Você está na página 1de 30

30 ABR 2020

TITULAR:
ATA - ASSOCIAÇÃO DO TURISMO DE ALDEIA
ALDEIAS DE PORTUGAL

CONCEITO
Rede nacional de aldeias turísticas situadas em espaço
rural com atividade no sector primário, que mantém uma
vivência quotidiana pautada pela presença de pessoas e
atividades permanentes na aldeia e áreas envolventes.

A pertença a esta rede traduz-se num incentivo à melhoria


permanente da oferta da rede, sem esquecer as diferentes
dinâmicas de cada aldeia e o principal capital, a
comunidade.

Pretende-se oferecer ao visitante uma experiência rural,


através da comunidade da aldeia.
ATUAL DESAFIO
Organização de estrutura interna, reposicionamento institucional
e de produto/marca ao nível nacional e, em simultâneo, a gestão
e implementação de conteúdos.
PROJECTO COOPERAÇÃO
INTERTERRITORIAL PDR|LEADER
CLASSIFICAÇÃO E
DINAMIZAÇÃO DAS
ALDEIAS DE PORTUGAL
(ASSISTÊNCIA TÉCNICA ATA)
ESTRATÉGIA
Programas ancorados em 3 pilares fundamentais,
organizar, qualificar e comunicar
sustentados numa atitude permanente de ideia coletiva
(ou envolvimento) e com os destinatários corretamente identificados.
PRINCÍPIOS
IDENTIDADE - Compromisso com/da comunidade

Alavancar memória e identidade local, como recursos para promoção e


preservação da aldeia. Construir uma ideia coletiva para a aldeia.

ENVOLVIMENTO - Trabalho com as pessoas

Garantir a participação e compromisso de toda a comunidade na construção do


projeto de aldeia. Deve ser capaz de explorar a devoção à aldeia, dos seus
habitantes, filhos da terra e grupos locais. O seu investimento pessoal no projeto é
a garantia da sua continuidade. Cada beneficiário deverá contribuir com o seu
trabalho para o sucesso, defesa e promoção da sua aldeia, evidenciando o
sentimento de pertença.

LEGADO - Assegurar o futuro


Desenvolver novas competências na aldeia, que assegurem a continuidade e
sustentabilidade das iniciativas e “alertar” os filhos da terra.

REDE
Vários níveis de interação
MATRIZ DE IMPLEMENTAÇÃO
TAREFAS
FASES ATIVIDADES OBJETIVOS
O QUÊ Duração Quem Dinamiza
CARACTERIZAR E DESCREVER O POTENCIAL DA ALDEIA,
PREENCHIMENTO FORMULÁRIO PRÉ-CANDIDATURA + PLANTA Formulário a fornecer pela ATA- Selecção Prévia 15 dias ADL/Município/JF
IDENTIFICANDO OS SEUS FACTORES DISTINTIVOS
1
ADESÃO Á MARCA INSTRUÇÃO DO PROCESSO DE ADESÃO complilação da informação para instrução do processo 1 mês ADL/Município/JF
VALIDAR O POTENCIAL DA ALDEIA E DOS SEUS PROMOTORES
2 VISITA Á ALDEIA E PARECER Relatório e Decisão 15 dias ATA

CONSTITUIR O GT ALDEIA (GT) IDENTIFICAÇÃO DOS ATORES CHAVE ADL/Município/JF


CO-CONSTRUÇÃO DA IDEIA COLETIVA – ESTRATEGIA
3 2 meses
DINAMIZAÇÃO ALDEIA CONSTRUÇÃO E PARTILHA DE PERCEÇÕES SOBRE OPORTUNIDADES E DESAFIOS ADL/Município/JF
ENVOLVER E MOBILIZAR A COMUNIDADE
I ENCONTRO NA ALDEIA GT + ATA
ORGANIZAÇÃO DOS
MAPEAR E INTEGRAR COMPETÊNCIAS DISTINTIVAS E ANÁLISE DAS COMEPTÊNCIAS DISTINTIVAS E IDENTIFICAÇÃO DA DISPONIBILIDADE
RECURSOS ADL/Município/JF
MOTIVAÇÕES ESPECÍFICAS DA POPULAÇÃO PARA AS ATIVIDADES
4 INVENTARIAÇÃO DE RECURSOS 1 mês
REGISTO DAS MEMÓRIAS DA ALDEIA REGISTO DAS MEMÓRIAS E ENQUADRAMENTO CIÊNTIFICO NA HISTÓRIA DE P FCUNL
IDENTIFICAR PRÁTICAS A INTEGRAR VISITA A CASOS DE BOAS PRÁTICAS OU II ENCONTRO ALDEIA GT+ ATA
5 DEFINIÇÃO PLANO DE VALORIZAÇÃO DA ALDEIA DEFINIR PROPOSTAS E APRESENTAR PLANO III ENCONTRO NA ALDEIA 1 mês GT+ ATA

