Você está na página 1de 35

Exame Físico

(Parte I)

Considerações Iniciais

Definição

− Investigação do corpo do paciente para determinar o seu estado de


saúde.

− Envolve o uso das técnicas de inspeção, palpação, percussão,


ausculta e olfato” (POTTER; PERRY, 2013).

-
1
Considerações Iniciais

Exame físico completo inclui: peso, altura, sinais vitais e


um exame cefalocaudal de todos os sistemas do corpo de
um paciente

Faz parte da avaliação realizada pelo enfermeiro durante a


sistematização da assistência

Considerações Iniciais
 Coletar dados básicos sobre o estado de saúde do paciente;

 Identificar e confirmar o diagnóstico de enfermagem;

 Tomar decisões clínicas relacionadas ao gerenciamento e à mudança do


estado de saúde do paciente (prevenção, promoção e recuperação da
saúde);

 Avaliar os resultados dos cuidados implementados.

-
2
Preparação para a realização do exame

 Uma preparação adequada do ambiente, dos


equipamentos e do paciente assegura um exame
físico tranquilo e com poucas interrupções (POTTER;
PERRY, 2013).

• Proporcionar privacidade ao paciente


Ambiente
• Iluminação adequada

• Organizado e prontamente disponível para


utilização
Equipamentos • Ex: formulários, focos de luz, estetoscópio,
termômetro, esfigmomanômetro e manguito,
abaixador de língua etc.

Posicionamento do • Apropriada para que as partes do corpo


estejam acessíveis e para que ele permaneça
paciente confortável

-
3
Posicionamento do Paciente
Depender da manobra que será realizada e das estruturas que serão
analisadas;

Paciente deve ficar exposto o ↓ tempo possível durante a realização das


manobras;

Não deve causar nenhum tipo de constrangimento ou desconforto;

Posições utilizadas: sentada, fowler, decúbito dorsal, litotômica, posição de


Sims, decúbito ventral, decúbito lateral e genupeitoral

Posição Área Avaliada


Sentada Cabeça, pescoço, coluna, tórax,
pulmões (anteriores e posteriores),
mamas, axila, coração, sinais vitais e
extremidades superiores
Decúbito dorsal Cabeça, pescoço, tórax, pulmões
anteriores, mamas, axila, coração,
abdome, extremidades e pulsos
Litotômica Genitália feminina e trato genital
Sims Reto e vagina
Decúbito ventral Sistema musculoesquelético
Decúbito lateral Coração
Genupeitoral Região genital e retal

-
4
Posições do Paciente

Posições do Paciente

Posição de Jackknife, Kraske, Canivete ou Depage

-
5
 Um exame físico abrangente envolve o uso de cinco
habilidades: inspeção, palpação, percussão, ausculta e
olfato (POTTER; PERRY, 2013).

 Durante o exame físico, o profissional utilizará quatro


dos seus cinco sentidos: visão, tato, audição e olfato
(JARVIS, 2012)

Inspeção Palpação
• Observação detalhada da superfície
1 corpórea; 1
• Utiliza-se o tato;
• Avalia: cores, formas, simetria e
2 cavidades corpóreas; • Objetivos: identificar a
2 temperatura, umidade, textura
• 1º procedimento executado no
exame físico. Pode ser estática e • Formas, as posições de estruturas
3
dinâmica 3

• Inspecionados: estado geral,


consciência, estado nutricional, • e os locais sensíveis à dor;
4
postura e 4

• Movimentação, coloração da pele, • Realizada de maneira superficial


mucosas e hidratação e higiene 5 ou profunda.
5
corpórea.

-
6
Percussão Ausculta
• Leves batidas na pele com a ponta • Ouvir os sons → detectar variações
1 dos dedos 1 do que é considerado normal

• Vibrações transmitidas para a


• Promover a vibração de tecidos
superfície → captadas de maneira
2 subjacentes e órgãos 2
direta e indireta
• Avaliar → tonalidade, intensidade, • Direta: Ouvido externo capta os
3 vibração sons diretamente no local a ser
3
auscultado;
• Timbre dos sons gerados, a • Indireta: Sons são captados por
4 presença de ar; 4 meio de instrumentos.

