Você está na página 1de 4

Sistema de Suspensão

Em um primeiro momento pode parecer bem simples, quando se fala em


suspensão muitos resumem em amortecedor e molas. Onde na verdade é
muito mais que amortecedor e molas, composta por vários componentes que
tem uma influência direta no comportamento do veículo em diversos aspectos.

Além desses componentes existem vários tipos de suspensão, pensadas e


desenvolvidas para cada tipo de veículo levando em conta vários pontos como,

Custo final, aplicação, dentre outros fatores.

O proprietário do veículo deve ter pelo menos entendimento básico do sistema


e da composição da suspensão, assim saberá identificar problemas e como
proceder no caso da suspensão.

Definição de Suspensão

É um conjunto de vários componentes que tem atuação integral fazendo a


ligação de chassi as rodas, dessa forma garantindo sempre que estejam com
contato com o solo, absolvendo os impactos sofridos pelas rodas, mantendo o
conforto de todos os ocupantes do veículo independente da estrada que esteja
rodando mantendo também a estabilidade nas curvas.

Seu sistema é composto por vários componentes flexíveis dentre eles os mais
conhecidos são amortecedores, molas, bandejas e barra estabilizadora. Esse
conjunto todos atuam para realizar o mesmo objetivo, manter o conforto aos
passageiros, estabilidade e segurança do veículo.

Tipos de suspensão

As industrias automotivas vem de um estado de evolução continua, fabricação


de novos modelos e novos motores, já em relação a suspensão não está sendo
diferente, fazendo parte dessas mudanças, no mercado atual existem inúmeros
tipos de suspensão.

Mesmo sendo por desempeno ou custo cada projeto de veículo tem a


necessidade de obter uma suspensão especifica. Isso é feito para que possa
garantir a entrega dos melhores modelos em relação a custo benefícios e
segurança, tornando uma competição no mercado automotivo.

Suspensão Ativa
Suspensão passiva já mais conhecida, por meio de parâmetros fixo ela tem
como característica reagir as imperfeiçoes do solo através de seus parâmetros
que visa sempre melhorar o desempenho do veículo.

Já a suspensão ativa é desenvolvida por sensores, eles coletam dados que são
enviados para Atuadores que trabalham de acordo com as imperfeiçoes
encontradas, eles atuam erguendo ou baixando o chassi de forma
independente nas rodas fazendo com isso que diminua a sensação de impacto
no interior do veículo, além de melhorar habilidade de manobras, aceleração e
frenagem do veículo.

Com esse sistema, as informações a suspensão terão resposta mais rápidas


com imperfeições no solo por parâmetros variáveis de reação. Pela tecnologia
nela implantada permitindo que a suspensão antecipe as irregularidades
recebe o nome de “ATIVA”, por ter um alto custo, complexidade no mecanismo
de funcionamento e sua constante necessidade de manutenção essa
tecnologia só está saindo de fábrica em alguns carros específicos.

Suspensão ativa AUDI A8


Eixo Rígido

Sistema mais antigo de suspensão simples e utilizado em maior escala. Sua


fixação é feita no chassi e possuem uma barra muito resiste que liga as duas
rodas, tonando assim a suspensão mais pesada.

Esses modelos de suspensão são mais usados em veículos militares e off


road, os veículos de passeio que saem de fábrica possuem o sistema de
suspensão independente tendo um comportamento mais dinâmico e
confortável.

Sua composição de ferro fundido sendo o principal componente da suspensão,


é muito penalizado por conta do eixo de massa não suspensa, seu eixo tem
grande influência nisso, não podendo ser leve pois o mesmo poderia se
romper.

Por sua grande massa e rigidez acaba afetando também a absorção das
vibrações isso acaba sendo sentida pelos ocupantes do veículo, inclusive
motorista, em muitos casos para que acontece um alivio nesse problema são
instalados amortecedores de direção.

Você também pode gostar