6 GERAÇÃO DE COMPETÊNCIAS E PRODUÇÃO DE CONTEUDOS DESENVOLVER COMPETÊNCIAS NA COMUNIDADE,


QUALIFICAÇÃO Qualificação de Artes e Ofícios Tradicionais, Almoce e Jante Connosco, … 6 meses A contratar
(PRODUTOS ALDEIAS) COLETIVIDADES OU EMPRESAS

Aplicar competências obtidas em eventos externos - inter aldeias ou na


EVENTOS INTER E INTRA-ALDEIAS 4 meses A contratar
DEMONSTRAÇÃO 7 DEMONSTRAR E AVALIAR RESULTADOS aldeia/freg/concelho
AVALIAÇÃO DE RESULTADOS E IMPACTOS IV ENCONTRO NA ALDEIA 1 mês ADL
CONDIÇÕES DE ADESÃO À REDE
ALDEIAS DE PORTUGAL

CLASSIFICAÇÃO BASE
CRITÉRIOS GERAIS DE ADMISSÃO
• Interesse natural / cultural
• Características do edificado e o seu
estado de conservação
• Habitantes e vivência social
• Acessibilidade rodoviária
• Estacionamento
• Serviços de saúde
• Oferta turística
ALDEIAS DE PORTUGAL

CLASSIFICAÇÃO
FASES DO PROCESSO
FASE 1 - Apresentação de Pré-candidatura FASE 3
Preenchimento do formulário + Visita técnica da comissão de avaliação
Planta de limitação da aldeia à escala
1:10.000. FASE 4
Se aprovado, passa à fase 2. Decisão sobre a admissão e tipo de
Em situação contrária, o proponente tem classificação atribuída
10 dias para contestar a decisão.
FASE 5 (Revisão da Classificação) – 4 anos
FASE 2
Formalização do Processo de Admissão.
CLASSFICAÇÃO AP|FORMULÁRIO PRÉ CANDIDATURA
CLASSFICAÇÃO AP|FORMULÁRIO PRÉ CANDIDATURA
ALDEIAS DE PORTUGAL

FORMALIZAÇÃO DO PROCESSO DE ADMISSÃO


FASE 2 ELEMENTOS PARA APRESENTAÇÃO E FORMALIZAÇÃO DE CANDIDATURAS

• Evidências de todas as ofertas turísticas referidas no formulário de candidatura


• Documento de justificação do interesse da aldeia
• Relatório de caracterização arquitectónica
• Levantamento fotográfico detalhado da aldeia, a sua envolvente e dos fatores de atracão
• Apresentação de licença de funcionamento de todas as unidades económicas
• Informação pormenorizada sobre as atividades de animação turística existente
• Informação sobre os produtos locais, indicação de quais são e os seus pontos de venda
• Planta de localização e base cartográfica da aldeia
• Informações complementares de interesse
características do edificado
Interesse natural /
e seu estado de Ofertas turísticas Vivência social Acessibilidade Serviços de saúde
cultural
conservação
ALDEIAS25%
DE PORTUGAL 20%
– CRITÉRIOS
min de 8 ofertas turísticas DE CALSSIFICAÇÃO
40% BASE5% 5% 5%
EXCELENTE - 81 a 100%
percursos pedestres(por cada AE, IP ou IC -
das edificações com Património da
8 10 em bom estado de 1 km Superior a 100 5 menos de 10 10 10
arquitetura tradicional e em Humanidade
conservação 2 pontos) minutos
bom estado de conservação
hospital a 30 minutos
percursos BTT (2 pontos, por AE, IP ou IC - 11
MUITO BOM - 61 a 80% 6 Reserva da Biosfera 9 3 km 71 a 100 residentes 3 8 hospital a 60 minutos 6
cada) a 20 minutos