• Líquidos ou fibrose de alguns • Ex: estetoscópio e pinar


5 órgãos. 5

Olfato
• Enquanto avalia o paciente, reconheça a natureza e
1 fonte dos odores do corpo

• Odor incomum normalmente → patologia oculta;


2

• O olfato auxilia na detecção de anormalidades que não


3 podem ser reconhecidas por quaisquer outros meios

-
7
Cabeça e Pescoço

Pele, unhas e pelos

Tórax

Abdome

Genitália feminina

Genitália masculina

Extremidades

Condições neurológicas

Cabeça e Pescoço – (Inspeção e


Palpação)

-
8
• Tamanho, simetria, presença de massas, nodos e
Crânio pontos dolorosos;

Couro • Sujidade, presença de pediculose, características


cabeludo do cabelo, áreas de depressão e pontos dolorosos

Face • Expressão, simetria e presença de manchas

Olhos • Realizar inspeção estática e dinâmica

Avaliação do Sistema Respiratório


– (Tórax)

-
9
Inspeção Palpação
• Inspeções estáticas e • Examinar a presença de
1 1
dinâmicas; caroços, massas,

• Comparando a região
2 2 • Pulsações;
torácica bilateralmente;
• Forma, movimentos
3 respiratórios, simetria, • Movimentos anormais e
3
diâmetro anteroposterior; áreas dolorosas;
• Deformidades, posição da • Mensurar a expansão
4 espinha, retração dos 4 torácica e profunda da
espaços intercostais; respiração;

5 • Avaliar a frequência e ritmo. 5 • Frêmito táctil ou vocal

Ausculta
 A ausculta deve seguir um
1 • Avaliar o movimento do ar;
padrão sistemático:

• Detectar a presença de
2 obstrução de vias
respiratórias;

• Sons respiratórios normais e


3
anormais ou adventícios;

• (crepitações, roncos, sibilos


4
e atrito pleural).

-
10
Avaliação do sistema
Cardiovascular – (Tórax)

Inspeção e palpação Inspecionar


simultaneamente; Pulsações visíveis e exageradamente
elevadas;
Forma do tórax e o ponto de
impulso máximo (ictus cordis);
Inspecionar e palpar
2° EID = área 2° EIE = área
Seguir uma sequencia aórtica pulmonar
ordenada

3° EI = segunda área pulmonar


Iniciando na base do coração em
direção ao ápice. 4° ou 5° EIE = área mitral ou apical

-
11
Ausculta do coração detecta Auscultar o ritmo e a
Sons cardíacos normais, sons extra frequência (comparando a
cardíacos e murmúrios apical e radial);

Murmúrios cardíacos Observar a presença de


arritmias;
Sibilos contínuos ou sons de sopro

Ouvidos no começo, meio e final Avaliar os sons extracardíacos


em cada campo de ausculta
fase sistólica ou diastólica” (POTTER;
PERRY, 2013)

Ausculta avalia-se Bulhas Cardíacas Normais


todo o precórdio, (1º = B1 e 2º =B2)
com atenção aos
focos

B1: Fechamento simultâneo das


Aórtico, pulmonar, valvas mitral e tricúspide. Som de
tricúspide e mitral “tum”

E alterações dos
sons produzidos B2: Fechamento das valvas aórtica
durante as bulhas e pulmonar. Som de “tá”
cardíacas

-
12
Possível encontrar → Ausculta Cardíaca

• Origina-se devido ao fluxo turbulento do


Sopro
sangue

• Enchimento do ventrículo não ocorre


Sons de galope adequadamente → vibração temporária na
diástole
• Som incomum e agudo após o B2,
Estalidos perceptível ao longo da borda esternal
esquerda

• Som de rangido, podendo ser detectado


Atritos
entre a sístole e diástole

-
13
Abdome – (Inspeção, Ausculta,
Percussão e Palpação)

 A sequência deve ser respeitada, pois a palpação e


percussão podem influenciar os achados da ausculta
abdominal;

 O abdome deve ser dividido em quatro ou nove


quadrantes

-
14
 Objetivo → avaliar os sons intestinais resultantes da
peristalse;

 Ausência de sons pode evidenciar patologias intestinais;

 Sons intestinais podem ser auscultados por meio do


estetoscópio.

