Você está na página 1de 3

Curso de Terapia Ocupacional

Disciplina: Terapia Ocupacional Baseada em Evidências 2


Aluno: Hoffman Miranda de Oliveira – 190042869
Professora: Letícia Meda Vendrusculo Fangel

Módulo 1 – O que é Prática Baseada em Evidência?


Tarefa 1

1- Escolha uma ideia de interesse (um recurso, uma doença, uma


intervenção, um problema) em relação ao atendimento de terapia
ocupacional.
O Risco de quedas de idosos durante a realização de atividades de vida
diária

2- Elenque o PICO para auxiliar na sua pesquisa. Apresente o PICO


escolhido.
P = Idosos
I = Intervenção em Terapia Ocupacional em Idosos relacionado ao
desempenho e segurança em suas atividades
C = Não intervenção
O = Melhor funcionalidade e segurança no desempenho de atividades de
vida diária em Idosos

3- Apresente um artigo escolhido por meio do PICO que você realizou.


Apresente um resumo do artigo.
Souto JF, et al. Medo de quedas e atividades avançadas da vida diária em
idosos. Rev Ter Ocup Univ Sao Paulo. 2018 set.-dez.;29(3):215-22.

Por meio do artigo citado, é entendido que a forma no qual os idosos


estão inseridos em seus contextos reduz ou agrava suas possibilidades de
queda durante suas atividades, o medo aqui entendido como uma proteção
natural e instintiva das quedas é também algo importante em suas
ocupações, principalmente para o idosos. De acordo com Souto (2018, p. 6)
“É sabido que não só o estado físico e as habilidades atuam na
autoeficácia, como também a influência social, as experiências prévias e
a observação da experiência de terceiros. Sendo assim, é possível supor
que os idosos com pior funcionalidade para as AAVD estão sendo
privados de experiências que aumentam as chances de ter medo de
quedas. Pode-se supor ainda que estes estão se esquivando dessas
atividades, uma vez que a autoeficácia também pode funcionar como
preditora de comportamentos futuros.”
Portanto a estratégia descoberta para melhor adequação de
desempenho e segurança para os idosos é da autoconscientização e
regulação da autoeficácia que possui. Segundo Souto (2018, p. 5) “pode-
se supor que indivíduos mais velhos podem selecionar as AAVD para as
quais são mais competentes e que exigem menos de seus recursos
físicos, emocionais e sociais. Assim, a diminuição no nível de atividades
seria um processo seletivo benéfico no sentido de que os recursos do
idoso poderiam ser reservados para as funções associadas a maior bem-
estar; promovendo minimização de perdas e a maximização dos
ganhos.”

4- Este artigo respondeu ao seu PICO? E a ideia inicial (problema) que


você elencou? Sim, respondeu

5- Em uma reflexão crítica. Este artigo lhe ajudaria na prática clínica?


Justifique.

Ajudaria, sem dúvidas. O esclarecimento da importância e ao mesmo


tempo o perigo da autoeficácia que os idosos possuem será muito útil para
minha prática clínica, entendendo o contexto e a origem das perigosas
quedas que acometem os idosos em suas atividades de vida diária, tal
conhecimento guiará minhas intervenções e auxílios para com os idosos.

Você também pode gostar