequívoca Grupo de Consórcio.
da Administradora tornará sem efeito com 85.1. A AGO é pública e será
relação a esta, enquanto mandatária do realizada em única convocação, em local
Grupo, o negócio ou a contratação indicado no Contrato de Adesão, em dia e
realizado pelo Consorciado com terceiros, hora estabelecidos pela Administradora.
permanecendo íntegro o contrato de As referidas informações serão
consórcio, não podendo o Consorciado se disponibilizadas no demonstrativo mensal e
escusar dessa relação contratual seja com nos canais de atendimento.
o Grupo ou com a Administradora, a que
título for. 86. Na primeira Assembleia Geral
84.4. O valor convencionado entre Ordinária a Administradora:
o Consorciado e o Cessionário, inclusive i) Comprovará a existência de
o valor relativo à interveniência ou recursos suficientes para assegurar a
intermediação de terceiros, ainda que viabilidade econômico-financeira do
referido valor seja menor, igual ou maior do Grupo;
que aquele já amortizado na Cota de ii) Promoverá a escolha de até 3
Consórcio negociada, será acordado entre (três) Consorciados que, na qualidade de
estas partes sem qualquer interferência ou representantes do Grupo e com mandatos
responsabilidade da Administradora a que gratuitos, auxiliarão na fiscalização dos
título for. atos da Administradora e na condução
84.5. O Consorciado deverá dar das operações de consórcio do respectivo
plena ciência ao Cessionário dos termos Grupo, podendo ter acesso aos
do contrato de consórcio, principalmente demonstrativos e documentos pertinentes
quanto ao fato de que a transferência às operações do Grupo; O prazo do
somente será realizada após a plena mandato será idêntico ao prazo de duração
anuência e deliberação da do Grupo de Consórcio, facultada a
Administradora, sendo que quaisquer substituição do(s) representante(s) por
valores recebidos por este do Cessionário decisão da maioria dos Consorciados
antes da efetivação da referida Ativos em assembleia. Na hipótese de
transferência e mesmo dos valores renúncia da função, Contemplação da
integralizados na Cota são de sua Cota ou exclusão do Grupo de Consórcio,
exclusiva responsabilidade, especialmente o Consorciado deixará a condição de
para o caso de não aprovação de representante do Grupo de Consórcio e
transferência, situação em que qualquer será realizada nova eleição, na próxima
discussão carreada à Administradora pelo AGO.
Cessionário será direcionada ao iii) Fornecer todas as informações
Consorciado, inclusive pela via do direito aptas à apreciação da modalidade e forma
de regresso. de aplicação dos recursos do Grupo de
84.6. Em qualquer das hipóteses Consórcio, bem como as relativas ao
acima previstas, o Consorciado cedente depósito em conta bancária individualizada
deverá estar em dia com todas as suas ou não;
obrigações contratuais. iv) Na ata constará o nome e
endereço dos responsáveis pela auditoria
SEÇÃO 25 – DA ASSEMBLEIA externa, devendo ser adotada igual
GERAL ORDINÁRIA providência quando houver alterações dos
mesmos.
85. A AGO cuja periodicidade da realização
será a estabelecida na 1ª assembleia do 87. Fica certo que na AGO ou AGE:
Grupo, destina-se à Contemplação do i) Cada Cota dará direito a um voto
Consorciado Ativo Adimplente e do podendo deliberar e votar os