-
15
Ausculta Percussão
Objetivo → avaliar a distensão
Sons Abdominais abdominal, ascite ou massas na
região abdominal;

Borborigmos: sons audíveis sem a Manobras de percussão direta e


utilização de estetoscópio; indireta, no sentido horário;

Ruídos hidroaéreos: Movimento do ar Podem ser encontrados sons


e líquidos dentro do intestino audíveis timpânicos, hipertimpânicos,
com o estetoscópio → normais ou maciços e submaciços
ausentes e hiperativos ou hipoativos

Palpação
Objetivo → detectar massas, forma e
consistência de órgãos;
Palpação do Baço

Superficial ou profunda; Decúbito lateral esquerdo;

Manobras de compressão e Padrão normal → órgão não é


descompressão brusca, o teste será palpado, sendo possível apenas na
positivo quando houver dor. presença de esplenomegalia;

-
16
Palpação do Fígado

Decúbito dorsal;

Pode ou não ser palpado, normal quando palpado →


macio e com superfície lisa, com seu limite inferior entre
2 ou 3 cm abaixo do rebordo costal.

 Sinal de Rosving:
 Palpação profunda e contínua na região do quadrante inferior
esquerdo → produz dor irradiada intensa no quadrante inferior
direito. Quando + evidencia apendicite.

-
17
 Sinal de Murphy:
 Palpação do hipocôndrio direito → algia evidencia
quadro de colecistite.

 Sinal de Blumberg:

 Posicionado ao lado direito do paciente, mantendo as mãos


paralelas e fletidas em garra, solicita que o paciente expire.

 Enquanto isso, o profissional coloca as mãos na cicatriz


umbilical, deslizando-as obliquamente em direção à região da
fossa ilíaca direita.

 Em seguida descomprime, buscando essa região para detectar


a presença ou não de dor. Quando + → apêndice vermiforme,
inflamação no peritônio.

-
18
Genitália (Masculina e Feminina)

-
19
Genitália Feminina Genitália Masculina

Inspeção e palpação; Inspeção e palpação;

Características dos pelos, presença de


ectoparasitas e alterações do períneo Inspeção, observar: condições de
até a região anal higiene, lesões de pele e secreções;

Simetria dos lábios mai. e men.


observando o clitóris → tamanho, Sequência de avaliação → Pelos:
formato, meato uretral, glândulas de observando espessura, distribuição e
Bartholin e secreções presença de ectoparasitas;

Sistema Neurológico

-
20
Integração entre o sistema neurológico e
todos os outros sistemas corpóreos;
Devem ser avaliado:
Função sensorial;

Estado mental e emocional


Função motora: coordenação e
Nível de consciência; linguagem, equilíbrio;
comportamento e aparência;

Reflexos.
Função intelectual
Memória, conhecimento, pensamento
abstrato, associação e julgamento

1. (Hospital Risoleta Tolentino Neves-HRTN/ FUNDEP/ 2014) Para realizar


um exame físico, o examinador utiliza principalmente os sentidos de visão,
tato e audição. Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE os
itens que compreendem o exame físico mencionado.

Título
a) Exames laboratoriais, avaliação e monitorização

b) Observação, escuta, diálogo e palpação

c) Anamnese, dados vitais, história atual e diagnóstico

d) Inspeção, palpação, percussão e ausculta

-
21
• Observação detalhada da superfície corpórea (por meio da
Inspeção visão);

• Utiliza-se o tato e cujo principal objetivo é identificar a


Palpação temperatura, umidade, formas, posições de estruturas e os
Títulolocais sensíveis a dor;

• Golpes que permite avaliar a intensidade, vibração, e o


Percussão timbre dos sons gerados, para detectar a presença de ar ou
líquidos e determinar o tamanho de alguns órgãos;

Ausculta • Ouvir os sons produzidos pelo organismo

2. (FUMUSA/ CAIPIMES/ 2014) Os procedimentos que constituem as bases


do exame clínico são: a entrevista, a inspeção, a palpação, a percussão e a
ausculta. Considerando a percussão dígito-digital, analise as afirmativas
abaixo, dê valores verdadeiro (V) ou falso (F) e assinale a alternativa que
apresenta a sequência correta de cima para baixo.