Parque Nacional / ecovia / ciclovia igual aos


BOM - 51 a 60% AE, IP ou IC - 20 centro de saúde com
4 Natural / conj. Arq. 8 trilhos - por cada 5 kms - 2 3 km 36 a 70 residentes 2 6 6
a 40 minutos urgência a 30 minutos
Nacional/ Geoparque pontos)

monumentos ou sítios
Reservas Naturais /
MÉDIO - 36 a 50% classificados (por cada AE, IP ou IC - 41 centro de saúde com
2 paisagem Protegida / 6 1 km 1 a 35 residentes 1 4 4
monumento classificado 2 a 60 minutos urgência a 60 minutos
con. Int. Publico
pontos)

Monumento Natural/ AE, IP ou IC -


miradouros (por cada - 0,5 não tem residentes nem centro de saúde a 30
FRACO - menos de 35% 0 rede natura 2000 / int. 4 1 km 0 mais de 60 0 4
pontos) vivência social minutos
Municipal minutos

praia fluvial (por cada - 2 apenas acesso centro de saúde a 60


3 km 0 2
pontos) pedestre minutos

zona de lazer (por cada - 1 estacionamento posto médico a 30


3 km 2 2
ponto) para autocarros minutos

monumentos ou sítios posto médico a 60


1 km 1
interpretados (1 ponto) minutos
centro de interpretação,
Pontuação Min. Total = 15 núcleos museológicos,
3 km
não tem serviços de
saúde a menos de 60 0
actividades criativas, loja
minutos
produtos (2 pontos)
ALDEIAS DE PORTUGAL

CRITÉRIOS PREMIUM
»» Classificação base Aldeia de
Portugal
+ Alojamento turístico
+ Estabelecimentos de restauração e
bebidas
+ Pontos de venda de produtos locais
ORGANIZAÇÃO DOS RECURSOS
ATA | ALDEIAS DE PORTUGAL

1. CO-CONSTRUÇÃO
DA IDEIA COLECTIVA
CONSTITUIR O GRUPO DE TRABAHO
ENVOLVER E MOBILIZAR A COMUNIDADE
(1º ENCONTRO NA ALDEIA)-CONSTRUÇÃO
E PARTILHA DE PERCEPÇÕES SOBRE
OPORTUNIDADES E DESAFIOS

2. INVENTARIAÇÃO DE
RECURSOS
MAPEAR E INTEGRAR COMPETÊNCIAS
DISTINTIVAS E MOTIVAÇÕES ESPECÍFICAS
REGISTO DAS MEMÓRIAS DA ALDEIA
IDENTIFICAR PRÁTICAS A INTEGRAR (2º
ENCONTRO ALDEIA)
20
ATA | ALDEIAS DE PORTUGAL

3. DEFINIÇÃO DO
PLANO DE
VALORIZAÇÃO DA
ALDEIA

21
QUALIFICAÇÃO
EXPERIÊNCIA RURAL
(ex: pastoreio, ciclo do pão com oficina de produção do pão e outras oficinas gastronómicas;
oficina de artes e ofícios tradicionais: música, dança, artesanato; participação em atividades
agrícolas-vindima, sementeira, colheitas, dar de comer aos animais)
1. Identificação
2. Capacitação
3. Monitorização
4. Colocação em plataformas de comercialização
CAPACITAÇÃO
Qualificação de Artes e Ofícios Tradicionais
Contratação de criativos para inovação na gastronomia, dança, música ou artesanato
(oficina a selecionar)
PRODUTOS ALDEIAS DE PORTUGAL
Organização, Qualificação/capacitação, Monitorização e Comunicação
dos seguintes produtos:
1. Almoce e Jante Connosco
2. Grande Prémio Carrinhos de Rolamentos Aldeias de Portugal
3. Férias na Aldeia
4. Aldeias Criativas
5. Turismo Acessível
6. Memória da Aldeia
7. Aldeias de Tradição (produto turístico)
PACK ALDEIAS
PRODUTO TURÍSTICO ALDEIAS DE TRADIÇÃO
ALOJAMENTO; REFEIÇÕES; EXPERIÊNCIA/PRODUTO
DEMONSTRAÇÃO / COMUNICAÇÃO
EVENTO PROMOCIONAL
Referente a 1 fim-de-semana
Inclui programação e logística, transporte de grupos, aluguer de mobiliário
MARKETING E
COMUNICAÇÃO
Design, fotografia e vídeo, site e redes sociais, publicações, material promocional
OBRIGADA!
Teresa Pouzada
ata@ata.pt
963587997

Você também pode gostar