22
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

Consorciados em dia com os pagamentos 89. Somente os Consorciados Ativos não


de suas obrigações; contemplados participarão da tomada de
ii) Instalar-se-á com qualquer decisões em AGE convocada para
número de Consorciados do Grupo de deliberar sobre:
Consórcio, por procurador ou a) Extinção do índice de
representante legal expressamente atualização do valor do Crédito e das
constituídos para apreciar as matérias Parcelas, indicado no contrato;
constantes da pauta de convocação da b) Encerramento antecipado do
assembleia, sendo a deliberação tomada Grupo;
por maioria dos votos, não se computando c) Assuntos de seus interesses
o voto em branco; exclusivos.
iii) Para os efeitos indicados no
inciso II, desta cláusula, considerar-se- á 90. A AGE será convocada por iniciativa da
presente à AGE o Consorciado, que Administradora ou por solicitação de, no
observado e o disposto no inciso I, desta mínimo, 30% (trinta por cento) dos
cláusula, efetuar seu voto por carta, Consorciados Ativos do Grupo, para
mediante aviso de recebimento (AR), deliberar sobre quaisquer outros assuntos
desde que recebido pela Administradora que não os afetos à AGO.
até o último dia útil que anteceder o dia de 90.1. Quando a convocação da
realização da mesma; AGE for solicitada pelos Consorciados
iv) A Administradora lavrará a ata Ativos, conforme o disposto no item 91
das deliberações alcançadas nas acima, a Administradora fará expedir sua
assembleias gerais. convocação no prazo de 5 (cinco) dias
úteis, contados da respectiva solicitação.
SEÇÃO 26 – DA ASSEMBLEIA 90.2. A convocação da AGE será
GERAL EXTRAORDINÁRIA efetuada mediante o envio de carta com
aviso de recebimento (AR), telegrama ou
88. Compete à Assembleia Geral correspondência eletrônica a todos os
Extraordinária, dos Consorciados, dentre Consorciados Ativos, com prazo mínimo
outros assuntos, deliberar sobre: de 8 (oito) dias úteis de antecedência de
a) Substituição ou transferência da sua realização. Para a contagem desse
administração do Grupo para outra prazo considerar-se-á excluído o dia da
empresa de consórcio, cuja decisão deverá expedição de convocação e incluída a data
ser comunicada ao Banco Central do de realização da AGE.
Brasil; 90.3. Da convocação constarão,
b) Fusão de Grupos de consórcio obrigatoriamente, informações relativas ao
administrados pela Administradora; dia, à hora e ao local em que será realizada
c) Ampliação do prazo de duração a assembleia, bem como os assuntos a
de Grupo, com suspensão ou não de serem deliberados.
pagamento de prestações por igual 90.4. Nas Assembleias Gerais
período, na ocorrência de fatos que onerem Extraordinárias, os procuradores ou
excessivamente os Consorciados ou de representantes legais dos Consorciado,
outros eventos que dificultem o deverão ter poderes específicos para
cumprimento de suas obrigações; deliberação e votação sobre os assuntos
d) Dissolução do Grupo: (i) na da convocação, e a Administradora
ocorrência de irregularidades no somente poderá representar o
cumprimento das disposições legais Consorciado se este lhe outorgar poderes
relativas à administração do Grupo de específicos para o evento.
Consórcio ou das cláusulas estabelecidas
no contrato; (ii) nos casos de exclusões em 91. No caso de intervenção ou de
número que comprometa a Contemplação liquidação extrajudicial da Administradora,
dos Consorciados no prazo estabelecido o Grupo de Consórcio, poderá convocar
no contrato; ou (iii) na hipótese da AGE para deliberar sobre a:
descontinuidade de produção do bem a) Rescisão do contrato de
referenciado no contrato; prestação de serviços celebrado com a
e) Quaisquer matérias de interesse Administradora, podendo, ainda,
do Grupo de Consórcio, desde que não apresentar as condições para nomear e
conflitam com as disposições deste contratar nova Administradora, desde que
Contrato de Adesão esta satisfaça os requisitos legais e
regulamentares;