( ) Os sons encontrados são maciço, submaciço, timpânico e claro pulmonar.

Maciço
( ) O som timpânico é encontrado em regiões desprovidas de ar (músculo,
fígado, coração). Esse som transmite sensação de dureza e resistência.

-
22
2. (FUMUSA/ CAIPIMES/ 2014)

Timpânico
( ) O som maciço é obtido em regiões que contenham ar, recobertas por
membrana flexível, como o estômago.

( ) Trata-se do golpeamento com um dedo a borda ungueal ou a superfície


dorsal da segunda falange do dedo médio ou indicador da outra mão, que se
encontra espalmada e apoiada na região a ser examinada.

c) V – F – F – V

3. (UPE/2015) Quanto à anamnese, analise as afirmativas abaixo:

I. É pela anamnese que se estabelece a relação paciente profissional, e por


meio dela, são investigados sintomas, antecedentes pessoais, hábitos de
vida e condições socioeconômica e cultural.

II. Não existe relação entre anamnese e o exame físico, pois, a anamnese é o
assunto que é soberano em relação ao exame do paciente.

III. São elementos que compõem a anamnese: identificação, queixa


principal, história da doença atual, interrogatório sintomatológico,
antecedentes pessoais e familiares e hábitos de vida.

-
23
Anamnese

 Segundo Porto, 2001, Anamnese significa Ana=trazer de


volta, recordar mnese= memória, e é realizada através da
técnica da entrevista
 Primeira fase de um processo, no qual coleta-se destes
dados, permite ao profissional de saúde identificar
problemas, determinar diagnósticos, planejar e
implementar a sua assistência

Exame Físico
 Etapa relevante para o planejamento do cuidado do enfermeiro,
busca avaliar o cliente através de sinais e sintomas,

 Procurando por anormalidades que podem sugerir problemas no


processo de saúde e doença
Deve ser realizado de maneira sistematizada, no sentido cefalo-
caudal, através de uma avaliação minuciosa de todos os
segmentos do corpo utilizando as técnicas propedêuticas:
inspeção, palpação, percussão e ausculta.

-
24
3. (UPE/2015)

Está(ão) CORRETA(S)

a) apenas I e III.

b) apenas a II.

c) apenas I e II.

d) I, II e III.

e) apenas II e III.

4. (HOB/CONSULPLAN/2015) A ausculta pulmonar consiste em ouvir os sons


respiratórios com o diafragma do estetoscópio durante o ciclo respiratório.
Estes podem ser fisiológicos ou adventícios. Assinale a alternativa que indica
som respiratório fisiológico.
Passagem de ar → canais estreitos → líquidos/secreções
a) Roncos

b) Estridor Respiração ruidosa

c) Estertores Finos e Grossos

d) Broncovesicular

-
25
5. (UFG/2015) O exame físico ou a avaliação física é parte integrante da
coleta de dados. Para realização do exame físico do abdome, é necessário
dividir topograficamente o abdome para facilitar a descrição e localizar
pontos de referência e órgãos. No andar hipogástrico do abdome,
localizam-se as seguintes regiões:

a) hipocôndrio direito e esquerdo e epigastro.

b) flancos direito e esquerdo e região umbilical.

c) inguinais direita e esquerda e região suprapúbica.

d) quadrantes superior direito e inferior direito.

6. (IOBV/2015) O exame geral é um estudo da pessoa como um todo,


incluindo o estado geral de saúde e quaisquer características físicas
evidentes. Parâmetros objetivos são aplicados na avaliação do exame geral,
porém estes se aplicam à pessoa como um todo, e não somente a um sistema
corporal. Alguns aspectos podem ser levantados durante o exame geral
dentre eles os relacionados as estruturas corporais, que são:
a) Marcha e a amplitude dos movimentos.
b) Estatura, nutrição, simetria, postura, posição corporal, deformidades físicas
evidentes.
c) Expressão facial, fala, humor e afeto, vestuário e higiene pessoal.
d) Idade, desenvolvimento sexual, nível de consciência, cor da pele, traços
faciais.