23
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

b) Proposta de composição entre recebimentos globais para a identificação


os Grupos de Consórcio, remanejamento analítica do saldo bancário por Grupo de
de Cotas, dilação ou redução de prazo e Consórcio, e dos Consorciados
de número de participantes, revisão de contemplados cujos recursos ao Crédito
valor de Parcela e de outras condições, estejam aplicados financeiramente.
inclusive indicação de outro Bem para 93.3. Os recursos do Grupo de
referência do Contrato e rateio de Consórcio somente poderão ser aplicados
eventuais prejuízos causados pela em títulos públicos federais registrados no
Administradora sob intervenção ou Sistema Especial de Liquidação e Custódia
liquidação. (Selic), inclusive por meio de operações
91.1. A deliberação tomada pelo compromissadas; em fundos de
Grupo de Consórcio, na forma da investimentos e fundos de investimentos
cláusula 100, será submetida, previamente, em cotas de fundos de investimentos
ao BACEN. constituídos sob forma de condomínio
aberto, classificados como de Renda Fixa,
SEÇÃO 27 – DA SUBSTITUIÇÃO e que incluam na sua denominação os
DO BEM sufixos “Curto Prazo”, “Referenciado” ou
“Simples”, através de carteira administrada
92. Deliberada na AGE a dissolução do ou outra forma definida em assembleia.
Grupo de Consórcio:
a) O Consorciado que tiver SEÇÃO 30 – DO
recebido o Crédito recolherá na data de ENCERRAMENTO DO GRUPO
vencimento as contribuições vincendas,
relativas ao Fundo Comum, que serão 94. Dentro de 60 (sessenta) dias da data
atualizadas de acordo com o preço do Bem da realização da última assembleia de
imóvel, na forma do Crédito estabelecido Contemplação do Grupo, a
neste Regulamento; Administradora, observada a seguinte
b) As importâncias recolhidas na ordem, deverá comunicar:
forma do inciso anterior será restituída i) Aos Consorciados que não
mensalmente, de acordo com a tenham utilizado os Créditos respectivos,
disponibilidade de caixa, por rateio que os mesmos estão à disposição para
proporcional ao saldo credor de cada um, recebimento em espécie, assim como os
primeiramente, aos Consorciados Ativos saldos remanescentes no Fundo Comum e
que não receberam o Crédito e, no Fundo de Reserva, se for o caso,
posteriormente, aos Excluídos. proporcionalmente às respectivas Parcelas
pagas;
SEÇÃO 29 – DA APLICAÇÃO ii) Aos excluídos que não tenham
DOS RECURSOS DO GRUPO DE resgatado os respectivos Créditos parciais,
CONSÓRCIO que os mesmos estão à disposição
também para recebimento em espécie;
93. Os recursos do Grupo de Consórcio iii) Aos demais Consorciados, que
serão obrigatoriamente depositados em estão a disposição os saldos
conta vinculada, em banco múltiplo com eventualmente remanescentes no fundo
carteira comercial, banco comercial ou comum do Grupo, proporcionalmente ao
caixa econômica e aplicados, desde a sua valor das respectivas prestações pagas; e
disponibilidade. iv) Aos Consorciados
93.1. As importâncias recebidas Contemplados Ativos que não tenham
dos Consorciados, enquanto não utilizado o seu Crédito e possuam Saldo
utilizadas nas finalidades a que se Devedor remanescente na última AGO, a
destinam, conforme disposição contratual, critério da Administradora poderá este
serão aplicadas financeiramente Saldo Devedor ser levado a débito do
juntamente com os recursos do Fundo Crédito.
Comum, revertendo-se o respectivo 94.1. Para a comunicação de que
produto a este próprio fundo. trata este item, a Administradora deverá
93.2. A Administradora deverá enviar carta registrada ou telegrama aos
efetuar o controle diário da movimentação Consorciados.
das contas componentes das 94.2. O encerramento contábil do
disponibilidades dos Grupos de Grupo deverá ser efetivado no prazo
Consórcio, inclusive os depósitos máximo de 120 (cento e vinte) dias
bancários, com vistas à conciliação dos

24
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

contados da data da realização da última de Consórcio e da Cota e o endereço do


assembleia de Contemplação do Grupo. beneficiário.
97.2. Os recursos não procurados
95. O Crédito/Crédito Parcial, que não for e transferidos para a Administradora,
utilizado até o prazo de 60 (sessenta) dias devem ser remunerados na forma prevista
contados da data de realização da última neste Contrato com relação aos recursos
AGO do Grupo de Consórcio, será de Grupo de Consórcio em andamento.
disponibilizado pela Administradora ao 97.3. Os valores pendentes de
Consorciado Contemplado Ativo e recebimento uma vez recuperados serão
Consorciado Excluído, acrescido dos rateados proporcionalmente entre os
respectivos rendimentos financeiros. A Consorciados do Grupo de Consórcio,
Administradora pode, ainda, efetuar a devendo a Administradora comunicar, no
devolução dos valores mediante crédito na prazo de 120 (cento) dias do respectivo
conta bancária indicada pelo Consorciado recebimento, que os respectivos saldos
Contemplado Ativo ou Consorciado estão à disposição para devolução em
Excluído no Contrato de Adesão. espécie.
97.4. As disponibilidades
96. O encerramento do Grupo deve ser financeiras remanescentes 120 (cento e
precedido da realização pela vinte) dias após a recuperação mencionada
Administradora de depósito dos valores no item 97.3, desta cláusula, serão
remanescentes ainda não devolvidos aos considerados recursos não procurados.
Consorciados e participantes excluídos, 97.5. Esgotados todos os meios de
conforme autorizado pelos mesmos na cobrança admitidos em direito, a
subscrição das Cotas, nas respectivas Administradora baixará os valores não
contas de depósitos à vista ou de recebidos.
poupança informadas na Proposta para
Adesão a Grupo de Consórcio de Bens 98. Prescreverá em 5 (cinco) anos a
Imóveis, se o Consorciado possuir, pretensão dos Consorciado Ativo ou
comunicando-se a realização do depósito, Excluído, contra o Grupo ou a
mantida a documentação comprobatória Administradora, e destes contra aqueles,
dos procedimentos adotados. a contar da data do encerramento contábil
96.1. Aos recursos não procurados do Grupo.
por Consorciados e Consorciados
Excluídos, após a comunicação de que SEÇÃO 31 – DA PROTEÇÃO DE
trata item 94 e observado o caput deste DADOS
item, será aplicada mensalmente a taxa de
permanência de 5% (cinco por cento), nos 99. Em cumprimento à Lei 13.709/2018, os
termos da lei 11.795/2008. dados pessoais do Consorciado serão
coletados em razão do negócio ora
97. Decorridos os prazos previstos, estabelecido e poderão ser tratados com
transferem-se à Administradora: fundamento nos artigos 7º e 11 de referida
i) Os recursos não procurados pelo Lei, especialmente para:
Consorciado ou Excluído, por desistência
declarada ou inadimplemento contratual, a) Cumprir o contrato e atender às
observado o disposto no item 96.1.; exigências legais e regulatórias;
ii) Os valores pendentes de b) Examinar as garantias
recebimento, objeto de cobrança judicial, concedidas à Administradora;
serão lançados no passivo da c) Criar o cadastro do Consorciado,
Administradora que assumirá a condição atualizá-lo e completá-lo com informações;
de devedora dos beneficiários, cumprindo- d)Entrar em contato com o
lhe observar as disposições que regulam a Consorciado, por qualquer meio de
relação credor/devedor no Código Civil, comunicação, como ligação, SMS,
devendo referidos recursos ser aplicativo, correspondência física e e-mail,
remunerados na forma estabelecida para o através dos dados que o mesmo forneceu
Grupo de Consórcio em andamento. ou que a Administradora obteve
97.1. Será mantido controle automaticamente ou com apoio de terceiro;
individualizado dos valores transferidos e)Disponibilizar anúncios
contendo nome, número de inscrição no personalizados e enviar conteúdos de
CPF ou no CNPJ, valor, número do Grupo marketing sobre as Empresas Rodobens e
coligadas;

25
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

f) Desenvolver estudos sobre os j) Prestadores de serviços


interesses do Consoricado, com base em necessários à execução de atividades
seu comportamento, inclusive nos websites decorrentes de nosso vínculo;
das Empresas Rodobens e coligadas; k) Redes sociais, para contato e
g) Criar score de crédito do envio de conteúdos diversos;
Consorciado nas Empresas Rodobens; l) Companhia seguradora;
h) Manter o histórico do m) Portal de e-commerce e e-
relacionamento comercial; commerce colaborativo (Marketplace);
i) Propiciar segurança, inclusive na n) Empresas de proteção e score
validação da identidade do Consorciado; de crédito;
j) Melhorar o atendimento, as o) Empresa adquirente da
funcionalidades e conteúdos relativos aos totalidade ou parte dos ativos ou ações das
websites; Empresas Rodobens e coligadas e
k) Angariar novos negócios e adquirentes dos websites das mesmas,
novos clientes. decorrente de fusão, incorporação ou outra
operação societária envolvendo a
100. A Administradora poderá coletar Administradora e demais Empresas
dados sensíveis do Consorciado, como Rodobens e coligadas.
dados biométricos (digital, íris ou facial),
para confirmar sua identidade e garantir 102. A transferência internacional dos
a segurança da contratação; e dados de dados poderá ser necessária para: (i)
saúde, se contratado seguro cumprimento de obrigação legal ou
prestamista e/ou consórcio de serviços, regulatória; (ii) execução do negócio
que serão utilizados para aquisição de estabelecido com o Consorciado; ou
serviços relacionados à saúde, para (iii) em razão de serviço necessário às
atender as exigências do regulador e rotinas das Empresas Rodobens e
possibilitar a execução deste contrato. coligadas.
Essas informações poderão ser
compartilhadas com terceiros, para 103. O tratamento ocorrerá, pelo menos,
permitir a execução das respcetivas durante o tempo em que possa ser exigido
finalidades para as quais os dados algum tipo de responsabilidade derivada
serão coletados. deste relacionamento comercial. Vencido
esse período, o Consorciado poderá
101. Os dados pessoais poderão ser requerer a eliminação de seus dados dos
compartilhados e consequentemente bancos de dados das Empresas Rodobens
tratados, proporcionalmente às finalidades e coligadas.
pretendidas em razão deste negócio, nos
ambientes físico e digital, inclusive através 104. O pedido de eliminação dos dados
de serviços em nuvem, pública ou privada, não será acatado caso as Empresas
em servidores instalados no Brasil ou no Rodobens e coligadas justifiquem a
exterior, especialmente com as seguintes manutenção do tratamento com
empresas: fundamento nas cláusulas 7ª e 11, II de
referida Lei.
a) Empresas que integram o
quadro societário da Administradora; 105. É assegurado ao Consorciado os
b) Empresas Rodobens ativas e direitos previstos no artigo 18 de citada Lei,
futuramente constituídas; por exemplo, acesso aos dados, retificação
c) Parceiros de negócio; de informação, oposição a determinados
d) Concessionárias de veículo e tipos de tratamento, portabilidade dos
empresas do ramo imobiliário; dados para outra empresa, explicação
e) Fornecedores que executem sobre os tratamentos realizados e de
nossas atividades meio ou fim; revisão de decisões automatizadas.
f) Empresas de tecnologia da
informação; 106. As Empresas Rodobens e coligadas
g) Empresas que realizarão o poderão enviar materiais publicitários para
enriquecimento das informações os contatos particulares do Consorciado,
constantes em seu cadastro; como telefone, e-mail, aplicativos de
h) Entes públicos; mensagem e redes sociais. Caso não
i) Consultorias em geral; queira receber o conteúdo, basta seguir os
passos informados na oportunidade ou