-
26
7. (UFPI/COPESE/2015) Ao realizar o exame físico da região abdominal, o
enfermeiro deve saber reconhecer alterações nos parâmetros de normalidade.
Marque a assertiva CORRETA em relação aos achados no exame desta região.
a) Ao percutir a região abdominal, o timpanismo é considerado disfunção
orgânica, principalmente em nível de epigástrio.
b) Os ruídos intestinais podem estar alterados na diarreia e na obstrução
intestinal.
c) Na inspeção abdominal, é normal identificar aperistalse e assimetria.
d) A identificação de hérnias, abaulamentos e tumores viscerais provocam
alterações abdominais simétricas.
e) A palpação abdominal deve ser feita no sentido horário iniciando do ponto
doloroso.

8. (FUMUSA/ CAIPIMES/ 2014) Em relação à verificação da altura e peso do


paciente adulto, leia as frases abaixo e a seguir assinale a alternativa que
corresponde a resposta correta.

I- A balança a ser utilizada deve ser previamente aferida (nivelada, tarada)


para a obtenção de valores mais exatos e destravada somente quando o
paciente encontra-se sobre ela.

II- O piso da balança deve estar sempre limpo e protegido com papel-toalha,
evitando que os pés fiquem diretamente colocados sobre ele.

-
27
8. (FUMUSA/ CAIPIMES/ 2014)

III- Para obter um resultado correto, deve ser orientado a colocar o calçado e
manter os braços livres. O paciente deve estar com o mínimo de roupa
possível
IV- O paciente deve ser pesado com o mínimo de roupa e sempre com peças
aproximadas em peso.

a) Todas as frases estão corretas


b) Apenas as frases I e II estão corretas
c) Apenas as frases I, II e IV estão corretas
d) Apenas as frases I, II e III estão corretas

9. (EBSERH/HULW-UFPB/Instituto AOCP/2014) Durante o exame físico de


paciente com suspeita de apendicite, o enfermeiro palpou o
quadrante inferior esquerdo do abdômen do paciente e, como resultado, o
paciente apresentou dor no quadrante inferior direito. Diante disso, o
paciente é positivo para o sinal de:

a) Rovsing.
O profissional coloca as mãos na cicatriz umbilical , deslizando-as
obliquamente em direção da região da fossa ilíaca direita. Em
b) Blumberg. seguida, o profissional descomprime, buscando essa região para
detectar a presença ou não de dor. A presença de algia evidencia
quadros de inflamação do apêndice;

-
28
9. (EBSERH/HULW-UFPB/Instituto AOCP/2014)

dá positivo quando da compressão da fossa ilíaca direita o


c) Psoas. paciente eleva o membro inferior direito;

é um reflexo no qual os dedos do pé se estendem e, em


d) Babinski. seguida, se abrem em um movimento parecido com o de um
leque;

é uma dor no membro inferior e acontece quando flexionamos a


e) Laségue. coxa sobre a bacia. Teste mais utilizado para detectar a
compressão mecânica e inflamação das raízes lombares por
hérnias discais protusas e extrusas

10. (IDECAN/2015) “Ao examinar o paciente MSV, 23 anos, que relata perda
do apetite, febre baixa e náuseas e iniciou com forte dor abdominal, o
enfermeiro percebe que, durante a palpação do abdômen sob o ponto de
McBurney, há expressão facial de dor e defesa voluntária. Algumas horas
depois, o paciente foi encaminhado para o centro cirúrgico para a remoção do
apêndice.” O ponto de McBurney se localiza no quadrante

a) Inferior direito

b) Superior direito

c) inferior esquerdo

d) Superior esquerdo

-
29
11. (Prefeitura de Espera Feliz-MG/IDECAN/2014) O exame físico da cabeça
e do pescoço determina a presença de deformidades ou indícios de
traumatismos e revela a integridade das estruturas do pescoço e do sistema
linfático. Com base nas informações apresentadas, assinale a alternativa
INCORRETA.

a) A assimetria da boca indica lesão do nervo óptico.


Facial

b) O nistagmo é reflexo do sistema vestibular sobre a movimentação ocular.

c) Normalmente, a cabeça é mantida erguida, imóvel e na linha média do


tronco.