26
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

encaminhar sua solicitação para o e-mail de serem reputadas como recebidas pelo
abaixo. Consorciado qualquer informação ou
tentativa de contato realizada, conforme
107. O Consorciado poderá encaminhar descrito no “caput” deste Item;
suas dúvidas e solicitações relativas aos iv) Autoriza a Administradora e
seus dados pessoais para o e-mail empresas do mesmo grupo empresarial a
atendimento@rodobens.com.br. promover o envio de material informativo
ou promocional sobre produtos e/ou
SEÇÃO 32 – DAS DISPOSIÇÕES serviços, podendo ser cancelado através
FINAIS da Central de Relacionamento da
Administradora.
108. A Administradora poderá efetuar as
devoluções pertinentes durante a vigência 111. Em se tratando de aquisição via
do Grupo de Consórcio na conta-corrente telefônica ou eletrônica, este regulamento é
de titularidade do Consorciado, indicada complementar à Proposta para Adesão a
no Contrato de Adesão. Grupo de Consórcio de Bens Imóveis
feita pela Administradora e aceita pelo
109. O Consorciado, no ato da subscrição Consorciado por telefone ou
da Cota, declara estar em condição eletronicamente, nos termos do artigo 428
econômico financeira compatível com o do Código Civil e, portanto, o pagamento
compromisso ora assumido, declarando da primeira Parcela do plano de consórcio
ainda a renda auferida na data da significará que o Consorciado concordou
subscrição, conforme descrição contida na com todas as disposições e dados, que
Proposta para Adesão a Grupo de integram a contratação.
Consórcio de Bens Imóveis.
112. Os recursos dos Grupos de
110. O Consorciado Ativo e o Excluído Consórcio, coletados pela
obrigam-se a comunicar a Administradora, devem ser
Administradora, por escrito, qualquer obrigatoriamente depositados em banco
alteração em seu endereço, inclusive o múltiplo com carteira comercial, banco
endereço eletrônico, bem como em sua comercial ou caixa econômica, consoante
conta de depósito ou poupança, sob pena determina o artigo 6.º da Circular 3.432, de
de ser-lhe vedado arguir em sua defesa, 2009, do Banco Central do Brasil.
em qualquer circunstância,
desconhecimento de atos e fatos de seu 113. O Consorciado expressamente
interesse, mormente, notificação, citação e autoriza que durante todo o período do
intimação, ou ainda, o não recebimento de plano de consórcio (e inclusive depois de
Créditos remanescentes. Declara ainda o seu encerramento) a Administradora
Consorciado, expressamente que: reúna, guarde, use, processe, divulgue e
i) O endereço eletrônico (e-mail) reporte às autoridades dos Estados Unidos
inserido na Proposta para Adesão a da América ou a qualquer outra entidade
Grupo de Consórcio de Bens Imóveis é reguladora ou autoridade tributária, bem
de acesso e uso diário, inclusive para como forneça documentos, contratos,
negócios do Consorciado, autorizando aditamentos, dados financeiros, transações
assim a Administradora a promover o bancárias, investimentos, aquisição de
encaminhamento, através desse endereço produtos e rendimentos ou quaisquer
eletrônico, de correspondência, notificação, outras informações requisitadas. Obriga-se
boletos de pagamentos e quaisquer ainda o Consorciado a comunicar a
comunicações necessárias acerca do Administradora quaisquer alterações
negócio contratado, nada tendo a relativas às informações prestadas,
questionar sobre sua validade, constituindo podendo ainda a Administradora solicitar
para tanto meio eficaz e inequívoco de a qualquer momento a atualização de
prova; dados, caso questionado ou requisitada
ii) Autoriza o envio de alguma informação de autoridade dos
comunicações através de qualquer outro Estados Unidos da America ou ainda caso
recurso telemático. verifique a existência de informação que o
iii) Reconhece que qualquer relacione com os Estados Unidos da
alteração de telefones e endereços, ainda América, designadamente indícios de
que eletrônico, serão formalmente nacionalidade ou residência nos Estados
comunicados à Administradora, sob pena Unidos da América, local de naturalidade

27
DocuSign Envelope ID: 83150644-7730-4178-B05F-45411D653113

nos Estados Unidos da América, morada que lhe forem posteriores, bem como da
postal, endereço de e-mail ou número de Lei n.º 11.795, de 2008.
telefone americanos.
113.1. As medidas previstas no 116. O Consorciado reconhece e autoriza
caput visam à execução do Acordo que os documentos relacionados a adesão
(Decreto 8.003/2013) entabulado entre ao Grupo de Consórcio sejam assinados
Brasil e Estados Unidos da América, na forma eletrônica ou digital de forma que
destinado a reforçar o cumprimento de tenham validade jurídica, conforme §2º,
combate a evasão fiscal no âmbito de Artigo 10 da Medida Provisória nº 2.200-
investimentos realizados no estrangeiro por 2/01.
“Pessoas dos Estados Unidos da América,
com a aplicação das disposições da 117. Para conhecer e dirimir qualquer
legislação americana designada por pendência relativa à aplicação deste
FATCA. regulamento fica eleito o foro da Comarca
113.2. Considerando a de São José do Rio Preto-SP, com
possibilidade de modificações e renúncia a qualquer outro por mais
interpretações diversas, a Administradora privilegiado que o seja, tendo em vista que
se reserva no direito de solicitar prevalece o interesse da coletividade de
documentação adicional ou apresentar Consorciados do Grupo, em detrimento
proposta de modificação ou do interesse individual de cada
complementação de documentos, com Consorciado, nos termos do § 2.º, artigo
vista a cumprir e fazer cumprir eventuais 3.º, da Lei n.º 11.795,de 2008.
alterações legais, regulamentares ou
mesmo interpretativas. Central de Relacionamento: 0800 701
113.3. A não entrega, pelo 0212
Consorciado, das informações e
documentações solicitadas, nos prazos Ouvidoria: 0800 701 8606
designados, confere à Administradora o
direito de tomar as medidas legalmente ouvidoria@rodobens.com.br
previstas pelas autoridades competentes, e
ainda de exercer a obrigação de retenção e
reporte nos termos definidos no FATCA ou
em qualquer legislação local, pelo que a
atitude não poderá ser interpretada como
quebra de sigilo fiscal/bancário.

114. Na forma do artigo 368 do Código Civil


em vigor, a Administradora está
autorizada a proceder à compensação,
mediante simples comunicação escrita,
entre qualquer débito/crédito decorrente de
sua Cota de Consórcio com qualquer
crédito/debito vencido em Grupos de
Consórcio administrados pela
Administradora.

115. Os casos omissos no presente


regulamento, quando de natureza
administrativa, serão resolvidos pela
Administradora; os demais serão
submetidos à apreciação da Assembleia
Geral Ordinária ou Extraordinária, esta
nas hipóteses previstas no artigo 35 e
seguintes, da Circular 3.432, de 2009, do
Banco Central do Brasil.
115.1. Aplica-se subsidiariamente a
este regulamento e ao contrato de
participação em consórcio os dispositivos
da circular referida e eventuais alterações

28

Você também pode gostar