11. (Prefeitura de Espera Feliz-MG/IDECAN/2014)

d) A cabeça ligeiramente caída para um lado pode indicar perda auditiva ou


visual unilateral.

e) A assimetria em todo um lado da face é indício de paralisia do nervo facial


(fraqueza do nervo).

-
30
12. (Prefeitura de Sumé-PB/ UFCG-COMPROV2014) Qual das alternativas
abaixo não se refere a forma de palpação que pode ser utilizada no exame
físico: Golpeamento de determinadas regiões
utilizando-se o dedo médio de uma mão
a) Dígito-digital sobre a região avaliada e o da outra mão
realizando golpes sobre a base de falange
distal ; PERCUSSÃO

b) Puntipressão É a compressão com objeto pontiagudo


em um ponto do corpo;

É a compressão de uma área com o dedo


c) dígitopressão indicador ou polegar;

12. (Prefeitura de Sumé-PB/ UFCG-COMPROV2014)

Pressiona-se a lesão com um vidro,


d) vitropressão provocando isquemia local, isso permite
distinguir o eritema da púrpura ou de
outras manchas vermelhas;

Com uma mecha de algodão, roça-se de


e) fricção com algodão leve um seguimento cutâneo,
procurando ver como o paciente sente;

-
31
13. ( Instituto Federal de Sergipe - IF-SE/DOM CINTRA/2014) No exame
físico, nas seis áreas definidas da parede torácica, o enfermeiro só não
deverá auscultar a seguinte área:

a) apical

b) aórtica

c) pulmonar

d) epigástrica

14. (Hospital Regional Norte / Sobral – C/ Instituto Cidades/2012) Para a


escolha de um vaso para realização de acesso venoso periférico,
considerando as técnicas básicas do exame físico, o enfermeiro deve
realizar primeiramente:

a) Ausculta.

b) Inspeção. Inspeção Ausculta Percussão Palpação

c) Palpação.

d) Percussão.

-
32
15. (Hospital Estadual de Presidente Prudente (HEPP)/IBFC/2014)
Considerando a avaliação da coloração da pele, durante o exame físico, leia as
frases e a seguir assinale a alternativa correta.

I - A cor normal da pele depende principalmente de quatro pigmentos: a


melanina, o caroteno, a oxiemoglobina e a desoxiemoglobina.

Desoxiemoglobina
II - Quando ocorrem grandes concentrações de oxiemoglobina nos vasos
sanguíneos da pele, tornando-a de coloração azulada, há um quadro
denominado cianose, podendo ser um sinal que indica má perfusão.

15. (Hospital Estadual de Presidente Prudente (HEPP)/IBFC/2014)

III. Para a verificação de icterícia devem ser observadas as escleróticas, as


conjuntivas palpebrais, os lábios, o palato duro e embaixo da língua.

IV - A cianose pode ser avaliada por meio da observação dos lábios, da


mucosa bucal e da língua. Além disso, pode ser verificada pelo enchimento
capilar das extremidades, apertando a polpa digital e observando o tempo
de retorno da circulação nesse local.

b) Apenas I, III e IV estão corretas.

-
33
16. (NUBES/2015) Na realização do Exame Físico Cardíaco, o Enfermeiro
realiza a avaliação do ICTUS CORDIS, com relação ao Exame Físico do ICTUS
CORDIS é incorreto afirmar:

a) Sua localização pode variar de acordo com o biótipo de cada individuo ou


em casos como enfisema pulmonar ele pode ser visível ou não.

b) Quando sua palpação ocorre com 3 ou mais polpas digitais confirma-se a


presença de hipertrofia ventricular esquerda.

c) Ictus cordis propulsivo é o termo usado quando a mão do avaliador sobre a


região levanta-se a cada batimento cardíaco.

16. (NUBES/2015) O choque de ponta desloca – se 1 a 2


cm com as mudanças de posição.
d) Sua localização deve ser exata e sua mobilização não deve ocorrer a não ser
que haja aderência folhetos pericárdicos.
O ICTUS não se desloca nesse caso. Este dado é de pouca importância
pratica.

-
34
Gabarito
1-D 9-A
2-C 10 - A
3-A 11 - A
4-D 12 - A
5-C 13 - D
6-B 14 - B
7-B 15 - B
8-C 16 - D

-
35

Você também pode gostar